Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

As academias brasileiras precisam repensar seus desígnios

Com om título “Eleição acadêmica, as crítricas e om presente”, eis artigo que o imortal João Soares Neto manda para o Blog. Ele aborda a peleja, que ocorrerá nesta terça-feira pela vaga aberta com a morte de Artur Eduardo Benevides, om “Príncipe dos poetas cearenses”. Confira:

Neste próximo dia 10, a Academia Cearense de Letras, a mais antiga das academias brasileiras, realizará sessão eleitoral para preencher a vaga aberta com a perda do grande poeta, ensaísta, professor e cidadão Artur Eduardo Benevides. São quatro os candidatos.

Esta introdução serve apenas para analisar artigo de Mário Sérgio Conti, jornalista e escritor, sob o título “Conformismo e coonestação”, publicado em 28 de novembro de 2014, em que critica a Academia Brasileira de Letras, a maior e a mais bem aquinhoada em nomes e prendas.

Ele começa dizendo: “A desimportância da Academia Brasileira de Letras emudeceria até Lobão (refere-se ao cantor, grifo meu). Ninguém liga para ela, exceto os 40 autoproclamados imortais. Que eles desfrutem em sossego do privilégio de se fantasiarem de fardão pela eternidade afora”.

Uma primeira observação: por que Mário Sergio Conti não emudeceu. Se ninguém liga para ela, qual o sentido e a razão de seu artigo tão candente?

Ele argui, em seguida: “A Academia é um clube cujos sócios, em graus variados de senectude, se reúnem para tomar chá e trocar dois dedos de prosa acerca de seus sublimes antecessores”. Não precisa ter lido Freud, Jung ou Melanie Klein, para ver réstias de ressentimento explícito em cada frase do articulista.

Ele continua: “É perda de tempo criticar a Academia. Não importa que ela sobreviva à sombra do Estado. Que jamais tenha emitido um sussurro contra a censura e os outros paus-de-arara na vida cultural”. E aduz: Que cultive a mediocridade literária (Nélida Pinõn, Murilo Melo Filho etc.) e a bajulação de poderosos (Fernando Henrique Cardoso, Marco Maciel etc.). Ninguém liga”.

Claro que alguém liga. Ele próprio, Conti, está ligando e dando cavaco. Qual a razão desse seu artigo grave?

Mais lá na frente, passo para evitar detalhes menores, ele se contradiz, ao afirmar: “A Academia só deixa de ser inócua quando nela entra um poeta de verdade. Isso é chato porque as más companhias têm influência e a instituição os diminui individualmente: todos os ratos são pardos no Petit Trianon” (nome da sede da ABL).

Ele está falando do poeta Ferreira Gullar e acrescenta texto do próprio vate maranhense: “A Academia já fez tudo para eu entrar lá, e eu digo: não. Jamais entrarei para a Academia… Como eu não tenho cabeça acadêmica, como não é a minha, não vou entrar lá”.

Parêntesis meu: Ferreira Gullar entrou na ABL em dezembro do ano passado.

Sem esquecer que havia elogiado Gullar (poeta de verdade, ele disse), mais a frente, muda de ideia e o ataca: “Nem sempre conseguiu o que buscava. Seus poemas são às vezes discursivos ou demagógicos; o credo stalinista o fez tropeçar; seus versos perderam voltagem com a passagem do tempo”. Em seguida, elogia: “O resultado final, porém, é largamente positivo. Pelo que sua poesia tem de inventividade formal e insubmissão”.

Como se vê, há um “morde e assopra” no escrito de Mário Sérgio Conti sobre a entrada na ABL de Ferreira Gullar, o autor, entre outros, do “Poema Sujo”.

Como afirmou Tchekhov, escritor russo: “De inveja fica-se estrábico”. Por outro lado, está claro que as academias brasileiras, sejam de letras, ciências e artes, precisam repensar seus desígnios. Mudar e evoluir, ter a coragem de ajustar-se ao tempo em que vivem, às mudanças definitivas dos processos anacrônicos de escolhas de novos candidatos (por que não um debate entre os candidatos? por que não uma prova de conteúdo?), dos seus modelos de gestão em que só o presidente faz tudo. Isto não é desrespeitar a tradição, mas ter coerência com o tempo em que se vive.

