Blog do Eliomar

Categorias para Camilo Santana

Camilo recebe Haddad e petistas cearenses

217 5

O governador Camilo Santana recebeu nesta sexta-feira (15), no Palácio da Abolição, o ex-prefeito de São Paulo e candidato do PT à Presidência da República, nas últimas eleições, Fernando Haddad.

Haddad esteve acompanhado de petistas do Ceará, que pediram a liberdade do ex-presidente Lula.

Nesta noite, no Hotel Oásis, Haddad estará à frente do ato “Lula Livre” e do debate contra a reforma da Previdência.

(Foto: Divulgação)

Camilo confirma informação do Blog e anuncia Julinho como líder do governo

O governador Camilo Santana anunciou há pouco, por meio do Facebook, o deputado Julinho (PPS) como novo líder do governo. A informação foi antecipada pelo Blog, na sexta-feira (8), após o petista Elmano de Freitas ficar indisponível para a missão, ao aceitar a liderança da bancada do PT.

“Anuncio que o deputado Júlio César Filho (PPS) é o novo líder do Governo na Assembleia Legislativa. A deputada Augusta Brito (PCdoB) e o deputado Walter Cavalcante (MDB) serão os vice-líderes. Desejo sucesso aos queridos parlamentares”, postou Camilo.

O deputado estadual Júlio César Filho (PPS) é engenheiro civil e está no terceiro mandato consecutivo na Assembleia Legislativa. Já havia sido vice-líder do governo Camilo Santana e também do governo Cid Gomes. O parlamentar presidiu ainda a Comissão de Orçamento, Finanças e Tributação, uma das mais importantes do Legislativo.

Na legislatura passada, fez parte da Mesa Diretora como 3º Secretário e comandou a comissão encarregada de solucionar divergências nos limites intermunicipais no Estado.

(Foto: Facebook de Camilo)

Sem trégua contra o crime

179 4

Em artigo no O POVO deste domingo (10), o governador Camilo Santana diz que a determinação é não dar trégua ao crime, “que criminosos sejam tratados como criminosos”. Confira:

Desde que assumi a honrosa missão de governar o Ceará, em 2015, tenho dedicado todos os esforços para ajudar nosso Estado a superar os desafios e transformar, para melhor, a vida dos cearenses, sobretudo daqueles que mais precisam.

Foi assim que, mesmo em meio ao conturbado cenário nacional, conseguimos vários avanços nos últimos anos, inclusive tornando o Ceará modelo em áreas como a Educação, Gestão de Recursos Hídricos e Gestão Fiscal.

Somos, por quatro anos seguidos, o Estado que mais fez investimentos públicos no Brasil, proporcionalmente à nossa economia. Isso significa a construção de mais escolas, estradas, equipamentos de saúde, lazer e segurança para a população.

E uma das áreas mais sensíveis, cujos esforços nossos têm sido ainda maiores, é a segurança pública que, aliás, é hoje o maior desafio enfrentado por todos os estados brasileiros e pelo governo federal. O Brasil inteiro tem sofrido nos últimos anos com a proliferação de grupos criminosos, cada vez mais ousados e violentos, que atormentam as pessoas de bem.

Neste início do ano, após todo um período de planejamento e preparação, com a contratação de dez mil profissionais e muito investimento em equipamentos e inteligência, partimos para a mais arrojada ação contra o crime organizado, que atua dentro e fora dos presídios. A partir da criação da nova Secretaria de Administração Penitenciária, em parceria com a Secretaria de Segurança, demos início a uma série de medidas, duras e necessárias, para sufocar o crime e reorganizar o sistema penitenciário, reforçando a disciplina, cortando a comunicação, fechando cadeias vulneráveis, e isolando e transferindo para penitenciárias federais os principais chefes de grupos criminosos.

