Blog do Eliomar

Categorias para Carnaval

Morre o fundador da “Imperadores da Parquelândia”, o ganhador do Carnaval de Rua de Fortaleza

387 1

Será nesta quarta-eira, às 11 horas, no Cemitério Jardim do Éden, em Pacatuba (RMF), o sepultamento de Raimundinho Nonato. Ele foi o fundador da Escola de Samba Imperadores da Parquelândia (31/07/1974), a vencedora do Carnaval de Rua de Fortaleza neste 2019.

Raimundo estava internado há dias, depois que levou queda em casa e passou mal, de acordo com familiares. Era sapateiro aposentado e havia deixado o comando da escola para um grupo de amigos e apoiadores.

(Foto – Facebook)

Carnaval de Fortaleza – Imperadores da Parquelândia e Nação Fortaleza são as grandes campeãs

Pela primeira vez, a escola de samba “Imperadores da Parquelândia” conquistou o desfile da categoria em Fortaleza e desbancou a preferida Unidos do Acaracuzino. A apuração ocorreu ontem à noite, no Ginásio Paulo Sarasate. A escola obteve 197 pontos; a segunda colocada, 187 pontos, seguida pela Girassol de Iracema, que conseguiu 182 pontos. O evento é promovido pela Secretaria de Cultura da Capital e ocorre todo ano na avenida Domingos Olímpio.

O carnavalesco da escola campeã, Carlos Alves, revela que, após oito meses de ofício, já imaginava o resultado positivo. “Nós trabalhamos para isso: se você trabalha a coisa acontece”, diz.

Maracatu

A categoria dos Maracatus de sábado, 2, teve a Nação Fortaleza como vencedora. A Rei Zumbi ocupou o segundo lugar e a Kizomba o terceiro. Já no desfile de domingo, 3, o maracatu Vozes da África levou a melhor. Em seguida, a Nação Baobab e a Nação Pici, respectivamente.

A diferença de julgamento diz respeito ao resultado do ano anterior: no domingo, tradicionalmente desfilam as maiores agremiações da categoria. Todo ano, o Maracatu vencedor do sábado tem a oportunidade de desfilar no domingo. O último colocado do domingo, volta a desfilar no sábado.

Cordão

Já no Cordão, o pódio ficou da seguinte forma: Vampiros da Princesa em primeiro lugar, Princesa do Frevo em segundo e As Bruxas em terceiro.

Blocos

A premiação de Blocos, por sua vez, deu o troféu à Turma do Mamão. O Doido é Tu ficou em segundo lugar e o Balakubaku Folia ficou em terceiro.

Afoxés

Na categoria de Afoxés, o Obá Sá Rewá foi o campeão, seguido pelo Filhos de Oyá e pelo Omorisá Odé, nessa ordem.

Premiação

Os prêmios para os vencedores são de R$ 5 mil, R$ 4 mil e R$ 3 mil para 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente, entre Blocos, Afoxés, Escolas de Samba e os Maracatus que desfilam no domingo. Para os Cordões, a premiação é de R$ 5 mil e R$ 4 mil para 1º e 2º lugares.

Para o primeiro colocado do grupo de Maracatus que desfilam no sábado a premiação é um troféu, a oportunidade de desfilar e competir no domingo no Carnaval do ano seguinte, além do prêmio de R$ 3 mil.

DESTAQUE – Com patrocínio oficial da Skol, a festa homenageou Tia Simoa, figura histórica na luta pela liberdade do povo negro no Estado, e Arnaud Silvério, fomentador cultural e um dos fundadores da Associação Cultural das Entidades Carnavalescas do Estado do Ceará (Acecce).

VAMOS NÓS – Que premiação chuchu essa. Por essas e outras é que o Carnaval de Rua na avenida Domingos Olímpio nunca mostra novidade.

(Também com O POVO/Foto – Divulgação)

Editorial do O POVO – “Carnaval: blocos vocalizaram crítica política e social”

Com o título “Carnaval: blocos vocalizaram crítica política e social”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Confira:

O clima carnavalesco ainda continua presente até este final de semana, pelo menos nos locais mais envolvidos pela folia. Nestes o desencarne do espírito folião exige exorcismo mais forte. O certo é que a festa momina cumpriu seu papel catártico, servindo de válvula de escape para as tensões acumuladas no dia a dia de uma rotina desgastante de uma sociedade particularmente acossada, nos últimos anos, pela crise econômica e social que assola o País.

