Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Agente penitenciário diz que autoridades foram alertadas sobre crescimento das facções nos presídios

Em artigo sobre o movimento das facções nos presídios cearenses, o presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Ceará, Valdemiro Barbosa, afirma que, desde 2012, as facções se fortalecem nos presídios do Estado. Confira:

Somos favoráveis ao restabelecimento da ordem e disciplina no sistema penitenciário cearense, tanto que nossa categoria sempre alertou as autoridades sobre a falta de investimentos e a maneira equivocada no gerenciamento governamental do sistema. A ausência de políticas públicas eficazes no sistema prisional cearense permitiu que as facções se organizassem, potencializando o crime – fato que causa medo entre os cidadãos.

Recordo que, no ano de 2012, os agentes penitenciários já alertavam os gestores da pasta sobre detentos faccionados, mas as informações foram ignoradas pelas autoridades.

Também reivindicamos a criação de uma secretaria de administração penitenciária (SEAP) direcionada exclusivamente para tratar das demandas carcerárias mas, somente após décadas, a pauta saiu do papel. A nomeação do secretário Mauro Albuquerque, que tem perfil operacional, veio no momento que a equipe penitenciária mais desejava mostrar coragem e bravura. Horas após os bandidos deflagrarem ações de vandalismo e terror, o titular da pasta percebeu a disposição da categoria no combate ao crime organizado.

Estamos preparados para o enfrentamento, somos defensores do bem, todavia, vale ressaltar que é necessário investir no sistema penitenciário cearense para que o processo se torne permanente. Já comunicamos ao governo que o ideal, com base na massa carcerária, seria a contratação de mais 3000 mil agentes, problema que pode ser resolvido com o chamamento imediato do cadastro de reserva e retificando o edital do último concurso público.

Também necessitamos de armamento moderno e munição em números suficiente; viaturas; equipamentos de segurança ; acautelamento de pistolas para todos os agentes e a construção de presídios regionais. Estamos retomando o controle das prisões no Ceará, mas precisamos continuar nesse mesmo caminho, porém, o governo deve estar sensível as demandas aqui apresentadas, garantindo o bem-estar social e condições básicas de segurança para todos os agentes penitenciários.

Valdemiro Barbosa

Presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE)

Caucaia intensifica fiscalização contra transporte irregular de buggys e quadriciclos

A Secretaria Municipal de Patrimônio Serviços Públicos e Transporte de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), com suporte da Autarquia Municipal de Trânsito (AMT), intensificou a fiscalização para combater o serviço clandestino de passeios de buggys e quadriciclo no litoral do município.

O objetivo, segundo a assessoria de imprensa do prefeito Naumi Amorim,  é garantir a segurança dos usuários de transporte em passeios de todo complexo turístico de Caucaia. Conforme o agente de Trânsito e de Transporte Milton Alves do Nascimento, “a iniciativa prevê, além da segurança dos veículos, dos motoristas e passageiros, a preocupação com a higiene e conforto dos passageiros”.

Na abordagem, são fiscalizadas as condições dos equipamentos obrigatórios de segurança, a documentação dos motoristas e dos veículos, além dos percursos das trilhas autorizados para cada tipo de veículo automotor (buggys e quadriciclos).

Para realizar credenciamento, os veículos são vistoriados e os motoristas participam de cursos. Os buggys que não são cadastrados no sistema da Prefeitura serão autuados quando for constatado que estão fazendo transporte irregular de passageiros.

As blitze acontecem a qualquer hora e dia da semana nas trilhas da praia do Cumbuco e do Parque das Dunas.

Placas indicativas

Na próxima semana, serão instaladas nas trilhas do Cumbuco e do Parque das Dunas placas indicando proibição de tráfego de veículos automotores não autorizados.

