Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Produção de veículos cresceu 4,7% em julho

“A produção de veículos automotores aumentou 4,7% em julho com a produção de 189.900 unidades ante junho, quando saíram das fábricas 181.400 veículos, de acordo com balanço da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgado hoje (4), em São Paulo.

Na comparação com julho de 2015, a produção caiu 15,3%. No acumulado do ano, quando foram fabricados 1.205.041 de veículos, houve queda de 20,4%, porque nesse mesmo período do ano passado a produção chegou a 1.514.001.

“Houve alguns problemas pontuais em empresas que tiveram quebra de produção, mas, mesmo assim, houve esse aumento que reflete a elevação de vendas. Esse número poderia ter sido melhor se algumas empresas tivessem produção mais uniforme”, disse o presidente da Anfavea, Antônio Megale.

O licenciamento em julho chegou a 181.400 unidades, o que representou uma elevação de 5,6% ante os 171.800 vendidos em junho. Na comparação com julho do ano passado – quando foram vendidos 227.600 veículos, o licenciamento caiu 20,3%. No acumulado do ano foram comercializados 1.164.094 veículos, 24,7% a menos do que no mesmo período de 2015, quando foram vendidos 1.546.057.”

(Agência Brasil)

Presidente da Cerbras vai dizer onde pisa

analucia

O Instituto Brasileiro dos Executivos de Finanças (Ibef), regional do Ceará, promoverá, a partir das 18h30min desta quinta-feira, no auditório do Sebrae, o primeiro evento do seu Ciclo de Debates.

A empresária Ana Lúcia Bastos Mota, controladora da Cerbras (Cerâmicas do Brasil), falará sobre a trajetória de sucesso do grupo e que tipo de estratégias vem usando para ampliar seus negócios, mesmo com a crise econômica.

  • Mais sobre Ana Lúcia Bastos aqui.

Professor aponta contradições tassistas

178 3

Com o título “Tasso Jereissati, a sua aliança política e a perplexidade dos seus eleitores”, eis artigo do sociólogo e professor da UFC, João Arruda – também assessor municipal. Ele avalia a união Tasso-Eunício-Capitão Wagner em Fortaleza. Confira:

Está repercutido nas redes sociais, com muita insistência, a estranheza
dos fortalezenses com a exótica e extemporânea aliança do senador Tasso
Jereissati com o PR do Capitão Wagner e com o PMDB do senador Eunício
Oliveira.

Essa reação, por sinal, já era esperada. Desde o momento em que a mídia
começou a sinalizar que o PSDB poderia se unir ao PR do Capitão Wagner, os
simpatizantes do senador começaram a questionar a veracidade dessa
informação. Afinal de contas, a imagem negativa do Capitão Wagner, cuja
trajetória política se estruturou explorando diferentes dimensões da
violência e da criminalidade em nossa cidade, e as seguidas denúncias de
corrupção levantadas pela Operação Lava-Jato contra o senador Eunício
Oliveira, eram incompatíveis com a história e o discurso ético do senador
Tasso Jereissati, se chocando com o imaginário político construído pelo
fortalezense em relação a retidão e a coerência política de Tasso.

De fato, a confirmação dessa inusitada aliança contradiz a história
política do senador. A sua enigmática declaração de que a chapa Capitão
Wagner-Gaudêncio Lucena “é uma nova maneira de se fazer política (…) e
que vai começar uma nova trajetória em Fortaleza, Ceará, Brasil” deixou os
seus potenciais aliados atônitos, sem entender as reais motivações ou a
lógica dessa opção política.

Ora, o senador Tasso Jereissati foi a primeira grande vítima desse
projeto. Ele deve lembrar que, em 1997, no seu segundo governo, o nosso
estado foi palco de um motim de policiais militares extremamente
truculentos, espalhando pânico e insegurança em todo o Ceará.

Como tem boa memória, o ilustre senador deve lembrar dos aplausos que
recebeu da quase unanimidade dos cearenses quando, com muita determinação e fazendo valer a sua autoridade, sufocou os amotinados, tendo antes afirmado que: “Não negociamos com facções armadas, policiais bêbados que estão se transformando em verdadeiros marginais”.

