Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Conheça o pensador que faz a cabeça de Jair Bolsonaro

No começo, era apenas o ex-astrólogo Olavo Luiz Pimentel de Carvalho contra o “Foro de São Paulo”. Corriam os anos 1990, e a influência cultural do PT preocupava o autodenominado filósofo, escritor, jornalista, ensaísta e conferencista, que via no encontro partidário de “entidades comunistas” o gérmen de um projeto de dominação tentacular no Brasil.

Duas décadas atrás, quando ainda não se tornara guru do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e entre seus discípulos não se encontravam famosos como Alexandre Frota e Danilo Gentili, Olavo de Carvalho já combatia o bom combate contra “as forças hegemônicas de esquerda”.

Hoje voz prestigiada no novo governo, no qual emplacou dois indicados (o futuro chanceler Ernesto Araújo e o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez), Olavão, como seus fãs costumam chamá-lo, nega que seja o ideólogo da “nova direita”.

Aos 71 anos e vivendo na Virgínia (EUA) desde 2005, o pensador é pai de algumas das principais teses que animam o presidente eleito. Entre elas, está o “Escola sem Partido”, projeto de lei que tramita no Congresso cujo objetivo é vedar o ensino “ideologizado” na sala de aula.

E o espírito antiacademicista explorado pelo pesselista, que encontra tradução nos modos despojados de Bolsonaro e em suas recorrentes quebras de protocolo.

A ascendência de Olavo de Carvalho sobre Bolsonaro vai além, no entanto, e se estende a seus filhos, que já se inscreveram em suas videoaulas – professor, o paulista ministra ensinamentos filosóficos disseminados via Youtube e Facebook, duas das plataformas mais utilizadas pelo mentor.

Deputado federal campeão de votos no País, Eduardo Bolsonaro é um dos ouvintes contumazes de Olavo. Carlos, outro membro do clã Bolsonaro, também. Ambos devem viajar aos Estados Unidos nos próximos dias a fim de encontrá-lo – Eduardo como uma espécie de embaixador informal do governo e Carlos, como representante do pai.

Autodidata, Olavo considera-se um “escritor de envergadura universal”, como disse em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo na semana passada. Nascido em Campinas em 1947 filho de um advogado e uma dona de casa, passou do ensino da astrologia nos anos de 1980 para o debate político da década seguinte.

Datam de 1983, por exemplo, os cursos nos quais prometia ajudar os potenciais interessados a descobrir suas competências vocacionais a partir da elaboração de mapas astrológicos. Nessa época, o especialista ofertava ainda conteúdos sobre a cultura oriental.

Foi apenas em 1996, com a publicação de O imbecil coletivo, que Olavo ganhou o status de guru do conservadorismo. À obra, seguiram-se ainda O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota e A Nova Era e a Revolução Cultural, livros nos quais examina as ideias que o acompanham desde sempre.

Entre as principais, está a luta ferrenha contra o que considera “globalismo”, doutrina em cujo centro situa-se o fantasma de um império multicultural inspirado no filósofo marxista Antonio Gramsci que colocaria fim às famílias de tradição judaico-cristã.

Embora soe anacrônica, a ideia tem empolgado muita gente, como o novo ministro das Relações Exteriores. E o próprio Bolsonaro, claro.

(O POVO – Repórter Henrique Araújo)/Foto – Reprodução

“Tem nomes melhores do que o dele”, diz aliado de Bolsonaro no Ceará sobre Tasso presidindo o Senado

[

Freire, o braço direito de Bolsonaro no Ceará.

Do presidente estadual do PSL, Heitor Freire, ao ser indagado sobre as articulações em torno do nome de Tasso Jereissati (PSDB) para a presidência do Senado:

“Tem nomes melhores do que o dele. E o Tasso está se aproximando do Cid”, falou, referindo-se ao senador eleito Cid Gomes (PDT), com quem Tasso mantém diálogos.

DETALHE – Tasso tem sido incentivado a entrar na disputa não por seus companheiros de PSDB, mas por um então adversário na política local, o senador eleito Cid Gomes (PDT).

