Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Dilma apresenta segundo neto pelas redes sociais

dldmd

A presidenta Dilma Rousseff apresentou hoje (7), pelas redes sociais, seu segundo neto, Guilherme. O menino nasceu essa manhã, em Porto Alegre. Dilma já é avó de Gabriel, 4 anos, também filho de Paula Rousseff.

Dilma embarcou de Brasília para Porto Alegre para conhecer o neto no fim da manhã, após participar de café com jornalistas.

“Apresento a vocês meu neto Guilherme. Assim como o Gabriel, vai alegrar a minha vida”, escreveu a presidenta ao compartilhar uma foto com o netinho no colo no Facebook e no Twitter.

Guilherme nasceu com 51 centímetros e 3,940 quilos.”

(Agência Brasil)

Gustavo Lima lançará novo DVD em Fortaleza

75375335-87e6-4f71-8800-6c5534376673

Para apresentar o DVD “Buteco de Gusttavo Lima”, o cantor subirá ao palco do Colosso Lake Lounge no próximo dia 21 de janeiro, e interpretará, além do repertório desse projeto, outras canções que foram sucesso em sua carreira, entre as mais de 150 músicas que já compôs.

Os fãs do artista comemoram a volta do cantor a Fortaleza, depois de um jejum de dois anos sem shows na capital cearense.

DVD

O DVD ‘Buteco do Gustavo Lima’ foi gravado em julho de 2014, mas só foi lançando em setembro do ano passado. O álbum conta com as participações de grandes nomes do sertanejo como Leonardo, Zezé Di Camargo, Luciano, Bruno e Marrone e Jorge e Mateus. O melhor momento da gravação, é claro, foi a participação do seu Alcino, pai do Gustavo.

 

SERVIÇO

*Colosso Lake Lounge – Avenida Hermenegildo Sá Cavalcante, SN – Edson Queiroz.
*Hora: 22 horas
*Valores: R$ 137(Feminino) | R$ 217(Masculino)

*Vendas:
Lojas Blinclass (North Shopping Fortaleza, Shopping Aldeota, Shopping Benfica, Shopping Via Sul,Shopping Iguatemi, Shopping Parangaba, Shopping Maracanaú e North Shopping Jóquei)
Lojas City Shoes: Shopping Iguatemi

*Mais Informações: 85 98773.7330
Classificação: 18 anos.

Arriégua! Juros de cartões atingiram 399% ao ano

“Pela décima quinta vez seguida, os juros aumentaram em dezembro de 2015, atingindo os maiores índices médios desde o início de 2009.

Para as pessoas físicas, a taxa subiu 1,75% no mês e 2,54% em 12 meses com o índice passando de 7,43% e 136,32% ao ano, em novembro, para 7,56% ao mês e 139,78% ao ano, em dezembro.

A pesquisa – feita pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) – mostra avanços em todas as seis modalidades de crédito: comércio, cartão de crédito rotativo, cheque especial, CDC-bancos-financiamento de veículos, empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeiras.

Cartões

O maior aumento foi verificado no cartão de crédito (2,94%) sobre novembro último, na maior elevação desde outubro de 1995. Quem usou o sistema rotativo, ou seja, rolou a dívida com o cartão de crédito pagou juros 14,35% ao mês e 399,84% ao ano.

O segundo custo mais caro foi a modalidade de cheque especial com alta de 1,89%. Para usar o valor disponibilizado pelas instituições financeiras, o correntista assumiu o compromisso de pagar uma correção média de 10,76% ao mês e de 240,88% ao ano. O índice é o maior desde setembro de 1999.

Já no empréstimo pessoal junto aos bancos o custo subiu 1,38% com a taxa de 4,4% ao mês e 67,65% ao ano, a maior desde setembro de 2011.

Sobre o empréstimo pessoal obtido nas financeiras, que têm taxas maiores, a alta foi de apenas 0,5%. Nas financeiras, o consumidor estava pagando 8,04% ao mês e 152,94% ao ano, o maior valor desde abril de 2012.

No caso do Crédito Direito ao Consumidor (CDC) nos bancos e em financeiras de automóveis, houve alta de 0,88%. No mês, a taxa ficou em 2,28% e, em 12 meses, 31,07%. Esta foi a variação mais elevada desde agosto de 2011.”