Sem menosprezar a tradição e os costumes, incorporar o que há de saudável e lógico nestes tempos em que antigo passa a ser tudo aquilo substituído pela voragem da inovação. A senectude, a que se refere Conti, não é a idade dos componentes, mas a permanência de métodos e ações que já não mais fazem sentido e pouco produzem resultados efetivos.

* João Soares Neto,

Da Academia Cearense de Letras. 

VAMOS NÓS – Disputam a vaga de imortal da Academia Cearense de Letras o médico e poeta Ernani Rocha, as professoras Vera Albuquerque e Révia Herculano e o desembargador Durval Aires Filho.

Eu vou voltar – Aílton Lopes, do PSOL, pode estar nas paradas eleitorais de 2016

eleições 2014 debate tv diário 0928 aílton lopes

Candidato ao Governo do Estado pelo PSOL em 2014, o sindicalista Aílton Lopes pode voltar ao cenário eleitoral em 2016 postulante cadeira de vereador ou até a Prefeitura de Fortaleza. É o que ele vem admitindo, mas fazendo questão de deixar claro que seu partido dará a última palavra.

Aílton, na ultima peleja pelo voto, ficou conhecido por dois aspectos: bom de debate, conseguindo jogar no fundo do ringue candidatos experientes ao Governo; e por ter veiculado, em sua propaganda eleitoral, um beijo gay.

Gabinete de Camilo promete celeridade nas pendências da área da Polícia Militar

O presidente da Associação de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (Aspramece), Pedro Queiroz, deu entrada no protocolo do Palácio da Abolição, no dia 22 de janeiro último, num requerimento que versa sobre a finalização do ato de reserva aos policiais e bombeiros militares que já cumpriram a sua missão.

No dia 5 de fevereiro, a entidade recebeu resposta de Élcio Batista, chefe de gabinete do governador Camilo Santana. Eis o teor: “O gabinete já se encontra esforçado em resolver pendências citadas o mais breve possível”.

O requerimento da Aspramece solicitou a instalação de uma força-tarefa no Gabinete do Governador para dar celeridade aos processos relativos a reserva remunerada, reforma, reversão a ativa e outras questões.

Confira o teor da resposta:

rfequeri

Cine-Teatro São Luiz terá programação oficial em 100 dias

281 1

Guilherme-Sampaio-Vereador

Dentro de 100 dias, o Cine-Teatro São Luiz, segundo o titular da Secretaria da Cultura do Estado, Guilherme Sampaio, ganhará programação oficial. Ou seja, filmes e espetáculos. O equipamento foi reinaugurado com pompa, em dezembro último, pelo então governador Cid Gomes (Pros).

A torcida é para que Guilherme, de fato, realize um bom trabalho à frente de uma pasta que sempre foi tratada como secundária nas gestões passadas.

Ninguém quer ver se concretizar na prática a fala do professor Gilmar de Carvalho de que o novo secretário entenderia mais de educação, até por ser dono de creche.

Caucaia faz prevenção contra dengue e chikugunia

A Secretaria de Saúde de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) vem intensificado as ações contra a dengue com o uso do fumacê. A ordem é prevenir contra o mosquito Aedes aegypti em fase de voo, no período de transmissão.

O trabalho, de acordo com a assessoria de imprensa do município, ocorre nos bairros com a confirmação dos primeiros casos de dengue. Também está sendo realizado a inspeção aos domicílios, com orientação para os cuidados contra dengue e consequentemente a febre Chikungunya.

 

OAB/CE faz balanço da mobilização pró-Reforma Política

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=nbUK_Twck8k[/youtube]

A CNBB , OAB e outras entidades dos movimentos sociais prosseguem campanha para coletar assinaturas em favor de um projeto de iniciativa popular peal Reforma Política. O presidente da OAB do Ceará, Valdetário Monteiro, fez um balanço desse trabalho para o Blog nesta segunda-feira.

