Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Empresários cearenses buscam parcerias na China

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=NtsCMRr0WRE&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Um negócio da China. Essa é a expectativa do presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Honório Pinheiro, que está à frente de uma comitiva de empresários cearenses na busca de parcerias na China.

Segundo o dirigente, o Ceará busca estreitar a relação comercial com a China, atualmente intermediada por São Paulo.

(Joelma Leal, da China, especial da o Blog)

Chove em 57 cidades do Ceará

Choveu em 57 dos 184 municípios do Ceará entre as 7 horas dessa quinta-feira (17) e as 7h desta sexta-feira (18), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Viçosa do Ceará teve a maior precipitação do Ceará nesta madrugada, com 60 mm.

Em segundo lugar ficou Reriutaba, com 57 mm. Além disso, registraram maiores chuvas os municípios de Mucambo (55 mm), Mauriti (54 mm), Crato (49 mm), Ibicuitinga (46.2 mm), Graça (43 mm), Viçosa do Ceará (38.8 mm) e Granja (38 mm). Em Fortaleza, a precipitação foi de 26.8 mm, registrado no posto Pici.

Embora a média de chuvas em abril tenha sido superior a do mês de março, não houve fortes alterações nos números de reservatórios em alerta no Ceará. Dos 139 açudes monitorados, 99 ainda estão com volumes inferiores a 30% e metade das 12 bacias hidrográficas cearenses não apresentou aumento do volume d’água.

(O POVO Online)

Você sabe perder?

198 1

Com o título “O que é “saber perder?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda a distinção qualitativa do que seja saber perder, a partir de reflexões de outro colaborar do Blog, no caso o poeta e publicitário Ricardo Alcântara. Confira:

Uma questão levantada pelo publicitário Ricardo Alcântara chamou minha atenção nos últimos dias. Ele perguntava, via facebook, o que significava “saber perder”, já confessando que não gostava nem um pouco da ideia. A princípio, é lógico que não se trata de um problema de gosto, já que ninguém, em sã consciência ou dentro de “condições normais de temperatura e pressão”, fica feliz numa situação de perda, com raras exceções, como quando, por exemplo, nos livramos daqueles quilinhos a mais.
Mais contraditório ainda é se nos debruçarmos sobre o significado da expressão. Bacon já cravava há tempos que “saber é poder”. Mas discorrer sobre o “poder da perda” não me parece razoável. Tem mais: para saber é preciso aprender. E “aprender a perder” denota uma crueldade indigesta – especialmente para vascaínos como eu.

Também detesto perder. Da porrinha ao futebol, de disputa eleitoral à discussão em mesa de bar. Mas arrisco a dizer que esta fala popular quer resumir ou nos lembrar, de jeito um tanto torto, uma exigência inexorável da vida: as perdas existem, ou, dito de outra forma, não se pode ganhar sempre. Mas isso incomoda – profundamente – quem preza em seu espírito a competitividade, a vontade de superar seus limites e persistência em atingir seus objetivos. Pra quem gosta de vencer – inclusive a si próprio – tais palavras representam, de cara, comodismo e resignação.

A principal tarefa seria, a meu ver, fazer a distinção qualitativa de cada perda. Perder uma competição qualquer nunca terá – ou não deveria ter – o mesmo peso da perda de um ente querido. O exercício de assimilar os impactos da perda nos dois casos é substancialmente diferente. No primeiro exemplo, “saber perder” pode significar, por exemplo, juntar os cacos, aprender com os erros cometidos e preparar-se para tentar vencer o próximo combate. No segundo, acostumar-se com uma nova realidade, definitiva e imutável, sobre a qual não temos a menor capacidade de interferir.

Difícil definir o que é “saber perder”. Mas posso aferir que sentir-se derrotado a priori é uma burrice contra a vida. Neste ponto, talvez por influência da Semana Santa, me veio à mente aquela oração na qual se pede a Deus “serenidade para aceitar as coisas que não podemos mudar, coragem para modificar aquelas que podemos e sabedoria para distinguir umas das outras”. O que sei é que lidar com a dor da perda não é, definitivamente, ofício para os fracos.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.

Naquela ceia tá faltando ele…

guimarães deputado federal

O deputado federal José Nobre Guimarães (PT) informa que cumprirá, nestes dias santos, uma missão afetiva, dando pausa ao trabalho pró-Senado: visitará seus pais no distrito de Encantado, em Quixeramobim.

Guimarães, ao contrário de anos anteriores, não se encontrará com seu irmão, José Genoíno, condenado no processo do Mensalão e em prisão domiciliar em Brasília.

