Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Creci/CE está sob nova direção

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) está sob nova direção. Na última reunião plenária da entidade, Apolo Scherer Albuquerque formalizou a sua saída da presidência dessa autarquia federal, abrindo vez para o vice-presidente Tibério Benevides.

Tibério é bacharel em História pela UECE e corretor de imóveis há mais de 30 anos , hoje atuando como autônomo.

Apolo Scherer deixa o comando do Creci/CE após sete anos de atuação e três décadas em atividades classistas. Nesse período, ajudou a implantar associações atuantes no mercado imobiliário, como a AADIC, foi presidente do Secovi e dirigiu redes de corretores como a RIC, Sindimóveis, Ceará Rede Imóveis e Rede de Corretores Autônomos. Ele vai se dedicar às atividades empresariais como corretor de imóveis no município do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza).

A tragédia partidária cearense revisitada

Com o título “A tragédia partidária cearense revisitada”, eis artigo do cientista político Filomeno Moras. Ele aborda o que chama de “desinstitucionalização dos partidos” o que ocorre no Ceará. Confira:

O Palhaço Tiririca, quando da sua campanha vitoriosa para deputado federal, há quatro anos, repetia o mantra: “Vote no Tiririca, pior do que tá não fica”. Se se considerar a realidade partidária cearense, é um caso sério do que o que já era ruim ficou pior. O trágico tornou-se mais trágico. Senão, veja-se.

Há quatro anos, escrevi um artigo com o título idêntico – apenas sem o “revisitada” – ao deste (“Segunda Opinião”, 7/5/2014), do qual retiro as seguintes considerações: 1. a observação dos fatos demonstrava que, no Ceará, partidos políticos de fato pouco significavam. A não ser, em obediência à prescrição constitucional, segundo a qual monopolizam a função representativa, ou seja, pertencer a um partido é condição necessária à elegibilidade, aspectos outros das suas existências e potencialidades não eram valorizados; 2. o noticiário da conjuntura escancarava a dimensão trágica da vida partidária estadual; 3. generalizava-se o discurso da lealdade/deslealdade, da gratidão/ingratidão, da atenção/desatenção pessoais, enfim, a regra era a fulanização, em detrimento de estruturas e processos; 4. não se via a apresentação de um programa, de uma diretriz, de uma linha de ação que apontasse para além da racionalidade instrumental, de ocasião.

De fato, a existência de partidos tende a constituir um “sistema partidário”, ou seja, a interação que as agremiações desenvolvem, entre si, diante de leis, instituições e mecanismos que regem o processo eleitoral e o processo parlamentar e que acabam por indicar o amadurecimento político-democrático de uma sociedade. Num Estado federativo, a multiplicidade e a diversidade dos padrões das unidades subnacionais, padrões econômicos e sociais, políticos e culturais, tendem, ademais, a constituir “subsistemas partidários”, com consequências evidentes em relação ao centralismo partidário.

Publicação do final da década de 1990 dá conta de que, concernente à realidade cearense, a análise da série histórica de eleições para mandatos federais e estaduais, após a redemocratização, observava indícios de institucionalização – embora devessem ser vistos com cautela – de um subsistema partidário, decorrentes dos seguintes indicadores: 1. as eleições legislativas encontravam-se razoavelmente associadas, com os votos dados aos mesmos partidos para os planos federal e estadual; 2. as taxas de alienação eleitoral (abstenções, e votos nulos e em branco) diminuíam; 3. a existência de algum tipo de identificação partidária em torno do eixo situação-oposição.

Nos últimos dezoito anos, todavia, a situação vem num crescendo de desinstitucionalização dos partidos e do subsistema partidário estadual. A título de ilustração, observem-se duas situações. O PSDB, praticamente “partido único” durante a década de 1990, agora possui uma bancada parlamentar ínfima e tem que buscar, por conta da anemia de quadros, um oficial-general recém-saído do serviço militar ativo para lançá-lo candidato a governador do Estado. O PT, que tem o chefe do Executivo estadual nos seus quadros e como suposto candidato à reeleição está propenso, a crer na imprensa (“O Povo”, 22/5/2018), pode compor uma coalizão eleitoral com mais 23 partidos, reunindo desde o PDT dos irmãos Ferreira Gomes às pequenas siglas de esquerda, dos ditos “golpistas” do MDB e de outros partidos aos oportunistas de diversas extrações.

