Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Ato contra bloqueios na educação termina em Fortaleza com convocação de greve geral

Após reunirem milhares de pessoas em ato nesta quarta-feira, 15, representantes estudantis, sindicalistas e diretores de entidades sociais convocaram os manifestantes para uma greve geral, marcada para o próximo dia 14 de junho.

A estimativa dos organizadores é de que mais de 50 mil foram às ruas protestar nesta manhã na Cidade contra o bloqueio de cerca de 30% da verba discriminatória das universidades e institutos federais anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Protestos foram registrados também em todas as capitais do País e no Distrito Federal. No Ceará, há informações de atos nos municípios de Juazeiro do Norte, Iguatu, Crateús, Sobral, Cedro, Quixadá, Russas, Quixeramobim, Tauá e Paracuru.

(O POVO Online / Foto: Fábio Lima)

Defensoria Pública – Concurso com validade expirando em agosto

317 1

Termina, em agosto próximo, a validade do concurso de defensor realizado pela Defensoria-Pública Geral do Ceará, em 2015. A informação é da titular do órgão, Mariana Lobo.

Ela adianta que do total de 70 aprovados no certame, ainda falta a convocação de 35, o que seria importante reforço para a Defensoria que, no momento, opera em 30% dos municípios do Estado, mas dando cobertura a 66% da população.

Segundo Mariana Lobo, a nomeação depende de orçamento, o que poderia ter o apoio do governo do Estado.

(Foto – Arquivo)

Dr. Eron propõe emenda no Código da Cidade contra bebida alcoólica nos estádios em Fortaleza

390 1

Uma semana após a Assembleia Legislativa aprovar o consumo de bebida alcoólica nos estádios de futebol no Ceará, o vereador de Fortaleza pelo PP, Dr. Eron, propõe uma emenda ao Código da Cidade, que proíbe a comercialização das bebidas nos estádios na capital cearense.

Segundo Dr. Eron, proposta já conta com 15 assinaturas, já suficientes para o início da tramitação.

O parlamentar afirma que não se trata de uma demarcação política, diante da votação na Assembleia Legislativa. Mas, sim, o cumprimento de seu juramento, como médico, em defesa da vida.

(Foto: Arquivo)

Ciro chama Lula de “defunto eleitoral”, a petezada de “amalucada” e Bolsonaro de “mais tosco”

529 2

O ex-ministro Ciro Gomes, candidato derrotado à Presidência da República em 2018, bateu duro no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e no PT. Foi durante entrevista ao programa #Provocações, da TV Cultura, que reestreou, nessa terça-feira, agora sob o comando do jornalista Marcelo Tas.

Ciro diz ter ficado “deprimido” ao assistir a entrevista que Lula concedeu da prisão aos jornais El País e Folha de S.Paulo pela falta de autocrítica. “Eu conheço o Lula. Ele é um encantador de serpentes, um enganador profissional. Não tem um companheiro com quem ele não tenha sido desleal ao longo da vida inteira, ele cultiva isso”, disse.

Ciro voltou a falar que, se Lula se considera um preso político, deveria ter pedido asilo em alguma embaixada. “A petezada amalucada não percebe a incongruência. Se eu sou acusado falsamente e ameaçado de prisão arbitrária e política, eu iria a uma embaixada pedir asilo e denunciar. Se Lula se acha um preso político, é a única saída. Sugeri isso.”

O ex-ministro disse que o PT tem dificuldades para lidar com o fato de Lula ter se tornado um “defunto eleitoral” por conta das condenações. O ex-presidente está preso em Curitiba e foi condenado em três instâncias pelo caso do triplex na Operação Lava Jato.

“No PT todo mundo sabe que do ponto de vista eleitoral o Lula é carta fora do baralho. Como manejar este defunto eleitoral é muito delicado para todos eles. Ele fez uma lei que determina que num País com quatro graus de jurisdição, no 2º grau de condenação, você perde os direitos políticos. Ele está inelegível até fazer 90 anos.”