Neste ano, uma tradição sempre presente no carnaval brasileiro – a crítica política – ganhou realce intenso. Sem ela, na verdade, a folia fica sem sal, pois a verve brasileira de espicaçar figuras públicas e de expressar a quanto anda o humor social em relação aos responsáveis (ou supostamente responsáveis) por seus dissabores cotidianos é parte indissociável do seu Carnaval. Por que? Talvez, por falta de mecanismos efetivos de participação dos cidadãos no processo decisório, em vista da formalidade das instituições, ditas representativas. Assim, restaria ao brasileiro fazer do carnaval o espaço de recuperação da soberania popular esvaída pelo burocratismo de um poder fechado em si mesmo e rechear de conteúdo real a democracia. Toda vez que essa distância entre representantes e representados se acentua mais fortemente, mais o carnaval reflete a insatisfação da sociedade com o governo e com as próprias instituições ensimesmadas.

Cabe aos responsáveis pelo Poder a humildade de auscultar essas manifestações genuínas, vindas do seio da sociedade e procurar interpretá-las segundo o espírito da democracia. Sobretudo, precisam estar antenados para as sinalizações dos intérpretes mais sensíveis dessa realidade: o segmento artístico e cultural, pois este é o primeiro a detectar e dar vazão à alma da sociedade.

Quando os ocupantes do poder não entendem isso, entram em conflito com a própria base social e se alienam do sentimento geral. A reação do Planalto ao volume de críticas que se espraiou através dos blocos carnavalescos pelo Brasil inteiro, neste Carnaval, está sendo equivocada, a começar pelo seu esbarrão com o mundo da cultura. Este vem expressando a insatisfação das camadas que querem ter participação ativa no processo de modificações institucionais, em curso, que interferirão inapelavelmente em suas vidas.

É razoável e até imperativo que essa cobrança seja aceita, visto que a campanha eleitoral, por uma série de razões conhecidas, não deu a oportunidade para que os temas mais importantes em disputa pudessem ser debatidos pelo conjunto dos cidadãos. A maioria não tem noção do que está em jogo e reclama ser ouvida, já que vão decidir sobre sua vida. Essa foi a mensagem indireta dos protestos do Carnaval. É preciso ouvi-la.

(Editorial do O POVO)

Presidência diz que Bolsonaro não teve intenção de criticar Carnaval

227 1

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom-PR) informou hoje (6) que o presidente Jair Bolsonaro não teve a intenção de criticar o carnaval ao divulgar um vídeo na sua conta de Twitter. Segundo a Secom, o presidente quis “caracterizar uma distorção clara” do espírito de alegria comumente associado ao carnaval.

“Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular”, diz a nota.

(Agência Brasil)

Bolsonaro diz pelo Twitter que vai processar ator José de Abreu

380 1

Em resposta ao ator José de Abreu, que o chamou de fascista, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá processá-lo. A conversa aconteceu no Twitter durante polêmica pelo vídeo obsceno publicado pelo presidente em sua conta pessoal.

Na manhã desta quarta-feira, 6, enquanto participava das manifestações que condenavam a publicação do presidente, José de Abreu respondeu a um tweet que anunciava indicativos do “fim dos tempos” se colocando como meteoro e usando a hashtag #ZeDeAbreuPRESIDENTE, campanha que começou no Twitter após se autoproclamar presidente do País.

Algum tempo depois, o ator marcou Jair Bolsonaro em novo ataque: “Alo, @jairbolsonaro, seu meteoro chegou! Sou eu, seu fascista! (SIC)”. O presidente o respondeu com o aviso do processo: “Estamos processando alguns e este “meteoro” será o próximo!”, disse ele.

Estamos processando alguns e este “meteoro” será o próximo!

Compartilhamento

Bolsonaro compatilhou em sua conta pessoal um vídeo em que um homem insere o dedo no próprio ânus. Logo depois, abaixa a cabeça enquanto outro rapaz o urina. O presidente associou o vídeo a uma festa de Carnaval.

André Fernandes

Em defesa de Bolsonaro, o cearense André Fernandes, deputado estadual pelo PSL, discutiu hoje pelo Twitter com Kim Kataguiri, um dos principais líderes do Movimento Brasil Livre (MBL).