(Agência Brasil)

Greve dos médicos peritos do INSS chega a quatro meses

“A greve dos médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) completou quatro meses essa semana e já é a paralisação mais longa da categoria. As negociações com o governo não avançaram nos últimos dias e não há previsão para o término da greve, de acordo com o presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), Francisco Eduardo Cardoso.

Entre as reivindicações dos profissionais está o aumento salarial de 27%, em no máximo duas parcelas anuais, a efetivação em lei da redução da carga horária de 40 horas para 30 horas semanais, a recomposição do quadro de servidores e o fim da terceirização da perícia médica com retorno da exclusividade da carreira médica pericial.

Cardoso disse que as negociações entre o governo e a categoria estão paralisadas. “Aparentemente, o governo está usando a estratégia de cansar os peritos. Mas estão sacrificando a população junto. É a greve mais longa da perícia do INSS como um todo. Infelizmente precisamos manter essa greve por conta de um governo que não negocia e não quer negociar”, disse.

O INSS estima que 1,3 milhão de perícias não tenham sido realizadas desde o dia 4 de setembro do ano passado, quando a paralisação foi iniciada. Nesse período, 910 mil perícias foram feitas. Já a estimativa da ANMP é que 2 milhões de perícias tenham deixado de ser realizadas. A perícia é exigida para conseguir o auxílio-doença, aposentadoria especial por invalidez e para voltar ao trabalho depois da licença.

Com a greve, muitos segurados estão sem receber os benefícios porque não conseguem ser atendidos por um médico perito. Até o fim de dezembro, cerca de 818 mil pedidos de concessão de benefícios estavam represados em função da greve, de acordo com o INSS. Em nota, a autarquia informou que os benefícios não recebidos serão pagos retroativamente à primeira data agendada e que adotou medidas administrativas para garantir a continuidade do pagamento àqueles que tentaram e não conseguiram agendar perícia médica para prorrogação do benefício.

Por causa da paralisação, o tempo médio de espera para o agendamento da perícia médica passou de 20 dias para 80 dias. De acordo com o presidente da ANMP, Francisco Cardoso, a categoria cumpre a determinação de manter 30% dos médicos trabalhando.

Negociação
O Ministério do Planejamento informou, por meio de nota, que o governo apresentou, em ofício enviado à ANMP no dia 8 de dezembro, proposta que contempla a maioria dos pontos exigidos na mesa de negociação. A exigência dos médicos de redução da jornada de trabalho, de 40 para 30 horas semanais, sem perda de remuneração, no entanto, é um ponto de discordância. “O governo até concorda com a redução, mas propõe que isso ocorra num contexto de reestruturação da carreira”, diz a nota. Foi proposta a criação de um comitê gestor para definir essa restruturação.

De acordo com o ministério, os termos do acordo encaminhado aos peritos médicos contemplam os mesmos itens oferecidos às demais categorias do funcionalismo, como reajuste de 10,8%, a ser pago em duas vezes, e reajuste dos benefícios sociais. Os grevistas pedem um aumento de 27,5%.

“A não aceitação da proposta do governo pela categoria, no entanto, impossibilitou a regularização do atendimento da perícia médica, que segue prejudicado em parte das unidades do instituto”, diz a nota do INSS.”

(Agência Brasil)

Advogado público poderá atuar na área privada

“A expectativa dos membros da Advocacia-Geral da União é que as propostas que aumentam os honorários da classe e abrem outras prerrogativas, como atuar no setor privado, sejam aprovadas no Congresso ainda no primeiro semestre deste ano. Para isso, a classe não ficará parada e irá até as duas Casas defender os projetos de lei que regulam a atuação dos membros da AGU. A análise é de Fernando Luis de Albuquerque Freitas, advogado-geral da União substituto — o titular, Luís Inácio Adams, está de férias.

“Nossa intenção é aprovar isso o mais rápido possível, até porque os efeitos financeiros de honorários podem ser já no primeiro semestre de 2016. AGU, associações, carreiras e sindicatos se empenharão para que no primeiro semestre ocorra a aprovação. Estaremos no Congresso”, afirmou Freitas, em entrevista a ConJur.

