Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Mesmo sem chuva, Ceará já registra mais de 1.200 casos de dengue

“O Ceará tem pelo menos 56 municípios sem água. Como O POVO publicou na última quarta-feira, 27, relatório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) indica que 30,4% do Estado não têm reservas de água para consumo humano e dos animais. Culpa das poucas precipitações deste ano. A falta de chuvas, porém, não significa que a dengue seja problema sanado. Pelo contrário: com a necessidade de carros-pipa nas áreas secas, o armazenamento de água, se não for bem gerenciado, pode fazer surgir criadouros do mosquito Aedes aegypti – o transmissor da dengue.

Este ano, até a última quarta-feira, 27, segundo dados da Sala de Situação da Dengue, mantida pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), foram confirmados no Ceará 1.225 casos da doença e 5.962 notificações. Os números são menores que em 2012, ano de epidemia, quando só os três primeiros meses somaram 8.701 confirmações, mas mostram que a dengue faz parte do cotidiano cearense.

Por isso, o acúmulo de água deve ser cercado de cuidados. “Uma coisa é você ter água permanentemente na torneira. Outra coisa é, às vezes, você abastecer com carro-pipa um grande depósito e ir acumulando em qualquer vasilha. Isso pode ser criadouro potencial do mosquito mesmo em período de seca”, alerta o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde do Estado, Manoel Fonsêca.

A situação da dengue no Ceará, diz o médico, é “confortável” até agora, mas requer atenção constante. Isso porque o período de intermitência de chuvas favorece o desenvolvimento do transmissor. “A chuva grande até facilita não ter mosquito porque os depósitos transbordam e isso elimina as larvas. Em situação de seca, a pessoa quer ter água em casa, acumula de qualquer forma e pode ter criadouro do mosquito se não tampar, vedar os depósitos”, explica Fonsêca.”

(O POVO)

A Saudade do "Seu Otacílio"

otaciliocorrea

Se fosse vivo, o querido Otacílio Correa, fundador de Mudanças Confiança, estará completando nesta sexta-feira santa 96 anos. Fundador da Confiança Mudanças e Transportes, Seu Otacílio foi deputado estadual e era conhecido pelo espírito brincalhão e, vez em quando, bem irônico.

À família e, em especial, ao Luiz Correa, a certeza de que nos lembramos desse cabra danado que adorava nos contar causos no tempo em que iniciávamos a profissão de jornalista cobrindo os bastidores da Assembleia Legislativa.

Cagece – Concurso tem novo período de inscrições

Nem tudo é racionamento. O concurso público da Cagece estará com inscrições abertas no período de 11 deste mês até o dia 7 de maio. Houve alteração na data do edital, que saiu agora no último dia 27. Todas as informações sobre o certame já estão disponíveis no site da Funcab (www.funcab.org).

A prova, segundo a assessoria de imprensa da companhia, será realizada no dia 19 de maio. A seleção pública é para o preenchimento de 315 vagas distribuídas da seguinte forma: 65 nível superior e 250 nível técnico. O certame também irá formar cadastro de reserva.

SERVIÇO

Inscrições no site da Funcab ou no posto de atendimento localizado na EMEIF Deputado José Dias de Macedo, no bairro Meireles.

 

AMC "enforcou" a quinta-feira santa

97 3

amcc

Eis aí em cima o que Marcelo Aragão, leitor do Blog, encontrou, nesta tarde de quinta-feira, quando se deslocou até a sede da AMC para tentar resolver um problema. “Podiam dizer logo que não há expediente por conta do feriadão. Seria melhor pra nós usuários, que não daríamos viagem perdida!”, queixou-se.

DETALHE – Que textozinho esse do tal comunicado!

Missão precursora já acerta detalhes da visita de Dilma ao Ceará

dilma e cid em aracaju

A missão precursora da Presidência da República está em Fortaleza. Trata dos detalhes da programação que a presidente Dilma Rousseff cumprirá em Fortaleza na próxima terça-feira. O grupo já inspecionou o Centro de Eventos, o polo central dos compromissos de Dilma e que concentrará a reunião do Conselho Deliberativo da Sudene. Todos os governadores do Nordeste, do Espírito Santo e de Minas Gerais participarão do encontro que terá como prioridade uma discussão sobre a estiagem.

