Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Unilab inscreve para Mestrado em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis

A Unilab inscreve para processo seletivo que preencherá 15 vagas do seu Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis (MASTS). As inscrições vão até o próximo dia 22. A concessão de bolsas depende da existência de cota, concedidas pela CAPES, FUNCAP ou por outra agência com a qual o mestrado mantenha convênio para esse fim. O MASTS oferece formação interdisciplinar visando promover a conservação e o uso sustentável da biodiversidade, por meio da reflexão e da produção de conhecimento acerca da elaboração, divulgação e consumo de tecnologias sustentáveis.

O mestrado recebe profissionais graduados nas diversas áreas do conhecimento interessados em abordar as questões discutidas por ele, no âmbito de suas Linhas de Pesquisa:

1. a) Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável – voltada para a análise, compreensão e difusão de tecnologias balizadas pelo enfoque do desenvolvimento sustentado, sustentável e includente e que, sobretudo, possam ser apropriadas pelas populações interessadas.

2. b) Sociobiodiversidade e Sustentabilidade – voltada para a análise e compreensão das conformações sociohistóricas relacionadas às temáticas da sustentabilidade e às diversas formas de apropriação e uso dos recursos naturais.

O mestrado incorpora profissionais que, independentemente de sua formação, estejam interessados em aprofundar seus conhecimentos acerca da temática da Sustentabilidade e da Diversidade de aportes no trato com a natureza e a sua transformação em recursos.”

(Site da Unilab)

Procon Fortaleza promove a Semana da Mamãe Cidadã

unnamed (2)

O Procon Fortaleza está realizando, nesta semana que antecede o Dia das Mães, uma série de atividades de educação para o consumo. É a “Semana Mãe Cidadã”, que esta com o Procon Móvel indo aos shoppings da Capital e áreas de grande circulação fiscalizando e orientando.

Durante  o período, as mães e todo o público contam com o Procon Móvel nos shoppings Benfica (8/5), Parangaba (5/5), Via Sul (6/5) e North Shopping em duas datas (9/5). Nos shoppings, o atendimento é das 14 às 20 horas. A unidade móvel também estará na avenida Beira-mar, nesta quinta-feira, em horário diferenciado: das 17 às 20 horas.

Segundo a diretora-geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, uma das atribuições do órgão é orientar sobre as relações de consumo. Ainda na Semana “Mamãe Cidadã”, o Procon Fortaleza intensificará a fiscalização em corredores comerciais da cidade, como forma de coibir abusos contra o Código de Defesa do Consumidor.

SERVIÇO

Como denunciar:

– Central de Atendimento ao Consumidor – 151, no horário comercial
– Portal da Prefeitura de Fortaleza – www.fortaleza.ce.gov.br/procon
– Procon Centro (Sede) – Rua Major Facundo, 869
– Procon Núcleo Messejana (Vapt Vupt) – ao lado do Terminal de Messejana.

(Foto – Procon)

Cid Gomes evita falar do seu futuro político

136 1

unnamed (1)

O ex-governador Cid Gomes foi recebido, nesta terça-feira, em Sobral (Zona Norte), pelo prefeito Clodoveu Arruda e alguns secretários municipais. Cid, que ali se encontra em temporada, fez questão de conversar sobre problemas da cidade, mas, em nenhum momento, segundo interlocutores, chegou a falar sobre seu futuro.

Nada de informar se vai morar nos EUA ou se continuará mesmo no Ceará. A única certeza mesmo é que Cid Gomes atuará nas eleições municipais.

(Foto – Leitor do Blog)

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente repudia a redução da maioridade penal

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (COMDICA) manda nota para o Blog nesta terça-feira. Expõe seu posicionamento contrário a projeto que quer redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Confira a íntegra da nota:

NOTA PÚBLICA

Pela Manutenção da Idade Penal e pelo fortalecimento do Sistema Socioeducativo

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza – COMDICA – órgão colegiado composto por Organizações Governamentais e Organizações Não Governamentais, responsável por deliberar sobre as políticas públicas para a infância e a adolescência de Fortaleza, vem a público declarar-se contra qualquer proposta de redução da maioridade penal no Brasil, tomando posição, por outro lado, pela manutenção da idade penal no Brasil em 18 anos, bem como pelo fortalecimento do Sistema Socioeducativo para adolescentes entre 12 e 18 anos.

