Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Ministério Público ajuíza ação contra empréstimo milionário da Prefeitura de Juazeiro do Norte

raimundoa

Prefeito Raimundo Macedo e um novo questionamento.

O Ministério Público ingressou com uma ação contra a Prefeitura de Juazeiro (Região do Cariri) com o objetivo de barrar empréstimo no valor de R$ 22 milhões aprovado pela Câmara Municipal . O empréstimo é para o Programa de Modernização da Administração Tributária e de Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT). O MP teme que tal transação poderá provocar um “grave endividamento do município”, acrescentando que a aprovação de lei nesse sentido, foi “absolutamente ilegal, porquanto descumpriu as normas inerentes ao processo legislativo”.

Conforme relatado pelos vereadores Cláudio Luz e Tarso Magno e, posteriormente confirmado pelos promotores, não foi requerido nenhum regime de urgência para a votação da matéria, que foi a plenário sem o necessário parecer da comissão de Orçamento, Finanças e fiscalização, descumprindo assim o regimento interno da Câmara Municipal de Juazeiro.

A ação foi distribuída para a 1ª Vara Cível de Juazeiro, sendo solicitada ao magistrado urgência pelos membros do Ministério Público – Titulares da 3ª Promotoria Cível e 1ª Promotoria Auxiliar -, em razão da possibilidade de contração do empréstimo durante o recesso – considerando a agilidade e forma como foi feita a dita aprovação da lei.

(Com Site do MP-CE)

Mauro Benevides apresentará suas despedidas no Congresso

O deputado federal Mauro Benevides (PMDB), que não obteve a reeleição, vai ocupar a tribuna do Congresso Nacional nesta segunda-feira. Ele apresentará suas despedidas da casa, em clima de balanço de sua trajetória política.

Mauro falará sobre vários períodos de influência no Parlamento como, por exemplo, a época em que foi vice-presidente da Assembleia Nacional Constituinte. Destacará dois projetos seus de relevância: o que unificou o salário mínimo e outro que restabeleceu o direito de se eleger prefeito das Capitais.

* Sobre Mauro Benevides, leia mais aqui.

DETALHE – Há uma articulação política para garantir a permanência de Mauro Benevides, segundo suplente, na Câmara. Isso é tocado pelo governador Cid Gomes (Pros) com o governador eleito Camilo Santana (PT), a partir da convocação de deputados federais eleitos para a equipe de governo.

Cirinho Gomes e o Capitão Wagner

442 1

Essa sequência de cena é bem curiosa e ocorreu antes do ato de diplomação dos eleitos, sexta-feira última, no Centro de Eventos:

capitaoaoa1

O deputado estadual eleito Capitão Wagner (PR) chega com familiares para o ato e é observado por Cirinho (ao fundo, de camisa azul e celular na mão)…

captiaow2

Filho do ex-ministro Ciro Gomes, atual secretário estadual da Saúde, e sobrinho do governador Cid Gomes, Cirinho acompanha, com olhos de lince, a chegada do Capitão. 

Ciro e Cid não toleram politicamente Wagner, que tem prestígio dentro da PM. Pelo visto, nem o resto dos Ferreira Gomes.

(Fotos – Paulo  MOska)

TCM cria organismo de pesquisa e capacitação

chicoaguiar

O presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Chico Aguiar, acaba de criar uma nova unidade de pesquisa e capacitação. Trata-se do Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública, que recebeu o nome Waldemar Alcântara. O objetivo é promover capacitações e treinamentos, assim como o desenvolvimento de atividades de pesquisas e estudos relacionados ao controle externo e interno da administração pública. O relator da matéria foi o conselheiro Domingos Filho.

De acordo com Chico Aguiar, o Instituto Waldemar Alcântara permitirá a “qualificação de servidores do TCM, contribuindo para o constante aprimoramento do serviço que esse presta.” A nova estrutura substitui o modelo anterior da Escola de Contas e Gestão (Ecoge), sendo composta por Diretoria, Conselho Consultivo Pedagógico, Coordenadoria Operacional, Coordenadoria Técnica e Pedagógica, Gerência de Projetos, Pesquisa e Extensão e Gerência de Atividades Pedagógicas. Terá um conselheiro do TCM como diretor presidente, com aprovação prévia do Plenário e mandato de 2 anos.