As propostas permitem que membros da advocacia pública federal recebam honorários de sucumbência, trabalhem na advocacia privada e preveem reajustes nos subsídios dos advogados públicos federais, defesa das prerrogativas dos membros da instituição e a criação de uma carreira de apoio específica da Advocacia-Geral da União.

Atuação na área privada
Freitas detalhou como será a atuação do advogado público no setor privado caso as propostas sejam aprovadas. Ele ressalta que todos os impedimentos previstos no estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil serão aplicáveis e que haverá um controle para evitar conflitos de interesse e prejuízos a qualquer uma das partes.

“Nós verificamos que existe uma boa parte das advocacias públicas dos estados que permite a advocacia privada. Diante dessa disparidade, vimos que não era possível que a AGU fosse uma das únicas que não permite a advocacia privada. Mas precisa de cautela, porque não é possível que o advogado que está lidando com questões importantes públicas confunda o público com o privado”, diz Freitas.

Os membros da AGU não poderão advogar contra a União, autarquias ou fundações nem contra sociedades públicas ou de economia mista. Segundo o advogado-geral da União substituto, isso evita mau uso de informações estratégicas de instituições como Banco do Brasil e Petrobras. “A corregedoria e a comissão de ética terão a premissa de estabelecer normas e orientações, verificar conflitos de interesses e estabelecer normas falando que naqueles casos específicos não será possível advogar.”

Outro ponto de cautela é que toda atividade na advocacia privada terá que ser informada previamente à AGU e divulgada no site. Por fim, Freitas citou a Lei de Conflito de Interesses (12.813/2013), que pode ser aplicada. “Por exemplo: quem foi consultor jurídico de área especializada na Previdência, e um escritório especializado em Previdência que teve relações com aquele ministério lhe contrata, garantindo que você não vai entrar com ações contra União. Pela lei de conflito de interesses, aquelas empresas e escritórios que você teve relações em virtude do cargo, não pode ter contrato, mesmo se não entrar contra o órgão pagador. Você pode ter conflito de interesses com empresa. Isso evita o toma lá dá cá futuro.”

(Site do Consultor Jurídico)

Em Sobral, Governo do Estado mobiliza 55 prefeitos da Zona Norte contra o Aedes aegypti

isodldo

A vice-governadora Izolda Cela lançou, nesta manhã de quinta-feira, em Sobral (Zona Norte), mais uma etapa do programa de combate ao Aedes aegypti com o fortalecimento das ações preventivas no interior do Estado. O ato ocorreu no Centro de Convenções na presença de 55 prefeitos da região. A meta é combater e prevenir a dengue, chikungunya e zika.

Sobral foi a primeira cidade do interior a receber o plano que terá ações aplicadas em todo o Ceará. No ato, o secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, e o prefeito de Sobral, Veveu Arruda, além de agentes de endemias.

“Nosso objetivo é mobilizar todas as cidades, definir metas, monitorar, avaliar e fazer com que possamos disseminar as boas práticas. Esse esforço é necessário e fundamental para vencermos o Aedes aegypti”, disse a vice-governadora.

(Foto – Divulgação)

Presidente do TJ do Ceará parabeniza O POVO por seus 88 anos de credibilidade

iracemadovale

Da presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Iracema do Vale, este Blog recebeu a seguinte nota, em alusão aos 88 anos do O POVO. Confira:

A arte de se reinventar é para poucos. Porque a reinvenção é um exercício cotidiano e requer disciplina, especialmente na comunicação. O Grupo O POVO faz isso com maestria e delicadeza. Não à toa é peça fundamental para a nossa democracia. Para a expressão popular.

Por isso, o Judiciário parabeniza o jornal, a televisão, a rádio, as revistas, o portal, as redes sociais e os projetos especiais que formam essa família tão querida e lembrada por todos os cearenses há quase nove décadas.

O povo precisa de veículos como O POVO.

*Desembargadora Iracema Vale,

Presidente do Tribunal de Justiça do Ceará

Vem aí o I Beach Fest Imobiliário

A Lopes Immobilis reunirá 10 grandes construtoras do Estado para a realização do primeiro evento voltado exclusivamente para comercialização de imóveis de praia – o I Beach Fest Imobiliário. Será de 15 a 30 deste mês, no Shopping Iguatemi.

