Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Servidores municipais fazem assembleia geral em clima de insatisfação

A partir das 8h30min desta quarta-feira, na Praça do Ferreira, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) e associações engajadas realizarão assembleia geral. Hora de expor para a categoria resultado da conversa mantida com a Prefeitura, na última sexta-feira.

Segundo a direção do Sindifort, com relação a reajuste salarial , que foi fixado em 5,7%, nada avançou. A pedida é de 15%. O clima é de insatisfação entre servidores, que podem estender paralisações entre categorias.

Nesta terça-feira, os agentes de saúde e endemia estão de braços cruzados. No momento em que se fala em dengue.

Gangues controlando áreas mostram falência da segurança pública

Com o título “Segurança Pública: inaceitável poder paralelo das gangues”, eis o título do Editorial do O POVO desta terça-feira. Confira:

A reportagem do O POVO, publicada ontem, com a localização geográfica de gangues criminosas que criam um “Estado” paralelo, determinando a vida da comunidade em 16 bairros de Fortaleza (enquanto outros 17 estão em vias de se submeter ao mesmo controle) impacta a opinião pública da capital e dá urgência a um debate mais profundo sobre a política de segurança pública a ser aplicada no Ceará, sobretudo na metrópole cearense.

Conflitos de territorialidade transformaram alguns bairros de Fortaleza em áreas tão arriscadas de atravessar, como algumas zonas de guerra do planeta. Os limites de circulação são impostos pelas gangues. Não importa se a pessoa está associada ou não aos criminosos: bastou residir numa determinada área do bairro, passa automaticamente a ser segregada pela gangue rival. Ou seja: a maioria da população (que é trabalhadora e ordeira) é obrigada a prestar vassalagem a um poder paralelo que faz pouco caso da autoridade do Estado. Às vezes, o simples atravessar de uma rua significa uma sentença de morte.

Esse tipo de situação constitui-se um retrocesso absurdo no processo social, político e cultural já percorrido pelo Brasil. Só pode ser explicado pela falta de sensibilidade das elites políticas e econômicas para partilhar minimamente seus ganhos e seu poder, afim de que todos possam ganhar. Não é por falta de diagnóstico dos problemas e de suas possíveis soluções, mas de vontade política, tanto dos atores públicos, quanto da própria sociedade civil, pois cabe a esta a opção pelo modelo social mais compatível com o interesse coletivo, fazendo a escolha correta das forças políticas que possam levar a cabo o projeto pretendido.

Setores esclarecidos do Ceará vêm martelando, há muito, que a questão da criminalidade não pode ser resolvida apenas pelos órgãos da segurança pública. Exige uma articulação de todos os setores do Estado, através de uma instância planejadora que tenha poder de fazer essa coordenação, e na qual a sociedade civil tenha parte atuante.

Experiências referenciais existem, no Exterior e no Brasil – inclusive, aqui, próximo de nós, em Pernambuco, como bem expôs, nas próprias páginas deste jornal, um de seus principais responsáveis, o sociólogo pernambucano José Luiz Ratton. Resta-nos avançar nessa direção.

Projeto quer obrigar carros a terem controlador de velocidade. Inácio é o relator

79 2

inacioarrr

Da Coluna Radar, da Veja Online desta terça-feira:

Está na pauta da reunião de amanhã da CCJ do Senado um projeto para levar a indústria automotiva à loucura e acabar com a diversão de quem pisa fundo no trânsito: determina a instalação de um limitador de velocidade para impedir o motorista de acelerar acima do permitido nas estradas brasileiras.

O Código Brasileiro de Trânsito estabelece, para carros, velocidade máxima de 110 quilômetros por hora nas rodovias do país.

Relator do projeto, Inácio Arruda (PCdoB do Ceará), já apresentou relatório favorável à aprovação, com pequenas alterações. O texto original, de Valdir Raupp, autor da proposta, previa que, se o projeto for aprovado, a nova regra entrasse em vigor no ato da publicação.

Arruda pede prazo de 120 dias para as empresas se adequarem, além de excluir a obrigatoriedade para ambulâncias, carros de bombeiros, polícias e Forças Armadas. A medida alcançaria somente veículos vendidos após a lei começar a valer.