Antes de mais nada, o COMDICA posiciona-se pelo entendimento que considera a idade penal uma cláusula pétrea da Constituição Federal de 1988, e portanto, não passível de modificação a menos que toda a Constituição seja revogada, com base no princípio da irrevogabilidade dos Direitos Humanos. Entretanto, muito mais do que debater o tema do ponto de vista de legalidade, é importante que consideremos o assunto do ponto de vista racional: quais as consequências de se reduzir a maioridade penal?

No Brasil, a proposta de reduzir a idade penal vem sendo vendida como uma solução para o problema da violência no país, sob o pretexto de que os adolescentes autores de violência são os grandes por esta questão e que, além disso, protegidos por uma lei que lhes garante a impunidade, não tem “medo” de continuar delinquindo. Todas essas premissas, entretanto, são equivocadas.

Em primeiro lugar, é importante observar que o Brasil não é o primeiro país do mundo a usar adolescentes como bodes expiatórios da violência. De 1990 até hoje, vários foram os países que reduziram a maioridade penal1, entre eles Itália, a Espanha e os EUA. Entretanto, absolutamente nenhum dos países que adotaram a medida conseguiram reduzir a violência, tendo esta, inclusive, aumentado. Tome-se o exemplo dos EUA: dos 44 estados que reduziram a maioridade penal entre 1990 e 2007, 42 voltaram atrás, elevando a idade penal, devido ao aumento da violência, ao passo em queo 43º estado (Nova York) estuda

Em segundo lugar,reduzir a violência cometida por adolescentes não implica em redução drástica dos índices de violência no país, uma vez que, segundo o Ministério da Justiça, os adolescentes respondem por menos de 1% do total das mortes cometidas no Brasil, enquanto que mais de 36% das vítimas deste mesmo crime são adolescentes. Para além disso, está mais do que comprovado que endurecer penas NÃO reduz a violência. No Brasil, depois da edição da Lei dos Crimes Hediondos, que endureceu a punição de vários crimes, o número de homicídios na Grande São Paulo cresceu 25%.

Por fim, a lei brasileira já responsabiliza os adolescentes que cometem atos infracionais –furto, roubo, homicídio, etc – através do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (o SINASE, estabelecido pela lei 12.594/2012, com base na lei 8069/1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente). Quando bem implementadas, as medidas previstas no ECA e no SINASE são, inclusive, mais eficientes que o sistema penal para onde os adolescentes seriam encaminhados caso a maioridade penal fosse aprovada: enquanto, no sistema penal, de cada 100 presos, 70 voltam a reincidir nos crimes, no sistema socioeducativo bem implementado, de cada 100 adolescentes em cumprimento de medida, entre 11 e 25 reincidem. É o caso de municípios como Belo Horizonte, Jaboatão dos Guararapes e até mesmo São Paulo, que até 2006 era palco de inúmeras violações mas que, desde então, vem investindo na correta execução das medidas.

Essa posição, aliás, é a mesma na maioria dos países do mundo, que mantém a maioridade penal entre os 18 e os 21 anos, mas estabelecem um sistema de responsabilização especial para adolescentes a partir dos 12 (Brasil, Bolívia, Espanha), 14 (Alemanha, Bulgária, Colômbia), 15 (Finlândia, Suíca) ou 16 (Argentina, Romênia). O Brasil, portanto, possui uma das idades de responsabilização mais baixas do mundo, entre os países signatários da Declaração dos Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas.

Em resumo: (1) a redução da maioridade penal, empiricamente, não foi capaz de reduzir a violência em nenhum país do mundo, chegando inclusive a aumentá-la; (2) os adolescentes são responsáveis pela menor parcela dos atos de violência no Brasil; (3) o Brasil, longe de garantir a impunidade, possui um sistema de responsabilização para adolescentes entre 12 e 18, similar ao que adotam outros países do mundo. O grande problema é que este sistema precisa ser implementado, o que exige recursos orçamentários e vontade política.

Por conta disso, o COMDICA reitera sua posição pela manutenção da idade penal no Brasil em 18 anos, e pelo fortalecimento do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo, conclamando, ademais, toda a sociedade a fazer este debate de forma racional e coerente, longe da sombra do medo e da desinformação que, em geral, orbitam em torno desse tema.

