Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

O protagonismo de Tasso e de Eunício

Da coluna Política, no O POVO desta terça-feira (21), pelo jornalista Érico Firmo:

O governador Cid Gomes (Pros) é o protagonista óbvio de qualquer eleição desde 2006. Sem ser candidato, serão dele as principais decisões que vierem a ser tomadas para o próximo pleito. Contudo, esse protagonismo será dividido com outros dois personagens, cujas escolhas nos próximos meses indicarão se teremos apenas mais um passeio eleitoral ou se a disputa será acirrada.

(…) Tasso Jereissati (PSDB) é o ator central nas movimentações do bloco de oposição que começa a se formar.

(…) Outro protagonista é Eunício Oliveira. O senador sabe e gosta de fazer política, transita como poucos nos bastidores, tem muitas relações e poucas arestas, possui aliados extremamente influentes e – fator em que se sobressai acima de praticamente todos os seus pares – tem capacidade sobrenormal de angariar recursos e estrutura para campanha. Teve papel crucial nessa seara em todas as campanhas de Cid Gomes ao governo, na reeleição de Luizianne Lins (PT) e na eleição de Roberto Cláudio (Pros).

Se resolver concorrer, fará estragos nada desprezíveis. Tem potencial para fazer desta a eleição mais acirrada desde 2002 – o que nem vem a ser grande coisa, pois desde então Cid tem nadado de braçada.

Porém, nem Tasso nem Eunício, até agora, decidiram se candidatar. O primeiro hesita e o segundo ainda pode ser atraído por Cid, a depender dos acertos.

Quem tem passado, tem futuro

66 1

Em artigo enviado ao Blog, o radialista e ex-prefeito de Canindé, Ximenes Filho, defende a candidatura Eunício Oliveira ao Governo do Estado. Confira:

O passado de Eunício Oliveira quer como cidadão, empresário ou político, representa orgulho para si próprio, seus familiares, amigos e correligionários políticos.

Como cidadão, exemplo de honradez e dignidade, quer como filho, irmão, esposo, pai e, acima de tudo, amigo. Como empresário, exemplo de dinamismo, honestidade e suprema capacidade administrativa, o que o credenciou no rol dos maiores empresários do Brasil, com destaque para a lisura dos seus negócios, respeito às leis e aos seus funcionários e colaboradores. Como político, uma demonstração de zelo, seriedade, trabalho e obstinação, capazes de fazê-lo um grande deputado federal e consagrá-lo como um dos melhores senadores que o Senado Federal recebeu ao longo de toda a sua existência.

Dito isto, resta-nos a esperança de tê-lo como o nosso governador.

Serve o presente como estímulo e, por via de consequência, como apelo para que não desista dessa candidatura, pois, é agora ou nunca. A manobra do governador Cid foi desarticulada pelo presidente nacional do PROS ao declarar os nomes dos quais seria escolhido o seu sucessor, o que acabou sendo confirmado com a exclusão do nome de Eunício o que, no mínimo, é uma desconsideração muito grande e um ato de prepotência sem precedente.

Ando muito pelo interior e, afora isso, tenho dois programas de rádio e, sem nenhuma demagogia ou qualquer que seja o interesse, posso constatar a admiração que o povo tem pelo seu nome para governar o Estado em substituição a Cid, mas essa afeição foi conquistada pelo trabalho feito, no Congresso, a favor de renegociação das dívidas dos agricultores, pelo reconhecimento da profissão do vaqueiro, pela legalização dos taxistas, pela inclusão de mais verbas para a Saúde, entre outras ações que honram e dignificam os milhões de votos recebidos dos eleitores cearenses, que podem bater no peito e dizerem que têm um político de juízo e de vergonha na cara que não se mete em arapucas e não faz parte de acordos espúrios.

Assim sendo, faço um apelo veemente para que não desista de ser candidato ao Governo do Estado nas eleições deste ano, pois, se não contar com o apoio do governador Cid, por certo contará com o apoio do povo e da oposição de forma uníssona.