Valdetário considera que a Reforma Política é a mãe de todas as reformas tão reivindicadas pela população.

E o Sinduscon participou da reunião do Fórum do Parque do Cocó

Posto_policial_no_Parque_do_coco_em_Fortaleza (1)

O Ministério Público Federal realizou, na última semana, reunião do Fórum Permanente pela Implantação do Parque Ecológico do Cocó e reuniu cerca de 20 entidades públicas e privadas. No grupo, estavam representantes da Federação das Indústrias do Ceará e do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado, o que foi bem recebido por demais integrantes.

No encontro, foram estabelecidos cinco eixos para serem tratados nas reuniões: caracterização de ecossistemas, poligonal, tipologias de unidades de conservação, questão financeira e jurídica. Nessa reunião, foram resolvidas as primeiras linhas que poderão levar à tomada de decisão, com vistas a sugerir, em comunhão com os diversos setores púbicos e privados, o modelo de gestão ambiental capaz de conferir proteção aos ecossistemas que integram a região do Cocó.

* A torcida é para que o Cocó saia ganhando. Acima de todo e qualquer interesse.

 

O silêncio de Ciro Gomes e a refinaria cancelada

313 1

Com o título “Ciro, por que te calas?”, eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. Ele cobra uma posição do ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes sobre o caso do cancelamento da refinaria do Ceará. “Ciro, que nunca economizou gramática para defender o que lhe convém, não fez, até este momento, nenhuma menção ao episódio.”, cutuca o articulista. Confira:

Certas atitudes devem ser tomadas, mesmo quando é sabido seu efeito modesto. Do episódio recente – cancelamento da instalação de uma refinaria no Ceará – nada mais eloquente do que o silencio de alguns personagens. Ciro Gomes é um deles.

Ciro é, dos políticos cearenses, o de maior projeção. Lidera o grupo político de maior expressão no Ceará de hoje. Fizeram eleitos por ele e seus aliados o governador do Estado e o prefeito da Capital. No Ceará de hoje, se elege para o que bem quiser. Sua força não decorre apenas do que mantém preso a seus cordões, mas também da boa expectativa que a população tem sobre ele. Uma liderança que resulta mais de seu esforço individual e de um senso de oportunidade que desconhece limites.

Poder. Ele é bom nisso. No Ceará, sua família entrou para o clube em meados da década de 70 e nunca mais se afastou: são 40 anos à sombra frondosa. No plano nacional, correu riscos calculados e deles sempre resultou acumulação de força.

Ciro sempre esteve comprometido com a causa da refinaria que, em plena atividade de sua cadeia produtiva, faria crescer em mais de 30% o PIB cearense. Cancelada a obra, cala-se a liderança estadual de maior peso e popularidade. Por que?

É sabido: um dos gargalos de produtividade da Petrobras está no número insuficiente de refinarias. E, ainda: a descentralização das unidades de refino ampliaria em muito a contribuição da empresa, estatal, ao desenvolvimento equilibrado do país.

Pois Ciro, que nunca economizou gramática para defender o que lhe convém, não fez, até este momento, nenhuma menção ao episódio. Se concorda, ou pelo menos compreende, as razões do governo federal, tenha a coragem de nos pedir paciência. Mas não. Age como se a coisa não fosse com ele. Mas é: foi para eleger os seus (e os dela) que a presidente Dilma assegurou a obra em palanque, reiterando Lula. E os investimentos feitos pelo estado antes e durante o governo de seu irmão? Nada.

Que se dê, de barato, a omissão de seu irmão: Cid Gomes é ministro da Educação. Suas responsabilidades institucionais tornariam onerosa a confissão de seu desagrado. Discordo, por desproporção, do argumento, mas é real sua dificuldade.
Mas, e o Ciro? Seus desafetos aproveitam a injustificável omissão para acusá-lo de pagar com silencio pelos proventos polpudos de seu novo emprego na CSN. Teriam colocado em sua boca (dizem) as coisas que tornam dóceis os críticos mais ferozes.

