Blog do Eliomar

Categorias para Camilo Santana

Humano, acima de tudo

Em artigo sobre o caso em Milagres, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza e sociólogo Salmito aponta o compromisso do governador Camilo Santana para com a segurança pública do Estado. Confira:

Eu poderia começar este texto afirmando que o governador Camilo Santana não é policial, que não teria como analisar com precisão as informações que lhe foram passadas instantes antes. Informações, essas, desencontradas até então para todo o aparelho da segurança pública do Estado.

Como sociólogo e também com quase três décadas de militância política, eu poderia afirmar ainda que o governador buscou no sentimento de combate à violência instalada em todo o país, o que seria o desfecho ideal de uma operação policial.

Mas não foi uma frase fora do contexto – ou mal interpretada – que me motivou a escrever este texto. Mas, sim, meu testemunho do trabalho de Camilo em prol da segurança do cearense, desde o alto investimento em armamento e viaturas policiais até a realização de concursos nas polícias Civil e Militar e também na promoção da inteligência policial, por meio de equipamentos eletrônicos, qualificação do efetivo e no esforço político em trazer para o Estado um Centro de Inteligência.

Camilo também promove a educação de qualidade, a melhor porta da juventude contra a violência, quando o Ceará é destaque nacional na formação de seus jovens, no Ensino Médio e Profissionalizante.

Também sou testemunha da dor do governador por cada cearense que perde a vida para a violência – a maioria dos crimes relacionada ao tráfico de drogas – e também dessa mesma dor por policiais que heroicamente tombam no cumprimento do dever.

Camilo é, acima de tudo, humano, com formação voltada para a defesa das liberdades individuais e dos direitos humanos, conforme orientação de seus pais, o engenheiro e ex-preso político Eudoro Santana e a assistente social Ermengarda Santana. Daí a minha indignação e tristeza quando acompanho matérias que tentam colocá-lo alheio à dor que neste momento atinge aos cearenses.

Salmito

Sociólogo e presidente da Câmara Municipal de Fortaleza

Uma transição à moda Camilo Santana

182 2

Da Coluna Gualter George, no O POVO deste domingo (9):

É anormal o silêncio e a tranquilidade que envolvem a transição de governo no Ceará. Claro que o fato de ser uma continuação justificará muito da inexistência de pressão sobre Camilo Santana, que encomendou estudos, contratou consultoria, entregou a tarefa exclusiva de acompanhar tudo ao atual secretário do Planejamento, Maia Júnior, tudo isso sem qualquer tipo de aperto conhecido de aliados, neoaliados ou futuros aliados. Ninguém dá um pio sobre o assunto. Maia Júnior, que conhece muita coisa sobre o que está projetado para o segundo governo Camilo, já avisou publicamente que ninguém ficará sabendo de nada através dele. Sua reação é imediata e objetiva a quem o procura buscando saber de algo sobre, pelo menos, a nova estruturação que está projetada: “procure o governador!”. Assim, em tom exclamativo. Na Assembleia, onde o assunto é necessariamente acompanhado com atenção, o desconhecimento é completo, informações confiáveis não circulam porque elas, incrivelmente, não existem.

Claro que a competência que o governador há demonstrado para conter a parte oficial dos vazamentos não basta para evitar que as especulações aconteçam. Por exemplo, o deputado Tin Gomes tem demonstrado simpatia à ideia de trocar a Assembleia pela secretaria dos Esportes, ex-jogador de futsal que é. Dos bons, conforme testemunhas. A hipótese vincula-se a alternativas colocadas no contexto em que a disputa pela presidência da Assembleia, onde o pedetista está com o nome colocado no momento com chances reais, possa exigir no futuro aquele jogo de compensação por algum sacrifício em nome de uma unidade política.

Outra hipótese que andou circulando nos últimos dias e que causou calafrios em alguns líderes de setores produtivos do Ceará indicava como possível a indicação do deputado federal petista José Guimarães para o novo secretariado. Falou-se numa pasta de Desenvolvimento Agrário, que substituiria à atual Secretaria de Agricultura, Aquicultura e Pesca, mas o nome, mesmo colocado ainda num nível muito especulativo, levou gente preocupada a buscar checagem da procedência dos boatos junto a fontes mais próximas de Camilo. Sem êxito, pelo que a coluna apurou.

