Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Semáforos apagados – Agrava-se crise entre Prefeitura e empresa

171 1

foto roberto cláudio rádio

“A discordância entre a Prefeitura de Fortaleza e a empresa NovaKoasin ficou mais acirrada. Em entrevista ao O POVO ontem, o prefeito Roberto Cláudio (Pros) afirmou enfaticamente não reconhecer parte da dívida cobrada pela empresa que realizou manutenção na rede de semáforos da Capital até 11 de fevereiro. RC também quer a entrega de um software adquirido pela Prefeitura para gestão inteligente do sistema – o Scoot. O diretor da NovaKoasin, Valdir Roberto, entretanto, afirma que o software foi entregue em julho de 2011 e que existe um débito de R$ 9 milhões.

A pane na rede de semáforos gera transtornos. A NovaKoasin deixou de realizar manutenção nos equipamentos alegando inadimplência da Prefeitura. Segundo o diretor da empresa, o débito pendente se refere aos meses de junho, agosto, setembro, novembro e dezembro de 2013 e de 2014. Ele pontua que planilhas com os valores foram entregues para a Prefeitura em reuniões com secretários e outros gestores.

O Scoot é um sistema de tecnologia britânica para gestão inteligente das redes de semáforos. Segundo Roberto, mais de 250 cidades no mundo utilizam o modelo. Para a Prefeitura, ele diz, foi comercializada a licença de utilização do software. “Para trabalhar com o Scoot é necessário ter treinamento. Nós e a empresa fornecedora do programa oferecemos essa formação para os operadores da Prefeitura”, pontua. Valdir reafirmou que o sistema, adquirido pela Prefeitura, foi implantado e a licença para utilização (junto dos manuais de operação) foi entregue para o Município.

Até o fim de março, segundo o prefeito, será realizada licitação e contratação de nova empresa para manutenção dos equipamentos. Enquanto isso, os problemas têm sido solucionados por equipes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Próxima semana, deverá ser feito um contrato de emergência para garantir a estabilidade da manutenção, afirmou RC.

Investigação

Durante a entrevista, RC também afirmou que as Polícias Civil e Militar foram acionadas para participar de investigações sobre supostas sabotagens nos semáforos. O Ministério Público (MP) também se manifestou e vai participar. Na quarta-feira, O POVO flagrou indícios de fiação danificada na rede que leva energia a semáforo da avenida Eduardo Girão. Segundo a AMC, o último balanço apresentou apenas sete equipamentos com problemas – menos de 1% da rede completa.”

(O POVO)

Heitor Férrer – Camilo quer gastar milhões com Acquario e suplica verbas para ações contra a seca

heitorrferrrer

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

Nas ações de combate à seca anunciadas pelo governador Camilo Santana (PT), na Assembleia, há previsão de perfuração de 750 poços, ao preço de R$ 5,1 milhões. O dado chamou a atenção do deputado Heitor Férrer (PDT) que, ao questionar o governador, citou a polêmica construção do Acquario.

Para Heitor, com o gasto que o Governo fez, até agora, com a obra – R$ 125 milhões, daria para perfurar 18.200 poços profundos no Estado. “Basta analisar esse dado para comprovar a insanidade do projeto, herança maldita de Cid Gomes e que Camilo insiste em manter”.

O deputado afirma ainda que, com mais de 18 mil poços, o Ceará “seria transformado numa tábua de pirulito jorrando água para quem tem sede” Heitor não poupou: “Enquanto o governo gasta milhões com o Acquario e quer gastar mais R$ 400 milhões, Camilo estava ontem, em Brasília, suplicando verba para alugar perfuratrizes e carro-pipa. Isso é a mais trágica e criminosa inversão de prioridades do Governo do Ceará.”

Açude Gavião sangra e vazão do Pacoti é fechada para evitar desperdício

272 1

“A barragem Gavião, em Pacatuba, é o primeiro reservatório monitorado a sangrar no Ceará em 2015. E, para que a sangria não aumente e haja desperdício de água no sistema que abastece Fortaleza, a vazão do açude Pacoti (reservatório que alimenta o Gavião) foi fechada. Para a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), a recarga da barragem reduz a transferência de água do sistema, facilitando o acúmulo nos reservatórios que o compõe, mas não representa melhoria da garantia hídrica.

