Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

MP/CE volta a promover audiência pública sobre crise na saúde

“O Ministério Público do Ceará, através da promotora de justiça de Defesa da Saúde Pública, Isabel Pôrto, e da Comissão de Saúde da OAB-CE, realizará nesta quinta-feira, às 9h, no auditório da PGJ, uma audiência pública para identificar se o compromisso firmado pela Secretaria Municipal da Saúde com relação ao abastecimento de medicamentos e insumos nos postos de saúde da Capital foi cumprido.

Em audiência realizada no último dia 14, a SMS solicitou o prazo de 15 dias para solucionar o problema do desabastecimento dos postos de saúde, e se comprometeu a encaminhar relatório até o dia 1º de junho especificando os insumos e medicamentos adquiridos, com os respectivos quantitativos e unidades de saúde contempladas.

No relatório apresentado, a SMS informou que “levando em conta as principais patologias e comorbidades da população em geral, foi definido pela equipe técnica da SMS um rol de 71 itens, que foram considerados essenciais para os 93 Postos de Saúde, e os demais medicamentos, da lista de 168, estão distribuídos em unidades estratégicas das seis Regionais da Secretaria de Saúde”.

(Site do MP-CE)

Shopping Benfica com posto de doação de sangue até sexta-feira

beifcc

O Hemoce está com posto de coleta de sangue no Shopping Benfica. O serviço vai se estender até sexta-feira, no piso térreo, das 13 às 20 horas.

Para doar, é necessário ter 18 anos, pesar mais de 50 kg e estar saudável, bem como alimentado.

Os menores de idade interessados em doar podem emitir um termo de consentimento, por meio do site do Hemoce, e apresentar no posto de coleta.

Tasso Jereissati quer marco jurídico para empresas estatais

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=VnSKiy0VkOo[/youtube]

O senador Tasso Jereissati (PSDB) apresentou uma proposta de marco jurídico para as empresas estatais, regulamentando a matéria na Constituição Federal. O texto consta do substitutivo apresentado pelo tucano ao projeto de lei do Senado (PLS) nº 167, de 2015, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será analisado e, posteriormente, votado. Em seguida será encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça, onde passará novamente por votação, agora em decisão terminativa.

Tasso propõe, em seu substitutivo, que se exija definição do que é a função da empresa estatal – evidenciando como ela procurará atingir eventuais objetivos de políticas públicas. Estabelece ainda critérios para a indicação dos responsáveis por sua administração e suas responsabilidades, institui regras de proteção da empresa contra seu uso político, reforça direitos de sócios minoritários e firma regras gerais para suas compras e aquisições. Ainda define que as empresas terão um prazo de 6 meses, a partir da edição da lei, para adotarem medidas de melhorias substanciais de gestão.

“Com a proposta, as estatais ganharão um marco jurídico moderno e contemporâneo, em sintonia com as melhores práticas internacionais”, defende Jereissati, que já foi definido como relator dessa matéria.

José Airton lembra parceria com Welington Landim em disputa ao Governo do Ceará

foto josé airton plenário

Em pronunciamento na Câmara Federal, o deputado José Airton (PT), coordenador da bancada do Ceará, lamentou a morte de Welington Landim. Confira:

Eu quero registrar, com muito pesar, o falecimento do deputado estadual José Welington Landim, nessa terça-feira. A causa seria complicações de uma meningite bacteriana. Ele tinha 59 anos.

O deputado Wellington Landim, natural de Brejo Santo, sempre foi um profundo defensor do desenvolvimento regional do nosso Ceará.

Quero registrar os meus sentimentos e os meus pêsames a todos os seus familiares e amigos.

Eu tive o privilégio de ser apoiado por ele na minha campanha de Governador do Ceará, uma campanha memorável de Lula-lá e José Airton-cá.

O Wellington Landim foi um dos grandes baluartes, apoiador da minha candidatura a governador, naquela época.

Ele iniciou a vida política há 26 anos. Médico, formado pela Universidade Federal de Pernambuco e especializado em ultrassonografia pela Universidade de Campinas, foi prefeito de Brejo Santo, de 1989 a 1992.

Em 1994 foi eleito deputado estadual, pelo PSDB, e reeleito, em 1998, entre os mais votados do Estado.

Ainda no primeiro mandato como deputado estadual foi eleito 1º secretário da Assembleia Legislativa do Ceará.