Monte, desde já, uma estratégia consagradora, inclusive, com coordenações regionais, das quais quero participar, se possível, como coordenador da região do nosso querido Canindé. Vamos montar uma operação de guerra que você, se DEUS quiser, será imbatível.

Não desista. O único candidato entre todos os que são citados, com condições de vitória é você meu caro amigo Eunício Oliveira. Não nos decepcione, seja o nosso governador. Monte, pois, no cavalo que está selado à sua porta para percorrer o Ceará inteiro e, ao final, levá-lo ao Palácio da Abolição, onde permanecerá por, no mínimo, oito anos.

Não se esqueça: Quem tem passado, tem futuro.

Ximenes Filho, radialista e ex-prefeito de Canindé

Audiência Pública apresenta projeto da nova CE 187

88 6

A região da Ibiapaba vai ter sua principal rodovia, a CE 187, duplicada pelo Governo do Estado do Ceará, via Secretaria do Turismo (Setur CE). A intervenção terá seu Estudo de Impactos Ambietais (EIA/RIMA) discutido com a população local, em audiência pública, na manhã desta terça-feira (21), no auditório do IFCE de Ubajara.

O projeto, já concluído, conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID ,   e prevê a ligação entre Tianguá e São Benedito, num total de 58,74 km, beneficiando cidades como  Ubajara e Ibiapina, em estrada duplicada, com acostamento em cada sentido, canteiro central, faixas de segurança, sinalização, iluminação.

“Com esta CE duplicada, além das rodovias já concluídas no Governo Cid Gomes, tais como a Jijoca – Granja e a Granja- Viçosa, as viagens à serra e ao litoral ficarão muito mais rápidas e seguras. Assim, fomentamos tanto o turismo, qualificando os espaços daquela região, quanto o escoamento da produção agrícola de toda a Ibiapaba, explica o secretário do Turismo, Bismarck Maia.

A duplicação será feita em dois trechos, sendo o primeiro a partir do entrocamento da BR 222, em Tianguá, até Ubajara, com 25,6 quilômetros (km) de extensão; e o segundo vai até a CE 321, em São Benedito, com 33,14 km e passando também pelo município de Ibiapina.

(Setur)

Perícia prejudicada

Da Coluna Vertical, no O POVO desta terça-feira (21):

Um procedimento no Instituto Dr. José Frota (IJF) causou estranhamento, ano passado, entre alguns médicos da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Corpos de vítimas de violência em Fortaleza e na Região Metropolitana só eram enviados para necropsia na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) com uma demora de mais de 24 horas e em estado de putrefação. Um problema grave para o resultado de uma investigação científica e risco à saúde dos servidores.

Segundo um documento que O POVO teve acesso, um homem que havia falecido no IJF Centro no dia 9/4/2013 só foi encaminhado à Pefoce em 12/4/2013. Três dias depois do óbito e em condição avançada de decomposição. Um outro ofício, relatava mais quatro casos. Entre eles, a história de um rapaz que só foi necropsiado na Comel 42h40min após seu falecimento no Frotão.

Segundo alguns médicos, a falta de uma geladeira no necrotério do IJF seria a causa do apodrecimento. Mas qual a justificativa para o atraso no encaminhamento do corpo?

José Pimentel e o continuísmo sem Cid Gomes ou Pós-Cidismo

92 1

Em artigo enviado ao Blog, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia a possibilidade da candidatura José Pimentel ao Governo do Estado. Confira:

O debate político nos meios de comunicação sobre a sucessão estadual do governador Cid Gomes (PROS) somente gira em torno da pré-candidatura do senador Eunício Oliveira (PMDB), como também da possibilidade da pré-candidatura oriunda do Partido Republicano da Ordem Social. Ambas as pré-candidaturas precisam do aval dos irmãos Gomes (Cid – Ciro), para sair na cabeça da chapa majoritária do bloco partidário PROS – PT – PMDB.

