Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Empresariado reforça mobilização pró-hub da TAM puxada pelo governador

O empresariado cearense compareceu, em peso, ao ato de mobilização pó-hub da TAM puxado, nesta segunda-feira, no Palácio da Abolição, pelo governador Camilo Santana (PT). Para o presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Srtudart, a conquista do benefício será fundamental para Fortaleza. Para ele, é preciso entusiasmo nessa luta, que deve ser tratada como cautela, como se fosse o primeiro dia da mobilização.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=bGCPFSz2zCo[/youtube]

O presidente da CDL de Fortaleza, Severino Neto, considera fundamental essa luta pelo hub da TAM. É uma luta fundamental que pode ser comparada à mobilização pró-refinaria de petróleo.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=p1xvoltQ71E[/youtube]

A luta pelo hub da TAM em Fortaleza mobiliza também cearenses que estão à frente de entidades nacionais do setor empresarial. José do Egito, presidente da Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores (ABAD) esteve no Palácio da Abolição, nesta segunda-feira.

Ele destacou que, nessa mobilização, o governador não quis se promover.

 

Capitão Wagner – Hora de acertar na Segurança Pública

79 3

Com o título “Segurança Pública: chegou a hora de acertar”, eis artigo do deputado estadual Capitão Wagner (PR). Ele aborda a segurança pública e o ataque a policiais e vigilantes nos últimos meses no Estado. Lamenta a falta de apoio do Estado àqueles que ganharam sequelas da violência e destaca decisão do Senado que aprovou assassinato a policial como crime hediondo. Confira:

Já passamos quase uma década em sucessivos erros da gestão estadual da segurança pública e perdemos o privilégio de errar. Chegou o momento de acertar, porque o cearense não aguenta mais tanta impunidade, violência e banalização da vida. A prova da fragilidade são os ataques contra os profissionais da segurança. Um policial é treinado, armado e mesmo assim não está livre da violência. Em uma semana perdemos dois policiais civis, aumentando a estatística do ano que já chegou ao número de 15 policiais baleados por criminosos, onde quatro destes não resistiram e faleceram, além de sete vigilantes mortos. Em 2014 tivemos 12 policiais assassinados.

A falta ou ineficiência do Estado no amparo a estes profissionais é um agravante. Muitos não têm condições financeiras para gastar durante meses com fraldas, medicamentos, exames, cadeiras de roda etc. Eles também ficam expostos a novos ataques ao ficarem internados em hospital comum, o ideal é que tivéssemos equipamento de saúde apropriado para os profissionais da segurança. Em virtude de tanta violência contra esses trabalhadores, o Senado Federal aprovou mudança na lei que torna hediondo crime contra os policiais. Não é uma vitória, mas é avanço em dar maior rigidez na punição destes crimes e quem sabe evitar novos ataques e mortes.

A pena vai variar de 12 a 30 anos de prisão, maior que a pena para homicídio comum, que é de seis a 20 anos. O texto estabelece o agravamento da pena quando o crime for cometido contra parentes até terceiro grau desses agentes públicos de segurança e for motivado pelo parentesco deles. O que acaba se tornando pequeno conforto para os familiares que perdem seus entes e querem pelo menos justiça. É louvável o esforço do novo governo em implantar o Ceará Pacífico e o cearense torce e espera para colher os frutos deste projeto o quanto antes.

Porém, a recente atitude do governador se assemelha a gestão passada, ao contratar uma ONG paulista no valor de R$ 1,4 milhão para elaborar estudos sobre segurança pública. Essa importação é desnecessária, pois aqui existem pessoas qualificadas para promover esse estudo. Perdemos quase uma década para estudar e tentar maneiras de se evitar uma crise. Sabemos que o governo Camilo se iniciou há pouco tempo, mas este é o nosso maior problema: não temos mais tempo para perder mais vidas. 

