Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Oi Futuro entrega espaço lúdico para criançada de Ocara

Cerca de 200 crianças e jovens de Ocara (CE), entre sete e 12 anos de idade, têm um novo espaço de lazer e entretenimento para expressar a criatividade a partir do que foi assimilado na oficina de desenhos e cores realizada no município. O espaço lúdico montado no anexo da Escola Fundamental Sebastião Freire, que recebeu uma nova roupagem, será inaugurado no dia 26, e contará com a presença de representantes da prefeitura e da Secretaria Municipal de Educação.

A iniciativa faz parte das atividades do projeto “Navegando na Hora do Jogo”, desenvolvido pela ONG Instituto da Infância (IFAN), com apoio do Oi Futuro através do programa Oi Novos Brasis. Segundo a Oi Futuro, é na nova ambientação que crianças e jovens exercitam o que aprenderam nas aulas de desenho e pintura. A parede de cada sala é livre para se por em prática a imaginação. Uma estampa do cotidiano vivido por eles colore o ambiente e jogos socioeducativos como tabuleiro, fantoches, bonecas e brinquedos diversos também são oferecidos gratuitamente.

O espaço que abriga todas as outras atividades do “Navegando na Hora do Jogo” funciona como terapia, em que a criança usa a brincadeira para elaborar questões afetivas do seu convívio que vão surgindo ao longo de seu desenvolvimento.

 

Uma questão de memória

159 1

inácio arruda

O senador Inácio Arruda (PCdoB) deu entrevista, nesta manhã, ao programa Paulo Oliveira (Rádio Verdes Mares AM). Ao ser indagado por Tom Barros sobre o porquê de ser contra a redução da maioridade penal – de 18 para 16 anos, reagiu se sentindo incomodado.

Tom Barros chegou a criticar o governo federal que não resolve, por exemplo, o problema previdenciário e tem dinheiro para bancar porto em Cuba.

Foi o bastante para Inácio, discordando, recomendasse?

– Esqueça isso, esqueça isso!

Tom voltou a reagir: “Esquecer como, senador?

Copa 2014 – A juventude precisa dimensionar a importância do evento

97 1

Com o título “Vai ter Copa”, eis artigo do vereador petista Acrísio Sena, que pode ser lido no O POVO desta segunda-feira. Ele comenta as manifestações populares contra a Copa do Mundo como uma espécie de crescimento político da juventude. “Os jovens aumentaram seu espírito crítico – isto é positivo – mas não conseguem dimensionar a importância deste evento. Copa não é novidade”, diz Acrísio. Confira:

Tenho acompanhado com preocupação as manifestações contra a realização da Copa. É preciso recuperar e comparar dados para verificar o que isto significa. Minha história pessoal dá pistas de como as mudanças recentes na história do Brasil ajudaram a pintar este quadro. Filho de família de operários, enfrentei dificuldades comuns às pessoas de baixa renda. Preocupado com a desigualdade social, me vinculei aos partidos de esquerda e lutas sociais. Como fundador e presidente da CUT-CE vivi de perto reivindicações por melhores condições de vida nas décadas de 1980/1990.

Umas das principais bandeiras do movimento sindical à época era o  salário mínimo de U$S 100. No governo FHC, o mínimo correspondia a US$ 70. Hoje, com os governos do PT, equivale a US$ 300. A pauta do desemprego era constante. Hoje, a taxa das seis maiores regiões metropolitanas caiu para 5,4% na média de 2013, a menor marca da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE. Antes, universidade para trabalhador era um luxo. Hoje, são milhões em cursos superiores. São jovens com acesso à universidade, ganhando salários melhores e consumindo com qualidade. Milhões saíram das classes C e D para a classe média.

As manifestações contra a Copa, contraditoriamente, são fruto deste crescimento. Os jovens aumentaram seu espírito crítico – isto é positivo – mas não conseguem dimensionar a importância deste evento. Copa não é novidade. O Brasil já sediou o evento em 1950. E realizar uma Copa não significa reduzir investimentos ou dar as costas para problemas sociais. Em 2013, os recursos destinados à educação e à saúde cresceram. Em 2014, isso deve se repetir. Só em 2011 e 2012, o governo repassou a estados e municípios R$ 92 bilhões.

 

O Brasil não irá gastar menos por causa da Copa. Ao contrário, vai gastar. O fato é que o Brasil tem vários problemas. Mas que não foram causados e nem serão resolvidos pela Copa. E se o evento serviu para alertar e mobilizar a população em relação às suas carências, a Copa marcou mais um gol de placa. Até porque, independentemente do evento, haverá ganhos para a população. Basta verificar que cerca de 70% dos investimentos são em infraestrutura, mobilidade urbana, serviços e formação de mão-de-obra.