A reação a essas duras medidas foi a deflagração de uma série de ataques criminosos com o intuito de assustar a população e intimidar o Estado. Um grande erro. A resposta do Ceará a esses atos, que se assemelham a ações terroristas, foi reforçar ainda mais a nossa estrutura de segurança, com novas contratações de pessoal, criação de novas leis anticrime, além do importante reforço de tropas federais e estados parceiros. O resultado foi a prisão e punição de centenas de criminosos que buscaram atentar contra a sociedade.

Tenho acompanhado pessoalmente todas as ações de nossas forças de segurança desde o primeiro dia, e minha determinação tem sido de não dar trégua ao crime. Muito pelo contrário. Tenho insistido que criminosos sejam tratados como criminosos, com todo o rigor e dentro da lei, sem acordos ou regalias. E para isso, nossos profissionais de segurança contam com todo meu apoio e minha confiança.

Por outro lado, reforço que, nessa luta contra o crime organizado, que é um problema nacional, é imprescindível que o governo federal assuma a responsabilidade de coordenar as ações e apoiar os estados e municípios. Que cumpra seu papel constitucional de proteger nossas fronteiras e combater o tráfico de drogas e armas, que alimenta o crime organizado, que nasceu em SP e RJ, e se espalhou por todo o Brasil.

De nossa parte, aqui no Ceará, não toleramos jamais que criminosos imponham a sua lei contra o Estado e contra a população. Seremos cada vez mais firmes no combate ao crime e na nossa missão de defender as famílias cearenses.

Tenho absoluta convicção de que as dificuldades que o Ceará passou agora com esses ataques covardes, causando o sofrimento sobretudo da população mais pobre, não serão em vão. Esse combate implacável à criminalidade, imposto pelas nossas forças de segurança, com o importante apoio da Justiça, serão a garantia de que teremos um Estado mais seguro e ainda melhor de se viver.

O momento é, cada vez mais, da união de todas as forças em prol da população cearense. Questões políticas ou partidárias devem ser colocadas de lado, e deve prevalecer, sempre, o bem maior da população.

Os desafios são grandes, mas nossa determinação e coragem para vencer são muito maiores.

Camilo Santana

Governador do Ceará

Os governadores e a pajelança previdenciária

Da Coluna Eliomar de Lima. no O POVO deste sábado (9):

Os governadores vão se reunir em Brasília, no próximo dia 20, quando ouvirão a proposta da reforma da Previdência da boca do próprio ministro da Economia, Paulo Guedes.

Foi o que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), repassou para Camilo Santana. Mas, até lá, ele continuará conversando com os governadores sobre o mote da reforma, procurando incluir para essa data algumas pautas do interesse dos estados.

Camilo, que recebeu Maia no Palácio da Abolição, quinta-feira à noite, informou que a bancada cearense vai se reunir dia 19, no escritório de representação do governo, em Brasília.

Mauro Filho, deputado federal do PDT, participante da conversa entre Maia e Camilo, deverá expor nessa ocasião mais detalhes sobre a reforma. Aliás, Mauro garantiu para Maia que 20 dos 28 parlamentares do PDT estão dispostos a apoiar a reforma, desde que ela inclua propostas do então candidato Ciro Gomes.

Outra: Maia deixou claro no encontro que quer o parlamentar pedetista presidindo a Comissão Especial da Reforma da Previdência. A meta do presidente da Câmara é, até junho, passar a régua e fechar essa conta.

Camilo debate com Rodrigo Maia pautas do interesse do Nordeste

O governador Camilo Santana e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM/RJ) conversaram na noite desta quinta-feira (7), no Palácio da Abolição, sobre a reforma da Previdência e outros temas do interesse do Nordeste.

A bancada federal do Ceará esteve presente, assim como o presidente do Democratas do Ceará, empresário Chiquinho Feitosa.

