Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Fortaleza terá a I Expo Empresarial – Comércio, Bens e Serviços

Mauricio Filizola preside a Fecomécio do Ceará.

A Federação do Comércio do Ceará (Fecomercio) e o Sindilojas Fortaleza vão promover o I Expo Empresarial – Comércio, Serviço, Turismo. Trata-se de uma feira que envolverá diversas empresas que fornecem produtos e serviços para organizações do setor.

Essa exposição acontecerá dentro do 35º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo quie ocorrerá no Centro de Eventos no período de 15 a 17 de maio próximo.

A I Expo Empresarial será a oportunidade do segmento local estreitar laços e realizar negócios com empresários e representantes de entidades sindicais de todo o Brasil. A visitação à feira será aberta ao público.

(Foto – Divulgação)

Chmbinho do Acordeon regrava “Tudo Outra Vez” de Belchior

O cearense Belchior lanou “Tudo Outra Vez” em 1979. Esta bela composição chega agora às rádios de todo o Brasil na voz de Chambinho do Acordeon. Faz parte do novo trabalho que o artista acaba de gravar e que tem como nome “Acredite”.

O disco que chega em breve a todas as plataformas digitais do Brasil e do mundo. Além da regravação de “Tudo Outra Vez”, do Belchior, tem regravação de “Romaria” do Renato Teixeira.

“Acredite” o disco, também está recheado de musicas autorais de Chambinho e parceiros, com destaque para “Acredite” que dá titulo ao álbum e “A Minha Fortaleza”, que é uma homenagem ao Estado do Ceará.

(Foto – Divulgação)

Reduzir a Selic estimularia a economia?

Com o título “Reduzir a Selic estimularia a economia?”, eis artigo de Lauro Chaves Neto, professor, consultor e integrante do Conselho Federal de Economia. Ele aborda o cenário atual da taxa de juros. Confira:

A taxa básica de juros na economia brasileira, a taxa Selic, foi reduzida de 14,25% para 6,5% entre outubro de 2016 e março de 2018, sendo este o menor nível na série histórica desde junho de 1996.

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela oitava vez consecutiva, da Selic em 6,50% ao ano e indicou que, em seu cenário provável, o balanço de riscos para a inflação tornou-se simétrico. Ou seja, o risco de uma inflação mais alta, devido ao andamento das reformas e do cenário externo é equivalente ao risco de uma inflação mais baixa, por conta da ociosidade na economia.

O efeito líquido na política de crédito durante a queda da Selic foi negativo, a relação crédito/PIB caiu 3% e a quantidade de pessoas físicas e jurídicas com atrasos de pagamentos bateu novo recorde, com consequências negativas na retomada do crescimento e do emprego.

O Boletim Focus de 15 de outubro, do Banco Central (BC), prevê um crescimento de 1,95% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2019. Essa é a sétima revisão para baixo na expectativa de crescimento da economia. Além da queda no crescimento do PIB, a previsão para inflação também acelerou. Economistas preveem que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) feche 2019 em 4,06%, abaixo da meta de inflação estipulada pelo governo, de 4,25%.

Como explicar que a economia cresça tão pouco com juros básicos no mínimo histórico e o câmbio em patamares competitivos?

A economia é movida por expectativas e a queda na confiança reduz, ainda mais, o já insuficiente nível de investimento privado enquanto que o investimento público não será retomado intensamente sem um profundo ajuste das contas do governo. Nesse contexto é que um crescente número de agentes reivindica que caberia a política monetária introduzir um estímulo adicional para acelerar o processo de retomada da economia.

A decisão que se coloca é sobre qual o risco que deve ser assumido: cortar a Selic estimulando uma recuperação mais rápida com o risco de um repique inflacionário ou arriscar mais um ano de crescimento baixo com inflação controlada dentro da meta

*Lauro Chaves Neto

Professor, consultor  e conselheiro do Conselho Federal de Economia.

Empreendedora do ramo de biscoitos vai contar sua história para jovens empresários de Fortaleza

Tatiana Luna e Fávia Laprovítera.