O senador José Pimentel (PT) já se apresenta como a segunda via do condomínio político-administrativo do Governo estadual, que defende o continuísmo da atual gestão sem um aliado consentido pela cúpula estadual do PROS. José Pimentel acredita que é o momento da candidatura própria do Partido dos Trabalhadores ao Governo do Estado do Ceará, puro sangue ou somente petista, para a construção de um palanque forte em torno da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

A base governista está dividida em dois sub-conjuntos: o primeiro sub-conjunto espera decisão da escolha do pré-candidato por parte da cúpula política do Governo estadual ou continuísmo consentido; o segundo sub-conjunto faz a defesa de uma candidatura que faça a renovação do comando do executivo estadual, com novo quadro político não oriundo da Era Tasso Jereissati (PSDB).

O senador Eunício Oliveira (PMDB) já lançou a sua pré-candidatura, como o melhor nome do bloco partidário governista (PROS – PT – PMDB), sem apoio dos irmãos Gomes, na sua pretensão de ser o pré-candidato do Neo–Cidismo. Eunício Oliveira pretende ocupar espaço importante entre as lideranças políticas do interior do Ceará, com apoio forte entre os setores da sociedade civil que são anti-Cid Gomes (PROS) na capital, para a construção de uma base eleitoral forte o bastante para impor a sua pré-candidatura na base governista.

O senador José Pimentel (PT) primeiro vai construir a tese de que é preciso uma renovação político-administrativa na base governista estadual em sintonia com o Planalto. José Pimentel compreende que num futuro próximo o Partido Republicano da Ordem Social terá candidatura própria para a presidência da República, no pleito eleitoral de 2018, com possibilidade de ser contra o PT na chefia do Governo Federal.

O PROS poderá eleger um governador que, por consequência, iria para reeleição em 2018, para reforçar o palanque natural do futuro presidenciável Ciro Gomes, em detrimento da possibilidade de um palanque com o Partido dos Trabalhadores. José Pimentel e o continuísmo sem Cid Gomes ou Pós-Cidismo.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Cerca de 5 mil pessoas ainda estão sem água em Itapipoca, diz vereador

Em contato com o Blog, por telefone, o vereador Professor Zé Marques (PRP) disse na noite desta segunda-feira (20) que cerca de 5 mil pessoas continuam prejudicadas em Itapipoca, por causa da pouca força da bomba da adutora.

“As casas localizadas nas áreas baixas de Itapipoca já estão com água, mas as residências nas partes altas ficaram prejudicadas”, comentou o vereador.

O drama da população de Itapipoca foi denunciado pelo Blog no dia 16 de dezembro último. A situação ficou crítica depois que o açude Poço Verde praticamente secou e milhares de peixes morreram. A adutora que deveria abastecer o Poço Verde com as águas do açude Gameleira teve os canos estourados em duas ocasiões.

O próprio governador Cid Gomes passou o Natal em Itapipoca tentando agilizar o funcionamento da adutora.

Prefeita do PROS garante apoio à pré-candidatura do PT

A prefeita de Cascavel, Ivonete Queiroz (PROS), assegurou neste fim de semana o apoio à pré-candidatura de José Guimarães ao Senado. A promessa ocorreu durante a posse da nova direção do PT no município da Região Metropolitana de Fortaleza, que contou também com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cascavel, vereador Gerardo Pompeu (PSC).

Após a solenidade em Cascavel, José Guimarães seguiu para os municípios de Itapipoca e Trairi.

PMDB terá candidatura no Ceará, diz deputado Mário Feitosa

foto mário feitoza deputado

Com Eunício Oliveira ou qualquer outro integrante do partido, o PMDB terá candidatura própria ao Governo do Estado. A garantia é do deputado federal Mário Feitoza, na tarde desta segunda-feira (20), durante entrevista ao programa Expresso em Pauta, apresentado pelo radialista Chico Rocha.

Segundo o parlamentar, a candidatura se faz necessária pelo espaço que o PMDB ocupa no Governo Federal e sua defesa pela reeleição da presidente Dilma Rousseff. O deputado disse que, caso o senador Eunício Oliveira não seja o candidato do partido, ele se colocará à disposição na disputa ao Palácio da Abolição.