Dilma Rousseff, que chegará na noite de segunda-feira e se hospedará no Gran Marquise Hotel, anunciará uma série de medidas para amenizar o quadro da seca. Além de liberação de verbas, prorrogação de programas como o Garantia Safra e o Bolsa Estiagem, ainda entregará equipamentos agrícolas para 61 municípios cearenses.

No roteiro da presidente, a inauguração da Escola Profissionalizante Professor Jaime Alencar, no bairro Tancredo Neves. Com ela, estarão o governador id Gomes e a secretária estadual da Educação, Izolda Cela.

Fotonovela – "Nem a Cagece salvou Pilatos"

140 4

Essa história é baseada em fatos irreais e sem qualquer pretensão. Qualquer semelhança com o que você está pensando, fique certo, pode ser o que você está pensando.

A nossa história acontece em Romanel…

 pilatos1

Estava Pilatos curtindo o ventinho do seu templo quando, de repente…

pilatos2

– Pilatos!! Acorde!! Deixe de sonhar com os impostos e preste atenção no que trago pra você.

pilatos3

– Eis aí, Pilatos, este homem! Ele se diz Rei dos Judeus. Vai já querer tomar seu trono!!

pilatos4

– Este homem, Pilatos, é um perigo para Romanel!! Vai já querer tomar o trono. Temos que crucificá-lo!!

pilatos5

– Ha,ha, ha…Caifás!! Eu tô é rindo. Não me meta nesse rolo. Nem lavar as mãos para ficar fora dessa eu posso.

aguauu

– É verdade! A Cagece prolongou o racionamento d’água e sem água o nosso querido Pilatos não poderá lavar as mãos.

pilatos7

– Ora, Pilatos! Não se iluda, pois tenho a solução aqui. Você vai lavar as mãos com água mineral!! Não vai ficar fora dessa história.

pilatos8

– Nojento! Sendo assim…agh!!

(Produção – Blog Centurião Fox- Atores: Thiago Braga, Thais Brito, Eliomar de Lima e Marcelo Sena)

Cruz Vermelha continua recebendo doações para atingidos pela estiagem no Ceará

A Cruz Vermelha continua arrecadando, até o dia 16 próximo, alimentos não perecíveis e água potável para a população no sertão cearense. As doações podem ser entregues nos estandes da organização nos shoppings do Grupo North Empreendimentos no Ceará.

Os postos da Cruz Vermelha estão localizados também no North Shopping Fortaleza (1º piso), Via Sul Shopping (Praça de Eventos) e no stand comercial do North Shopping Parangaba (Av. Dom Luís, 579, Aldeota).

SERVIÇO

Mais informações: (85) 3472-3535 (Cruz Vermelha) e 3404-3000 (North Shopping Fortaleza) e 3311-9300 (North Shopping Maracanaú).

Semana Santa – Aeroportos operam sem maiores problemas

pintomartins

“Os aeroportos do país operam hoje (28) praticamente dentro da normalidade, no primeiro dia do feriado da Semana Santa. Boletim divulgado às 10 horas pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mostra que dos 784 voos programados para decolar entre meia-noite de ontem e 10 horas desta quinta-feira, 21 estão atrasados e 32 foram cancelados.

Em Brasília, nenhum voo está com atraso e dois foram cancelados. No Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim/Galeão (RJ), dos 41 voos previstos para decolar nenhum está atrasado e dois foram cancelados. No Aeroporto Santos Dumont, que opera só voos domésticos na capital fluminense, 47 decolagens estavam previstas entre a madrugada e 10h de hoje. Três voos ainda não decolaram e quatro foram cancelados.

Em São Paulo, 62 voos estavam previstos para deixar a capital por Congonhas. Nenhum desses voos atrasou e cinco foram cancelados. No Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro, das 75 decolagens previstas apenas três permanecem com atraso e cinco foram cancelados.