Praticamente todo o mercado dos “Empreendimentos de Segunda Moradia” disponíveis na atualidade estarão ofertados no evento, com cerca de 700 unidades em diversas praias do Estado, desde a “Lagoinha”, passando pelo o Cumbuco até o Aquiraz-Riviera, com preços variados para os mais diversos perfis de consumidores.

BC fechou corretora envolvida na Lava Jato

“O Banco Central (BC) decretou hoje (7) a liquidação extrajudicial da TOV Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários, investigada na Operação Lava Jato da Polícia Federal. A TOV é uma das principais corretoras citadas pelos doleiros como canal para operações de dólar como pagamento de importações fantasmas.

Além da liquidação, o BC decretou a indisponibilidade dos bens dos controladores e dos ex-administradores da corretora. Segundo o banco, mesmo antes de deflagração da Operação Lava Jato, já havia sinalizações de operações suspeitas na corretora. De acordo com o BC, a TOV celebrou contratos de câmbio de importação e de transferências financeiras para o exterior para o pagamento de fretes em valores expressivos, concentrados em clientes sem tradição comercial e sem porte compatível com os montantes movimentados. “A TOV celebrou também significativo número de contratos de câmbio manual com inconsistências na identificação dos clientes”, acrescentou.

De acordo com o BC, além das operações ilegítimas e atípicas, a TOV deixou de adotar medidas exigidas na legislação para prevenir a lavagem de dinheiro. O BC informou ainda que comunicou ao Ministério Público e ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre as atividades suspeitas da corretora. Também foi aberto processo administrativo punitivo no BC para aplicação de multas e inabilitação de dirigentes para cargos de administração em instituição financeira. Já houve decisão em primeira instância, mas ainda cabe recurso.

O BC informou ainda que a corretora é pequena, pouca relevante, e por isso não há risco de “contágio” no mercado. A TOV não apresenta interconexões diretas relevantes com outras instituições financeiras, acrescentou o BC.”

(Agência Brasil)

Sisu – 2016 – UFC divulga edital sobre preenchimento de vagas

A Universidade Federal do Ceará (UFC) informa, por meio do Edital nº 1/2016 Prograd/UFC (http://is.gd/Hxvt5p), como será a ocupação de suas vagas na graduação presencial pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 1º/2016. De acordo com o edital, a seleção será feita exclusivamente com base nos resultados obtidos pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015. As inscrições para o Sisu começam na próxima segunda-feira (11). (http://is.gd/U8fjqb).

Para garantir a vaga na UFC, é obrigatório que o estudante aprovado faça a Solicitação de Matrícula (durante o período da Chamada Regular do Sisu ou de Lista de Espera) e a Confirmação Presencial de Matrícula (realizada pessoalmente nas coordenações de cursos em datas que ainda serão comunicadas).

* Saiba mais sobre a matrícula (www.sisu.ufc.br/matricula-na-ufc).

No caso dos candidatos cotistas (conforme a Lei nº 12.711/2012), há também a necessidade do deferimento definitivo da documentação comprobatória, que será analisada por uma comissão da Universidade. São destinadas 50% das vagas para estudantes que cursaram todo o ensino médio na rede pública de ensino. Dentro das cotas, há reservas de acordo com critérios étnicos e socioeconômicos.

Perde a vaga o candidato que deixar de cumprir qualquer uma dessas etapas nos prazos estipulados ou que entregar a documentação incompleta.

A UFC disponibiliza no Sisu 1º/2016 todas as suas vagas da graduação presencial, com exceção do curso de Letras-Libras, tanto no primeiro semestre quanto no segundo. Não é permitido ao candidato escolher seu semestre de ingresso. O critério único para essa definição será a classificação final dos aprovados com solicitação de matrícula efetuada, para cada classe de concorrência, curso, sede e turno.

Lista de Espera

As vagas eventualmente não ocupadas na chamada regular do Sisu 1º/2016 e/ou oriundas de desistências serão preenchidas pela Chamada de Lista de Espera, a partir da lista de candidatos inscritos disponibilizada pelo Sisu.

(Site da UFC)

Dilma Rousseff: Aprovar a CPMF é questão de saúde pública

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (7), durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto, que a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) é questão de “saúde pública”.