(Foto – Divulgação)

“Endureceremos cada vez mais contra o crime”, diz Camilo

231 2

O governador Camilo Santana (PT) voltou a endurecer o tom contra os criminosos que estão provocando a onda de violência no Ceará, atacando, desde a noite de quarta-feira, 4, ônibus, prédios públicos e privados. “Esse tem sido justamente o motivo desses atos criminosos: fazer com que o Estado recue dessas medidas fortes, o que não há nenhuma possibilidade de acontecer. Pelo contrário: endureceremos cada vez mais contra o crime”, disse.

O petista garantiu que as forças da Segurança Pública (SSPDS) irão continuar com as ações repressivas “pelo tempo que for necessário”. Ele ressaltou a confiança nos 29 mil profissionais que atuam no setor.

Camilo ainda explicou que criação da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) previa a atuação rigorosa em todos os presídios, “agindo com firmeza, dentro da lei e mostrando que o comando é do Estado”.

De acordo com o governador, 86 pessoas já foram presas por envolvimento nesses atos, 36 somente na última madrugada.

Confira o pronunciamento na íntegra:

Cearenses,
Neste momento em que o Estado do Ceará enfrenta atos criminosos, reafirmo que, por minha determinação, todas as forças de segurança do Ceará (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, agentes penitenciários e Pefoce) estão em regime permanente de plantão para coibir essas ações, prender os bandidos e proteger a nossa população.

O esquema reforçado de segurança continuará, e com mais força ainda, por todo o tempo que for necessário para garantir a ordem e colocar atrás das grades todos aqueles que atentarem contra a sociedade.

Tenho absoluta confiança nos mais de 29 mil profissionais cearenses que formam as forças de segurança do nosso estado, que têm se doado noite e dia para combater o crime, especialmente neste momento em que o Estado do Ceará toma medidas duras e necessárias de combate ao crime organizado, fora e dentro de unidades prisionais.

Esse tem sido justamente o motivo desses atos criminosos: fazer com que o Estado recue dessas medidas fortes, o que não há nenhuma possibilidade de acontecer. Pelo contrário: endureceremos cada vez mais contra o crime.

Criamos uma secretaria especialmente para a atuação rigorosa em todos os presídios, agindo com firmeza, dentro da lei e mostrando que o comando é do Estado.

Reforçamos nosso sistema de segurança com a contratação de quase dez mil profissionais nos últimos quatro anos e chamei ontem outros 600 para atuarem de imediato. E já informo que convocarei mais profissionais nos próximos meses.

Adquirimos novos e modernos equipamentos, mais de 2.100 viaturas, investimos em tecnologia e inteligência, construímos novos presídios, e outros estão em construção, inclusive de segurança máxima. E com planejamento e estratégia, passamos a imprimir maior rigor nas ações de combate ao crime.

Conseguimos trazer para o Ceará o primeiro Centro Integrado de Inteligência do País, que já está em funcionamento colaborando conosco.

Desde que essas ações criminosas começaram a acontecer, há três dias, tenho me reunido com toda a cúpula da segurança pública e tomado as medidas, duras e necessárias.

Até este momento, 86 pessoas já foram presas por envolvimento nesses atos, 36 somente na última madrugada. E várias ações foram evitadas com o trabalho de inteligência e antecipação da polícia.

Também, já desde as primeiras horas dos ataques, tenho conversado de forma permanente com o Ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, que tem prestado um apoio muito importante neste momento, bem como com o Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo.

Como sempre defendi, o combate ao crime organizado deve ser feito de forma cooperada entre estados e Governo Federal. É papel de todos proteger a população, deixando de lado vaidades e interesses pessoais ou partidários.

Homens públicos devem estar acima de tudo isso. O bem estar da população do Ceará sempre estará em primeiro lugar e lutarei com todas as minhas forças por isso.

Aproveito para dar as boas-vindas aos agentes da Força Nacional de Segurança e tropas federais que começaram a chegar ao Ceará ontem para contribuir com nossa Polícia nesse enfrentamento. O trabalho deve ser sempre de cooperação entre as forças de segurança estaduais e federais, ambas com seu papel de proteger o cidadão.

