Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Enem 2016 – Mais de 4 milhões já inscritos

enemem

Mais de 4 milhões de candidatos já fizeram a inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Até a manhã de segunda-feira, 16, com uma semana de sistema aberto, foram registrados 4.109.314 de inscritos. Os ainda interessados em participar do exame, marcado para novembro, têm prazo até as 23h59 (horário de Brasília) de sexta-feira, 20.

No momento da inscrição, os candidatos precisam informar um número de telefone, fixo ou celular, válido. Também é necessário cadastrar um endereço eletrônico (e-mail), que não pode ser usado por outro participante. O sistema de inscrição determina ainda a criação de pergunta e resposta de segurança para o acesso. É importante também que o número de CPF e a data de nascimento informados durante a inscrição estejam de acordo com os dados na base da Receita Federal.

(Com Agências)

Sob nova direção a Secretaria da Previdência

“A Secretaria da Previdência será comandada por Marcelo Abi-Ramia Caetano, informou hoje (17) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Abi-Ramia Caetano é economista do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) desde 1997 e membro do Conselho Editorial do Journal of Social Policy, publicado pela Cambridge University Press.

“Caetano é um membro respeitado desta área, economista do Ipea desde 1997”, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao anunciar o nome do secretário. O ministro destacou aque Marcelo Abi-Ramia Caetano foi coordenador-geral de Atuária do Ministério da Previdência.

Ele concluiu a graduação em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no início dos anos 1990. Finalizou o doutorado em economia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Iniciou a carreira profissional como professor de introdução à economia e de macroeconomia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e PUC-RJ na metade dos anos 1990.”

(Agência Brasil)

Cearense assume a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Minfaz

mansuetot

O novo Secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda é Mansueto Facundo de Almeida Jr. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 17, pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, Mansueto é  formado em Economia pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP). Cursou Doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge, nos Estados Unidos, mas não defendeu a tese. É funcionário licenciado do Banco Central.

É técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), tendo assumido os seguintes cargos em Brasília: coordenador-geral de Política Monetária e Financeira na Secretaria de Política Econômica no Ministério da Fazenda entre 1995 e1997, assessor da Comissão de Desenvolvimento Regional e de Turismo do Senado Federal, de 2005 a 2006 e assessor econômico do senador Tasso Jereissati.

(Agência Brasil)

Jorghe Rachid permanece à frente da Secretaria da Receita Federal

“Jorge Rachid continua à frente da Secretaria da Receita Federal. O nome foi confirmado pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na manhã de hoje (17), durante anúncio da equipe econômica do presidente interino Michel Temer. Rachid é formado em Administração pela antiga Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio de Janeiro, hoje Universidade Candido Mendes (UCAM).

Rachid Ingressou na Receita Federal como auditor-fiscal em 1986. Até 1995, trabalhou na área de fiscalização em Salvador. Assumiu, em Brasília, o cargo de Coordenador-Geral Substituto de Fiscalização da Receita em 1996 e dois anos depois assumiu o cargo de coordenador-geral de Fiscalização.

Entre 2003 e 2008, assumiu a Secretaria da Receita Federal (SRF), período durante o qual exerceu, cumulativamente, o cargo de Secretário da Receita Previdenciária (SRP), do Ministério da Previdência Social e de Presidente do Conselho Diretor do Centro Interamericano de Administrações Tributárias (CIAT). Foi na gestão de Rachi que houve a unificação das receitas Previdenciária e Federal, conhecida como Super Receita.

De setembro de 2009 a setembro de 2013, foi para os Estados Unidos para exercer o cargo de adido Tributário e Aduaneiro junto à Embaixada do
Brasil em Washington. Desde 2014, integra o Comitê de Peritos sobre Cooperação Internacional em Matéria Tributária da Organização das Nações Unidas (ONU).

Voltou a assumir o cargo de Secretário da Receita Federal do Brasil em 9 de janeiro de 2015.”

(Agência Brasil)

Governadores do Nordeste farão primeira reunião em clima de Era Temer

foto camilo governador ceará

Da Coluna Política, assinada pelo jornalista Érico Firmo, no O POVO desta quarta-feira:

Os governadores do Nordeste realizarão, nesta quinta-feira, a primeira reunião desde o início do Governo Michel Temer (PMDB). Será em Maceió (AL). Deverá entrar na pauta uma série de projetos que eram negociados no Governo Dilma Rousseff (PT) e que agora terão de ser articulados com a nova gestão. Puxa a fila a transposição do São Francisco.

A região, tradicionalmente, foi a que mais apoiou Dilma Rousseff e o PT. No ano passado, emitiu carta contra o impeachment.

