Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Cagece desmatou área e vai ficar por isso mesmo

cagcce

“A área verde desmatada ilegalmente no quartel do 10º Depósito de Suprimentos do Exército (10º Dsup), no bairro Dias Macedo, não será recuperada. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), responsável pela derrubada de pelo menos 200 árvores em 5,9 mil metros quadrados, foi parcialmente punida e terá de fazer o replantio de 335 espécies nas avenidas Silas Munguba (Serrinha/Castelão/Itaperi) e Bernardo Manuel (Mondubim). A informação é da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) da Prefeitura de Fortaleza.

Ao O POVO, por email, a secretária da Seuma, Águeda Muniz, explicou que a recuperação do dano se dará em locais distantes do ecossistema destruído pela Cagece. Serão transplantadas 77 carnaubeiras para as avenidas Silas Munguba, que atravessa os bairros Castelão, Serrinha e Itaperi. Além do transplantio, 258 mudas nativas e semiadultas – com tamanho de 1,80 metro – serão plantadas na avenida Bernardo Manuel, situada no Mondubim.

Por enquanto, o trecho devastado no 10º Dsup para implantação de tubulações do Sanear II permanecerá como está. De acordo com Águeda Muniz, “somente após a Cagece finalizar a implantação do projeto a área deverá ser avaliada quanto à necessidade de recuperação induzida ou se deverá ser deixada em repouso para sua recuperação espontânea”.

A Cagece, segundo acordo firmado com a Seuma na última terça-feira, terá de prestar serviço de manutenção com a irrigação das espécies e seguir um cronograma elaborado pela secretaria. Se alguma espécie não se adaptar num período de seis meses, deverá ser feita a substituição da árvore. Águeda Muniz garante que haverá fiscalização.

Compensação ambiental

O valor da compensação ambiental, segundo Águeda Muniz, é de R$ 210.350. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará ainda pagará multa pelo desmatamento ilegal no valor de R$ 24.172,50. Finalizado o processo administrativo que tramita na Seuma, a documentação será encaminhada ao Ministério Público Federal, que decidirá se abre ou não outro processo contra os gestores que ignoraram a legislação ambiental e passaram por cima do órgão municipal fiscalizador. Gestores da Cagece e do comando do 10º Dsup.

Para desmatar parte do bosque do quartel, gestores da Cagece e do comando do 10º Dsup decidiram que o trecho que seria destruído “não apresentava a necessidade de autorização”, visto que a obra estava devidamente licenciada e havia a concessão por parte do Exército para a utilização do espaço. A Seuma nunca foi consultada.”

(O POVO)

 

José Guimarães cobra presenças de Dilma e Lula e diz que Marina é “invenção midiática”

311 17

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=pbKHzkvZtTA&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal e candidato à reeleição José Guimarães (PT) disse, nesta segunda-feira (1º), que a direção nacional do PT terá que repensar a presença de Dilma e Lula no Nordeste.

Para o deputado, também vice-presidente nacional petista, a ausência dessas lideranças no palanque pró-Camilo Santana (PT) ao Governo, é “um erro grave”.

Guimarães falou ainda sobre a candidatura de Marina Silva (PSB) à presidência da República e foi duro: “Ela é uma “invenção midiática”. O parlamentar assistirá, nesta segunda-feira, em São Paulo, ao debate dos presidenciáveis promovido pelo SBT.

Termina o debate da TV O POVO

220 1

eleições 2014 debate tv op senado 0831 geral final

Nas considerações finais, Mauro Filho atrela candidatura a ações do governo federal. Raquel Dias apela para manifestantes que foram às ruas em junho do ano passado. Diz que sua candidatura é a única alternativa de esquerda. Geovana Cartaxo ressalta candidatura Marina Silva. Tasso destaca o nível do debate.

Tasso sugere que PT contrate Mauro Filho como “garoto propaganda”

O candidato Mauro Filho tenta envolver Tasso em um discurso federal e pergunta por que o candidato tucano é contra a Dilma. Tasso diz que não é contra ninguém, mas contra o governo do PT. Lamenta o retorno da inflação. Mauro destaca ações de Dilma e Tasso sugere que marqueteiros do PT atentem para Mauro Filho como garoto-propaganda.

Tasso lembra que é candidato do povo do Ceará e que não ficará calado no Senado, caso eleito, diante de medidas contra o Ceará.

Tasso diz que CPMF perdeu finalidade no governo do PT

eleições 2014 debate tv op senado 0831 tasso

O candidato Tasso Jereissati lembra que a CPMF foi um imposto criado como fonte auxiliar para a saúde, também era temporário. Diz que no governo do PT perdeu a finalidade e que passou a ser usada para qualquer coisa. Observa que os produtos passaram a ser encarecidos. Afirma que a atual política é quando menos imposto melhor.

Geovana Cartaxo e Mauro Filho entram no debate nacional Marina x Dilma

eleições 2014 debate tv op senado 0831 geovana

A candidata Geovana Cartaxo defende o desenvolvimento econômico alinhado com a ecologia. Critica a construção do Acquario, que não traduz o turismo sustentável. Mauro Filho defende energia renovável e assegura que a presidente Dilma irá terminar a transposição das águas do rio São Francisco.

Geovana e Mauro entram em um debate Dilma x Marina. Geovana lembra que a Transnordestina não é do governo Dilma. Diz que política do desenvolvimento do governo Dilma estimula o consumo e não a produção.