O nome do organismo

Waldemar Alcântara, que dá nome ao instituto, teve atuação importante no cenário cearense. Foi presidente do TCM no período de 1965 a 1967. Fundou a Faculdade de Medicina do Ceará e o Instituto do Câncer, sendo, no primeiro, diretor e professor. Também participou da política como governador e vice-governador do Ceará, senador, deputado federal e deputado estadual.

Em clima natalino, arcebispo de Fortaleza ordenará mais 11 padres

domjosenatonio

Da Coluna Vertical desta segunda-feira:

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tosi, vai entregar hoje um presente à comunidade católica cearense. A partir das 18h30min, na Catedral Metropolitana de Fortaleza, ele ordenará mais 11 padres.

Esse tipo de ato ocorre sempre nesta época do ano como sinal de que a igreja deve e precisa renascer, assim como o Cristo renasce para os cristãos através do espírito missionário.

Antecedendo essa cerimônia, o arcebispo comandará, logo a partir das 8 horas, desta segunda-feira, no Sesc Iparana (Caucaia), a confraternização arquidiocesana. Ali, haverá momentos de oração, louvor e orientações pastorais para 2015.

Por falar em Dom José, ele já marcou para as 20 horas, da próxima quarta-feira, a tradicional Missa do Galo. Na Catedral.

Mais dois militares ligados ao Capitão Wagner são demitidos

224 2

capitaowagnerr

“Mais dois policiais militares foram demitidos este mês. Segundo publicado pelo Diário Oficial do Estado na última sexta-feira, Reginauro Sousa Nascimento, bombeiro militar e coordenador da última campanha do deputado estadual eleito Capitão Wagner (PR), e Michell Teles Mendonça, policial militar e coordenador da campanha de Wagner em 2012, praticaram “atos contrários aos valores militares”. Eles foram acusados de participar de reunião que deliberaria sobre nova paralisação dos militares.

“Não tem outra explicação: é perseguição política”, afirmou Reginauro ao O POVO. Ele afirma que em nenhum momento uma nova paralisação entrou na pauta da reunião, em janeiro de 2013. “A pauta era para discutir um ano de greve”, diz. Ele também afirma que foi convidado ao encontro como líder religioso – Reginauro é espírita – já que seria realizado um ato ecumênico em memória dos militares mortos.

Sobre a acusação de que teria descumprido ordem publicada no Boletim Interno de que não comparecesse ao encontro, o agora ex-bombeiro afirma que não tinha acesso ao documento, pois é necessário acessar a intranet da corporação, onde o boletim é publicado. “Pouquíssimos acessam, em virtude da burocracia”, diz.

“Capacho”

De acordo com Capitão Wagner, o secretário de Segurança Pública Servilho Paiva “não tinha mais o que fazer e, pra se vingar, encontrou essa maneira”. Ele também acusou o controlador de disciplina de ser “capacho” da secretaria de segurança. O órgão é, oficialmente, independente da pasta. Ele afirmou que as novas demissões – que, agora, somam 12 desde 2013 – trouxeram “indignação” ao conjunto da tropa. Ele diz esperar que o novo governador – e o novo secretário – busquem abri diálogo com a tropa.

O POVO não conseguiu contato com Michell Mendonça, com representantes da Secretaria de Segurança Pública ou da Controladoria de Disciplina. O Governo do Estado disse desconhecer o processo e, portanto, não poderia comentar.”

(O POVO)

Municípios cearenses despreparados para uma nova seca

“Os municípios cearenses temem ausência de recarga hídrica dos reservatórios em 2015. A possibilidade de a próxima quadra chuvosa ter precipitações abaixo da média histórica assusta gestores de cidades que, nos três últimos anos, sofreram com a falta de água para pecuária, agricultura e consumo humano. Levantamento feito pelo O POVO mostrou que 2.869 comunidades, localidades e distritos têm problemas com o abastecimento de água. São locais onde as criações estão sem pastagem, a produção agrícola foi comprometida, e há carência de poços, sendo necessário acionar carros-pipa.

Em Santa Quitéria – a 222 quilômetros de Fortaleza -, a amplitude territorial dificulta a distribuição dos recursos hídricos. Segundo o secretário municipal de Agricultura, Cesário Júnior, existem 200 comunidades e nove distritos com problemas severos de abastecimento. A esperança é ter uma quadra invernosa acima da média para recuperar os reservatórios e impulsionar a produção agrícola.