Luizianne Lins pode apresentar programa de TV no Ceará

A ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), pode se tornar a nova apresentadora de TV no Ceará. A informação é do colunista Felipe Patury, do site da revista Época, divulgada nesse domingo (19). Luizianne deve estrear um programa semanal na emissora local, Rede União, do empresário Alberto Bardawil.

Segundo a assessoria de comunicação da Rede União, a ida da petista para a TV está sendo negociada diretamente entre o dono da emissora e a ex-prefeita. Ainda não há detalhes sobre o programa.

De acordo com o colunista, Luizianne adiantou que o horário será usado para entrevistas sobre temas ligados a direitos humanos e cidadania.

A Loura, como é chamada no Ceará, é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará, onde também é professora, atualmente licenciada do cargo. Em dezembro, ela foi aprovada no mestrado de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro.

Política

Apesar de afastada da política cearense desde que deixou a prefeitura em 2012 e a presidência estadual do PT em 2013, Luizianne é um dos nomes influentes do partido no Ceará. Ela é cotada por correligionários para disputar a sucessão de Cid Gomes – de quem é desafeto político – no Governo do Estado.

(O POVO Online)

Oposição se une para lançar candidato contra indicado de Cid Gomes

A semana será determinante para os arranjos políticos que antecedem a eleição estadual no Ceará. Opositores do governador Cid Gomes (Pros) definem os últimos detalhes sobre pesquisas que serão encomendadas para ajudar a definir quem enfrentará o candidato do governador. Enquanto isso, Tasso Jereissati (PSDB) deverá ter encontro com Aécio Neves – que será o candidato do PSDB a presidente – para discutir se o ex-governador cearense concorrerá ou não a senador.

A oposição decidiu fechar três alternativas de candidatura ao Governo: Nicole Barbosa (PSB), empresária e presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, e o vereador de Fortaleza Capitão Wagner, ambos do PR. “Entre esses três deverá surgir o nome do candidato da oposição”, afirma Sérgio Novais, presidente estadual do PSB.

A definição tem peso crucial uma vez que Cid Gomes já deu declarações de que esperará a oposição escolher o candidato e definir a estratégia antes de anunciar quem irá apoiar na disputa.

Até agora, o senador Eunício Oliveira (PMDB) é quem tem se movido com mais intensidade para ser candidato, embora negue a pecha de opositor e trabalhe pelo apoio de Cid. Além disso, como afirma Roberto Pessoa, Eunício só decidirá em abril se concorre ou não, e por isso o grupo opositor resolveu pensar logo em nomes. “Nós todos achamos muito tarde uma decisão em abril”.

O plano da aliança anti-Cid saiu de reunião na última quinta-feira ( 16), com presença de Novais, o presidente do PSDB estadual, Luiz Pontes, Roberto Pessoa, Capitão Wagner, o psiquiatra Antonio Mourão (PR), Euler Barbosa, secretário-geral do PRB, o suplente de deputado dr. Francisco Guimarães e, também, Elmano de Freitas – presidente do PT de Fortaleza, legenda que integra a base de Cid.

Além das pesquisas, o grupo pretende realizar seminários que esboçarão um plano de governo. “Serão convidados especialistas em áreas como saúde, mobilidade, convivência com a seca, segurança e, ao fim, formular um documento que serviria de programa para a oposição”, diz Wagner.

Para o ex-prefeito de Maracanaú, a possível candidatura de Eunício Oliveira mais uma do Psol e outra do quarteto garantiria segundo turno com o candidato de Cid Gomes. “E em segundo turno zera tudo”.

Quem são as alternativas da oposição

Roberto Pessoa

O ex-prefeito de Maranacaú e presidente de honra do PR é notório adversário de Cid

Nicole Barbosa

Presidente do CIC, assumiu o PSB de Fortaleza após saída do grupo de Cid para o Pros

Capitão Wagner

O vereador é um dos principais líderes dos policiais militares no Ceará

Saiba mais

Cid Gomes (Pros) costuma dizer, quando perguntado sobre nomes de possíveis candidatos seus para a sucessão estadual, que o politicamente inteligente é esperar a oposição dar o primeiro passo e apresentar suas caras para a disputa.

