Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Guimarães – Pedido de impeachment é despropósito bancado por um “bando de ressentidos”

140 13

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=rbE3OHC9hSE[/youtube]

O vice-presidente nacional do PT, deputado federal José Nobre Guimarães, embarcou, nesta madrugada de segunda-feira, para Brasília, onde participará de reunião da executiva nacional petista. Segundo Guimarães, hora de um balanço sobre as últimas eleições.

Mas o mote mesmo será o Novo Governo Dilma que, de acordo com José Guimarães, precisará repensar a coalizão de forças que sustenta a futura administração federal. O parlamentar lamenta que parte do PMDB não tenha sido fiel a Dilma, o que terá que ser avaliado.

Sobre manifestações registradas no fim de semana em várias Capitais, inclusive em Fortaleza, pedindo o impeachment de Dilma Rousseff, o petista José Guimarães diz que foi um “despropósito” patrocinado por “um bando de ressentidos” que defenderam no passado a ditadura militar.

Guimarães também falou sobre a perspectiva do Governo Camilo Santana (PT). Prometeu que, pela sua postura política, ele fará “um governo profundamente democrático” e voltado para o diálogo. Ele não quis fazer paralelos que foi a atual gestão e o que virá de diferente da nova administração. Confirmou que nesta semana o governador eleito deve ir ao encontro da presidente Dilma, em Brasília.

Aeroporto Pinto Martins – Prossegue novela sobre a retomada da obra de ampliação

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=CCtf7Ts6U3k&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O tempo passa, o tempo voa e a retomada da obra de ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Pinto Martins continua sob compasso da indefinição. Foi o que admitiu, nesta segunda-feira, o superintendente estadual da Infraero, Useil Vieira.

Ele diz que continuam as conversações da Infraero com o consórcio que ficou em terceiro lugar na licitação que, a partir de agora, seguirá o modelo do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), aquele usado para acelerar as obras da Copa do  Mundo.

Camilo lamenta que “parte do PT não pensou no projeto político”

83 3

foto camilo santana e luizianne

Decepção. Esse é o sentimento do governador eleito Camilo Santana (PT) com o grupo político da ex-prefeita petista Luizianne Lins, que não teria dado o apoio esperado a uma candidatura do partido ao Governo do Ceará.

“(…) A minha decepção é que essa parte do PT não pensou no projeto político. Todo mundo sabe quem é Camilo, todo mundo sabe de minha história. Fui militante com a Luizianne na universidade. Acho que a política e a vida partidária não podem ser feitas em nome ou de uma tendência ou de interesses individuais”, disse Camilo em entrevista ao O POVO, na edição deste domingo (2). “Quando foi decidido que o Elmano seria candidato, respeitei, fui pra campanha. Isso é ético dentro da política”, completou.

Apesar de ainda não ter assumido o governo e estarmos a dois anos das eleições municipais, Camilo Santana sinaliza um possível apoio a uma candidatura de reeleição de Roberto Cláudio em Fortaleza.

“O prefeito Roberto Cláudio (Pros) me apoiou, apoiou a presidenta Dilma. Isso não é importante para o projeto do PT nacional? Não existiu uma campanha, talvez, no Brasil que fosse mais vinculado o governador, o prefeito da Capital e a presidenta Dilma do que a nossa aqui”, observou.

Por onde anda o Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia no Ceará?

134 1

Em artigo enviado ao Blog, o professor Ivan Oliveira lamenta o não funcionamento pleno do CECT&I, que em dezembro fará 7 anos de existência. Confira:

Você já ouviu falar do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia no Ceará (CECT&I)? Este conselho foi criado no primeiro ano da gestão do governador Cid Gomes com o objetivo de estabelecer as diretrizes e metas para formulação da Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação pelo Governo do Estado; avaliar o Plano Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, assim como acompanhar e fiscalizar o seu o cumprimento; participar na elaboração da proposta do Plano Plurianual – PPA, da Lei de Diretrizes Orçamentária – LDO, e do orçamento anual do Estado no que concerne à área de ciência, tecnologia e inovação; dentre outras funções importantes para garantir o desenvolvimento tecnológico do estado do Ceará com base na Ciência, Tecnologia e Inovação.

Hoje, no último ano do segundo mandato do nosso governador Cid Gomes, vejo a produtividade do CECT&I e fico completamente tomado de tristeza em perceber a completa inatividade desta entidade que resgatava a esperança do mercado, da academia e da sociedade em geral naquele primeiro ano de gestão.