* Capitão Wagner

opiniao@opovo.com.br
Deputado estadual (PR/CE)

Justiça determina afastamento do prefeito de Juazeiro do Norte

raimundao

O juiz de Direito Gucio Carvalho Coelho, respondendo pela 1ª Vara Cível de Juazeiro do Norte deferiu a Ação de Improbidade Administrativa nº 103250-40.2015, proposta no dia 11 de junho de 2015 pelo Ministério Público, determinando, dentre outras coisas, o afastamento do prefeito Raimundo Macedo por 180 dias e a ampliação da indisponibilidade dos bens dele para mais de R$ 3 milhões de reais. A Ação Civil Pública foi ajuizada pelos promotores de Justiça Breno Rangel Nunes da Costa e José Silderlandio do Nascimento. Mais informações em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (dia 22), às 16h, na sede do Ministério Público Estadual de Juazeiro do Norte, na rua Catulo da Paixão Cearense, nº 135 – Triângulo.

Os representantes do Ministério Público instauraram o Inquérito Civil Público nº 17/2015 em 22 de abril de 2015 para apurar supostas irregularidades advindas de uma desapropriação realizada pelo Município de Juazeiro do Norte em relação a imóvel da empresa AC IMÓVEIS, bem como a realização de permuta de imóvel do Município com imóvel da mesma empresa. Após a efetivação das diligências, foram devidamente ratificadas as irregularidades, o que levou ao ajuizamento da referida Ação Civil Pública.

Durante a tramitação do referido inquérito civil público, foi constatada a existência de diversas irregularidades, razão pela qual levou o Ministério Público a ajuizar Ação Cautelar nº 101022-92.2015.8.06.0112/0 em 05 de maio de 2015, na qual o juiz de Direito José Acelino Jácome de Carvalho, da 1ª Vara Cível, determinou o bloqueio de R$ 2.200.000,00 do prefeito municipal Raimundo Antônio de Macedo, da empresa AC IMÓVEIS e do médico Marnewton Tadeu Pinheiro de Oliveira, além de ser determinada a quebra de sigilo bancário e fiscal dos promovidos e a busca e apreensão de documentos.”

(Site do MP-CE)

Prefeito confirma: assinará nesta terça-feira decreto regulamentando a Lei de Inspeção Predial

foto roberto cláudio prefeito

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), assinará nesta terça-feira o decreto regulamentando a Lei da Inspeção Predial. Essa lei garantirá vistorias mais criteriosas em prédios comerciais e residenciais.

Foi o que ele confirmou nesta segunda-feira, durante participação no ato pró-hub da TAM, puxado, no Palácio da Abolição, pelo governador Camilo Santana (PT).

No ano ano passado, foram 12 acidentes causados pela falta de manutenção. A iniciativa partiu de um longo trabalho de estudos que contou com a participação do Crea do Ceará.

Médico Cabeto aceitou ser secretário da Saúde?

O médico Carlos Alberto Rodrigues, o Cabeto, está reunido, nesta segunda-feira, com equipe da Secretaria da Saúde do Estado. Ele chegou sem falar com os servidores, entrou na sala do titular da SESA e mantém conversa.

Entre os servidores, há uma dúvida: Cabeto, que chegou a ser o primeiro cotado para a Secretaria da Saúde, teria aceito o convite do governador Camilo Santana?

Heitor vai ao Palácio da Abolição e avisa: Luta pelo hub da TAM é “questão de Estado”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=AJWOB3nk2aA[/youtube]

Dentro da mobilização de caráter suprapartidária puxada por Camilo Santana (PT), nesta segunda-feira, no Palácio da Abolição, em torno do hub da TAM, um opositor ácido do governador marcou presença: o deputado estadual Heitor Férrer.

O parlamentar. ali presente, fez questão logo de dizer que a luta pelo hub virou uma de “questão de Estado, questão de Governo”, daí ter ido ao evento e estar torcendo para que Fortaleza conquista essa ponte de conexões internacionais das TAM.

Eunício Oliveira – Uma ausência bem notada na mobilização pró-hub da TAM

73 2

Eunicio

A ausência do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, ao ato pró-hub da TAM em Fortaleza, gerou comentários entre muitos que participaram da mobilização realizada no Palácio da Abolição, nesta segunda-feira.