Kataguiri disse que haveria “muitas” e “boas razões” para fazer críticas ao Carnaval. Mas ponderou: “Isso não justifica mostrar uma obscenidade para milhões de famílias por meio de uma rede social sob o pretexto de criticar a festa. Isso não é postura de conservador”.

Para o deputadso cearense, “ser conservador é exatamente isso, repudiar tudo que afete a normalidade de um casal criado por Deus e a inocência de nossas crianças”. Depois seguiu contra Kataguiri: “Agora pare de ser covarde, durante a campanha você só faltou chupar o Bolsonaro e agora vive o atacando! Covarde!”

(O POVO Online)

Mangueira é a campeã do Carnaval carioca de 2019

A Estação Primeira de Mangueira é a grande campeã do carnaval carioca. O resultado do grupo especial do Rio de Janeiro foi divulgado no início da noite de hoje (6). Em segundo lugar, ficou a Unidos do Viradouro e, em terceiro, a Vila Isabel

A Mangueira desfilou na segunda-feira (4) na Sapucaí, com o enredo “História pra ninar gente grande”, do carnavalesco Leandro Vieira, a escola conta a história do Brasil pela ótica dos heróis populares.

Da história recente, além de Jamelão, estão a cantora e compositora mangueirense Leci Brandão, e a vereadora Marielle Franco, assassinada em 14 de março de 2018, ao lado do motorista Anderson Pedro Gomes. A viúva da vereadora, Mônica Benício, participou do desfile.

As escolas foram avaliadas quanto a bateria, samba-enredo, harmonia, evolução, enredo, mestre-sala e porta-bandeira, alegorias e adereços, fantasias e comissão de frente.

A Mangueira obteve a pontuação máxima em todos os quesitos.

As duas escolas que ficaram nas últimas colocações serão rebaixadas para o Grupo de Acesso A: Imperatriz Leopoldinense e a Império Serrano.

(Agência Brasil)

O dinheiro gasto com Carnaval

367 1

Da Coluna Política, no O POVO desta quarta-feira (6), pelo jornalista Érico Firmo:

Todo Carnaval é retomada a discussão sobre gastos públicos com a folia. A questão é tratada de forma rasa, mas é complexa.

Primeiro, há diferentes tipos de gasto. Há a despesa que não tem retorno financeiro, mas cumpre um papel. A primeira premissa da discussão é: lazer, cultura e entretenimento são supérfluos? Eu não acho. Aliás, não só eu. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, no artigo XXIV, reconhece o direito a lazer a todo ser humano. A Constituição coloca o lazer no artigo 6º, dos direitos sociais. Ao lado de educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados. Já o artigo 23 estabelece como competência da União, dos estados e dos municípios, no inciso V, proporcionar meios de acesso à cultura.

Quem tem como pagar por diversão acha que o poder público tem de propiciar apenas o imprescindível à sobrevivência. Porém, não basta ter saúde, alimentação. A vida é mais que sobreviver. A Constituição e a Declaração Universal dos Direitos Humanos colocam entre os papéis do poder público garantir oportunidades de diversão como algo essencial. A alegria, o sonho, a fantasia não são coisas descartáveis. Não são adereços.

O problema é que os governos não são capazes de propiciar nem saúde, educação, moradia, segurança a contento. E não defendo tirar da educação e da saúde para fazer festa. Não se trata disso. Porém, não acho que só seja possível investir em cultura e lazer quando todos os outros problemas estiverem resolvidos.

O problema da educação, da saúde e da segurança não é que os governos estão gastando com Carnaval. Aliás, todo ano, prefeituras cancelam gastos com Carnaval no Ceará devido seja à seca, seja à chuva. Algumas fazem isso por falta de condição, outras por demagogia e aplauso fácil. Já disse que gostaria muito de ver a comprovação de que o dinheiro que iria para Carnaval foi mesmo destinado a ações emergenciais ou preventivas.

Dinheiro público para pagar Anitta

Ocorre que há outra situação de gasto com Carnaval. Aquela que dá retorno em dinheiro. Por exemplo, Aracati gastou R$ 500 mil com o cachê de Anitta por aproximadamente uma hora de show. A informação é do jornalista Henrique Araújo. O valor equivale a R$ 9 mil por minuto de apresentação. É muita coisa.

Valeu à pena? Como todo investimento, é necessário considerar o que se aplicou e o que retorna. Depois de mais de uma década, Aracati voltou a ter o Carnaval mais falado do Ceará. Foi notícia nacional. Levou muita gente, que gasta dinheiro, movimenta o comércio. Quanto isso vale?