Flávia Laprovítera, sócia-diretora de Biscoitos Briejer, é a convidada a falar para jovens empresários na sede da CDL de Fortaleza, a partir das 12 horas desta terça-feira.

A jovem empreendedora no campo dos biscoitos de todos os tipos e gostos para qualquer festa, vai contar um pouco de sua trajetória iniciada aos 12 anos.

Hoje ela conta com sete lojas em Fortaleza.

(Foto – Tapis Rouge)

Casa do Sol Nascente precisa de doações

A Casa Sol Nascente, entidade que realiza abrigamento integral para crianças e adultos com HIV/AIDS, com sede em Fortaleza, está precisando de doações.

Para garantir a realização plena do trabalho, quer doações, como leite, roupas de cama, roupas infantil e adulto, brinquedos e demais materiais de higiene pessoal e limpeza.

SERVIÇO

*Casa Sol Nascente – Avenida Alberto Craveiro, 2222 – Boa Vista – Fortaleza.

*Mais Informações – (85) 3469-4437

*Horário de funcionamento : 08:00 às 17:00.

(Foto – Arquivo)

Prefeito Roberto Cláudio – Cadê os nomes para a sua sucessão?

300 1

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), está sendo chamado, por alguns aliados políticos, como o “Tasso do Paço”.

Com duas gestões, ele não conseguiu firmar lideranças ou nome de peso para sua sucessão, segundo alguns observadores. Sobre isso, no entanto, Roberto Cláudio nem conversa.

Ele segue a máxima de que só quer administrar.

(Foto – Arquivo)

Esvaziamento do Sine/IDT será debatido na Assembleia Legislativa

Nesta terça-feira, às 15h30min, a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia Legislativa promoverá audiência pública para discutir a crise de financiamento das políticas públicas na área de trabalho executadas pelo Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT). O debate atende a um pleito do deputado Renato Roseno (PSOL).

O parlamentar explica que o Sine/IDT tem tido a atuação comprometida nos últimos cinco anos, por cortes sistemáticos de recursos destinados à sua manutenção.

Segundo Roseno, isso estaria se traduzindo em redução dos serviços oferecidos à comunidade, fechamento de postos e suspensão de atividades consideradas essenciais, como é o caso da Pesquisa Mensal de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Fortaleza.

Foram convidados para a audiência pública representantes do Ministério Público do Trabalho, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Estado, Superintendência Regional do Trabalho e do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT).

A bola não entra por acaso

921 5

Com o título “A bola não entra por acaso”, eis artigo de Ricardo Alcântara, escritor, publicitário e vozão de nascença. Ele analisa a saída do técnico Lisca do Alvinegro de Porangabussu. Confira:

Lisca Doido não perdeu o cargo de técnico do Ceará domingo, na derrota que deu ao Fortaleza o campeonato estadual. Perdeu quando colocou o time B contra o Náutico e foi desclassificado da Copa Nordeste. O resto, consequência. Ali, ele, que já havia perdido a liderança sobre o elenco, perdeu o forte apoio que tinha junto à torcida.

Lisca jogou domingo demitido, ele sabia. E reagiu da pior maneira: deixou a decepção dirigir o time na decisão. Prova disso, evidente: precisando fazer três gols, deixou duas substituições para os 15 minutos finais da partida. Antes, dois fatos já revelaram a perda de controle: a demissão do auxiliar-técnico e o bate boca público com o setor Médico.

Gosto do Lisca. Técnico gaúcho, é motivador e bom organizador defensivo. Com ele, o time adquiriu padrão de jogo.

E a seu favor quero lembrar que o time não contou, em boa forma física, com seus jogadores mais técnicos e habilidosos: Quixadá, Wesley, Felipe, Leandro e Ricardinho estavam sempre contundidos ou com preparo físico deficiente.

Tem mais três:

1) Perderam o milagreiro do time, o goleiro Éverson, e não colocam nada no lugar (aquilo lá se chama Nada).

2) Perderam o motor do time, Richárdson, que dava velocidade à passagem da defesa para o setor de armação.