O encontro será em Alagoas, estado governado por Renan Filho (PMDB), filho do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). E que tomou a dianteira para aproximar os gestores da região do presidente em exercício.

DETALHECamilo Santana (PT) estará presente a esse encontro, segundo a assessoria de imprensa do Palácio da Abolição.

Ex-assessor de Delcídio que grampeou Mercadante vira motorista do Uber

Marzagao

José Eduardo Marzagão deixou o relativo anonimato de que gozava como assessor de imprensa do então senador Delcídio do Amaral, cargo que ocupou desde a CPI dos Correios, para se tornar conhecido nacionalmente quando gravou uma conversa em que o ex-ministro Aloizio Mercadante insinuava que poderia conseguir “meios” de evitar que seu ex-chefe fizesse delação premiada na Lava-Jato.

Seu gesto impulsionou e deu elementos à colaboração de Delcídio, complicou a vida de Mercadante, que ainda pode responder a inquérito por tentativa de obstrução de Justiça, mas lhe valeu o emprego: Marzagão foi demitido do Senado pelo presidente Renan Calheiros (PMDB-AL).

Enquanto procura novo emprego como assessor de imprensa, Marzagão comemorava na noite de segunda-feira, nos bastidores do “Roda Viva”, uma virada profissional: acabara de receber a licença para atuar como motorista do Uber em Brasília. Essas corridas, certamente, serão repletas de histórias da política para contar aos passageiros.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Colunista do O POVO participará de seminário na UFC

161 1

emerson-maranhao

O jornalista Émerson Maranhão participará, nesta terça-feira, às 11h30min, no Auditório Rachel de Queiroz (Campus do Benfica) do I Seminário Conversas Empoderadas e Despudoradas sobre Gênero, Sexualidade e Subjetividades.

A realização é do Núcleo de Pesquisas sobre Sexualidade, Gênero e Subjetividade da Pós-Graduação de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará.

Émerson Maranhão falará de sua experiência à frente da coluna “Cena” G, publicada semanalmente pelo O POVO há dez anos.

Governador e uma agenda econômica

O governador Camilo Santana (PT) vai receber em audiência, às 10 horas desta terça-feira, no Palácio da Abolição, o novo superintendente do Banco do Brasil no Ceará, Castro Júnior.
Um encontro não só de cortesia, mas para tratar de alguns projetos do interesse do Estado.
À tarde, às 15h30min, Camilo visitará a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), que deve ser inaugurada ainda neste ano.

Decon faz mutirão online de renegociação de dívidas

O Decon e a Secretaria Nacional do Consumidor estão realizando, até o próximo dia 30, um mutirão online de renegociação de dívidas. A ação integra a III Semana Nacional de Educação Financeira.

Nesse mutirão, estão o Decon, Senacon, Banco Central, Sebrae, Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) e Serasa, que permitirão ao consumidor e ao microempreendedor individual (MEI) solicitar a renegociação de suas dívidas com instituições financeiras sem sair de casa, por meio da plataforma www.consumidor.gov.br.

Acesso

Para participar, o consumidor ou MEI devem acessar o site www.consumidor.gov.br e fazer o registro para receber um login e senha. A partir disso, basta selecionar uma instituição financeira cadastrada e formalizar a solicitação de renegociação de débitos. Após finalizar o registro, o fornecedor tem o prazo de até 10 dias para apresentar uma resposta.

 

Eleições 2016 – Prefeito vai entregar pacote de obras até 2 de julho

paulolvieirr

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), anunciou, durante entrevista, nesta manhã de terçpa-feiera, ao Programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares AM, que, até o começo de junho, vai inaugurar a UPA do Bom Jardim, a quinta do gênero.

Ele também adiantou uma agenda de inaugurações que ficou acertada quando da reunião que manteve, nessa segunda-feira, no Paço Municipal, com seu secretariado. As inaugurações ocorrerão até o dia 2 de julho, data limite imposta pela legislação eleitoral para entregar obras.

Roberto Cláudio informou que, além de assinar um pacote de ordens de serviços, entregar 72 obras. Na lista, 3.300 casas populares e 1.500 papéis da casa. No pacote ainda, uma Policlínica, sete postos de saúde, três binários (Messejana, Bela Vista e Parangaba), um novo trecho do Projeto Vila do Mar e uma nova etapa da urbanização do bairro Serviluz.

“Também vamos entregar 32 praças, três unidades de acolhimento para dependentes químicos, a requalificação urbana nos bairros Tatumundé, Marrocos, Curió, Tancredo Neves e José Walter, duas bibliotecas públicas, duas quadras poliesportivas, cinco Areninhas e seis grandes intervenções de drenagem nos bairros Curió, Guararapes, Jardim Guanabara, Maraponga e Parque Santa Rosa”, complementou o prefeito.

