Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

MP entra com ação contra Prefeitura de São Benedito

“O Ministério Público do Estado do Ceará, através da Promotoria de Justiça de São Benedito, entrou com uma Ação de Execução por Quantia Certa com Base em Título Executivo Extrajudicial contra a Prefeitura de São Benedito (Serra da Ibiapaba), que descumpriu o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o MP em 19 de fevereiro último. Pelo TAC, a Prefeitura deveria ter elaborado um estudo para identificar a real necessidade de servidores públicos em todos os órgãos do Poder Executivo e realizar concurso público.

O promotor de justiça Marcelo Cochrane explica que, em 2013, foi constatado um excessivo número de trabalhadores contratados temporariamente pela Prefeitura de São Benedito. De acordo com o Portal da Transparência do Tribunal de Contas dos Municípios, durante todo aquele ano o executivo municipal teria gasto R$ 5.594.440,05 somente a título de contratação por tempo determinado. Diante do fato, foi instaurado um Inquérito Civil Público e firmado o Termo de Ajustamento de Conduta 02/2014, visando à regularização das contratações.

O estudo técnico deveria identificar a quantidade de servidores públicos necessários em todas as áreas para o desempenho ordinário de todos os serviços públicos prestados pelo Município; a real necessidade das contratações temporárias existentes; o número de contratados temporariamente cujos contratos foram celebrados sem autorização em lei municipal ou que se enquadrem fora das hipóteses previstas na referida lei. A Prefeitura deveria, no prazo de 20 dias após o final do estudo técnico, iniciar o procedimento para realização de concurso público, o que não fez.”

(Site do MP-CE)

 

Eliane Novais assina termo de compromisso em favor da Defensoria Pública do Estado

96 1

elaineadptptp

Sob olhares de Sandra Sá, a candidata assina documento.

A candidata ao Governo pelo PSB, Eliane Novais, assinou, nesta quinta-feira, termo de compromisso com as lutas da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (ADPEC). Ela recebeu comitiva da ADPEC, tendo a frente Sandra Sá, presidente da entidade, ocasião em que garantiu: se for eleita, trabalhará pelo fortalecimento da Defensoria e pelo aumento do número de defensores como determina lei federal.

“Vou adequar o orçamento da Defensoria. Atualmente, a cada R$ 10,00 investido na justiça cearense, apenas R$ 0,95 centavos vão para a Defensoria. Além disso, existe um déficit de mais aproximadamente 500 defensores públicos no Estado, o que é um verdadeiro absurdo”, disse, na ocasião, Eliane Novais.

Sandra Sá, presidente da ADPEC, destacou que Eliane, como deputada, teve “um papel muito importante para a conquista da autonomia da Defensoria Pública do Estado.”

 

(Foto -Divulgação)

História das Eleições no Ceará – Azarão surfa na onda vermelha, mas morre na praia

293 1

Com o título “História das Eleições no Ceará – 4 – Azarão surfa na onda vermelha, mas morre na praia em cenário de Hitchcock”, eis artigo do jornalista e radialista Francisco Bezerra, que vem contando um pouco da história das eleições no Estado. Confira:

“Aquele que já não consegue sentir espanto nem surpresa está, por assim dizer, morto; os seus olhos estão apagados.” Albert Einstein, físico alemão.

A eleição de 2002 no Ceará foi um filme de suspense, onde o roteirista usou requintes de crueldade para chegar ao desenlace. Nem o mestre dos filmes do gênero, o cineasta americano Alfred Hitchcock, teria imaginação fértil o suficiente para construir película tão heteróclita. Para contextualizar o cenário de um filme baseado em fatos reais, em plagas cearenses, é imperioso assinalar que o empresário Tasso Jereissati era uma espécie de reizinho que chegara ao poder na eleição de 1986.

Ao tomar posse em 15 de março de 1987, a primeira ação administrativa do governador das mudanças que derrotou os coronéis e prometia acabar com a miséria no Ceará foi transferir a sede do poder estadual do Palácio Abolição, localizado no miolo da Aldeota, em plena avenida Barão de Studart, para o Centro Administrativo Virgílio Távora (quanta ironia), no afastado bairro Cambeba. Outra cantilena de Tasso era o de por fim ao clientelismo e ao apadrinhamento político, vícios dos tempos de César, Adauto e Virgílio. Discurso que perpassou os três mandatos do Acioly redivivo em pleno fim de século XX.

