Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Blog alertou, Cid não atentou

foto gráfico cid 140518

Na matéria “Cid Gomes posta foto com Dilma em evento da Transposição”, publicada em 18 de maio deste ano, quando a presidente Dilma Rousseff esteve no município de Jati para acompanhar obras da transposição das águas do rio São Francisco, o governador Cid Gomes destacou a presença da presidente no Ceará e postou fotos com Dilma em sua página no Facebook.

Diante do grande número de internautas que comentaram o assunto, o Blog realizou uma análise qualitativa (não confundir com quantitativa) da imagem do Governo do Ceará e do governador Cid Gomes (ver gráficos na época, acima).

Em avaliação, o Blog observou que “dois fenômenos ocorreram na postagem de Cid Gomes. O primeiro foi uma reação contrária à presidente Dilma. O segundo foi o fim das críticas à segurança pública, após por anos a pasta ser motivo de desgaste da administração estadual. Outro fenômeno foi o equilíbrio entre críticas e apoio, quando Cid Gomes começa a recuperar a imagem do governo, por meio de ações na gestão e de sua própria pessoa. A campanha ‘É assim que a gente faz um novo Ceará’ começa a aparecer em números”.

Três meses e duas semanas depois, o desgaste – segundo pesquisas de opinião – do governo Dilma bate à porta do Palácio da Abolição e, consequentemente, nos rumos da candidatura Camilo Santana. Durante esse período, o Governo do Ceará não sinalizou com nenhuma estratégia para o atual momento (por favor, os marketólogos de plantão não venham com a desculpa da mudança de quadro, diante da morte de Eduardo Campos).

O Governo do Ceará trabalhou o micro e não atentou para o macro. Para piorar a situação, a própria campanha à reeleição de Dilma Rousseff dá o tom da reorganização da estratégia política: não está mais em jogo a construção ideológica (ou fortalecimento, tanto faz) do governo Dilma, mas a desconstrução da candidatura Marina.

Se a nova estratégia surtirá efeito, só as próximas cinco semanas dirão. E isso também vale para o Ceará.

Eunício quer resgatar “era de desenvolvimento pleno”

184 1

eleições 2014 pmdb 0830 eunício cariri

Em reunião com empreendedores dos setores da indústria, comércio e serviços do Cariri, o candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, disse na noite desse sábado (30), em Juazeiro do Norte, que irá “lutar para que o Ceará volte a experimentar uma era de desenvolvimento pleno”.

Também presente à reunião, o candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, alertou que “só os incentivos fiscais não são capazes de mudar a realidade difícil dos empreendedores”. “Hoje, o mundo é competitivo globalmente. Nossas empresas precisam ter condições de competir com empresas do Japão e da Alemanha. E não temos visto o Estado dar o apoio necessário para isso”, comentou.

(Foto: divulgação)

Campanhas de Eunício e Camilo terão que lidar com crescimento de Marina

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (31):

Tanto o comitê do Pros-PT quanto o de Eunício Oliveira (PMDB) realizam acompanhamentos cotidianos das intenções do eleitorado.

Antes do início do debate entre os candidatos ao Governo, domingo passado, na TV O POVO, o senador foi perguntado por um jornalista sobre as pesquisas internas. Saiu pela tangente a respeito da disputa cearense da qual nada falou, mas deixou escapar o que já naquele momento estava sendo detectado pelas consultas de seu comitê: “Marina, Marina…”. Disse isso ao mesmo tempo em que fazia com a mão um gesto de quem exprime muita quantidade.

No Ceará, vêm Datafolha e Ibope na próxima semana.