(Foto – Divulgação)

Governo do Ceará prepara pacote de redução de gastos. Inclui até redução do expediente dos servidores

1195 12

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta segunda-feira:

O governo do estado prepara pacote de mudanças drásticas na forma de gerir seus contratos. Está em discussão a digitalização dos processos, cujo modelo avaliado assemelha-se ao implantado pelos bancos. O secretário de Planejamento, Maia Júnior, antecipou sábado, para um grupo de empresários, que nove secretarias já trabalham com serviços de armazenamento de informações em nuvem, mas as mudanças ocorrerão em todo o governo.

A proposta foi encaminhada para a Assembleia Legislativa na semana passada e passa pelo fortalecimento da Empresa de Tecnologia da Informação (Etice). A companhia será a única supridora de informações e funcionará como uma grande integradora de serviços. A companhia já possui parcerias com grupos fortes como Amazon e Microsoft.

A ideia inicial é de fortalecimento da Etice, que foi retirada da lista de concessões, mas no futuro poderá ser privatizada. Três leis serão encaminhadas à Assembleia para regulamentar as mudanças, que devem gerar uma economia de R$ 400 milhões.

Lógica dos contratos

Os contratos do governo, a partir do ano que vem, deixarão de ser feitos dentro de um modelo de aquisição de serviços e passarão a ser apenas de fornecimento. Com isso, os fornecimentos serão contratados e pagos caso a caso.

Revisão de gastos básicos

O governo do estado está revendo gestão de gastos de “utilities”, o que inclui contas como água, energia, gás e transporte. Somente na área de energia serão revistos 5.500 contratos.

Até o horário de experiente dos servidores está sendo repensado, podendo terminar mais cedo, em torno de 17 horas. Só com ações como essas, as despesas podem ter uma redução de R$ 160 milhões. Outros gastos, como diz o secretário Maia Júnior, “serão cortados no pau”.

(Foto – Divulgação)

Renan procura Cid para tratar sobre eleição no Senado

572 1

De olho na presidência do Senado, o emedebista Renan Calheiros tem convidado seus colegas para conversas particulares. A informação é da Veja Online.

Renan, nessa busca pelo comando da Casa, andou conversando até com o senador eleito Cid Gomes (PDT). O papo nem foi tão reservado, pois rolou no cafezinho do Senado, na última quarta-feira (23), aos olhos de quem passasse.

E Cid não se segurou: disse que, se sua opinião valesse, sugeriria ao colega abandonar o plano de presidir o Senado, sob justificativa de que a maré não estava favorável a ele. Renan apenas ouviu educadamente.

E não é para menos: Cid já deixou claro que seu grupo está à procura de um nome para disputar a cadeira com Renan.

As tarefas do novo ministro da Educação

Com o título “As tarefas do novo ministro da Educação”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira:

Os desafios do novo ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro (PSL) não são triviais. O Brasil tem quase 13 milhões de analfabetos, segundo dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

Apenas no Nordeste, a taxa é de 16,2%, a maior entre todas as regiões do País. Boa parte deles se concentra entre os idosos – dois terços da população acima de 60 anos não sabem ler nem escrever. O segundo colocado, o Norte, tem 9,1% de analfabetos e o Sul, 4,1% – o menor índice verificado.

Outro dado estarrecedor: os brasileiros com mais de 15 anos sequer permanecem o tempo previsto na escola – apenas 8,2 anos contra os nove indicados. As razões para o abandono variam: precariedade da renda, desestruturação familiar e currículo escolar pouco convidativo.

O quadro se completa com a desvalorização do professor. Apenas 9% dos brasileiros acreditam que os docentes no País são respeitados em sala de aula, conforme levantamento chamado de “Índice Global de Status de Professores”. Conduzido pela Varkey Foundation e divulgado em novembro, o estudo foi realizado em 35 nações, das quais o Brasil figura na última posição.