O fato é que desde 1982, quando pela primeira vez elegemos um governador pelo voto direto, nunca houvera tamanha demonstração de subalternidade das forças políticas estaduais às imposições discriminatórias dos que operam em Brasília.
Conclusão: se o Ceará não tem prestígio, seus caciques passam bem, obrigado!

* Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.

Sebrae inaugura agência no Conjunto José Walter

joaquimcartaxo

O superintendente estadual do Sebrae, Joaquim Cartaxo, entregará oficialmente nesta terça-feira, a partir das 9 horas, a agência de atendimento do órgão no Conjunto José Walter, em Fortaleza. Será a primeira unidade do Sebrae voltada para o atendimento dos empreendedores de um conjunto habitacional.

A agência é resultado de uma parceria com a Associação de Desenvolvimento Social e Comunitário do José Walter (AMPEJW) e tem apoio dos conselhos comunitários dos bairros envolvidos. Atenderá, nesse primeiro momento, os bairros José Walter, Conjunto Palmeiras, Itaperi, Mondubim e Planalto Airton Sena. O conjunto destes bairros responde por uma população de mais 208 mil pessoas. Desse total, cerca de 52% deste total são mulheres.

Negócios

No local, segundo a assessoria de imprensa do Sebrae, serão oferecidos aos empresários e todos aqueles que buscam abrir um negócio programas de fomento ao empreendedorismo, capacitação, palestras, consultorias e acompanhamento das empresas nas áreas de gestão, finanças, acesso a mercados e inovação, além de programas de estimulo ao associativismo e formação de centrais de negócios.

SERVIÇO

Agência do Sebrae- Av. F, 570, 3ª Etapa, José Walter.

Morre jornalista Dedé de Castro

dedecd

Morreu, nesta segunda-feira, vítima de pneumonia o jornalista Dedé de Castro (93). Nome dos mais respeitados do jornalismo cearense, Dedé, premiado com o Esso e outros, sempre pautou seu trabalho em defesa da cidadania e dos movimentos sociais.

Aposentado do Sistema Verdes Mares, onde exerceu cargo de direção, Dedé de Castro deixa uma enorme lacuna na imprensa cearense.

O corpo está sendo velado na Funerária Ternura. O enterro ocorrerá às 16h30min, no Cemitério Parque da Paz.

Santa Casa de Misericórdia reclama de repasses atrasados

santacasaa

A Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza volta ao pires na mão em termos de repasses do SUS liberados pela Secretaria Municipal da Saúde.

Segundo o provedor da instituição, a Prefeitura deveria ter repassado R$ 5 milhões atrasados, mas só liberou R$ 2 milhões.

A Santa Casa, por falta de verba, voltou a suspender cirurgias extras solicitadas pela pasta da Saúde.

Prefeito quer restaurante popular em toda as regionais

foto roberto cláudio prefeito

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), determinou ao secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Cláudio Ricardo, que faça projetos e implante restaurante popular em todas as regionais.

Na escolha de bairros, pediu ao secretário que priorize áreas carentes. Ele quer modelo já implantado no bairro Parangaba, replicado nas demais áreas do município.

Balanço financeiro do BNB sai no próximo dia 23

foto bnb nelson antonio de souza

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira:

Bem longe das velhas especulações do fica ou não fica no cargo, o presidente do Banco do Nordeste, Nelson Antônio de Souza, anuncia: no próximo dia 23, estará divulgando o Balanço 2014 da Instituição. Por questão legal, não pode divulgar números, mas fontes ligadas ao BNB garantem que os resultados são dos mais positivos.

E não é só isso. O banco começou com o pé direito, apesar da pregação de um 2015 de vacas magras. Antes do fim do mês, o BNB atingiu metas financeiras programadas. O ano promete também em matéria de Fundo Constitucional do Nordeste (FNE): o banco terá R$ 14 bilhões para operar durante todo este exercício.