O que causa espécie aos potenciais eleitores do senador Tasso Jereissati é
o fato dele se unir exatamente com aqueles que, no passado, ele
classificou de “corja de criminosos desqualificados”. Será que o senador
não percebe que está ali, naquela sublevação militar, que teve o seu ápice
em julho de 1997, a gênese desse projeto corporativista que hoje ele apoia
e que é capitaneado pelo Capitão Wagner?

Esse projeto é irresponsável e um desserviço para Fortaleza,
principalmente para os segmentos sociais que necessitam dos serviços
ofertados pela Prefeitura. É público e notório que o Capitão candidato não
tem um projeto para Fortaleza. Quem vem acompanhando a trajetória política dele sabe que ela foi construída e alimentada por motivações
corporativista. Ele, por sinal, não esconde de ninguém esses objetivos.

Como já deixou claro, a prefeitura é o grande meio para fortalecer o
Seu movimento. O jornalista Fábio Campos, em sua coluna no O Povo do dia
28/02, diz que o Capitão, ao ser cobrado por um grupo de policiais que
reclamava da agenda de candidato a prefeito em detrimento da categoria,
teria afirmado: “Com a prefeitura a gente elege quatro ou cinco deputados
estaduais brincando. A gente elege um da PM, um dos Bombeiros, um da
Polícia Civil… A gente vai ter profissionais da segurança lá suficientes
para nos representar. A gente precisa ter consciência da importância que é
a Prefeitura”.

É inadmissível que o senador Tasso Jereissati, detentor de uma apreciada
história política, possa ser conivente com esse projeto corporativo. É
lamentável que seja cúmplice de um projeto de poder sem nenhum compromisso com o bem estar dos Fortalezenses.

Os seus eleitores continuam confusos, sem entender a real motivação que o
levou a romper com a sua conhecida coerência política e ter optado por
alianças que contradizem a sua biografia como político e cidadão.
Infelizmente, parece que a sua razão foi ofuscada pelo ressentimento da
quebras de expectativas políticas ocorridas no passado.

Encerro fazendo referência a uma expressão que ouvi de um dos vereadores
que hoje compõem a nossa Câmara Municipal: “Nossa cidade nasceu de um
Forte, daí o nome Fortaleza, mas não tem nenhuma vocação para quartel”.

*João Arruda,
Sociólogo e Professor da UFC.

Fachin manda de volta para a cadeia prefeito solto por Lewandowski

foto stf Fachin

“No recesso parlamentar, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, decidiu soltar o prefeito de José Vieira da Silva, de Marizópolis (PB). Na ocasião, ele contrariou entendimento do plenário da corte, que desde o início do ano passou a determinar que condenações em segunda instância sejam executadas. Fora do recesso, o caso retornou a seu relator natural, o ministro Edson Fachin.

Como Lewandowski havia apreciado o mérito do pedido de habeas corpus do prefeito, Fachin adentrou o mérito. Indeferiu o pedido e mandou que o prefeito seja novamente recolhido à cadeia.

Para Fachin, a jusrisprudência do Supremo deve ser respeitada.
Seu voto, inclusive, joga um balde de água fria na tentativa de alguns ministros da corte que queriam a volta do sistema antigo. Na prática, aquele que permite infinitos recursos e décadas de processo antes de que alguém possa ser preso.”

(Veja Online)

Carlos Lupi chega para prestigiar convenção pró-RC

 

lupi rio

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, já está em Fortaleza. Veio participar da convenção que homologará, nesta noite de quinta-feira, no ginásio da Faculdade Ari de Sá, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) como postulante à reeleição.

Lupi foi recebido pelo presidente regional pedetista, o deputado federal André Figueiredo. Os dois almoçam em local não divulgado e tentam reverter decisão do governador Camilo Santana (PT) e do ex-governador Cid Gomes (PDT) que indicaram o deputado federal José Arnon como candidato a prefeito de Juazeiro do Norte (Região do Cariri), tendo Geovani Sampaio na vice.

“Estamos discutindo isso. Nosso candidato em Juazeiro é o Gilmar Bender. Vamos lutar por isso”, disse Figueiredo para o Blog.