O Palácio da Abolição não recebeu nota informando o porquê da ausência do peemedebista, que disputou e perdeu o Governo para Camilo Santana.

Para este Blog, no entanto, na última semana, Eunício Oliveira havia dito que a luta pelo hub da TAM passa por questão de quem tem prestígio em Brasília.

Prefeito diz que hub poderá escrever nova história para a economia de Fortaleza

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KUWXz1bWy5w[/youtube]

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, considerou “importantíssima” a luta aberta pelo governador Camilo Santana (PT) em favor da implantação do hub da TAM na Capital cearense, que vive hoje do turismo.

Ele destaca que o hub vai gerar mais empregos e reforçar o comércio e a área de serviços.

Para ela, com o hub, Fortaleza poderá escrever uma nova história para a economia da cidade antes e depois desse benefício.

Ciro Gomes: Hub da TAM vai gerar milhares de empregos para Fortaleza que vive de serviços

123 6

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=4VxQhb2uCdk[/youtube]

O ex-governador Ciro Gomes (Pros) defendeu a mobilização em favor do hub da TAM para Fortaleza, observando que o benefício vai gerar milhares de empregos para Fortaleza.

Ciro destaca que a Capital cearense hoje não tem condições de absorver mais indústrias e não vive de agricultura, mas de serviços, que podem ser ampliados a partir do turismo.

Tasso Jereissati – O hub da TAM pode ser âncora para a economia do Ceará

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7RMA_mjMpUE[/youtube]

O ex-governador Tasso Jereissati voltou a pisar, pela primeira vez, no Palácio da Abolição reformado após ter gerido o Estado por três vezes. É que em sua primeira gestão, ele tratou de transferir a sede do Governo para o Palácio do Cambeba.

Tasso gostou do que viu no Palácio e não escondeu estar bem descontraído. Sobre o hub da TAM, luta que o governador Camilo Santana (PT) mobiliza em favor de Fortaleza, numa disputa com Natal (RN) e Recife) PE), o senador tucano deixou de lado as diferenças políticas com o PT.

Ele defende o hub da TAM como uma espécie de âncora para o desenvolvimento do Estado.

Camilo Santana reúne ex-governadores em torno da luta pelo hub da TAM

hubbb

Camilo promove um ato suprapartidário.

O governador Camilo Santana (PT) realiza, neste momento, no auditório lotado do Palácio da Abolição, uma grande mobilização em favor do hub da TAM (ponte de conexões de voos internacionais) para Fortaleza. A Capital cearense disputa esse equipamento com Natal (RN) e Recife (PE). Para Camilo, o hub tem grande significado para impulsionar a economia do Estado, abrindo perspectivas de mais empregos na área do comércio e de serviços.

A iniciativa ganhou peso político, a partir da presença de seis ex-governadores, lideranças empresariais e dirigentes de entidades do setor turístico do Estado. Os ex-governadores Tasso Jereissati – hoje senador, Ciro Gomes, Gonzaga Mota, Francisco Aguiar – presidente do TCM, Adauto Bezerra e Cid Gomes prestigiam o ato. Um familiar do ex-governador Beni Veras marca presença, enquanto o ex-governador Lúcio Alcântara não compareceu. Da bancada federal cearense, notou-se a ausência do senador Eunício Oliveira (PMDB), que disputou e perdeu o Governo para Camilo Santana.

O ato reuniu ainda o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Iracema do Vale, o presidente do TCE,  Valdomiro Júnior, e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de secretários estaduais, municipais e o presidente da Fiec, Beto Studart, o presidente da Federação da Agricultura, Flávio Saboya, o presidente da Associação Comercial, João Porto Guimarães, o presidente da CDL Fortaleza, Severino Neto, além do presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, Honório Pinheiro, e o dirigente da Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores (ABAD), José do Egito.