Indicado para o Ministério da Educação (MEC), Ricardo Vélez Rodrígues ainda não se referiu a nenhum desses obstáculos que terá pela frente.

Embora já tenha se manifestado incontáveis vezes desde que foi anunciado por Bolsonaro numa rede social, do novo titular do MEC não se sabe o que pensa sobre questões cruciais para a educação brasileira. Por exemplo, quais serão as diretrizes de sua política nacional de educação? Não falou ainda.

Dele sabe-se, todavia, que é um defensor do projeto “Escola sem Partido”, sobre o qual já tratou em postagens no blog que mantém e em entrevistas, nas quais se posicionou a favor da aprovação de uma versão moderada do projeto no Congresso.

Filósofo colombiano naturalizado brasileiro e professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, o docente também é contra a abordagem da educação sexual em sala de aula, considera o aquecimento global uma conspirata marxista e diz que o papel das escolas é preservar “valores tradicionais ligados à família e à moral humanista”.

A despeito das opiniões do novo ministro, sobre as quais não cabe comentário, o MEC tem papel de formulador. A ele compete estabelecer os marcos em torno dos quais a avaliação e a pesquisa educacionais no Brasil vão se desenvolver.

É essa a tarefa de Rodríguez. Qualquer passo fora desse roteiro será incorrer no mesmo erro que os apoiadores de Bolsonaro apontam nas gestões anteriores: a ideologização. Apenas o sinal estará trocado.

(Editorial do O POVO)

Seplag, Ipece e Banco Mundial promovem encontro para debater futuros desafios do estado do Ceará

Flávio Ataliba, titular do Ipece, coordena o seminário.

A Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado, por meio do Instituto de Planejamento e Estratégia Econômica do Ceará, em parceria com o Banco Mundial, realiza, a partir desta segunda-feira, no Centro de Eventos, a semana de workshops PfoR Ceará: Aprendizados e Novos Desafios, que é formado por cinco grandes seminários. O objetivo do encontro, que se estenderá até sexta-feira, é debater as diversas ações que o Governo do Ceará vem adotando a partir da implementação do Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará (PforR). A informação é da assessoria de imprensa do Ipece.

Dentre os muitos participantes – local, nacional e internacional – do evento estão Camilo Santana, governador do Ceará; Martin Raiser, diretor do Banco Mundial para o Brasil; Maia Júnior, secretário de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado; Francisco Teixeira, secretário dos Recursos Hídricos do Ceará; Flávio Ataliba, diretor Geral do Ipece; Cláudio Considera, economista do Ibre/FGV; Karina Bugarin, pesquisadora do Centro de Política e Economia do setor Público (FGV/Cepesp); Cecília Battistutti, secretária de Desenvolvimento Social da Cidade de Santa Fé (Argentina) e Patrícia Diaz Dominguez, subdiretora de Gestão de Programas do Fundo de Solidariedade e Inversão Social (Fosis) do Governo do Chile.

Também participam do PfoR Ceará Pedro Olinto, coordenador Setorial de Desenvolvimento Humano e Pobreza do Banco Mundial; Robyn Eversole, vice-diretora do Centro de Impacto Social (Swinburne University, Austrália); Heinrich von Baer, presidente nacional da Fundação Chile Descentralizado; Tarcísio Pequeno, presidente da Funcap, e Federico Estrada Lorenzo, do Centro de Estudos e Experimentação de Obras Públicas da Espanha, além de diretores, analistas de políticas públicas e técnicos do Ipece e muitos outros convidados. O ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes, é o palestrante do encerramento do workshops, dia 30, com a palestra “Perspectiva para a Economia Brasileira nos Próximos Anos e seus Reflexos no Ceará”, com comentários de Fernando de Holanda Barbosa, professor da EPGE/FGV, e Aod Cunha de Moraes Júnior, economista, ex-secretário de Estado da fazenda do Rio Grande do Sul.