Inácio Arruda pondera no relatório o risco de legislações municipais permitirem velocidades máximas altíssimas, atendendo à sede da indústria automotiva. Por isso, em seu texto, ressalta que o equipamento destinado a limitar a velocidade deve estar de acordo com as normas do Contran.

IPTU 2013 – Até o pai do prefeito RC reclama do aumento

115 2

robertoclaudiobezerr

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

Pai do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), o ex-reitor da Universidade Federal do Ceará, Roberto Cláudio Bezerra, também sentiu no bolso o reajuste do IPTU deste ano. Morador de condomínio situado na rua Monsenhor Catão, no bairro Aldeota, informa que seu imposto aumentou cerca de 60%. Ele reconhece que foi pesado, mas resultado da verticalização estipulada pelo IPTU.

Roberto Cláudio não questionou o valor e já pagou o seu boleto. Observa, no entanto, estar convicto de que o que pagou terá retorno em vários benefícios. Reconhece também que há muita polêmica em torno do assunto, mas não se surpreende de ver o filho enfrentando essa situação. “É isso mesmo! Faz parte da política”, acentua.

Fortaleza registra seis assaltos a ônibus por dia

“Fortaleza teve média de seis assaltos a ônibus por dia durante o ano de 2013. De janeiro a dezembro, foram 2.517 ações violentas registradas nos coletivos – de acordo com números fornecidos pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Essa é a maior quantidade da última década. Comparando 2012 (615) e 2013, o crescimento foi de 309%.

Integrando essa estatística, a camareira Juliana Oliveira, 29 anos, diz ter vivenciado três assaltos em 2013. A estratégia, segundo ela, é sempre a mesma. “Abordam o cobrador e levam os pertences de quem está mais perto, também. Em uma das ocasiões, eles nem tinham armas. Era só na voz mesmo, mas assaltaram. Todos esses assaltos foram nos domingos, voltando da praia”, conta.

As ocorrências assustam usuários, mas, principalmente, os motoristas e cobradores. Para o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sintro), Tobias Brandão, a insegurança apenas aumenta. “Já fizemos paralisações em terminais para chamar atenção das autoridades. Encaminhamos ofícios, fizemos reuniões, entretanto, não sentimos melhora alguma”, diz. Para ele, além do crescimento no número de assaltos, é assustador constatar que as abordagens estão ficando mais violentas.

“Eles portam mais armas, ameaçam mais, são mais rudes. Em alguns casos extremos, pulam as catracas e sentam na cadeira do cobrador. Ficam abordando as pessoas e embolsando o dinheiro das passagens. É uma audácia muito grande”, diz o diretor. Tobias aponta como mais violentas as linhas 073 – Siqueira/Praia de Iracema; 078 – Siqueira/Mucuripe; 076 – Conjunto Ceará/Aldeota; 015 – Conjunto Ceará/Antônio Bezerra rota 1; e 81 – Conjunto Ceará/Antônio Bezerra rota 2.

Os números referentes a janeiro de 2014 ainda não foram divulgados pelo Sindiônibus. Para o presidente do órgão, Dimas Barreira, a expectativa é ter uma redução nos índices. “O ano de 2013 seguiu uma linha de tendência violenta que começou em 2012. Em 2011 tivemos um ano tranquilo. Foram poucas ações. Mas, em 2013, foi um alarme”, afirma. Dimas ainda explica que o tipo de abordagem, geralmente, é similar. Com adolescentes, por vezes portando armas, que abordam os cobradores e descem rapidamente. As ações são chamadas de “fugidinhas dos ônibus” no linguajar dos usuários do transporte coletivo.

“Nós fizemos todo o investimento possível para contribuir com a segurança. Câmeras, rastreamento, cofre. Chegamos em 2013 com tudo isso feito e os assaltos aumentaram nessa proporção. Uma das linhas de defesa é a população diminuir o uso de dinheiro. Está mais fácil usar o crédito eletrônico. Então, (a solução) é tirar o dinheiro de dentro dos ônibus mesmo. Isso melhoraria a segurança para todos. Para passageiros e funcionários”, diz Dimas. Hoje, segundo ele, toda a frota da Capital conta com rastreamento, câmeras de segurança e cofres. “Temos sugerido o reforço de policiamento nas áreas de maior concentração de usuários. Como os terminais, por exemplo”, pontua.