Essa expectativa é semelhante em vários municípios cearenses. Mesmo nas regiões de situação hídrica mais confortável, há temor pela ausência de chuvas nos próximos meses. A maioria dos gestores, conforme apurou O POVO, espera ter mais apoio e financiamento dos Governos estadual e federal para expandir as ações emergenciais e executar ações estruturantes de combate à estiagem.

A expressão “ainda não, mas não descartamos essa possibilidade” foi utilizada por parte dos secretários quando indagados sobre racionamento de água nas sedes dos municípios.

Para quem já viu as últimas reservas de água se esvaírem, resta o amparo de municípios vizinhos e as operações de carros-pipa – desenvolvidas pela Defesa Civil Estadual, pelo Exército Brasileiro e pelas próprias prefeituras. Em Tejuçuoca, por exemplo, há racionamento de água até na sede e 96 localidades têm problemas graves de abastecimento. A situação se repete em várias cidades ouvidas pela reportagem. Para alguns secretários de Agricultura, é impensável a possibilidade de não haver recarga de reservatórios em 2015. 

Em Jijoca de Jericoacoara, distante 314 quilômetros da Capital, ainda não há racionamento e existem poços para utilização popular. O temor para 2015, segundo o secretário de Agricultura e Abastecimento, José Arteiro Ferreira, é ter o turismo afetado pela falta de água. “Estamos trabalhando com chafarizes e tentando fazer o máximo possível para garantir o abastecimento da área rural. Mas, se a quadra chuvosa for menor que (em) 2014, vai ficar difícil. O turismo vai sumir. Onde encontraremos água?”, indaga. “

(O POVO)

Jornalistas do O POVO entre os mais premiados do País

JORNALISTAS-O-POVO

Gil Dicelli, Cláudio Ribeiro e Demitri Túlio.

“Quatro jornalistas do O POVO estiveram na lista dos mais premiados da profissão. O ranking é produzido pelo portal Jornalista&Cia e revelou os profissionais que mais se destacaram em 2014 e os melhores ranqueados de todos os tempos do Brasil.

Os jornalistas Demitri Túlio e Cláudio Ribeiro, do Núcleio de Reportagens Especiais; Gil Dicelli, editor-executivo do Núcleo de Imagem; e Edimar Soares, repórter fotográfico; foram os profissionais premiados do O POVO.

Demitri ocupou a 24ª posição da lista dos 200 mais premiados de todos os tempos. No mesmo ranking, Cláudio Ribeiro e Gil Dicelli ficaram na 46ª e 70ª colocação, respectivamente. Edimar marcou presença na lista dos 100 mais premiados em 2014, alcançando o 96º lugar.

O prêmio mais recente do O POVO ocorreu em novembro, com o caderno especial “Sertão a Ferro e Fogo”, que venceu o 59º Prêmio Esso de Jornalismo na categoria Criação Gráfica de Jornal. Em mais de 20 páginas, o especial apresenta a marca de ferrar boi, uma herança avoenga, em narrativas colhidas no sertão cearense. A concepção é de Gil Dicelli, inspirada nas marcas espalhadas por este nosso sertão.”

(O POVO Online)

Cid Gomes inaugura adutora em Canindé neste domingo

foto cid gomes adutoras

O governador Cid Gomes inaugura na tarde deste domingo (21), em Canindé, a Adutora de Montagem Rápida (AMR), que fornecerá água para o município, além da cidade de Caridade, no Sertão Central. Com 54 quilômetros de extensão, a adutora beneficiará cerca 58 mil cearenses.

A Adutora de Montagem Rápida faz parte da terceira fase do “Programa Cearense de Adutoras de Montagem Rápida”, que já investiu quase R$ 200 milhões. Cerca de 273 mil cearenses estão sendo beneficiados com a implantação das adutoras. Também, fazem parte dessa fase as adutoras de Nova Russas, Tauá, Caririaçu, Irauçuba, Quiterianópolis, além das duas AMR’s que já foram inauguradas: Alcântaras e Potiretama.

DETALHE – O governador eleito Camilo Santana (PT) se encontra presente na solenidade. Após a inauguração, Camilo e Cid irão para a Basílica de São Francisco, quando agradecerão pelos resultados das urnas na última eleição.