A Capital é abastecida por um sistema que conduz água a partir do açude Castanhão, seguindo para o açude Pacoti, que está interligado a outro reservatório, o Riachão. Após fazer este percurso, a água chega à barragem Gavião e segue para a Estação de Tratamento (ETA).

“O Pacoti ganhou cerca de 4,7 milhões de metros cúbicos nestas últimas chuvas. Isso é favorável porque o nível do açude não caiu, como na maioria (dos reservatórios). Mas ainda não tem grande melhora”, comentou o assessor técnico da presidência da Cogerh, Gianni Lima.

Conforme ele, o Gavião está permanentemente com alto volume de água para que o abastecimento da ETA aconteça. “Se não continuar chovendo, logo ele volta para os 90% de volume”, afirmou Gianni.

Em fevereiro, o açude Pacajus (que também envia água ao Gavião) conseguiu aporte de 1,12 milhão de metros cúbicos de água, porém, sem alterações significativas de volume, e o Riachão registrou aumento de 3,5 milhões metros cúbicos. Já o Castanhão, estratégico para o abastecimento de Fortaleza e da Região Metropolitana, teve o volume reduzido de 1,7 bilhão de metros cúbicos para 1,5 bilhão.”

AL aprova reforma administrativa e contraria governo na proposta do piso dos agentes de saúde

“Depois de aprovar reforma administrativa, Assembleia Legislativa impôs derrota ao Governo durante mensagem sobre o piso salarial dos agentes de saúde e endemias. Emendas que alteram o texto original a contragosto de Camilo foram apresentadas e aprovadas por membros da oposição e do governo.

Sob pressão de agentes de saúde presentes nas galerias da Assembleia, a votação da mensagem de Camilo para estabelecer o piso salarial dos profissionais da categoria contrariou o texto enviado pelo governador e gerou desacordos na base.

Duas alterações à mensagem, uma do petista Elmano de Freitas e outra do líder do PMDB, Audic Mota, garantiram, para além do piso da categoria, o reajuste anual seguindo o estabelecido pelo governo aos demais servidores do Estado. Outra modificação prevê ainda novos ajustes concedidos pelo governo cearense sempre que o governo federal aplicar reajustas à categoria dos agentes de saúde e endemias.

Pegos de surpresa com as propostas, membros da base de Camilo recuaram e votam favoráveis às mudanças. “Houve uma intransigência, depois que se viu derrotada, a situação voltou atrás e resolveu aderir as propostas e torná-las consenso”, comemorou Audic.

Sem comentar o recuo da base e a aprovação das emendas, Elmano lembrou que “não haveria esse debate e essa conquista se Camilo não tivesse encaminhado o texto”. Depois de sancionado, o novo piso dos agentes de saúde e endemias será fixado no valor de mil e quatorze reais.”

(O POVO)

Camilo anuncia mais cargos de comando no Governo

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nesta quinta-feira (26) mais cargos de comando no terceiro escalão do Governo. Confira os nomes:

Departamento Estadual de Engenharia (DER): José Sérgio Fontenele de Azevedo;

Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace): Eduardo Barbosa;

Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri): Francisco Augusto de Souza Júnior;

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce): Antonio Rodrigues Amorim;

Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap): Francisco César de Sá Barreto;

Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT): Antônio Gilvan Mendes de Oliveira;

Instituto Agropolos do Ceará: Bruno Elói;

Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec): Ricardo Lopes;

Escola de Gestão Pública do Estado do Ceará (EGP): Lúcia Maria Gonçalves Siebra;

Centro Educacional à Distância do Ceará (CED): Francisco Hebert Lima Vasconcelos;

Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace): Virgínia Adélia Rodrigues Carvalho (adjunta).

MPCE promove evento para prevenção de violência nas escolas de Apuiarés

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) promove no sábado (28) o I Encontro Integrado de Mãos Dadas pela Educação – Articulando Lideranças e Renovando Esperanças, em Apuiarés. O evento ocorre das 8 às 17 horas, na Escola Matilde Barroso Góis, e tem o objetivo de sensibilizar a população para a importância de promover uma cultura de paz no ambiente escolar e na comunidade. Vão participar estudantes, familiares, líderes comunitários e autoridades em geral.

O Encontro é resultado de uma articulação conjunta entre o Centro de Apoio Operacional da Infância e da Juventude do MPCE (CAOPIJ), a Promotoria de Justiça de Apuiarés e a Secretaria de Educação do Município, contando ainda com o apoio da Escola Superior do MP (ESMP); da Divisão de Proteção ao Estudante (DIPRE), da Polícia Civil; do Núcleo de Prevenção da Violência (NUPREV), da Polícia Militar; e do DETRAN/CE.