PSDB nacional pressiona por candidatura de Tasso ao Senado

159 1

foto tasso aécio

Cada folha a menos no calendário eleitoral de 2014 é um dia a mais de pressão do PSDB sobre o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB), cuja candidatura tem sido cobrada com insistência pelo pré-candidato tucano à Presidência da República, Aécio Neves.

Na última terça-feira, Tasso se reuniu com a cúpula da sigla em Brasília, para mais uma rodada de avaliações sobre a conjuntura política nacional. Outro encontro teria ocorrido ontem – não confirmado pela assessoria do cearense. Apesar de, publicamente, Aécio se declarar otimista sobre a situação do PSDB no Ceará, a relutância de Tasso e a indefinição sobre nomes de peso e alianças partidárias têm sido motivo de preocupação no tucanato.

“Nos outros estados, as composições já estão bem mais avançadas que a nossa. Existe uma importância no Ceará, nós temos cinco milhões de voto. É expressivo”, alertou o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), que, nesta semana, nos corredores do Congresso, aproveitou para questionar Aécio sobre as negociações com o ex-senador cearense. “Ele falou: ‘Pode deixar que a gente vai definir isso’”, relatou Matos.

Até ontem, no entanto, não havia informações sobre um suposto avanço. Por meio de sua assessoria, Aécio mandou dizer ao O POVO que está “extremamente otimista em relação à candidatura de Tasso ao Senado, para garantir um palanque sólido” à sua empreitada presidencial. Uma nova reunião da cúpula tucana está marcada para a terça-feira (22).

Consequências

O impasse impacta tanto na campanha de Aécio no Ceará – onde sua popularidade já não é alta – quanto no desenho do cenário eleitoral local. Não há previsão de que o pré-candidato visite o Estado enquanto não houver uma estruturação de alianças mais ou menos definida – o que só deverá ocorrer quando Tasso se posicionar, já que partidos como PR e PPS assistem aos passos do tucano para saber se lançam ou não candidatos na chapa de oposição.

Lideranças do PSDB afirmam, ainda, que sem o ex-governador no páreo para o Senado a vaga “seria entregue quase de graça” ao pré-candidato da chapa governista ao cargo – possivelmente, ao hoje deputado federal José Guimarães (PT) ou ao já senador Inácio Arruda (PCdoB). No PMDB, caso não haja acordo com o governador Cid Gomes (Pros), o senador e pré-candidato ao Governo Eunício Oliveira torce para que Tasso entre na disputa, o que colocaria mais lenha na campanha e tornaria sua candidatura mais competitiva.

(O POVO)

Direitos humanos: Via-Sacra Financeira

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (18):

Entidades que atuam na área dos direitos humanos do Ceará estão insatisfeitas com o Governo do Estado. Isso, porque ainda não foram nomeados os novos integrantes de duas importantes instâncias que tratam do assunto: Comitê Cearense de Combate e Prevenção à Tortura e a Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou.

Ambas estão com seus trabalhos parados há mais de seis meses, aguardando a publicação de portaria com a nomeação de seus membros. No caso dos anistiados, de acordo com Mário Albuquerque, liderança na área dos que militam nesse segmento, há um agravante: o Governo não efetuou nenhum pagamento de indenização a ex-preso político. Nada em 2013, nada em 2014.

BNB prossegue inscrevendo para concurso público

Prosseguem, até o dia 8 de maio, as inscrições para o concurso público do Banco do Nordeste para o cargo de nível médio, Analista Bancário 1. Os candidatos devem acessar o site da Fundação Getúlio Vargas (www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/bancodonordeste) , organizadora da seleção, onde preencherão requerimento de Inscrição e emitirão boleto bancário. A taxa de inscrição é de R$ 60,00.

Lançado no último dia 8, o edital prevê oportunidades em toda a área de atuação do Banco – Região Nordeste e Norte de Minas Gerais e Espírito Santo. O provimento imediato será de 12 vagas, ficando os demais aprovados como cadastro de reserva para atendimento de demandas de suprimento do cargo que venham a surgir durante o prazo de validade do concurso.

PEC Nordeste será apresentada no Pacto de Cooperação da Agropecuária

A Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (FAEC) vai apresentar, às 7h30min, da próxima terça-feira, durante reunião do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense (Agropacto), os detalhes e a programação oficial da décima oitava edição do Seminário Nordestino de Pecuária (PEC Nordeste 2014), com programação tendo início a partir de 6 de maio. A reunião ocorrerá no auditório da Superintendência Estadual do Banco do Brasil, na avenida Santos Dumont, 2088 – Aldeota.