Por tudo, não é ocioso lembrar a constatação/profecia formulado por Samuel Huntington, em outro contexto temporal, que, de outro modo e em outras circunstâncias, interpela ainda hoje os que se preocupam com a qualidade do regime democrático.

*Filomeno Moraes,

Professor universitário e cientista político.

Crea-CE cobra do prefeito a inspeção predial

O presidente da entidade, Emanuel Mota, esteve com o prefeito Roberto Cláudio (PDT) quando cobrou uma ação para intensificar as fiscalizações nesse sentido. RC prometeu enviar o novo projeto de lei, aperfeiçoando a atual legislação, ainda na primeira quinzena deste mês de junho e dar cumprimento imediato às fiscalizações.

Emanuel Mota havia criado uma comissão, com a qual se reúne periodicamente, para tratar do tema, uma vez que “Fortaleza se encontra em processo de envelhecimento necessitando, portanto, que essa legislação se torne ativa em prol da segurança da sociedade”, diz o dirigente do Crea.

(Foto – Divulgação)

Presidente do Sinduscon/CE e os efeitos da greve dos caminhoneiros

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta terça-feira:

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Ceará, André Montenegro, vem ressaltando a necessidade de se repensar a carga de impostos e os efeitos da crise provocada pela paralisação dos caminhoneiros.

A queixa do empresário cearense não é isolada. Há um movimento nacional sobre as dificuldades da área.

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) lançou documento que destaca o impacto negativo dos aumentos dos preços do asfalto e da greve caminhoneiros, que deixaram a atividade no limite.

(Foto – Divulgação)

Eunício Oliveira emplaca mais um diretor no BNB

O advogado Aloísio Carvalho é o novo diretor financeiro e de Crédito do Banco do Nordeste. Ocupa a vaga que era do presidente Romildo Rolim. O cargo a ser ocupado por Aloísio estava sendo acumulado pelo diretor de Administração, Cláudio Freire.

Aloísio é um nome ligado ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), também responsável pela indicação de Romildo. Já foi secretário-adjunto da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), com o aval do então do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira. Também já foi o superintendente federal da Pesca no Ceará.

No currículo, secretário de Finanças da gestão do falecido prefeito Juraci Magalhães e secretário-executivo da SSPDS (Governo Cid Gomes). Chegou a disputar a Prefeitura de Fortaleza pelo PMDB, indicado por Juraci.

(Blog do Jocélio Leal)

Camilo cumpre agenda no eixo Canindé-Fortaleza

O governador Camilo Santana (PT) assina, nesta manhã de terça-feira, a ordem de serviço para revitalização do Corredor Religioso de Canindé. No mesmo ato, instala o sistema de videomonitoramento e inaugura a Delegacia 24 horas do município.

No final da tarde, Camilo cumprirá agenda a la prefeito: vai assinar a ordem de serviço do pacote de obras para a Regional V, em Fortaleza , mais precisamente na Praça Apolo XI (Parque Santa Rosa).

Ibama e Aprece vão criar brigadistas para combater incêndio florestal

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

O Ceará registra, anualmente, muitas queimadas, fenômeno que, por conta dos seis anos de estiagem, ampliou-se. Se os casos se registravam mais no Sertão Central, hoje ocorrem em todas as regiões. É

o que revela o superintendente estadual do Ibama, Herbert Lobo, adiantando que, por causa de tal situação, o órgão vai fechar parceria com a Associação das Prefeituras do Ceará (Aprece) e oferecer cursos para a formação de brigadistas no combate a incêndios florestais.