Além disso, o turismo cresceu 5,6% em 2013, acima da média mundial. É evidente o alinhamento político dos discursos: em sua maioria, quem se apresenta contra a Copa, é contra o Mais Médicos e o Bolsa Família. Por mais que uns não queiram a Copa, nem as Olimpíadas, são conquistas do povo. Quem vos fala é aquele jovem dos anos 1980/1990, que não teve, nem de longe, o direito sequer de sonhar com tal possibilidade.

Acrísio Sena

opiniao@opovo.com.br

Vereador do PT em Fortaleza.

Cid toca atabaque?

cidggo

Tudo é Carnaval – Cid e o prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda. 

Depois de mergulhar em adutora em Itapipoca, no começo deste ano, o governador Cid Gomes caiu no samba em sua terra, Sobral. No trio elétrico de Armandinho, que se apresentou no Pré-Carnaval desse município, Cid não resistiu: subiu no trio elétrico, tocou atabaque e ainda cantou uma musica baiana.

(Com Blog Sobral de Prima)

BNB lança seu programa de demissão voluntária

aryjoel

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Ary Joel, lançou, nesta manhã de segunda-feira, em Brasília, o Programa de Incentivo ao Desligamento (PID) do banco, uma espécie de “demissão voluntária”.

O programa estará disponível para quem estiver com 30 anos de contribuição junto a Capef (caixa de previdência do BNB) e 35 anos de contribuição para o INSS.

Esse PID do BNB oferece oito salários brutos e 40% do FGTS para quem aderir.

Detalhe: Não é obrigatório.

Projeto que dá autonomia à Defensoria Pública já tramita na Assembleia Legislativa

andreacoelho

Tramitando na Assembleia uma emenda constitucional que assegura autonomia para a Defensoria Pública do Estado. Ou seja, tira o órgão da tutela do Estado, dando-lhe orçamento e direito de gerir quadros e fazer concurso público.

A propósito, nesta terça-feira, às 14 horas, a defensora-pública geral do Estado, Andréa Coelho, dará uma entrevista coletiva na sede do órgão.

Ela vai informar como a Defensoria Pública atuará durante a Copa do Mundo.

 

Vereadores do Cariri pressionam por obras do Aeroporto Regional

claudionorr

Juntar forças. Esta é a proposta de um grupo de vereadores de Juazeiro do Norte (Região do Cariri), que na quarta-feira, estará em Fortaleza. O grupo será recebido pelo presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), e vai pedir apoio na luta pró-liberação dos R$ 15,8 milhões prometidos pela União e que são destinados ao pagamento das indenizações dos moradores próximos ao Aeroporto Regional do Cariri. O aeroporto também teve verbas contingenciada pelo Ministério do Planejamento.

A ideia desse grupo partiu do vereador Claudionor Mota (PMN) e, ainda nesta segunda-feira, o presidente da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, Capitão Vieira Neto (PTN), deve anunciar os nomes dos parlamentares que integrarão essa comitiva.

Além dos vereadores de Juazeiro do Norte, o presidente da Câmara Municipal está também convidando os vereadores do Crato, Barbalha, Caririaçu e de Missão Velha para esse encontro.

(Com Blog FlavioPinto News)-

Secretária da Justiça e Cidadania se queixa no CNJ sobre dados do Mutirão Carcerário

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JPoXSbFuiNI&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Mariana Lobo, viajou para Brasília nesta segunda-feira. Na agenda dela, cobrança, no Conselho Nacional de Justiça, sobre dados que divulgou sobre o Estado a partir do Mutirão Carcerário que realizou no País.

Entre as queixas da secretária, o sumiço de presos e até construção de presidio em seis meses, no que para Mariana Lobo é um absurdo.

A secretária da Justiça e Cidadania aproveita para informar sobre novos presídios.

Ministro agenda visita de empresários cearenses às obras do rio São Francisco

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=19YUXD-2cR8&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Uma caravana de empresários cearenses deve visitar as obras de Transposição do Rio São Francisco em março próximo. Quem articula é a Federação das Indústrias do Estado.

A data está sendo acertada com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, que falou sobre o empreendimento antes de seguir para Brasília, nesta segunda-feira, após fim de semana na Capital cearense.

Copa 2014 – Super Rede vai lançar promoção para atrair o sócio-torcedor

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

A Super Rede acaba de fechar parceria com fornecedores nacionais com o objetivo de oferecer, a partir da Copa do Mundo, descontos especiais nas compras para quem for sócio-torcedor. A informação é do presidente da organização, José Ximenes, um dos controladores dos Supermercados Frangolândia.