Com o objetivo de discutir políticas de prevenção da violência, a programação do evento inclui dinâmicas de sensibilização, apresentação de vídeos e palestras. Serão discutidos, entre outros temas, a resolução pacífica dos conflitos escolares e a parceria entre a polícia e a escola.

“Nós temos tido muitas ocorrências, incluindo bullying, maus tratos, envolvimento com drogas, porte de arma branca e também alunos que são vítimas de violência doméstica. Muitas vezes os professores não sabem como proceder diante dessas questões, por isso resolvemos buscar o apoio de outras instituições”, explica a coordenadora pedagógica do Município, Cibele Braz.

A Secretaria de Educação não sabe quantificar os casos, mas afirma que o problema vem ocorrendo nas unidades dos Ensinos Fundamental e Médio. A ideia é que futuramente outros eventos sejam realizados em outras escolas.

(MPCE)

Acquario, um fracasso anunciado

Em artigo enviado ao Blog, o deputado estadual João Jaime (DEM) critica o investimento nas obras do Acquario. Confira:

Estamos vendo se concretizar algo anunciado, alertado, por mim, inclusive, sobre a inviabilidade da construção do Acquario de Fortaleza. Uma obra repleta de irregularidades – ambiental e financeira, especialmente – que hoje pesam e provocam sua paralisação. Só agora nos vem à tona que o aquário estava sendo construído sem que o empréstimo, alegado pela gestão anterior, sequer tenha sido aprovado.

Simplesmente não houve empréstimo. E o que nós podemos constatar é que os 150 milhões de reais investidos na obra, foram pagos pelo caixa do Estado. Ou seja, desvirtuando e distorcendo por completo as reais necessidades. Investir em obras para atravessar a estiagem que se agravava. Hoje, nós vemos os cearenses pagando esse pecado.

A bem da verdade é que se o governador quiser terminar o Acquario, terá que desembolsar 432 milhões de reais (150 milhões de dólares). Quase o mesmo valor referente as ações emergenciais para a seca que, por sua vez, chega a 620 milhões de reais. Uma boa oportunidade para o nosso Governador priorizar e tratar da emergência. Suspendendo as obras do empreendimento até apurar o que de fato aconteceu com esse contrato. E, muito especialmente, quando tivéssemos um bom inverno. Já que, deu seu primeiro sinal, quando suspendeu os gastos com o carnaval em benefício a estiagem.

Vereador de Quixadá apresenta projeto para critérios no fechamento de escolas

quixadá

Na próxima semana, a Câmara Municipal de Quixadá apreciará projeto de lei do vereador Higo Carlos (PT), que define critérios para o fechamento de escolas públicas no município.

Segundo o vereador, é necessário um amplo debate com os pais de alunos, estudantes, professores e diretores, antes do fechamento de qualquer unidade. De acordo ainda com o vereador, o projeto prevê ainda que o Conselho Municipal de Educação possa oferecer parecer favorável ou não para o fechamento.

Nesta semana, o parlamentar se reuniu com a presidenta do Conselho Municipal de Educação de Quixadá e deliberou sobre o assunto.

Elmano Freitas: MP só quer investigar empresa por pane nos semáforos; E a Prefeitura?

elmano

O deputado estadual Elmano Freitas (PT) denunciou, nesta quinta-feira, na tribuna da Assembleia Legislativa, que a  Prefeitura de Fortaleza  está devendo à empresa responsável pelos sinais de trânsito da cidade – muitos em pane, um total da ordem de R$ 8 milhões. O valor é referente aos serviços de manutenção realizados dos anos de 2013 a janeiro deste ano.

“Se esse apagão dos sinais tivesse acontecido na gestão da prefeita Luizianne Lins (PT), o Ministério Público já estaria investigando a gestão. Mas como hoje isso acontece na gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros), o Ministério Público está investigando a empresa sobre a suspeita de que a empresa estaria sabotando o serviço”, lamentou Elmano.

Os desalojados da refinaria que não veio

159 1

De João de Alencar, leitor do Blog, recebemos nota que diz respeito ao clima de revolta entre famílias desalojadas por causa do projeto da refinaria premium, suspensa pelo governo federal. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

A revolta é crescente entre os desalojados pela midiática refinaria no entorno do Complexo do Pecém.