Cid Gomes: Marina está acenando com o que há de mais conservador e reacionário

268 6

foto cid gomes opovo

O governador Cid Gomes lançou um alerta à equipe de campanha de Dilma Rousseff: Marina Silva, que aparece como fenômeno nas pesquisas, pós-morte de Eduardo Campos, preocupa mais aos que fazem a campanha de Aécio Neves (PSDB), mas exigirá dos dilmistas uma “profunda reflexão” porque ela não é fogo de palha. Pelo contrário, vem mostrando em sinalizações como a defesa do Banco Central independente, um aceno “ao que há de mais conservador e reacionário”. Para Cid, Marina precisa apresentar o que ainda não apresentou claramente: um projeto para o Brasil. A entrevista foi concedida ao O POVO na quinta-feira (28), logo após pesquisas eleitorais anunciarem Marina colada em Dilma no primeiro e, num eventual segundo turno, derrotando a atual presidente.

O POVO – Marina assusta Dilma, governador?

Cid Gomes – Marina, nas pesquisas que saíram aí, surpreende ultrapassando Aécio, portanto ele deve ser o mais preocupado. Naturalmente, simulações do segundo turno, na posição em que ela se encontra, nos obrigarão que a gente faça profunda reflexão. Nós, o povo brasileiro, e de modo geral aqueles que acreditam que Dilma é a melhor para o Brasil, como eu acho.

OP – Ela é fogo de palha?

Cid – Não, não diria isso não. O Brasil, há muito tempo, vem dando sinais claros de que deseja sair dessa polarização. E a Marina, não sei se é o melhor quadro para isso, mas essa sinalização já tem sido muito repetitiva nas nossas eleições. E, enfim, ela aí, agora que está representando essa terceira via. O que espero é que a gente reflita muito sobre o futuro do Brasil. O que é o projeto da Marina? Acho que a gente precisa muito saber claramente.

OP – O senhor vê contradições exageradas na candidata Marina?

Cid – Eu tenho visto muitos sinais controversos. Ela tem uma história como uma pessoa progressista, e está acenando com o que há de mais conservador e reacionário na economia brasileira, que é a independência do Banco Central. Você vê só, isso é literalmente botar banqueiro para cuidar dos juros. Quem é mais beneficiado com juros é banqueiro, e se eles vão cuidar dos juros, isso é péssimo para quem pensa em um Brasil desenvolvido, em crescimento econômico e geração de oportunidades, que nós precisamos muito ainda. Se o Sul e Sudeste brasileiro hoje vivem situação de quase pleno emprego, nós ainda temos grandes desafios, principalmente no Norte e Nordeste, e isso só se fará com grandes investimentos, e investimento com juro alto não é compatível, não combina investimento, portanto geração de emprego, com juro alto, e banqueiro com independência cuidando do BC é sinal para mim que teremos um período de profunda recessão, se é de fato essa a proposta da Marina. Acho que precisa clarear essas questões ainda.

OP – Tem muita influência dela na campanha do Ceará?

Cid – Olha, acho que é natural, principalmente com o eleitorado de Fortaleza, que é mais de classe média, com mais restrições à política. O que acho lamentável, porque a gente deve ter restrição com a má política, e a gente não deve transformar nossa inquietude com malversações, com alguns desmandos da política, votando simplesmente por protesto, sem saber exatamente em quem se está votando. É ilusão algumas pessoas acharem que não precisam de governo, e, portanto, vão dar um voto de protesto, uma novidade. Todo mundo precisa de governo, economia do Nordeste, do Brasil e do Ceará depende muito, mas muito mesmo, de uma política nacional voltada primeiro para redução das desigualdades regionais. É isso que tem feito com que alguns milhões de cearenses, se incorporem à classe média. Isso faz com que eles consumam, isso mexe com a vida do empresário para melhor, com a vida do industrial. Se entramos em clima de recessão, com juro alto para atender a banca, que é o que está me aparentando essa aliança que a Marina vem fazendo, isso é sinal horrível pro Brasil. Acho que vamos ter tempo para discutir isso com mais profundidade.

(O POVO)

Marina deverá vir ao Ceará dia 11 de setembro

196 3

O crescimento de Marina Silva nas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República faz o PSB acreditar que a eleição poderá ser decidida no primeiro turno. A expectativa é da candidata do partido ao governo do Ceará, Eliane Novais, durante avaliação neste sábado (30), na Beira Mar, em Fortaleza.

