Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Carro da TV Cidade capota nas imediações da Assembleia Legislativa

cidadee

Um carro de reportagem da TV Cidade de Fortaleza – modelo L-200, acabou capotando, nesta tarde de quinta-feira, ao tentar evitar colisão com um veículo Track 4X4 na esquina da rua Barbosa de Freitas com Francisco Holanda, no entrono da Assembleia Legislativa (Bairro Dionísio Torres). Segundo informações preliminares, a Track teria avançado a preferencial.

O motorista da emissora, José Aglailton, assustado, teria perdido o controle eda direção e, batendo em um outro veículo pequeno que estava ao lado, não conseguiu evitar o capotamento da L-200. Aglailton saiu com escoriações leves e o repórter Denis Barbosa, que também no veículo, com um machucado numa das mãos. Os outros dois veículos envolvidos no acidente registraram apenas danos materiais. Houve atendimento do SAMU. A AMC já foi acionada.

(Foto – Leitor Alexandre Távora)

Eduardo Cunha lançará candidatura a presidente da Câmara nesta sexta-feira

danilo forte deputado

Eduardo Cunha (PMDB) lançará nesta sexta-feira sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. Será durante ato no Rio de Janeiro.

O governador Luiz Fernando Pezão e toda a bancada federal no Estado estarão presentes.

No Ceará, o principal entusiasta dessa candidatura de Cunha é Danilo Forte, que também trabalha para sair líder do partido na Câmara.

DETALHE – Arlindo Chinaglia (PT/SP) já lançou, nessa quarta-feira, em Brasília, sua sua candidatura a presidente da Casa. Contando com o apoio do PDT, PCdoB e do Pros.

Cid Gomes receberá a imprensa em clima de “já está chegando a hora de ir…”

O governador Cid Gomes (Pros) receberá a imprensa nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, na Residência Oficial, em clima de confraternização natalina e, também, despedidas. Ele promete que o ato será descontraído e que não haverá discurso.

Cid, no entanto, dará rápida entrevista para confirmar que vai mesmo morar nos EUA, onde trabalhará no BID.

UFCA em tempo de colação de grau

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) realizará nesta sexta-feira, às 19 horas, no pátio da Reitoria, no Campus de Juazeiro do Norte, a cerimônia de colação de grau do semestre 2014.2, que será presidida pela reitora da UFCA, professora Suely Chacon.

Os 150 graduandos são dos cursos de Administração, Agronomia, Biblioteconomia, Comunicação Social/Jornalismo, Design de Produtos, Engenharia Civil, Engenharia de Materiais, Filosofia, Medicina e Música.

No dia da colação, os formandos devem chegar à UFCA às 18 horas para a assinatura da ata da solenidade, portando um documento oficial com foto.

 

Padre Airton Furtado comemora 10 anos de vida sacerdotal

rtonfurtado

A Comunidade Católica Shalom promoverá nesta quinta-feira, a partir das 18 horas, no Ginásio Paulo Sarasate, uma celebração de gratidão. O ato terá início com a oração do Terço Mariano, seguido da Santa Missa, às 19 horas, presidida pelo Padre Antonio Furtado. Haverá, ao final, adoração ao Santíssimo Sacramento.

A celebração vai comemorar os 10 anos de vida sacerdotal de padre Antonio Furtado, membro da Comunidade Shalom.

Instituto do Câncer do Ceará debaterá avanços em cirurgia urológica

O Instituto do Câncer do Ceará (ICC), em parceria com a Escola Cearense de Oncologia (ECO), reunirá, nesta sexta-feira, a partir das 7h15min, pacientes e acompanhantes, colaboradores, residentes e público em geral para a última “Sessão Clínica” do ano.

Durante o evento, será discutido o tema “Avanços em Cirurgia Urológica Assistida por Robô”, tendo o médico André Luís Castro Abreu, formado pelo USC Institute of Urology, em Los Angeles, Califórnia, como conferencista. O debate ocorrerá no auditório do 6° andar – Anexo do Instituto.

SERVIÇO

* Participação gratuita.

* Mais Informações – (85) 3288-4653.