Pescando na Bienal do Livro

Da Coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (21), pelo jornalista Plínio Bortolotti:

Muita gente criticou a edição deste ano da Bienal do Livro do Ceará. Alguns reclamando da “desorganização”; outros, da falta de um número maior de autores “importantes”; vários para dizer que o evento foi apenas uma grande “feira” de livros e, pior, com poucas editoras de destaque.

Porém a crítica mais certeira veio de Lia Martins (@liabmartins), que postou o seguinte na rede social Twitter: “Essa foi a Bienal do Livro com mais cara de SANA a que eu já fui na vida. No melhor sentido”. “Sana”, para quem não sabe, é o evento anual da cultura japonesa, com seus mangás (gibis), séries de TV, jogos e outros produtos da indústria cultural nipônica, ambiente normalmente frequentado por adolescentes vestindo “cosplay” (fantasia) de seus personagens favoritos.

De fato, na Bienal, havia um imenso número de editoras de livros próprios para adolescentes – em que campeiam vampiros e outros seres fantásticos -, incluindo um estande em que se podia, virtualmente, “entrar no livro”, com a simpática jovem autora à disposição para autografar a sua obra; e outro em que se anunciava aos gritos que tal série de livros (já esqueci o nome) “agora tem final”, chamando os passantes para conhecer o segredo.

Na contracorrente dos que criticam os jovens por lerem literatura juvenil (queriam o quê?), penso que cada um deve começar por onde gosta. Melhor do que obrigar à leitura de José de Alencar para depois o menino ficar odiando o autor de Iracema para o resto da vida, sem atentar para a importância do cearense para as letras nacionais.

Assim, me diverti – mas não aceitei – ao ser convidado para “entrar no livro”, e nem fui atraído para conhecer o final da tal história da qual eu nem sabia o começo – ou mesmo que existia. (Também recusei, muito educadamente – a mocinha que oferecia a revista não tem culpa nenhuma -, a aderir a uma assinatura da Veja.)

Tampouco me incomoda a bienal como “feira de livro”. Gosto de flanar pelos estandes; principalmente minerar nas bancas de livros a R$ 10 – onde, vez por outra, se esconde uma pedra de valor, como foi o caso (em outra bienal), quando topei com Eric Arthur Blair, mais conhecido como George Orwell, ele contando como ficou na pior em Paris e Londres – uma edição de 1986, da editora Philobiblion -, que somente mais recentemente mereceu uma edição renovada de editora “importante”.

Nesta bienal, o que pesquei – no qual até agora somente dei uma visada – foi Máscaras e codinomes – O espetáculo da política brasileira (1961-1984), livro que reúne crônicas do jornalista José Carlos Oliveira para o Jornal do Brasil, no período indicado no título. O organizador da publicação (editora Civilização Brasileira), Jason Tércio, classifica o jornalista como “o grande cronista dos anos de chumbo”.

Chamou-me a atenção esta citação na contracapa: “No Brasil, uma embriaguez dionísica acometeu a esquerda – a mesma embriaguez que neste momento perturba os sentidos da direita vitoriosa. Ninguém viu a luz, apenas a cegueira mudou de dono”. Ainda não verifiquei de qual crônica (e de qual ano) foi extraído o trecho, mas será que não retornamos a esse ponto, cambiando-se os lugares entre direita e esquerda?

Se a Bienal de 2016 quiser ser melhor do que a deste ano, tem de começar a ser preparada agora. A deste ano perdeu para a anterior até em número de público. Em cima da hora é difícil fazer algo que ganhe mais elogios do que críticas.

Cid Gomes não é citado em lista de políticos envolvidos com escândalo da Petrobras

cidgomm

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (21):

Ainda não é oficial. Fruto da apuração do jornal O Estado de S.Paulo, saiu uma nova lista de políticos que foram citados na colaboração premiada do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. “Em 80 depoimentos, a relação inclui ministro e ex-ministros da gestão Dilma Rousseff, governador, ex-governadores e parlamentares; são, ao todo, 10 nomes do PP, 8 do PT, 8 do PMDB, 1 do PSB e 1 do PSDB”.