Qualquer cearense pode acessar a url http://www.sct.ce.gov.br/index.php/downloads/category/1-conselho-estadual-de-ciencia-tecnologia-e-inovacao-do-ceara para verificar a constatação de inatividade denunciada neste artigo.

Se o CECT&I não funcionou nos seus quase sete anos de vida (seu aniversário será no próximo dia 10 de dezembro), então quem efetivamente fez a orientação às instituições de Pesquisa e Desenvolvimento, vinculadas ao Governo Estadual, e subsidiou as demais instituições dessa natureza situadas no território cearense, quanto a propostas que contribuam para o desenvolvimento do Estado e a inclusão social pelo concurso da ciência, tecnologia e inovação?

Se o CECT&I não se reuniu uma única vez no segundo mandato do governador (2011 – 2014), então quem recomendou políticas de divulgação científica e para a educação em ciência e habilitação tecnológica em todos os níveis?

O Governo do Estado do Ceará realizou uma ampla discussão no processo de elaboração do Plano Plurianual – PPA 2012-2015 e o Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia no Ceará não teve nenhuma atividade naquele período para garantir um orçamento digno para os programas, projetos e ações na área de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Não é a toa que o estado do Ceará vive uma paralisia nas políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação. Basta verificar a atuação pífia das entidades estaduais nos últimos anos, sobretudo, no último quadriênio (2011 – 2014) sem atividades significativas e resultados dignos para colocar o estado na vitrine da Inovação Tecnológica e do Desenvolvimento Sustentável.

Temos a vocação natural para a Ciência, Tecnologia e Inovação, mas, precisamos do governo do estado do Ceará investindo e dando a devida atenção nesta importante área governamental.

A Ciência, a Tecnologia e a Inovação são, no cenário mundial contemporâneo, instrumentos fundamentais para o desenvolvimento, o crescimento econômico, a geração de emprego e renda e a democratização de oportunidades. O trabalho de técnicos, cientistas, pesquisadores e acadêmicos e o engajamento das empresas são fatores determinantes para a consolidação de um modelo de desenvolvimento sustentável, capaz de atender às justas demandas sociais dos brasileiros e ao permanente fortalecimento da soberania nacional. Essa é uma questão de Estado, que ultrapassa os governos e devem ser fortalecidas pelos novos gestores a partir de janeiro de 2015.

Resolvemos fazer esta avaliação simplória e rápida do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia no Ceará por acreditar na importância estratégica desta área para o desenvolvimento do estado do Ceará nos próximos quatro anos de governo da gestão do Camilo Santana e de sua vice Izolda Cela.

Reconhecemos o avanço nacional da ciência, da tecnologia e da inovação como vetor fundamental do crescimento econômico, da conservação ambiental e da melhoria da qualidade de vida e, sem elas, nosso estado não dará o salto necessário nos próximos anos para atender as demandas reprimidas dos vários setores (mercado, academia, governo e sociedade em geral).

Fica a dica para o futuro governador a realização de uma intervenção na área de Ciência, Tecnologia e Inovação para colocar as entidades de CT&I para trabalhar em prol do estado do Ceará através dos seus componentes do desenvolvimento sustentável, do ponto de vista econômico e socioambiental.

Camilo Santana e Izolda Cela têm dito nas entrevistas que vão fazer um novo governo com novas ideias, novos projetos e, sobretudo, incluindo gente nova nas diversas secretarias e entidades com fins de oxigenar os projetos e ações governamentais.

Muitos dos órgãos desta área e outros setores governamentais estão trabalhando no automático, sobretudo, por ter seus gestores há muito tempo no poder; vide os órgãos relacionados à pauta Ciência, Tecnologia e Inovação.

Concluímos que é preciso oxigenar as ideias, mudar as prioridades e dar uma reviravolta nos gestores das entidades com novos nomes e novos modelos de gestão.

Está na hora de se reinventar, mudar o jeito de fazer, mudar a gestão, melhorar a forma de tratar a C&TI e a TIC, enfim, o governo entrará numa nova fase e o gestor maior do estado precisa acompanhar mais de perto os programas, projetos e ações demandados pela sociedade.

Camilo terá diálogo com policiais, mas quer cumprimento da hierarquia e disciplina

98 6

camilosantanana

Ao assegurar que o Ceará terá “um novo governo”, a partir do próximo ano, o governador eleito Camilo Santana afirma que haverá diálogo com as polícias, mas “vamos exigir que a lei, a hierarquia, a disciplina sejam cumpridas”.