“Não é questão só de reequilíbrio fiscal, mas também é questão de saúde pública. Aprovar a CPMF pode ajudar a resolver o problema da saúde pública no país”, afirmou.

A presidenta também comentou que o país precisará de reformas, como a administrativa e a da Previdência. “O Brasil vai ter que encarar a reforma da Previdência”, disse.

Perguntada sobre denúncias de corrupção em seu governo, ela disse que foi “virada do avesso”. “Podem continuar me virando do avesso. Não paira sobre mim nenhum embaçamento”.

Dilma também afirmou que sua relação com o vice-presidente Michel Temer está “ótima”.

(Agência Brasil)

Venezuela atenderá o recado brasileiro?

118 2

Com o título “Venezuela atenderá o recado brasileiro?”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele analisa críticas do governo brasileiro a atitudes políticas do governo da Venezuela,, tradicional aliado. Confira:

Tanto fez Nicolás Maduro que até o Brasil – tradicional aliado da Venezuela “bolivariana” – expediu uma dura nota instando o governo do país vizinho a respeitar o resultado eleitoral.

“Não há lugar, na América do Sul do século XXI, para soluções políticas fora da institucionalidade e do mais absoluto respeito à democracia e ao Estado de Direito” – foi o torpedo enviado pelo Itamaraty ao governo venezuelano, com a óbvia aprovação do Palácio do Planalto. A chapa esquentou: vamos ver agora qual será a atitude de Maduro.

Talvez o que tenha impulsionado a presidente Dilma Rousseff a mandar o recado para Maduro tenha sido o fato de ela enfrentar, no Brasil, uma oposição que também não se conforma com a derrota nas urnas e vem buscando atalhos para apeá-la do poder. 

Em favor da oposição brasileira, pode-se dizer que ela age nos limites da institucionalidade, mesmo se for considerado que, para atingir a sua meta, o PSDB se alie a gente da qualidade do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que não tem o mínimo de escrúpulo político e guarda respeito zero pela democracia e pelas leis.

Pelo menos formalmente, Maduro também está apelando para a lei na tentativa de melar a vitória dos oposicionistas, apesar de se acusar a Justiça venezuelana de ser uma “Corte bolivariana”. Por essa via, ele vem tentando impedir a posse de três deputados da Mesa da Unidade Democrática (MUD), o que derrubaria a “supermaioria” de 2/3 que a oposição conseguiu no Parlamento, garantindo o direito de mudar a Constituição e de demitir altos funcionários do governo.

Por aqui, o PSDB chegou a questionar o resultado das eleições no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pondo em dúvida o sistema de urnas eletrônicas.

Observa-se que direita e esquerda acabam por se valer dos mesmos mecanismos para permanecer ou chegar ao poder. Na coluna “Menu Político”, no caderno “People” de domingo (10/1/2016), comento um pouco mais sobre esse comportamento que aproxima os opostos do espectro político.

Plínio Bortolotti,

plinio@opovo.com.br 

Jornalista do O POVO.

* Sobre Venezuela, há uma outra visão aqui.

Lava Jato – Mensagens indicam atuação de Jaques Wagner em favor de empreiteiros

dilma-e-wagner

“Mensagens de telefone interceptadas por investigadores da Operação Lava Jato apontam relação do ex-governador da Bahia e atual ministro da Casa Civil, Jaques Wagner (PT), com o ex-presidente da empreiteira OAS José Adelmário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, um dos condenados por participação no esquema de corrupção da Petrobrás. Há conversas diretas entre os dois e também de interlocutores do governo baiano durante a segunda gestão Wagner (2011-2015) com executivos da empresa. Os investigadores suspeitam que parte das conversas trate de doações para a campanha petista na disputa pela prefeitura de Salvador.

O material ao qual o Estado teve acesso é mantido sob sigilo em Brasília e na Justiça Federal do Paraná. Os diálogos foram obtidos pelos investigadores da Lava Jato em Curitiba (PR) e remetidos à Procuradoria-Geral da República (PGR) por haver menção ao nome do ministro, que possui foro privilegiado. Até o momento, não há inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal contra ele.

As interceptações são de mensagens de texto trocadas entre agosto de 2012 e outubro de 2014. Nelas, há negociação de apoio financeiro ao candidato petista à prefeitura de Salvador em 2012, Nelson Pellegrino, e também pedidos de intermediação de Wagner com o governo federal a favor dos empresários.