Entre 1986 e 2002, Jereissati pintou e bordou na política do Ceará. Elegeu quem quis, quando quis, como quis. A nomenclatura para seu ciclo de poder tinha haver com a novo endereço de seu consulado : a geração Cambeba.

Naquele 2002 em que o ex-metalúrgico Luís Inácio Lula da Silva conseguiu finalmente chegar ao Palácio do Planalto após três tentativas frustradas, registrou-se fenômeno eleitoral denominado de onda vermelha. E o que era essa tal de onda vermelha? É o seguinte, Lula ganhou a disputa nas urnas, derrotando o tucano José Serra em segundo turno. Como o petista desembarcou no segundo round da peleja eleitoral como franco favorito, isso impulsionou candidaturas petistas em vários estados. O Ceará foi um exemplo.

O Cambeba escolheu como candidato de “fim de feira”( ou de ciclo), o então senador Lúcio Alcântara. Não que Lúcio fosse uma cabeça coroada no círculo íntimo do poder ou o candidato in pectore do Galego. Mas, nas pesquisas internas do PSDB, o político de tantos ferros era o único tucano capaz de não encerrar a era cambebista com derrota.

O PSDB havia sofrido duas defecções. Sérgio Machado, premier no primeiro mandato de Tasso, migrou para a oposição se instalando no PMDB, que deu suporte à sua candidatura governamental. O depurado estadual Wellington Landim, à época presidente da Assembleia, rompeu com o status quo local e saiu atirando nos antigos companheiros de sigla, escolhendo o PSB para entrar no jogo eleitoral. O PT que era o principal foco de oposição ao tassismo, entrou na disputa com o hoje deputado federal José Airton porque nenhum outro quadro petista ou mesmo da esquerda se dispôs a entrar numa guerra considera perdida. Declinaram da disputa nomes como Artur Bruno, Luizianne Lins e Inácio Arruda. José Airton, o patinho feio do PT, que não tinha nada a perder foi para arena como um cristão ia ao Coliseu.

Os arautos do Cambeba consideravam a vitória de Lúcio como favas constadas já no primeiro turno, posto que em sua chapa havia Tasso como um dos candidatos ao senado. O que os tucanos daqui não esperavam é que a onda vermelha comandada por Lula chegasse em terras de Alencar. Pois é, amigos, por menos de um por cento dos votos, a disputada foi para o segundo turno. Lúcio versus José Aírton.

Se em nível nacional, Lula venceria com tranquilidade o candidato do desgastado governo FHC, por aqui, o caldo engrossou como diz o jargão do vulgo. De tão acirrada, a pugna PT X PSDB foi decidida como numa corrida de cavalos. Os candidatos pisaram na linha de chegada, não cabeça a cabeça, mas focinho a focinho. José Aírton perdeu a eleição por, acreditem, 0,08% dos votos, significando 3047 sufrágios a menos que Lúcio Alcântara.

Aí, até no mundo mineral, a conversa dizia que houve maracutaia, malas pretas cruzaram os céus do Siará Grande com objetivos nada republicanos. Uma chuva de dinheiro, alegam os perdedores, contrariou a pesquisa de boca de urna do Ibope que registrou José Aírton com 52% dos votos contra 48% de Lúcio Alcântara. De real neste enredo é que o Ibope ou qualquer outro instituto dificilmente comete erro em pesquisa de boca de urna. Entre choros e risos, depois de proclamado o resultado oficial, coube a sentença do Bruxo do Cosme Velho em seu romance Quincas Borba: “Ao vencido, ódio ou compaixão; ao vencedor, as batatas.

* Francisco Bezerra,

Jornalista, radialista e professor.

O afunilamento da campanha reserva surpresas?