Tem de por na ponta do lápis. A Prefeitura estima que, para cada R$ 1 gasto, voltam R$ 9. Projeção otimista e não sei embasada em qual estudo. O prefeito Bismarck Maia tem contra si o fato de ter sido ele a defender que o Acquario que tentam construir na Praia de Iracema daria retorno. Hoje se comprova o tamanho do mal negócio, que rende processo judicial. Mas, bem, há um gasto e um retorno, no Acquario e no Carnaval. Há meio técnico e objetivo de aferir investimento e lucro. Vai além de achismo de Facebook.

O caso de Anitta pode ser exagerado, ou não. Mas não se pode perder de vista que o Ceará é estado turístico. Municípios litorâneos se beneficiam do turismo interno mesmo. De quem vai de Fortaleza e outras cidades. Promover Carnaval, nesses casos, é investimento. Se bom ou ruim, depende do tamanho da despesa e do retorno obtido. Há gastos exagerados. Mas, por vezes, investir mais dá retorno maior. O problema é que muita gente critica ou defende conforme o gosto ou não pela festa. O poder público não existe para dar vazão a gostos pessoais.

Alguém acha que é bom negócio para Paracuru não ter Carnaval? Que vale à pena Guaramiranga não promover o Festival de Jazz e Blues? Que, em outra escala, seria lucrativo cancelar o Carnaval do Rio de Janeiro, de Salvador, de Olinda?

Em todos esses casos, pelo potencial econômico, é sempre preferível quando patrocinadores privados financiam as festas. Em eventos de grandes dimensões, muita gente lucra. Pode-se captar dinheiro particular e preservar o erário. Tanto melhor.

Muito da crítica a gastos com Carnaval é moralista e pautada por gosto pessoal. Do ponto de vista econômico, prefiro olhar pela ótica do investimento e retorno. Tem investimento certo e investimento errado. Não há uma verdade totalizante na qual todas as situações sejam abarcadas. Como em quase tudo, aliás.

Aracati comemora saldo do Carnaval

O prefeito Bismarck Maia comemora o sucesso do Carnaval de Aracati.

Não apenas pelas atrações, como Anitta, mas porque a cidade entupiu de foliões de vários pontos do País. Depois que o voo da Azul aterrissou por ali, o cenário da cidade mudou, pois acaba pegando boa cota dos que visitam a paradisíaca Canoa Quebrada.

O comércio também comemora.

(Foto – Divulgação)

Depois do carnaval, hora de desmontar arquibancada e limpar a Domingos Olímpio

Eis aí como amanheceu, nesta quarta-feira, a Avenida Domingos Olímpio, que virou o sambódromo do Carnaval de Rua de Fortaleza: com muito lixo espalhado. A turma da limpeza deve ser mobilizada nas próximas horas, acompanhada do pessoa que vai desmontar arquibancadas.

Quanto ao Carnaval de Rua, a expectativa é que saia nesta quinta-feira o resultado das campeãs onde, mais uma vez, maracatus , mesmo sob chuva que caiu, vez em quando, brilharam com belas fantasias e desfile primoroso.

(Foto – Paulo Oska)

Camilo destaca homenagens das escolas do Rio a personalidades do Ceará

310 1

O governador Camilo Santana destacou nesta terça-feira (5), por meio do Facebook, as homenagens de três escolas do Rio de Janeiro a personalidades do Ceará.

“Três escolas de samba do RJ destacaram o nosso Ceará nos desfiles deste ano: União da Ilha do Governador, Paraíso do Tuiuti e Mangueira. Foram belas apresentações, que mostraram um pouco da nossa riqueza cultural e religiosidade para o Brasil e para o mundo, destacando grandes cearenses, como Rachel de Queiroz, José de Alencar, Dragão do Mar, Espedito Seleiro e nosso Padim Ciço. Um presente que recebemos no dia do aniversário de nascimento do nosso poeta Patativa do Assaré, que completaria 110 anos neste 5 de março”, ressaltou Camilo.

(Foto: Reprodução Facebook de Camilo)

Último dia de Carnaval anima o Passeio Público e traz outras atrações

A manhã desta terça-feira, 5, foi agitada pelo tradicional Carnaval voltado ao público infantil do Passeio Público. Neste último dia de folia, a programação contou com show da banda Pacote com Biscoito.