Nessa iniciativa, que objetiva aumentar vendas e incentivar clubes a conquistarem mais sócios, a Super Rede contará com o apoio de grupos nacionais como Danone, Unilever e Ambev. A campanha ocorrerá durante a Copa, mas, segundo Ximenes, essa ação deverá continuar após o evento.

Ele promete liberar todos os detalhes numa coletiva de imprensa que está sendo programada pela Advance, a agência de publicidade que acaba de assumir a conta da Super Rede.

Prefeita recua de projeto que previa transformar APA em área urbana

foto praia cascavel

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (24):

Valeu a pressão dos moradores da praia de Balbino. A prefeita de Cascavel, Ivonete Pereira, desistiu da ideia de retirar o status de “Área de Proteção Ambiental (APA)” dessa localidade.

Ivonete queria transformar a APA em uma área urbana do município, o que abriria brechas para implantação de condomínios, por exemplo.

Ferroviário cai para a Segundona do Estadual

Setenta e sete anos após vencer a Segunda Divisão do Campeonato Cearense de Futebol, o Ferroviário está de volta à divisão inferior ao ser rebaixado na tarde deste domingo (23), no estádio Abilhão, na derrota de 1 a 0 para o Quixadá.

Com nove títulos estaduais e 19 vice-campeonatos, o Ferrão dava sinais de queda desde 2011, quando amargou as últimas colocações na competição. Nas temporadas anteriores, a melhor campanha ocorreu em 2010, mesmo assim um tímido quinto lugar. Em 2012 chegou a ser rebaixado, mas acabou beneficiado com a perda de 13 pontos do Crateús.

Mais resultados

Nos outros jogos da rodada, o Fortaleza venceu o Horizonte, por 2 a 1; Icasa e Itapipoca empataram em 1 a 1; mesmo resultado de Guarany de Sobral e Ceará, em partida válida já pela segunda fase da competição.

Milhares de cruzes no aterro da Praia de Iracema lembram vítimas da violência

575 1

foto manifestação 140223 policiais civis e federais

Cerca de 4,5 mil cruzes foram colocadas nas areias da praia do Ideal Clube, neste domingo (23), durante manifestação do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE), em parceria com o Sindicato dos Policias Federais do Ceará (Sinpof/CE).

O grande “cemitério” no aterro da Praia de Iracema chamou a atenção de quem passava pelo local. Motoristas que trafegavam pela avenida Abolição realizaram um buzinaço em apoio ao movimento Polícia Legal. Segundo o Sinpol/CE, as 4.462 cruzes representaram o número de pessoas assassinadas no ano passado em todo o Ceará.

“A ação é para que as pessoas tenham noção da epidemia que o Estado enfrenta. Cada cruz representa uma mãe ou um pai de família morto pela violência”, explicou Ana Paula, vice-presidente do Sinpol/CE.

Mais de 500 pessoas, entre policiais civis, federais, parentes de vítimas da violência e sociedade civil participaram da ação conjunta entre as duas categorias que lutam pela valorização profissional e por um Ceará mais seguro.

“O descaso do governo está muito grande e não vamos aceitar isso. Metade do efetivo da Polícia Civil é terceirizada e sem treinamento técnico para ser policial”, lamentou o presidente do Sinpol/CE, Gustavo Simplício, que promete intensificar as ações dos movimentos Polícia Legal e Tolerância Zero durante o Carnaval.

“Vamos atender ao máximo para que todos que cheguem às delegacias saiam pelo menos com o boletim de ocorrência”, assegurou.

Grande ou pequeno

94 2

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (23):

Fala-se muito da pré-candidatura do senador Eunício Oliveira (PMDB) para o Governo do Ceará. Mas, será que há uma ideia de Ceará por trás da pretensão? O que o senador pensa da gestão de Cid Gomes? Se a candidatura se concretizar, será de oposição?

Até aqui, todos percebem o esforço de marketing do senador. Tudo muito profissional e bem planejado na construção de uma imagem positiva. Porém, perdura um imenso vazio de conteúdo.

Sabe-se que o sonho do senador é receber o apoio de Cid Gomes e ser o candidato da mesma aliança que sustenta o governador desde 2006. Talvez por isso tenha evitado emitir juízo de valor acerca dos sete anos de gestão, que oficialmente ainda apóia e não arredou pé dos cargos que ocupa.

Mas, e se Eunício não for, como tudo leva a crer, o candidato de Cid Gomes? O senador vai se manter candidato mesmo assim? Se seu projeto for mantido, necessariamente será de oposição. Certo? Mas, como pode ser de oposição um candidato que até dias antes da campanha mantinha cargos na gestão?