* Pois é, eis o BNB que, aproveitando o mote carnavalesco, enverga, mas não quebra.

Quem vai declarar o Imposto de Renda neste ano?

205 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=dlC67uxMlKE[/youtube]

A Receita Federal no Ceará espera que mais de 600 mil contribuintes declarem seu imposto de renda neste ano. Foi o que disse, nesta segunda-feira, o assessor de comunicação do órgão, Osvaldo Carvalho.

Sobre quem vai declarar o IR neste ano, Osvaldo Carvalho informou: quem tiver obtidom renda superior a R$ 26.816,55.

Uma visão otimista da relação EUA/Cuba e do que pode sobrar para o Brasil

242 1

Com o título “Somos todos americanos”, eis artigo do secretário estadual da Justiça e Cidadania e advogado Hélio Leitão. Ele analisa a reaproximação dos EUA com Cuba e destaca o governo petista, que financiou porto em Havana. Confira:

internet não era ainda uma das principais fontes de informação diária quando, há 53 anos, Estados Unidos e Cuba deram início ao embargo econômico que marcou a história das Américas. Era o ano de 1962 quando os dois países cortaram relações e, com isso, estabeleceram uma série de restrições mútuas. Imaginem, então, o espanto quando, em uma tarde de um dia comum de dezembro de 2014, a notícia tomou conta dos portais de notícias de todo o mundo. Os presidentes dos dois países – Barack Hussein Obama e Raúl Castro –anunciavam a retomada das relações diplomáticas.

É bem verdade que o embargo permanece. O fim do bloqueio oficial ainda será discutido no congresso norte-americano. Mas um primeiro e importante passo para virar a página deste capítulo da Guerra Fria de que tratam os livros de história foi finalmente dado. Na verdade, as ações concretas nessa retomada de relações ainda são tímidas, mas tornam inevitável o debate sobre o tema.

Em seu discurso durante o anúncio, Barack Obama reconheceu que é preciso soltar as “amarras do passado”. Foi um importante reconhecimento de que a política de ruptura não trouxe os resultados esperados. Obama mesmo afirmou que a política “rígida” adotada pelos Estados Unidos não conseguiu ter o impacto esperado sobre Cuba. Afinal, todas as restrições a que os Estados Unidos submeteram a ilha não serviram para derrubar o regime dos irmãos Castro.

De seu lado, Raúl Castro observou que é preciso abrir o diálogo. E se mostrou disposto a tratar de democracia, direitos humanos e soberania nacional.

E o Brasil? Passada a eleição presidencial, quando a então candidata – hoje presidente – Dilma Rousseff foi duramente atacada por “usar dinheiro público para financiar a ditadura comunista”, em função do financiamento do BNDES no Porto de Mariel, construído na ilha, o anúncio mostrou que nossa política econômica internacional viu para além do horizonte do imediato. A localização geográfica de Cuba coloca o país em posição estratégica para o Brasil e suas negociações internacionais.

Para o resto mundo, os demais desdobramentos não devem surgir imediatamente. Ainda há muito caminho pela frente. Ano que vem, um novo presidente assume a Casa Branca e uma nova política internacional pode se desenhar. Mas ao dizer, em espanhol, a Raúl Castro que “somos todos americanos”, Obama lembrou – especialmente aos norte-americanos – que a América não se restringe aquele país.

* Hélio Leitão

opiniao@opovo.com.br
Secretário da Justiça e Cidadania.

Governador Camilo Santana deve receber em audiência a diretoria do Sindicato Apeoc

215 4

aniziomelo

O Sindicato Apeoc terá sua primeira audiência com o governador Camilo Santana (PT), não mais nesta segunda-feira como estava previsto,  mas as 11h30min desta terça-feira. A informação é do presidente da entidade, Anízio Melo, acrescentando que, entre vários assuntos, entrará o tema da valorização da carreira profissional do magistério, a partir do novo valor do piso com ganhos remuneratórios retroativos a janeiro deste ano. Isso, para todos os docentes, estejam eles em atividade ou aposentados.