Segundo Camilo, em entrevista ao O POVO, na edição deste domingo (2), o papel da Polícia é garantir a segurança do povo do Ceará. “Vou saber respeitar, dialogar. Agora, não vou admitir que não se garanta cumprir a missão que o povo espera”, comentou.

Camilo espera oposição responsável do PMDB e não sinaliza reaproximação

eleições 2014 2t opovo debate camilo

A depender do governador eleito Camilo Santana (PT), peemedebistas ligados a Eunício Oliveira deverão representar a oposição no Ceará no próximo governo. Em entrevista ao O POVO, na edição deste domingo (2), Camilo Santana esclareceu que a “união de todo o Ceará” é com relação aos setores da sociedade. “Nós temos um lado. Fomos eleitos por um lado”, comentou Camilo. “Faremos um governo de muito diálogo com setores da sociedade. Isso não quer dizer que não vá dialogar com os outros partidos”, completou.

Para o governador eleito, a oposição é importante, “até para se fazer uma autoavaliação”. No entanto, Camilo Santana espera uma oposição responsável e propositiva do PMDB. “Não oposição raivosa por conta da derrota eleitoral”, disse.

Doze campi do IFCE aprovam paralisação

Mais um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) terá suas atividades paralisadas, pelos servidores em luta em prol da jornada de 30 horas semanais. O IFCE Maracanaú vai parar, nos dias 13 e 14 deste mês, conforme decisão tomada em assembleia na sexta-feira (31). Agora, chega a 12 o número de campi do Instituto Federal que realizarão paralisações, defendendo o direito dos servidores à jornada de 30 horas e reivindicando a imediata revogação da portaria assinada pela Reitoria, que amplia a jornada para 40 horas semanais.

Os trabalhadores dos campi Aracati e Tianguá do IFCE também decidiram paralisar os trabalhos, nos próximos dias 13 e 14. No campus de Sobral as atividades serão interrompidas nos dias 4, 5 e 14. O IFCE Quixadá paralisa nos dias 5, 6, 7 e 14. Os trabalhadores do Campus Caucaia decidiram suspender todas as ações nos dias 4, 5 e 6. Em Canindé e Camocim, a paralisação será nesta segunda-feira (3) e terça-feira (4). Já o Campus Crateús paralisará atividades durante três dias: 4, 5 e 6. Os campi do IFCE em Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte e Ubajara paralisaram as atividades por dois dias, na semana passada, reivindicando a manutenção das 30 horas.

Representantes do Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), que participaram das assembleias nos diversos campi, reiteraram que, ao contrário do que afirma a administração do IFCE, existe pleno amparo legal para que seja mantida a jornada de 30 horas – um direito conquistado pelos servidores na greve de 2012, quando foi aceito pela própria Reitoria.

Os servidores lamentam que os salários dos técnico-administrativos do IFCE estão entre os menores da rede federal de educação em todo o País.

(SINDSIFCE)

Cid arquiteta um partido de esquerda para apoiar Dilma

76 1

dilma e cid em aracaju

Da Coluna Felipe Patury, no site da Época deste sábado (1º):

O governador do Ceará, Cid Gomes, tenta fundar um partido para dar apoio à presidente Dilma Rousseff. Acredita que pode juntar seu Pros, o PDT, a ala dilmista do PSB para criar uma legenda de esquerda.

Seu objetivo: formar com o PT o pilar de sustentação de Dilma. Esse status hoje pertence ao PMDB, sigla à beira da insurreição.

Cid pretende encontrar-se nesta semana em Brasília com o presidente do PDT, Carlos Lupi, com o ex do PSB Roberto Amaral, integrantes do PCdoB e dilmistas desamparados em outras agremiações.

Danilo Serpa e seu lugar ao sol

daniloserpa

O atual chefe de gabinete de Cid Gomes, Danilo Serpa, saiu da campanha eleitoral fortalecido. Coordenou o trabalho com uma equipe jovem, que conseguiu ter fôlego e derrotar a candidatura da oposição – Eunício Oliveira, entre trancos e barrancos.

Jovem, mergulhou fundo na missão que Cid o delegou, já que respondia por outra bem anterior, que era comandar e estruturar o Pros no Estado. Deu certo.

Danilo, sempre discreto, deve ser um dos nomes que o governador eleito Camilo Santana (PT) aproveitará na equipe.

Não que Cid tenha pedido, mas por ter sido um importante protagonista na logística da campanha camiliana. Sem falar que ambos selaram boa amizade.