Nos dois aeroportos de Belo Horizonte, a situação é praticamente normal. No Aeroporto Carlos Drummond de Andrade – Pampulha, das dez decolagens previstas nenhuma está atrasada ou foi cancelada. Já no Aeroporto Internacional Tancredo Neves -Confins, não há nenhum cancelamento, mas há quatro atrasos nos 48 voos previstos. A previsão da Infraero é que 2 milhões de pessoas deixem suas cidades durante o feriado da Semana Santa.

* EM FORTALEZA, o Aeroporto Internacional Pinto Martins opera sem problemas.

A secretária da Educação Izolda Cela no páreo sucessório

152 9

Com o título “Izolda Cela no topo da lista do governador Cid Gomes”, eis comentário do sociólogo Luiz Cláudio Ferreira Barbosa. Ele enfoca a entrada da secretária estadual da Educação, Izolda Cela, no cenário da sucessão estadual 2014. Confira: 

A presidente Dilma Rousseff entra num excelente momento junto à opinião pública, com grande perspectiva de ganhos políticos – eleitorais, para o palanque de sua reeleição no próximo ano. A região do Nordeste apresenta o melhor quadro de aprovação entre os brasileiros, em relação à administração pública da presidência da República.

Há uma nova configuração política – eleitoral na sucessão estadual de 2014, para o governador Cid Gomes (PSB), em razão dos altos índices de popularidade da presidente Dilma Rousseff, na opinião pública cearense. Cid Gomes necessitará fazer uma consulta prévia ao Planalto, para decidir o melhor nome, para concorrer ao Governo do Estado.

O Partido Socialista Brasileiro não tem como arcar com um nome próprio de suas fileiras, para a sucessão do chefe do executivo cearense, sem acordo com a presidente Dilma Rousseff (PT), com este ato num primeiro momento o Partido dos Trabalhadores do Ceará, já reconquistaria o seu papel como o principal parceiro político-administrativo do governador Cid Gomes (PSB).

A secretária estadual da Educação, a professora universitária, Izolda Cela (PT), vai emergir como uma provável pré – candidata na lista do governador Cid Gomes (PSB), que será apresentada à presidente Dilma Rousseff (PT), para sucessão estadual de 2014 no Ceará. A listagem irá conter vários nomes dos três principais partidos (PMDB – PT – PSB) do condomínio administrativo – político do Governo do Ceará, para os próximos quatros anos (2015 – 2018).

Cid Gomes não deseja o rompimento com o Planalto, no próximo pleito eleitoral, para a escolha de seu sucessor à frente do executivo, no Governo estadual, pois, o alto índice de popularidade da presidente Dilma Rousseff, entre os eleitores cearenses, cria uma ampla condição de formar uma dobradinha local do bloco partidário PMDB – PT, já firmado a nível nacional, em detrimento dos nomes do Partido Socialista Brasileiro, no Ceará.

* Luiz Cláudio Ferreira Barbosa,

Sociólogo.

Ato público vai cobrar apuração do assassinato de ambientalista

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YKxFf6xEzgQ[/youtube]

Entidades ambientais e comissões de direitos humanos vão promover um ato para cobrar celeridade na apuração do assassinato do geógrafo e ambientalista Carlos Henrique da Costa. O caso completará um ano no próximo dia 1º, segundo informa Josael Lima.

O ato público ocorrerá domingo, a partir das 16 horas, em frente a Igreja da Santíssima Trindade, no Conjunto José Walter. Carlos Henrique Costa teve atuação na defesa, principalmente, dos direitos da tribo Pitaguary, de Maracanaú.

A Paixão de Cristo do tempo dos nossos avós

147 1

Com o título “Semana Santa na Fortaleza dos anos 50”, eis artigo do professor, médico e escritor Marcelo Gurgel. Ele relembra tempos em que neste período religioso, as pessoas faziam jejum, evitavam pecados da carne e morriam de medo de ir para o inferno. Confira:

Aquelas pessoas que alcançaram a terceira idade, ou que estão bem próximo de se tornarem “sexyagenários”, lembram, certamente, do clima sombrio do período da paixão, que assinalava o calendário litúrgico católico. Vivenciava-se à época, o que era uma celebração judaica, do Antigo Testamento, conforme o ritual do pessach, ou, simplesmente, a passagem, quando os cativos hebreus comeram, em família, o pão ázimo, sem fermento, na véspera de sua partida do Egito, após longos anos de escravidão, para regressarem à Terra Prometida.