No segundo mandato, como deputado estadual, foi presidente da Assembleia Legislativa e reeleito, por unanimidade, para o período 2001/2002.

Em 2002 foi candidato a Governador do Ceará, pelo PSB, obtendo mais de 240 mil votos.

De 2003 a 2006, comandou a Coordenadoria Regional da Fundação Nacional da Saúde, no Ceará.

Eleito deputado estadual, em 2006. Foi reeleito, em 2010, e era o Relator da Comissão Especial da Seca e presidia a CPI da Telefonia Móvel no Ceará.

Quer investir ou morar na Flórida?

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=1QCiBa7Le4Y[/youtube]

Fortaleza será sede do Seminário Investimentos na Flórida. O evento será aberto nesta quinta-feira, às 19 horas, pela empresa americana Premier Capital, no salão de eventos da avenida Barão de Studart, 300 (Aldeota).

O seminário conta com apoio do Banco do Brasil, Luciano Cavalcante Imóveis, Drummond Advogados Associados e Money Corp e se estenderá, a partir das 10h15min de sexta e sábado, no mesmo local, com palestras e exposição de produtos e nichos de oportunidades de negócios no Estado da Flórida.

Rodrigo Schiavo, da Premier Capital, conversou com o Blog sobre esse seminário que, além de oferecer chances de negócios como compra de imóveis em território americano, ainda dará esclarecimentos para quem pensa em morar nos EUA, dando dicas sobre vistos, green card, transferência de recursos e proteção patrimonial.

SERVIÇO

Local – Avenida Barão de Studart, 300 – Aldeota.

Acesso gratruito

Mais informações e inscrições – www.investimentosnaflorida.com

Enterro de Welington Landim muda a rotina de Brejo Santo

Pelo menos cinco aeronaves já decolaram, nesta quarta-feira, com destino ao município de Brejo Santo (Região do Cariri). A maioria levando parlamentares e empresários que ali estarão no enterro do deputado estadual Welington Landim (Pros).

A cidade de Brejo Santo vive clima de comoção desde ontem à noite, quando da chegada do corpo do parlamentar, que foi vítima de complicações provocadas por meningite bacteriana.

O enterro ocorrerá às 16 horas, no cemitério São João Batista e contará com a presença do governador Camilo Santana (PT), que era amigo particular de Landim. Com Camilo, o presidente da Assembleia e alguns secretários estaduais.

Fortaleza – Um déficit ambiental que comprova seu quadro de injustiça social

Com o título “Meio ambiente desbotado”, eis artigo do professor José Borzacchiello, da UFC, que pode ser conferido no O POVO desta quarta-feira. “Fortaleza nunca foi afeita às normas e foi crescendo em todas as direções, empurrada pelo setor privado”, diz o artigo, lamentando o quadro desordenado de ocupação. Confira:

Mais um dia do meio ambiente foi comemorado e Fortaleza não teve muitos motivos para festejar. Além do mais, nas solenidades alusivas ao dia, trata-se o meio ambiente como uma ação ou possibilidade de aproximação com a natureza, transpassando a ideia que sociedade não é natureza ou não faz parte dela, ou seja, sociedade não é meio ambiente. Esse entendimento estende-se também à compreensão de que a cidade e o urbano são exteriores ao meio ambiente. A cidade pode e deve conviver de forma mais harmoniosa com a natureza, inclusive com os espaços construídos no seu interior. Parques, bosques, praças, passeios, jardins são possibilidades de recriação de uma natureza urbana.

O modelo construtivo, os códigos de postura, os planos diretores e leis que ordenam e disciplinam a forma e o direcionamento da cidade produziram o meio ambiente em que estamos inseridos. Fortaleza nunca foi afeita às normas e foi crescendo em todas as direções, empurrada pelo setor privado, revelando pujança e expondo em sua saga destruidora, uma enorme capacidade de consumir diferentes recursos naturais incluindo vastas extensões de áreas vegetadas, várzeas dos rios Cocó e Ceará e de outros de menor curso, entorno de lagoas, além de campos de dunas. O déficit ambiental da cidade comprova seu quadro de injustiça social.