O momento é, mais do que nunca, de união de todas as forças. Governos, Poder Legislativo, Justiça, Ministério Público, OAB e de toda a sociedade civil.

Sempre estarei ao lado população cearense, que hoje sofre com esses atos criminosos, mas que terá, com a força e persistência do estado no combate ao crime, um Ceará mais seguro para suas famílias.

Este é meu compromisso como governador de todos os cearenses.

Serei duro contra o crime.

(O POVO Online / Repórter Igor Cavalcante)

Ônibus não circulam por duas horas nesta tarde

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) informou que, entre as 13h30min e as 15h30min, não circulam ônibus na Grande Fortaleza por causa do período de rendição da Polícia – a troca de turno entre os PMs.

A paralisação do serviço ocorre porque, desde a noite desta sexta-feira, 3, só circulam na Grande Fortaleza coletivos com policiais militares fardados embarcados. São três por veículo. E eles têm esse momento de troca de turno.

Com a operação, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), não foram registrados ataques a coletivos entre a noite desta sexta e este sábado. Já foram presas e apreendidas 86 pessoas por participação nos ataques. (O POVO Online)

DETALHE – Leitores reclamam ao Blog que as empresas estão à frente dos horários das linhas, não a Etufor, durante este período de ataques contra ônibus. Segundo leitor, fiscais do terminal da Messejana informaram o horário da linha Antonio Bezerra Messejana, por volta das 10 horas, mas, após a chegada do veículo ao terminal, por volta das 11h15min, a empresa determinou que o ônibus aguardasse no terminal, enquanto seria providenciado almoço aos policiais e intervalo de descanso. Como não havia precisão de outro horário, alguns usuários deixaram o terminal a pé.

Ataques na Região Norte destroem estação do VLT e vans

254 2

Criminosos atearam fogo na madrugada deste sábado (5) na estação do VLT do Bairro Alto da Expectativa, em Sobral, e em seis vans do transporte de cooperativa de Massapê, ambos os municípios na Região Norte do Ceará.

Segundo a Polícia, houve perseguição a suspeitos e pessoas estão detidas na Delegacia Regional.

(Imagens: Leitor do Blog)

A felicidade do Ano Novo durou só até o primeiro estrondo

Em artigo no O POVO deste sábado (5), a jornalista Letícia Alves aponta que a vinda de homens da Força Nacional alivia um pouco o medo, mas não é o suficiente para trazer de volta a esperança de um novo ano. Confira:

O clima de Ano Novo nem havia cessado quando moradores de Caucaia escutaram um estrondo e sentiram a terra tremer na madrugada do dia 3 de janeiro. O barulho era de uma explosão em viaduto na BR-020, ataque que, junto com o incêndio de dois ônibus, inaugurou nova onda de terror causada por facções criminosas no Ceará. Desde então, não escutei mais desejos de “feliz ano novo” sendo trocados entre amigos, familiares e colegas de trabalho. Foi-se embora a esperança?

Infelizmente, essa situação não é mais novidade para a população cearense. Só em 2018, foram três ciclos de ataques a ônibus e prédios públicos e particulares; em 2017, outros dois; e em 2016, absurdas cinco ondas de ações criminosas generalizadas – segundo dados de edição do O POVO de ontem. Durante o segundo semestre do ano passado, experimentamos uma paz até estranha, levando em conta esses números, mas ela mal esperou a virada do ano (ou a posse dos governantes).

O caos na segurança do Ceará repercutiu em todo o Brasil e chegou ao governo federal com maior rapidez do que das outras vezes. Ainda no dia 3, à tarde, o governador Camilo Santana (PT) anunciou conversa com Sergio Moro, ministro da Justiça e da Segurança Pública, e solicitação da Força Nacional. Em julho do ano passado, mesmo após cinco dias de terror, o Governo do Estado se negou a recorrer a essa medida.