78 4

camileuni

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, o O POVO desta quinta-feira, uma análise sobre o desempenho dos candidatos ao Governo nas última pesquisas. Confira:

Há um dia de diferença entre o fim da aplicação da pesquisa Datafolha, que O POVO divulgou domingo, e o início do Ibope, divulgado ontem pela TV Verdes Mares. Como já ocorrera na rodada de pesquisas anterior, no início do mês, o Ibope mostra os dois líderes ligeiramente acima do patamar em que os coloca o Datafolha. A diferença de Eunício Oliveira (PMDB) para Camilo Santana (PT) é um pouco menor: sete pontos na primeira, cinco na segunda. Evidentemente, a maior proximidade é boa para Camilo, apesar de a diferença estar dentro da margem de erro.

Com pesquisas diferentes, usando metodologias diferentes, não é recomendável tratar uma como evolução da outra. De todo modo, no fundamental, o comportamento que o Ibope aponta é similar ao identificado no Datafolha. Camilo sobe, embora sem a ênfase inicial. Eunício resiste e até avança. Considerada a margem de erro de três pontos percentuais, o Datafolha já projetava que o peemedebista poderia estar com o percentual obtido, de 43%. Porém, os 38% obtidos por Camilo são índice que o petista não poderia alcançar na pesquisa que O POVO divulgou domingo, mesmo com a variação máxima da margem de erro.

A grande novidade na pesquisa de ontem: com três pontos de margem de erro para mais ou para menos, pela primeira vez há empate técnico. Eunício pode ter entre 43% e 46%. Camilo, de 35% a 41%. Há uma zona de intercessão, portanto. Por outro lado, como os percentuais de Eliane Novais (PSB) e Ailton Lopes (Psol) são bem acanhados, mesmo com esse empate técnico, o peemedebista poderia vencer no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Tem 43%, contra 42% da soma dos demais.

Pela tendência do que apontam as pesquisas, se as coisas seguirem no atual rumo pela próxima semana e meia, a eleição pode caminhar para um segundo turno que parecia bastante improvável a princípio, devido à falta de mais candidaturas competitivas. Isso em função do impressionante equilíbrio, aliado a uma candidatura que cresce, enquanto outra fica estável.

Porém, nada garante que as coisas continuarão no rumo em que estão. Os dois lados guardam armas poderosas para os últimos dias. As ofensivas serão agressivas. A definição será nas ruas.

Ministro afirma: “O São Francisco é obra irreversível e só um presidente louco não daria continuidade”

foto francisco teixeira ministro

O ministro Francisco Teixeira (Integração Nacional) afirma que o projeto São Francisco “é uma obra irreversível e só um presidente louco não daria continuidade”. A declaração foi dada por ele durante nova visita ao Ceará, nesta semana.

Teixeira adianta que já foi executado 65% do empreendimento. Ele reitera que a previsão da entrega do projeto é setembro de 2015.

Em sua passagem por Fortaleza, o ministro cumpriu agenda movimentada que inclui a abertura dca Frutal 2014, no Centro de Eventos, e uma inspeção às obras do Eixão das Águas.

Ex-prefeito de Horizonte anuncia apoio a Eunício e Tasso

artur koch

“Eleger Eunício e Tasso representa um passo importante para que possamos sair do voto de cabresto e ir para voto consciente do que é melhor para o Ceará”, declarou o ex-prefeito de Horizonte, Chico Cesar, ao anunciar apoio a essa chapa.

Na residência do ex-prefeito, cerca de 500 pessoas atenderam ao convite de Chico César para ouvir as propostas de Eunício e Tasso, que falaram num encontro prestigiado ainda pela prefeita de Chorozinho, Argentina Roriz, vereadores do município e de cidades vizinhas, além de lideranças políticas e comunitárias de toda a Região Metropolitana de Fortaleza.

(Foto – Artur Koch)

Leonardo Boff apoia Dilma e Camilo

56 2
O teólogo Leonardo Boff falará nesta quinta-feira, às 19h30min, no auditório do Sindicato dos Bancários do Estado (Centro). Ele abordará o tema “Reflexões sobre o Brasil”. 

Boff já avisou que apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff e no Ceará gostaria de ver a vitória de Camilo Santana para o Governo. Essa informação é divulgada pela assessoria de imprensa do postulante petista.

“Considero Camilo Santana um candidato extraordinariamente adequado à realidade do Ceará, porque conhece muito bem a situação do Estado e é uma pessoa extremamente transparente e ética. É importante que ele vença para consolidar o projeto do PT, que a Dilma leva adiante com grande sucesso”, acentua Leonardo Boff.