“Recebi nesta quinta-feira, no Palácio da Abolição, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, acompanhado de deputados cearenses. Conversamos sobre assuntos como a reforma da Previdência e outros temas de interesse da Região Nordeste, como securitização da dívida ativa e seção onerosa de gás e petróleo. Agradeço a visita do presidente da Câmara Federal, dos parlamentares, e reitero meu compromisso de lutar pelas pautas que sejam importantes para o meu estado e para o país”, disse Camilo, por meio do Facebook.

(Foto: Facebook de Camilo)

Camilo prestigia posse de deputados federais e senadores cearenses

O governador Camilo Santana esteve nessa sexta-feira (1º), em Brasília, onde prestigiou a posse dos deputados federais do Ceará e também dos senadores Cid Gomes (PDT) e Eduardo Girão (Pros).

De todos os parlamentares, o mais festejado por Camilo foi Cid Gomes. “Amigo de tantos caminhos e tantas jornadas. Desejo a você Cid muito sucesso nessa nova missão de representar nosso Ceará no Senado Federal. Você terá muito a contribuir em Brasília. Também desejo boa sorte e sucesso ao senador Luís Eduardo Girão e aos nossos Deputados Federais que assumiram seus mandatos a partir de hoje”, postou Camilo, em sua página no Facebook.

(Foto: Facebook de Camilo Santana)

Camilo Santana e o seu grupo político-eleitoral

Em artigo sobre desenho do quadro político no Ceará, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia as articulações do governador Camilo Santana. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) deverá criar o seu próprio grupo político-eleitoral, nos próximos quatro anos. O primeiro passo foi a construção da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará. A maioria dos integrantes era do bloco do ex-senador Eunício de Oliveira, que saíram da oposição para apoiar a reeleição do governador: Danniel Oliveira (Eunício de Oliveira), Aderlânia Noronha (Genecias Noronha) e Patrícia Aguiar (Domingos Filho). Os camilistas puros são os seguintes parlamentares: Evandro Leitão e Fernando Santana. Os membros ciristas da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará: José Sarto e Leonardo Pinheiro.

O primeiro escalão do segundo governo (2019-2022) do governador Camilo Santana ainda mantém hegemonia do bloco político-partidário cirista-cidista (PDT-PP). O governador Camilo Santana (PT) deverá abrir um diálogo respeitoso e institucional com o novo bloco partidário oposicionista (PROS-PSL), sem a participação do senador Tasso Jereissati, como liderança oposicionista, pois o mesmo é aliado administrativo do Poder Executivo (Estadual). O deputado federal Capitão Wagner (PROS) deverá ser aliado institucional de Camilo Santana, em substituição ao ex-senador Eunício de Oliveira (MDB), na relação administrativa entre o Estado e a União.

O deputado federal Domingos Neto (PSD) e o deputado federal Genecias Noronha (SD) serão, aos poucos, absorvidos no novo projeto de hegemonia política-institucional do governador, nos próximos dois anos. Camilo Santana tentará ajudar os municípios, dos seus novos aliados, assim como os prefeitos ligados ao ex-senador Eunício. Esses fatos marcam o surgimento do embrião da corrente política cearense camilista.

O Partido Social Liberal (seção local no Ceará) não tem interesse na manutenção da frágil oposição feita pelo o senador Tasso Jereissati, no último pleito eleitoral ao Governo Estadual. O PSL apoiou a eleição do senador Luís Eduardo Girão (PROS), já declarou apoio à pré-candidatura do deputado federal Capitão Wagner à Prefeitura de Fortaleza, no próximo ano (2020).

Camilo Santana demonstrou enorme capacidade de transferência de votos no segundo turno da sucessão presidencial, para o seu candidato (Fernando Haddad) entre os eleitores fortalezenses. A neutralidade do governador na eleição de Fortaleza é o seu grande trunfo de negociação com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa

Sociólogo e consultor político

Todos contra o crime – Camilo destaca união dos estados e das tropas federais

125 3

O governador Camilo Santana destacou neste sábado (26), por meio do Facebook, os resultados da operação contra-ataque, realizada entre o fim da tarde dessa sexta-feira (25) e a madrugada deste sábado (26), que mobilizou cerca de 5,7 mil agentes de segurança.