 

MP do Ceará barra show de “MC Pedrinho”

mc-pedrinho

“Atendendo à ação proposta pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Eusébio, a juíza Rejane Alves, da 3ª Vara de Justiça da mesma cidade, decidiu pela proibição do show do adolescente Pedro Maia Tempester, de 13 anos, conhecido no meio artístico como “MC Pedrinho”. O evento estava previso para ocorrer na próxima sexta-feira, dia 5 de agosto, e o descumprimento da decisão acarretará em multa de R$ 1 milhão.

A promotora de Justiça Emilda Afonso de Sousa argumentou na petição inicial, que “as letras que fazem parte do repertório musical do adolescente são dotadas de nítida conotação sexual, alto teor de erotismo, pornografia, baixo calão e todo tipo de vulgaridade, incompatíveis com a condição peculiar de pessoa em desenvolvimento”. Além disso, segundo a representante do MPCE, o evento contraria todas as diretrizes do Estatuto da Criança e do Adolescente e legislações protetivas da infância e juventude.

Outro aspecto levantado é que o público-alvo do jovem funkeiro é composto, em sua maioria, por menores de 18 anos, desrespeitando também a integridade dos adolescentes que frequentariam esse show, “que são influenciados por letras perniciosas e dotadas de todo tipo de vulgaridades, cantadas por um adolescente de apenas 13 anos de idade, que acaba por servir de modelo aos demais, além de ser exposto fatos psicologicamente irreparáveis”, reforçou a promotora.

As apresentações do adolescente já foram vetadas em Fortaleza e em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo, em janeiro do ano passado. Devido à restrição na Capital cearense, os organizadores teriam deslocado o evento para Eusébio. Os pais do cantor, Wanderley e Ana Lee Tempester foram intimados da decisão, assim como o sócio-proprietário da casa de shows que sediaria o evento, o “Clubezão”, Norões Milfont.

(Site do MP-CE)

Jean Wyllys X Bolsonaro – Representações terão andamento no Conselho de Ética

jenn

Jean Wyllys X Jair Bolsonaro

Sem ter um Eduardo Cunha para se ocupar, o Conselho de Ética da Câmara deve dar prosseguimento, na semana que vem, aos casos contra Jair Bolsonaro e Jean Wyllys.

O primeiro é acusado de apologia à tortura por ter exaltado um dos generais da ditadura militar.

O segundo responderá por ter dado uma cusparada que deveria acertar Bolsonaro mas acabou atingindo os deputados Luiz Carlos Heinze e Sóstenes Cavalcante.

A expectativa é que o Conselho não puna Bolsonaro e dê uma advertência a Wyllys.”

(Veja Online)

Comissão Especial aprova por 14 a 5 parecer do impeachment

Por 14 votos a 5, a Comissão do Especial do Impeachment do Senado aprovou o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), favorável ao prosseguimento do processo e ao julgamento da presidenta afastada Dilma Rousseff por crime de responsabilidade. Com isso, a comissão encerra os trabalhos. Como já havia antecipado que faria desde que assumiu o colegiado, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi único que não votou.

Brasília - O relator Antonio Anastasia e o presidente da Comissão do Impeachment, Raimundo Lira, durante sessão para discutir relatório de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Na próxima terça-feira (9), o mesmo relatório será votado pelos 81 senadores no plenário da Casa. A sessão será presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. Para o relatório ser aprovado em plenário, são necessários votos da maioria simples dos parlamentares, ou seja, metade mais um dos presentes à sessão. Caso os senadores decidam pela continuidade do processo, Dilma será julgada no fim do mês, em data ainda a ser definida.

No julgamento final, os senadores terão de decidir se Dilma será afastada definitivamente do cargo e ficará inelegível por oito anos. Para aprovação, são necessários, no mínimo, 54 votos, em votação no plenário do Senado.

(Agência Brasil)

Escola Sem Partido – Que diabo é isso?

203 2

Com o título “Sem partido, sem ideologia e sem noção”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele repudia projeto de lei que quer criar a tal “Escola Sem Partido”. Confira: 

Vem crescendo a polêmica sobre o projeto de lei que tramita no Congresso Nacional – e que se reproduz como os Gremlins Brasil afora – visando proibir o que seus defensores chamam de “doutrinação ideológica” nas escolas. Para eles, o professor aparece como um sujeito assustador, pronto a levar os estudantes para as sendas escuras do “esquerdismo”.