Inácio Arruda comemora reaproximação EUA-Cuba

Plenário do Senado

O senador Inácio Arruda (PCdoB) comemorou a reaproximação política dos EUA com Cuba. “Retomar essas relações significa garantir um direito elementar dos povos, o direito à sua soberania, e, no caso de Cuba, garantir o seu projeto de desenvolvimento, o progresso social”, afirma o parlamentar. Inácio lembra que o Brasil, nos últimos quase 30 anos, desde a retomada democrática, atua no sentido de contribuir com Cuba, seja no governo de José Sarney, de Collor, Itamar, Fernando Henrique, Lula e no governo de Dilma.

“Nenhum desses governos do campo democrático deixou de contribuir com Cuba. Agora assistimos a essa retomada de relações que é muitíssimo importante para o cenário político da América Latina e para o mundo”, afirma

Ele registrou no Senado esse “momento histórico” e destacou participação do Papa Francisco. “Portanto, nossas congratulações ao povo cubano, à sua Chancelaria no Brasil, ao seu Embaixador. Que recebam os nossos cumprimentos por esse passo tão largo que foi alcançado pelo seu povo neste dia de hoje. Este é o nosso registro, que considero muito importante para a história política da América latina”.

VAMOS NÓS – Vale torcer também pela abertura democrática da China?

O Ciclo Cidista sobreviverá na Era Camilo?

Com o título “Um ciclo que se encerra”, eis artigo do jornalista Luís-Sérgio Santos. Ele aborda o fim do ciclo de dois governos liderados por Cid Gomes (Pros) no Estado. Ele aborda principalmente um Cid político e sua arte de fazer e desconstruir alianças e de ser surpreendente, ao ponto de bancar o PT em seu lugar no trono. Confira:

Em menos duas semanas encerra-se o ciclo de dois governos consecutivos liderados pelo governador Cid Ferreira Gomes. O Ceará viveu, neste período, um intenso ciclo de desenvolvimento e viu o jovem Ferreira Gomes se impor como uma sólida liderança não sem muitas vezes assumir o enigmático papel de esfinge ao esgrimar silenciosa e friamente até levar interlocutor à asfixia.

Cid jogou o jogo político e contratou todos os riscos possíveis ao preço do próprio desgaste — conjugou exaustivamente o dito “não se faz omelete sem quebrar ovos”. Para dar forma às suas propostas construiu alianças, desfez alianças ou, mais que isso, deixou-as romperem-se pela tática da asfixia. Ansiedade, tão inerente à insalubridade que rodeia a atividade política, parece não fazer parte da sua prática — pelo menos não é perceptível ao olhar público. Olhar público porque, como disse o poeta Caetano, “de perto, ninguém é normal”.

A carreira política de Cid é sempre ascendente ao ponto de colocar seu inspirador contemporâneo mais próximo, o ex-governador Ciro Gomes, na condição de coadjuvante e explícito admirador: “quem manda é o governador”, lembra Ciro Gomes, hoje secretário da Saúde do Ceará.

Ao irônico e polêmico Voltaire atribui-se a frase “Deus me defenda dos amigos, que dos inimigos me defendo eu.” Nesse ponto Cid saiu-se bem. Dormiu com amigos e acordou com inimigos e vice-versa. Em um épico shakespeariano matou o pai, não que este o tivesse abandonado, mas a metáfora de “Édipo Rei”, inspiradora de Freud, se configurou aqui com a ruptura sobre a qual poucas acreditavam poder acontecer. Mas o fato é que o rompimento de Ciro e Cid com Tasso Jereissati — um dos grandes padrinhos políticos de Ciro, talvez o maior — confirma a frase de Magalhães Pinto, “política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.” Ou, José Martins Rodrigues, para quem “em política não há jamais.”

Mas o movimento político mais arriscado do governador foi a mudança no atacado do seu grupo para um partido então recém-fundado, pequeno e inexpressivo, o Pros o que gerou rumores desconfortáveis até mesmo em sua base. Os atritos internos entre a cúpula nacional e diretório estadual do Ceará, provisório, foi momento de grande estresse. Politicamente superado colocou-se sobre o conflito uma pá de cal mas as cicatrizes estão lá.

A cartada mais recente confirma o conhecimento eleitoral aplicado de Cid Gomes e de seu irmão, Ciro. A escolha do candidato Camilo Santana, do PT, talvez tenha surpreendido o próprio Camilo. Empurrar o jogo para o segundo turno foi o golpe certeiro rumo à vitória, não sem perdas e muitos danos. Há dois anos repetira a tática de guerrilha ao derrotar, na disputa para o executivo municipal de Fortaleza, o candidato da sua então recém desafeta política, Luizianne Lins, e eleger o noviço Roberto Cláudio prefeito, pinçado do parlamento estadual direto para o Palácio do Bispo.