“Esse rápido crescimento de Marina Silva está me levando a crer que o PSB ganha no primeiro turno”, comentou a candidata, que articula a vinda de Marina ao Ceará, dia 11 de setembro.

Marqueteiros conseguem “envolver” Luizianne na campanha de Camilo no Horário Eleitoral

433 4

foto camilo santana e luizianne

Pelo terceiro programa seguido dos candidatos à Câmara Federal, da coligação “Para o Ceará seguir mudando”, Luizianne Lins é “envolvida” na candidatura Camilo Santana, ao governo do Ceará, durante o Horário Eleitoral.

Apesar da candidata e ex-prefeita de Fortaleza não pronunciar o pedido de votos, os marqueteiros de Camilo Santana encontraram um “jeitinho” para envolver Luizianne Lins na campanha estadual, além da inserção da logomarca “Camilo 13” na participação da ex-prefeita.

A estratégia é simples: Camilo fala da importância de eleger candidatos da coligação e, em seguida, chama os candidatos. A primeira participação é de Luizianne Lins. Mesmo a ex-prefeita não pedindo o voto, o telespectador/eleitor a reconhece como apoiadora.

Luizianne Lins somente conseguiu participar do Horário Eleitoral, após ação judicial. A coligação não a colocou nos primeiros programas por considerar que sua participação estava fora do padrão.

DETALHE – No programa deste sábado (30), a participação de Luizianne não teve áudio. A assessoria jurídica da candidata informa que irá se inteirar do problema.

Eunício diz que é preciso coibir entrada de drogas em Juazeiro do Norte

eleições 2014 pmdb 0830 juazeiro

Uma das principais entradas de drogas no Ceará, por estradas de acesso a Pernambuco, Paraíba e região Centro-Oeste, o município de Juazeiro do Norte, no Cariri, precisa de mais policiamento e inteligência policial em seus limites. A observação é do candidato do PMDB ao governo do Estado, Eunício Oliveira, durante carreata neste sábado (30), em Juazeiro do Norte, ao lado do vice na coligação, Roberto Pessoa, e do candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati.

No fim da tarde, Eunício seguirá para o município do Crato, também na região do Cariri.

(Foto: divulgação)

Neste domingo tem debate entre candidatos ao Senado na TV O POVO

229 1

eleições 2014 debate tv opovo senado

Chegou a hora de colocar frente a frente os personagens que, nestas eleições, se enfrentam pela cobiçada vaga no Senado. Neste domingo (31), a partir das 18 horas, a TV O POVO promove debate entre Tasso Jereissati (PSDB), Mauro Filho (Pros), Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (PSTU).

Em fevereiro do próximo ano, um deles ficará com a cadeira ocupada pelo hoje senador Inácio Arruda (PCdoB) e passará a representar o Ceará na Casa de maior prestígio político do Legislativo brasileiro.

A disputa pelo Senado em 2014 é mais acirrada que a anterior. Diferentemente de 2010, quando duas vagas foram abertas, desta vez só há espaço para um vencedor. Quem ganhar passará a integrar a bancada cearense ao lado dos senadores José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) – este último, candidato ao governo, que deixará o suplente Waldemir Catanho (PT) na vaga, caso seja eleito para o Executivo.

Em jogo, além do salário de R$ 26,7 mil e de vários benefícios, está também o papel estratégico nas decisões políticas do Estado e do País. Quem vencer poderá participar de discussões que deverão ser jogadas para os próximos anos, como a redução da jornada de trabalho, a reforma tributária, dentre outros temas.