O POVO entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar solicitando um posicionamento sobre os assaltos a ônibus. Foi solicitado o envio de um email com os questionamentos da reportagem. O email foi enviado no último dia 5, mas, até o fechamento desta matéria, não houve retorno.”

(O POVO)

Eudes bate duro no aumento do IPTU e volta a cobrar candidatura própria ao Governo

74 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=gAiRPQqWT-4[/youtube]

A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) reconheceu exageros na cobrança do IPTU de Fortaleza, mas, mesmo assim, recuou do desejo de ir à Justiça contra o aumento. O deputado federal Eudes Xavier (PT) avaliou essa postura da Fiec, mas não poupou críticas à administração do prefeito Roberto Cláudio (Pros).

Eudes Xavier lamentou essa situação e disse que o prefeito RC quer arranjar dinheiro para pagar os mais de 600 comissionados que criou. Por conta desse cenário, o petista voltou a defender uma candidatura própria do PT, que não seja, acentuou, “denorex”. Ou seja, só para parecer que disputa, sem entrar na disputa.

Secretário busca recursos para contrapartidas de obras do PAC no Ceará

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=N9GHIaK-gMo&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O secretário estadual das Cidades, Carlo Ferrentini, embarcou nesta madrugada de terça-feira para Brasília. Busca R$ 188 milhões para contrapartida de obras do PAC no Estado.

Carlo Ferrentini aproveitou para informar que, neste semestre, serão entregues algumas obras como Cidade Jardim, no Conjunto José Walter.

Astróloga ministrará workshop em Fortaleza

astrologa

A astróloga Márcia Mattos, uma das fundadores da Sociedade de Astrologia do Rio de Janeiro (SARJ), estará em Fortaleza, pela primeira vez, para ministrar um workshop com o tema “Relacionamentos – Um estudo aprofundado de todos os indicadores de relacionamento como promessa no mapa de nascimento; uma ferramenta valiosa em tempos de crise afetiva”.

O workshop de Márcia Mattos ocorrerá nos próximos dias 21 e 22, na Life Clinic e os interessados podem se inscrever enviando email para andreamaluf@gmail.com.

SERVIÇO

Horários:
22 de fevereiro – de 18 às 21 horas
22 de fevereiro de 9 às 12 horas (manhã) e 14 às 17 horas (tarde)

Life Clínic – Rua Visconde de Mauá, 2641 – Dionísio Torres

Presidente do CIC lança livro com ações contra desigualdades regionais

nicolebarbosa

Será nesta segunda-feira, às 18 horas, no auditório da FIEC,  o lançamento do livro, em forma de relatório, “Integra Brasil: Fórum Nordeste”. A publicação, bancada pelo Centro Industrial do Ceará, reúne colaborações dos estados nordestinos e de órgãos do Rio, Brasilia e São Paulo contra as desigualdades regionais.

Teve à frente a presidente do CIC, Nicole Barbosa, o livro foi coordenado pelo economista Cláudio Ferreira Lima. Além do relatório, Nicolle promete lançar em março o Plano Estratégico para o Nordeste com o objetivo de de traçar diretrizes para o desenvolvimento econômico e social do Nordeste.

DETALHE – Nicolle Barbosa está também como sugestão de pré-candidata do PSB ao Governo do Estado para o conjunto das oposições.

Reitor Jesualdo Farias confirma luta pela Universidade Federal do Norte

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=IYgQAl9qR4A&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A Universidade Federal do Ceará iniciou trabalho político para transformar o seu Campus Avançado de Sobral (Zona Norte) em instituição federal de ensino superior.

O reitor Jesualdo Farias confirma que há luta nesse sentido e que novos cursos deverão ser ofertados em Sobral, dentro da estratégia de fortalecer esse trabalho.

FIEC faz reunião para decidir se apelará à Justiça contra o aumento do IPTU

ipttu
Na reunião que a diretoria da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) realizará nesta segunda-feira, a partir das 17h30min, em sua sede, o tema será um só: decidir se vai à Justiça contra o aumento do IPTU de Fortaleza.