No ato, os secretários do Turismo, Arialdo Pinho (Estado) e Elpídio Nogueira (Fortaleza), destacaram a luta pelo hub como importante para ampliar os horizontes do setor no Estado.

osse

Antes do ato, os ex-governadores posaram para fotos. Tasso e Gonzaga Mota papearam à vontade. Cid Gomes foi o último a chegar ao Palácio da Abolição. Adauto falará em nome dos ex-governadores. O presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (Pros), está no ato, bem como o presidente estadual do PPS, Alexandre Pereira, e a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Iracema do Vale.

Vários humoristas e o cantor Fagner também conferem o ato pró-hub da TAM.

(Foto – Paulo MOsKa)

O Conselho do pai do governador

84 1

eudoro-santana

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) ajudou a eleger Camilo. É hora do Camilo ajudar a reeleger o Roberto Cláudio.

A pregação é do presidente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Eudoro Santana, pai do governador.

Secretaria reúne prefeitos da Região Ibiapaba para discutir projeto de desenvolvimento

86 1

nicole

A secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado, Nicole Barbosa, vai reunir, às 14h30min desta segunda-feira, os prefeitos da Região da Ibiapaba com técnicos da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec).

Segundo Nicole, hora de discutir, na sede da federação, uma política de desenvolvimento para a Ibiapaba.

Aliás, a região tem clima bom para fruticultura, floricultura e outras culturas, o que atrai principalmente investidores de outros Estados.

Fortaleza tomada por rampas de lixo. O que está acontecendo?

141 2

Olha só como amanheceu, nesta segunda-feira, a rua José Vilar, a poucas quadras da Residência Oficial do Governo do Estado:

lixoxox

O pior é quase toda semana um caminhão passa no local para recolher uma nova rampa. Aliás, esse tipo de problema está se registrando em quase toda Fortaleza. Há cruzamentos que têm o lixo recolhido e, não demora muito,  a rampa reaparece.

Até parece boicote.

(Foto – Leitor do Blog)

‘Todos pelo HUB’ reúne lideranças na política e na economia

foto tasso e camilo

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (22):

O lançamento da mobilização “Todos pelo HUB” deverá se transformar num encontro das maiores lideranças políticas e empresariais do Estado. Parlamentares e representantes do setor produtivo confirmaram presença no evento, que ocorrerá nesta segunda-feira (22), a partir das 9 horas, no Palácio da Abolição.

Em comum, o pensamento voltado para uma estratégia integrada das instâncias pública e privada pela conquista do HUB (ponte de conexões internacionais) da TAM. Fortaleza disputa com Natal (RN) e Recife (PE).

Governador por três vezes, o senador Tasso Jereissati tem conversado com Camilo Santana (PT) e confirmou presença no ato. Foi nos seus governos que o Ceará assegurou projetos estruturantes como Porto do Pecém, Castanhão, Aeroporto, Linhões de Energia, duplicações e construção de novas rodovias.

Tasso tem defendido um novo projeto de desenvolvimento para o Estado e aponta o HUB como fundamental nesta nova estratégia. O tucano, porém, mantém suas duras críticas ao não cumprimento da promessa da refinaria por parte da União.

Além de Tasso, que irá pela primeira vez ao reformado Palácio da Abolição – ele governou o Estado no Cambeba -, confirmaram presença no ato pró-HUB os ex-governadores Adauto Bezerra, Lúcio Alcântara, Ciro Gomes, Cid Gomes, Francisco Aguiar e um familiar de Beni Veras. O presidente da Fiec, Beto Studart, e Ivens Dias Branco também.

O político e o cargo que deve ser respeitado

122 1

Em artigo enviado ao Blog, o brasileiro João da Silva relata o que se pode avaliar na relação de autoridades de um cerimonial. Confira:

Dizem que o povo não entende muito de política e que é responsável por tudo de ruim que os políticos fazem na economia, na saúde, na educação e em várias outras áreas. Mas não é bem assim. Muitas vezes, o povo se finge de besta para melhor passar. Outras vezes, os políticos subestimam a gente em atos nas entrelinhas.