Investigadores colocam sob suspeita trechos cifrados de conversas que utilizam códigos, apelidos e supostos endereços que, na verdade, indicam valores pagos, de acordo com as apurações. Jaques Wagner, por exemplo, é identificado como “JW”. Os responsáveis pela investigação acreditam que ele também é o “Compositor”, uma referência ao maestro e compositor alemão Richard Wagner.

O candidato do PT à prefeitura de Salvador em 2012 era Nelson Pellegrino, citado nas mensagens como “NP” ou “Andarilho”, em alusão a “peregrino”, trocadilho com seu sobrenome. No primeiro turno daquela eleição, ele disputou o comando da capital baiana com ACM Neto (DEM) e com Mário Kertész (então PMDB), identificados nas conversas como “Grampinho” e “MK”, respectivamente.

Intermediador. No segundo turno, o candidato peemedebista decide deixar o partido, que aderiu à campanha de ACM Neto, e apoiar Pellegrino. As conversas interceptadas revelam negociações envolvendo apoio político de Kertész ao candidato petista no segundo turno e o pagamento das campanhas. Wagner aparece como intermediador direto das conversas.

Mensagem trocada entre Léo Pinheiro, condenado a 16 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no esquema desenvolvido dentro da Petrobrás, e um celular identificado pelos investigadores como pertencente a Jaques Wagner, no dia 10 de outubro de 2012, mostra suposta conversa com o então governador sobre a negociação de apoio do PMDB ao candidato petista no segundo turno.

No dia seguinte, quando Kertész marcou coletiva para anunciar sua saída do PMDB, Pinheiro enviou mensagem a Jaques Wagner. “Assunto MK, preciso lhe falar. Abs.”. Um pouco mais cedo, Pinheiro havia enviado mensagem a Manuel Ribeiro Filho. Investigadores suspeitam se tratar de possível código para efetuar um pagamento. No texto, o executivo escreveu: “O endereço que filho me forneceu foi M.K. Street 3.600”. A suspeita dos investigadores é que o número se refira a um valor pago e a sigla “MK” ao destinatário do dinheiro.

Depois, os executivos da OAS chegaram a comentar: “o valor é muito alto”, em referência ao número 3.600. Troca de mensagens entre Léo Pinheiro e Cesar Mata Pires Filho, executivo da empreiteira, mostra que “JW” estaria ciente do apoio a ser intermediado ao candidato petista.

“O senhor tem alguma programação para Andarilho/Compositor??”, questionou Pires. “O Compositor me ligou ontem, disse-lhe que estava fora e que MR iria procurá-lo x MK (saldo). Se resolveríamos parte com o nosso apoio ao Andarilho ou qual seria a solução?”, respondeu Léo Pinheiro. “Acho que poderíamos resolver MK como parte do apoio…”, retrucou Pires. “Vamos aguardar o que JW decide”, completou Léo Pinheiro. No andamento das conversas, um dos executivos relata que teve reunião com o “Compositor”, que assegurou que iria “baixar” o montante. A partir daí, os executivos passaram a discutir números do suposto pagamento.

* Do Estradão, lei mais aqui.

Sisu 2016 – Universidade Federal do Cariri oferta 790 vagas

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) vai ofertar, na primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2016, um total de 790 vagas – ampla concorrência e vagas reservadas para estudantes de escola pública – em 13 cursos de graduação da instituição. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira, 11, e seguem até 23h59min (horário de Brasília) do dia 14, no site sisu.mec.gov.br.

Qualquer estudante que tenha participado da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido nota na prova de redação que não seja zero pode participar. O resultado do Enem será divulgado nesta sexta-feira, 8. Ao se inscrever no processo seletivo do Sisu, o candidato pode escolher até duas opções de curso, identificando a ordem de preferência.

No momento de definir, devem ser especificados a instituição de ensino superior, o campus, o curso e o turno. Depois disso, o sistema indicará as notas de corte para cada curso. Até o fim do prazo, dia 14, o candidato poderá mudar de opção, se assim preferir, de acordo com a nota.