Anízio Melo adiantou para o Blog os temas dessa audiência c om o governador.

1. Aplicação do reajuste do piso salarial, retroativo a janeiro de 2015, no patamar de 13,01%, com valorização de toda a carreira do magistério. Repercutindo para ativos, aposentados e temporários;

2. Efetivar o ganho remuneratório para os Funcionários da Educação, a partir da definição da nova Tabela Vencimental proposta pelo Departamento de Funcionários da APEOC (DEFE/APEOC);

3. Garantia de Vale Alimentação para os professores temporários;

4. Garantir a descompressão da carreira do magistério;

5. Aprovar em Lei Estadual a destinação dos Royalties do Petróleo e Gás para a valorização de todos os profissionais da Educação;

6. Antecipação da Meta 17 do PNE: definir uma política permanente de valorização profissional com base nos cálculos da média nacional da remuneração dos profissionais com mesma formação;

7. Resolução dos problemas no atendimento de saúde do ISSEC.

Eunício Oliveira já articula 2016

eleições 2014 2t pmdb eunício opovo

O senador Eunício Oliveira, presidente regional do PMDB, deixou Fortaleza nesse domingo após um fim de semana de encontros políticos. Ele anunciou que, a partir de março, o partido retomará seus encontros regionais. O objetivo é discutir as eleições de 2016. Ele é o nome que o vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, diz ser bom para disputar a Prefeitura de Fortaleza ano que vem. Eunício preferiu aguardar o desenrolar das conversações políticas mas, já no fim de semana, no restaurante Boi Negro, andou conversando com os presidentes regionais do PR, Lúcio Alcântara; do PSDB, Luiz Pontes; e do PSDC, deputado estadual Ely Aguiar,

Sobre uma CPI da Petrobras, Eunício, que é do PMDB, legenda da base dilmista, disse que se for procurado vai assinar e até indicar os membros. Mas, imediatamente, ele preferiu comentar o cancelamento da refinaria cearense. Disse ter recebido com “muita tristeza e indignação” essa medida tomada pela Petrobras, lamentando “um estado pobre como o Ceará jogar no lixo não só essa oportunidade, mas quase R$ 700 milhões de dinheiro público”. Ele  espera que o Ministério Público tome todas as providências para investigar todo o gasto feito pelo Governo do Estado para trazer a refinaria.

Sindicato dos Engenheiros e Crea-CE querem um técnico comandando o Nutec

O Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) e Associação dos Engenheiros Mecânicos e Industriais do Ceará  divulga nota em apoia ao nome do engenheiro mecânico Ricardo Mendes para a presidência do Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec).

A nota diz que essas entidades acreditam “na grande contribuição que ele dará ao Estado do Ceará”, destacando que Mendes é funcionário e técnico de carreira, com 30 anos de prestação de serviços ao Nutec.” Ricardo Mendes é atualmente diretor do Senge-CE e conselheiro do Crea do Ceará.

Resta saber se o governador Camilo Santana (PT) conseguirá resistir às pressões políticas e atender aos apelos dessas entidades que, sem sombra de dúvida, têm peso não só político, mas também técnico n o Estado.

Camilo sobrevoa obras prioritárias. Na lista, o polêmico Acquario do Ceará

camilosbrevovo

O governador Camilo Santana (PT) aproveitou o domingo para, de helicóptero, sobrevoar algumas obras que ele considera importantes e que estão em andamento. Com ele, estavam os secretários André Facó (Infraestrutura) e Élcio Batista (Chefe de Gabinete).

Camilo inspecionou do alto o Acquario do Ceará, a duplicação do Anel Viário, o Centro de Formação Olímpica (CFO) – que teve primeira etapa entregue pelo ex-governador Cid Gomes, e a urbanização do rio Maranguapinho, além de projetos habitacionais do Minha Casa, Minha Vida.

(Foto -Carlos Gibaja)