A quantidade e qualidade do saneamento básico, revestimento de vias, coleta de lixo, drenagem, áreas livres e verdes, paisagismo revelam a condição do meio ambiente urbano. Na periferia esse quadro se agrava. Na cidade e seu entorno os condomínios de pequeno, médio ou grande porte formam um arquipélago de ilhas de fantasia. Neles tudo parece perfeito – casas entre jardins, áreas de lazer e de entretenimento – um convite à celebração da vida. No lado de fora, a cidade real com seus loteamentos, conjuntos habitacionais populares, ocupações de terra. Essas formas urbanas coexistem nessa cidade dinâmica. Os de dentro dos condomínios sentem-se protegidos. Os do lado de fora, sonham, muitas vezes, com o acesso a esses pedacinhos de felicidade que são os condomínios com suas belíssimas e atraentes campanhas publicitárias.

A cidade cresceu muito e na mesma proporção seus espaços se isolam, se segregam. O crescimento demográfico de Fortaleza surpreende a todos. Segundo estimativa do IBGE, a cidade contava em 2014 com cerca de 2.571.896 habitantes. É muita gente, concentrada principalmente em determinadas porções do território urbano. As diferentes políticas públicas voltadas à habitação popular com as Cohabs no passado e o Minha Casa Minha Vida, explicam porque a periferia urbana é cada vez mais ocupada.

O crescimento desordenado resultou em grandes agressões ao patrimônio material e imaterial da cidade. O Pajeú, riacho inserido na trama histórica da cidade tem seu leito desfigurado e sua foz totalmente ofuscada por canalizações e construções. Seu último trecho visível corre atrás do Mercado Central. Nas comemorações dos futuros dias do meio ambiente seria importante lembrar que o Pajeú pede socorro. Suas águas já foram correntes e límpidas e justificaram em sua margem esquerda as primeiras edificações de Fortaleza.

*José Borzacchiello da Silva

borza@secrel.com.br

Geógrafo e professor emérito da UFC.

“Caminhada com Maria” agora é patrimônio cultural imaterial do Brasil

foto 130815 caminhada com maria

A Caminhada com Maria – que sempre ocorre no dia 15 de agosto – Dia da Padroeira de Fortaleza (Nossa Senhora da Assunção), agora é patrimônio cultural imaterial do Brasil.

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei nº 13.330 reconhecendo o evento “como forma de expressão do patrimônio histórico-cultural-religioso brasileiro”.

Bom lembrar que esse evento foi uma ideia do arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose.

* A cada ano, chega a reunir quase dois milhões de fiéis, num trajeto que sai da Igreja de Nossa Senhora da Assunção até a Catedral.

Adail Carneiro apresenta projeto regulamentando a profissão de corretor de moda

unnamed (3)

O deputado federal Adail Carneiro (PHS) apresentou um projeto de lei regulamentando a profissão de corretor de moda. Apresentado no segundo mês de mandato do parlamentar, o projeto de nº 664/2015 será relatado pela deputada Erika Kokay (PT-DF), que já apresentou um parecer favorável à matéria na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara.

Segundo o deputado Adail Carneiro, estima-se que em Fortaleza 77% das vendas realizadas no comércio atacadista local contem com a ação de um profissional de moda. “Fortaleza é um polo de confecção. Precisamos regulamentar e evidenciar a importância que o corretor de moda tem hoje para alavancarmos este setor que é gerador intensivo de mão de obra e de dividendos econômicos para o País”, destacou para o Blog o parlamentar.

Para a relatora do projeto, a regulamentação “é necessária em função da expansão e importância que o setor têxtil representa.” Outro dado apresentado no projeto de Adail é que o setor de confecções brasileiro é um importante empregador de mão de obra feminina. Estima-se que 75% dos quase 2 milhões de empregados do setor são mulheres.

Comissão Nacional da Anistia julgará recuso de José Dirceu

marioalbuqueruqe

Nesta quarta-feira, em Brasília, a Comissão Nacional da Anistia, do Ministério da Justiça, vai julgar recurso do ex-ministro José Dirceu, que pede contagem de tempo do período em que foi ele foi preso, exilado e viveu na clandestinidade no período do regime militar.

Isso para efeito de aposentadoria.

Entre os conselheiros que apreciarão o caso está o advogado Mário Albuquerque, ex-preso político cearense que hoje preside a Associação 64/68 Anistia.

No que Camilo lembra Lúcio Alcântara?