O ciclo se encerra, do ponto de vista formal e assim será visto pela história. Mas as marcas do governo permanecerão, em obras físicas que continuam, como o Acquário, por exemplo. Ambiguamente, a despeito de um ciclo encerrado, Cid permanece pelo menos espiritualmente, através de sua mais recente grande obra eleitoral, a eleição de Camilo.

O ciclo fecha mas o portal está aberto.

Mauro Benevides ganha comenda do Ministério da Justiça

senadormauro

O deputado federal Mauro Benevides (PMDB) é um dos homenageados em cerimônia que o Ministério da Justiça realizou, nesta manhã de quinta-feira, em Brasília. O ato marca os 10 anos da Reforma do Judiciário.

Mauro Benevides recebeu comenda do MJ, bem como a defensora-pública geral do Ceará, Andréa Coelho, e a secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Mariana Lobo.

(Foto – Agência Câmara)

Coral da Fundação Ana Lima faz recital natalino na redação do O POVO

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=E55dWi9aXV8[/youtube]

O Coral Vozes do Ilhas, da Fundação Ana Lima, o braço social do Grupo Hapvida, fez apresentação na redação do POVO, nesta quinta-feira.

No repertório, o grupo, formado por crianças e adolescentes, sob a regência do maestro Márcio Barbosa, entoou peças natalinas.

Sobral ganha uma loja da Rede Assaí

foto veveu sobral

Com a presença do prefeito Clodoveu Arruda (PT), será inaugurada hoje, a filial da Rede Assaí Atacadista na cidade de Sobral (Zona Norte). Será a sexta loja do grupo no Estado, resultado de um investimentos da ordem de R$ 27 milhões do Grupo Pão de Açúcar.

O público alvo, segundo o presidente da rede, Belmiro Gomes, vai desde o pequeno e médio comerciante, transformadores (donos de lanchonetes, restaurantes, pizzarias e quiosques) e utilizadores (igrejas, quarteis etc), até o consumidor final. Além de Sobral, a rede atenderá a quase 40 municípios da zona Norte.

EUA – Cuba: O outro muro que começa a ruir

Do jornalista Fábio campos, no O POVO desta quinta-feira, uma análise sobre a reaproximação política entre os EUA e Cuba.

Poucas decisões de Estado foram dotadas de tanta falta de inteligência quanto o bloqueio econômico dos EUA a Cuba. Um bloqueio do tipo prejudica sempre o conjunto da população (menos a cúpula) e acaba por reforçar e justificar as ânsias autoritárias de quem está no controle do poder. Em resumo, o bloqueio ajudou a manter Cuba fechada e garantiu a impressionante perenidade dos irmãos Castro no poder. Lá se vão mais de 50 anos.

O bloqueio continua, mas foi anunciada ontem a política de “détente” entre os dois países. É um fato de valor histórico. Já houve troca de prisioneiros. Foi só o começo. Os protocolos que regem a aproximação projetam autorização para uso de cartões de crédito e débito americanos em Cuba, a ampliação das autorizações de viagens de residentes nos EUA à ilha, a ampliação de US$ 500 para US$ 2.000 no valor de remessas trimestrais à ilha e o aumento no valor de exportações e importações entre os dois países.

Outro ponto muito importante: Cuba concedeu sinal verde para que empresas de telecomunicações americanas, incluindo as de internet, operem no País. Creiam, apenas esse conjunto de medidas já proporcionará forte impacto econômico a favor de Cuba. O fato é que a tendência é, cedo ou tarde, o Congresso dos Estados Unidos aprovar o fim desse lamentável bloqueio econômico. Sim, como é peculiar às democracias, o fim do bloqueio precisa passar pelo Parlamento.

Mas os efeitos em Cuba não vão se restringir às melhorias econômicas em um País que ficou em situação muito difícil após o esfacelamento da União Soviética, cujo regime bancava a ilha. As aberturas econômicas acabam por provocar efeitos na política. Uma abertura acaba levando à outra. Que assim seja.

Que maravilha seria ver a ilha se tornar uma democracia representativa, com parlamento, liberdade de organização partidária, eleições livres, liberdade de imprensa e direito à propriedade individual. Tudo aquilo que a democracia ocidental aprendeu a chamar “Estado de Direito”.