Há mais coisa circulando. Por exemplo, discute-se muito a situação na Fazenda, havendo uma resistência silenciosa à ideia de mais um retorno ao seu comando do deputado federal eleito Mauro Benevides Filho. Vozes do empresariado consideram-no de diálogo difícil e gostariam de um outro interlocutor na área, alguém mais paciente e sensível às conversas. O atual secretário, João Marcos, que funcionou anos como “número dois” na Sefaz, é um nome visto com boa simpatia.

No geral, enfim, o Ceará experimenta um quadro de transição que repete contextos e inaugura situações. Não há novidade na falta de nomes oficiais já anunciados, porque em outras épocas assim aconteceu e a divulgação dos escolhidos aconteceu apenas às portas da posse, como era costume acontecer com Cid Gomes, o antecessor de Camilo. Para citar um exemplo. O que chama atenção agora é que tudo isso aconteça sem qualquer curiosidade, pressão ou cobrança conhecida de aliados, deixando-se o governador à vontade para redesenhar a estrutura e definir os nomes sob uma aparente tranquilidade. O risco é de ser uma calma política apenas aparente.

Camilo anuncia segunda parcela do 13º para o próximo dia 21

280 6

O governador Camilo Santana anunciou neste fim de semana o pagamento da segunda parcela do 13º salário para o próximo dia 21. A primeira parcela foi paga em julho último.

Segundo o governador do Ceará, haverá este mês uma injeção de mais de R$ 2 bilhões de reais na economia do Estado, diante do somatório de salários e da segunda parcela do 13º dos mais de 140 mil servidores, entre ativos, inativos e pensionistas.

Reféns mortos – Jornalista em Defesa dos Direitos Humanos critica fala de Camilo

133 1

A presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos e professora da UFC, Beatriz Xavier, qualificou meste sábado (8) como chacina o que ocorreu e Milagres, quando reféns foram mortos na ação da Polícia, durante tentativa de assalto contra dois bancos.

Durante o IX Congresso Estadual dos Jornalistas do Ceará, a professora criticou a fala do governador Camilo Santana, que destacou a ação policial, por ter impedido o assalto aos bancos, sem mencionar as mortes dos reféns, quando ainda levantou suspeitas sobre as vítimas, ao questionar o que elas estariam fazendo de madrugada nas proximidades dos bancos.

(Foto: Divulgação)

Camilo vai a local de batismo no Rio Jordão; Se batizou?

O governador Camilo Santana aproveitou a viagem com família para Israel para ir a um dos principais pontos turísticos do país localizado no Oriente Médio: o provável local de batismo de Jesus, no Rio Jordão.

Fieis costumam se batizar ou se rebatizar no rio onde João Batista teria batizado Jesus. João Batista pregava que o batismo não perdoava pecados, mas para a remissão dos pecados.

A presença do governador foi registrada pelo advogado Marcelo Uchôa, articulista do Blog.

(Foto: Facebook)

Salmito destaca retomada das obras da linha leste do metrô de Fortaleza

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito (PDT), deputado estadual eleito, parabenizou nesta quarta-feira (7), em Bogotá, na Colômbia, o governador Camilo Santana (PT) pela retomada das obras da linha leste do metrô.

Salmito disse que o reinício das obras significa trabalho e compromisso honrado de Camilo.

Camilo parabeniza acesso do Fortaleza e diz torcer por Clássico-Rei no próximo ano

Para o governador Camilo Santana, a conquista do Fortaleza à eleite do futebol brasileiro pertence a todos os cearenses. Camilo parabenizou o leão por meio do Facebook.

O governador disse que torce agora que o Ceará permaneça na Série A do Brasileirão, o que seria extraordinário para o Estado.

Camilo deseja sorte aos 107 mil alunos da rede estadual que farão Enem neste domingo

94 1

O governador Camilo Santana gravou mensagem neste sábado (3) aos mais de 107 mil alunos da rede estadual de ensino que farão as provas do Enem neste domingo (4).

Ao agradecer professores, coordenadores de ensino e colaboradores pelo empenho aos alunos, durante todo este ano, Camilo desejou sorte aos estudantes e disse que espera que o Ceará quebre o recorde de aprovações, que no ano passado somou 17 mil ingressos em universidades públicas.