A vinda de homens da Força Nacional alivia um pouco o medo, mas não é o suficiente para trazer de volta a esperança. Primeiro, porque até numa situação de caos como essa, a hostilidade entre os governos estadual e federal ficou evidente na fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que fez questão de destacar “incapacidade” de Camilo de resolver o problema. Ora, incapaz ou não, o pedido de ajuda é sempre clamado pela população, e finalmente foi ouvido. Bolsonaro tinha mais era de atender.

A média de duração dessa onda de ataques fica entre três e quatro dias. Entramos no terceiro, mas estatísticas não garantem que estamos nos aproximando do fim. Ainda mais porque todos sabem que a paz que experimentamos é ilusória e acontece enquanto a guerra continua a ser engendrada pelas facções criminosas de dentro dos presídios. É necessário ultrapassar entraves ideológicos para discutir resoluções reais. O cidadão não merece ficar à mercê dessa violência.

*Letícia Alves

Jornalista do O POVO.

(Foto – Reprodução de TV)

Governo Bolsonaro confunde as coisas: apoio não é favor

366 5

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (5), pelo jornalista Érico Firmo:

O governo Jair Bolsonaro (PSL) demonstra duas posturas distintas em relação à crise no Ceará. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, mostraram abertura, postura de colaboração e disponibilidade. Rapidamente disponibilizaram apoio e autorizaram o envio da Força Nacional. Foi a esfera técnica e a postura foi irretocável. Já na política?

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), tiveram postura inadequada, como não se dando conta de que já estão nas funções para as quais foram eleitos. O presidente disse: “Ele (Moro) foi muito hábil, rápido e eficaz para atender ao Estado, cujo governador reeleito é uma oposição radical à nossa”.

Bolsonaro prossegue: “Nós jamais faremos oposição ao povo de qualquer estado. E o povo do Ceará precisa nesse momento. As medidas já foram tomadas. Faltava por parte do governo do Ceará se enquadrar, e via ofício informar, da real necessidade da presença da força pela sua incapacidade de resolver o problema”.

Já Mourão, segundo o site O Antagonista, chutou o balde para a lua. “O problema é do governador, que sempre tratou mal a PM. E pelas informações que recebemos, 40% do efetivo da polícia está de férias agora. Como ele pode deixar isso?”. Completou: “Ele quer jogar no colo da gente. É a velha tática do PT”.

Bolsonaro confunde as coisas e Mourão erra feio. O presidente faz menção descabida ao fato de ser governo opositor. Na esfera administrativa, na relação federativa, isso não deve vir ao caso, jamais. Dizer que não fará oposição ao povo de nenhum estado não é favor, é obrigação. Nem é novidade.

Presidentes e governadores sempre trataram de tentar preservar relações federativas, sem prejuízo de divergências políticas. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tinha ótima relação com Zeca do PT, do Mato Grosso do Sul. Quando era governador de Minas Gerais, as pessoas esquecem, a relação de Aécio Neves (PSDB) com Luiz Inácio Lula da Silva (PT) era também muito boa.

E nem precisam gostar uns dos outros. O Governo Federal tem atribuições nos estados. Governadores devem demandar a União, dentro dos papéis institucionais. Não me recordo de o presidente da República politizar de tal forma a relação administrativa com Estado, ressaltando como mérito o fato de não praticar preconceito ideológico.

Quanto a Mourão, errou a mão feio. Nem discuto se o diagnóstico está certo ou errado. Ele é vice-presidente da República. Não condiz com sua função comprar briga com governador de Estado em crise, no quarto dia de mandato. Que belo cartão de visitas! E politiza a questão de modo que Bolsonaro diz não fazer. “Ele quer jogar no colo da gente. É a velha tática do PT”. O PT tem tática de jogar as coisas no colo do Bolsonaro? O partido estava na Presidência até 2016 e Bolsonaro era deputado. O que jogava no colo dele? Não tem nem lógica.