Maitê Proença ve um encontro com o historiador Airton Fontenele

274 1
ironn
O historiador cearense Airton Fontenele recebeu em sua casa, no fim de semana, uma visita bem especial: a atriz Maitê Proença, que levou ao palco do teatro Celina Queiroz, da Unifor, a peças “À beira do abismo me cresceram asas”. Airton Fontenele, inclusive, foi o convidado especial da atriz e conferiu a peça.
Maitê Proença, que é escritora, fez questão de conhecer, na casa de Airton Fontenele, o verdadeiro museu do futebol e a “Sala João Saldanha”, onde o historiador conserva acervo particular e suas oito obras relacionadas à Seleção Brasileira.
(Foto – Álbum de Família)

Eleições 2014 – TRE receberá plano de segurança

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Iracema do Vale, receberá às 9 horas desta quinta-feira, do secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, Servilho Paiva, o Plano de Segurança para as Eleições 2014. A entrega ocorrerá na Sala de Sessões do TRE.

Há dois meses, a presidente do TRE vem mantendo reuniões com o secretário de Segurança, o comandante da Polícia Militar e o superintendente da Polícia Federal no Ceará acertando detalhes do plano. “Todo o contingente da SSPDS vai ser mobilizado para as eleições”, promete o secretário Servilho Paiva.

Tasso lidera disputa ao Senado com 57%, segundo Ibope

74 4

eleições 2014 debate tv op senado 0831 tasso

O candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, lidera a pesquisa Ibope, com 57% das intenções de voto, em dados divulgados, nesta quinta-feira. Mauro Filho (Pros) aparece em segundo, com 24% das intenções de voto, seguido por Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (PSTU), ambas com 1%.

A pesquisa ouviu 1.204 eleitores entre os dias 21 e 23 de setembro, em 61 municípios. O levantamento foi encomendado pela TV Verdes Mares e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Só um candidato comparece ao debate da UFC

eleições 2014 0924 debate ufc

Somente o candidato do Psol ao governo do Ceará, Ailton Lopes, compareceu ao debate na Concha Acústica da UFC, na noite dessa quarta-feira (24), no Benfica. A candidata Eliane Novais, do PSB, enviou o vice Leonardo Bayma, enquanto Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) não enviaram representante.

O debate foi marcado por manifestações de apoio à greve nas universidades estaduais e federal, além da cobrança da criminalização da homofobia.

(com informações do repórter do O POVO, Rômulo Costa)

Ibope – Eunício, 43%; Camilo, 38%

74 6

governadoress

Saiu pesquisa Ibope sobre o quadro da disputa pelo Governo do Ceará. O Ibope entrevistou de domingo até ontem 1.204 eleitores de 61 cidades. Confira:

Eunício Oliveira (PMDB) – 43%

Camilo Santana (PT) – 38%

Eliane Novais (PSB) – 3%

Aílton Lopes (PSOL) – 1%

Brancos/Nulos – 7%

Não sabe/não respondeu – 8%

* Rejeição

Aílton Lopes – 37%

Eliane Novais – 37%

Camilo Santana – 23%

Eunício Oliveira – 19%

* Segundo turno

Eunício – 46%

Camilo – 40%

Fortaleza será sede de Jornada Regional de Nutrição Oncológica

Nesta sexta-feira, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e o Instituto do Câncer do Ceará (ICC) realizarão em Fortaleza, pela primeira vez, a Jornada Regional de Nutrição Oncológica.

O evento ocorrerá no auditório do ICC, a partir das 8 horas, e deverá reunir 120 nutricionistas, estudantes e profissionais da saúde que discutirão temas da área oncológica e alimentação saudável.

Várias conferências e discussão de casos clínicos constam da programação que se estenderá até as 17 horas. Sob a coordenação de 12 nutricionistas do Inca e do ICC.

SERVIÇO

Inscrições no site: www.iepbp.com.br

Taxa – R$ 120,00 (profissional) e R$ 80,00 (estudante).

Mais informações – (85) 3288 4400.