Camilo vota em Barbalha e reafirma acreditar em “virada histórica” de Haddad

Acompanhado da primeira-dama Onelia Santana, o governador Camilo Santana votou por volta das 10 horas deste domingo (28), no distrito do Caldas, em Barbalha, no Cariri.

“Tenho convicção de que vamos conseguir uma virada histórica. Haddad é, sem dúvida, o mais preparado para presidir nosso país”, disse Camilo, reeleito governador do Ceará com 80% dos votos válidos.

(Foto: Divulgação)

Camilo anuncia pelo Facebook concurso para a Polícia Civil com 1.496 vagas

O governador Camilo Santana (PT) anunciou na tarde desta terça-feira (14) o concurso público para a Polícia Civil, com 1.496 vagas. Segundo Camilo, as provas deverão ser realizadas ainda este ano.

“Queremos a melhor Polícia Civil do Brasil”, idealizou o governador, ao apontar que o aumento do efetivo estava previsto desde 2015, diante do Plano de Governo.

(Foto: Arquivo)

Cerca de três mil pessoas comparecem a palestra de Camilo no Marina Park

352 2

A palestra “Estratégias para o Desenvolvimento do Ceará”, proferida pelo governador Camilo Santana (PT), reuniu na noite desta segunda-feira (30), no Marina Park Hotel, no Centro, cerca de três mil pessoas.

O evento também foi marcado por um jantar, ao preço de R$ 1 mil, diante do lançamento de sua pré-candidatura à reeleição.

Camilo só não conseguiu colocar lado a lado o ex-governador Cid Gomes (PDT) e o atual presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB). Há possibilidade dos dois comporem chapa majoritária com Camilo, como candidatos ao Senado.

Enquanto Cid Gomes se mostrou alheio a Eunício, o mesmo não se pode dizer dos ex-adversários políticos Genecias Noronha, Domingos Neto e Domingos Filho.

(Fotos: Leitor do Blog)

PT decide futuro em meio a impasse sobre vaga no Senado

Em meio a divergências sobre vaga no Senado na chapa governista, o PT no Ceará começa hoje a decidir seu futuro nas eleições deste ano. Internamente, o partido está dividido entre reclamar a recondução do senador José Pimentel ou indicar outro nome para o posto e abrir mão da segunda vaga na composição formada pela legenda e o PDT.

Duas alas devem entrar em choque durante encontro de tática eleitoral da legenda, evento no qual as teses petistas devem ser aprovadas ou rejeitadas por 300 delegados, tais como o apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a reeleição do governador Camilo Santana (PT).

De acordo com o presidente da sigla no Ceará, o deputado estadual Moisés Braz, “boa parte dos delegados acha que não amadurecemos candidatura (ao Senado)” e que a proposta de postulação ao Congresso “não vai ser aprovada”.

“O partido vai deliberar que temos candidato nacional, que é o Lula, e não há plano B”, disse. “Estamos querendo aprovar que o governador fique autorizado a fazer coligação com o PDT. E que não lance candidato ao Senado.”

A hipótese de candidatura própria, entretanto, pode desdobrar-se ao longo da semana ainda que os participantes do encontro desaprovem a proposta. Segundo Braz, nesse caso, o partido submeteria a tese à instância imediatamente superior na agremiação.

Defensor de que o PT mantenha a vaga ao Senado, o presidente da sigla em Fortaleza, Deodato Ramalho, disse que acha “um desserviço ao partido e à democracia nós deixarmos não apenas de ter um candidato, mas sobretudo termos aliança com um senador que é peça fundamental na política desenvolvida pelo governo Temer”.

O petista se refere a Eunício Oliveira (MDB), que se reaproximou de Camilo e agora tenta emplacar aliança com o governador para fortalecer a candidatura à reeleição ao Senado. O chefe do Executivo estadual já deu reiteradas afirmações de que pretende apoiá-lo, apesar do veto do presidenciável Ciro Gomes (PDT) ao emedebista.

“Eunício sempre foi peça fundamental no golpe”, critica Ramalho. “Pra mim, é uma negação do nosso discurso esse tipo de aliança que o governador pretende fazer.”

Prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT) assegura que o “PT aqui tem uma centralidade na reeleição do Camilo e eleição do Lula” e, “dentro daquilo que o governador está negociando, não há espaço para lançar senador”.