Confira outras atrações nesta terça-feira

Atrações: Bloco Café Preto / Renno / Troça Elétrica com Nação Zumbi, Academia da
Berlinda e Orquestra de Frevo Henrique Dias

Horário: Das 17h à 0h

Onde: Aterro da Praia de Iracema

Atrações: Banda Aquarela (Infantil) / Calé Alencar / Projeto Brincar de Maracatu
– Maracatu Solar / Bloco Eu Não Sou Cachorro Não com Os Alfazemas

Horário: Das 9h às 17h

Onde: Benfica

Atrações: Afoxés Oxum Odolá, Acabaca, Obá Sá Rewá, Omorisá Odé e Filhos de Oyá /
Escolas de Samba Tradição da Bela Vista, Unidos do Acaracuzinho, Imperadores da
Parquelândia, Girassol de Iracema, Império Ideal, Barão Folia, Colibri e Corte No
Samba

Horário: A partir de 17h

Onde: Domingos Olímpio

Atrações: Casa Maré / Superbanda

Horário: Das 18h às 22h

Onde: Mercado dos Pinhões

Atrações: Banda Aquarela (infantil) / Banda Fortaleza Folia

Horário: Das 16h às 20h

Onde: Mercado da Aerolândia

Atração: Num Ispaia Senão Ienche

Horário: Das 18h às 22h

Onde: Mocinha

(O POVO Online / Foto: Jully Lourenço)

Motorista embriagado que atropelou 30 foliões no Rio vai para presídio

O motorista Marcelo Raimundo dos Santos, 42 anos, que atropelou cerca de 30 pessoas que se divertiam em um bloco em Rocha Miranda, zona norte do Rio, foi encaminhado para o Presídio de Benfica. Antes de ser detido, ele fez exame de alcoolemia e ficou constatado que estava em estado de embriaguez.

De acordo com a Polícia Civil, Raimundo vai responder pelos crimes de tentativa de homicídio, embriaguez ao volante e dano ao patrimônio. A prisão foi considerada flagrante.

Segundo a Polícia Militar, que prendeu o motorista, pelo menos 30 pessoas foram atropeladas. Seis precisaram buscar socorro em hospitais, entre elas, um bebê de 11 meses e uma criança de 3 anos. Antes de a polícia chegar, o motorista quase foi linchado, por ter acelerado o carro ao passar no meio do bloco.

Responsável pelo caso, a 27ª Delegacia Policial informou que Marcelo entrou com o carro na Rua Veríssimo Machado, no bairro de Rocha Miranda, onde se realizava a passagem de um bloco carnavalesco com centenas de foliões. Ele acelerou o veículo e atingiu várias pessoas.

“O exame de alcoolemia realizado em Marcelo Raimundo constatou a embriaguez do condutor, que acabou preso em flagrante”, informou a Polícia Civil em nota.

(Agência Brasil)

O que funciona e o que não funciona em Fortaleza nesta terça-feira de Carnaval

O feriado prolongado de Carnaval altera o funcionamento de serviços públicos e privados na Capital nesta terça-feira, 5. Os bancos, por exemplo, permanecem fechados até o meio-dia de amanhã. Os shoppings, como de costume, terão funcionamento especial. O POVO Online listou o expediente dos serviços ofertados na Capital nesta terça-feira.

Centro de Fortaleza – de acordo com o Sindilojas, o comércio no Centro da Capital permanece suspenso nesta terça-feira de Carnaval e retorna na Quarta-Feira de Cinzas, em expediente normal.

Supermercados – funcionam normalmente, de acordo com Associação Cearense de Supermercados (Acesu). As exceções podem ser os supermercados de bairros, cujo funcionamento varia de caso a caso.

Bancos – permanecem fechados durante todo o dia e reabrem na quarta-feira, 6, a partir do meio-dia.

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – manterá abertos o Planetário Rubens de Azevedo e o Cinema do Dragão, com funcionamento normal, das 8h às 22 horas; a Multigaleria, o Museu da Cultura Cearense (MCC) e o Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC) permanecerão fechados nesta terça-feira e reabrem ma quarta-feira, 6, a partir das 14 horas.