Oposição quer convocar Cid Gomes para esclarecer denúncias veiculadas pela IstoÉ

81 4

Fernanda-Pessoa-631x450

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PR) cobrou, durante sessão, nesta manhã de quarta-feira, a presença do governador Cid Gomes (Pros) para explicar, na Assembleia Legislativa. Ela quer que Cid explique sobre seu suposto envolvimento com esquema de corrupção na Petrobras. Os deputados João Jaime (DEM), Roberto Mesquita (PV) e Eliane apoiaram a convocação do governador. Fernanda é filha de Roberto Pessoa (PR), candidato a vice na chapa do postulante ao Governo pelo PMDB, Eunício Oliveira.

Já a deputada e candidata ao Governo do Estado pelo PSB, Eliane Novais, aproveitou para bater duro na ação do governador de buscar a Justiça para tirar de circulação a revista IstoÉ, que veiculou denúncias envolvendo Cid e a Petrobras. Lamentou que Cid “não sabe lidar com a divergência de opiniões e com as críticas. Quem não segue a cartilha do Governador, está fadado a muitas vezes sofrer duras represálias”, acentuou a parlamentar.

Para Eliane, se Cid sentiu-se caluniado pela revista, deveria ter prestado os devidos esclarecimentos e ter se defendido. “E não falar mentiras como as que proferiu ao dizer que nunca esteve com o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, quando há vários registros fotográficos de encontros deles em reuniões, inclusive, para discutir a implantação da refinaria de petróleo no Ceará”.

O líder do governo na Casa, deputado José Sarto (Pros), rebateu as críticas de Eliane Novais e questionou a postura dela diante do fato de o ex-presidente do PSB, Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em agosto, também ter sido incluído das denúncias de Paulo Roberto Costa.

“Acho que a revista IstoÉ que li é diferente das demais. Li e reli e nenhuma delas traz qualquer indício de relação não republicana do governador do Estado com o ex-diretor da Petrobras. A imprensa veicula que ele citou Eduardo Campos, Cid Gomes, o presidente do Senado e da Câmara, mas quem garante a veracidade?”, questionou.

O deputado Ferreira Aragão (PDT) alertou para o perigo de acusações feitas sem provas. Ele comentou a polêmica envolvendo a revista IstoÉ e o governador Cid Gomes, e disse que a publicação “editou” as imagens acusatórias. Aragão pontuou que honra e respeito são difíceis de recuperar, e “nessa discussão que houve aqui, nesta manhã, se priorizou o confronto de ideias políticas e se desprezou o real”. “Macular o nome de alguém é fácil, limpar é que é difícil”, refletiu.

(Com Agência Assembleia)

Balança comercial cearense registra saldo negativo em agosto

A balança comercial cearense registrou em agosto saldo negativo de US$ 79,1 milhões, decorrente de US$ 228,3 milhões importados ante US$ 149,3 milhões exportados no período. Os dados são da edição de agosto do “Ceará em Comex”, estudo de inteligência comercial elaborado pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), tendo como fonte a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério de Desenvolvimento e Comércio Exterior (MDIC).

De acordo com o levantamento, em comparação com o mesmo período do ano passado, as vendas externas aumentaram 41,4%, enquanto que as compras do exterior tiveram um incremento de 31,3%. No acumulado do ano, apesar da elevação em 37,6% das exportações (em valores, de US$ 745,8 milhões para mais de US$ 1 bilhão), o saldo comercial do estado está deficitário em quase US$ 1,2 bilhão, em virtude dos US$ 2,2 bilhões importados no período.

O estudo indica que as compras do Ceará do exterior estão basicamente relacionadas com os projetos estruturantes (Complexo Industrial e Portuário do Pecém e parques eólicos), bem como pela compra de insumos para a indústria. Tanto no mês atual, quanto no período de janeiro a agosto, a participação cearense na balança comercial brasileira aumentou, passando a representar, respectivamente, 0,73% e 0,67% do total exportado pelo país, e 1,18% e 1,42% em relação às importações. O Ceará foi o décimo quarto maior exportador brasileiro em 2014, sendo o terceiro no Nordeste (atrás da Bahia e do Maranhão). É importante mencionar que o estado apresentou o quarto maior incremento nas exportações dentre todas as unidades da federação. Um ponto de destaque é o aumento na participação do Ceará em relação ao Nordeste, passando de 6,9% para 9,8%.