VAMOS NÓS – Em ano eleitoral, haja fôlego.

Fortaleza tem cerca de 500 casos de chikungunya

dengue 3

Fortaleza já registra cerca de 500 casos da febre chikungunya, segundo o gerente da Célula de Vigilância Ambiental da Prefeitura, Nélio Morais.

A ordem, diz ele, é reforçar ações contra o o mosquito Aedes aegypti, transmissor também da dengue que, conforme Nélio, está sob controle.

Ele informa que houve uma redução de 60% dos casos, mas avisa: “É preciso que estejamos sempre vigilantes”. Destaca que a Prefeitura reforçou visitas a imóveis.

 

BNB deve fechar acordo sobre passivo trabalhista

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

O Banco do Nordeste e o Sindicato dos Bancários do Ceará devem fechar acordo, ainda nesta semana, relacionado a um passivo trabalhista que dura cerca de 25 anos no âmbito judicial: pagamento da equiparação salarial do pessoal do BNB aos funcionários do Banco do Brasil.

Fala-se num passivo da ordem de R$ 1,5 bilhão que, pelo acordo em vias de ganhar o aval do sindicato, cairia para R$ 115 milhões e, assim, poderia ser liquidado.

O BNB nada fala sobre números, mas fontes garantem que, nestes tempos de crise e de ajuste fiscal, acordo do gênero seria a melhor solução para o banco e seus funcionários.

A propósito: Os funcionários do BNB darão sua posição final dia 24, em assembleia geral, a partir das 19 horas, na sede do Sindicato dos Bancários.

Nome do BC só sairá nesta terça-feira

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciará, nesta terça-feira (17). os nomes da equipe econômica, entre eles o de quem ficará à frente do Banco Central em sua gestão.

Após se reunir com o atual presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, nessa segunda-feira (16), Meirelles seguiu para o Palácio do Planalto.

O nome do ministro está entre os participantes da 3ª Semana Nacional de Educação Financeira, evento que ocorre no BC, mas, segundo a assessoria de imprensa da autarquia, ele não deve comparecer.

(Agência Brasil)

Reforma da Previdência – Temer cria grupo com centrais sindicais para discutir tema em 30 dias

“O presidente em exercício Michel Temer decidiu hoje (16) criar um grupo de trabalho com as centrais sindicais para apresentar, em 30 dias, uma proposta sobre a reforma da Previdência. Cada entidade terá dois representantes no colegiado, que terá a primeira reunião na próxima quarta-feira (18).

Embora tenham se manifestado reticentes a mudanças na aposentadoria, sindicalistas que participaram de reunião hoje com Temer se comprometeram a procurar soluções junto com o governo. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) não participaram do encontro por serem contrárias ao impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff.

O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antônio Neto, disse que as entidades podem até ser convencidas pelo governo, mas a posição inicial do setor é que não é necessária uma reforma na Previdência. “Achamos que não precisa, posso dizer com toda tranquilidade. Quando foi feita a 85/95 progressivo, já foi feita a maldade [nova fórmula de cálculo das aposentadorias]. Em 2026, ninguém mais no Brasil se aposentará com 65 anos (homem) e com 60 anos (mulher). É repetir o erro de novo. Aliás, todas mexidas da Previdência mexeram sempre com o todo dos trabalhadores.”

Alternativas

Na opinião das centrais sindicais, há alternativas de financiamento para a Previdência que não seja a mudança na idade dos trabalhadores para ter direito ao benefício, como o aumento da arrecadação por meio da formalização do trabalho e a criação de impostos por meio da legalização dos jogos de azar.

O presidente da Força Sindical, deputado Paulinho da Força (SD-SP), disse que Temer está disposto a negociar para resolver o problema. “Do nosso ponto de vista, esse acordo não pode tirar direitos. Direitos adquiridos não podem ser mexidos, não aceitaremos nenhuma retirada de direitos de quem está no mercado de trabalho. Mudança para quem vai entrar no mercado de trabalho, nós podemos discutir. [Ele] espera que em 30 dias chegue em um acordo. Se não chegar, ele pode adiar um pouco mais.”

Após o encontro, o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, disse que vai tentar sensibilizar as demais centrais a participar dos debates, porque, segundo ele, Michel Temer disse não querer deixar como legado a retirada de direitos dos trabalhadores.

“Este diálogo é fundamental. Querendo ou não querendo, está aí o governo colocado. Se não houver um debate profundo, quem vai sair prejudicado são todos os trabalhadores. Eles que estão pagando com o desemprego. Não podemos ter situação de impedimento do diálogo para que a gente possa solucionar a crise mais grave que a gente tem que é a do desemprego”, disse Patah.”

(Agência Brasil)