Blog do Eliomar

Categorias para Camilo Santana

Camilo anuncia pelo Facebook concurso para a Polícia Civil com 1.496 vagas

O governador Camilo Santana (PT) anunciou na tarde desta terça-feira (14) o concurso público para a Polícia Civil, com 1.496 vagas. Segundo Camilo, as provas deverão ser realizadas ainda este ano.

“Queremos a melhor Polícia Civil do Brasil”, idealizou o governador, ao apontar que o aumento do efetivo estava previsto desde 2015, diante do Plano de Governo.

(Foto: Arquivo)

Cerca de três mil pessoas comparecem a palestra de Camilo no Marina Park

184 1

A palestra “Estratégias para o Desenvolvimento do Ceará”, proferida pelo governador Camilo Santana (PT), reuniu na noite desta segunda-feira (30), no Marina Park Hotel, no Centro, cerca de três mil pessoas.

O evento também foi marcado por um jantar, ao preço de R$ 1 mil, diante do lançamento de sua pré-candidatura à reeleição.

Camilo só não conseguiu colocar lado a lado o ex-governador Cid Gomes (PDT) e o atual presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB). Há possibilidade dos dois comporem chapa majoritária com Camilo, como candidatos ao Senado.

Enquanto Cid Gomes se mostrou alheio a Eunício, o mesmo não se pode dizer dos ex-adversários políticos Genecias Noronha, Domingos Neto e Domingos Filho.

(Fotos: Leitor do Blog)

PT decide futuro em meio a impasse sobre vaga no Senado

Em meio a divergências sobre vaga no Senado na chapa governista, o PT no Ceará começa hoje a decidir seu futuro nas eleições deste ano. Internamente, o partido está dividido entre reclamar a recondução do senador José Pimentel ou indicar outro nome para o posto e abrir mão da segunda vaga na composição formada pela legenda e o PDT.

Duas alas devem entrar em choque durante encontro de tática eleitoral da legenda, evento no qual as teses petistas devem ser aprovadas ou rejeitadas por 300 delegados, tais como o apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a reeleição do governador Camilo Santana (PT).

De acordo com o presidente da sigla no Ceará, o deputado estadual Moisés Braz, “boa parte dos delegados acha que não amadurecemos candidatura (ao Senado)” e que a proposta de postulação ao Congresso “não vai ser aprovada”.

“O partido vai deliberar que temos candidato nacional, que é o Lula, e não há plano B”, disse. “Estamos querendo aprovar que o governador fique autorizado a fazer coligação com o PDT. E que não lance candidato ao Senado.”

A hipótese de candidatura própria, entretanto, pode desdobrar-se ao longo da semana ainda que os participantes do encontro desaprovem a proposta. Segundo Braz, nesse caso, o partido submeteria a tese à instância imediatamente superior na agremiação.

Defensor de que o PT mantenha a vaga ao Senado, o presidente da sigla em Fortaleza, Deodato Ramalho, disse que acha “um desserviço ao partido e à democracia nós deixarmos não apenas de ter um candidato, mas sobretudo termos aliança com um senador que é peça fundamental na política desenvolvida pelo governo Temer”.

O petista se refere a Eunício Oliveira (MDB), que se reaproximou de Camilo e agora tenta emplacar aliança com o governador para fortalecer a candidatura à reeleição ao Senado. O chefe do Executivo estadual já deu reiteradas afirmações de que pretende apoiá-lo, apesar do veto do presidenciável Ciro Gomes (PDT) ao emedebista.

“Eunício sempre foi peça fundamental no golpe”, critica Ramalho. “Pra mim, é uma negação do nosso discurso esse tipo de aliança que o governador pretende fazer.”

Prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT) assegura que o “PT aqui tem uma centralidade na reeleição do Camilo e eleição do Lula” e, “dentro daquilo que o governador está negociando, não há espaço para lançar senador”.

Atual senador petista, José Pimentel já se colocou à disposição para tentar a reeleição. Além do parlamentar, a deputada federal Luizianne Lins sugeriu que, caso o partido vete a indicação de nome para a vaga, ela pode disputar prévias.