(O POVO)

Do cabo submarino que vai aproximar Fortaleza de Angola

A respeito da matéria “Brasil-África. Cabo submarino estará pronto no final de 2016”, da repórter Beatriz Cavalcante (Editoria Economia, página 31), na edição dessa sexta-feira (29), do O POVO, serão aplicados US$ 160 milhões na comunicação em fibra óptica sob o Atlântico entre Fortaleza e Luanda, capital de Angola. Mesmo que o cabo submarino seja tecnologia originária do século XIX, limitada na ocasião ao telégrafo em código Morse, alcançou o XXI com aplicações muito mais aperfeiçoadas e abrangentes, como telefonia, televisão e a Internet.

Uma das vantagens desse aparelhamento é que, à exceção de um remoto rompimento sob o mar, está imune a interferências que satélites de comunicação em órbita da Terra podem ser alvo em caso de tempestades no Sol. O pouco divulgado é que a capital do Ceará é terminal de pelo menos cinco dessas fiações internacionais. Uma delas, inaugurada em 1994, tem uma ponta em Fortaleza e a outra nos Estados Unidos, em Hollywood da Flórida, cidade homônima da meca do cinema localizada na Califórnia.

No caso do cabo projetado, é importante pelo fato de aproximar muito mais os intercâmbios em geral entre o Brasil e Angola, somando-se a África em geral. Quando o, à época, o presidente Ernesto Geisel decidiu pelo reconhecimento do Brasil à República Popular de Angola em 1975, a fim de tentar neutralizar as influências cubana e soviética em Luanda, houve críticas na extrema-direita do regime militar por se tratar de um governo recém-independente declaradamente marxista. O tempo comprovou que, na questão ideológica, o marxismo angolano ficou esvaziado diante das mudanças geopolíticas no mundo.

Fortaleza, até o final da década de 1960, teve maior vida social voltada para o cabo submarino. Era sofisticado receber nas datas especiais cabogramas da multinacional Western Union de felicitações de parentes ou amigos moradores ou viajantes para outras cidades. Felizmente, a tecnologia comprovou que o cabo submerso nunca foi símbolo de coisas que o tempo levou. Muito pelo contrário, continua contribuindo para que os povos e nações procurem se aproximar e se desenvolvam muito mais.

(O POVO / Editorial)

Companhia Docas tem novo presidente

foto paulo andré companhia docas

O engenheiro civil Paulo André Holanda deixou nessa sexta-feira (29) a presidência da Companhia Docas do Ceará (CDC), cargo que ocupava desde 2009. O Conselho de Administração da empresa aprovou o ex-diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária e administrador de empresas Mário Jorge Cavalcanti como substituto. Mário Jorge é funcionário de carreira da Companhia.

Paulo André é filho do deputado federal Ariosto Holanda (PROS), que na manhã deste sábado divulgou no Hotel Sonata as suas propostas de candidato à reeleição.

Diassis Martins divulga voto a favor de Guimarães

176 2

eleições 2014 pt guimarães e diassis martins

Em comentário enviado ao Blog, o cantor Diassis Martins revela as razões de seu voto a favor da reeleição do deputado federal José Guimarães. Confira:

Meu apoio à reeleição do deputado federal José Guimarães é fundamentado em duas linhas de atuação do parlamentar, sendo a primeira o incentivo à arte e à promoção cultural, tendo, por exemplo, destinado emenda individual no valor de R$ 1 milhão para o Corredor Cultural do Benfica. Além disso, Guimarães articulou junto à bancada cearense uma emenda no valor de R$ 40 milhões para a criação da Pinoteca.

A segunda linha de atuação que motiva meu apoio a Guimarães é a dedicação à expansão da educação pública, área em que se dedicou, e com muito esforço conseguiu trazer para o Ceará, oito institutos federais de educação. Guimarães foi o principal articulador da criação da Universidade do Cariri, tendo sido relator da Lei que criou a UFCA, proporcionando a centenas de jovens a oportunidade de acesso à educação pública, gratuita e de qualidade. Por isso, vou votar Guimarães.