O primeiro dia do evento (26/11), com o workshop Pioneirismo do PfoR Ceará – Lições Aprendidas para a Gestão por Resultados, é formado por seis mesas: PfoR Ceará; Eixo Redução da Pobreza; Eixo Crescimento Econômico; Apresentação dos Produtos do Ipece no âmbito do PfoR; Eixo Gestão Pública e Eixo Sustentabilidade Ambiental. O segundo dia (27) – com o tema Experiências de Políticas Públicas de Superação da Pobreza – por duas mesas: Experiências Nacionais e Experiências Internacionais. No dia 28, com o tema Novos Desafios para o Aumento da Produtividade e Competitividade Regional – também são duas mesas: Dinâmica da Produtividade Regional no Brasil e Novas Instituições para o Desenvolvimento Territorial: Experiências Internacionais. Três mesas compõem o dia 20/11, que tem como tema Perspectivas Contemporâneas para a Melhoria da Eficiência na Gestão Pública, Novos Projetos na Gestão Pública do Ceará; Planejamento de Longo Prazo e Desafios na Gestão Fiscal. No último dia, workshops: Gestão de Recursos Hídricos e Qualidade de Água, com duas mesas: Experiências Nacionais e Experiências Internacionais.

O que é o PforR Ceará

O estado do Ceará contratou, em 19/12/13, uma operação de crédito com o Banco Mundial, no valor de US$350 milhões, tendo como base o foco em resultados, para apoiar o Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará – Programa para Resultados (PforR Ceará) . O objetivo do Projeto é garantir a continuidade dos investimentos em áreas estratégicas do Estado, programados no PPA 2012 – 2015, de forma a promover um crescimento econômico que privilegie a inclusão social e seja ambientalmente sustentável.

O objetivo já foi, em parte, financiado pelo BIRD nos Projetos SWAp I (2005 – 2007) e SWAp II (2009 – 2012), cujo foco foi o apoio à Inclusão Social e o Crescimento Econômico. A proposta do Projeto PforR Ceará é continuar avançando nos principais indicadores sociais do SWAp I e II, para consolidar conquistas já alcançadas pelo Estado, incorporando, ao mesmo tempo, a preocupação do Governo do Estado do Ceará com o meio ambiente e com a redução das desigualdades socioeconômicas.

O escopo do PforR Ceará tem o foco no fortalecimento da gestão pública nas áreas de Capacitação Profissional, Assistência à Família e Qualidade da Água e os detalhes do mesmo estão descritos nos seguintes documentos: Documento de Avaliação do Programa (Program Apraisal Document – PAD), Acordo de Empréstimo, Acordo de Garantia Carta de Desembolso. A lógica é que o apoio financeiro do PforR ao Ceará se justifique através dos benefícios alcançados em prol dos cidadãos cearenses, além da possibilidade de monitoramento e avaliação, pelo próprio Governo e pela sociedade.

SERVIÇO

*Acesse a Programação e as Inscrições aqui http://agenda.ipece.ce.gov.br/pforr/

(Foto – Divulgação)

Dragagem do Porto do Mucuripe, obra que era para a Copa 2014, está finalmente concluída

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

Finalmente, está prontinha a obra de dragagem do Porto do Mucuripe, aquela que foi prometida para a Copa de 2014, no Brasil.

Bem, depois de muitas idas e vindas da burocracia financeira e do processo licitatório, será entregue na primeira quinzena de dezembro, tendo 12 metros de profundidade e dando condições para navios com 11 metros de calado atracarem sem qualquer problema.

Hoje um navio desse porte só poderia atracar no berço comercial, no que agora abre-se a perspectiva para que passageiros dos muitos cruzeiros principalmente, desembarquem no novo cais sem maiores atropelos e caminhem só 50 metros até o terminal. O investimento foi de R$ 37 milhões.

O Comando da Marinha liberou a homologação e, para marcar o início de operações da área, atracará ali um navio da própria Marinha, com direito a solenidade com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Valter Casimiro Silveira, informa o presidente da Companhia Docas do Ceará, César Pinheiro.

Agora é esperar que o belo Terminal de Passageiros, que só serve para eventos, festas e casamentos, ganhe sua serventia de origem em todos os sentidos.