O encontro de tática eleitoral vai das 9 h às 13 horas, no Hotel Praia Centro, em Fortaleza. Além da composição majoritária, a reunião define a coligação proporcional nas eleições.

A DISPUTA PELA VAGA

A segunda vaga ao Senado na chapa governista não é cobiçada apenas pelo PT, mas também pelo PDT. Durante evento de lançamento de sua candidatura em Fortaleza, o presidenciável Ciro Gomes admitiu que gostaria de votar no correligionário André Figueiredo para o Senado.

Presidente estadual do PDT e deputado federal, Figueiredo reforçou em entrevista ao O POVO que o partido teria direito a pleitear a segunda vaga.

O pedetista também se queixou de Camilo Santana (PT). Segundo ele, o governador não teria discutido com o PDT uma aliança com Eunício Oliveira (MDB).

Aliado do governador, Eunício vem tentando estabelecer uma coligação formal com o PT e o PDT para a disputa ao Senado.

(O POVO / Foto: Arquivo)

Quem decide no bloco governista

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (20), pelo jornalista Érico Firmo:

Aspecto que chamou atenção no discurso de Camilo Santana (PT) sobre a aliança é a insistência em falar que a decisão não será imposta por ninguém. “Não há cacique na nossa aliança, não há decisão unilateral. O que há é um processo democrático de diálogo e construção coletiva. ouvir os partidos, ouvir os presidentes, ouvir as lideranças”, falou ele na quarta-feira, na Redação do O POVO.

Adiante na conversa, questionado pelo repórter Carlos Mazza sobre se Ciro Gomes (PDT) permitiria a aliança com Eunício Oliveira (MDB), ele voltou ao ponto: “Não é o Ciro quem manda, nem eu. A gente define tudo de forma democrática”.

Quando algumas coisas precisam ser ditas é porque há a ideia de que ocorre o oposto. Camilo disse que não tem cacique na aliança porque existe a imagem de que os Ferreira Gomes ditam os caminhos. Falou que Ciro não manda porque se imagina que ele é quem decide, sim.

Camilo é realista quanto aos limites do diálogo. “Consenso não vai existir nunca, mas que a gente possa encontrar uma pactuação para construir as melhores alianças possíveis para esta eleição”. Realmente, não vislumbro quanto de conversa se pode ter para fazer Ciro engolir Eunício na aliança, ou para que o emedebista aceite de bom grado ficar fora da chapa oficial.

Os Ferreira Gomes têm sido muito duros nas negociações com Camilo. De maneira que não aceitaram que fossem com eles no governo. Em 2010, no auge das pressões sobre a chapa para o Senado, Ciro afirmou que seu irmão Cid Gomes “não aceitaria faca nos peitos” da parte de ninguém. Agora, são eles que dizem que não engolirão Eunício (foto) na mesma chapa que eles. Camilo, conforme ressaltei, não cogita chapa sem o PDT.

Ao dizer que não há cacique na aliança, o governador deixou no ar a ideia de recado dirigido aos Ferreira Gomes, direto ou indireto. Afinal de contas, se houver cacique na aliança, quem haveria de ser se não eles?

O fato é que está criada a situação na qual, se Eunício ficar fora da coligação, estará estabelecida a imagem de que foi imposição dos Ferreira Gomes. Se Eunício estiver na aliança oficial, a impressão que ficará é de que os irmãos foram enquadrados.

Camilo Santana e o quase consenso político-eleitoral no Ceará

372 2

Em artigo sobre as eleições no Ceará, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia a aliança política de Camilo Santana. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) construiu a maior base governista dos últimos 30 anos na história política-eleitoral do Ceará. A frente de aliados do chefe do Executivo estadual pode ser comparada a um ônibus, por isso vou nomear de governo-ônibus.

O motorista é o governador Camilo Santana e as primeiras fileiras são ocupadas pelos aliados de primeira ordem ou hora, no caso mais específico o grupo dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid), as fileiras no meio do transporte são ocupadas pelos partidos aliados (PT-PDT-PP e outros), nas fileiras finais estão os neoaliados: Eunicio Oliveira (MDB), Genecias Noronha (SD), Gorete Pereira (PR) e Domingos Neto (PSD).