3) Por fim, o elenco tinha 4 centroavantes e não tinha nenhum. Elementar: ninguém é campeão sem fazer gol.

Frequentemente superestimados em suas possibilidades, e consequentemente os mais exigidos pela torcida, técnicos de futebol não batem falta, nem defendem pênalti.

Lisca soube lidar muito bem com a necessidade de superação de um time ameaçado em 2018 e caiu nas graças do torcedor. Mas não com as exigências de um time que, até dado momento, vinha vencendo todas e perdeu força no meio do caminho.

O Doido se foi. Mas logo que se verá que alguns problemas não irão com ele. São da diretoria, em parte. Outras, coisas do futebol mesmo. Segue o jogo!

*Ricardo Alcântara,

Escritor e publicitário, Vozão de nascença.

Decom promove mutirão de renegociação de dividas no Centro-Sul do Ceará

O Decon, que é o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público do Ceará,), estará, a partir desta terça-feira, em cinco cidades da região Centro-Sul do Estado promovendo um mutirão de renegociação de dívidas. O mutirão vai se esender até sexta-feira e percorrerá as cidades de Altaneira, Farias Brito, Cariús, Iguatu e Quixelô.

Para participar do mutirão, os consumidores, segundo a assessoria de imprensa do MPCE, precisam ter em mãos RG, CPF, comprovante de residência e todos os documentos ligados à reclamação, informando a disponibilidade financeira para pagamento. Dessa forma, a equipe do Decon vai intermediar demandas de negociação relacionadas aos segmentos de consumo, como instituições financeiras, telefonia e serviços essenciais.

Na oportunidade, os cidadãos desses municípios também poderão emitir documentos, registrar reclamações contra fornecedores de produtos e serviços, bem como denunciar estabelecimentos que acreditem estar descumprindo a lei.

Os atendimentos serão realizados sempre nas Praças Centrais de cada uma das cidades, em uma van do projeto. Para a realização dos atendimentos, o Decon conta com o apoio das Promotorias de Justiça das comarcas desses municípios. Essa descentralização contribui para aumentar a resolução de conflitos nas relações de consumo, principalmente, no interior do Estado.

Confira o calendário

23/04 (terça-feira) – Altaneira (8h-14h)
24/04 (quarta-feira) – Farias Brito (8h-14h)
25/04 (quinta-feira) – Cariús (7h30-12h) e Iguatu (13h-17h)
26/04 (sexta-feira) – Quixelô (8h-14h)

CIC fecha parceria com grupos de Macau

194 1

André Siqueira acertou acordos com empresários de Macau.

O Presidente do CIC e do Sindialimentos do Ceara, André Siqueira´, fechou acordo de cooperação para facilitar o acesso das pequenas e médias empresas cearenses ao mercado chinês. Foi com a Associação de Indústria e Comércio de Macau durante viagem de uma missão articulada pela entidade, na última semana.

Após representar a Fiec em Missão em Portugal – onde também firmou acordo de cooperação, André seguiu para o Fórum de Networking em Macau, para, também, apresentar a Fiec no evento e empresas associadas ao Sindialimentos, com potencial de negócios com a região.

O Hotel MGM, a Vang Kei Hong Trading Company e Siqueira assinaram uma carta de intenções para facilitar o acesso das pequenas e médias empresas cearenses ao mercado chinês. André afirmou que a MGM proporcionou uma grande oportunidade para o Brasil explorar os mercados de Macau e da área da Grande Baía chinesa.

(Foto – Divulgação)

25 egressos do sistema penitenciário ganha certificação como jardineiros

267 1

Vinte e cinco egressos do sistema penitenciário cearense receberam certificados de conclusão do curso de jardinagem promovido pela Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), em parceria com a Prefeitura de Fortaleza. A certificação ocorreu durante evento, nesta manhã de segunda-feira, no Horto Municipal Falconete Fialho, com a presença do secretário Mauro Albuquerque.