Atual senador petista, José Pimentel já se colocou à disposição para tentar a reeleição. Além do parlamentar, a deputada federal Luizianne Lins sugeriu que, caso o partido vete a indicação de nome para a vaga, ela pode disputar prévias.

O encontro de tática eleitoral vai das 9 h às 13 horas, no Hotel Praia Centro, em Fortaleza. Além da composição majoritária, a reunião define a coligação proporcional nas eleições.

A DISPUTA PELA VAGA

A segunda vaga ao Senado na chapa governista não é cobiçada apenas pelo PT, mas também pelo PDT. Durante evento de lançamento de sua candidatura em Fortaleza, o presidenciável Ciro Gomes admitiu que gostaria de votar no correligionário André Figueiredo para o Senado.

Presidente estadual do PDT e deputado federal, Figueiredo reforçou em entrevista ao O POVO que o partido teria direito a pleitear a segunda vaga.

O pedetista também se queixou de Camilo Santana (PT). Segundo ele, o governador não teria discutido com o PDT uma aliança com Eunício Oliveira (MDB).

Aliado do governador, Eunício vem tentando estabelecer uma coligação formal com o PT e o PDT para a disputa ao Senado.

(O POVO / Foto: Arquivo)

Quem decide no bloco governista

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (20), pelo jornalista Érico Firmo:

Aspecto que chamou atenção no discurso de Camilo Santana (PT) sobre a aliança é a insistência em falar que a decisão não será imposta por ninguém. “Não há cacique na nossa aliança, não há decisão unilateral. O que há é um processo democrático de diálogo e construção coletiva. ouvir os partidos, ouvir os presidentes, ouvir as lideranças”, falou ele na quarta-feira, na Redação do O POVO.

Adiante na conversa, questionado pelo repórter Carlos Mazza sobre se Ciro Gomes (PDT) permitiria a aliança com Eunício Oliveira (MDB), ele voltou ao ponto: “Não é o Ciro quem manda, nem eu. A gente define tudo de forma democrática”.

Quando algumas coisas precisam ser ditas é porque há a ideia de que ocorre o oposto. Camilo disse que não tem cacique na aliança porque existe a imagem de que os Ferreira Gomes ditam os caminhos. Falou que Ciro não manda porque se imagina que ele é quem decide, sim.

Camilo é realista quanto aos limites do diálogo. “Consenso não vai existir nunca, mas que a gente possa encontrar uma pactuação para construir as melhores alianças possíveis para esta eleição”. Realmente, não vislumbro quanto de conversa se pode ter para fazer Ciro engolir Eunício na aliança, ou para que o emedebista aceite de bom grado ficar fora da chapa oficial.

Os Ferreira Gomes têm sido muito duros nas negociações com Camilo. De maneira que não aceitaram que fossem com eles no governo. Em 2010, no auge das pressões sobre a chapa para o Senado, Ciro afirmou que seu irmão Cid Gomes “não aceitaria faca nos peitos” da parte de ninguém. Agora, são eles que dizem que não engolirão Eunício (foto) na mesma chapa que eles. Camilo, conforme ressaltei, não cogita chapa sem o PDT.

Ao dizer que não há cacique na aliança, o governador deixou no ar a ideia de recado dirigido aos Ferreira Gomes, direto ou indireto. Afinal de contas, se houver cacique na aliança, quem haveria de ser se não eles?

O fato é que está criada a situação na qual, se Eunício ficar fora da coligação, estará estabelecida a imagem de que foi imposição dos Ferreira Gomes. Se Eunício estiver na aliança oficial, a impressão que ficará é de que os irmãos foram enquadrados.

Camilo Santana e o quase consenso político-eleitoral no Ceará

471 2

Em artigo sobre as eleições no Ceará, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia a aliança política de Camilo Santana. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) construiu a maior base governista dos últimos 30 anos na história política-eleitoral do Ceará. A frente de aliados do chefe do Executivo estadual pode ser comparada a um ônibus, por isso vou nomear de governo-ônibus.

O motorista é o governador Camilo Santana e as primeiras fileiras são ocupadas pelos aliados de primeira ordem ou hora, no caso mais específico o grupo dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid), as fileiras no meio do transporte são ocupadas pelos partidos aliados (PT-PDT-PP e outros), nas fileiras finais estão os neoaliados: Eunicio Oliveira (MDB), Genecias Noronha (SD), Gorete Pereira (PR) e Domingos Neto (PSD).