O governo Camilo errou? Claro que errou. É o quatro ano de mandato, sucedendo oito de governador aliado. Se chega a tal situação não é como resultado de trabalho exemplar. É até pertinente que o novo Governo Federal aponte os problemas que vê numa questão na qual foi chamado a intervir. Mas isso precisa ser conversado. Não cabe em bravata para a plateia. No calor da crise, o momento é de resolver.

Como escrevi ontem, o segundo governo Camilo tem teste que pode definir, desde já, o sucesso ou fracasso do mandato inteiro. A depender da resposta que for capaz de dar. Mas o governo Bolsonaro também está em teste. Muita gente, inclusive no Ceará, votou nele na esperança de ter mais segurança. Também é primeira situação na qual precisará mostrar como irá se portar.

Facções criminosas promovem ataques na Zona Norte

A madrugada foi de ataques na Região Norte do Estado. Há registro de ocorrências nas cidades de Sobral e Massapê. Segundo o sargento Gomes Nascimento, da Polícia Militar de Sobral, na Cidade houve um ataque ao prédio da Guarda Municipal e ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Vila União.

Conforme o sargento, um ônibus que estava estacionado no pátio da guarda e pertencia à instituição foi incendiado com coquetel molotov e gasolina. Ninguém foi preso. Já no Cras, a Polícia conseguiu impedir o incêndio e apreender quatro pessoas que foram levadas para a delegacia.

Há ainda registro ainda de um ataque à estação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do bairro Expectativa. Ainda segundo o sargento da PM de Sobral, em Massapê quatro topiques que fazem viagens intermunicipais foram incendiadas. Ninguém foi preso.

(Vídeo – Leitor do Blog

Cearense assumirá a superintendência estadual do Banco do Brasil

Pio Gomes de Oliveira Júnior (55) tomará posse, na próxima segunda-feira, 7,como novo superintendente estadual do Banco do Brasil no Ceará. Cearense de Jucás (Regão do Cariri), ele substituirá Amauri Aguiar, que foi nomeado para superintendente estadual do BB da Bahia.

Funcionário de carreira do banco, Pio Gomes completou 36 anos no BB, onde chegou a exercer o cargo de superintendente regional e gerente geral de várias unidades da Instituição. É graduado em direito e especialista em Gestão Financeira e Formação para Altos Executivos, informa a assessoria de imprensa do banco.

(Foto – Divulgação)

Hora de tratar envolvidos com facções como terroristas

323 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado:

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, precisa tratar os envolvidos nos ataques que se registram em Fortaleza e no Interior (que viraram uma constante, nos últimos anos no País), não como pessoas que causaram apenas “danos ao patrimônio”, como está na lei, mas como crime de terrorismo.

Para isso, é necessário mudar a Lei nº 13.260, de 16 de março de 2016. Ali, só se considera ato de terrorismo se danos foram causados por razões de xenofobia, discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia e religião, quando cometidos com finalidade de provocar terror social. As ações das facções, embora gerem pânico generalizado, não se enquadrariam na lei.

Ou seja, caberá ao ex-juiz federal, que chegou como uma espécie de “salvador da Pátria” de Jair Bolsonaro, enviar projeto de reforma da legislação para o Congresso.

E logo na primeira semana dos trabalhos dos senhores parlamentares.

(Foto – Agência Brasil)

Viva o Parque tem sua primeira edição em 2019 neste domingo

O Projeto Viva o Parque, no Cocó, que completou dois anos de existência dia 25 de novembro, terá sua primeira edição de 2019 neste domingo (6). A maior área verde da Capital vem recebendo uma média mensal de 13 mil frequentadores, com muitas atividades. Em meio à exuberante natureza do Parque Estadual do Cocó a programação conta com massoterapia, tai chi chuan, yôga, biodança, zumba (que começa às 8h), aeróbica, dança de salão, slackline, trilha interpretativa, oficinas de plantio de árvores, muro de escalada e o arvorismo.