“Mais tosco”

Ciro também falou sobre Jair Bolsonaro. Disse que o presidente venceu a eleição aproveitando-se da onda antipetista e, com a facada, teve uma razão factível para não ir aos debates na TV, algo que o favoreceu, na avaliação do ex-ministro.

“Significava que o mais tosco, simples e fácil de ser entendido como intérprete do antipetismo decolava. Era o Bolsonaro. Nenhum de nós, políticos, achava que ele se aguentava porque era muito vazio. Ninguém botava fé. Ele foi adiante por conta da facada, que deu a ele uma razão para não ir aos debates.”

Criticado pela esquerda por não ter declarado apoio a Fernando Haddad, candidato do PT contra Bolsonaro no 2º turno na eleição do ano passado, Ciro diz não sentir culpa e criticou o partido de Haddad citando erros da gestão de Dilma Rousseff e a escolha de Michel Temer (MDB) para a vice-presidência de Dilma.

“Era só olhar para as pesquisas. Para o bolsominion, o Bolsonaro pode andar pelado na rua e isso vai ser relativizado. Assim virou o fanático do PT. Só que eu já engoli m* em nome deles demais. Mais muita. Dilma 1 e Dilma 2, por exemplo. Se ninguém sabia, eu sabia que ela não tinha experiência de nada. E o Michel Temer eu denunciei que ele rouba há mais de 30 anos. O governo dela foi um desastre transcendental e o PT apaga”, afirmou.

(Com Agência Estado/Foto – Divlgação)

Roberto Freire diz que Cidadania é oposição, mas quer a reforma da Previdência

O presidente nacional do Cidadania (ex-PPS), ex-senador Roberto Freire, afirmou para a reportagem deste Blog, nesta quarta-feira, que não se surpreende com os primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro.

“Eu não crie grandes expectativas, mas a impressão não é boa. Eu conheço Bolsonaro e sei do seu despreparo, mas imaginava que, com a formação de governo e algumas linhas mestras organizadas, e se conhece com a ala da equipe econômica, do Moro na Justiça e a ala dos militares, tivéssemos certa estabilidade. Mas Bolsonaro é incapaz disso. Ao contrário, ele busca atritos, inimigos. É insaciável nesse processo de buscar adversários. Quando não tem, ele cria e não controla seus filhos. Não dá certo quanto você fica preso a interesses familiares e oligárquicos”, lamentou Freire.

Ele disse que esperava mais de Paulo Guedes, ministro da Economia, mas só vê um quadro de crise, que preocupa e com uma economia que pode voltar a um processo recessivo.

“Estamos com diminuição de perspectivas de crescimento do nosso PIB. Tenho tido muitas surpresas, mas não esperava surpresas tão desagradáveis e preocupantes. O governo, nesses primeiros meses, não tem correspondido a nenhuma das expectativas nem mesmo dos bolsonaristas, imagina nós, que somos independentes e fazemos oposição”, acentuou

Freira, sobre a reforma da Previdência Social, mesmo oposição, afirmou que é a favor da reforma da Previdência. Ele lembrou que o antigo PPS sempre foi “um partido reformista há muito tempo”. Disse ainda que com ex-deputado federal Eduardo Jorge, na época do PT, chegou a apresentar um projeto nesse sentido, apontando para capitalização complementar, via fundos de pensão. Sem entrar no debate, reiterou que o Cidadania torce e quer reforma da Previdência principalmente.

“Sempre contou e conta com nosso apoio!”, adiantou o presidente nacional da legenda que, ao lado do dirigente estadual da legenda, Alexandre Pereira, confere a posse de Tiago Pereira como prefeito de Cascavel, o primeiro do Cidadania no País. Ainda nesta quarta-feira, Roberto Freire deixará a Capital cearense.