O ex-governador e atual senador cearense, o empresário Tasso Jereissati (PSDB), já esteve à frente do comando do estado do Ceará, por três vezes, além de outros governadores eleitos por seu grupo político. Tasso Jereissati sempre teve forte oposição ao seu grupo político. O anti-tassismo tinha duas frentes específicas: anti-tassismo de direita (PMDB-DEM) e o anti-tassismo de esquerda (PT-PSB e PC do B). O ex-governador Cid Gomes (PDT) formaria o maior condomínio político-administrativo e eleitoral dos últimos anos (2007-2018). Cid Gomes sempre teve atrito com determinados aliados que eram obrigados a ir para a oposição estadual ou anti-cidismo. Até esse momento do calendário eleitoral, ainda não temos frente oposicionista intitulada de anti-camilismo.

Camilo Santana ainda procura atrair os setores anti-cirista-cidista das oposições cearenses, para que pelo menos fiquem neutras no primeiro turno da sucessão estadual de 2018. Camilo Santana promete não perseguir os grupos políticos do vice-prefeito de Maracanaú, o empresário Roberto Pessoa (PSDB), e do ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB), através do seu emissário da paz, o senador Eunicio Oliveira, que ainda mantém relação política-administrativa com os grupos citados.

Há certa percepção na sociedade civil cearense da reeleição do governador Camilo Santana, para o seu segundo mandato (2019-2022). Camilo deverá trazer os neoaliados para os assentos da frente do seu governo-ônibus, com uma certa inexistência de zonas de atritos, em relação ao grupo político do ex-governador e futuro senador Cid Gomes, pois é necessária a manutenção dessa gigantesca base aliada nas eleições municipais de 2020. Os seguintes deputados federais deverão compor o principal núcleo do camilismo nos próximos quatro anos: Genecias Noronha (SD), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR) e outros.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Camilo e Eunício jogam juntos em inauguração de areninha

O governador Camilo Santana, acompanhado do presidente do Congresso, Eunício Oliveira, e do prefeito de Limoeiro do Norte, José Maria Lucena, entregou nesse sábado (23), em Limoeiro do Norte, no Baixo Jaguaribe, a 198 quilômetros de Fortaleza, a Areninha do conjunto habitacional Estrada das Flores.

“A areninha envolve toda a comunidade com atividades, movimenta a economia no seu entorno, aumenta a convivência. Este espaço vai funcionar o dia todo. Aqui, teremos monitores pagos pelo Estado para desenvolver projetos com a população. É um espaço de convivência, de lazer, esporte e cidadania”, disse Camilo.

Durante a solenidade, Camilo participou de uma partida de futebol ao lado de Eunício. Entre torcedores, a vontade que a parceria em campo se prolongue por mais tempo.

O Governo do Ceará já entregou 49 areninhas, em um investimento de cerca de 72 milhões de dólares – sendo 50 milhões de dólares de empréstimo do BID e 21,9 milhões de contrapartida do Estado. Mais 160 areninhas, tipo 2, com estrutura menor, ainda serão construídas, sendo 20 somente na Capital, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza.

Camilo, a política e a mídia

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (23):

A transmissão ao vivo que o governador Camilo Santana (PT) faz, todas as terças-feiras, via página no Facebook, quando conversa com os internautas, virou uma das marcas do seu governo.

Buscando demonstrar abertura para o diálogo, Camilo até que se expõe ouvindo críticas, sugestões, perguntas e elogios e isso num momento em que a classe política está tão desgastada.

Bem, a ideia, tocada por ele há quase dois anos, virou modelo para outros governadores, como o da Bahia, que aqui esteve conhecendo a experiência, e por vários políticos cearenses, entre eles o prefeito Roberto Cláudio, o deputado Capitão Wagner e agora o seu virtual adversário, o pré-candidato tucano General Theophilo.

Somente no último bate-papo de Camilo, foram mais de 13 mil mensagens — uma média de quase 220 mensagens por minuto. Camilo aproveita o momento para prestar contas do que fez e anunciar outras ações.