Mais de 40 pessoas foram presas ou apreendidas, além de 11 armas de fogo e 4,36 quilos de drogas.

“Parabenizo a todos que fazem as forças de segurança do Ceará, tropas federais e estados parceiros por todo o empenho durante a megaoperação de combate ao crime, realizada ontem e hoje. Foram dezenas de prisões e redução significativa nos índices de criminalidade. Minha determinação é para que essas ações sejam cada vez mais intensificadas no Ceará. Todos juntos contra o crime”, disse.

Janeiro conturbado

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (26), pelo jornalista Demitri Túlio:

Alguns setores do governo do Ceará estão parados administrativamente. Por uma razão, está terminando janeiro e o governador Camilo Santana (PT) ainda não assinou a renomeação ou nomeações inéditas para cargos comissionados de funções que dão andamento ao funcionamento burocrático da máquina pública.

É natural que no final de uma gestão, o chefe do executivo faça exonerações e depois, avaliando a necessidade e a saúde financeira do Estado, recontrate ou enxugue cargos desnecessários. Muitas vezes criados para acomodações políticas por causa de alianças da época de campanha.

Na Uece, por exemplo, certificados e diplomas de graduação e da pós-graduação não podem ser emitidos pois não há pró-reitores nomeados. Na Policia Militar, oficiais e praças reclamam que trabalharão o mês de janeiro sem receber a gratificação comissionada. Haveria entraves administrativos também na Secretaria da Saúde, na Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e em outros órgãos.

Tasso, Eduardo Girão e Capitão Wagner garantem apoio a Camilo no enfrentamento à violência

325 2

O governador Camilo Santana postou há pouco, em sua página no Facebook, o apoio dos senadores Tasso Jereissati e Eduardo Girão, além do deputado federal Capitão Wagner, no enfrentamento à violência no Ceará, que desde o início do ano registra ataques a ônibus, transportes escolares, carros-pipa, estações de energia elétrica, viadutos, entre outros equipamentos públicos e particulares.

“Recebi há pouco, na sede do Governo, os senadores Tasso Jereissati e Luís Eduardo Girão, e o deputado Wagner Souza. Conversamos sobre as ações de enfrentamento ao crime que o Ceará tem feito e sobre a importância do envolvimento do Governo Federal nessa luta. Agradeço aos parlamentares pela disposição demonstrada em ajudar o nosso Estado”, disse Camilo.

(Foto: Facebook)

Não há solução para crise na segurança sem políticas públicas, diz Camilo

156 2

“O Ceará tem investido cada vez mais no fortalecimento da polícia e na organização do sistema prisional, como parte dos três eixos de combate à violência, juntamente com os investimentos em educação. Estamos firmes para superar esse desafio, enfrentar o crime e tornar nosso Estado cada vez mais seguro para todas as famílias cearenses”.

A declaração é do governador Camilo Santana, neste domingo (20), por meio do Facebook, ao destacar investimentos do Estado em educação, como forma de evitar o aliciamento de jovens cearenses pelo tráfico de drogas e facções criminosas.

Há três dias, Camilo foi entrevistado na Globo News, onde ressaltou números dos investimentos do governo estadual em educação.

Camilo apontou a construção de 103 novas escolas, sendo que 1/3 delas é de tempo integral. O governador também destacou a questão da evasão escolar, quando o Ceará reduziu o abandono de 16% para 6%.

“Nenhum país no mundo resolveu a crise de segurança sem políticas sociais”, disse. “Investir em educação e reduzir desigualdades são o melhor caminho para evitar a violência”, completou.