José Airton: Camilo Santana exercitará o diálogo que faltou à gestão de Cid Gomes

157 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=nW3ZCCObkgE&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal José Airton (PT) afirma estar convicto de que o governador eleito Camilo Santana será o gestor do diálogo, que faltou à administração de Cid Gomes (Pros).

O parlamentar diz que Camilo tocará as grandes obras estruturantes do Estado, com apoio também da presidente Dilma Rousseff.

Eunício Oliveira perdeu a eleição porque não assumiu a candidatrura de Dilma

225 5

Com o título “Por que Eunício perdeu?”, eis artigo do professor e antropólogo Antonio Mourão Cavalcante. Ele analisa os porquês da derrota do peemedebista Eunício Oliveira nas urnas. Entre esses, o fato de ter se isolado de Dilma. Confira: 

Os processos eleitorais, no Ceará, guardam uma configuração repetida de homologação. O ungido é fulano e isso vira verdade nas urnas. Esse ano não seria diferente. O governador Cid Gomes indicaria um candidato e esse, pela força de uma extensa coligação e da máquina estatal à serviço da causa, logo seria o confirmado. Entretanto, a inesperada candidatura de Eunício Oliveira adiou o embate, levando-o a uma pesada disputa no segundo turno. O que parecia uma ”barbada”, transformou-se em um quase pesadelo. A equipe de Ferreira Gomes teve que suar a camisa. A vitória não foi tão fácil… Bem melhor para a democracia quando conta com uma acirrada competição.

Depois que a luta passou, pode-se pensar com mais frieza sobre a pergunta chave: por que Eunício perdeu? Claro que uma campanha dessa dimensão não tem um único fator. São vários. São múltiplos. Comentemos os principais. Primeiro fator: Eunício demorou muito a encarar a parada. Foi até o limite do possível, aguardando que o governador fizesse uma análise mais serena e o indicasse candidato. Essa não era uma hipótese trabalhada por Cid Gomes. Nunca foi. Quando Eunício cuidou de armar seu time, muitos compromissos já estavam consolidados.

Segundo fator: a campanha de Camilo foi gradativamente sendo colada à de Dilma, sobretudo quando ficou mais claro o crescimento da presidente nas pesquisas. Eunício foi ambíguo. Não assumiu, com todas as tintas, a parceria com Dilma. A presença de Tasso, um tucano mor, em sua chapa, conseguiu inibi-lo. A onda Dilma era o mapa da mina. Camilo soube vender essa ideia. Passou a ser a grande senha de Cid Gomes, apesar de Eunício ter tido força bastante para impedir a vinda de Lula e/ou Dilma ao Ceará.

Tudo isso seria pouco, não fora o peso da máquina governamental. Essa funcionou a todo vapor, dividindo o Estado. Fortaleza e sua grande periferia deram vitória a Eunício. Porém, o Interior – Ceará profundo! – veio com força, desmantelando o adversário.

Eleito, Camilo Santana deixa de ser coadjuvante. Vai ocupar “aquela” cadeira e ter na mão “aquela” caneta. Mesmo que a glória não lhe suba à cabeça, não é difícil imaginar que logo mais ele será o número um e deverá buscar ser o governador de todos os cearenses… Que Deus o ajude!

* Antonio Mourão Cavalcante

a_mourao@hotmail.com 
Médico e antropólogo. Professor universitário.

Evandro Leitão topa ser Secretário dos Esportes

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=HjmrfKM71Zk&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O PDT trabalha para ocupar a Secretaria Estadual dos Esportes.

O deputado estadual Evandro Leitão, que preside o time do Ceará Sporting, já admite topar a parada, no que abriria vez na Assembleia para a acomodação de suplente da coligação.

Evandro, bom lembrar, já foi secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social no Governo Cid Gomes.

Secretaria da Educação e o crivo de Izolda Cela

95 3

bruno

O deputado federal Artur Bruno (PT), não reeleito, pode ganhar vez na equipe do governador eleito Camilo Santana (PT). Mas nada de Secretaria da Educação.

A vice-governadora eleita Izolda Cela, que ocupará uma secretaria especial no plano social, quer com o deputado estadual reeleito Ivo Gomes (Pros), irmão de Cid Gomes apresentar um nome.

ivo gomes

A propósito: Ninguém sabe ainda qual o destino de Ivo Gomes. Há quem diga que ele deverá voltar a ocupar a Secretaria da Educação de Fortaleza, mas o prefeito Roberto Cláudio (Pros) evita falar no tema.