O eleitorado mais disputado para o Senado

162 1

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (30), pelo jornalista Érico Firmo:

Uma semana após o primeiro debate na televisão entre os candidatos ao Governo do Estado, O POVO colocará amanhã os candidatos ao Senado no Ceará frente a frente pela primeira vez. Confrontá-los é oportunidade sempre muito boa de o eleitor conhecer melhor o candidato, de saber como ele se porta sem a trucagem do marketing e a ilusão ou mistificação da propaganda. É nessa ocasião, mais que em nenhuma outra, que se percebe o candidato de forma mais próxima daquilo que ele de fato é. Ainda mais pelo modelo adotado, no qual cada candidato fica no centro da roda em um dos blocos. Assim, eles têm oportunidade de aparecer com mais destaque e apresentar com mais ênfase suas qualidades. Por outro lado, defeitos também se evidenciam.

Além do público que alcança pela veiculação conjunta por TV O POVO, rádio O POVO/CBN (FM 95,5) e portal O POVO Online, a repercussão se propaga pelos dias seguintes. Os vídeos com os blocos do debate para governador, publicados no portal O POVO Online, tinham ontem mais de 12 mil acessos (veja aqui http://bit.ly/1tNhRrf). Isso com a reprise, sem considerar quem assistiu ao vivo e a repercussão no jornal, em outros veículos e nas mídias sociais. Debates televisivos têm alcance de massas, mas, sobretudo, alcançam parcela do público mais politizada, que gosta e acompanha mais de perto a política. Por isso, influencia eleitores a sua volta. No caso da eleição para o Senado no Ceará, alcança justamente os segmentos em que a eleição está mais disputada.

Na primeira pesquisa O POVO/Datafolha, a diferença entre Tasso Jereissati (PSDB) e Mauro Filho (Pros) – os dois primeiros colocados – foi de 35 pontos percentuais. Porém, em alguns segmentos ela foi menor. Em determinados setores aos quais o debate fala mais intensamente, houve mais equilíbrio, em maior ou menor grau. Em Fortaleza, por exemplo, a vantagem de Tasso ficou um pouco abaixo da média estadual: 31 pontos percentuais, segundo o Datafolha. Foi também na Capital que foi registrado o maior percentual de indecisos: 13%.

O equilíbrio também foi maior em outro setor que acompanha os debates políticos mais de perto e ao qual a TV O POVO alcança com particular ênfase: o eleitorado com nível superior. Nesse setor, a diferença entre Tasso e Mauro já foi 10 pontos menor que a média: ficou em 25 pontos percentuais. E mais apertada ainda em outro segmento que, tradicionalmente, também tem interesse muito próprio nesse tipo de embate: o eleitor mais jovem. Nessa faixa, a diferença entre os dois primeiros colocados é de 15 pontos – menos da metade da observada na média estadual.

E, ainda, o setor em que há maior equilíbrio: quem tem renda familiar mensal entre cinco e dez salários mínimos. Nesse segmento de classe média, a diferença foi de seis pontos percentuais, no limite do empate técnico, considerada a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Tais setores – urbano, escolarizado, jovem e de classe média – reúnem gente com capacidade de influenciar o voto de familiares, colegas e amigos. E, como regra, consumidores mais vorazes de informação. São, também, setores aos quais os veículos do Grupo de Comunicação O POVO falam diretamente e com intensidade, conforme as pesquisas de audiência e perfil da audiência. O que significa que o debate deste domingo enfoca trincheiras importantes e disputadas desta campanha.

Beto Studart diz que vota em Aécio, mas balança por Marina

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (30):

O fenômeno “Marina Silva” não balança só os corações de jovens eleitores que apregoam renovação na política. A coisa chegou forte nas elites empresariais. No Ceará, por exemplo, o futuro presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, que assume esse barco dia 22 de setembro, diz ser eleitor de Aécio, mas se confessa balançado pelo ar de mudança que Marina trouxe para o cenário eleitoral que caminhava para a polarização entre o PSDB e o PT.