Agora que os adversários esboçam a chapa para outubro de 2014, o governador dispõe, conforme sua tese, de mais elementos para avaliar a melhor opção entre os cotados no Pros: José Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa e aquele que mais tem se movimentado publicamente; Leônidas Cristino, ex-ministro da Secretaria Especial dos Portos; Domingos Filho, vice-governador, Izolda Cela, secretária da Educação, e Mauro Filho, deputado estadual e ex-secretário da Fazenda do Ceará.

(O POVO)

Pé de guerra

foto tasso cascavel proteção ambiental

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (20):

A comunidade da praia de Balbino está em pé de guerra com a Prefeitura de Cascavel (64 km de Fortaleza). É que a prefeita Francisca Ivonete enviou um projeto de lei à Câmara Municipal propondo a redefinição da “Área de Proteção Ambiental do Balbino”.

O objetivo, segundo a mensagem, é refazer os limites para “permitir a implantação do Condomínio Sustentável”. Um empreendimento que pertenceria a um grupo de empresários portugueses.

De acordo com Nazareno Almeida, presidente da Associação do Povoado, a primeira vez que a mensagem foi ao parlamento houve protesto e a discussão foi suspensa. A proposta voltará à pauta.

Além de estar organizando manifestação, a Associação faz denúncia contra a prefeita na Procuradoria da República no Ceará.

Para quem não lembra, em 1996, após 10 anos de polêmica, o povo do Balbino recebeu de Tasso Jereissati, então governador, a posse de 180 hectares para moradia. Além disso, 19 hectares de mangue foram protegidos definitivamente.

A mensagem 099/2013 da prefeita Francisca Ivonete transforma uma parte da Apa do Balbino em Zona de Interesse Turístico (ZIT), o que legalizaria a construção do Condomínio Urbanístico na Área de Proteção Ambiental.

Agindo assim, a prefeita Francisca Ivonete espera “impulsionar o desenvolvimento de forma sustentável” de Cascavel, diz a mensagem. O procurador-chefe da República no Ceará, Alessander Sales, precisa tomar pé do caso. Urgente.

Eunício age para não ser atropelado

foto eunício 140117 pedra branca

Da coluna Política, no O POVO, pelo jornalista Érico Firmo:

Das artes da política, talvez nenhuma o governador Cid Gomes (Pros) goste tanto de manejar quanto o tempo. Essa tem sido sua arma mais eficaz. Em 2006, alimentou até o limite do prazo de desincompatibilização as esperanças de Lúcio Alcântara ter seu apoio à reeleição. Em 2008, venceu Luizianne Lins (PT) pelo cansaço para fazer do primo Tin Gomes (PHS) vice-prefeito de Fortaleza. Em 2010, Tasso Jereissati (PSDB) cansou de esperar que o governador optasse entre ele e José Pimentel (PT) e tomou a iniciativa de romper – o que o levou à derrota.

Eunício Oliveira (PMDB) viu de perto todos esses episódios e age como quem não tem a menor intenção de ser o próximo da lista. Seu método se aproxima um pouco daquilo que o próprio Cid fez em 2012. Quase um ano antes de a decisão do então PSB lançar candidato próprio ser oficializada, o partido dos Ferreira Gomes já se preparava como se candidato fosse ter. Estaria pronto para qualquer cenário. É o que faz Eunício Oliveira.

Todos os interlocutores locais e nacionais do peemedebista asseveram: o senador será candidato ao Palácio da Abolição doa em quem doer, custe o que custar – e ninguém imagine que será barato –, por cima de pau e pedra. Bem, ele nunca foi de dar ponto sem nó ou murro em ponta de faca. Não é dado a aventuras e costuma navegar com razoável segurança. Verdade que, em 2010, ao disputar o Senado com Tasso e Pimentel, assumiu muito mais riscos do que sempre esteve acostumado. Recordista de votos, deve ter ganho segurança para saltos mais altos.

Mais importante que qualquer declaração de que será candidato são os gestos de Eunício: faz tempo que ele se prepara para ser. Na prática, está em pré-campanha e arregimenta os aliados que consegue. Como o PSB fez com Roberto Cláudio, faz tudo como quem vai ser.