O ex-governador e atual senador cearense, o empresário Tasso Jereissati (PSDB), já esteve à frente do comando do estado do Ceará, por três vezes, além de outros governadores eleitos por seu grupo político. Tasso Jereissati sempre teve forte oposição ao seu grupo político. O anti-tassismo tinha duas frentes específicas: anti-tassismo de direita (PMDB-DEM) e o anti-tassismo de esquerda (PT-PSB e PC do B). O ex-governador Cid Gomes (PDT) formaria o maior condomínio político-administrativo e eleitoral dos últimos anos (2007-2018). Cid Gomes sempre teve atrito com determinados aliados que eram obrigados a ir para a oposição estadual ou anti-cidismo. Até esse momento do calendário eleitoral, ainda não temos frente oposicionista intitulada de anti-camilismo.

Camilo Santana ainda procura atrair os setores anti-cirista-cidista das oposições cearenses, para que pelo menos fiquem neutras no primeiro turno da sucessão estadual de 2018. Camilo Santana promete não perseguir os grupos políticos do vice-prefeito de Maracanaú, o empresário Roberto Pessoa (PSDB), e do ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB), através do seu emissário da paz, o senador Eunicio Oliveira, que ainda mantém relação política-administrativa com os grupos citados.

Há certa percepção na sociedade civil cearense da reeleição do governador Camilo Santana, para o seu segundo mandato (2019-2022). Camilo deverá trazer os neoaliados para os assentos da frente do seu governo-ônibus, com uma certa inexistência de zonas de atritos, em relação ao grupo político do ex-governador e futuro senador Cid Gomes, pois é necessária a manutenção dessa gigantesca base aliada nas eleições municipais de 2020. Os seguintes deputados federais deverão compor o principal núcleo do camilismo nos próximos quatro anos: Genecias Noronha (SD), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR) e outros.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Camilo e Eunício jogam juntos em inauguração de areninha

O governador Camilo Santana, acompanhado do presidente do Congresso, Eunício Oliveira, e do prefeito de Limoeiro do Norte, José Maria Lucena, entregou nesse sábado (23), em Limoeiro do Norte, no Baixo Jaguaribe, a 198 quilômetros de Fortaleza, a Areninha do conjunto habitacional Estrada das Flores.

“A areninha envolve toda a comunidade com atividades, movimenta a economia no seu entorno, aumenta a convivência. Este espaço vai funcionar o dia todo. Aqui, teremos monitores pagos pelo Estado para desenvolver projetos com a população. É um espaço de convivência, de lazer, esporte e cidadania”, disse Camilo.

Durante a solenidade, Camilo participou de uma partida de futebol ao lado de Eunício. Entre torcedores, a vontade que a parceria em campo se prolongue por mais tempo.

O Governo do Ceará já entregou 49 areninhas, em um investimento de cerca de 72 milhões de dólares – sendo 50 milhões de dólares de empréstimo do BID e 21,9 milhões de contrapartida do Estado. Mais 160 areninhas, tipo 2, com estrutura menor, ainda serão construídas, sendo 20 somente na Capital, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza.

Camilo, a política e a mídia

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (23):

A transmissão ao vivo que o governador Camilo Santana (PT) faz, todas as terças-feiras, via página no Facebook, quando conversa com os internautas, virou uma das marcas do seu governo.

Buscando demonstrar abertura para o diálogo, Camilo até que se expõe ouvindo críticas, sugestões, perguntas e elogios e isso num momento em que a classe política está tão desgastada.

Bem, a ideia, tocada por ele há quase dois anos, virou modelo para outros governadores, como o da Bahia, que aqui esteve conhecendo a experiência, e por vários políticos cearenses, entre eles o prefeito Roberto Cláudio, o deputado Capitão Wagner e agora o seu virtual adversário, o pré-candidato tucano General Theophilo.

Somente no último bate-papo de Camilo, foram mais de 13 mil mensagens — uma média de quase 220 mensagens por minuto. Camilo aproveita o momento para prestar contas do que fez e anunciar outras ações.