* Colegiado do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza.

——————————————————————————————————————-

1 A redução da idade penal, no contexto internacional, equivale ao conceito de “age of criminal majority”: a idade mínima para o adolescente ser encarcerado como adulto e junto com adultos, que, ao redor do mundo, varia entre 18 e 21 anos. Não confundir com o conceito de “age of criminal responsability”, que é a idade mínima para o adolescente ser responsabilizado em sistemas diferenciados, adequados à sua faixa etária, que, na maior parte dos países, é de 14 anos. No Brasil, esta idade é de 12 anos, quando o adolescente pode responder em face do Sistema Socioeducativo. Vê-se, portanto, que a idade de responsabilização no Brasil é menor do que a de países como Austria, Alemanha, Itália e Portugal.

Partido Solidariedade inclui Wesley Savadão entre opções para prefeito de Fortaleza

117 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=elOVDWPE9to[/youtube]

O Partido Solidariedade do Ceará está trabalhando de olho nas eleições 2016. Segundo o presidente regional da legenda, o deputado federal Genecias Noronha, o Solidariedade quer participar do processo sucessório na maioria dos municípios, no que promoverá encontros regionais.

Sobre Fortaleza, Genecias Noronha diz não descartar a possibilidade de o partido lançar um candidato. Ele chega a citar como opção o ex-deputado estadual Marcos Cals, o deputado estadual Fernando Hugo e até o cantor Wesley Savadão.

O dirigente do Solidariedade, no entanto, não fecha a porta do dialogo sobre apoio à reeleição do prefeito Roberto Cláudio.

PMDB do Ceará vai mesmo expulsar infiéis

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=3E_cqOcS3fU[/youtube]

A Comissão de Ética do PMDB do Ceará vai mesmo expulsar infiéis da última campanha eleitoral. Ou seja, quem não votou no então candidato a governador pelo partido, o senador Eunício Oliveira, que preside a legenda no Estado.

A confirmação foi dada, nesta terça-feira, pelo presidente da Fundação Ulysses Guimarães no Ceará, Carlos Guálter. Ele adianta até nomes que estão na mira da expulsão como o prefeito de Santa Quitéria, Fabiano Lobo.

Prefeitura vai retirar poste em situação deplorável exposto pelo Blog

145 4

Sobre a postagem expondo um poste de sustentação de um transformador em situação deplorável e que fica na Praça da Imprensa (Bairro Dionísio Torres), a Secretaria Regional II manda nota. A denúncia veio do leitor Simplício Barros. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

A Secretaria Regional II estará realizando, nesta quarta-feira (06.05), a retirada desta estrutura danificada, a fim de evitar acidentes com os pedestres. A Companhia Energética do Ceará (Coelce) foi comunicada desta ação.

Desde já, agradecemos a colaboração deste Blog.

Atenciosamente,

* Assessoria de Comunicação da SER II
Prefeitura Municipal de Fortaleza.

Sem o secretário da Saúde, o governador recebe ministro da área

camilo-santana-chioro

“Sem a presença de Carlile Lavor, o seu secretário da Saúde, o governador Camilo Santana (PT) recebeu, para almoço, nesta terça-feira, no Palácio da Abolição, o ministro da Saúde, Artur Chioro. A ausência do secretário chama a atenção, pois ocorre em meio a rumores de que ele já teria entregado o cargo em meio a uma crise na pasta.

Pela tarde desta terça, Camilo e Chioro participam de evento sobre sarampo com prefeitos do Estado. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do governo não confirmou presença de Carlile Lavor no evento nem seu efetivo afastamento da pasta.

Acompanharam o encontro no Palácio o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e a secretária de Saúde do Município, Socorro Martins. Segundo fontes próximas de Carlile Lavor, a saída do gestor ocorre em meio a tensões em torno do Orçamento da pasta. Declarações polêmicas do gestor e situação delicada da Saúde no Estado teriam antecipado sua saída.

Além disso, se fala ainda em possível ida de Carlile para o Ministério da Saúde. Segundo interlocutores, ele teria sido sondado para coordenar programa de expansão do Sistema Único de Saúde (SUS) previsto pela pasta.”