Eduardo Girão intensifica agenda política

222 1

O senador eleito Eduardo Girão (Pros-CE) intensifica agenda política, antes mesmo de assumir cadeira na Câmara Alta, em fevereiro do próximo ano. Ele foi recebido em Brasília pelo deputado federal e senador eleito Marcos Rogério (DEM-RO), que preside a Comissão Especial do Escola Sem Partido, que defende uma educação sem doutrinação ideológica nas instituições de ensino no país.

Eduardo Girão também esteve em São Paulo, onde participou do Congresso Nacional do MBL. Ontem (24), o senador eleito pelo Ceará retornou a Brasília para participar do encontro do Movimento Brasil Sem Aborto.

(Foto: Divulgação)

Série A – Em dia de campeão e de mais um rebaixado, Vozão empata na luta pela permanência

No domingo de festa do campeão Palmeiras e de tristeza da torcida do Vitória, o Ceará conseguiu um importante resultado para a sua permanência no Brasileirão do próximo ano, nesta tarde (25), na Arena da Baixada, em Curitiba, no empate em 2 a 2 com o Atlético, então a segunda equipe com melhor desempenho neste returno.

O Vozão foi beneficiado com a derrota do Vasco para o Palmeiras, por 1 a 0, e pelo empate sem gol entre Vitória e Bahia, em Salvador. A equipe baiana é a segunda rebaixada para a Série B do próximo ano.

Caso o América Mineiro não vença o Bahia, nesta noite, em Belo Horizonte, e o Sport não surpreenda o São Paulo, nesta segunda-feira (26), no Morumbi, o Ceará entrará em campo no próximo domingo (2), diante do Vasco, no Castelão, já assegurado na Série A do próximo ano.

O Vozão abriu o placar, com Leandro Carvalho, aos 26 minutos do primeiro tempo, mas permitiu a virada do Atlético, na segunda etapa, com gols de Márcio e Lucho. O empate alvinegro ocorreu a sete minutos para o fim da partida, por meio de Wescley.

(Foto: Reprodução)

Preso é executado em delegacia do Ceará, horas após ser detido

Um homem do município de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi detido na madrugada deste domingo (25) em um procedimento policial em Icapuí, no Litoral Leste do Ceará, a 202 quilômetros de Fortaleza, e executado horas depois, após a invasão da delegacia pelos criminosos. Não há registro de policial ferido.

Segundo a Delegacia Regional de Aracati, o homem era investigado por tráfico de drogas e envolvimento com facção criminosa em Mossoró. Apesar da abertura do inquérito ter sido feita em Aracati, o caso deverá ser apurado por Icapuí.

(Foto: Leitor do Blog)

Aníbal Gomes, não reeleito, diz ter sido vítima dos candidatos que gastaram demais

O deputado federal Aníbal Gomes (DEM) diz o porquê de não ter sido reeleito: enfrentou uma concorrência gastando os tubos em campanha. Sim, ele tem nome citado na Lava Jato, mas garante que provará sua inocência.

Aníbal está na expectativa de ser lembrado pelo governador Camilo Santana quando da formação do novo secretariado.

Não, não para ocupar cargos, mas esperando que o petista convoque algum parlamentar eleito ou reeleito para uma função. Ele é o primeiro suplente na coligação.

(Foto – Dida Sampaio, do Estadão)

 

Incentivo para reduzir as diferenças

Editorial do O POVO deste sábado (24) ressalta política de incentivos fiscais do Governo do Ceará, diante da crise que se abate com mais força sobre os moradores de cidades interioranas. Confira:

Se o desemprego, hoje, afeta um número excessivo de brasileiros, em torno de 12 milhões de pessoas – sem contar os que deixam de procurar vagas por desalento -, a situação em pequenas cidades do interior tende a ser pior, principalmente nos municípios menos desenvolvidos. Normalmente desprovidos de indústrias e, como consequência, de um setor de serviços importante, a crise se abate com mais força sobre os moradores de cidades interioranas.