Metrofor – na terça-feira de Carnaval não haverá operação em nenhumas das linhas de Fortaleza (Sul, Oeste e Parangaba/Mucuripe), nem nos VLTs de Sobral e Cariri. Na Quarta-Feira de Cinzas, as linhas Sul, Oeste, Cariri e Sobral voltam a funcionar a partir do meio-dia. O VLT Parangaba-Mucuripe funciona no período da tarde, entre 16h40min e 20 horas.

Enel – as lojas de atendimento estarão fechadas nesta terça-feira e abrirão a partir de meio-dia na quarta-feira, 6. As lojas que funcionam apenas no período da manhã abrirão somente na quinta-feira, 7.

Cagece – A Companhia de Água e Esgoto do Ceará funciona nesta terça-feira em regime de plantão para atendimento e manutenção das redes de água e esgoto em Fortaleza e no Interior. As lojas de atendimento estarão fechadas ao longo do dia e o funcionamento será retomado a partir do meio-dia da Quarta-Feira de Cinzas.

A Cagece orienta os clientes que necessitarem de atendimento durante os dias de plantão que entrem em contato imediato por meio dos canais disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), pelo atendimento virtual da Gesse, assistente virtual da companhia, através do endereço www.cagece.com.br e pelo Cagece App (aplicativo gratuito, disponível para iOS e Android).

Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – a população poderá encontrar atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos hospitais que atendem casos de urgência e emergência: Gonzaguinhas, Frotinhas, Maternidade Nossa Senhora da Conceição, Hospital Infantil de Fortaleza e IJF.

Nos postos de saúde, o atendimento segue em regime especial. As salas de imunização das unidades Paulo Marcelo (Regional II) e Messejana (Regional VI) funcionam hoje, de 8h às 17 horas. Na quarta-feira, 6, o horário das salas de imunização destas unidades inicia às 8 horas da manhã, ressaltando-se ainda que o atendimento dos demais serviços em todos os 113 postos terá início a partir de 13 horas e segue até as 17 horas.

Avenida Monsenhor Tabosa – os empreendimentos estarão fechados e voltam a funcionar na Quarta-Feira de Cinzas, a partir do meio-dia até as 19 horas.

Shoppings centers

Grand Shopping Messejana – nesta terça-feira, lojas e quiosques estarão fechados; praça de alimentação e entretenimento abrem a partir das 11 horas e fecham às 22 horas; Na quarta-feira, 6, lojas, quiosques, praça de alimentação e entretenimento abrem das 12h às 22 horas.

North Shopping Fortaleza – lojas e quiosques permanecem fechados nesta terça, com praça de alimentação e lazer abertos das 11h às 22 horas; o cinema funciona de acordo com a programação; Smart Fit: 9h às 15 horas; Super Lagoa: 7h às 22 horas.

Shopping Aldeota – lojas, praça de alimentação, cinema e Lojas Americanas fecham; Pão de Açúcar abre entre 7h e 21 horas.

North Shopping Jóquei – lojas e quiosques fechados; praça de alimentação e lazer aberto das 11h às 22 horas; cinema funcionando de acordo com a programação; Smart Fit: 9h às 15 horas; Marcos Frota Circo Show tem sessão às 20 horas.

Shopping Iguatemi – lojas e quiosques do shopping estarão fechados. A praça de alimentação abrirá das 10h30min às 22 horas, assim como o cinema e atrações de lazer (Aventura Pirata e Go Bigger). O Hipermercado Extra funcionará normalmente, das 7h à 0 hora.

Via Sul Shopping – lojas e quiosques fechados; Alimentação e lazer aberto das 11h às 22 horas; cinema funcionando de acordo com a programação; Smart Fit: 9h às 15 horas; Clínica SIM fechada; teatro Via Sul: funciona de acordo com a programação.

Shopping Del Paseo – as lojas e quiosques do shopping não funcionam, mas a praça de alimentação abre a partir de 11 horas e o cinema funciona normalmente a partir das 13 horas.

RioMar Fortaleza e Rio Mar Kennedy – lojas e quiosques estarão fechados, mas as operações de alimentação, cinema e lazer terão funcionamento normal.

Benfica – Lojas, box e quiosques fecham nesta terça-feira. A praça de alimentação e entretenimento e Lojas Americanas operam das 11h30min às 22 horas. Mercadinho São Luiz funciona normalmente ao longo do dia. O Cinema Benfica terá promoção de meia entrada em todas as sessões nesta terça-feira e na quarta-feira, 6. A bilheteria funciona de meio-dia às 20 horas.