A formação, segundo a assessoria de imprensa da secretaria, faz parte do projeto Plantando o Amanhã e contou com 60 horas/aula divididas em 15 dias de conteúdo teórico e atividades práticas que incluíram noções gerais sobre o meio ambiente, manuseio correto de sementes, capinação, limpeza e cultivo de plantas medicinais, produção de mudas e diversas outras orientações relacionadas ao ramo.

As aulas foram ministradas por engenheiros agrônomos da equipe técnica da Diretoria de Conservação e Monitoramento da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor)

(Foto – Ilustrativa)

Fiocruz e Nutec fecham acordo de cooperação técnico-científica

A Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) fecharam acordo de coopoeração técnico-científico com o objetivo de atender aos requisitos normativos como a ISO 17.025 e desenvolver pesquisas e atividades direcionadas para o setor produtivo e para a sociedade. A parceria objetiva elaborar e validar métodos analíticos, empregando-se cromatografia acoplada a espectrometria de massas, para o monitoramento de resíduos de agrotóxicos em solos, águas e alimentos ou qualquer outra matriz. As informações são da assessoria de imprensa da Fiocruz.

O Nutec e a Fiocruz já vem trabalhando em parceria desde 2017. Para Carlile Lavor, coordenador da Fiocruz no Ceará, o objetivo é fazer com que a indústria ligada à saúde cresça. “Temos como objetivo criar o polo industrial da saúde no Ceará. Por isso, é importante investir em pesquisas. Essa é mais uma etapa rumo ao desenvolvimento do Ceará, tanto na área da saúde, quanto da economia”, afirmou Lavor.

A iniciativa surgiu de Carlile Lavor, que conhecendo as instalações do Nutec e com o incentivo do secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, trouxe a pesquisadora Margareth Gallo do Rio de Janeiro para a instituição e deu inicio às pesquisas.

Segundo Margareth, o acordo de cooperação-técnica é de ajuda mútua. “Como diria a música do Raul Seixas, ‘Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade‘. Juntos, com toda a equipe competente e a infraestrutura do Nutec, vamos chegar lá”.

Crisiana Andrade, coordenadora do Laboratório de Química Instrumental (LQI) do Nutec, destaca o desafio do projeto. “A Margareth só veio para somar nesse projeto tão desafiador. Temos que estar buscando sempre melhorar e se aperfeiçoar. Nossos primeiros objetivos são os métodos analíticos, com cromatografia acoplada a espectrometria de massas. Além disso, avançar nas pesquisas na área de agrotóxicos, que são diretamente ligados à saúde”.

Francisco Magalhães, presidente do Nutec, está com boas expectativas do projeto. “Estamos confiantes dos resultados que estão por vir. É hora de aproveitarmos o momento para juntarmos forças e fazermos mais pela sociedade”, disse.

(Foto – Arquivo)

Camilo diz em Portugal o que vem investindo na área da Segurança Pública

200 1

O governador Camilo Santana (PT) expôs, nesta segunda-feira, durante o VII Fórum Jurídico de Lisboa. O encontro ocorre até quarta-feira (24), na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL), em Portugal, traz como temática “Justiça e Segurança”. Camilo expõ so planejamento da área da segurança cearense e apresentou detalhes sobre investimentos na área pelo Estado nos últimos quatro anos.

“Nós somos de um estado meio ousado e que só acredita em política pública com planejamento e o Ceará já deu exemplo na área da educação. Quando assumi o governo em 2015 disse que era preciso fazer um plano na área de segurança. Convidamos o Fórum Nacional de Segurança Pública e especialistas para que a gente pudesse fazer um diagnóstico e traçar um rumo a médio e longo prazo para enfrentar o problema da segurança no Ceará. Depois de mais de um ano de debate com a sociedade nós criamos o Pacto por um Ceará Pacífico, que tem participação de diversas instituições na discussão do enfrentamento do problema da violência. O Pacto foi traçado com dois eixos principais: segurança e justiça; e segurança e prevenção social”, expôs o governador.