O primeiro curso deve ser oferecido na segunda quinzena deste mês, com a meta de o Estado formar, até agosto próximo, 500 brigadistas. “Esse curso é fundamental. O Ceará vive sob a ameaça da desertificação. Nosso objetivo é preservar o bioma caatinga e nossos recursos hídricos”, explica Lobo. Os detalhes técnicos e burocráticos dessa parceria serão finalizados nesta semana.

Por falar em Ibama, o que de concreto o órgão tem feito com relação a algo que queima a paciência dos ambientalistas por anos: a pesca predatória da lagosta?

Ciro abre em Fortaleza seminário internacional sobre Segurança Pública

533 2

Com palestra do presidenciável Ciro Gomes, será aberto às 18 horas desta terça-feira o Seminário Internacional sobre Segurança Pública. A realização é da Assembleia Legislativa. O encontro vai se estender até a sexta-feira com conferências, mesas e fóruns. Ciro falará sobre o tema “Pacto federativo e a segurança pública no Brasil” no auditório do Anexo II, do Poder Legislativo.

O objetivo do evento, segundo o presidente da Casa, Zezinho Albuquerque (PDT), é oferecer à sociedade cearense e brasileira alternativas que contribuam para solucionar o problema da violência que aflige o País, com ênfase na realidade do Ceará.

Os participantes terão acesso a quatro conferências, realizadas sempre às 18 horas, seis mesas com debates entre especialistas de diversas áreas, que interagem com a temática da segurança pública, além de oito fóruns. Com o foco na construção de diálogos pelo direito à vida, à liberdade e à paz, o evento reúne pesquisadores, estudantes e representantes do Poder Público em quatro dias de debates e propostas.

Programação

A programação das conferências a serem realizadas no seminário inclui debates sobre o sistema internacional de proteção dos direitos humanos na quarta-feira (06/06), com o embaixador José Augusto Lindgren, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e, na quinta-feira (07/06), sobre a política de reversão à violência urbana em Medellín, na Colômbia, com o comunicador social Jorge Melguizo.

Já a conferência de encerramento do seminário, na noite de sexta-feira (08/06), discutirá “A inteligência como ferramenta de prevenção e combate à violência: o HUB da segurança pública no Ceará”, com o ministro extraordinário da Segurança Pública no Brasil, Raul Jungmann.

O Seminário Internacional sobre Segurança Pública é organizado pelo Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da AL e conta com a parceria da Universidade Estadual do Ceará (Uece), da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade de Fortaleza (Unifor).

SERVIÇO

*Prédio-Anexo II da Assembleia Legislativa – Rua Barbosa de Freitas, 2674.
*Programação e inscrições: https://al.ce.gov.br/seminario-internacional-de-seguranca-publica

(Foto – Fábio Lima)

Em guerra interna, PCC avança sobre países vizinhos

São quase 17 mil km de vizinhança do Brasil com dez países. Nos territórios de fronteira, as facções brasileiras compram briga ou fazem morada. Expandem seus ‘negócios’ na base da força. O Primeiro Comando da Capital (PCC) tomou o trono de Jorge Rafaat Toumani.
Até dois anos atrás, o brasileiro, de 56 anos, era o todo-poderoso da região entre Pedro Juan Caballero (Amambay/Paraguai) e Ponta Porã (Mato Grosso do Sul), um dos principais pontos da entrada de cocaína para o território brasileiro.

Paraguai de um lado, Brasil do outro, separados por ruas. Rafaat era o grande ordenador das remessas de drogas e armas a partir daquele ponto da fronteira para as facções brasileiras. A opção para matá-lo foi pouco discreta: usaram uma metralhadora calibre Ponto 50, que abate até helicóptero. O jipe de Rafaat, um Hammer blindado, ficou bem avariado.

Dois chefes do PCC, Gegê do Mangue (Rogério Jeremias de Simone) e Paca (Fabiano Alves de Souza), estavam estabelecendo morada entre o Ceará e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Também circulavam pelo Paraguai e Colômbia. Eram, até então, os principais nomes da cúpula da organização criminosa fora dos presídios.