(POVO ONline/Foto – Divulgação)

Defensoria Pública do Ceará debater PEC que garante universalização do acesso à Justiça

A Defensoria Pública do Ceará promoverá, a partir das 9 horas do próximo dia 22, uma audiência pública para debater o tema “Plano de Universalização do Acesso à Justiça: apresentação e debate”. O encontro ocorrerá no auditório do órgão.

O Plano de Universalização de Acesso à Justiça foi proposto pela Defensoria Pública do Estado e objetiva cumprir a PEC nº 80/2014. Essa emenda determina que União, Estados e Distrito Federal contem com defensores públicos em todas as unidades jurisdicionais do País dentro de oito anos.

O Plano faz um diagnóstico de acesso à justiça em todo o Estado em gráficos e mapas e detalha a presença da instituição, condições de estrutura e instalação.

SERVIÇO

* Sede da Defensoria Pública Geral do Estado – Avenida Pinto Bandeira, 1.111, Bairro Luciano Cavalcante.

* Mais Informações – (85) 3278.7307

Empresa cearense é destaque em congresso paulista de supermercados

A cearense Maris está participando da APAS 2015, que é o Congresso e Feira de Negócios em Supermercados de São Paulo. Ali, expõe o mix de produtos que faz da marca a mais lembrada do país. No mercado há 3 anos, a Maris conta atualmente com 33 produtos diferenciados, entre camarão, peixe, lagosta, polvo e bacalhau.

Entre os lançamentos da Maris na APAS 2015, que ocorre em sua trigésima-primeira edição, estão o Kit Paella 400g, Lombo de Cação 1kg, Bolinho de camarão 300g (saco) e Bacalhau desfiado dessalgado 250g.

 

 

 

PR do Ceará programa encontros regionais de olho em 2016

140 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=r6yZL0PL2kU[/youtube]

O Partido da República no Ceará vai realizar encontros regionais com o objetivo de animar as bases já de olho nas eleições de 2016. Anunciou, nesta terça-feira, a vice-presidente estadual da legenda, a deputada federal Gorete Pereira. Ela adianta que esse ciclo de encontros regionais deve ser finalizado em Fortaleza.

Gorete Pereira disse também que o PR quer reeditar a mesma coligação formada quando do último pleito. Naquela ocasião, o partido respaldou o então postulante ao Governo, o senador Eunício Oliveira, do PMDB.

Projeto Binário – Justiça manda Prefeitura fazer adequações na obra

“A juíza Nadia Maria Frota Pereira, da 12ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, determinou ao Município e à Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) que adotem diversas providências em relação ao Projeto Binário. Uma delas é a adaptação das calçadas quanto à acessibilidade e à mobilidade dos pedestres. A decisão foi publicada nessa segunda-feira (4) e atende a um pedido do Ministério Público do Estado, que havia ajuizado uma ação em novembro do ano passado, por intermédio dos promotores de Justiça Gilvan Melo, José Aurélio da Silva e Romério Landim, do Núcleo de Atuação Especial de Controle, Fiscalização e Acompanhamento de Políticas de Trânsito (NAETRAN).

As demais alterações determinadas pela Justiça foram: regularização dos estacionamentos, de forma que os veículos entrem de frente e saiam sempre para as avenidas, isso é, que sejam disponibilizados em áreas isoladas, sendo vedados os estacionamentos em ângulos; implantação de parada de ônibus feita em reentrância da calçada (baias) dos corredores exclusivos; instalação de câmeras de fiscalização/fotossensores que abranjam todas as faixas; aumento para 200 metros da distância permitida ao tráfego de veículos de passeio na faixa exclusiva para ônibus, até a realização de perícia para que seja feita a medição da distância tecnicamente viável; reestruturação subterrânea da fiação das redes elétrica, telefônica e similares.

Em caso de descumprimento da decisão, a juíza estipulou multa de R$ 20 mil a ser paga pelo Município e pela AMC.”

(Site do MP-CE)

Ceará e um contingente de 70% de presos provisórios aguardando a Justiça. Como humanizar?