Camilo destacou, sobre investimentos feitos no setor, o fortalecimento das polícias e das demais instituições que compõem as forças de segurança do Estado. “O Ceará contratou mais de 10 mil profissionais de segurança nos últimos quatro anos. Investimos na polícia judiciária. Temos um programa de metas, com premiação, no qual destinamos R$ 120 milhões para toda a área da segurança pública para atingir a meta da diminuição de homicídios. Compramos aeronaves, viaturas”, informou. Sobre o sistema prisional, Camilo Santana destacou as intervenções que foram feitas dentro das unidades penitenciárias, com o aumento de 70% dos profissionais, criação de mais de 3 mil vagas e o cumprimento da lei de execuções penais, “mostrando que quem manda dentro dos presídios é o Estado”.

Camilo Santana reforçou a necessidade de um engajamento entre todos os poderes, incluindo municípios, estados e União. “É um desafio para o Brasil hoje essa questão da violência. Nós governadores é que somos cobrados pela sociedade pelo problema da segurança. O crime ultrapassou os limites dos estados e se nacionalizou nos últimos anos. É competência da União combater o narcotráfico. Os estados não podem legislar sobre o tema e assumem quase todo o custeio da segurança pública. Portanto, a gente sempre tinha uma cobrança da necessidade da União fazer esse debate e quem tinha que conduzir esse processo era o poder executivo e chamar os outros poderes. Eu acho que o Brasil deu um passo importante na criação do Sistema Único de Segurança Pública, que é do final do ano passado, mas precisávamos ter com diretrizes, normas, metas, fundos para que a gente pudesse discutir esse processo a nível nacional”, disse.

(Foto – Divulgação)

IFCE – Renovação sem agressão

Com o título “Renovação, sem agressão!”, eis artigo do professor-doutor Ivan de Oliveira, doIFCE. Ele aborda o processo eleitoral no Instituto. Confira:”

Após as eleições do CONSUP, externei breves considerações sobre as forças obscuras ainda vivas no IFCE, mas tive a delicadeza e sensibilidade de não personalizá-las, pois a renovação desejada não pode ser pautada em agressão às pessoas.

Toda e qualquer disputa deve remanescer no campo das idéias, dos atos e das ações. Estes (atos, ações e idéias) devem ser repudiados veementemente quando forem praticados contra a democracia interna das instituições públicas!

As pessoas devem ser sempre amadas, respeitadas e consideradas como um ser humano que se engana e erra ao longo dos seus papéis assumidos na vida. Esta é uma das leis naturais da vida!

É necessário renovar sem esquecer-se da história de quem construiu a instituição ao longo de mais de um século, inclusive fui aluno desta gloriosa entidade na época que o professor Samuel Brasileiro dava sua contribuição na gestão da Escola Técnica Federal do Ceará (ETFCE), inclusive passamos pela mais dura reforma da educação profissional do país, imposta autoritariamente pelo Decreto 2.208/97. Foi naquela época que a política do ensino médio, da Secretaria de Educação Básica, divorciou-se da política de educação profissional.

Esta observação se faz necessário para que nenhum oportunista venha a usar da nossa avaliação crítica para desconstruir as contribuições dos magníficos professores Raimundo César Gadelha de Alencar Araripe (a partir de 1969), José de Anchieta Tavares Rocha, Samuel Brasileiro Filho, Antonio Mauro Barbosa de Oliveira, Cláudio Ricardo Gomes de Lima e Virgílio Augusto Sales Araripe (em curso, 2019). Este é somente um retrato dos últimos 50 anos de uma história centenária.

Todo projeto de gestão é composto de acertos e derrotas, de medos e incertezas, de resultados positivos e negativos. É um dos carmas da vida daqueles que se colocam à disposição de contribuir a frente da gestão de uma instituição pública.

Ao contrário do pensamento de grande parte da população que não admite o erro como algo natural da vida e procura sempre alguém para colocar a culpa, não aprende nada com suas próprias experiências e de terceiros. Certamente, estas pessoas cometem os mesmos erros novamente; como diz a máxima: o que não ajuda em nada, só prejudica.

Abandone esta prática da condenação. Opte por olhar para frente com a serenidade de quem está aberto a aprender com os erros, as dificuldades e os medos; seus e de outrem.