Estavam silenciosos perto dos mares cearenses. Compraram uma bela casa num condomínio de luxo em Aquiraz, andavam em carrões entre a Beira Mar e o Beach Park, tinham uma casa de veraneio em Beberibe, litoral leste (a 85 km da Capital). Trouxeram a família. Não eram só férias. Foram executados em fevereiro último, logo após o Carnaval, na Região Metropolitana de Fortaleza.

As mortes de Rafaat, Gegê e Paca evidenciam elos indissociáveis entre o crime brasileiro e as zonas fronteiriças. Rafaat era “O Barão”, “O Padrinho”, também o chamavam de “Saddam”. Vivia na terra vizinha, livre e temido, mesmo condenado no Brasil a 47 anos de cadeia – o caso envolvia um carregamento de cocaína de quase uma tonelada. Barão supria de drogas PCC e Comando Vermelho simultaneamente.

Gegê e Paca costuravam negócios do PCC na Bolívia. Articulavam a compra de cocaína e armas e a distribuição pelo Brasil. A facção é a brasileira mais bem montada em solo estrangeiro. Já teria passado ao nível de cartel. Havia suspeitas de que, da fronteira, poderiam montar algum modo de controlar o PCC a partir de Fortaleza. A tese não foi provada. Teriam desviado dinheiro do grupo para comprar as mansões e os carros e se desgarrarem financeiramente. Foram considerados traidores. Morreram executados por colegas de facção dentro de uma aldeia indígena em Aquiraz.

*Confira mais aqui.

*Mais aqui.

*Mais aqui também.

(O POVO – Repórter Cláudio Ribeiro)

“Lisca Doido” deve comandar o Ceará contra o Botafogo

A página Jorginho virou de forma muito rápida no Ceará. Em plena madrugada de ontem, quando o clube informava o desligamento do ex-lateral horas depois da derrota para o Cruzeiro, uma negociação com Lisca “Doido” já era costurada nos bastidores. Alegando motivos pessoais, Jorginho pediu demissão e deixou o Alvinegro com 0% de aproveitamento após dez dias de trabalho. Na manhã de ontem, o carioca e membros da sua comissão técnica estiveram no clube para se despedir dos jogadores e dos funcionários. Logo após a saída, o ex-comandante do Vovô passou a ser cotado para assumir o Vasco.

Enquanto Jorginho dava o “adeus” no Porangabuçu, Lisca confirmava ao O POVO o convite para assumir o Ceará. Mais tarde, em novo contato, admitiu que encontraria os dirigentes no Rio de Janeiro. E por lá o gaúcho de 45 anos, que salvou o Alvinegro do rebaixamento da Série B para a C em 2015, acertou os últimos detalhes e assinou contrato com o clube.

Por volta das 21 horas, Lisca já estava no ônibus com a delegação do Ceará – o time enfrenta o Botafogo amanhã, no Engenhão-RJ. Trinta minutos depois, o time oficializava o acerto nas redes. O professor “maluco” já deve comandar a equipe diante do Fogão. O técnico tentará levar o Ceará à primeira vitória no Brasileirão e iniciar reação contra rebaixamento.

No termômetro das redes sociais é fácil perceber que Lisca não é unanimidade entre os torcedores do Ceará. Mas o gaúcho tem a confiança da diretoria do Alvinegro, que era a mesma – presidida por Robinson de Castro – em 2015, ano do “milagre” contra a degola. Ele deixou o Vovô em 2016, saindo com boa relação com os dirigentes. O perfil motivador do técnico deve ser a principal aposta da diretoria alvinegra para reverter a situação na Série A.

Além de ter salvado o Ceará, Lisca conseguiu livrar o Guarani da queda da Série B para a C, no ano passado. Agora tem a missão de, mais uma vez, tirar o time cearense da parte de baixo da tabela. No Vovô, Lisca comandou o clube em 28 jogos entre outubro de 2015 e março de 2016, conquistando 18 vitórias, seis empates e quatro derrotas.