Há diversão gratuita para toda a família, todo domingo, de 7h às 12h. O arvorismo, que funciona também no sábado e nos feriados, já é considerado uma das principais atrações do Cocó. São dez estações de ecoaventura voltadas para um público mais radical. O Projeto Viva o Parque é uma realização da SEMA, por meio da Coordenação de Biodiversidade (Cobio). Uma boa e saudável alternativa para o final de semana, desenvolvida para oferecer à população cearense a oportunidade de reaproximar-se da natureza por meio de atividades de educação ambiental, práticas esportivas, lazer e recreação, realizadas em áreas verdes públicas.

No Parque do Cocó há também o passeio de barco pelo rio Cocó, de terça a domingo (às quartas os passeios são destinados às escolas públicas gratuitamente), com horários que variam de acordo com a tábua de marés, com agendamento realizado através do telefone: (85)3234-3574.

Parque Botânico

O Parque Botânico, localizado às margens da CE-090, na confluência com a rodovia Sol Poente – CE-085, em Caucaia, também recebe a visita de centenas de pessoas – foram mais de 30 mil visitas em 2018 – com a programação completa do Viva o Parque Botânico aos domingos, de 9h às 12h. São 6km de trilhas, com uma vasta diversidade de fauna e flora. Devida à sua variedade ecológica, o Parque é bastante utilizado para ações de educação ambiental por escolas, grupos e afins. Destaque também para o meliponário, orquidário, museu, xiloteca, espelho d’água, horto medicinal e banco de germoplasma e viveiro de mudas. Para agendar visitas (85)3368.9452.

SERVIÇO

Projeto Viva o Parque – Parque Estadual do Cocó

Quando: Todos os domingos

Hora: de 7h às 12h

Projeto Viva o Parque – Parque Estadual Botânico

Quando: Todos os domingos

Hora: de 9h às 12h

(Governo do Ceará / Foto: Arquivo)

Titular da Sefaz já tem planos para reforçar o combate à sonegação

205 2

A auditoria da Secretaria Fazenda (Sefaz) passará por transformações para intensificar o combate à sonegação fiscal no Ceará já em 2019. Dentre outras mudanças previstas, estão medidas de gestão de pessoas e a redução da burocracia nos processos tributários por meio da tecnologia. O plano foi anunciado pela nova secretária do órgão, Fernanda Pacobahyba, durante solenidade para assumir o cargo, ontem, no auditório da Sefaz, em Fortaleza.

“Sonegação e corrupção são duas coisas inaceitáveis. Queremos trabalhar com o servidor ético e motivado para acabar com qualquer forma de corrupção. No tocante aos contribuintes, a sonegação é um mal que a sociedade não pode mais conviver com ela. A auditoria vai sofrer algumas transformações”, afirmou. Questionada sobre quais serão as mudanças, ela disse que não pode antecipá-las.

Pacobahyba disse que também pretende “facilitar os processos, torná-los menos burocráticos e sem esquemas complexos que dificultam a vida dos cidadãos”. A nova gestora destacou que a linha de crédito do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Programa de Modernização da Gestão Fiscal no Brasil (Profisco II), no valor de US$ 70 milhões, permitirá melhorias e a elaboração de novos processos. O projeto foi assinado em outubro último, com contrapartida de US$ 7 milhões do governo estadual.

A secretária avalia que a recuperação de dívidas tributárias relacionadas ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) será um dos desafios da nova gestão.

“O passivo está em torno de R$ 3 bilhões. Grande parte deste crédito não é liberada. A gente precisa rever uma forma de execução dele. Essa não é uma dificuldade apenas do Ceará, executar crédito tributário é uma dificuldade do federal”, aponta. Ela lembra que a suspensão do Programa de Recuperação Fiscal (Refis) por cinco anos, de 2017, já promoveu melhorias neste aspecto.

Sobre a arrecadação de impostos de 2018, o balanço está sendo finalizado, mas é previsto percentual em torno dos 15%. A meta para 2019 ainda será definida em reunião com o governador do Estado Camilo Santana (PT).