326 2

Camilo Santana(1)

Com o título “As (des) semelhanças entre Lúcio e Camilo”, eis artigo de Emanuel Freitas, doutor em Sociologia. Ele cita algumas posições do atual governador que muito lembram o ex-governador Lúcio Alcântara. Fala da herança e do DNA políticos de ambos e deixa no ar as perspectivas de uma reeleição de Camilo. Confira;

Há muito venho pensando em escrever sobre aquilo que me parecem ser semelhanças e diferenças entre o ex-governador Lúcio Alcântara (PR) e o atual governador, Camilo Santana (PT). Esperava um pouco mais de tempo para reunir elementos para tecer as considerações, coisa que agora pareço possuir. Vamos às semelhanças.

Lúcio e Camilo são filhos de políticos “tradicionais”, vindos de famílias do interior do Ceará e que ostentam os sobrenomes de seus pais: Alcântara e Santana. Ambos foram escolhidos para suceder seus “padrinhos” políticos – Tasso e Cid – quando estes não mais podiam candidatar-se, e tiveram seus nomes sacralizados no intuito de serem apresentados como “perfis diferentes” de seus padrinhos. A eleição de ambos deu-se num cenário de alta competitividade (algo incomum nas eleições estaduais do Ceará), sendo levadas ao segundo turno. Em ambas as eleições era o legado dos patronos que estava em jogo, seja para defender, seja para diferenciar-se. A presença destes era visível no nome indicado como vice à chapa: Maia Jr. E Izolda Cela.

lucioc

Mas, é aproximando o olhar dos governos que parecem findar as semelhanças. Vejamos: Lúcio montou um governo com a “cara” de Tasso Jereissati: secretários ligadíssimos a este davam as cartas no governo lucista, dentre os quais Maia Jr e Raimundo Matos, Carlos Mattos dentre outros, cabendo a Lúcio indicações de nomes para pastas menos relevantes. Camilo também montou um governo até certo ponto com a “cara” de Cid. Mauro Filho continuou à frente da Fazenda, Ivo Gomes nas Cidades. Mas a mão de Camilo parece ter sido mais forte do que a de Lúcio, em 2003.

Camilo, na condução do Governo, vem destacando-se em áreas que desgastaram Cid: incorporou demandas históricas de militares e de professores da rede estadual, além de anunciar o tão esperado concurso da Uece, justamente coisas em que Cid Gomes “sentara em cima”. Ao contrário de Lúcio que continuou a “política” de Tasso em várias áreas, inclusive tendo em seu governo uma greve de professores universitários de mais de seis meses, cabendo a Cid a negociação, quando já eleito, em novembro de 2006.

Camilo, assim, vai por outro caminho: o de buscar o apoio de setores rejeitados por seu patrono. Lúcio, não. Inclusive, na Assembleia costura-se agora a saída de um cidista da articulação política para um “camilista”. Dos 15 deputados que se elegeram pelo PSDB em 2002, apenas três eram lucistas, o que causou “prejuízo” à campanha de reeleição de Lúcio. Mas, Camilo conseguirá formar uma robusta base de apoio a seu nome? 

Emanuel Freitas

emanuel.freitas@ufersa.edu.br
Doutorando em Sociologia (UFC) e professor de Sociologia (Ufersa).

Secretário: Castanhão aguenta mais um ano de seca, mas com “parcimônia” no uso da água

ramonnn

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (10):

A barragem do Castanhão conta hoje com 3,4 bilhões de metros cúbicos de água. A capacidade total é superior a 6 bilhões. Segundo a Secretaria dos Recursos Hídricos do Estado, esse volume garante o abastecimento d’água da Grande Fortaleza em 2016, mesmo se o ano for de estiagem.

O secretário-adjunto da pasta, Ramon Rodrigues, observa, no entanto, que é preciso “parcimônia” e que a população colabore, não desperdiçando.

De acordo com ele, o Castanhão responde hoje por quase todo o volume hídrico acumulado pelo Estado que, no geral, apresenta uma reserva de apenas 19,5%. Como não veio a chuva, os reservatórios não recuperaram seu potencial. Ramon não quis falar em racionamento. Preferiu usar a expressão “educar” o cearense para que economize.