Em clima ato de pré-campanha, Camilo Santana é cidadão de Fortaleza

“Quero agradecer a Câmara Municipal de Fortaleza, em especial o presidente Salmito Filho e os vereadores Cláudia Gomes e Adail Júnior (autores dos requerimentos). Isso só aumenta a minha responsabilidade. Quero agradecer a equipe do governo do Estado, meus familiares, minha esposa Onélia e meus filhos Pedro e Luísa, que têm compreendido minhas ausências. Meus pais Eudoro e Ermengarda, meus exemplos; meus irmãos; amigos e ao querido povo de Fortaleza e do Ceará. Vocês representam essa fortaleza que está dentro de mim, que me faz ter mais vontade de trabalhar. Sei dos desafios que temos para transformar a cidade, mas não são superiores a nossa força e vontade de superação. Seguiremos firmes em busca de mais vitórias”.

O discurso emocionado foi feito pelo governador Camilo Santana (PT), nessa noite de segunda-feira (18), ao ser homenageado, na Câmara Municipal, com o título de Cidadão de Fortaleza e também com a Medalha Boticário Ferreira. O plenário ficou pequeno para os convidados, que ainda lotaram o auditório e a área externa da Casa, onde um telão transmitia o ato.

Camilo, em sua fala, destacou conquistas de seu governo nas áreas da educação e economia. “Em três anos e meio, tenho tido várias emoções, por conquistas como na Educação Pública, que tem obtido os melhores resultados do Pais. Alcançamos índices históricos e hoje nossa Educação é modelo para vários estados do Pais. (…) Em 2017, o Ceará alcançou a meta prevista para 2024. (…) Na Economia, o Ceará tem sido exemplo de solidez fiscal e por isso o Ceará teve o maior investimento do país, o que tem proporcionado mais emprego e melhoria de vida a população”.

A sessão, presidida pelo presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho, contou com as presenças, na mesa, de Isolda Cela, vice-governadora do Ceará; deputado Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa; deputado federal Leônidas Cristino; prefeito Roberto Cláudio; desembargador Durval Aires Filho, representando o presidente do Tribunal de Justiça, Francisco Gladyson Pontes; desembargadora Nailde Pinheiro, presidente do TRE-CE; vereador Adail Junior, primeiro vice-presidente da Câmara; e vereadora Cláudia Gomes, terceira secretária da Câmara.

Camilo, momentos antes do ato, foi indagado se aquele ato já se constituía como uma pré-campanha Disse que sua preocupação era com a gestão, tocar e entregar obras e que não estava pensando em eleições. “Isso a gente só vai pensar depois da convenção”, afirmou. No ato, a maioria dos aliados. Faltaram, no entanto, o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, que se ausentou do País coma viagem de Temer, pois disputará reeleição; Ciro Gomes e Cid Gomes, que estavam com agenda em São Paulo, e os novos aliados governistas, o deputado federal Genecias Noronha, presidente do Solidariedade, e Domingos Filho, conselheiro à disposição, que tem o filho, deputado federal Domingos Neto, presidindo o PSD no Estado.

Domingos Neto, no entanto, nesta madrugada de terça-feira, reiterou apoio à reeleição do governador Camilo Santana e adiantou que seu pai, Domingos Filho, pode disputar cadeira de deputado estadual.

(Foto – Divulgação)

Camilo medalhado e cidadão de Fortaleza

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (16):

O governador Camilo Santana (PT) será o mais novo cidadão fortalezense e, de quebra, ainda receberá a mais alta comenda do Legislativo Municipal de Fortaleza: a Medalha Boticário Ferreira.

Na segunda-feira, às 19 horas, ele ganhará essa dupla homenagem durante sessão solene da Casa que, com certeza, será pequena para tantos convidados. Bom ninguém se esquecer de que esse filho do Crato (Região do Cariri) contará com o apoio de políticos e filiados a 24 partidos que endossarão sua reeleição.

Ainda nessa oportunidade, oriunda de requerimento dos vereadores Adail Júnior e Cláudia Gomes, o governador deverá aproveitar para prestar contas do que tem feito pela capital cearense ao longo dos três anos e meio de gestão. Destacará, por exemplo, obras como o IJF 2, a barragem do Cocó, a urbanização do Morro de Santa Terezinha e rio Maranguapinho, além da construção de escolas, casas populares, UPAs e Areninhas junto com o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Eita, pré-campanha danada!