Já os professores da rede estadual rezam todo dia para que Ivo não queira ser o titular da Educação na gestão camiliana.

Ariosto Holanda não vai virar órfão político

ariostoholanda

O deputado federal Ariosto Holanda (Pros) dificilmente ficará fora do cenário político em 2015. Pode voltar à Câmara, numa acomodação política ou virar secretário na gestão de Camilo Santana. Tem know-how para isso.

Aliás, no trabalho diário que desempenhamos também no vaivém dos parlamentares federais entre Fortaleza e Brasília, podemos testemunhar: Ariosto é uma exceção maravilhosa.

Além de assíduo e talentoso, é comprometido com a educação profissionalizante e com o bem-estar social.

Eunício, o PMDB e o jogo de cena

Eunicio

O senador Eunício Oliveira ameaça punir o peemedebista que não fizer oposição à gestão do governador eleito Camilo Santana (PT).

Ontem, um parlamentar da sigla dizia: “Fica difícil seguir essa regra depois que o próprio Eunício fez campanha coladinho ao tucano Tasso Jereissati, eleito senador.

A propósito, há vários peemedebistas dizendo que, derrotado, é possível que agora o senador Eunício Oliveira volte a reunir o partido e discutir questões do partido.

Secretaria da Pesca pode ter Dedé Teixeira como titular

100 2

dedeteixeira

O deputado estadual Dedé Teixeira (PT), que não conseguiu a reeleição, é o nome cotado para ocupar a Secretaria Estadual da Pesca. Dedé, bom lembrar, foi um dos primeiros dirigentes do Ministério da Pesca – secretário nacional de Monitoramento da Pesca, quando  criado por Lula.

Ele tem o aval do deputado federal petista José Nobre Guimarães (PT) que, por sinal, chegará 2015 como um dos nomes mais influentes da gestão.

Guimarães bem que poderia ocupar a Casa Civil, mas, pelo cenário politico que se vislumbra em Brasília, não deve trocar Brasília por Fortaleza.

Camilo Santana – Um Governo quase sem senador

eleições 2014 2t debate vm camilo

O governador eleito Camilo Santana (PT) inicia sua gestão praticamente sem ter apoio no Senado para tocar projetos como, por exemplo, acelerar a votação de um pedido de empréstimo externo.

O senador José Pimentel é do seu partido, mas não participou da sua campanha em nenhum momento. Mas, quem o conhece, sabe que ele não se furtará a ajudar. Os outros dois senadores são de oposição: Eunício Oliveira (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB).

Camilo viverá assim uma situação inédita talvez na história do Ceará, Estado onde a tradição é o governador eleger junto o senador, como alertou neste sábado, em sua Coluna Política no O POVO o jornalista Érico Firmo.

Ou seja, o petista chega com dois senadores contra e nenhum que possa realmente chamar de seu. Terá na prática que mostrar seu espírito de diálogo, aquele tão apregoado no palanque.

Estado paga R$ 30 milhões de gratificações a PMs

servilho

Servilho Paiva, titular da SSPDS do Estado.

“Policiais militares, civis e bombeiros devem receber hoje o pagamento da premiação referente à redução dos casos de homicídios no Ceará, durante o terceiro trimestre deste ano, que engloba os meses de julho, agosto e setembro. Ao todo, 18.537 agentes de segurança serão beneficiados com a compensação financeira que terá um impacto de R$ 30 milhões nos cofres do Ceará.

Conforme O POVO publicou no último dia 3 de outubro, nesse intervalo, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) diminuíram 12,2% com relação ao mesmo período do ano passado. Foi a primeira vez que o Estado conseguiu bater a meta trimestral de redução dos assassinatos, estipulada em 6%. 
O valor a ser creditado na conta dos servidores varia de acordo com a patente ocupada e os resultados obtidos. Servidores da área administrativa, por exemplo, receberão pagamento mínimo de R$ 438,88 e máximo de R$ 877,75. A mesma variação acontece com o policiamento especializado, mas os agentes receberão um bônus mínimo de R$ 1.462,92 e máximo de R$ 2.925,84.

A medida faz parte do programa Em Defesa da Vida, implantado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que criou uma política de metas e compensações financeiras para a redução dos índices de criminalidade do Estado. Para isso, o Ceará foi dividido em 18 Áreas Integradas de Segurança (AISs) e quatro regiões – Capital, Região Metropolitana, Interior Norte e Interior Sul.”

(O POVO)