Com o título “Prisão apenas para quem precisa”, eis artigo do secretário da Justiça e Cidadania do Ceará, Hélio Leitão, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ele conta, por exemplo, é de 70% o percentual dos presos provisórios no Estado. “Pessoas privadas sem que tenham havido pronunciamento judicial definitivo sobre o crime que lhe imputa”, diz ele. Confira: 

O pouco tempo à frente da gestão penitenciária tem corroborado as convicções forjadas ao longo de 25 anos de exercício da advocacia: em nossos cárceres há pessoas que de há muito tempo reúnem condições para retornar ao convívio em sociedade e outro tanto que jamais deveria haver transposto os umbrais do sistema penitenciário.

Uma coisa e outra se somam em desnecessário e deletério excedente prisional. Situação tão grave quanto é constatar que cerca de 70% do contingente é composto por presos provisórios. Pessoas privadas de liberdade sem que tenha havido pronunciamento judicial definitivo sobre o crime que se lhes imputa.

Essa indefinição jurídica tem implicações diretas na administração do sistema. Nesse ambiente de incerteza judicial, a pessoa privada de liberdade apresenta-se menos participativa, menos envolvida nos processos de ressocialização. Acaba mesmo por agir em sentido contrário, deixando-se levar pelo ócio e revolta contra a condição na qual se encontra. Questiono: como humanizar? Por motivos como esse, a Sejus tem apoiado tão fortemente o projeto Audiência de Custódia, que é uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como forma de dar cumprimento à emenda constitucional 45, que prevê acesso mais amplo à Justiça e mais célere prestação jurisdicional. O projeto é aqui capitaneado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

Em síntese, a Audiência de Custódia prevê que o preso em flagrante seja apresentado em um prazo de 24 horas ao juiz. Tal encontro objetiva que se permita uma primeira análise sobre a necessidade de manutenção da prisão, determinando ou não a aplicação de medidas cautelares. O projeto já existe em São Paulo e números preliminares apontam para redução de 40% na entrada de presos no sistema prisional paulista.

No Ceará, o CNJ sinalizou para resultados melhores, visto que já se desenvolvem aqui reconhecidos sistemas de monitoramento, como é o caso do tornozelamento eletrônico.Dentro do cárcere, as expectativas são as melhores possíveis. Com menor fluxo no sistema penitenciário, a Sejus pode, progressivamente, ofertar condições mais justas. Ressalto que o projeto não defende o não aprisionamento. O encarceramento é necessário, mas em casos específicos. Para muitos, há alternativas outras que cumprem a função punitiva e pedagógica, sem privar o homem de sua liberdade e mesmo de sua dignidade. Prisão, apenas para quem dela precisa!

Hélio Leitão

opiniao@opovo.com.br

Secretário da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus).

Taxa do estoque dos açudes cearenses é de 20%

funcememe

É de 20% o estoque de água dos açudes cearenses no momento, informa o presidente da Funceme, Eduardo Sávio.

Sobre o inverno – de janeiro até abril, ele adianta que foi “abaixo da média” e, no geral, menos de 412 milímetros.

“Ainda chove neste mês”, diz ele, creditando aos fenômenos “distúrbios de leste e zona de convergência intertropical”.

 

Tin Gomes pode disputar a Prefeitura de Fortaleza

110 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=-Gfi0NGMQYI[/youtube]

Quem disse que partido nanico quer continuar coadjuvante nas eleições 2016 em Fortaleza? O deputado federal Adail Carneiro anunciou, nesta terça-feira, que seu partido, o PHS, deverá ter candidato próprio.

De acordo com o parlamentar, o nome cotado é o do presidente regional do partido, o deputado estadual Tin Gomes. Tin, que já foi presidente da Câmara Municipal de Fortaleza e tem base eleitoral concentrada na Capital.

Adail lembra que o PHS aposta na tese de que o pleito do ano que vem em Fortaleza será de segundo turno, no que todo e qualquer partido tem o direito de lançar nomes em busca de visibilidade.

Líder do Pros discute seguro-defeso com Mercadante. Antes que a pauta tranque na Câmara

O líder do Pros na Câmara, Domingos Neto, está reunido, neste momento, no Palácio do Planalto, com o ministro Aloizio Mercadante, da Casa Civil. À mesa, discussão sobre soluções para os pescadores do Nordeste que estão impedidos de receber o seguro-defeso em razão de norma de Ministério Público do Trabalho. Participam da reunião, os ministros do Trabalho, Manoel Dias, e da Pesca, Helder Barbalho.