(Foto – Arquivo)

Operação Tapa-Buracos – Prefeitura intensificará ações a partir do fim deste mês, avisa secretário

260 1

No fim deste mês de maio, a Operação Tapa-Buracos já lançada pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), será incrementada.

Quem garante é o secretário de Governo, Samuel Dias: “Com a diminuição das chuvas, vamos tocar as ações com maior intensidade!”, diz ele, acrescentando que estarão nas ruas 14 equipes agora. Mas no mês de junho, esse contingente aumentará para 18.

Samuel garante que inicialmente as grandes avenidas, corredores de ônibus, terão a prioridade na operação, vindo em seguida demais vias de todos os bairros.

As Secretarias Executivas Regionais o levantamento das necessidades, adianta o secretário.

(Foto – Arquivo)

O Desenvolvimento da Ciência, o desemprego estrutural e o aumento da longevidade humana

439 5

Com o título “O Desenvolvimento da Ciência, o desemprego estrutural e o aumento da longevidade humana”, eis artigo de João Arruda, sociólogo e professor da Universidade Federal do Ceará. “(…) se não nos prepararmos para o futuro imediato, discutindo a formatação de eficientes políticas públicas que funcionem como uma malha de proteção aos milhões de longevos brasileiros desamparados, o nosso futuro será funesto”, diz o texto. Confira:

Estamos assistindo, em escala universal, a uma acalorada discussão sobre as consequências, no médio prazo, do rápido desenvolvimento da ciência e da tecnologia sobre o mercado formal de trabalho e seus reflexos sobre a vida concreta do cidadão.

Na contramão da história, o brasileiro vivencia um momento de particular alienação, envolto em crenças messiânicas, em dogmas maniqueístas, extremo sectarismo e, em consequência, em muita irresponsabilidade e irracionalidade política. Infelizmente, a temática que trata do nosso futuro imediato não faz parte da agenda ou mesmo das preocupações dos partidos políticos, dos sindicatos, dos chamados movimentos sociais e, muito menos, das nossas universidades, todos encapsulados em um universo de fantasias, oxigenado por picuinhas estéreis e por motivações anacrônicas e politicamente microscópicas.

Enquanto isso, o quadro nacional de desemprego já é o maior da nossa história. Segundo dados do IBGE, divulgados em maio de 2018, o número de desempregados e subempregados já se aproxima dos 30 milhões e nada nos garante que essa realidade vai mudar, mesmo no cenário de um possível crescimento da economia. Esta situação é particularmente apreensiva. São recorrentes os registros da mídia sobre a exclusão do trabalho humano provocada pelo avanço da tecnologia em todos os ramos da economia. O desenvolvimento vertiginoso da tecnologia da informação e o salto conseguido pela inteligência artificial vêm aprofundando rapidamente o quadro de exclusão social, transformando os nossos trabalhadores em um exército de seres inúteis e descartáveis.

Há uma expectativa, quase consensual entre os estudiosos, de que nos próximos 20 anos ocorram mudanças radicais no mercado de trabalho, com a extinção da maioria das profissões hoje existentes e o surgimento de novas ainda não conhecidas. Esse quadro será agravado pelo fato da economia do século XXI ser crescentemente poupadora de mão-de-obra.

Paralela às mudanças no mundo do trabalho, o desenvolvimento da engenharia genética e da nanotecnologia vêm permitindo que a medicina regenerativa quebre paradigmas e tabus religiosos. Os laboratórios das grandes universidades e os grandes centros de pesquisa, contando com o apoio da impressora aditiva 3D e usando biotinta formada por células e nutrientes, já produzem tecidos orgânicos, ossos, cartilagens, músculos, ´peles, vasos sanguíneos, etc. Segundo publicação da revista Advanced Science, na sua edição de abril de 2019, pesquisadores da Universidade de Telavive acabam de produzir um coração vivo. Pelo visto, caminhamos para um aumento indefinido da longevidade humana, passando a morte a se tornar, no médio e longo prazo, uma questão técnica.