O interessante é que o Escola sem Partido, que pretende salas de aula “sem ideologia” é defendido, por exemplo, por um movimento chamado Endireita Brasil, por pastores evangélicos e políticos conservadores. Para eles, “ideologia” é uma espécie de vírus, do qual estão livres da contaminação.

Mas a proposta é tão canhestra que até o ministro da Educação de Temer, Mendonça Filho – cuja primeira medida ao assumir a pasta foi receber o especialista em educação Alexandre Frota – está contra a sua implementação.

Para o ministro, os professores devem ter compromisso “com a amplitude do conhecimento” oferecido aos estudantes, mas entende que não será uma lei a resolver o problema. Ele disse ainda não conhecer nenhum país do mundo com legislação para “controlar posicionamento dentro da sala de aula”, vendo a “quase impossibilidade” em aplicar uma medida desse tipo.

No entanto, ao ser perguntado se, caso a lei seja aprovada, recomendaria o veto ao presidente em exercício Michel Temer, evitou responder diretamente.

O ministro disse que não iria “antecipar um posicionamento de um projeto” que ainda não foi votado, acrescentando que o presidente saberá como se comportar “tendo em vista o interesse geral de uma boa educação e de conceitos como pluralidade, liberdade e preservação do direito do estudante de conhecer todos pontos de vista históricos e ideológicos”.

Oremos.

PS. 1) As informações do artigo estão em entrevista do ministro ao G1 (http://goo.gl/1S67b3); 2) No programa “Debates do Povo” de ontem, rádio O POVO/CBN o tema foi debatido (https://goo.gl/Cviokf); 3) na coluna “Menu Político”, próximo domingo, voltarei ao tema.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO.

Propaganda eleitoral começa dia 26 no rádio e na TV

Faltam pouco mais de 20 dias para o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão, que começará no dia 26 de agosto. As emissoras deverão alterar a programação para que os candidatos a prefeito e vereador de todo o país possam expor, de forma gratuita, suas propostas visando à eleição do próximo dia 2 de outubro.

Serão dois blocos de dez minutos cada, duas vezes por dia, de segunda a sábado, no caso de campanha para prefeito, uma vez que a Lei nº 13.165/2015 acabou com a propaganda eleitoral em bloco para vereador. No rádio, a propaganda será transmitida das 7 às 7h10min e das 12 às 12h10min. Na televisão, os candidatos vão se apresentar das 13 às 13h10min e das 20h30min às 20h40min.

Já as inserções serão veiculadas em tempos de 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, de segunda a domingo, em um total de 70 minutos diários, distribuídos ao longo da programação entre 5h e 00h.

A divisão deverá obedecer a proporção de 60% para prefeito e 40% para vereador. Em relação aos diversos fusos dos estados, o horário da propaganda eleitoral gratuita deverá sempre considerar o horário oficial de Brasília.

A nova legislação também alterou o prazo da campanha, que antes era transmitida por 45 dias e agora terá duração de 35 dias. Dessa forma, o último dia da propaganda em relação ao primeiro turno será dia 29 de setembro.

(Com TSE)

Senado – Comissão Especial do Impeachment começa a votar o parecer

“Depois de 100 dias, os trabalhos da Comissão Especial do Impeachment do Senado terminam hoje (4) com a votação do relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que defende o prosseguimento da acusação e o julgamento da presidenta afastada Dilma Rousseff por crime de responsabilidade.

Tradicionalmente feita na sala da Comissão de Direitos Humanos, a exemplo do que aconteceu na fase de admissibilidade do processo, a votação de hoje foi transferida para a sala da Comissão de Constituição e Justiça para que pudesse ser feita nominalmente por meio do painel eletrônico.

Logo no início da reunião, o presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), esclareceu que os outros 20 titulares da comissão terão cinco minutos para se manifestar. Para ser aprovado, o relatório precisa dos votos da maioria simples dos membros do colegiado. A expectativa, tanto entre o grupo que apoia Dilma como entre os favoráveis ao impeachment, é de que o parecer de Anastasia seja aprovado por ampla maioria.

Próximos passos

Os parlamentares voltam a se reunir na terça-feira (9) para análise do mesmo relatório, desta vez, pelos 81 senadores no plenário da Casa. Caso a maioria simples, ou seja, metade mais um dos presentes à sessão decida pela continuidade do processo, Dilma será julgada no fim do mês, em data ainda a ser definida.