Raquel Dias diz que profissionalização do Ensino Médio atende somente a indústria

eleições 2014 debate tv op senado 0831 raquel

A candidata Raquel Dias afirma que a profissionalização do Ensino Médio, que virou prioridade no governo Cid Gomes, impede que jovens ingressem na universidade, mas atende aos interesses da indústria.

Mauro Filho lembra que a geração de empregos é importante para os jovens. Afirma que lutará para a redução de impostos.

Raquel rebate e alega que redução de impostos beneficia empresas, não aos trabalhadores. Brasil é maior produção de agrotóxicos do mundo, diante da redução de impostos no setor.

Tasso diz que importações cearenses estão estagnadas; Mauro discorda

181 1

O candidato Tasso Jereissati diz que importações no Ceará estão estagnadas e que Porto do Pecém está subutilizado. Diz que proposta de Mauro é o mesmo do governo Federal, que prioriza o Mercosul e que não interessa ao Ceará.

Mauro discorda e que afirma que o governador Cid Gomes pensou o Ceará para os próximos 30 anos. Diz que Ceará é exportador de energia, não mais importador.

Mauro se esquiva do debate da segurança pública

A candidata Geovana Cartaxo cobra de Mauro Filho as ações do governo sobre segurança pública, pois como secretário da Fazenda ele geriu verbas para o setor.

Mauro Filho lembra que debate é sobre propostas ao Senado e que a violência tem a ver com o tráfico de drogas, quando mais de 70% das ocorrências têm ligação com o tráfico e o Ceará não produz droga. Diz que a nível federal irá trabalhar, caso eleito, para evitar que drogas entrem no Estado.

Mauro Filho é o primeiro candidato a se apresentar

eleições 2014 debate tv op senado 0831 mauro

O candidato Mauro Filho é o primeiro candidato a se apresentar no debate e diz que a Reforma Política deverá interessar à população, não aos partidos políticos. Destaca candidatura Camilo Santana ao governo do Ceará.

Raquel Dias cobra posicionamento de Mauro Filho, quando à violência policial contra professores. Mauro ressalta números da educação.

Tasso chega para debate na TV O POVO

O candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, chegou agora há pouco à TV O POVO, onde às 18 horas ocorrerá o primeiro debate com os quatro candidatos. Para Tasso, o debate “será bastante positivo para discutir o que cada candidato pensa em fazer nas atividades específicas do Senado”.

Além de Tasso, também participarão do debate os candidatos Mauro Filho (PROS), Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (Psol).

Blog alertou, Cid não atentou

foto gráfico cid 140518

Na matéria “Cid Gomes posta foto com Dilma em evento da Transposição”, publicada em 18 de maio deste ano, quando a presidente Dilma Rousseff esteve no município de Jati para acompanhar obras da transposição das águas do rio São Francisco, o governador Cid Gomes destacou a presença da presidente no Ceará e postou fotos com Dilma em sua página no Facebook.

Diante do grande número de internautas que comentaram o assunto, o Blog realizou uma análise qualitativa (não confundir com quantitativa) da imagem do Governo do Ceará e do governador Cid Gomes (ver gráficos na época, acima).

Em avaliação, o Blog observou que “dois fenômenos ocorreram na postagem de Cid Gomes. O primeiro foi uma reação contrária à presidente Dilma. O segundo foi o fim das críticas à segurança pública, após por anos a pasta ser motivo de desgaste da administração estadual. Outro fenômeno foi o equilíbrio entre críticas e apoio, quando Cid Gomes começa a recuperar a imagem do governo, por meio de ações na gestão e de sua própria pessoa. A campanha ‘É assim que a gente faz um novo Ceará’ começa a aparecer em números”.

Três meses e duas semanas depois, o desgaste – segundo pesquisas de opinião – do governo Dilma bate à porta do Palácio da Abolição e, consequentemente, nos rumos da candidatura Camilo Santana. Durante esse período, o Governo do Ceará não sinalizou com nenhuma estratégia para o atual momento (por favor, os marketólogos de plantão não venham com a desculpa da mudança de quadro, diante da morte de Eduardo Campos).

O Governo do Ceará trabalhou o micro e não atentou para o macro. Para piorar a situação, a própria campanha à reeleição de Dilma Rousseff dá o tom da reorganização da estratégia política: não está mais em jogo a construção ideológica (ou fortalecimento, tanto faz) do governo Dilma, mas a desconstrução da candidatura Marina.

Se a nova estratégia surtirá efeito, só as próximas cinco semanas dirão. E isso também vale para o Ceará.

Eunício quer resgatar “era de desenvolvimento pleno”

178 1

eleições 2014 pmdb 0830 eunício cariri

Em reunião com empreendedores dos setores da indústria, comércio e serviços do Cariri, o candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, disse na noite desse sábado (30), em Juazeiro do Norte, que irá “lutar para que o Ceará volte a experimentar uma era de desenvolvimento pleno”.

Também presente à reunião, o candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, alertou que “só os incentivos fiscais não são capazes de mudar a realidade difícil dos empreendedores”. “Hoje, o mundo é competitivo globalmente. Nossas empresas precisam ter condições de competir com empresas do Japão e da Alemanha. E não temos visto o Estado dar o apoio necessário para isso”, comentou.

(Foto: divulgação)