Camilo anuncia mais 160 areninhas para todo o Estado

Nesta noite de segunda-feira, 11, o governador Camilo Santana (PT) entregou a Areninha localizada no anexo da Arena Castelão, e também assinou a ordem de serviço para a construção de 160 novas Areninhas Tipo 2, no Interior e na Capital.

“Esse é um projeto que tem feito grande sucesso na Capital cearense, tanto que decidimos levar para todas as cidades do Interior. Estamos aqui dando a Ordem de Serviço para 160 Areninhas como essa do Castelão, cada município do Ceará vai ter uma. É bom para o aspecto social, tirar os jovens dos maus caminhos, vai ajudar a descobrir talentos nas cidades. Sem falar que no entorno delas funciona uma série de atividades, comércio, por isso tem também o aspecto econômico. Vira uma referência para a cidade”, disse Camilo Santana. Ele ressalta que o tempo de construção dos equipamentos é curto, de apenas três meses.

O investimento do Governo do Ceará será da ordem de R$ 25 milhões para 140 Areninhas em municípios com menos de 50 mil habitantes e 20 para Fortaleza, estas em parceria com a Prefeitura da Capital. Durante a solenidade, o chefe do Executivo estadual também assinou a assinatura do termo que outorga os bolsistas do Programa Esporte em 3 Tempos, que atuarão dentro do equipamento da Arena Castelão, que teve investimento total de R$ 206.682,28.

O equipamento da Arena Castelão possui grama sintética, iluminação e vestiários com banheiros, que virá acompanhado por contêineres, possibilitando diversos usos, desde a sala de administração até depósito de materiais, proporcionando a prática de modalidades esportivas, ginástica funcional, atividades lúdicas e de recreação a população.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, parabenizou pela iniciativa de expandir o programa por todo o Ceará, garantindo muitos impactos positivos na sociedade. “O governador já havia assinado uma parceria com a prefeitura para 16 novas areninhas, totalizando 38. Agora estamos autorizando a construção de mais 20 dessas Tipo 2, que são nos mesmos moldes em proporções reduzidas, em Fortaleza. Onde a Areninha chegar, terá transformação para a juventude. Isso se chama prioridade cidadã em nome do esporte, do lazer e principalmente da juventude. Parabéns a todos que hoje recebem um equipamento como esse”, afirmou Roberto Cláudio.

Quem não escondia a alegria por estar no gramado da Areninha era o eletricista Cléber Nogueira, que brincava com o filho recém-nascido Guilherme, que já estava em clima de Copa do Mundo vestindo a camisa da seleção brasileira e dando os primeiros toques na bola. “É muito bom ter um campo desses, pois aqui na região não tempos muita opção de lazer, e aqui as crianças podem vir, se divertir e praticar atividades lúdicas. É importante também pois ajuda a tirar a meninada da rua. Tenho três filhos, o menor já está aqui mostrando que vai jogar e tenho outras duas meninas, que com certeza vou trazer para cá em outras ocasiões também”, disse.

(O POVO Online / Foto: Divulgação)

R$ 19,8 milhões – Camilo e Eunício anunciam juntos recursos para obras em Várzea Alegre

O governador Camilo Santana (PT) e o presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE), seguem juntos pelo Estado em inaugurações de obras e anúncio de recursos. Neste fim de semana, os dois estiveram em Várzea Alegre, no Cariri, a 446 quilômetros de Fortaleza, onde inauguraram o Centro de Educação Infantil Luíza Alves Ferreira Grigório (Tia Luizinha), além de anunciarem R$ 19,8 milhões para financiamento de diversas obras e ações no município.

“Maior que o nosso pensamento está o pensamento do povo. Não posso estar na presidência de um dos três Poderes da República e deixar de contribuir com o desenvolvimento do meu Estado e com dias melhores para os meus irmãos cearenses”, comentou Eunício.

“Das 100 melhores escolas públicas do Brasil, 77 estão no Ceará. Só por esse fato, Camilo Santana pode ser considerado o governador de todos os cearenses. Ainda mais por investir na educação infantil. E hoje nós alegramos pela Creche Tia Luizinha”, destacou o presidente do Congresso Nacional.