Em clima ato de pré-campanha, Camilo Santana é cidadão de Fortaleza

“Quero agradecer a Câmara Municipal de Fortaleza, em especial o presidente Salmito Filho e os vereadores Cláudia Gomes e Adail Júnior (autores dos requerimentos). Isso só aumenta a minha responsabilidade. Quero agradecer a equipe do governo do Estado, meus familiares, minha esposa Onélia e meus filhos Pedro e Luísa, que têm compreendido minhas ausências. Meus pais Eudoro e Ermengarda, meus exemplos; meus irmãos; amigos e ao querido povo de Fortaleza e do Ceará. Vocês representam essa fortaleza que está dentro de mim, que me faz ter mais vontade de trabalhar. Sei dos desafios que temos para transformar a cidade, mas não são superiores a nossa força e vontade de superação. Seguiremos firmes em busca de mais vitórias”.

O discurso emocionado foi feito pelo governador Camilo Santana (PT), nessa noite de segunda-feira (18), ao ser homenageado, na Câmara Municipal, com o título de Cidadão de Fortaleza e também com a Medalha Boticário Ferreira. O plenário ficou pequeno para os convidados, que ainda lotaram o auditório e a área externa da Casa, onde um telão transmitia o ato.

Camilo, em sua fala, destacou conquistas de seu governo nas áreas da educação e economia. “Em três anos e meio, tenho tido várias emoções, por conquistas como na Educação Pública, que tem obtido os melhores resultados do Pais. Alcançamos índices históricos e hoje nossa Educação é modelo para vários estados do Pais. (…) Em 2017, o Ceará alcançou a meta prevista para 2024. (…) Na Economia, o Ceará tem sido exemplo de solidez fiscal e por isso o Ceará teve o maior investimento do país, o que tem proporcionado mais emprego e melhoria de vida a população”.

A sessão, presidida pelo presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho, contou com as presenças, na mesa, de Isolda Cela, vice-governadora do Ceará; deputado Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa; deputado federal Leônidas Cristino; prefeito Roberto Cláudio; desembargador Durval Aires Filho, representando o presidente do Tribunal de Justiça, Francisco Gladyson Pontes; desembargadora Nailde Pinheiro, presidente do TRE-CE; vereador Adail Junior, primeiro vice-presidente da Câmara; e vereadora Cláudia Gomes, terceira secretária da Câmara.

Camilo, momentos antes do ato, foi indagado se aquele ato já se constituía como uma pré-campanha Disse que sua preocupação era com a gestão, tocar e entregar obras e que não estava pensando em eleições. “Isso a gente só vai pensar depois da convenção”, afirmou. No ato, a maioria dos aliados. Faltaram, no entanto, o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, que se ausentou do País coma viagem de Temer, pois disputará reeleição; Ciro Gomes e Cid Gomes, que estavam com agenda em São Paulo, e os novos aliados governistas, o deputado federal Genecias Noronha, presidente do Solidariedade, e Domingos Filho, conselheiro à disposição, que tem o filho, deputado federal Domingos Neto, presidindo o PSD no Estado.

Domingos Neto, no entanto, nesta madrugada de terça-feira, reiterou apoio à reeleição do governador Camilo Santana e adiantou que seu pai, Domingos Filho, pode disputar cadeira de deputado estadual.

(Foto – Divulgação)

Camilo medalhado e cidadão de Fortaleza

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (16):

O governador Camilo Santana (PT) será o mais novo cidadão fortalezense e, de quebra, ainda receberá a mais alta comenda do Legislativo Municipal de Fortaleza: a Medalha Boticário Ferreira.

Na segunda-feira, às 19 horas, ele ganhará essa dupla homenagem durante sessão solene da Casa que, com certeza, será pequena para tantos convidados. Bom ninguém se esquecer de que esse filho do Crato (Região do Cariri) contará com o apoio de políticos e filiados a 24 partidos que endossarão sua reeleição.

Ainda nessa oportunidade, oriunda de requerimento dos vereadores Adail Júnior e Cláudia Gomes, o governador deverá aproveitar para prestar contas do que tem feito pela capital cearense ao longo dos três anos e meio de gestão. Destacará, por exemplo, obras como o IJF 2, a barragem do Cocó, a urbanização do Morro de Santa Terezinha e rio Maranguapinho, além da construção de escolas, casas populares, UPAs e Areninhas junto com o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Eita, pré-campanha danada!