Todos perguntam se terão direito ao retorno das propriedades, diante da desistência oficial do propagado benefício coletivo que fundamentou a desapropriação.

Atenciosamente,

João de Alencar.

Endividamento do fortalezense tem pequeno crescimento em fevereiro

porc

A Pesquisa sobre Endividamento do Consumidor de Fortaleza, divulgada pela Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) e que diz respeito ao mês de fevereiro , mostra que 67,7% dos consumidores da capital cearense possuem algum tipo de dívida. O resultado mostra um aumento de 1,0 ponto percentual no índice geral de endividamento, com relação ao último mês de janeiro, com o indicador estabilizando em um patamar considerado elevado.

A proporção dos consumidores com contas ou dívidas em atraso teve queda de 2,3 pontos percentuais, indo para 15,0% neste mês. Os problemas financeiros afetam mais as mulheres (15,7% afirmam possuir contas em atraso), o grupo com idade superior a 35 anos (17,0%) e com renda familiar inferior a cinco salários mínimos (16,3%).

Em Fortaleza, 67,7% dos consumidores possuem algum tipo de dívida. Os instrumentos de crédito mais utilizados pelos consumidores são: (a) cartões de crédito, citados por 79,0% dos entrevistados; (b) o financiamento bancário (veículos, imóveis etc.), com 14,2%; (c) os carnês e crediários, com 7,5%, e (d) os empréstimos pessoais (7,2%). O consumidor utilizou o crédito para a compra de:

− Eletroeletrônicos (43,7% das respostas);
− Itens de alimentação (41,6% das respostas);
− Artigos de vestuário (41,1%);
− Realização de despesas de educação e saúde (26,4%).

O valor médio das dívidas é estimado em R$ 1.254 e prazo médio de sete meses, comprometendo 27,8% da renda familiar dos consumidores com o seu pagamento.

Socorro França expõe no Comando da PM estilo de trabalho

socorrrorro

A Controladora Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública, Socorro França, visitou, nesta manhã de quinta-feira, o Quartel do Comando Geral da Polícia Militar. Ela foi recebida pelo coronel Geovani Pinheiro, comandante-geral, ocasião em que expôs planos de sua atuação à frente do organismo.

Socorro França expôs novas estratégias de ações para corroborar com os policiais militares que atuam nas mais diversas funções no Estado. Já o Comandante-Geral se colocou à disposição, no que fosse necessário para viabilizar as ações da Controladoria.

(Foto – Divulgação)

 

Camilo, e a foto oficial?

168 3

Com o título “A foto oficial do governador”, eis artigo do jornalista e professor Luís-Sérgio Santos. O articulista destaca a importância história de um governante ter sua foto oficial e lamenta certo espasmo populista. “Portanto, sugiro que o governador reconsidere sua posição e providencie logo sua “foto oficial”. Ela, inclusive, ajudará simbolicamente a reposicionar a ideia de autoridade em nosso Estado.” Confira:

Dispostos em ângulo frontal e diagonal à mesa de trabalho do presidente da República dos Estados Unidos estão os retratos oficiais de George Washington (frontal) e de Abraão Lincoln (em diagonal). São dois fundadores da nação de olhos bem abertos para a mesa presidencial. Os retratos são as “fotos” oficiais — são dois retratos em óleo sobre tela — , uma tradição que se espalhou em democracias e ditaduras no mundo todo, cada uma fazendo usos distintos da imagem do líder de plantão. Existem fotos clássicas como os retratos de Mao Tsé-Tung, a foto antológica de Stálin, e, na historiografia brasileira as fotos marcantes de Deodoro e de Floriano. A galeria das fotos oficiais dos presidentes da República do Brasil está disposta no palácio do Planalto e no site <www2.planalto.gov.br/acervo/galeria-de-presidentes>. Mesmo Tancredo Neves, que não teve tempo de fazer uma foto oficial, lá ganhou um arranjo.