Um caso como esse último ocorreu na sexta-feira passada, no Palácio da Abolição, quando o cerimonial do governador Camilo Santana chamou o deputado José Nobre Guimarães para compor a mesa das autoridades, no evento que anunciou os investimentos do Ministério da Integração Nacional para o Ceará, dentro do Plano Estadual de Convivência com a Seca.

Até aí, tudo bem. O doutor Guimarães é o líder do governo Dilma na Câmara dos Deputados. O problema é que o homem foi anunciado como representante da bancada do Ceará na mesma Casa.

Vixe… O que as câmeras de televisão não mostraram e o que os jornais não escreveram foi melhor do que a notícia do tal investimento. Vocês precisavam ver a cara de constrangimento do deputado Raimundo Gomes de Matos, sendo representado naquele momento pelo líder da Dilma. Outros deputados também disseram não estar representados. Pior mesmo foi a situação do deputado José Airton Cirilo, o Zé, nada menos que o coordenador da bancada.

Foi o próprio Camilo que tentou consertar a gafe do cerimonial e chamou o coordenador da bancada para compor a mesa. Pois é, nem para a mesa o homem ia. De longe, Cirilo pediu para ficar no meio da galera, mas o governador insistiu e o pessoal do lado deu uma força. Eu mesmo dei um empurrãozinho: “Vai, homem. Tu é o coordenador”!

O problema é que ninguém leu nos olhos do Zé que já havia um representante da bancada na mesa. Digo, o representante. De acordo com o cerimonial.

E não é que o Zé estava certo em não querer ir? A cerimonialista logo o avisou que já estava certo o doutor Guimarães falaria em nome da bancada. Se os olhares de centenas de pessoas não estivessem voltados para ele, naquele momento, o Zé voltava dali mesmo.

Entre os deputados que ficaram na galera a conversa era que o doutor Guimarães usurparia outros cargos, dentro de uma estratégia do Palácio da Abolição. Todos de orelhas em pé.

Nesta segunda-feira, o governador fez uma convocação geral para o movimento “Todos pelo Hub da TAM”. Tem deputado com receio de ir ao evento pelo constrangimento da tal “representação”. O Zé já sinalizou em não querer ir. O Raimundo prometeu reação em caso de nova gafe do cerimonial. O certo é que a conversa se espalhou entre os federais e lideranças. Parece besteira, mas o incômodo está nas entrelinhas.

O Estado animador do futuro

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (21):

No período de sete dias desde que o governador Camilo Santana tornou pública a decisão de criar um programa de concessões no Ceará, a contribuição mais proeminente oferecida pela política foi um debate rastaquera acerca de uma questão menor, de cunho meramente ideológico e semântico. Trata-se da suposta oposição entre concessão e privatização. Ou seja, o nada.

Certamente, esse debate é o que menos importa. Porém, até os próceres do Governo se embrenharam nessa discussão infrutífera ao, sempre que lhes colocaram um microfone à frente, sustentar que o projeto do governador é conceder e não privatizar. Conceder não é vender patrimônio público. Privatizar é vender. Na prática da realidade, as diferenças são mínimas.

Mas, por qual motivo essa discussão ganhou tanta importância no Brasil? É o fruto de uma armadilha preparada pela esquerda na época em que o Governo Fernando Henrique Cardoso colocou em prática um amplo plano de concessões e privatizações. Os dois termos, principalmente “privatização”, viraram sinônimo de prática nefasta. Hoje, a esquerda se vê presa a essa armadilha.

Há muito tempo que o Brasil convive com operações de concessão. As mais notórias e antigas se dão na área de transportes coletivos. A Constituição diz que transporte é obrigação do Estado, que, de forma sábia, concede a operação desse serviço à iniciativa privada. O setor público é o regulador. Quando regula bem, a coisa funciona. Do contrário, o serviço é ruim. Porém, em qualquer das circunstâncias, quando o Estado operou diretamente, o serviço foi sempre de péssima qualidade.