Como vemos, é caso de muitas perguntas para poucas respostas. Fiz uma pesquisa e só encontrei frases de apoio de Eunício à gestão de Cid Gomes. Nenhum reparo. Nenhuma opinião com tom crítico. Nenhum alerta ou proposta para melhorar uma ou outra política pública.

E assim caminha a nossa política. Configurando-se como candidato, o senador terá que formular um conteúdo que sugira mudanças e provoque no eleitor o desejo de mudar. Como não poderá ser oposição escancarada, virá com alguma frase de efeito. Tipo: “O Ceará precisa avançar mais”. Algo assim.

É que o senador já foi bastante longe com sua pré-candidatura. Ainda há ponto de recuos, mas não sem prejuízos em sua trajetória. Embora o PMDB seja um partido bastante afeito a um balcão, a simples troca de uma candidatura ao Governo por um cargo federal não fará bem à carreira de Eunício Oliveira.

A essa altura, recuar e desistir de ser candidato ao Governo colará no senador uma indelével pecha negativa. A saber: Eunício só colocou sua candidatura em campo com o objetivo exclusivo de ganhar um cargo federal. Pequeno, não? Mas, a política é feita por grandes e pequenos. Ser um ou outro é uma opção do protagonista.

Edu Lobo é atração no Festival Jazz & Blues 2014

degage jazz

Um dos maiores artistas da “Era dos Festivais”, quando a música brasileira passou da Bossa Nova para MPB e lançou nomes como Elis Regina, o carioca Edu Lobo, 70, é uma das grandes atrações do Festival Jazz & Blues 2014, que será realizado em Guaramiranga (1º a 4 de março) e em Fortaleza (dias 6 e 7 de março).

Após uma temporada nos Estados Unidos, Edu Lobo está de volta ao Brasil para retomar parcerias, uma delas com Chico Buarque, na composição de músicas, peças e balés. Uma de suas maiores parcerias foi com Vinícius de Moraes, quando chegou a vencer com “Arrastão” o Festival de Música Popular Brasileira de 1965.

Filho do pernambucano e compositor Fernando Lobo, Edu possui uma forte ligação com o Nordeste, quando em 1985 encabeçou o projeto “Nordeste já”, ao reunir 155 vozes nas composições “Chega de Mágoa” e “Seca d’água”.

Retorno aos palcos

O Festival Jazz & Blues 2014 também marcará o retorno aos palcos de Robertinho de Recife, que tocará canções de sua autoria, como ‘No mundo dos sonhos’ (tema da novela Pantanal, da extinta Rede Manchete) e ainda ‘Jesus – Alegria dos Homens’, de Bach; a 5ª Sinfonia de Beethoven; as Bachianas Brasileiras, de Villa Lobos.

Outra atração é o colombiano Edmar Castañeda, um dos nomes da atualidade dos mais originais instrumentistas em Nova York. O colombiano proporciona um grande espetáculo ao tocar harpa de 34 cordas, uma raridade na música atual.

(com informações da Dégagé)

Para que serve a Uece?

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (22), pelo jornalista Plínio Bortolotti:

O governador Cid Gomes (Pros) dá declarações frequentes queixando-se do recurso despendido com as universidades estaduais. Insiste que o dever dele é com o ensino médio, conforme a divisão constitucional de responsabilidades na educação. Ocorre que o artigo 205 da Constituição dita que cada uma das esferas de poder deve atuar “prioritariamente” assim: educação infantil e ensino fundamental (municípios), ensino médio (estados e Distrito Federal) e ensino superior (União). Porém, por óbvio, “prioridade”, não significa excludência.

Na sua peleja para desobrigar-se do ensino superior, a última do governador foi ameaçar transferir o curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará (Uece) para a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

(…) O reitor da Uece, Jackson Sampaio, afirma ser necessária a contratação emergencial de 163 professores (somente para repor as baixas dos últimos sete anos). Por seu turno, Cid discorda do número de professores necessários; deixando entender que autorizaria 50 contratações. Para Cid, há ociosidade, pois, na visão dele, os professores deveriam ficar mais em sala de aula, dedicando apenas 1/3 da carga horária para atividades extraclasse.

Pelo jeito, o governador Cid Gomes vê o ensino superior, como se fosse uma espécie de “colegialzão”, sem vislumbrar o importante papel da universidade na extensão social, pesquisa e inovação. A vida universitária não pode ser reduzida a uma sala de aula e a um giz (ou power point) manuseado pelo professor. Mesmo que o governador mantivesse essa visão estreita, ele poderia perceber que a Uece é um grande instrumento que ajuda a melhorar o ensino fundamental e médio (pelo qual ele é responsável), pois essa universidade é a maior formadora de professores do Ceará.