Já o governador Camilo Santana destacou que, cuidar da educação das crianças ainda na primeira infância, é fundamental para o desenvolvimento do cidadão e também anunciou a instalação do Batalhão do Raio e do sistema de vídeo monitoramento, além da pavimentação asfáltica do Riacho Verde, a implantação do projeto Sinalize, a reforma do mercado público e a construção da Areninha de Várzea Alegre.

(Foto: Divulgação)

Governo do Ceará reduz expediente em jogos do Brasil na Copa

1339 9

O governador Camilo Santana reduziu o expediente nos órgãos estaduais, durante jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. Em alguns casos, o ponto dos servidores estaduais será facultativo.

Segundo a publicação no Diário Oficial do Estado, o expediente será das 8 horas às 13 horas, quando o Brasil entrar em campo a partir das 15 horas (quarta-feira, 27, diante da Sérvia).

O expediente será das 14 horas às 18 horas, quando a Seleção Brasileira tiver jogado às 9 horas (sexta-feira, 22, diante da Costa Rica).

De acordo ainda com a publicação no Diário Oficial, o ponto será facultativo, quando o Brasil entrar em campo às 11 horas ou às 12 horas.

Pimentel quer reeleição ao Senado e reage contra “acordão”

143 2

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira (6):

Em contato com este colunista, o senador José Pimentel (PT) avisa: está à disposição para disputar a reeleição.

Ele reage diante da possibilidade de um acordo entre o governador Camilo Santana (PT), os Ferreira Gomes e o MDB do senador Eunício Oliveira. “Eu já estou há 24 anos no parlamento e continuo à disposição do nosso partido”, afirma o senador.

Indagado se teria espaço para viabilizar esse objetivo, reage: “Isso é uma discussão daqueles que controlam a política no estado do Ceará. Se eu dependesse deles, não seria nem eleito a síndico de prédio porque a minha primeira campanha, em 1994, quando fui eleito deputado federal, o meu partido apoiou na convenção o nome de Mário Mamede para ser vice de Tasso Jereissati. Isso não é novidade”.

Perguntado se teria votos para o embate, devolve: “Vamos trabalhar”!

Pimentel integra a ala no PT da deputada federal Luizianne Lins que já informou ter a direção nacional da sigla definido que, onde o PT tiver senador, brigará para manter essa vaga.

Camilo vai ter trabalho com sua ceia larga.

50, com disposição de 30 para trabalhar – diz Camilo

656 2

O governador Camilo Santana agradeceu neste domingo (3) a presença das mais variadas correntes políticas no Ceará, em missa dos seus 50 anos de idade, no Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha.

Apesar de destacar que está com 50 anos, mas “com disposição de 30 para trabalhar”, Camilo usou mesmo a experiência de cinco décadas para desconversar sobre alianças políticas no Estado, diante das presenças de Ciro Gomes e Eunício Oliveira, adversários desde a eleição do próprio Camilo, há quatro anos.

Camilo reúne opositores em comemoração aos seus 50 anos

6183 8

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, e o senador Eunício Oliveira (MDB-CE), voltaram a estar juntos pelo mesmo propósito, neste domingo (3), no Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha.

Não, nada a ver com as eleições deste ano. Mas, sim, pelos 50 anos do governador Camilo Santana (PT), que reúne nesta manhã familiares, políticos, empresários, amigos e cidadãos comuns. Além de Ciro e Eunício, também se encontram presentes o ex-governador Cid Gomes, o prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque.

O filho de Camilo, Pedro, fez leitura em homenagem ao pai e emocionou os presentes à missa, que reúne secretários estaduais como Artur Bruno (Sema) e Fabiano Piúba (Secult) e municipais com lpídi Nogueira (Direitos Humanos e Desenvolvimento Social), dirigentes de órgãos públicos e movimentos sociais como quilombolas, indígenas e ciganos.

O ato foi uma ideia de Eudoro e Hermengarda, pais de Camilo, que queriam comemorar junto a setores populares. O irmão de Camilo, Tiago Santana, com sua mulher, veio dos EUA, onde mora, e prestigia a missa.