“O Estado obteve a lista completa dos citados. A relação inclui ainda parlamentares que integram a base aliada do Palácio do Planalto no Congresso como supostos beneficiários do esquema de corrupção e caixa 2 que se instalou na petrolífera entre 2004 e 2012”. Portanto, é muito provável que a lista seja fidedigna.

“O perfil da lista reflete o consórcio partidário que mantinha Costa no cargo e contratos bilionários da estatal sob sua tutela – são 8 políticos do PMDB, 10 do PP, 8 do PT, 1 do PSB e 1 do PSDB. Alguns, segundo o ex-diretor de Abastecimento, recebiam repasses com frequência ou valores que chegaram a superar R$ 1milhão. Outros receberam esporadicamente – caso, segundo ele, do ex-senador Sérgio Guerra, que foi presidente nacional do PSDB”.

Mas, onde está Cid Gomes? Pois é. Na metade do mês de setembro passado, no calor da campanha eleitoral, a revista semanal citou o nome do governador do Ceará como um dos beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras. Um nome que, segundo a revista, teria sido citado por Paulo Roberto Costa.

Cid, por óbvio, reagiu. Uma reação emocional a uma reportagem com poucas âncoras de sustentação. Mal aconselhado, o governador chegou a pedir que a publicação não circulasse. O pior é que uma juíza concedeu o pedido. No fim das contas, as respostas mal elaboradas do governador e a decisão judicial, posteriormente anulada, acabaram por dar ao caso uma dimensão muito maior do que de fato possuía.

É evidente que a disputa eleitoral também jogou fermento no caso. A providencial reportagem da revista foi usada pelos opositores do governador durante a campanha. É evidente que gerou imensos desgastes. O fato é que a lista de “indicados” por Paulo Roberto Costa será conhecida em breve quando da tramitação no Judiciário, mas a reportagem do Estadão nos parece bem apurada. Então, fica a questão: se o nome do governador não aparecer, fica por isso mesmo? Certamente a coisa toda vai redundar em uma ação judicial, mas o prejuízo causado por uma acusação do tipo é irrecuperável. O fato é que uma grande injustiça impõe uma grande reparação.

O envolvimento do governador com o propinoduto da Petrobras não era algo provável. Não havia nem sequer negócios da Petrobras no Ceará para justificar coisas do tipo. Não é o caso, por exemplo, de Pernambuco e Rio de Janeiro, estados com grandes empreendimentos e grandes obras da Petrobras.

Urgência e Emergência da UPA de Pentecoste param por atraso de salários

Servidores da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas, em Pentecoste, a 89 quilômetros de Fortaleza, paralisaram o atendimento na Urgência e Emergência, por atraso salarial. Em contato com o Blog, os servidores afirmam que a falta de pagamento deverá entrar no quarto mês.

O Blog tentou contato com a diretora da UPA de Pentecoste, neste domingo (21), mas o celular estava desligado.

Capitão Wagner sinaliza poder paralelo na PM

657 38

capitão wagner

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (21):

Diplomado deputado estadual, o Capitão Wagner (PR) talvez esteja precisando de um bom conselheiro. O parlamentar afirmou que só haverá paz na PM se o atual titular da Secretaria da Segurança, Servilho Paiva, for substituído. É mesmo? Bom, então é sinal de que o futuro deputado exerce um poder paralelo na PM e tem poder de fazer a paz e a guerra.

Se assim é, que seja responsabilizado pela guerra, se houver. O capitão precisa entender que a política não se faz na base da imposição. Não fica bem para um deputado tentar dizer quem deve ou não ficar como secretário do governador Camilo Santana. Não é seu papel. No mais, se o Capitão exerce tanto poder sobre os humores dos policiais, corre o risco de começar a ser apontado como um dos responsáveis pelo mau desempenho da Segurança Pública no Ceará.

Eleição de deputados, após 12 anos, faz PPS querer fortalecimento no Ceará

foto pps 141219

Após 12 anos sem representantes na Assembleia Legislativa do Ceará ou na bancada cearense no Congresso Nacional, o PPS quer em 2015 o fortalecimento do partido em todo o Estado. A declaração é do presidente do PPS no Ceará, Alexandre Pereira, durante a confraternização de políticos e filiados, na sexta-feira (19), na sede do partido.