(Agência Brasil)

José Maria Melo ganha a Medalha Boticário Ferreira

josejoaquim

Zé Maria –  Medalha e diploma entregues pelo vereador Joaquim Rocha.

O jornalista José Maria Melo (Diário do Nordeste a Rádio Verdes Mares AM) recebeu, nessa noite de quarta-feira, na Câmara Municipal de Fortaleza, a Medalha Boticário Ferreira.

Em ato concorrido, Zé Maria ganhou assim reconhecimento por seus 47 anos de cobertura jornalística no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Foi abraço por empresários, lideranças políticas e representantes de entidades sociais e religiosas.

josejoquim2

José Maria (75) ganhou o abraço dos amigos – como de Tom Barros, e da família.

Além de atuar no campo jornalístico, Zé Maria também assina o Blog Sagrada Família, com notícias e eventos voltados para o povo católico.

(Fotos – Márcio Vieira)

Ex-presidente da Eletronuclear é condenado a 43 anos de prisão

carlsob

“O ex-presidente da estatal Eletronuclear, Othon Luiz Pereira da Silva, foi condenado a 43 anos de prisão, pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, embaraço às investigações, evasão de divisas e participação em organização criminosa. A decisão é do juiz Marcelo da Costa Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Segundo o Ministério Público Federal, que pediu a condenação, Othon recebia 1% de propina nos contratos firmados entre a estatal e as empreiteiras Andrade Gutierrez e Engevix, para a construção da Usina Nuclear Angra 3, no complexo nuclear de Angra dos Reis.

Também foram condenadas mais 12 pessoas por envolvimento com o desvio de recursos públicos da construção de Angra 3. Entre elas está a filha de Othon, Ana Cristina da Silva Toniolo, condenada a 14 anos e 10 meses de prisão pelos mesmos crimes do pai.

Sete foram beneficiados com a redução de penas por causa de acordos de delação premiada: Rogério Nora de Sá, Clóvis Renato Numa Peixoto Primo, Olavinho Ferreira Mendes, Otávio Marques de Azevedo, Flávio David Barra, Gustavo Ribeiro de Andrade Botelho e Victor Sérgio Colavitti.

Doze dos 13 réus foram condenados ao regime fechado. O único beneficiado com o regime semiaberto foi Geraldo Toledo Arruda Junior, condenado a quatro anos e oito meses.

Também foram condenados Carlos Alberto Montenegro Gallo, Josué Augusto Nobre e José Antunes Sobrinho.”

(Agência Brasil)

Sérgio Moro debaterá sobre corrupção em Brasília

179 1

sergio-moro17

O juiz federal Sérgio Moro acaba de desembarcar em Brasília. Ele participará, nesta quinta-feira, de um debate na Câmara sobre as propostas do Ministério Público para o combate à corrupção.

Dado o movimento jurídico em Curitiba, no mesmo voo em que Moro veio para Brasília viajavam também alguns advogados da Lava-Jato.

Entre eles Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, que são os advogados de Eduardo Cunha.

(Veja Online)

SEMA promete voos na fiscalização do meio ambiente

185 1

aratann

Área de proteção devastada na Serra da Aratanha.

A Secretaria do Meio Ambiente do Ceará informa que iniciou a fiscalização de áreas de proteção ambiental utilizando um helicóptero do Ciopaer.

O primeiro voo ocorreu nessa quarta-feira, em caráter experimental, e teve como foco unidades de conservação como a Serra da Aratanha, em Pacatuba, e trechos do Maciço de Baturité, resquícios do que sobrou de Mata Atlântica no Ceará. A iniciativa merece apoio, embora só tenha sido empreendida depois de denúncias acerca de devastações nesses trechos.

A Sema diz que a ação é experimental. Espera-se que se transforme numa constante, dentro de uma luta contra queimadas, ocupações e outros tipos de agressões à flora e fauna estaduais. Gastos com esse tipo de medida devem ser interpretados como investimento no bem comum.

VAMOS NÓS – Se voos de fiscalização já estivessem em prática, o caso da devastação de área de proteção na Serra da Aratanha poderia ter sido evitado.