Élcio Batista, secretário-chefe da Casa Civil, representou o chefe de Estado durante a solenidade. Ele destacou o currículo da nova secretária e disse que ela é competente para ajudar a enfrentar o maior desafio que é a desigualdade social.

(O POVO /Foto – Divulgação)

Um protesto criativo contra a fala da ministra de Bolsonaro

219 1

A vice-governadora do Ceará, Isolda Cela, vestiu azul, e o deputado federal eleito Idilvan Alencar (PDT) foi de rosa para cerimônia de transmissão de cargo, nessa sexta-feira, da professora Eliana Estrela como titular da Secretária da Educação do Ceará. Ela substituu Rogers Mendes.

Bem, uma resposta criativa e mais do que direta a declarações de Damares Alves, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. Ela afirmou, em questão de gênero, que menino veste azul e menina veste rosa, o que continua gerando muita polêmica.

(Foto – Sobral de Prima)

Guimarães repudia falas de Bolsonaro e de Mourão contra Camilo

638 8

Do petista José Guimarães, este Blog recebeu a seguinte nota:

O deputado federal José Nobre Guimarães (PT) vem a público repudiar as declarações do presidente Jair Bolsonaro e do seu vice, Hamilton Mourão, diante dos graves acontecimentos dos atentados contra a paz social e a segurança pública em nosso Estado.

Em que pese o envio ao Ceará das forças de segurança solicitadas pelo governador Camilo Santana, as manifestações do presidente e do vice não contribuem para a construção de um ambiente necessário ao enfrentamento dos desafios que ora se impõem.

Pelo contrário. Declarações com forte viés partidário são emitidas em detrimento dos mais relevantes interesses públicos e das responsabilidades institucionais de todos quantos podem e devem atuar para um implacável enfrentamento das forças criminosas que afrontam as autoridades e as instituições.

Atribuir a pecha de “radical” ao governador Camilo Santana é, no mínimo, desconhecer sua personalidade e sua postura de governante sempre pautado pela serenidade e pelo diálogo.

Da mesma forma, afirmar que o governo “trata mal a polícia” mostra total desconhecimento de todas as medidas de valorização e promoção da PM adotadas pelo Governo do Estado do Ceará nos últimos quatro anos, das quais todo o Ceará é por demais conhecedor.

Confiamos na autoridade e na competência do governador Camilo Santana para debelar essa situação, impondo ao crime a força do Estado como resposta a qualquer tentativa de intimidação diante das medidas de organização do sistema penitenciário cearense, sempre na observância da lei.

Ao governo federal cabe cumprir o seu papel institucional sem qualquer viés ideológico ou partidário.

O povo do Ceará merece e exige respeito.

Sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

*José Guimarães
Deputado Federal PT-CE.

Carro pega fogo em estacionamento de shopping de Fortaleza

Um princípio de incêndio em um carro no estacionamento do North Shopping Fortaleza, na avenida Bezerra de Menezes, foi registrado nesta sexta-feira, 4.

O fogo foi controlado rapidamente e não houve feridos. O shopping enviou nota ao O POVO Online dizendo que ainda desconhece “as causas que provocaram o incidente”, mas que as investiga junto às autoridades. Uma onda de ataques toma conta do Ceará desde a noite dessa quarta, 2.

A empresa ainda se coloca à disposição dos clientes que tiveram seus bens afetados pelas chamas.

Nota do North Shopping Fortaleza na íntegra:

O North Shopping Fortaleza confirma o princípio de incêndio em um dos carros no seu estacionamento na noite desta sexta-feira e esclarece que, devido a agilidade da brigada de incêndio, as chamas foram controladas rapidamente e não houve feridos. O shopping informa ainda que analisa as causas que provocaram o incidente junto às autoridades locais e reitera que segue dando todo o suporte necessário aos clientes que tiveram seus bens afetados pelo ocorrido. O empreendimento reitera também que funcionará normalmente neste sábado e que reforçou a equipe de segurança para garantir o bem-estar de todos aqueles que frequentam as dependências do empreendimento.