O último clube de Lisca foi o Criciúma, onde teve uma passagem relâmpago. Por lá, comandou o Tigre em apenas quatro jogos, obtendo um aproveitamento de 33% (uma vitória, um empate e duas derrotas).

(O POVO/Foto – Fábio Lima)

Presidente da Assembleia ganha homenagem da Fetrans

O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (Fetrans), Chiquinho Feitosa, vai entrega, às 16 horas de quinta-feira, no Sest/Senat Fortaleza, o Troféu Destaque Ambiental ao presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT).

A honraria será entregue durante a 16ª edição do Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar (PMQA), ocasião em que a Fetrans reconhece alternativas socioambientais do setor de transporte.

O Troféu Destaque Ambiental é uma das honrarias do prêmio, destinado a uma instituição ou personalidade que tenha implementado ações que contribuam para uma sociedade mais sustentável, informa a assessoria de imprensa da Fetrans.

Eleições 2018 – TRE e Acert fecham parceria contra os fake news

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, recebeu, nesta tarde de segunda-feira, a visita do presidente da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert), jornalista Paulo César Norões. Com ele, estavam a vice-presidente, Carmen Lúcia Dummar Azulay, e o assessor jurídico da entidade, Afro Lourenço. No encontro, os desafios em comunicação para as eleições 2018, especialmente, o combate às fakenews, e o apoio na realização dos seminários eleitorais que a Acert promoverá nos meses de junho, julho e agosto.

A Acert, que hoje conta com 190 emissoras associadas, reiterou a necessidade do esclarecimento não só da cidadão, como também do próprio comunicador, acerca da legislação eleitoral, já que emissoras são detentoras de concessão pública. A informação é da assessoria de imprensa do TRE do Estado.

“Temos a satisfação de receber a Acert e reafirmar a nossa parceria histórica, no apoio logístico com a difusão de informações, através de campanhas, aos eleitores. Este ano, temos um desafio ainda maior, com a questão das fake news. O TRE já está em preparação, juntamente com outros órgãos estratégicos, para receber e tratar essas demandas”, assegurou a desembargadora Nailde Pinheiro.

Como ação preventiva, a Acert promoverá seminários regionais com profissionais da imprensa, para debater regras da legislação eleitoral para a atuação dos radialistas e jornalistas, sempre tendo como meta a informação e a liberdade de imprensa. Foi solicitado apoio do tribunal na realização dos eventos.

Encontros

Segundo a associação, estão agendados encontros regionais em Barbalha (23/6), Crateús (28/7), Sobral (4/8) e Fortaleza (10/8).

De acordo com Paulo César Norões, em anos eleitorais, a Acert promove esses seminários “para esclarecer aos radiodifusores as inovações na lei eleitoral. É um evento informativo. Um trabalho com foco na prevenção. Da mesma forma, realizaremos campanhas educativas de valorização do voto e sobre as notícias falsas”.

O TRE viabilizará a presença de magistrados e servidores nos eventos da Acert.

(Foto – Divulgação)

Parlamentar cearense representa o Brasil em fórum na Rússia

O líder do PSD na Câmara dos Deputados, Domingos Neto, encontra-se na Rússia, onde participa do Fórum Internacional pelo Desenvolvimento do Parlamentarismo. O evento reúne delegações de parlamentares de vários países, que debater questões legislativos da atualidade.

Nesta segunda-feira, o cearense falou para uma plateia lotada em nome do Brasil explicando sobre as leis aprovadas nas áreas de tecnologia, economia colaborativa e empreendedorismo. “Nossa sociedade avançou, nosso jeito de viver como um todo mudou e não temos como voltar atrás. Por isso, tivemos que aprovar a Lei do Uber, estamos analisando a do Airbnb e tantas outras”, afirmou Domingos Neto.