Na década de 90, novas concessões passaram a compor o cotidiano dos brasileiros. É o caso da telefonia. É o caso do serviço de oferta de energia elétrica. O Sudeste já convive há algum tempo com a concessão de estradas. Essa área ainda não é explorada no Ceará e no Nordeste por um simples motivo: ainda não há interesse privado nessas operações.

No caso do Ceará, quando o debate semântico e ideológico se sobrepõe, a política deixa de tratar do que mais importa. A saber: o quanto pode ser melhor para o Estado se o Governo se desfizer de algumas responsabilidades para assim dar a máxima atenção às suas obrigações mais importantes, como saúde e educação? Esta é a pergunta crucial a ser feita.

O Estado precisa cuidar do Castelão, do Presidente Vargas? O Estado precisa ser dono de uma companhia de gás encanado, de um porto? É fundamental que um Centro de Feiras seja gerido pelo Estado? E os pequenos e grandes aeroportos além de uma boa quantidade de outras estruturas que poderiam estar nas mãos do setor privado?

Quanto custa para os nossos bolsos manter esses equipamentos? O quanto investimos mensalmente em recursos que poderiam estar ajudando a manter hospitais e escolas? São as perguntas que deveriam ser feitas. São as repostas a serem concedidas pelo Governo.

Não há governo grátis. Quanto mais enxuta for sua estrutura, menos corrupto será. Quanto menor, mais forte. Em vez de um dinossauro, um tigre. Busca-se um novo modelo de Estado que coloque as ideologias no seu devido lugar e firme o equilíbrio entre indução pública e empreendedorismo privado.

PSDB faz convenção para posse das comissões provisórias no Ceará

foto psdb convenção 150626

O PSDB realiza na sexta-feira (26), a partir das 15 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza, a Convenção Estadual do partido, quando dará posse às comissões provisórias em alguns municípios do Ceará, incluindo Fortaleza.

Segundo o presidente da Executiva Estadual do PSDB, Luiz Pontes, o senador Tasso Jereissati confirmou presença no evento.

Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza lançam ‘Todos pelo Hub da TAM’ no Ceará‏

372 3

foto governo ceará hub

Uma grande mobilização a favor da instalação do HUB da TAM no Ceará será lançada nesta segunda-feira (22), no Palácio da Abolição, a partir das 9 horas. O governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, se reunirão com representantes da sociedade civil, lideranças empresariais e políticas para trazer este empreendimento para o Ceará, consolidando a vocação turística e de serviços da economia cearense.

“Todos pelo HUB da TAM no Ceará” pretende reunir esforços para que Fortaleza seja escolhida entre as três cidades avaliadas para receber o futuro centro de conexões de voos nacionais e internacionais. O empreendimento representa investimento de R$ 4 bilhões e deve promover a geração de 10 mil empregos diretos e indiretos e um incremento histórico para o turismo, comércio e setor de serviços como um todo. Com a instalação do Hub da TAM, o Ceará teria crescente oferta de voos diretos, começando com 14 voos para a Europa.

As articulações do Governo do Ceará para a implantação do HUB da TAM no Aeroporto Internacional Pinto Martins começaram ainda no mês de abril, quando o governador Camilo Santana fez o primeiro contato com a presidente da empresa aérea, Cláudia Sender, por telefone. Desde então, várias ações foram realizadas para buscar o HUB para o Ceará. Entre elas, a reunião do governador Camilo Santana com bancada federal cearense em torno do mesmo objetivo.

Fortaleza já apresentou seu programa de investimentos, ações, incentivos e facilidades para receber o HUB da TAM, num esforço conjunto do Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza e Assembleia Legislativa. A inclusão do Aeroporto Internacional Pinto Martins no pacote de concessões do Governo Federal reforça ainda mais a competitividade da capital cearense.

Cerca de 73% da economia cearense é baseada em serviços, alavancados principalmente pelo turismo, o que fez com que o Estado tenha apresentado o maior crescimento econômico entre os estados que realizam cálculo do PIB trimestral, apesar do cenário de retração nacional.

(Governo do Ceará)