(O POVO Online/Foto – WhatsApp) )

Força Nacional já está em Fortaleza

A Força Nacional desembarcou em Fortaleza nesta noite de sexta-feira, 4. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou o envio de tropa federal ao estado do Ceará, atendendo a um pedido do governador Camilo Santana (PT).

Nove carros chegaram no Centro de Formação Olímpica, onde ficarão alojados.

Cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais.

(O POVO Online)

Adepol/CE entrega ao Lar Amigos de Jesus arrecadação de leite em pó

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará (Adepol/CE) entregou, nessa quinta-feira (3), na instituição “Lar Amigos de Jesus”, o leite em pó arrecadado na confraternização da categoria que foi realizada no dia 15 de dezembro passado. À época, após fazer contato com a Irmã Conceição Albuquerque, religiosa responsável pela administração do instituto, a Adepol/CE lançou uma campanha de arrecadação pelas mídias sociais e site da entidade.

O abrigo escolhido pela diretoria executiva da Adepol/CE acolhe crianças e adolescentes que estão em tratamento de câncer, problema renal e cardíaco, entre outras enfermidades. Os pacientes vêm do interior do Ceará e de outros estados, já que Fortaleza dispõe de algumas unidades hospitalares de referência em saúde.

A delegada Jeovânia Holanda prometeu uma campanha permanente focando a solidariedade entre os delegados associados. A diretora da Adepol/CE destacou o compromisso da entidade com a solidariedade e o bem-estar social das pessoas em situação de vulnerabilidade. Informações para doação por meio dos números (85)3067-6565 ou (85) 9.9775-0084.

(Foto: Divulgação)

Que política de segurança é essa que não fomenta a integração entre os órgãos?

Em artigo sobre os últimos ataques da criminalidade na Região Metropolitana de Fortaleza e municípios vizinhos, o policial civil e vereador Julierme Sena aponta que “até agora os policiais não foram sequer informados sobre qual estratégia será utilizada para conter os ataques”. Confira:

Essa grave crise que estamos passando, com essa sequência de ataques ao patrimônio público e privado, é resultado de uma política estadual de Segurança Pública desigual.

A Polícia Civil, responsável pelas investigações, tem um baixo investimento e um alto desvio de função. O Estado poderia se antecipar a ações como estas, se tivesse uma Polícia investigativa forte, bem estrutura e valorizada.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2018, o Estado do Ceará ocupa o 11º lugar no ranking nacional dos investimentos em Segurança Pública. A publicação traz dados referentes aos anos de 2016 e 2017 e leva em conta o somatório das despesas com Policiamento, Defesa Civil, Inteligência e Informação e demais subfunções.

Nosso Estado precisa investir mais e melhor na Segurança Pública, para que as forças de segurança possam ter plenas condições de fazer o enfrentamento ao crime.

Fato é que os policiais civis estão apenas vigiando delegacias, esperando que as unidades não sejam alvos de ataques, pois até agora não foram sequer informados sobre qual estratégia será utilizada para conter os ataques, tendo em vista que há um baixo efetivo nas unidades, o que deixa os policiais como reféns do crime, correndo riscos. Quando na verdade, deveriam estar nas ruas, investigando e colhendo informações. Que política de segurança é essa que não existe integração entre os órgãos?

Mais um vez a Polícia Civil está sendo deixada de lado no combate ao crime organizado. Na realidade, a Polícia Civil está cumprindo somente a função cartorial, tendo em vista que a função investigativa é rechaçada pela Secretaria de Segurança Pública.

Acredito que o novo titular da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), Luís Mauro Albuquerque, está no caminho certo, pois precisamos enfraquecer a atuação das organizações criminosas no Ceará.

Não é hora de vaidade ou marketing. É hora de pedir toda e qualquer ajuda necessária para que possamos proteger os cidadãos cearenses.

Julierme Sena

Policial civil e vereador de Fortaleza