“Acho que a hora é de mudar! O Brasil precisa mudar!”, observa Beto, ressaltando, no entanto, que, como tucano, votará em Aécio. Mas, no caso de um segundo turno entre Marina e Dilma, fará campanha pró-Marina.

Beto Studart deu essas declarações em meio à festa dos 120 anos da Academia Cearense de Letras, onde foi um dos homenageados como benemérito da entidade. A ACl é a mais antiga academia do gênero no País.

Eunício pede respeito ao povo cearense

180 1

eunício quixelô

“O Ceará tem hoje 169 cidades em situação de calamidade por conta da estiagem. Aí, o atual governador está gastando R$ 1 bilhão na construção de um aquário na Capital e quer gastar outro R$ 1 bilhão na construção de um teatro de ópera. Isso é desrespeitoso com o povo! Queremos fazer um governo que seja do povo e para o povo”.

A declaração é do candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, nesta sexta-feira (29), durante discurso na região Centro-Sul do Estado. Ao lado do vice na coligação, Roberto Pessoa, e do candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, Eunício lamentou a falta de prioridades da atual administração no Ceará.

“Noventa por cento dos crimes de morte do Ceará não são elucidados. Encheram o estado de carros e prédios chiques pra segurança, mas não contrataram gente pra investigar. Do que adianta?”, questionou.

(Foto: divulgação)

Praia de Flecheiras sem internet há 4 dias… e não é matéria repetida

Proprietários de pousadas e moradores da praia de Flecheiras, em Trairi (Litoral Oeste), voltam a reclamar: há quatro dias estão sem internet e telefones da Oi Velox. O problema também atinge municípios vizinhos e tem prejudicado o comércio e o turismo na região.

DETALHE – Há três semanas, o Blog postou matéria com o mesmo problema. Enquanto isso, os órgãos de defesa do consumidor também parecem sem sinal.

Eliane firma compromisso de não aumentar impostos

eleições 2014 psb 0829

A candidata do PSB ao governo do Ceará, Eliane Novais, assegurou na tarde desta sexta-feira (29), em reunião promovida pela Associação de Jovens Empresários de Fortaleza (AJE), que não aumentará impostos estaduais, caso eleita. Eliane destacou a proposta “Ganhe o Mundo”, que pretende criar uma infraestrutura para a capacitação de jovens.

“Se tem uma proposta nova, nós vamos incorporar, aquilo que é inovador, nós vamos fazer proveito disso. Nós queremos algo que é inovador, mas também sustentável”, comentou a candidata, ao destacar também o projeto “Vale do Silício cearense”, que propõe investimento à tecnologia do Estado.

(Foto: divulgação)

Comarca de Bela Cruz realiza triagem para cumprir metas do CNJ

O juiz Saulo Gonçalves Santos, titular da Comarca de Bela Cruz, a 243 quilômetros de Fortaleza, determinou a realização de triagem para atualizar acervo processual em trâmite na Vara. O trabalho começa na segunda-feira (1º) e será concluído no dia seguinte. No período da triagem, o atendimento ao público ficará suspenso, devendo funcionar apenas o serviço de protocolo, sendo mantidas as audiências já marcadas.

A iniciativa se deve à necessidade de organização interna para cumprimento das metas e levantamento dos processos prioritários. O documento leva em consideração o elevado número de autos em tramitação na unidade, totalizando 2.272. O trabalho consiste na afixação de etiquetas nos processos que se enquadrem na Meta de Descongestionamento e metas nacionais 2, 4 e 6 de 2014, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A força-tarefa também enquadrará os autos nas categorias de prioridade legal, tais como infância, idosos, violência doméstica, mandado de segurança e improbidade administrativa, entre outras. As ações que devem tramitar em segredo de justiça também serão etiquetadas.

Além disso, será atualizado o Sistema Processual (SPROC) e verificadas as capas de autos em conformidade com as classes processuais atualmente estabelecidas pelo CNJ.

(TJCE)