Refletindo esse desenvolvimento, o homem ciborg deixou de pertencer ao campo da ficção e já faz parte da nossa realidade. A engenharia cibernética vem conseguindo fundir o mundo orgânico ao inorgânico. Em muito em breve, preveem os cientistas, os nanorrobôs estarão navegando em nossas correntes sanguíneas diagnosticando doenças e corrigindo danos.

Ironicamente, o mesmo desenvolvimento científico que vem garantindo o crescimento progressivo da longevidade humana, permitindo que possamos sonhar com a imortalidade, uma utopia sonhada pela humanidade desde sempre – não podemos desconhecer que a geração de humanos que ultrapassará um século de existência já nasceu, e logo teremos a geração dos 130 anos, dos 150 anos, etc. – é a mesma que produz o desemprego em massa e que condena a sua velhice ao degradante papel de párias sociais.

Pela irreversibilidade dos fatos, é fácil concluir que, se não nos prepararmos para o futuro imediato, discutindo a formatação de eficientes políticas públicas que funcionem como uma malha de proteção aos milhões de longevos brasileiros desamparados, o nosso futuro será funesto. Se nos omitirmos agora, se continuarmos nesse mundo de alienação, seremos responsabilizados pela grande tragédia humana anunciada. Seremos, enfim, condenados como responsáveis pela miséria de dezenas de milhões de irmãos idosos condenados a vagarem como zumbis, em busca de misericórdia dos poderosos incluídos.

*João Arruda,

Professor da UFC e sociólogo.

(Foto – Arquivo)

Passeio de barco pelo rio Cocó será ampliado

744 4

O passeio de barco no rio Cocó, em Fortaleza com percurso hoje entre a avenida Sebastião de Abreu e a avenida Santana Júnior, ganhará mais uma rota: da Sebastião de Abreu até a foz, entre o Caça e Pesca e Sabiaguaba.

A informação é do secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, acrescentando que o roteiro terá início no próximo dia 21, inicialmente com alguns convidados e a imprensa.

(Foto – Divulgação)

 

Caminhada contra corte de verbas nas universidades chega ao Polo do Benfica

Uma multidão de alunos, professores, sindicalistas, militantes de partidos de esquerda e de movimentos sociais realiza, nesta manhã de quarta-feira, em Fortaleza, caminhada contra cortes nas verbas das universidades federais. O ato ocorre também em outros Estados.

O grupo grita palavras de ordem contra o governo Bolsonaro e há apelos, vindos de um trio elétrico, por greve geral para 14 de junho próximo. “Bolsonaro, vai estudar, os professores estão na rua pra lutar!”, eis o que mais ressoa entre manifestantes.

Na avenida da Universidade com 13 de Maio complicou o trânsito, o que faz muitos motoristas darem ré e tentar desvios.

Visão da Avenida da Universidade.

No Interior, há manifestação nos 32 campi do IFCE. Em Iguatu, Crateús, Sobral, Cedro, Juazeiro do Norte, Russas e Quixeramobim o ritmo é também de caminhada pelas principais ruas desses municípios.

(Fotos – Leitor do Blog)

Em Sobral, estudantes também protestam contra corte de verbas das universidades

550 2

Em Sobral (Zona Norte) acontece também, nesta quartra-feira, manifestação contra o corte de 30% nas verbas das universidades federais. Ali, é puxada pelos alunos do Centro Avançado da UFC e IFCE com apoio dos estudantes da UVA.

Uma caminhada, pelas principais ruas do Centro sobralense, denuncia o desmonte do ensino público e gratuito e não poupa críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro. Sindicalistas e dirigentes de movimentos sociais reforçam esse ato.

(Foto – Facebook)

Ceará pode aumentar fatia de cotas televisivas e já admite novas contratações

392 1

O presidente do Ceará Sporting Club, Robinson de Castro, encontra-se em São Paulo, onde participará de reunião com o Grupo Turner, que comprou o canal da Esporte Interativo.