Com o objetivo de atenuar o problema, o governo do Ceará vai lançar uma nova política de incentivos fiscais para as cidades mais carentes do interior, conforme divulgou reportagem publicada na edição da quinta-feira, 22/11/2018. O critério para receber o benefício será o Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM), do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), que mensura anualmente a situação agrícola, social, econômico e de infraestrutura de cada município, estabelecendo índices de 1 (mais desenvolvidas) a 4.

Entrarão no programa os municípios com IDM-4, que engloba 126 cidades, das 184 do Ceará, nas quais se concentram 29% da população do Estado. As empresas que se instalarem nessas localidades poderão ter redução até 75% no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Segundo dados de 2016 (a última pesquisa divulgada), apenas a Capital e uma cidade do interior, Eusébio, encontram-se na classe 1 do IDM. Entre os municípios com índices mais baixos estão Saboeiro, Aiuaba, Ererê, Potengi e Catarina.

Para fomentar os negócios no interior, o secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado, César Ribeiro, disse que o governo mapeará as oportunidades de cada região, de modo a que os prefeitos fiquem alinhados com a política, fazendo as adaptações necessárias para que as cidades fiquem mais atrativas.

Diferentemente da renúncia fiscal, na qual o governo abre mão de receber impostos por um determinado período de empresas já instaladas – o que, já se provou, tem pouca eficácia -, o incentivo, para situações específicas, é um bom modo de estimular o desenvolvimento. Sem esse impulso dificilmente cidades pouco desenvolvidas conseguiriam atrair empresas e negócios. Assim, o incentivo fiscal pode ajudar a promover o desenvolvimento econômico e social dos territórios mais carentes.

Se reduzir as diferenças econômicas e sociais entre as regiões do País é uma política defendida pelos chefes do Executivo nordestinos, nada mais justo que cada governador faça a lição de casa, diminuindo os desníveis dentro de seu próprio Estado.

Ronaldo Martins, não reeleito, pode ficar sem o comando do PRB no Ceará

Além de brigas interna no PRB com o atual secretário estadual dos Esportes, Euler Barbosa, o deputado federal Ronaldo Martins, não reeleito, enfrentou outro adversário no pleito: o lobby das grandes redes de farmácia.

O parlamentar é autor de um projeto que quer flexibilizar a venda de remédios, sem exigência de receita, nos supermercados.

Nas contas das grandes redes de farmácia do País, a venda desse tipo de medicamento corresponde a quase 60% do faturamento no balcão.

O que se fala ainda é que Ronaldo anda ameaçado até de sofrer uma operação descarrego: ver a Igreja Universal tomar-lhe o comando estadual do PRB.

(Foto – Agência Câmara)

Crise entre prefeito e Eunício é saia justa para Camilo

275 2

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (24), pelo jornalista Érico Firmo:

A crise entre Roberto Cláudio (PDT) e Eunício Oliveira (MDB) estourou na terça-feira, 20, enquanto o presidente do Senado viajava o Interior ao lado do governador Camilo Santana (PT). O entrevero é uma complicação para o governador administrar.

Quando Camilo se reaproximou de Eunício, a articulação envolvia também o prefeito, diretamente interessado que era na liberação de recursos. Os Ferreira Gomes, porém, pouco estavam interessados no acordo – afora Ivo Gomes (PDT), prefeito de Sobral. Engoliram o entendimento. Agora, todavia, há embate direto.

Hoje, Eunício não tem indicados no Governo do Estado. Até a metade do ano passado, era oposição. Todavia, o governador já vinha sinalizando intenção de contemplá-lo na montagem do novo governo. Como será essa composição? Como fará para reunir pedetistas e aliados de Eunício na mesma gestão. Como será a relação de eventual secretário eunicista com o prefeito da Capital, que acusou o senador de retaliação?

Camilo já deu mostras de habilidade política e precisará mostrar tais talentos mais uma vez.