“Vamos fortalecer nossa presença nas diversas regiões do Ceará para buscar um crescimento ainda maior nas eleições municipais”, ressaltou o dirigente.

Além das eleições de Moses Rodrigues, à Câmara Federal, e Tomaz Holanda, à Assembleia Legislativa, o PPS ainda somou em outubro 242.285 votos no Ceará. “Teremos mais força para atuar e colaborar com ideias e propostas para a população”, comentou Alexandre Pereira.

(Foto: Divulgação)

Ciro Gomes está velho?

Em artigo enviado ao Blog, o leitor e professor Francisco Carvalho avalia a frase de Tasso a Ciro, durante a solenidade de diplomação dos candidatos eleitos na última votação. Confira:

“Como você está velho”! A frase de Tasso Jereissati ao encontrar o maior parceiro de sua trajetória política no Ceará, Ciro Gomes, na noite dessa sexta-feira, 19, no Centro de Eventos, na solenidade de diplomação do governador Camilo Santana e dos demais eleitos em outubro último, sufocou qualquer discurso preparado para a cerimônia.

Ciro Gomes, segundo aqui mesmo, no Blog do Eliomar, teria respondido que a barba (branca) o deixa com a aparência mais velha. Já o jornal O POVO, de acordo com matéria neste sábado, traz um Ciro conformado e amadurecido, ao responder que “o tempo passa”.

Íntimo do Brasil e, principalmente, dos cearenses, Ciro Gomes nunca escondeu o jeitão impulsivo e o temperamento forte, em que não cabe a rendição. Esse é o Ciro! O Ciro em que a barba fica branca, a barriga cresce, os cabelos… que cabelos?! Tudo nele envelhece, menos ele mesmo. A frase do senador Tasso, dita em época de acirramento de campanha, certamente seria assim entendida por Ciro Gomes: Como você está, velho (amigo)?

Mas, a verdade é que Ciro Gomes envelheceu… Não pelos seus 57 anos, que na maioria dos casos é uma idade madura. Ciro envelheceu diante da sua larga experiência de vida política. Uma vida que poderia preencher a trajetória de até três personagens, todos protagonistas.

Ciro foi deputado estadual, prefeito de Fortaleza, governador do Ceará, ministro da Fazenda no governo Itamar Franco, candidato à Presidência da República, ministro da Integração Nacional no governo Lula, deputado federal mais votado no Brasil, além de coordenador de inúmeras campanhas políticas e (sempre) presidenciável de prontidão.

O problema é fazer Ciro Gomes entender que ele envelheceu, pois nesta fase da vida a experiência toma o lugar do talento. E o talento foi algo marcante na carreira política de Ciro. Se rei fosse, certamente o título seria “Ciro, o Talentoso”. Embora o talento tenha sido mais usado como arma que uma ferramenta de transformação, Ciro não abre mão do título.

Quem não lembra do político que tinha sempre uma resposta na ponta da língua e uma pergunta mais afiada ainda? Talento! Construía teses, derrubava dogmas e reestruturava ideias sem a necessidade de uma comprovação científica. Talento!

Agora o senador Tasso revela um novo Ciro, em que a experiência bate à porta. A crítica agora tem que ser fundamentada nos projetos que deram certo em sua trajetória política. Não há mais a crítica pela crítica. Ontem, mesmo, Ciro disse que Dilma começa o segundo mandato com conservadorismo e incompetência. Mas não justificou. Isso dito anos trás era motivo de reflexão. Hoje cai no vazio. Por isso é que não há eco vindo de Brasília.

Ciro tem que despertar para o novo momento de sua trajetória política. Afinal, a Terra do Nunca, nunca existiu.

Segurança Pública: Camilo deve chamar secretário de fora do Ceará

120 1

Antes cotado para permanecer na Segurança Pública, Servilho Paiva deverá ser substituído por nome vindo de fora do Ceará. Segundo lideranças próximas a Camilo Santana (PT), o governador eleito teria articulado o “reforço” em reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça), em Brasília. Diplomado ontem junto com congressistas eleitos neste ano, Camilo confirmou apenas que já definiu “mais da metade” de sua equipe de governo.

“Havia o interesse dele (Camilo) de manter o Servilho, mas isso não era possível. Então nome deve vir de fora, articulado com o Cardozo”, disse um político ligado ao governador, que não quis ser identificado. Ministro que já foi deputado federal e tem laços próximos com a cúpula petista federal, Cardozo comanda hoje a Polícia Federal.