A coincidência do aprisionamento, do julgamento e da execução de Cristo, durante a pessach hebraica, trouxe um outro significado, diante do reconhecimento de que Cristo era o Messias, o enviado de Deus, o Filho do Homem, anunciado por vários profetas do povo judeu. Esse reconhecimento, levando à conversão ao cristianismo, de muitos judeus e tantos gentios, encontra guarida nos escritos dos evangelistas e nos atos dos apóstolos, ensejou a segunda parte do Livro Sagrado, um novo documento, qual seja, o Novo Testamento.

Na Fortaleza dos anos cinquenta, do século XX, o fervor religioso dos moradores desta capital acentuava-se no tempo da quaresma, atingindo o seu ápice no período pascal. As famílias jejuavam e faziam abstinência de carne, em obediência aos ditames religiosos. As pessoas pagavam penitências, evitavam o cometimento de pecados, inclusive os veniais, e realizavam boas ações em troca das indulgências que poderiam ganhar, livrando-as do fogo do inferno, ou, pelo menos, diminuindo a permanência no purgatório.

Como medidas de interesse popular, várias práticas eram adotadas para rememorar a Paixão e Morte de Jesus Cristo, extrapolando os atos litúrgicos oficiais, como a projeção de filmes com teor bíblico, a transmissão radiofônica de músicas e mensagens religiosas, e a encenação teatral relacionada à Páscoa de Nosso Senhor, revivendo todo o sofrimento Dele, pregado na cruz.

Durante a Semana Santa, que se iniciava no Domingo de Ramos, quando várias procissões circulavam nas ruas adjacentes de cada paróquia, não havia aulas nas escolas de Fortaleza. Na quarta-feira de trevas já não se fazia mais casamentos nas igrejas católicas, que eram, temporariamente, fechadas. Nos altares, os santos eram cobertos por um tecido roxo, assim como o sacrário, onde ficava guardado o ostensório. O ambiente era de uma mudez total, em sinal de luto. Na sexta-feira santa havia a procissão do Senhor Morto. Somente no sábado de aleluia é que ela voltava a ser aberta, para cumprir o ritual da páscoa. Era comum fazer a via sacra, indo de uma casa a outra, no centro da cidade, percorrendo as 14 estações. Na madrugada do domingo, a matraca começava a troar, anunciando a Missa da Ressurreição.

O Cine Familiar, de propriedade dos frades franciscanos, situado vizinho à Igreja Nossa Senhora das Dores, no bairro Otávio Bonfim, exibia, a cada hora, “A Paixão de Cristo”, uma película em preto e branco, e sem falas; para assisti-la se formavam longas filas à entrada; o sofrimento do crucificado parecia transformar a assistência, pois as pessoas saíam do cinema comovidas e até enxugando as lágrimas vertidas durante a projeção.

Todos os anos repetia-se a mesma coisa: nas emissoras de rádio, transmitia-se um programa específico, criado pela Rádio Nacional, e considerado o maior trabalho do radioteatro brasileiro: “A Paixão de Cristo”, um clássico com três horas de duração, na sexta-feira da paixão, no qual o compositor e ator Roberto Faissal, possuidor de uma belíssima voz, pronunciava palavras saídas da boca de Cristo. No ambiente doméstico, tendo ao centro um velho rádio, gravitavam ao seu redor os radiouvintes, prontos para ouvir e se comover, diante daquela voz carregada de emoção.
Nos salões paroquiais, fazia-se a leitura ou se representavam cenas da Paixão, por grupos amadores, e até nos teatros, espetáculos, com mais recursos e usando atores experientes, eram encenados, para deleite (e sofrimento) do público cristão.

Era assim que a Semana Santa acontecia, nos meados do século que passou, nesta Fortaleza abençoada por Nossa Senhora da Assunção.