Sempre que me perguntam a respeito de Cuba, minha resposta é a mesma: “Tenho dificuldade de aceitar e apoiar um país onde não poderia exercer a profissão de jornalista, de analista político, com as plenas liberdades que a democracia o Brasil nos deu”. Simples assim. Há um bom número de jornalistas presos em Cuba por tentarem exercer a crítica. Presos pelo “delito” da opinião.

Cuba ainda mantém presos políticos. Estima-se que haja hoje em torno de 100 presos políticos no país. Tem diminuído, é verdade. Quando Fidel Castro se aposentou, eram cerca de 300. Caiu a quantidade e mudou o método. Com Raul, Cuba adotou as prisões rápidas para reprimir dissidentes. Com as temporadas curtas na prisão, o regime desarticula os movimentos pró-liberdade.

A abertura econômica tende a criar mais dificuldades para a repressão. Quanto mais Cuba se integrar à economia internacional, mas difícil será manter o regime fechado. As trocas comerciais impõem liberdade de ir e vir. Que o bloqueio se vá, quem sabe ajuda a levar com ela a ditadura.

Ivo Gomes quer reclassificação do horário dos programas policiais

ivoghommes

Consta na pauta de votações desta quinta-feira da Assembleia Legislativa um requerimento do deputado Ivo Gomes (Pros), que promete bom debate: ele quer mudar o horário dos programas policiais das tevês locais.

Hoje o cearense – se não usar o controle remoto, toma café da manhã com programa policial, almoça com programa policia e ainda janta com programa policial. Resta saber como vão se comportar os senhores parlamentares da chamada “Bancada da bala”. Confira o teor do requerimento.

votarrrr

VAMOS NÓS – O parlamentar quer, na verdade, uma reclassificação de horários para esses programas. Nada daquela de que isso seria censura, por favor.

Centro de Referência sobre Drogas será inaugurado nesta quinta-feira

socorrofranca

O governador Cid Gomes e Socorro França, esta a titular da Assessoria Especial de Políticas sobre Drogas, vão inaugurar nesta quinta-feira, às 10 horas, o Centro de Referência sobre Drogas (CRD). O ato, que ocorrerá na rua Oto de Alencar, 193, no bairro Jacarecanga – antiga sede do Colégio Juvenal Galeno, terá à frente a assessora especial de políticas sobre drogas, Socorro França.

Pelo decreto nº 31.531, de 14 de julho de 2014, o CRD é a mais nova unidade da estrutura da Secretaria da Saúde do Estado e vai integrar as políticas públicas intersetoriais sobre uso de álcool e outras drogas. Com esse objetivo, promoverá ações de prevenção e fortalecer a atenção integral aos usuários e suas famílias, acolher e encaminhar dependentes e seus familiares para as redes assistencial e de reinserção social, além de capacitar recursos humanos e fomentar a realização de pesquisas de dados epidemiológicos no Estado.

O CRD está estruturado em quatro núcleos. O Núcleo de Atendimento fará o acolhimento presencial, com funcionamento das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, no teleatendimento, pelo número 0800 2751475, e em duas Unidades Móveis de Prevenção e Orientação sobre Drogas. O Núcleo de Capacitação em Assistência a Dependentes Químicos desenvolverá ações de qualificação teórico-prática de profissionais para atuar na área, enquanto o Núcleo de Prevenção Sobre Drogas vai articular ações preventivas junto com os municípios.

Pelo fim dos shows em inaugurações da área pública

ivete sangalo

Com o título “Pelo fim dos shows em inaugurações”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Em respeito ao dinheiro público, o texto apregoa: “É muito mais barato e adequado convidar o padre para benzer.” Confira:

A contratação do show da cantora Ivete Sangalo para a inauguração do Hospital Regional de Sobral, em 2013, foi considerada regular pelo Tribunal de Contas do Ceará (TCE). Segundo reportagem da edição de ontem do O POVO, assinada pela repórter Hébely Rebouças, cinco dos seis conselheiros presentes avaliaram que o Governo do Ceará justificou o cachê de R$ 650 mil pago à cantora. “A legitimidade do show chegou a ser questionada – mas as críticas não foram suficientes para mudar o entendimento da maioria”.