Radialista é assassinado em Pacajus. Polícia ainda não tem pistas dos autores do crime

A Delegacia de Pacajus ainda não tem pistas dos autores do assassinato do radialista Francisco Rodrigues de Lima (62), registrado na manhã dessa terça-feira, em Pacajus (Região Metropolitana de Fortaleza).

Francisco foi assassinado quando chegava para apresentar seu programa diário na FM Monte Mor (Centro). Ele foi surpreendido por dois homens numa motocicleta. Eles dispararam três vezes contra o radialista, que, atingido na cabeça, no ombro e no cotovelo, morreu no local.

Além de radialista, Francisco Rodrigues de Lima era dono de uma rede de funerárias em Pacajus. O motivo do assassinato ainda é um mistério.

Servidores da saúde em estado de greve

182 3

Os servidores da saúde lotados nos Hospitais César Cals, Mental e Messejana estão em estado de greve. A cateegoria diz ter sido prejudicada com a inclusão da Gratificação de Incentivo ao Trabalhador com Qualidade (GITQ) no contracheque e com a transferência do pagamento dos plantões extraordinários para as cooperativas.

Os representantes do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Ceará (Mova-se), juntamente com o Sindsaúde, Sindicato APEOC e as centrais sindicais CTB e CUT, terão reunião com representantes do Governo do Estado, a partir das 9 horas, para saber que medidas serão tomadas em benefício da categoria. Caso a resposta do governo não seja satisfatória, será decretada greve.

Segundo o coordenador-geral do Mova-se, Flavio Remo, uma greve nesse momento em que o sistema de saúde encontra-se fragilizado pela deficiência no atendimento a população será um grande desgaste para a gestão de Camilo Santana (PT-CE).

Polícia prende em São Paulo foragido do furto ao Banco Central de Fortaleza

A Polícia de São Paulo prendeu, nessa noite de terça-feira, um dos homens que teria furtado cerca de R$ 165 milhões do Banco Central de Fortaleza, em 2005. A prisão ocorreu no Morumbi ( Zona Sul) da Capital paulista. Antônio Reginaldo de Araujo estava solto depois de ter sido liberado para passar o Dia dis Pais em casa, mas empreendeu fuga.

A prisão de Antonio Reginaldo ocorreu durante uma blitz de rotina da PM na Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, quando ele foi flagrado com documentos falsos. Em depoimento, ele confessou participação no maior roubo a banco da história do país.

Com Antonioi Rodrigues, que estava com uma mulher no carro, a Polícia encontrou 7 kg de pasta base de cocaína. O assaltante do BC de Fortaleza agora é investigado sob suspeita de chefiar o tráfico de drogas da região de Paraisópolis.

(Com Agências)

Entidades criticam falta de soluções concretas para crise da saúde no Ceará

Apesar das ações apresentadas pelos gestores da Saúde, em Fortaleza e no Ceará, com o objetivo de minimizar problemas como superlotação e falta de medicamentos, entidades de defesa da Saúde criticaram nessa terça-feira (9) a ineficiência das ações no cotidiano da população.

Durante audiência pública na sede do Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, a secretária de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, e o secretário estadual de Saúde em exercício, Henrique Javi, relataram as políticas de Saúde das administrações. Eles justificaram a dificuldade de chegar a soluções com fatos relacionados ao subfinanciamento da Saúde e à nova dinâmica da população, devido ao aumento da expectativa de vida e a pacientes vítimas da violência. A audiência faz parte de inquérito civil que apura a crise da Saúde pública no estado.

A secretária municipal disse que a crise não é composta de fatos novos. No entanto, em um cenário de cortes fiscais, a administração municipal segue investindo 26% dos recursos orçamentários em Saúde (o limite constitucional mínimo é de 15%), conseguiu reformar e construir postos de Saúde, com investimentos de R$ 80 milhões, e planeja construir outras 24 unidades. Ela informou que o suprimento de medicamentos e outros insumos nos postos deve se regularizar até o fim desta semana. Os investimentos refletem, segundo ela, a decisão da gestão de fazer do atendimento primário o centro da atenção à Saúde da população.

A advogada Laciana Farias Lacerda, da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/CE), rebateu o argumento da secretária. Ela relatou que, conforme denúncias feitas à comissão, os postos de Saúde não faziam exames de papanicolau desde setembro do ano passado. “Se um exame que tem o objetivo de evitar o câncer do colo de útero não está sendo feito, qual a prioridade que estamos dando?” – questionou.