A apresentação será feita pelo coordenador-geral do evento e vice-presidente da FAEC, Paulo Helder Alencar e o tema desta edição é “Pecuária: Segurança Alimentar Animal”. Hora de debater as formas de convivência com o semiárido nordestino. Na ocasião, haverá também a exposição do rebanho leiteiro de bovinos e caprinos – a PEC Leite, que vai apresentar as potencialidades da pecuária leiteira no Ceará.

FMF 2014 abre terça-feira com atores globais em clima de passarela

toledo

Começa na próxima terça-feira, a partir das 8 horas, com desfiles, o XXXIV Festival da Moda de Fortaleza. O evento vai se estender, no Maraponga Mart Modas, até o dia 25, apresentando o tema “Essa moda é nossa”.

A FMF envolverá mais de 300 marcas. Neste ano, uma novidade: a presença de quatro novas marcas, sendo duas grifes de Fortaleza, uma de São Paulo e uma do Rio Grande do Sul.

Na passarela, modelos locais e atores globais como Cléber Toledo e Lucas Malvacine (Anjinho da novela “Amor à Vida”).

Semana Santa – Comida de Buteco prossegue com cozinha de raiz

buteco

Nós do Blog, minha Socorro França e amigos no “Besouro”

Prossegue em Fortaleza, até 5 de maio, o concurso “Comida de Buteco”, que tem como lema nesta edição “Mais Amor e mais Boteco, Por favor!”. A ordem é prestigiar a cozinha de raiz de 20 botecos inscritos. O concurso, que completa 15 anos, acontece simultaneamente em 16 cidades brasileiras, somando 388 receitas inéditas.

Dos 20 botecos, quatro não vão abrir suas portas nesta Sexta-feira Santa: o Bar Chá da Égua, localizado no bairro do Montese; a Birosca da Farra, na Aldeota; e o Ponto de Luz, nas Dunas, mas o funcionamento normal volta a partir do sábado. O único que não vai atender neste feriado prolongado, de sexta a segunda, é o Suvaco de Cobra (Montese).

(Foto -Facebook da Eugênia Nogueira)

Cantor Lenine participa dos “Encontros Socioambientais” no Ceará

Lenine

A Petrobras promoverá nesta sexta-feira na cidade de Chaval (Litoral Oeste), o evento “Encontros Socioambientais”. O objetivo é discutir políticas públicas na área da preservação ambiental com entidades do setor.

O cantor Lenine, que é militante ecológico, foi convidado para o evento e visitará projetos da área nesse município.

No sábado, ainda dentro da programação, Lenine fará show em Jericoacoara. 

Eleições 2014 – Mauro Filho trabalha à mineira

150 1

mauro-filho

O deputado estadual Mauro Filho, segundo amigos próximos, já teria um “Plano B”, caso não saia candidato do Pros ao Governo do Estado: reeleito, trabalhará para presidir a Assembleia Legislativa.

Mauro Filho, no entanto, evita falar no assunto. Ele prefere trabalhar à mineira para se cacifar como postulante ao Palácio da Abolição, contando com o incentivo principalmente do seu líder maior, o ex-ministro Ciro Gomes (Pros).

Comunidade Shalom promove a Paixão de Cristo

jesus

O Ginásio Paulo Sarasate será palco, às 19 horas da próxima segunda-feira, do espetáculo “A Paixão de Cristo”. O evento é da Comunidade Católica Shalom e envolverá cerca de 100 atores. O espetáculo, que começou em Natal (RN), será apresentado pela terceira vez em Fortaleza.

Neste ano, o elenco é composto por artistas cearenses formados pela Escola de Artes Shalom. O espetáculo tem entrada gratuita.

SERVIÇO

Mais informações: 3295 4583.

Um jejum na prática

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose, chamou a atenção dos fieis que estão acompanhando a programação desta Semana Santa, na Catedral Metropolitana de Fortaleza, por um detalhe: ele apareceu mais magro. Segundo alguns religiosos, fez regime. Há alguns meses publicamos a seguinte foto dele…

domjose

…Agora o arcebispo está bem mais magro, cumprindo agenda bem carregada e mantendo a dieta. Ficou assim…

domjosoe

(Fotos – Paulo MOska e Mauri Melo)

A Copa e a carta do jornalista dinamarquês

133 1

Com o título “A Copa e os “gringos”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que está no O POVO desta quinta-feira. Ele analisa carta do jornalista dinamarquês Mikkel Jensen, que lamenta ter virado “pesadelo” seu sonho de vir assistir à Copa em Fortaleza. Confira:

“A carta é vazada em tom um tanto colonialista, do europeu do norte que fantasia um país exótico, onde pensa encontrar o bom selvagem. Porém, ao chegar ao país “maravilhoso”, onde quer ver o maior campeonato do mundo de futebol, ele se decepciona, pois “descobre” que várias perversidades estão sendo cometidas “por causas de pessoas como eu (ele)”.