Evitando o assunto, Camilo disse que anunciará secretários “de uma vez só”, já na próxima semana. Segundo políticos ouvidos pelo O POVO, já estariam definidos nomes para Educação, Ciência e Tecnologia, Cidades e Desenvolvimento Agrário. Já a Saúde estaria em “curto circuito”: teria sido chamado o médico Carlos Roberto Martins, que não aceitou o convite.

Izolda Cela afirmou que não deverá ser secretária, participando no governo de forma “mais sistêmica” e não atrelada a pastas. O POVO apurou que Camilo deverá priorizar a convocação dos três primeiros suplentes do PT. Hoje, o partido possui o 4º, o 5º e o 6º suplentes da coligação governista.

(O POVO)

Luizianne sugere ruptura de Camilo com governo Cid Gomes

218 8

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Cd_NJwPgSGY&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal eleita Luizianne Lins (PT) sugeriu que o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), rompa do o projeto administrativo do atual governo Cid Gomes.

Para Luizianne, o atual governo apresentou projetos desastrosos, com agressão ao meio ambiente.

“Não foi um governo péssimo”, diz Tasso sobre Cid Gomes

171 1

foto 141219 opovo camilo e tasso

Passado o acirramento das eleições e, agora, em clima de festa com o diploma de senador eleito nas mãos, Tasso Jereissati (PSDB) usou tom menos ríspido para se referir ao governador Cid Gomes (Pros), que se despede do cargo daqui a 11 dias. Tasso – que, em junho deste ano, chegou a dizer que a atual gestão estadual é um retrocesso ao modelo dos coronéis – sustentou as críticas ao ex-aliado, mas amenizou ao avaliar que Cid não fez um péssimo governo.

“Não foi um governo péssimo, não foi. Mas eu tenho uma visão diferente. O Cid tem uma visão muito construtivista, da obra, da construção. E eu acho que a gente tem que olhar mais para a consequência, de como fazer essa obra funcionar, como valorizar o homem, mais do que a obra em si”, avaliou o tucano na noite de ontem, em entrevista na solenidade de diplomação dos candidatos eleitos.

Embora tenha sido convidado, Cid não compareceu ao evento. Mas Tasso teve um reencontro com o irmão do governador, Ciro Gomes (Pros), outro ex-aliado com quem o senador tinha fortes laços pessoais e políticos, rompidos em 2010 por falta de acordo para a disputa eleitoral. Ao avistar Ciro no evento, Tasso deixou a área reservada para autoridades e foi cumprimentá-lo. Os dois trocaram sorrisos e um longo aperto de mão. “Tá velho, né? Cheio de cabelo branco”, brincou Tasso. “O tempo passa…”, respondeu Ciro.

Oposição federal

O senador eleito disse que não existe “nenhuma inimizade” com o clã Ferreira Gomes, mas explicou que não há mais relação de proximidade com os irmãos. Tasso mudou o tom, no entanto, quando questionado sobre o cenário nacional. “Eu fico envergonhado, é uma desmoralização total. Só tem um jeito: fazer uma limpa nisso tudo”, afirmou, questionado sobre a lista dos 28 políticos citados pelo primeiro delator da Operação Lava-Jato, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

(O POVO)

Camilo terá 50 milhões de dólares para redução de famílias vulneráveis no interior do Ceará

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (20):

Neste clima natalino, o governo cearense acaba de ganhar um presentão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que contemplará a Era Camilo Santana (PT). A Instituição aprovou empréstimo de US$ 50 milhões para reduzir a vulnerabilidade e o risco social de indivíduos e famílias que vivem nos municípios mais pobres do Ceará.

O dinheiro será aplicado em ações para melhorar a infraestrutura, a qualidade e o acesso aos serviços sociais e a promoção do emprego para jovens em risco. A maior parte da verba será destinada para a cobertura da rede de serviços sociais de cerca de 50 municípios. Financiará a construção e equipamento de Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centros de Educação Infantil, quadras poliesportivas e centros de esportes.

O programa oferecerá também serviços de proteção social especial para adultos idosos pobres e jovens em risco. Além disso, apoiará a inserção produtiva e a promoção de empregos.