O secretário Henrique Javi citou a defasagem dos valores pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aos hospitais conveniados como causa de várias instituições não conseguirem manter o atendimento público. Segundo ele, as tabelas do SUS não sofrem reajuste efetivo há pelo menos 15 anos. “Eu costumo dizer que saúde não tem preço, mas tem um custo. Manter um paciente em um leito de UTI custa cerca de R$ 2,3 mil por dia. Porém, como conviver com esse valor quando a tabela do SUS diz que paga somente R$ 400?” – indagou.

A promotora de Justiça de Defesa do Direito à Saúde, do Ministério Público do Ceará, Isabel Porto, lamentou que após vários debates sobre o assunto não haja encaminhamentos concretos. “A fala dos gestores reflete o conhecimento das questões da Saúde, mas ficamos tristes ao perceber que as coisas não acontecem como deveriam. Temos que sair da falácia. Conhecemos o direito à saúde, mas não sabemos como oferecer esse direito a quem precisa”.

(Agência Brasil)

Vereadores lamentam perda de Landim

foto salmito filho cmfor

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PROS), lamentou nesta terça-feira (9) a morte do deputado Welington Landim, que pertencia ao mesmo partido. Para Salmito, Landim possui relevantes serviços prestados à sociedade cearense. O presidente do Legislativo de Fortaleza se solidarizou com a família do deputado e levantou a sessão pela memória de Welington Landim.

Antes do encerramento da sessão, os vereadores Deodato Ramalho (PT), Ziêr Férrer (PMN), Casimiro Neto (PP), Toinha Rocha (PSOL), Luciram Girão (PMDB), José do Carmo (PSL), Joaquim Rocha (PV), João Alfredo (PSOL) e Iraguassú Teixeira (PDT) se pronunciaram e lamentaram a morte de Landim.

“São parlamentares de vários partidos, o que mostra a postura Vereadores de Welington Landim e o lamento da perda para o Ceará”, ressaltou Salmito.

IFCE – Servidores estão preocupados com corte de 40% no custeio do Instituto

216 1

O reitor Virgílio Araripe, do IFCE, anunciou, em entrevista a este Blog, que virá um corte de 40% nos recursos para custeio no Instituto. O fato gerou apreensão entre os servidores que, atualmente, estão mobilizados em torno de diversas reivindicações, com indicativo de greve já aprovado para 10 campi e reitoria. O anúncio reforçou a preocupação dos servidores com a situação do Instituto, que já vem sofrendo com dificuldades de pessoal e infraestrutura, falta de transparência e de cultura democrática e participativa, imposição de mudança de jornada de trabalho de 30 para 40 horas, entre outros temas que levaram à mobilização dos trabalhadores, reivindicando respostas da direção do IFCE.

“O novo corte de verbas, anunciado pelo reitor Virgílio Araripe, chegando a 40% dos recursos previstos para o IFCE, citando portaria do Ministério da Educação, representa um duro golpe para a nossa instituição e deixa ainda mais preocupados os servidores do Instituto, que já vêm lutando desde o ano passado contra grandes dificuldades, como a ameaça da retirada de direitos”, afirma Josias Valentim, integrante da Diretoria Colegiada do Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE). Ele ressalta ainda a restrição “imposta” pela Reitoria do IFCE à flexibilização da jornada de trabalho, o que obrigou muitos servidores a passar de jornada de 30 horas para 40 horas semanais.

“Enquanto o reitor Virgílio Araripe declara à imprensa que uma greve prejudicaria os estudantes, é preciso destacar que os estudantes já serão prejudicados com cortes nas verbas de assistência estudantil. Em alguns campi, esse corte chega a até 30%”, acrescenta o professor Josias Valentim.

Além disso, segundo Valentim, a atual situação do Instituto e os novos cortes de verba anunciados colocam em risco o próprio funcionamento de algumas das unidades do IFCE. “Se esses campi não tiverem condição de funcionamento, aí sim os estudantes serão prejudicados, deixando de concluir seus cursos”, acrescenta o integrante da Diretoria do Sindicato.

O professor lembra ainda que, diante do quadro de dificuldades nacionais, diversos institutos e universidades federais já entraram em greve, em diversos estados. No contexto do IFCE, há também informações sobre corte de 30% nos recursos destinados para a assistência estudantil.