O erro é simplesmente humano e faz parte do processo de descobertas e de ensino-aprendizagem. Por isso, Thomas Edison, inventor americano, dizia: “Eu aprendi muito mais com meus erros do que com meus acertos”.

A constatação pela necessidade de renovação no modelo de gestão se dá a partir de um processo de avaliação das últimas décadas de condução e do estágio desafiador que nossa instituição vem atravessando nos últimos anos.

O pedido de renovação não anula as contribuições pretéritas de quem dedicou parte de sua vida pela IFCE; pelo contrário, devem ser insumos para formular os supervenientes projetos para nosso amado instituto federal.

Renovar é uma das delicias da democracia!

Como disse no outro artigo, somos uma instituição de ensino “sui generis” que atua nas diferentes modalidades de ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos.

Por isso, ressalto, como docente e ex-aluno desta rede, que nenhum um movimento de renovação deve gastar energias desconstruindo pessoas, mas repudiando as práticas contrárias ao espírito democrático e à harmonização do nosso perfil pluricurricular e multicampi da nova realidade do IFCE.

*Ivan Oliveira,

Professor-doutor do IFCE.

Semace promove encontro “Diálogos Ambientais”

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente inicia, nesta segunda-feira, um projeto que quer reuir representantes de entidades do mercado e da sociedade em discussões sobre temas de meio ambiente, crescimento econômico e desenvolvimento sustentável do Estado.

Diálogos Ambientais é o nome da série de palestras que a Semace passará a oferecer. O primeiro encontro ocorrerá às 14 horas, no auditório da autarquia (Rua Jaime Benévolo, 1400 – Fátima), com participação aberta ao público.

A primeira palestra terá como tema Poluição das Praias: e eu com isso?, tendo como expositor o gerente de Análise e Monitoramento da Semace, Gustavo Gurgel.

As palestras, segundo a assessoria de imprensa da Semace, abordarão temas populares relacionados a gestão florestal, licenciamento, monitoramento e fiscalização Ambiental. Serão ministradas por doutores e mestres que compõem o corpo técnico da Semace. Ao final de cada diálogo, os participantes poderão debater com os especialistas. O conteúdo dos encontros será gravado e disponibilizado pela internet.

SERVIÇO

*As inscrições estão abertas pelo telefone (85) 3101.3814 ou, presencialmente, no setor de Recursos Humanos da Semace. Os participantes receberão certificado.

(Foto – Divulgação)

Confederação Israelita vai processar Ciro Gomes

1026 14

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) deverá ser alvo de mais um processo na Justiça.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) decidiu que vai processar o ex-candidato à Presidência da República por antissemitismo. Em entrevista ao site HuffPost Brasil publicada no sábado, Ciro afirmou que “agora Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir”.

Prosseguiu Ciroi: “Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense. Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão.”

A Conib, em nota, reagiu: “Mais uma vez, Ciro Gomes nos ataca de forma generalizada, agora chamando membros da comunidade de ‘corruptos’. Não vemos Ciro ligar outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil”.

Ciro não foi localizado para falar do assunto.

(Foto -Reprodução de TV)

Bom Jardim é sede da I Semana da Saúde Mental, Arte e Cultura

O bairro Bom Jardim, em Fortaleza será sede, a partir desta segunda-feira, da I Semana da Saúde Mental, Arte e Cultura. O evento, promovido pelo Movimento Saúde Mental Comunitária, tem como tema, “Além do manicômio; outras práxis e poéticas na Saúde Mental”. Vai se estender até sexta-feira, na Casa AME e Palhoça Comunitária do Movimento Bom Jardim. O objetivo é criar um espaço de pesquisa e prática sobre o fenômeno da arte em sua dinâmica terapêutica, com palestras, oficinas e apresentações culturais.

Com programação aberta e gratuita para todos os públicos, mas buscando alcançar principalmente aos trabalhadores da rede pública de saúde, a semana foi idealizada como um espaço de compartilhamento de experiências, que abordam as expressões artísticas e culturais como intervenção e promoção da qualidade de vida para pessoas em sofrimento psíquico e emocional.