Shopping Parangaba – nesta terça-feira, 5, lojas e quiosques fecham, enquanto praça de alimentação e lazer (Game Station) funcionam das 11h às 22 horas.

(O POVO Online)

Com que roupa eu vou…

269 1

Em artigo no O POVO, o jornalista Demitri Túlio narra a indecisão pela fantasia de folião: Indeciso, num domingo de Carnaval, ainda perguntei se dava tempo dela costurar uma bem facilzinha. “Bebianno, o babão”. Confira:

Enquanto decido se vou para Olinda, para Salvador, São Paulo, Rio ou para o Serpentina, na Heráclito Graça, a sexta, o sábado e o domingo de folia já se foram. Logo eu, um arlequim meio Noel, meio Felipe Araújo. Doido por uma alegoria para atravessar esses dias e, depois, me purificar no Subaé.

Como no Carnaval vale fantasiar, vou sair de “Esse País, agora vai”. Sim, com a derrocada da Era PT, não tem mais graça sair de “Rei posto” ou de me vestir de “Chutar cachorro morto”.

Fiquei pensando em ir de “Retórica” em homenagem ao atual presidente. Algo eloquente, firme de argumentação, comunicação clara e personagem que entende do riscado. Não, não, assim também era querer fantasiar demais.

Mas a “Retórica”, eu poderia me vestir às avessas. Pelo lado pejorativo. É Carnaval, afinal. “Uso de mecanismos contundentes e ostentosos para ludibriar ou vangloriar-se; discurso enfadonho e vazio”. Também não. Como é que eu iria me vestir disso?

Poderia até ter jeito. Dona Nira da Praia de Iracema, a costureira-fada da Gata Borralheira e da saudosa Escola de Samba Ispaia Brasa, teria um magia entre um cigarro e as pedaladas na incansável Singer.

Ela, talvez, me propusesse um pano bem longo, largo, cor de laranja, bem amarelo queimado. Que me coubesse e mais uns dez amigos e amigas pra sair de laranjal. A “Retórica dos Laranjal”. Taí…

Mas, não… Dona Nira tinha me oferecido outra que havia desenhado pensando em mim e na minha prosperidade financeira. Já estava até alinhavado, fui ver. “Ei Queiróz, tu e Eduardo, traz dinheiro pra nós”. Ficou massa, mas ainda não era do meu agrado.

Criativa, mexeu no mundo de cabides que tem em sua sala e trouxe uma que eu achei do papoco. Chamava-se “Honestidade e competência. Não é porque sou filho do Mourão”. Um quepe de general, um cheque gigante de R$ 35 mil e óculos com os dois “b” do Banco Brasil.

Era bacana, mas como sou indeciso, corri os olhos em outra. Uma meio controversa, meio envergonhada. “Caixa 2 não necessariamente significa corrupção”. Mas tinha alguma coisa de fluída, parecia aquela foto do Jânio Quadros de pé trocado…

Não quis. Vizinha a ela, também havia a “Super ministro não aguenta um twitter, manda Ilona sambar na ponte que caiu”. Meio insegura demais, ficou frouxa pra mim. Um vento forte e desfazia tudo.

Dona Nira já estava cansada de minhas indecisões, notei. Ofereceu-me ainda “Lorenzoni arrependido” , “Quando eu morrer, me aposento”, “Agora, é bala!”, “Pede pra cantar e sai, Vélez!” …

Indeciso, num domingo de Carnaval, ainda perguntei se dava tempo dela costurar uma bem facilzinha. “Bebianno, o babão”. Ela me mostrou umas já costuradas. “Capitão, não me deixes, capitão”, “Capitão, por favor, capitão”, “Capitão, ô capitão, deixa eu fazer capitão”…

Ri meio amarelo e disse que não. Pensei melhor, era meio baixo astral as fantasias deste ano. Acho que vou de palhaço em homenagem a alguns amigos!!!

Demitri Túlio

Jornalista do O POVO

Políticos da esquerda do Ceará entre as tradicionais marchinhas e o jazz

As tradicionais marchinhas de Carnaval caíram no gosto dos petistas do Ceará, que se dividiram nos bailes do Centro de Fortaleza. O deputado estadual Acrísio Sena e o vereador Ronivaldo Maia percorreram o Passeio Público e os arredores do Raimundo do Queijo, enquanto o deputado federal José Airton se dividiu entre o Luxo da Aldeia e o Litoral Leste do Estado.