(Foto: Reprodução)

Hamilton Mourão critica acordo entre Ceará e Bahia

370 1

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), criticou acordo fechado entre os governadores petistas do Ceará, Camilo Santana, e da Bahia, Rui Costa, que mantém desde o dia 5 de janeiro um contingente de cerca de 100 policiais militares baianos no Ceará para ajudar a controlar a crise de segurança que o Estado vem sofrendo nas últimas semanas. A informação é do Uol.

O acordo também irritou militares das Forças Armadas. Segundo o site, eles argumentam que a ação de empréstimo de policiais não deveria ter ocorrido sem o intermédio do governo federal. Também foram feitas críticas a supostos objetivos políticos na medida.

Em entrevista concedida por telefone ao Uol, o vice-presidente Mourão classificou a ação como “mais uma jogada de marketing”. “No meio de uma crise dessa natureza, o governador da Bahia mandar 100 policiais para o Ceará é igual a tapar um buraco com uma pedrinha”, criticou.

Militares ouvidos teriam dito ainda que a medida de empréstimo poderia abrir precedentes para propostas de formação de forças regionais militarizadas, não previstas na Constituição Federal. O Exército, entretanto, não se manifestou oficialmente sobre o caso.

O governo da Bahia negou intenções políticas e disse que a ação segue “o preceito de mútua cooperação entre os entes federados, contemplado na Constituição”. O combate a quadrilhas interestaduais também foi argumento usado pelo Estado.

Em nota, o governo cearense afirmou que o convênio de cooperação entre os estados foi firmado para “debelar o problema de segurança que está ocorrendo no Ceará”. A nota também diz que o empréstimo não viola a Constituição em relação à autonomia dos entes federativos, ponto criticado pela oposição ao governo baiano, e afirma que a Bahia não exerce interferência na ação dos policiais durante sua atuação no Ceará.

O Ceará vive desde o dia 2 de janeiro onda de violência com ataques a prédios públicos e privados, ônibus, pontes e viadutos. Neste sábado, subiu para 399 o número de presos relacionados aos atentados, que, suspeita-se, sejam comandados de presídios onde estão líderes de facções criminosas.

(O POVO Online)

Fortaleza já supera os 100 milímetros de chuva. Camilo comemora precipitações na metade do Estado

O governador Camilo Santana (PT) comemora, em sua página no Facebook, as boas chuvas que se registram, neste sábado, no Ceará. Ele reitera confiança de que o inverno será positivo, pois o prognóstico da Funceme dá 40% de chance de chuvas dentro da média histórica.

72 municípios registraram chuva nas últimas 24h no Ceará. O relatório divulgado ontem pela Funceme aponta probabilidade de 40% de chuvas dentro da média e 30% acima da média este ano. Nossas orações para que tenhamos um bom inverno, que traga fartura, principalmente para o Sertão. O Governo do Ceará continuará trabalhando firme, com uma série de ações, para garantir o abastecimento da capital e do interior. #ChuvaNoCeará

Fortaleza já registra chuva superior a 100 milímetros. Atualizando o governador, já chove em m ais de 80 cidades. Confira as outras boas chuvas:

Senador Sá (Posto: Senador Sa) : 104.0 mm

Amontada (Posto: Icarai De Amontada) : 96.0 mm

Umari (Posto: Cajazerinha) : 83.0 mm

Umari (Posto: Sitio Canto) : 79.2 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe) : 68.0 mm

Limoeiro Do Norte (Posto: Limoeiro Do Norte) : 66.2 mm

Baixio (Posto: Baixio) : 62.0 mm

Umari (Posto: Umari) : 61.0 mm

Fortaleza (Posto: Messejana) : 60.8 mm

Haja Chuva

Mais uma vez a Capital cearense mostra não estar preparada para muita chuva. O pior é que o lixo acumulado das últimas semanas, também por causa de ataques aos caminhões da coleta, está entupindo muitos bueiros. Haja alagamentos.

Área do viaduto do Makro.