A “foto oficial” é pois, um traço marcante da gestão. É uma referência iconográfica importante e necessária. Ela tem um enorme valor simbólico e tangibiliza, na figura retratada, a ideia de autoridade, prumo, gestão e direção. É um farol que pode despertar emoções de amor a ódio, passando pela indiferença. De qualquer forma, mesmo na indiferença a foto estará posicionada estrategicamente na parede. No futuro, habitará os livros de história e ganhará, na legenda, a insuspeita frase; “esta é a foto oficial do governador (ou do ditador, ou do déspota) fulano de tal. Se ouvirmos o nome “Napoleão Bonaparte” nossa memória resgatará, à queima-roupa”, um dos clássicos óleos sobre tela de Napoleão. A foto oficial é tão importante que ganhou um verbete um pioneiro verbete no “Almanaque Português de Fotografia”, edição de 1957, de Mário Nogueira, editado em Lisboa, Portugal.

Ciente dessa importância, o governador Cid Gomes, que cumpriu dois mandatos no Ceará, tem duas fotos oficiais, uma para cada mandato. Lula, também em dois mandatos, foi mais econômico, repetiu a foto.

O fato é que a foto é importante e sua defesa ganha amparo mesmo na tradição psicanalítica freudiana. Por isso é surpreendente a decisão anunciada pela assessoria do governador Camilo Santana, no dia de sua posse, de que o este abdicaria de uma “foto oficial” e em seu lugar colocaria uma foto do povo porque do povo emanaria todo o poder. Minha primeira reação, no Facebook naquele primeiro de janeiro, apontou para um equivocado espasmo populista. Passados 60 dias, continuo pensando a mesma coisa. O povo imaginado pelo governador que daria forma ao seu “retrato oficial” é uma abstração. Pragmaticamente, o modelo eleitoral brasileiro de maioria simples em segundo turno, considerando apenas os votos válidos, retrata somente a intenção de parte desse povo. Segundo, “o povo” não traduz nenhum sentimento de autoridade, nem mesmo quando em “turba” ou quando em “massa”. Jean Baudrillard, em seu livro “À sombra das maiorias silenciosas”, compara as massas a um buraco negro que engole e homogeneiza toda a energia do indivíduo.

Portanto, sugiro que o governador reconsidere sua posição e providencie logo sua “foto oficial”. Ela, inclusive, ajudará simbolicamente a reposicionar a ideia de autoridade em nosso Estado.

Pode ser até um selfie, ou pode ser uma sóbria foto de estúdio com luz impecável mas sem Photoshop, por favor. Se tiver dificuldade em encontrar um fotógrafo excelente, uma grife, sugiro um nome: Thiago Santana. A eficiente assessoria do governador poderá localizá-lo rapidamente.

* Luís-Sérgio Santos,

Jornalista e professor.

Chiquinho Feitosa assumirá presidência da Federação Cepimar e Sest/Senat

chiquidod

A Federação das Empresas de Transportes Rodoviários dos Estados do Ceará, Piauí e Maranhão (Cepimar), terá novo presidente. O ex-deputado federal Chiquinho Feitosa (DEM), primeiro suplente do senador Tasso Jereissati (PSDB), vai assumir a entidade ao meio-dia da próxima segunda-feira.

A solenidade de posse acontecerá na própria sede da federação, com um almoço para convidados. Deixa o comando das Federação Cepimar e também do Sest/Senat, braço social do setor, o empresário David Oliveira, que, por sinal, fez importante trabalho à frente da entidade.

Salmito acata determinação judicial e afasta vereador A Onde É

175 1

foto salmito cmfor 150224

O presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (Pros), acatou determinação judicial e afastou o vereador A Onde É (PTC), ao mesmo tempo em que decidiu convocar o suplente Robert Burns (PTC). Foi o que ele anunciou, agora há pouco, no plenário da Casa.

Antônio Farias, que tentou se candidatar a deputado estadual, mas teve pedido indeferido, é investigado pela Procap por suposto desvio de Verba de Desempenho Parlamentar na Câmara Municipal. O parlamentar é acusado de repassar para assessores apenas parte de seus salários na Casa, guardando para si o valor restante.

“Se a gestão passada tivesse tido o mesmo compromisso que a atual gestão, esse caso, talvez, já tivesse sido resolvido”, disse o vereador João ASlfredo (Psol).

Bolsa do MEC atrasa e alunos da Unilab entram em greve

572 5

protestt

Um total de 361 alunos dos bacharelado em Humanidades da Unilab, que tem campus na cidade de Redenção, no Maciço de Baturité, entrou em greve. Os estudantes deixaram de assistir às aulas em protesto contra o atraso no pagamento da Bolsa de Permanência, liberada pelo Ministério da Educação.