O apelo de Mercadante busca fechar um acordo para garantir a aprovação das Medidas Provisórias do ajuste fiscal que começam a trancar a pauta de votações na Câmara dos Deputados. Na reunião com o vice-presidente Michel Temer e os ministros da área econômica, segunda-feira última, Domingos Neto defendeu uma solução na MP 665 para o grupo de trabalhadores prejudicados pela seca e sem acesso ao seguro desemprego.

“O Nordeste precisa de um tratamento diferenciado e não podemos aprovar a MP 665 sem uma proposta definitiva para pescadores artesanais”. A MP 665/14, do seguro desemprego, começa a trancar pauta do plenário a partir desta terça-feira, já a MP 664/14 pode ser votada pela Comissão Mista na reunião das 14h30min e passa também a trancar pauta na Câmara dos Deputados.

 

Grupo de vereadores do Ceará reforçam luta em Brasília contra proposta do voto distrital

acrisiossna

Representantes das maiores bancadas da Câmara Municipal de Fortaleza estarão seguindo para Brasília, nesta terça-feira. O objetivo é reforçar a mobilização contra o voto distrital, um dos pontos da reforma política já aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

Acrísio Sena, líder do PT na Casa e que integrará o grupo, explica que o objetivo dessa ação é conversar com o relator da proposta, líderes partidários e com as mesas diretoras da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. “Acho a proposta um retrocesso. Vamos reduzir discussões políticas a questões paroquiais”, acentuou petista.

Nesse grupo contra o voto distrital, seguirão Luciran Girão (PMDB), Cristina Brasil (PTdoB), Márcio Cruz (PROS) e Eulógio Neto (PSC). Os parlamentares levarão também propostas como a do voto majoritário para vereador (sendo eleitos os 43 mais votados, sem o uso do critério da proporcionalidade), cota feminina, opção de troca de partido e coincidência de eleições.

Uma convocação em defesa da Praça Portugal

Com o título “Praça Portugal”, eis artigo da jornalista e professora Adísia Sá, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ela defende a manutenção da praça, que pode ser demolida para continuidade do projeto de um binário. Confira:

“A Praça Portugal ganha, assim, um valor simbólico da maior importância, mostrando orgulhosamente que Portugal e Fortaleza estão cada vez mais próximos, numa união de amigos que se vêem como irmãos.” (José Salgueiro, Embaixador de Portugal.)

Essa a apresentação do livro “Praça Portugal, um laço entre Portugal e o Ceará”, lançado pelo Conselho das Câmaras de Comércio no Brasil com apresentação da então Prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins.

Um trabalho primoroso, agora, mais do que nunca, leitura obrigatória dos cearenses, vez que paira sobre a Praça a ameaça de sua demolição. Como todo ato traiçoeiro, a ameaça da destruição da Praça Portugal só é sabida de meia dúzia de cearenses. Daí porque faço questão de aproveitar esse momento e chamar a atenção de todos brasileiros e dos portugueses aqui sediados, para que se unam em defesa de uma das mais belas edificações de nossa cidade.

O que alegam como justificativa de por abaixo a Praça? Ora, prestem atenção: “está interrompendo o trânsito.” Concebida ao final de década de 1940 e construída em 1968, nunca foi alvo de ameaça de derrubada e agora, não mais do que de repente, bradam: “é preciso destruir a Praça Portugal”. Esse grito me faz lembrar frase de texto clássico: “é preciso destruir Cartago”. Pois que esse grito morra no vazio, não se concretize: a Praça é de Fortaleza, “como o céu é do condor”. Que nos unamos todos, brasileiros e portugueses, e façamos disto um “grito de guerra”: a Praça Portugal é nossa e ninguém põe a mão.

Faço minhas as palavras da então prefeita Luizianne Lins: “A Praça Portugal não tem função meramente contemplativa. Quer dizer, não pode ser encarada como uma mera rotatória. Ela é um marco referencial importantíssimo para os fortalezenses e visitantes. É uma espécie de antena catalizadora central de todo um dinamismo urbano que pulsa a seu redor. E diz sobre as semelhanças e traços identitários entre os cearenses e o povo lusitano em geral, com ênfase na colônia portuguesa que escolheu a cidade de Fortaleza para viver e ser feliz”.

* Adísia Sá

adisiasa@gmail.com
Jornalista do O POVO