(Foto – Blog Cariri/Vídeo – Leitor do Blog)

Camilo se deixa consumir na crise da segurança

177 5

Difícil acreditar, mas a visível perda de peso do governador Camilo Santana contam exatos 15 dias.

Na primeira foto, o governador estava no Palácio da Abolição, na nomeação dos novos titulares da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Academia de Segurança Pública, no último dia 2, quando do início do ataques criminosos do Estado.

A segunda foto foi feita na tarde desta quinta-feira (17), em Brasília, quando da reunião de Camilo com o ministro Sérgio Moro.

Na foto feita no Palácio da Abolição, o governador faz perceber uma “barriguinha”, que desapareceu por completo na segunda foto. Outro detalhe é a calça social na primeira foto, que lhe deveria deixar mais magro com relação à segunda foto, no uso de uma calça de tecido jeans.

Segundo pessoas próximas ao governador, Camilo não estaria medindo esforços para resolver a crise na segurança pública, atento a todas as ações e iniciativas dia e noite.

(Fotos: Facebook de Camilo)

Camilo e Moro discutem situação da violência no Ceará

127 2

O governador Camilo Santana e o ministro Sérgio Moro estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira (17), no Ministério da Justiça e da Segurança Pública, em Brasília, onde discutiram a situação dos ataques criminosos no Ceará.

Camilo este acompanhado dos secretários André Costa (Segurança) e Mauro Albuquerque (Administração Penitenciária).

(Foto: Facebook)

Camilo se reúne com Moro, nesta tarde, para apresentar ações de combate ao crime no Ceará

280 6

O governador Camilo Santana estará com o ministro Sérgio Moro, no início da tarde desta quinta-feira (17), em Brasília, para apresentar as ações que o Ceará tem adotado contra o crime organizado.

Nessa quarta-feira (16), Camilo esteve reunido com o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, e destacou a importância das forças nacionais de segurança no Ceará.

(Foto: Facebook)

Camilo sanciona leis e Diário Oficial tem edição extra neste domingo

O governador Camilo Santana divulgou neste domingo (13), por meio do Facebook, que sancionou as leis aprovadas nesse sábado (12),na Assembleia Legislativa do Ceará, em sessão extraordinária. Confira:

Sancionei, neste domingo, as novas leis de enfrentamento à violência e ao crime organizado, aprovadas ontem na Assembleia Legislativa, em sessão extraordinária. A publicação acaba de ser feita no Diário Oficial do Estado, em edição extra. As leis que passam a valer de imediato no Ceará são:

.Convocação de policiais militares e bombeiros militares que estão na reserva para que ajudem a reforçar a nossa tropa que está em operação;

.Aumento da quantidade de horas extras (de 48h para 84h mensais) que podem ser pagas a todos os policiais, civis e militares, além dos bombeiros e agentes penitenciários, de forma com que haja aumento da força de trabalho;

.Criação da Lei da Recompensa, que prevê o pagamento em dinheiro, pelo Estado, para informações que sejam prestadas pela população à Polícia e que resultem na prevenção de atos criminosos e prisão de bandidos envolvidos nas ações;

.Criação do Fundo de Segurança Pública e Defesa Social, para estruturar melhor a SSPDS;

.Criação do Banco de informações sobre veículos desmontados;

.Regras de Restrição ao uso do entorno dos presídios do Estado para prevenir fugas e garantir mais segurança;

.Autorização de Convênios e Parceria com outros Entes (União e Estados) na cessão de policiais ao Estado do Ceará.

Todos unidos por um Ceará cada vez mais seguro. A luta contra a violência é de todos nós!

(Foto: Facebook)

A política da irresponsabilidade

274 1

Da Coluna Gualter George, no O POVO deste domingo (13):

É muito ruim que caminhe para passar em branco, juridicamente falando, a confusão criada por deputados eleitos por São Paulo, à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa daquele estado, ao se utilizarem das redes sociais para fazerem uma “denúncia” sem pé nem cabeça contra o governador cearense Camilo Santana, do PT. E, no caso, apenas por ser do PT.