Segundo os alunos, desde janeiro que o repasse do benefício não é liberado. Para cada aluno – brasileiro ou estrangeiro, o MEC disponibiliza R$ 400, 00. Com essa verba, eles ajudam a pagar despesas como aluguel de moradia. Há alguns alunos denunciando ameaça de despejo.

Seca – Velhos problemas, velhas soluções

Do economista Marcos Holanda, ex-diretor-geral do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE), sobre o Plano de Ações de Convivência com a Seca lançado pelo governador Camilo Santana.

Caro Eliomar de Lima,

Louvável a iniciativa do Governador em apresentar na Assembléia o plano do governo para enfrentar a seca. O plano se divide em dois eixos. O primeiro de medidas emergenciais e o segundo de medidas estruturantes.

No eixo de medidas estruturantes um conjunto de projetos e ações que implicam em investimentos do tesouro do estado de um bilhão de Reais, divididos em três eixos: segurança hídrica, sustentabilidade econômica e conhecimento e inovação.

Uma analise da divisão de recursos entres tais eixos nos leva ao prognóstico de que mais uma vez vamos trabalhar o problema da seca com as soluções de sempre. O eixo de conhecimento e inovação receberá aportes de 3 milhões de Reais de um total de 1 bilhão, ou seja, 0,3% do total.

Tem algo errado quando se planeja 400 milhões para um aquário e 3 milhões para inovação no convívio com a seca.

Marcos Holanda.

A má equação do Acquario do Ceará

heitor-ferrer

Com o título “A má equação do Acquario”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Aborda o polêmico projeto do Governo do Estado e a denúncia do deputado estadual Heitor Férrer (PDT) apontando para a não efetivação de um empréstimo de US$ 105 milhões junto ao Export-Import Bank. Confira:

É muito preocupante a informação, só agora conhecida pelo público, de que o empréstimo de U$ 105 milhões de (aproximadamente R$ 290 milhões), pedido pelo Governo do Ceará ao Export-Import Bank para a construção do Acquario Ceará, jamais foi concluído. Ou seja, a obra foi iniciada sem a certeza e a garantia de que haveria dinheiro para a sua execução.

Com base em um ofício expedido pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Planejamento, o deputado Heitor Férrer (PDT) ocupou os microfones da Assembleia para dizer que “a operação financeira não foi realizada”. O fato foi confirmado pelo ex-secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia, que apontou “entraves burocráticos” para a não concretização do empréstimo.

Sem os recursos do empréstimo, o conjunto de obras até aqui realizado foi bancado exclusivamente com recursos do Tesouro estadual. O próprio Governo estima que já investiu cerca de R$ 125 milhões no Acquario. Valor que equivale à contrapartida de U$ 45 milhões que é a responsabilidade do Estado do Ceará conforme acordo assinado com o Ex-Im Bank.

Portanto, os recursos restantes para a execução do Acquario deveriam ser provenientes de um empréstimo que está emperrado. A carta-consulta do Governo do Ceará pedindo o aval para o empréstimo ainda está em análise no Ministério do Planejamento.

Nada indica que será fácil ou ágil a liberação do pedido junto ao Governo Federal. Afinal, uma das primeiras ações do ministro Joaquim Levy (Fazenda) foi “fechar as torneiras” da liberação de novos empréstimos e da autorização para aumentar o endividamento de estados e municípios. Depois dessa fase, ainda há a necessidade do empréstimo receber o aval do Senado.

Portanto, existe a possibilidade do pedido de empréstimo internacional para o Acquario ir para as calendas. Restará então ao Governo duas possibilidades: parar a obra e a compra dos equipamentos ou continuar bancando-as com dinheiro do Tesouro estadual.

O bom senso, a responsabilidade, a boa técnica e a austeridade administrativa aconselham que uma obra a ser bancada com empréstimos só deve ser iniciada após o mesmo liberado. O Governo do Ceará fez uma aposta que se mostrou errada e agora tem um grande e desgastante problema nas mãos.

Cagece sob nova direção

neurislando

As torneiras da nomeação foram abetas na Companhia de Água e Esgoto do Cearpa (Cagece). O administrador Neurisângelo Freitas, funcionário de carreira do órgão, assumirá a presidência da estatal.

O ato de nomeação já está pronto. O Governo espera que o Sindiágua, o sindicato do pessoal da Cagece, receba bem essa escolha. Aliás, com critério técnico.