“A Copa – Uma grande ilusão preparada para os gringos” é o texto que Mikkel Jensen, “jornalista independente da Dinamarca”, publicou no Facebook, lamentando que seu sonho tenha se transformado em “pesadelo”. O artigo obteve repercussão nas mídias sociais, sendo destaque em portais de notícias da Internet. Jensen, é fato, aborda alguns problemas reais relacionados à Copa.

Porém, no trecho mais forte, sobre Fortaleza, ele diz ter conhecimento que muitas crianças de rua estão “desaparecidas” e que “muitas vezes são mortas quando estão dormindo em área com muito turista”, relacionando isso diretamente a uma política “para deixar a cidade limpa para os gringos e a imprensa internacional”. Jensen usa ponto de interrogação na frase, porém, a pergunta é meramente retórica, isto é, feita para soar como afirmação.

Quando um jornalista revela episódio de tamanha gravidade, supõe-se que investigou o assunto e tem como fazer prova. Porém, duvido que Jensen possa fazê-la.

Liguei para algumas entidades de proteção à criança: todas elas fizeram críticas veementes à omissão dos governos em garantir os direitos mais básicos desse segmento. E que, devido ao descaso, adolescentes ficam submetidos a situações degradantes, e vulneráveis ao apelo das drogas e do crime, morrendo assassinados em conflitos que poderiam ser evitados. Porém, nenhuma das entidades relacionou as mortes a uma suposta “limpeza” devido à Copa.

PS. Deixo claro que nada tenho contra críticas de quem quer que seja: de brasileiro, de estrangeiro ou de marciano; xenofobia não é comigo. Trata-se de exigir um mínimo de precisão de quem se qualifica como jornalista.

Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO

Vem aí a Semana dos Povos Indígenas do Ceará

tremembe

Tremembés participam do encontro.

Com uma exposição de arte indígena e um ritual interétnico, o Movimento Saúde Mental Comunitária e parceiros iniciam a Semana dos Povos Indígenas na próxima terça-feira, às 16 horas, na Palhoça do Movimento (Rua Dr. Fernando Augusto, 985, Bom Jardim). No ritual, danças sagradas toré e torém. A programação, no Bom Jardim (Fortaleza) e nas aldeias Pitaguary (Maracanaú e Pacatuba), vai se estender até o dia 25. Serão partilhados conhecimentos, arte indígena, filmes, cantos e danças. E ainda rodas de conversa com lideranças Pitaguary, Tremembé, Anacé, Jenipapo Kanindé, Tapeba e Pataxó, do Brasil, e Lakota Sioux dos Estados Unidos.

O líder Lakota Sioux, Adam Little Elk, e seu filho, Woopila Badhand, vêm ao Ceará nesse período a convite do padre Rino Bonvini, presidente do Movimento Saúde Mental Comunitária. Rino é adotado como “irmão índio” por aquela tribo norte-americana.
Também será realizado um concurso de criação artística voltado para crianças da escola indígena Pitaguary, com a escolha de um texto em prosa, uma poesia e uma composição musical.

Nos dias seguintes, a programação contempla dança dos povos, pronunciamentos de apoiadores da causa indígena, caciques, pajés e lideranças. Entre os convidados estão os caciques João Venâncio Tremembé, Irê Jenipapo Kanindé, Antônio Anacé e Daniel Pitaguary. E ainda Carlinhos Pitaguary, Ubiraci Pataxó, cantores Pingo de Fortaleza e Calé Alencar e João Alfredo, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da Câmara Municipal.

Também participam Paulo Barbosa, coordenador regional da FUNAI, Caio Feitosa, co-gestor do Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza, Ir. Odila Bruno, integrante do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e Maria Amélia, coordenadora da Associação Missão Tremembé. Alguns filmes sobre a cultura indígena serão exibidos durante a semana, entre eles “A Educação de Pequena Árvore”, “O Guardião dos Sonhos” e um documentário sobre o Povo Tremembé.