O deputado destacou também a preocupação do Brasil em relação à proteção dos dados individuais e à proteção da democracia. “São desafios especialmente em relação à internet e novas tecnologias. Uma das principais é a preocupação que temos com a disseminação das fake news para a democracia”, resumiu. O parlamentar retorna ao Brasil ainda nesta semana.

Servidores municipais preparam grande manifestação em Fortaleza

Tudo pronto para a IX Marcha dos Servidores Municipais do Ceará. O evento, realizado pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), acontecerá nesta terça-feira, com concentração a partir das 8 horas, na Praça da Imprensa, no bairro Dionísio Torres. Neste ano, os trabalhadores, sejam usuários dos serviços públicos, ou prestadores desses serviços, são convocados para protestar “Em defesa da Democracia e dos Serviços Públicos frente à criminalização dos que lutam”.

O evento deve reunir representantes de mais de 160 municípios cearenses, que ocuparão as ruas para demonstrar a insatisfação da classe trabalhadora com a situação política, econômica e institucional do país, avisam os organizadores. Além disso, os manifestantes repudiarão a violência contra as manifestações populares de entidades sociais e organizações de trabalhadores.

Entre o catálogo de temas do evento, está a crítica à redução das políticas sociais e investimentos públicos, principalmente com a aprovação da Emenda Constitucional 95 – do congelamento dos investimentos públicos –, que é o carro chefe dessa política de privatização do Estado brasileiro; somado à Lei da Terceirização e Reforma Trabalhista.

A marcha fará menção ainda ao Golpe de 2016, às demais políticas neoliberais e medidas impopulares do Governo Temer e à prisão política do ex-presidente Lula.

BNB libera mais de R$ 1 bi para a Agricultura Familiar

Romildo Rolim preside o BNB.

Um total de R$ 1,14 bilhão, em quase 80 mil operações de crédito operacionalizadas pelo Banco do Nordeste, em toda a sua área de atuação, que compreende os nove estados da Região e ainda o norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo. Eis o que foi alcançado, em matéria de operações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) da Instituição, segundo informa a assessoria de imprensa do BNB.

O montante refere-se a contratos do Programa de Microfinança Rural do Banco, Agroamigo (R$ 966,7 milhões) e operações nas demais linhas do Pronaf (R$ 172,1 milhões). Grande parte desses recursos foi aplicada em municípios do semiárido (74,5%), onde residem os produtores de mais baixa renda, ou destinou-se à atividade da pecuária (81,5%). O valor representa aumento de 27,6% se comparado ao contratado no mesmo período de 2017. Para as necessidades de custeio, foram aplicados 9% dos recursos, com taxas de juros de 1% a 3% ao ano.

A agricultura familiar é responsável pela produção dos principais alimentos consumidos pela população brasileira: 87% da mandioca, 70% do feijão, 46% do milho, 38% do café, 34% do arroz e 21% do trigo do Brasil, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário. A Região Nordeste possui 89,1% dos quase 2,5 milhões de estabelecimentos rurais familiares do País. São 6,4 milhões de trabalhadores e trabalhadoras do campo que atuam no segmento, tendo o Pronaf como principal fonte de financiamento.

Plano Safra

No âmbito do Plano Safra 2017/2018, que se encerra em junho, o Banco do Nordeste reservou R$ 2,5 bilhões para investir na agricultura familiar da região. O valor representa acréscimo de 8% em comparação ao Plano Safra 2016/2017. Os juros permanecem os mais baixos do mercado, variando de 0,5%, 2,5% e 5,5% ao ano, dependendo da destinação do crédito.

Pronaf

O Banco do Nordeste é o maior operacionalizador do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na Região, atendendo agricultores familiares que desenvolvem atividades agropecuárias e não agropecuárias utilizando-se, basicamente, de mão de obra familiar. Atualmente, sua carteira ativa para o segmento é de 1,5 milhão de clientes, com saldo de R$ 6 bilhões.