O tema “Além do manicômio; práxis e poéticas na Saúde Mental” foi escolhido com o objetivo de refletir sobre as terapêuticas expressivas nos âmbitos da saúde pública e, também, fortalecer a comunicação entre instituições e profissionais, que atuam na área da saúde mental, atentando para benefício de outras abordagens terapêuticas, complementares à prática “hospitalocêntrica”, discussão essa que envolve políticas públicas e sociedade civil”, comenta Isabel Viana, coordenadora da Casa AME (Arte, Música e Espetáculo), espaço do Movimento que sediará as atividades, e organizadora da Semana.

Exposição artística

Além das rodas de conversa sobre temas ligados a arte e saúde mental, o evento contará com seis oficinas artísticas, apresentações culturais e a exposição “Ensaios sobre caos e poesia”, um apanhado de trabalhos artísticos produzidos durante as atividades dos grupos terapêuticos do Movimento de Saúde Mental Comunitária.

O evento figura, também, o calendário das celebrações do Dia da Luta Antimanicomial, como forma de compartilhar informações, projetos e ações sobre a importância da expressividade e da criatividade na transformação dos sofrimentos psíquicos e emocionais com recorte da arte e saúde mental.

Programação

Oficinas
Horário / 14h às 16h

Rodas de conversa
Horário / 10h15min às 11h30min

22/04/2019 – A Arte na Abordagem Sistêmica Comunitária e a necessidade de práticas expressivas e terapêuticas na rede pública de Saúde Mental, com Rino Bonvini; psiquiatra, padre e presidente do Movimento de Saúde Mental Comunitária.

23/04/2019 – Arte e Psicanálise, com Adriana Osterno Aguiar, psicanalista. Membro da Escola Letra Freudiana. Psicanalista Palavradora do Ateliê Casa de Palavra.

24/04/2019 – Ensaios da criatividade; relatos de uma terapêutica expressiva nos CAPS, com Isabel Viana, especialista em Arteterapia e coordenadora da Casa AME no Movimento de Saúde Mental Comunitária e Derleide Andrade, assistente social do CAPS III, mestre em Políticas Públicas e Sociedade.

25/04/2019 – Estratégias da Tecnologia e da Educação na Saúde Mental com a Psicopedagoga e Assessora do Programa Mais Infância Ceará; Dagmar Soares e Stélio Gama; presidente do Instituto Nordeste Cidadania.

Exibições artísticas

22/04/2019 – 10h30min / Exposição Ensaios sobre caos e poesia – grupos terapêuticos-expressivos do Movimento de Saúde Mental Comunitária.

26/04/2019 – 16h30min / Encerramento com apresentação de dança circular “Somos Girassol”, do Círculo de Mulheres Girassol- do MSMC.

SERVIÇO

*Casa AME e Palhoça Comunitária do Movimento Bom Jardim – Rua Dr. Fernando Augusto, 980 – Bom Jardim / Fortaleza

*Mais Informações – (85) 99632.7024
movimentobomjardim@gmail.com

(Foto – Arquivo)

Funceme registra chuva em 65 cidades do Ceará

Choveu em 65 cidades cearense até as 9 horas desta segunda-feira, de acordo com boletim divulgado pela Funceme.

Confira as q0 maiores

Camocim (Posto: Camocim) : 40.0 mm

Mulungu (Posto: Mulungu) : 38.0 mm

Farias Brito (Posto: Farias Brito) : 37.0 mm

Barreira (Posto: Barreira) : 28.0 mm

Ararendá (Posto: Lagoa De Santo Antonio) : 24.0 mm

Várzea Alegre (Posto: Riacho Verde) : 23.0 mm

Redenção (Posto: Açude Acarape Do Meio) : 22.2 mm

Redenção (Posto: Redencao) : 22.0 mm

Cariré (Posto: Carire) : 22.0 mm

Crateús (Posto: Aeroporto(crateus)) : 20.0 mm