Os conselheiros também aprovaram a recomendação para que nas próximas contrações de shows, o Governo justifique “minuciosamente” a decisão. Em resumo, o TCE sugere que o Poder Público apresente três orçamentos, do mesmo artista, para provar que o cachê a ser pago atende aos padrões de valor do mercado.

A contratação do show pode até ter atendido aos critérios formais. Porém, há uma questão moral em torno do caso. É evidente que um show de música popular não é uma boa ideia para inaugurar um hospital, independentemente do porte do equipamento. É evidente também que os custos do evento para o contribuinte não atende à racionalidade administrativa de um estado que se mantém entre os mais pobres do País.

A contratação desses shows de entretenimento pelo Poder Público se tornou um costume no Brasil, principalmente nos estados do Nordeste. No passado, eles ocorriam com bem menos frequência e respeitavam a um calendário que justificava a contratação. Aniversário das grandes cidades ou eventos inseridos em políticas de atração de turistas, por exemplo.

Nos últimos dez anos, a contratação de shows passou a ser uma ação quase banal. No âmbito do Estado, por exemplo, ocorreu um show em todas as inaugurações. Muitas vezes, de cantores caros. Com isso, floresceram estruturas milionárias para intermediar a contratação de shows, palco, som e iluminação. Tudo regiamente pago (muitas vezes a preços escandalosos) pelo contribuinte.

O ideal é que ocorra uma moralização na contratação desses eventos. Um calendário que os justifique. Em inaugurações de bens públicos, o bom senso, a moralidade pública, a austeridade com o dinheiro de cada um dos cidadãos, impõe a proibição. É muito mais barato e adequado convidar o padre para benzer.

Petrobras quer biodiesel à base das vísceras do pescado do açude Castanhão

Da Coluna Vertical, no O POVO, desta quinta-feira (18):

Nesta quinta feira (18), a Petrobras Biocombustível e a Secretaria da Pesca e Aquicultura do Ceará (ela existe!) assinarão, em Jaguaribara, convênio para garantir assistência técnica aos piscicultores que atuam nos açudes do Castanhão e Orós. Também será firmado o primeiro contrato de compra e venda de Óleos e Gorduras Residuais (OGR) de peixe com a Cooperativa dos Produtores do Curupati, que expandirá as alternativas de matérias-primas para o biodiesel produzido pela companhia no Ceará. Esse primeiro contrato envolverá piscicultores que atuam no açude Castanhão.

O uso do óleo extraído das vísceras do pescado na produção de biodiesel cria novo nicho para um mercado em formação. A companhia garantirá biodiesel com qualidade e os piscicultores, renda extra. Isso ainda fortalecerá a cadeia produtiva do pescado com novos produtos resultantes da extração do óleo. Ou seja, um potencial passivo ambiental vai virar matéria-prima para produção de biodiesel, adubo, ração animal e geração de biogás.

Eunício quer legitimar incentivos fiscais para garantir empresas no Ceará

foto eunício 141217 economia

A chamada “guerra fiscal” dos Estados ganhou um novo capítulo nessa quarta-feira (17), em Brasília, depois que o senador cearense Eunício Oliveira (PMDB) conseguiu uma manifestação favorável do futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para a legitimação dos incentivos fiscais para o setor produtivo brasileiro.

O líder do PMDB e da Maioria no Senado participou do encontro com o futuro ministro, que faz parte de uma séria de reuniões que Joaquim Levy está realizando com os líderes dos partidos da base aliada do governo Dilma.

Para Eunício, o importante é assegurar a permanência de grandes empresas no Ceará, garantindo os empregos gerados e possibilitando o desenvolvimento dos municípios cearenses onde essas empresas estão instaladas.

(Foto – Senado Federal)

TRE aprova contas da campanha do governador eleito Camilo Santana com ressalvas

eleições 2014 2t pt 1007 camilo e salmito

O Tribunal Regional Eleitoral aprovou com ressalvas, durante sessão nesta quarta-feira, as contas de campanha de Camilo Santana (PT), eleito governador do Estado.

O processo de 20 volumes foi relatado pela juíza Joriza Magalhães Pinheiro, que acompanhou, em seu voto, o parecer dos analistas de contas do Tribunal e parecer do Ministério Público Eleitoral.

Segundo a relatora, as prestações parciais omitiram dados de doações e a prestação final apresentou outras “inconsistências que não comprometem a verificação dos gastos”.