O programa oferece condições diferenciadas de acesso ao crédito, de acordo com a renda bruta anual obtida pela Unidade Familiar, que é de até R$ 20 mil para mini produtores até R$ 360 mil para clientes de maior porte.

O PRONAF também disponibiliza linhas de crédito especiais para públicos e atividades específicas: Pronaf Mulher, Pronaf Jovem, Pronaf Agroindústria, Pronaf Floresta, Pronaf Mais Alimentos, Pronaf Custeio, Pronaf Produtivo Orientado (PPO), Pronaf Microcrédito Grupo A, Pronaf Agroecologia, Pronaf Custeio para Beneficiamento e Industrialização de Agroindústria Familiar, Pronaf ECO e Pronaf Semiárido.

Agroamigo

O Agroamigo é o Programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste que tem como objetivo melhorar o perfil social e econômico do(a) agricultor(a) familiar do Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo, cuja operacionalização conta com a parceria do Instituto Nordeste Cidadania (INEC).

Tem como característica a presença nas comunidades rurais por meio dos Agentes de Microcrédito e atende, de forma pioneira no Brasil, a milhares de agricultores(as) familiares, enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), com exceção dos grupos A e A/C.

A metodologia inovadora do Agroamigo impulsiona a sustentabilidade dos empreendimentos rurais, a equidade de gênero no campo, a inclusão financeira dos agricultores(as) familiares e a redução de desigualdade.

Prefeitura assina contrato da Nova Beira-Mar com o Banco de Desenvolvimento da América Latina

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), assinou, nesta segunda-feira (04), em Brasília, o contrato entre o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e a Prefeitura para a liberação de US$ 83,25 milhões, cerca de R$ 300 milhões, para as obras e ações do Programa Fortaleza Cidade com Futuro. O contrato teve o aval do presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB).

Participaram também do ato de assinatura o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, o diretor-representante do CAF no Brasil, Jaime Holguín, e a Procuradoria da Fazenda Nacional, Ana Lucia Gatto.

De acordo com Roberto Cláudio, o município aguardava a liberação do recurso há cinco anos. “Esse financiamento teve o apoio importante do presidente do Senado, que aprovou a matéria com muita rapidez na Casa e com isso já vamos poder começar as intervenções agora no mês de julho”, disse o prefeito.

Para Eunício, o valor disponível vai auxiliar em mudanças consideráveis na infraestrutura urbana da cidade e na valorização do turismo. “O prefeito buscou a todo momento, junto ao nosso mandato, agilizar esse processo para liberação do valor solicitado e é com muita alegria que hoje formalizamos esse termo.”

Programa

Entre as obras do Programa Cidade com Futuro, que receberá essa verba, estão a requalificação urbana da Avenida Beira Mar, com a internalização de cabos elétricos, telefônicos e de televisão, a revitalização de corredores turísticos e a consolidação de corredores gastronômicos na região da Varjota. Ainda, serão implementados programas de capacitação profissional para a indústria do turismo voltados para geração de emprego e renda.

Também serão realizadas ações de despoluição e combate à erosão de parte da Orla, na região da Beira-Mar, por meio de um aterro hidráulico. Outro componente do Programa atende às necessidades de geração de emprego e renda e promove empreendimentos em Titanzinho e Serviluz por meio de capacitações para o empreendedorismo. Está prevista também a implantação de um sistema de microfinanças e o desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais em Turismo.

(Foto – Divulgação)

TV Afiada – Cid é o entrevistado de Paulo Henrique Amorim

O ex-governador Cid Gomes, pré-candidato ao Senado pelo PDT, foi o entrevistado do jornalista Paulo Henrique Amorim na TV Afiada, que integra seu site Conversa Afiada.

Cid é apresentado como um dos principais coordenadores da pré-campanha do seu irmão, o presidenciável Ciro Gomes.

Neste trecho disponibilizado, Paulo Henrique destaca que entre Cid  e o achacador Eduardo Cunha, Dilma preferiu o achacador.