À frente do encontro estará o ainda presidente interino da FEC, Roberto Sérgio, também líder na área do setor da construção civil, um dos segmentos produtivos que mais reclamam contra o aumento do imposto.

UFC/SiSU – Edital de lista de espera sai nesta 3ª feira

Nesta semana duas datas importantes para os candidatos do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), segundo a assessoria de imprensa da Universidade Federal do Ceará.

Nesta terça-feira (11), será lançado edital de lista de espera, voltado para quem não passou na primeira opção de curso nas duas chamadas regulares do SiSU. A inscrição é feita pela Internet (sisu.mec.gov.br). Além disso, a

Já a Pró-Reitoria de Graduação da UFC receberá, somente na sexta-feira (14), a docu-
mentação comprobatória pendente dos cotistas que tiveram sua matrícula indeferida na segunda chamada regular do Sistema.

O candidato deve ficar atento ao resultado da análise de documentação, que será divulgado no dia 12 de fevereiro no site da Coordenadoria de Concursos (CCV).

SERVIÇO

Saiba mais em is.gd/Ux50sn.

Petrobras lançará nova etapa de projeto de sustentabilidade em Icapuí

Idealizado e implantado pela Fundação Brasil Cidadão no município de Icapuí (200 km de Fortaleza), com o patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, o Projeto “De Olho na Água” lançará no próximo dia 20 sua terceira etapa.

Na ocasião, serão apresentados os resultados das etapas anteriores desse projeto, que incentiva desenvolvimento sustentável, num evento que contará com a presença do gerente-executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi, e de gerentes regionais da empresa e representantes das comunidades.

IPTU 2013 – Conselho Regional dos Corretores de Imóveis pede revisão do aumento

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=oSZ81fPgF0k[/youtube]

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis está cobrando revisão do reajuste do IPTU 2013. Segundo o diretor da entidade, Armando Cavalcante, a Prefeitura foi com muita sede ao pote e acabou taxando excessivamente os apartamentos, quando deveria saber que o IPTU é um imposto social.

Armando Cavalcante afirma que o IPTU ainda deve em matéria de retorno para a sociedade.

Revitalização do Centro de Fortaleza de volta ao debate

Com o título “O Centro de novo”, eis artigo do arquiteto Joaquim Cartaxo. Ele aborda a volta dos debates sobre a revitalização do Centro de Fortaleza. Confira:

Nos últimos dias, o Centro tradicional de Fortaleza voltou à agenda de debate dos problemas da cidade difundido como território “degradado”, com a imagem de local sem prestígio, assinalado pelo caráter e frequência popular. Importante haver retornado, mas é preciso desfazer essa imagem de natureza ideológica porque o mesmo foi ocupado pelos pobres e há uma quantidade significativa de suas edificações em situação de quase-ruína.

Sublinhe-se que nas metrópoles brasileiras o centro tradicional transformou-se em lugar de atendimento dos interesses e necessidades das camadas populares, porque as atividades de relevância econômica e as especializadas migraram para outros pontos da cidade com atributos de centro como os shopping centers. Assim sendo, o centro tradicional começa a se descaracterizar como local de frequência requintada, pois o comércio e os serviços de luxo deslocaram-se para outras áreas da cidade.

Deslocamento causado pelas camadas de alta renda que abandonam o centro, depois difundem a ideia de degradação do mesmo e buscam consolidar a simbologia de que o “centro velho” foi substituído pelo “centro novo” próximo do lugar onde moram. Em síntese: a dinâmica do crescimento metropolitano amplia as distâncias entre o centro tradicional e as novas localizações residenciais,aumenta as possibilidades de mobilidade das pessoas, faz surgir novas áreas de centralidade urbana.

Nesse contexto, o centro tradicional se reduz ao atendimento do consumo popular. Privilegiar o patrimônio cultural, melhorar a paisagem urbana, fortalecer as atividades do Centro de Fortaleza são desafios a serem vencidos pelos governos e sociedade. Bom começo seria afirmá-lo como lugar onde a maioria da população, as camadas populares, compra bens e serviços. Nesse passo, ações para esse bairro têm que visar os interesses e necessidades desse público que é quem garante a vitalidade do Centro.

* Joaquim Cartaxo

cartaxo@hurb.com.br 

Arquiteto urbanista e secretário de formação política do PT/CE.