Segundo adiantou, hora de definir cotas do alvinegro nos critérios desempenho e audiência. “Um total de 50% da verba foi rateado entre os clubes e o restante será dividido de acordo com esses critérios”, explicou o dirigente alvinegro.

Robinson não deu detalhes sobre valores, mas comemorou, ressaltando que esse acerto será bom para o Ceará. Também nesse encontro estarão dirigentes de equipes como o Palmeiras, Atlético Paranaense, Bahia e Santos.

Contratações

Sobre novos reforços para a equipe, Robinson disse que isso vai depender do técnico Henderosn Moreira. Disse que agora, recuperado de dengue, o treinador deve avaliar melhor o elenco e definir com a diretoria sobre o assunto.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Camilo anunciará pacote com medidas para incrementar arrecadação, anuncia Sefaz

386 2

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

A secretaria da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, em contato com o Blog, confirma que a luz amarela acendeu nas finanças do Estado. O percentual com gastos de pessoal bateu nos 42%. O limite prudencial é de 46,55%.

Ela explica que o impacto se deveu às melhorias salariais implantadas pelo Governo ao longo da primeira gestão. Em especial, Segurança.

Por conta disso, e como ação preventiva para que o Estado mantenha seu ajuste fiscal, já que transferências da União andam escassas, informa: ainda neste mês, Camilo anunciará um pacote com 10 medidas para incrementar a arrecadação. Instada, várias vezes, sobre o teor do pacote, a secretária evitou detalhes.

Tudo já está, inclusive, passando pelo crivo do Palácio da Abolição.

(Foto – Paulo MOska)

Caminhada de alunos e sindicalistas protesta em Fortaleza contra corte de verbas das universidades

1499 5

A praça da Faculdade de Direito da UFC, em Fortaleza está lotada.

Na esquina da Avenida da Universidade com a Avenida Domingos Olímpio há bloqueio no trânsito, porque vários grupos de alunos chegado para engrossar, nesta quarta-feira, a caminhada contra o corte de verbas nas universidades federais do País, o que foi determinado pelo MEC.

O protesto é de caráter nacional e, além de faixas e cartazes, há palavras de ordem batendo contra o governo Bolsonaro e outras que falam que há dinheiro para milícias “Não, não, não! Tem dinheiro pra milícia, mas não tem pra educação!”). Além de alunos e professores, engajam-se também militantes de partidos de esquerda e sindicalistas.

Pela manhã, um grupo de alunos chegou a bloquear, com cadeiras espalhadas pela via, o trânsito no cruzamento da Avenida 13 de Maio com a Avenida da Universidade, onde fica a Reitoria da UFC.

(Fotos – Leitor do Blog)

Luizianne Lins lança canal no Youtube

A deputada federal Luizianne Lins (PT) vai lançar, em breve, um canal no Youtube intitulado “Outros Olhares”. O objetivo, segundo a parlamentar, apresentar um conteúdo amplo e diversificado, com quadros de entrevista, dicas de filmes e livros.

Ela, que já foi prefeita de Fortaleza, é jornalista e professora licenciada da UFC, diz que quer “novos diálogos com a cidade”, mas, também, revelar personagens e discutir temas da política nacional.

Será que pensar em disputar a Prefeitura?

SERVIÇO

*Acesse o teaser no link https://youtu.be/OqKOSBm_ZpI e conheça um pouco do que vem pela frente.