Os deputados federais Chico Lopes (PCdoB), Leônidas Cristino (PDT), André Figueiredo (PDT), José Guimarães (PT), Antonio Balhmann (PDT) e Odorico Monteiro entre alguns parlamentares que bateram o ponto no ato. Entre estaduais Rachel Marques (PT), Leonardo Araújo (MDB), Carlos Felipe(PCdoB) e Walter Cavalcante, que tem militância política na Vila Velha.

(Fotos: Paulo MOska)

Camilo, o cinquentão

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (2):

O governador Camilo Santana (PT) completa 50 anos neste domingo, 3. Camilo dispensou festas mas, para celebrar a data, a família resolveu realizar uma cerimônia religiosa. O local escolhido foi o Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, em Fortaleza.

Dez comunidades do entorno foram envolvidas na organização da missa e devem fazer parte da celebração, inclusive com um coral de vozes. Além de familiares e amigos, devem participar secretários de governo e lideranças comunitárias da Capital e do Interior.

Houve quem ensaiasse organizar uma recepção com comes e bebes, mas Camilo barrou a iniciativa.

Terminada a missa, o governador deve passar o restante do dia de aniversário em casa, juntamente com a família. Gente da base aliada do governador foi convidada, mas não muitos. É que só essa turma toda lotaria o santuário. O governador, claro, optou ficar pertinho do eleitorado.

Vacilantes abandonam Lula

674 1

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (20):

Repercute no País a notícia do abandono do ex-presidente Lula por correligionários, como o governador Camilo Santana (PT) e por aliados, como o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), no momento exato em que aumenta o lawfare (perseguição jurídica com fins políticos contra ele). Cortaram até prerrogativas presidenciais asseguradas pela Constituição.

Juristas do porte de Lenio Luiz Streeck e André Karam Trindade dizem que se trata de uma ilegalidade. Cada um tem direito de postar-se na História, segundo o grau de sua consciência política e de seu compromisso originário. Mas, a população não vê com bons olhos posições como essa. O País não está numa situação de normalidade democrática. Ver de outra maneira é convalidar o golpe.

O povo já percebe que o Brasil vive um golpe de estado, disfarçado de “legal”, que tenta alcançar agora seu objetivo principal: isolar o maior líder popular nacional e tirar de cena o partido mais entranhado na sociedade, mesmo que isso se faça às custas do atropelo do Estado Democrático de Direito, da soberania popular, da autonomia nacional e da exclusão social.

Contudo, o povo vem demonstrando majoritariamente que quer votar em Lula. Ele tem o dobro de percentuais em relação ao segundo colocado nas pesquisas pré-eleitorais (1 em cada 3 brasileiros quer votar em Lula no primeiro turno, segundo a última pesquisa CNT-MDA). Ele pode ganhar já no 1º turno: no 2º turno, a vitória é esmagadora. Por que desistiria da candidatura a que tem direito?

Candidatura Lula pode rachar o PT

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (19), pelo jornalista Henrique Araújo:

A quem interessa a manutenção da candidatura de Lula à presidência da República? É uma questão cuja resposta pode levar o PT a uma divisão insanável, com governadores de um lado e parlamentares da legenda do outro. Aos primeiros, interessa sobretudo a costura de alianças e a formação de palanques que lhes garantam conforto na corrida eleitoral. Para tanto, precisam urgentemente da definição de um plano B caso Lula não seja candidato – e tudo indica que não será.

Aos parlamentares petistas, entretanto, é indiferente se Lula será ou não barrado pela Lei da Ficha Limpa, desde que possam tirar proveito de nacos do eleitorado que ainda tem simpatia pelo ex-presidente, preso em Curitiba há pouco mais de um mês, mas ainda líder nas pesquisas de intenção de voto segundo as principais sondagens feitas até aqui.

Na última semana, essas divergências internas no PT vêm se explicitando. A declaração do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), é apenas a mais eloquente delas – o petista disse que a insistência no nome de Lula seria “suicídio”. Hoje, o partido divide-se entre dois grupos: um pró-Lula, liderado pelo PT da Bahia. E outro pró-Ciro Gomes (PDT), encabeçado por Camilo. Nesse cabo de guerra, o PSB virou a noiva da vez: para onde pender o apoio da siga socialista, a tendência é que ali esteja o futuro petista.