Claro que ele sabe que Cid não assistirá a isso parado. Tentará alguma jogada para amarrá-lo. Buscará construir alguma condição que se mostre tanto vantajosa para ele se desistir de ser candidato, quanto arriscada no caso de insistir na empreitada. Afinal, nessa negociação será decidido muito do destino da eleição: se será competitiva ou se revelará outro passeio. O governador não pode ser olhado como peça nula nesse tabuleiro. E ele ainda nem começou a jogar.

Eunício pode até vir a ser convencido, de um jeito ou de outro, a não ser candidato. Mas busca garantir condições para que não seja atropelado caso a decisão que o governador venha a tomar não o contemple. Não está disposto a ficar a reboque, nem a correr o risco de ser deixado na chuva. Está longe de ser o tipo de postura que ajude a conseguir a adesão de Cid. O governador faz questão de controlar o tempo das decisões e gosta de sinais de obediência. Mas também não sei se Eunício ainda nutre esperanças ou ilusões de vir a ter apoio palaciano.

Venha a se concretizar o rompimento ou não, o primeiro embate já é travado, pelo controle da agenda e pelo protagonismo do processo eleitoral.

Garantia Safra deverá beneficiar mais de 335 mil agricultores

Mais de 335 mil agricultores cearenses deverão ser beneficiados este ano com o programa Garantia Safra, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), que prevê um benefício de R$ 850, em parcelas mensais de R$ 170, para o agricultor com perda igual ou superior a 50% da safra.

Prefeitos de 181 municípios do Estado deverão assinar nesta segunda-feira (20), na SDA, o termo de adesão ao programa do Governo Federal. Segundo a secretaria, somente 11 municípios ainda não regularizaram a situação.

“O prazo final para adesão dos agricultores, que é 31 de janeiro, é improrrogável. Pedimos que todos os envolvidos na implementação do programa (Ematerce, movimentos sociais e secretarias municipais de Agricultura) se empenhem em viabilizar o maior número possível de adesões”, disse Arimateia Gonçalves, coordenador da COCRED (Coordenadoria de Crédito Rural e Políticas Afins).

O agricultor contribui com apenas com a quantia de R$ 12,75 que pode ser paga em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou casas lotéricas e cada município contribui com R$ 38,25 por agricultor cadastrado. O Governo do Estado vai investir cerca de R$ 26 milhões para que os trabalhadores recebam o benefício.

Na safra 2012/2013, mais de 302 mil agricultores foram beneficiados com o garantia safra em 178 municípios cearenses.

(com informações da SDA)

PCdoB quer Inácio reeleito, dois deputados federais e seis estaduais

56 3

O PCdoB decidiu neste fim de semana, durante plenária no Marina Park, que o senador Inácio Arruda será candidato à reeleição. O partido ainda espera eleger dois deputados federais (Chico Lopes e João Ananias), além de triplicar a bancada na Assembleia Legislativa, atualmente com dois parlamentares.

Para o vice-presidente do PCdoB no Ceará, Benedito Bizerril, “a reeleição de Inácio é uma bandeira importante a ser abraçada por todas as forças progressistas do Ceará”.

.“Vamos mobilizar a sociedade e enfrentar essa batalha política. Estamos convencidos da importância de garantirmos a nossa conquista no Senado”, ressaltou Inácio Arruda ao destacar que “a batalha eleitoral é também a batalha da luta de classe do Brasil”.

Chapa PMDB/PSDB/PR

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (19):

É fato: o senador Eunício Oliveira está tentando convencer o tucano Tasso Jereissati a se candidatar ao Senado montado numa aliança entre PMDB e PSDB. O PR, de Lúcio Alcântara e Roberto Pessoa, também está sendo convidado a compor a mesma chapa, que teria Eunício para o Governo. Até agora, Tasso tem mantido seu estilo esfinge. O PR topa a parada. Uma aliança entre os três partidos garantiria o maior tempo no horário gratuito e uma boa estrutura de campanha no Interior.