O notório Kim Kataguiri puxou o grupo, distribuindo pelas redes sociais vídeo no qual denunciava (este foi o termo que utilizou numa entonação especial) que o caos estabelecido no Ceará era resultado de uma engenhosa estratégia política saída da cabeça do próprio Camilo. O objetivo, no final, seria desgastar o recém empossado presidente Jair Bolsonaro (PSL) e inviabilizar a votação de qualquer reforma constitucional no Congresso porque a decretação de intervenção federal seria inevitável. Isso tudo, em meio a um forte blá-blá-blá cujos detalhes pouparei do leitor, porque já tratados em outras análises, aqui mesmo do O POVO, ou, simplesmente, porque ridículos demais para merecerem ainda alguma apreciação.

Kim, que será deputado federal pelo DEM a partir de 1º de fevereiro, viu sua tese reproduzida, quase que na totalidade, pela futura colega de Câmara, só que do PSL, Joice Hasselmann, e por uma figura chamada de Artur do Val, popular nas redes sociais pelo canal “MamãeFalei”, uma das cabeças pensantes do Movimento Brasil Livre (MBL) e que ocupará cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo, também na bancada do DEM. Ele é gaúcho, assim como Joice é catarinense, mas foi ao eleitor paulista que os dois encantaram, ao ponto de o cidadão de alcunha esquisita ter saído das urnas como o segundo mais votado entre todos os candidatos ao parlamento estadual.

De volta à questão inicial, chega a ser antipedagógico que inexista qualquer resposta no campo jurídico à postura das três futuras figuras públicas, no sentido da ocupação de mandatos populares, visto que notórios já o são, ignorando-se a irresponsabilidade que demonstraram na abordagem da crise que vivemos no Ceará. Uma “denúncia”, como trataram eles, sem qualquer prova, sem um lastro concreto sequer de sustentação, nenhum indício ou sinal de que havia base objetiva, mas, repito, apenas movida pelo interesse político de aproveitar o sofrimento do cearense para manter vivo o discurso que tenta responsabilizar um partido, o PT, por tudo de errado que aconteça no País. No caso específico, ironicamente, voltando-se contra um petista permanentemente submetido a pressões internas, exatamente pelo fato de adotar discurso e comportamento em desalinho frequente com as orientações de cúpula. Alvo errado, portanto.

Imaginar que a tentativa de retratação resolveu tudo, com um segundo vídeo no qual Kim Kataguiri admite que errou, diz ter sido procurado por gente do MBL cearense e por pelo menos um político, o senador eleito Luis Eduardo Girão (Pros), para mostrar-lhe que não era bem como havia dito etc, seria menosprezar o enorme estrago que a peça inicial causou. A verdade é que as palavras do jovem líder de direita têm forte penetração em setores da sociedade e sua tese viu-se espalhada de maneira grave. O recuo até atenuou, embora ande longe de reparar por completo o que a “denúncia” fomentou de incorreção acerca das causas reais da crise com a qual nos temos deparado desde os primeiros dias do novo ano.

Kataguari, Hasselmann e o tal de “MamãeFalei” estreiam muito mal na esfera pública institucional com o ato de irresponsabilidade que cometeram. Fazê-los responder por isso, inclusive, seria uma forma didática de mostrar que a nova vida na qual estão entrando oferece muito mais possibilidades do que dispunham antes, nos espaços de comunicação que ocuparam com êxito e lhes trouxe até aqui, embora não lhes garanta carta branca para injuriar as pessoas apenas porque são de partidos contrários e ideologia estranha à sua.

Aliás, se há uma coisa com a qual precisam se acostumar na vida parlamentar, a partir da posse em fevereiro, é com a convivência com o contraditório. Será parte indissociável do cotidiano novo que buscaram.