Ao indicar algum curso da UFCA, o candidato também precisa informar se pretende concorrer às vagas reservadas para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012). Metade das vagas de cada curso é reservada para essas modalidades previstas em lei.
Cursos

Cursos

A UFCA ofertará vaga em 13 cursos de graduação nesta primeira edição do Sisu 2016: Interdisciplinar em Ciências Naturais e Matemática (150); Medicina (40); Agronomia (50); Administração (50); Administração Pública (50); Biblioteconomia (50); Design de Produtos (50); Engenharia Civil (100); Engenharia de Materiais (100); Filosofia-Licenciatura (30); Filosofia-Bacharelado (20); Jornalismo (50); Música (50).

Notas e Pesos

De acordo com o pró-reitor adjunto de Ensino, Demetrius Barbosa Cartaxo, neste ano a UFCA adotará uma novidade: em alguns cursos, as notas das provas terão pesos diferentes (1 a 3), de acordo com a área afim daquela graduação. Em Agronomia, por exemplo, as avaliações de “Matemática e suas Tecnologias” e “Ciências da Natureza e suas Tecnologias” terão peso 2; já em Biblioteconomia, foram atribuídos peso 3 para “Redação” e “Ciências Humanas e suas Tecnologias”.

“A adoção de pesos é uma decisão da instituição. Isso quer dizer que um determinado curso vai priorizar candidatos que tenham tirado notas mais elevadas naquela área de sua atuação”, explica Demetrius. O resultado da primeira edição sairá no dia 18 de janeiro. O candidato selecionado será convocado a fazer a matrícula nos dias 22, 25 e 26 deste mês. A Pró-reitoria de Ensino divulgará edital informando a documentação necessária e os locais de realização do procedimento.

(Site da UFCA)

Indústria brasileira acumula queda de 8,1%, segundo o IBGE

industrial

“A produção industrial brasileira registrou queda de 2,4% de outubro a novembro de 2015, o sexto resultado consecutivo frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, fechando os primeiros onze meses do ano com retração acumulada de 8,1%.

Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Brasil (PIM-Brasil) e foram divulgados hoje (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Eles indicam que a queda registrada em novembro foi a mais intensa desde dezembro de 2013 (-2,8%).

Quando comparada com novembro do ano passado, a série sem ajuste sazonal, a produção industrial chegou a cair 12,4% – neste caso a 21ª taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação e a mais acentuada desde abril de 2009 (-14,1%).

Já a taxa anualizada, o indicador acumulado nos últimos 12 meses, é negativa em 7,7%, assinalando a perda mais intensa desde novembro de 2009 (-9,4%) e mantendo a trajetória descendente iniciada em março de 2014 (2,1%).

Segundo o IBGE, a queda de 2,4% de outubro para novembro reflete o predomínio de resultados negativos no parque fabril do país, atingindo três das quatro grandes categorias econômicas e 14 dos 24 ramos pesquisados.

A pesquisa indica que, entre as três grandes categorias econômicas, ainda na comparação com outubro, a maior queda ocorreu em bens intermediários (-3,8%), que, assim como bens de consumo duráveis (-3,2%), mostraram as reduções mais acentuadas em novembro.”

(Agência Brasil)

 

Ministério da Saúde altera calendário de vacinação em 2016

vacina-criança

O Ministério da Saúde anunciou mudanças no Calendário Nacional de Vacinação que alteram o esquema vacinal contra HPV, pólio, meningite e pneumonia. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Antônio Nardi, tratam-se de mudanças rotineiras motivadas pela alteração da situação epidemiológica e por atualização na indicação das vacinas.

Para quem já tomou alguma das doses, é só seguir o esquema novo a partir de agora. No caso da polio, quem tomou a 3ª dose por gotinha, não precisa tomar a injetável.

Veja o que muda para cada uma:

*HPV
Como era: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois.
Como fica: 2 doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 13 anos.

*Poliomielite
Como era: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha).
Como fica: muda somente que a 3ª dose passa ser a injetável.

*Pneumonia
Como era: 3 doses (2, 4 e 6 meses de idade) e reforço entre 12 e 15 meses.
Como fica: 2 doses – aos 2 e 4 meses e um reforço aos 12 meses.

*Meningite
Como era: 2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 15 meses.
Como fica:2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 12 meses.