Enquanto o governador Cid Gomes continua dizendo que é cedo para tratar de eleições, Eunício Oliveira claramente azeita uma agenda de candidato a governador. Do jeito que o senador age, chegará rapidamente ao ponto em que sua candidatura ao Governo será fato consumado, com grandes dificuldades para organizar recuos. No mercado político, as apostas estão divididas. Uma parte acredita que o senador prosseguirá firme nos planos de ser candidato. Outra parte avalia que o peemedebista faz jogo de cena para aumentar seu cacife político.

Eunício diz que espera Cid para conversar “olho no olho”

foto eunício e garibaldi 140117

O senador Eunício Oliveira (PMDB) afirmou nesta sexta-feira (17) que espera o governador Cid Gomes (Pros) para ter uma conversa “olho no olho” sobre a eleição para o Governo do Estado.

“Não sei, uma hora a gente vai sentar e vai conversar olho no olho para decidir nossa vida”, disse o senador sobre a expectativa de contar com o apoio de Cid para disputar a eleição. Ele e várias lideranças participaram do evento em que o prefeito Roberto Cláudio (Pros) assinou a aquisição do Campo do América, na Aldeota.

Questionado sobre a hipótese de o governador não apoiá-lo, Eunício afirmou: “não trabalho com hipótese”.

Eunício afirmou ainda que sua pré-candidatura não está colocada, mas admitiu que está tentando se viabilizar como candidato e citou que a aceitação de seu nome como postulante é muito grande nos municípios.

O senador informou que o PMDB nacional vai realizar uma “pré-convenção” em abril para definir as estratégias nas disputas estaduais.

(O POVO Online)

Sobral quer captar empresas norte-americanas na área de Tecnologia da Informação

foto veveu sobral

A Prefeitura de Sobral espera este ano trazer para o Brasil investidores norte-americanos no setor de Tecnologia da Informação. O prefeito Clodoveu Arruda, o Veveu, e o secretário-chefe do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico, Alex Pereira, se encontram na Califórnia em contato com os investidores.

Para o prefeito, a vinda das empresas para Sobral irá consolidar o município da Região Norte do Estado como um importante pólo de desenvolvimento, diante de uma estrutura de ensino superior já existente.

Nesta semana, o chefe de Gabinete do Prefeito, Luciano Arruda, e a secretária de Desenvolvimento Econômico e Tecnologia da Informação, Daniela Costa, visitaram a área destina à expansão e implantação de novos negócios de Sobral.

Cota ministerial e Cid no caminho da relação PT-PMDB

Da coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (17), pelo jornalista Érico Firmo:

O governador Cid Gomes (Pros) se torna a cada dia mais um problema na relação entre PT e PMDB. Embora tenha, ainda, os peemedebistas entre os mais estratégicos aliados desde 2006, seu irmão Ciro Gomes já chamou o partido de coisas como “ajuntamento de assaltantes” e afirmou que “quem manda no PMDB não tem nenhum escrúpulo, nem ético, nem republicano nem compromisso público”. E acrescentou que a aliança PT-PMDB é “assentada na putaria”.

Nacionalmente, peemedebistas não vão com a cara de Cid, enquanto no Ceará Eunício Oliveira faz que não é com ele. A coisa ameaça desandar porque o governador e seu grupo já deram todos os sinais de que não apoiarão a candidatura do peemedebista ao governo. Os caciques nacionais incluíram o senador cearense na lista de prioridades, mas está difícil conseguir a adesão não só de Cid, mas também dos petistas. Isso num cenário no qual a relação PT-PMDB já desandou ou está perto disso em alguns dos mais importantes estados – a saber, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia… O fato é que, não fosse tão bom este negócio de ser governista, a aliança estaria seriamente comprometida.

Os peemedebistas, já de algum tempo, deram um tempo nas conversas nos estados e querem, de imediato, é aumentar a cota ministerial. Mais uma vez, há um Ferreira Gomes no meio do caminho. O que acontece é que o partido de Michel Temer quer a Integração Nacional. Mas esse ministério é hoje contabilizado na cota do Pros. Especificamente, de Cid Gomes. E aí é preciso recapitular o que se deu.