Prefeito Ivo Gomes reúne médicas cubanas em clima de agradecimento

200 1

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), recebeu, em seu gabinete, nesta semana, médicas cubanas que, por cinco anos, prestaram serviços à população desse município por meio do Programa Mais Médicos. A reunião contou ainda com a presença do secretário da Saúde, Gerardo Cristino, e da vice-prefeita, Christianne Coelho.

“Eu pedi para que vocês viessem aqui para agradecê-las pessoalmente, em nome do povo de Sobral, pelo trabalho de excelência prestado por vocês. Nunca tivemos nenhuma reclamação do trabalho de cubanos aqui no município, pelo contrário, sempre foram muito elogiados pelos pacientes atendidos. Então, eu só reforço a gratidão pelo trabalho de vocês”, agradeceu o prefeito Ivo Gomes.

Durante a reunião, o secretário Gerardo Cristino assegurou que o atendimento à população não será prejudicado e apresentou a nova estratégia para suprir a ausência das médicas: o sistema de rodízio será implantado em todas as unidades de saúde e uma seleção pública para novos médicos garantirão a continuidade do atendimento à 100% da população.

(Com Blog Sobral de Prima)

Vem ai o II Encontro Marketing digital do O POVO

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (24):

Tudo pronto para a segunda edição do Digital Leads. Trata-se de um evento sobre empreendedorismo e marketing na área digital promovido pelo Grupo de Comunicação O POVO, por meio do BPOP, ferramenta que opera como ativadora de novos negócios. Acontecerá na terça-feira, 27, a partir das 18h30min, no Teatro RioMar Papicu.

O mote será “O Poder do Marketing Digital na Geração de Negócios da sua Empresa” e terá como convidados Daniel Oniesko, executivo do Facebook, que falará sobre o tema “Impulsione seu Negócio com Facebook”; Sanchae Camatti e Lucas Dorini, executivos do BPOP, que abordarão “Ferramentas Digitais para Geração de Leads e Conversão em Vendas”; e Hugo Lopes, professor de MBA em Marketing Digital, que mediará o painel “Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas”.

A proposta é abrir para micro, pequenos e médios empreendedores o horizonte do marketing digital e suas mais modernas ferramentas (inscrições gratuitas pela página especial.opovo.com.br/digitalleads).

Oi investe R$ 130 milhões no Ceará de janeiro a setembro deste ano

A Oi investiu mais de R$ 130,4 milhões no Ceará no período de janeiro a setembro deste ano, segundo informa sua assessoria de comunicação. Isso representa um crescimento de 46% em comparação ao mesmo período do ano passado.

A operadora implantou no Ceará 262 novos sites de telefonia móvel e 555 ampliações e modernizações até o terceiro trimestre do ano.

Além disso, 8.495 novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi acrescenta que oferece ainda cobertura 4G em 59 cidades cearenses.

Trabalha, Eunício – Movimento nas redes sociais pede abaixo-assinado para liberação de verba para Fortaleza

251 2

Movimento divulgado nas redes sociais, por meio do site change.org, pede que o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), use de sua influência política a favor de Fortaleza, para a liberação de recursos para obras de saneamento básico, despoluição de lagoas e urbanização de áreas degradas.

… “é público e notório que se Eunício quisesse de verdade esses projetos já poderiam ter saído da Casa Civil para o Senado, onde então, poderiam ser liberados”, apela o texto, que pede ao internauta a participação em abaixo-assinado.

“É fundamental que toda a sociedade saiba mais uma vez que isto não implica nenhum centavo de dinheiro Federal. Não precisando de recursos federais fica claro que se não for liberado estará configurado uma atitude política de baixo nível que só prejudica o povo pobre de Fortaleza”, aponta o texto.

“Esse dinheiro é muito importante para Fortaleza”, justifica a médica Lia Ferreira Gomes, que atendeu ao pedido de assinatura. Ela é irmã dos ex-governadores do Ceará Ciro Gomes e Cid Gomes, esse último recentemente eleito senador.

Para participar do abaixo-assinado clique aqui: http://chng.it/ZJsmWwYk