(Foto – Agência Câmara)

Editorial do O POVO – “Ensino público: paralisação e pluralidade”

216 1

Com o título “Ensino público: paralisação e pluralidade”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Aborda o Dia Nacional de Protesto contra corte de verbas nas universidades federais do País. Confira:

O sistema público de ensino brasileiro programou para hoje uma paralisação nacional em suas atividades para demonstrar sua contrariedade com as orientações imprimidas pela atual administração federal à Educação pública em geral, sobretudo o contingenciamento de verbas que afeta do ensino infantil aos cursos de pós-graduação. O bloqueio particular de R$ 2,2 bilhões na verba destinada às universidades e institutos federais, somado à retração dos investimentos em ciência, pesquisa e extensão, é acusado de inviabilizar o funcionamento das universidades, despojando-as dos instrumentos necessários à formação e difusão do conhecimento, nos moldes exigidos pela realidade contrastante de um País dotado de imensas potencialidades econômicas, mas, travado por profundas desigualdades sociais. A torcida é para que tudo transcorra em paz, durante o dia, pois manifestações públicas de descontentamento fazem parte do jogo democrático. Espera-se que, tanto governo como manifestantes, se conduzam com a maturidade democrática que a Nação espera de ambos.

Reitores das universidades públicas têm conclamado a comunidade acadêmica para esse debate, considerando que os cortes de verba na área são um “equívoco estratégico” e têm consequências para o desenvolvimento do País. Ainda mais porque, embora atinjam de forma mais imediata às universidades federais, na verdade afetam também as estaduais, uma vez que estas recebem verbas de financiamento de agências de fomento ligadas ao governo federal.

Além do contingenciamento na educação, estudantes e professores protestam contra mudanças nas diretrizes de ensino, citando, por exemplo, alterações no teor das questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, sobretudo, o projeto de lei Escola sem Partido.

De fato, o governo federal, desde sua posse, vem manifestando uma falta completa de tirocínio na administração de área tão fundamental para o destino do desenvolvimento brasileiro. Suas escolhas para dar rumo à pasta da Educação foram profundamente infelizes, sobretudo pela ideologização extrema das intervenções de seus titulares e de suas respectivas diretrizes, transformando a Educação num campo de batalha ideológica extrema, sob o pretexto de investir contra um suposto “marxismo cultural” que deveria ser extirpado, segundo eles, desde a raiz. Em seu lugar, pretenderiam impor uma matriz ideológica tradicionalista e propensa a repelir a pluralidade de pensamentos, justamente num ambiente que tem como fundamento de sua existência e de sua viabilidade o pensamento crítico, fonte e alimento do conhecimento. Como já foi dito, neste mesmo espaço, a sociedade brasileira já é suficientemente complexa e sofisticada para se submeter às estreitezas de um fundamentalismo tão descabido.

(Editorial do O POVO)

Dia D pela Educação – Trânsito já está liberado na Avenida 13 de Maio

Alunos bloquearam o trânsito em frente a reitoria da UFC nesta manhã de quarta.

O trânsito já está liberado na esquina da Avenida da Universidade com a Avenida 13 de Maio (Bairro Benfica), em Fortaleza, onde um grupo de alunos da Universidade Federal do Ceará faziam bloqueio, com cadeiras espalhadas pela via.

O ato integra o Dia Nacional em Defesa da Educação e foi consequência de cortes nas verbas das instituições de nível superior do País. Os estudantes portaram faixas e cartazes e entoaram palavras de ordem contra o governo Bolsonaro.

Ainda nesta manhã, haverá protestos em frente a sede do IFCE, que fica na avenida 13 de Maio. Ou seja, mais problemas para o trânsito na área.

(Fotos – Reprodução d TV e Leitor do Blog

Campeonato de Futebol Feminino – Ceará embarca para pegar a Portuguesa

922 1

O time feminino do Ceará Sporting Club embarcou, nesta madrugada de quarta-feira, na rota de São Paulo. A equipe vai enfrentar, em clima de mata-mata, nesta tarde de quinta-feira, a Portuguesa, no Estádio Canindé, em partida válida pelas oitavas de final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A-2.

O grupo, comandado pelo técnico Orlando Júnior, embarcou otimista. “A gente confia no nosso futebol. Estamos concentradas e vamos ganhar!”, avisou a lateral Camila.

O segundo jogo está marcado para o Estádio Presidente Vargas, no próximo dia 22, às 15 horas.

(Foto -= Paul MOska)