Já p ex-deputado federal Chico Lopes (PCdoB) ficou com o festival de jazz de Guaramiranga.

(Fotos: Divulgação)

Bancos só voltam a abrir ao meio-dia de quarta-feira

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informa que as agências bancárias estarão fechadas para atendimento ao público nesta terça-feira (5), feriado de Carnaval. Já na quarta-feira de cinzas (06), os bancos abrirão a partir do meio-dia, com exceção do estado do Rio de Janeiro no qual, em função da Lei 8217 que estabelece feriado estadual, não há expediente em 6 de março.

A entidade lembra que a população pode utilizar os canais eletrônicos e correspondentes para o pagamento das contas. Além disso, os tributos que possuem código de barras podem ter o seu pagamento agendado nos caixas eletrônicos, no internet banking e pelo atendimento telefônico dos bancos. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via DDA (Débito Direto Autorizado).

As contas de consumo (água, energia, telefone etc.) e carnês com vencimento em 4 ou 5 de março poderão ser pagas, sem acréscimo, na quarta-feira (6). Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais. Caso isso não tenha ocorrido no documento de arrecadação, a sugestão é antecipar o pagamento.

(Agência Brasil)

Confira a programação do Carnaval em Fortaleza nesta segunda-feira; Diogo Nogueira é opção

Nesta segunda-feira de Carnaval, eis opções para o folião:

Banda Pacote de Biscoito (Infantil) / Alê Eloi / Bloco do Prazer com Lídia Maria / Jord Guedes / Luxo da Aldeia / Projeto Tambores Ancestrais na Noite Escura – Orquestra Solar de Tambores

Quando: 9 horas

Onde: Praça João Gentil (avenida Treze de Maio, S/N – Benfica)

Gratuito

Banda Aquarela

Quando: 9h30

Onde: Passeio Público

Gratuito

SambaDelas / Mel Mattos / Carla Cristina / Diogo Nogueira

Quando: 17 horas

Onde: Aterro da Praia de Iracema

Gratuito

Banda Fortaleza Folia

Quando: 17 horas

Onde: Mercado da Aerolândia (BR-116, 5823 – Alto da Balança, Fortaleza)

Gratuito

Cordões As Bruxas, Princesa no Frevo e Vampiros da Princesa / Blocos Doido É Tu, Garotos do Benfica, Turma do Mamão, Unidos da Vila, Amigos do Zé, Balakubaku Folia, Prova de Fogo e Império Da Vila / cantora Jord Guedes

Quando: 17h30

Onde: avenida Domingos Olímpio

Gratuito

Farra Dusbons / Geração Coca-Cola

Quando: 18 horas

Onde: Mercado dos Pinhões (Praça Visconde de Pelotas, S/N – Centro)

Gratuito

Num Ispaia Senão Ienche

Quando: 18 horas

Onde: Bar da Mocinha (rua Padre Climério, 140 – Meireles)

Gratuito

(Foto – Divulgação)

Sem patrocínio, bloco Solto na Buraqueira é novidade no Carnaval do Benfica

Com a proposta de percorrer as ruas da Cidade, o bloco Solto na Buraqueira estreou no Carnaval de Fortaleza neste domingo, 3. Os foliões se concentraram na rua Adolfo Herbster, no bairro Benfica, e desceram algumas ruas do bairro. O bloco é independente e sai sem patrocínio.

Os professores Júlia Barbosa, 35, e Fábio Motta, 47, aproveitaram a folia para protestar. Eles curtiram a festa com fantasia que fazia referência ao caso de Fabrício Queiroz, ex-chefe de segurança de Flávio Bolsonaro. O casal usou laranjas para se caracterizar.

“Somos um protesto”, afirmou Júlia Barbosa. A professora sempre viaja para fora da cidade no período do Carnaval. Desta vez, resolveu ficar na Capital. De lá, o casal esticou a festa no Serpentina Bar.

O arquiteto Artur Costa é um dos organizadores. Ele destaca que o bloco “é totalmente independente”, destacando a falta de patrocínio. O bloco contou com a ajuda dos foliões, passando um cofrinho na rua para quem quisesse colaborar com o evento.

Alguns dos organizadores do Solto na Buraqueira participavam do tradicional Sanatório Geral, que encerrou as atividades em 2016.

(O POVO Online / Foto: Camila de Alneida)