(Com Fiec)

Hospitais querem redução da carga tributária

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=8TRYlozmHLQ&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A Federação Brasileira de Hospitais, presidida pelo cearense Aramicyr Pinto, promete reforçar luta pela redução da carga tributária do setor a partir de 2015, quando assumirá um novo gestor no País.

Aramicyr Pinto, em conversa com o Blog, diz que o segmento sofre pressão de uma carga tributária hoje na ordem de 30% e que a desoneração da folha de pagamento poderia ser uma das alternativas para aliviar esse quadro, um dos temas de congresso que ocorre no Paraná.

Hora de apostar em lideranças para as próximas décadas

77 1

Com o título “Líderes para um mundo novo”, eis artigo do ex-senador e presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que pode ser lido no O POVO desta quarta-feira. Ele faz uma reflexão sobre as manifestações populares deste ano e aposta no surgimento de novas lideranças que pensem para as próximas décadas. Confira:

As manifestações que levaram milhões de brasileiros às ruas no ano passado mostraram a desilusão causada pelas deficiências do nosso modelo político. Muito além dessa perspectiva, no entanto, esses movimentos podem ser encarados como parte de um momento de transição que perpassa dezenas de países, caracterizado pela busca de novas ideias e estratégias políticas.

Alguns fatores passaram a ditar e a medir a qualidade e a eficácia das lideranças políticas. Entre eles: tendências demográficas, com a população crescendo mais acentuadamente nos países em desenvolvimento; o deslocamento do eixo do poder mundial, contemplando economias emergentes; e as novas demandas que surgem a partir dessas mudanças – potencializadas pela capacidade de organização e mobilização via redes sociais.

Mudou a geopolítica mundial. Mudou a economia global. O planejamento no uso de recursos energéticos, a revolução tecnológica e midiática e um dramático aumento do consumo de energia, alimentos e insumos nos países emergentes são alguns dos direcionadores a exigir gestão adequada, visão estratégica, que se adapte aos novos desafios. Há ainda a se considerar as transformações que a tecnologia, especialmente a robótica e os softwares, vai provocar no mercado de trabalho, ao substituir a mão de obra tradicional.

Os estudos apontam numa direção. Faliu o modelo de planejar em curto prazo. Projetar ganhos rápidos na economia ou – quando o clamor popular aumenta – usar medidas paliativas para mascarar problemas profundos são práticas rejeitadas pela sociedade. Há uma defasagem entre o tamanho dos desafios e as soluções tradicionais de governança, mesmo nas democracias estáveis. A consequência é o clima de ceticismo, não só em relação aos políticos, mas quanto à eficácia das instituições.

Mas esse quadro pode ser analisado sob ótica diferente. O momento desafiador representa oportunidade para o surgimento de lideranças com visão de futuro, preparadas para lidar com um mundo em acelerada transformação. No Brasil, este é um desafio atraente. Com reservas energéticas de todos os tipos, 15% da água doce do mundo e a caminho de ser um dos maiores produtores de petróleo, estaremos aptos a atender a boa parte da demanda de energia e comida do mundo redesenhado.

Já conquistamos vitórias importantes em áreas nas quais nossos competidores ficaram para trás. Temos recursos naturais estratégicos, democracia plena, programas sociais inclusivos e estabilidade econômica, o que nos confere credibilidade para honrar contratos. É preciso, agora, antecipar o futuro e liderar a mudança, não para os próximos meses, mas para as próximas décadas. O momento não é oportuno para líderes de ocasião, mas para os capazes de pensar à frente do tempo e formular abordagens inovadoras para concretizar as transformações que a sociedade anseia.

Sergio Machado

opiniao@opovo.com.br
Presidente da Transpetro.

Quixeramobim busca apoio do Ministério da Integração para reforçar o abastecimento

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7K4BIsJWWzs[/youtube]

A situação de Quixeramobim em termos de abastecimento é de racionalização. Foi o que informou nesta quarta-feira o prefeito Cirilo Pimenta. Mesmo licenciado do cargo para a campanha, Cirilo viajou para Brasília.

Ele disse que tem audiência no Ministério da Integração Nacional, onde encaminhará projetos voltados para o reforço do abastecimento de água de Quixeramobim. Entre os projetos, uma adutora de engate rápido que deve atender também o futuro Hospital Regional.