Rio 2016 – Dançarinos de Parintins participarão da festa de abertura

“O folclore da Amazônia estará presente na abertura oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016, nesta sexta-feira (5), às 20 horas, no Estádio Maracanã. Foram escolhidos 72 bailarinos do município de Parintins, que fica a 369 quilômetros de Manaus. Eles vão compor um quadro da cerimônia que vai retratar, durante cerca de cinco minutos, os povos indígenas.

Os artistas fazem parte dos Bois Caprichoso e Garantido que, todos os anos, disputam o título de campeão do Festival Folclórico de Parintins. Segundo Chico Cardoso, coordenador da equipe, a rivalidade foi deixada de lado e eles estarão juntos no Rio de Janeiro, se apresentando no maior evento esportivo do mundo.

“A única delegação ou corpo do elenco de abertura, fora do Rio de Janeiro, é justamente a dos dançarinos de Parintins, divididos em Garantido e Caprichoso, mas juntos pelo ideal de participar desse grande evento. Foi um prazer muito grande os diretores estenderem esse convite a Parintins, reconhecendo que a cidade é um expoente do folclore brasileiro”, ressaltou Chico Cardoso.”

(Agência Brasil)

Pai de bebê abandonado pela mãe recebe salário-maternidade do INSS

“O salário-maternidade é um benefício previsto no artigo 7º, inciso XVIII, da Constituição Federal, a ser pago à trabalhadora gestante pelo período de 120 dias. Na ausência da mãe, o pai faz jus ao benefício, desde que prove a condição de segurado e se responsabilize pelos cuidados do recém-nascido. Com este entendimento, a 1ª Vara Federal de Santa Maria (região central do Rio Grande do Sul) condenou o Instituto Nacional do Seguro Social a pagar salário-maternidade para um homem. A sentença foi publicada na última sexta-feira (29/7).

O segurado, que vive da agricultura em regime familiar, pediu o benefício ao INSS, narrando que seu filho foi abandonado pela mãe três dias após o nascimento, em maio de 2014. Para tanto, comprovou sua condição de segurado especial e apresentou o termo-de-guarda do menor. Ou seja, comprovou que é o único responsável pelos cuidados da criança, já que a mãe nunca mais retornou à cidade.

A autarquia indeferiu o pedido. Argumentou que o salário-maternidade, de regra, é devido à mãe, embora possa, excepcionalmente, ser pago ao pai biológico, adotante ou viúvo. Entretanto, alegou que o presente caso não se enquadra nas inovações legislativas que permitem o pagamento em casos excepcionais, porque a mãe é viva e conhecida.

Na sentença, a juíza federal substituta Andreia Momolli destacou, na sentença, os princípios constitucionais que garantem a proteção da criança e que vêm expressos no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/1990), bem como os da maternidade, da saúde e da assistência social, elencados em vários dispositivos na legislação que regula os Planos de Benefícios Sociais da Previdência (Lei 8.213/1991).

Para a juíza, o benefício tem dupla função: ‘‘Além do resguardo à parturiente, objetiva acautelar a criança e o atendimento a todo o conjunto de suas necessidades nos primeiros meses de vida. Consequentemente, para observar esse segundo viés, na ausência da parturiente, a pessoa que se responsabilizar pelos cuidados de recém- nascido deverá se beneficiar do salário-maternidade’’.

(Site do Consultor Jurídico)

Honório Pinheiro será cidadão fortalezense

honorioo

O presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e diretor da rede Pinheiro Supermercado, Honório Pinheiro, receberá, na próxima segunda-feira, às 18h30min, no auditório da CDL, o Título de Cidadão de Fortaleza.

Na mesma ocasião, o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PDT), fará ainda a Declaração Oficial de Utilidade Pública da Faculdade CDL, instituição com sede em Fortaleza criada e dirigida por Honório Pinheiro.

Perfil

Natural do município cearense de Solonópole, Honório Pinheiro veio para a capital cearense ainda na adolescência estudar e “ganhar a vida” e, em Fortaleza, deu o pontapé inicial para a construção da sua rede de supermercados e outros negócios – hoje presente em cinco cidades cearenses, empregando mais de 1.700 pessoas – e evoluiu no ramo do varejo até chegar à mais alta representatividade da classe a nível nacional.