* Marcelo Gurgel,
Membro da Sociedade Médica São Lucas
marcelo.gurgel@uece.br

Fotonovela – "A malvada Cagece barra o santo milagre"

101 1

Essa história é baseada em fatos irreais e sem qualquer pretensão. Qualquer semelhança com o que você está pensando, fique certo, pode ser o que você está pensando.

O clima era de festa em Caná, cidadezinha do Interior. A animação era grande e todo mundo aproveitava para tomar um bom vinho que, no entanto…  

cena1

– Senhor, senhor!! Acabou o vinho da nossa festa. Ajude-nos!!

cena2

 – O que foi minha santinha? Você me assustou!!

– Acabou o vinho e o pessoal quer que o senhor faça um milagre.

cena3

– Eu?! Fazer milagre como, minha jovem?

 

cena4

– Transformar água em vinho?

– Sim, Senhor. Faça isso pelo amor que o senhor tem pelos apóstolos.

cena5

– Oh, minha santinha, você só se esqueceu de um pequeno detalhe: nesta quinta-feira, a Cagece nos obrigou ao racionamento de água. Só vai rezando…

(Produção Blog Centurião Fox- Atores: Thadeu Braga, como Cristus; e Thais Brito, como a mulher sem lei seca).

* Atores doaram o cachê para ajudar na reforma da marquise do Hospital de Sobral.

* Fotos – Estúdio do Paulo MOska.

Secretaria de Cultura de Fortaleza vai divulgar programa do 64ª Salão de Abril

A Secretaria de Cultura de Fortaleza convoca para entrevista coletiva na próxima segunda-feira, às 9h30min, na Vila das Artes. Vai divulgar a programação dos 70 anos do 64º Salão de Abril. Na ocasião, todos os detalhes das mostras que irão compor o Salão, bem como a premiação prevista para este ano, serão apresentados pela coordenadora de Ação Cultural da Secultfor, Germana Vitoriano, e pelo curador convidado, Ricardo Resende, atual diretor geral do Centro Cultural São Paulo.

o 64º Salão de Abril 2013 terá, entre suas principais atrações, uma mostra paralela na qual sete artistas convidados farão uma reflexão, por meio de suas obras, sobre a importância do evento para o fomento da arte no Estado. Intitulada “7×7”, a mostra será composta por obras destes sete artistas, num total de 49 obras, que serão apresentadas ao público em exposição prevista para o fim de abril.

Começa a venda de "Judas"

326 1

judaass

Vários bonecos de “Judas” já estão sendo comercializados em vários pontos de Fortaleza como a pracinha da Gentilândia (Benfica). A ordem é fazer uma animada malhação de Judas no próximo sábado, nem que o preço por essa brincadeira, saia meio salgado.

Há bonecos de Judas com preço oscilando entre R$ 40,00 e R$ 70,00, de acordo com o “capricho”. Neste ano, poucos personagens serviram de inspiração para a turma que confecciona o boneco.

Já entre a clientela, há gente torcendo para que apareça boneco de Marco Feliciano, aquele que não arreda o pé da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

(Foto – Mauri Melo)

Tudo pronto para o XXV Festival de Mentiras

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LND0Pjr84CU[/youtube]

Vem aí o XXV Festival de Mentiras. Será na próxima segunda-feira, dia 1º de abril, na Praça do Ferreira, a partir das 17 horas, numa promoção do Escritório do Riso, comandado pelo historiador e humorista Jáder Soares, o conhecido “Zebrinha”.

Cada mentiroso contará uma mentira. A apresentação deverá durar, no máximo 5 (cinco) minutos, não podendo haver mentiras repetidas. Isso acontecendo, o mentiroso repetidor será desclassificado e vaiado por 2 minutos. A sequência das apresentações será à base de sorteio, após as inscrições

Segundo a organização, qualquer pessoa poderá participar desse certame que, inclusive, terá direito ao Troféu Pantaleão, uma alusão a personagem de Chico Anísio. O júri é o povão e haverá até premiação em dinheiro:

1º Colocado: R$ 1,00

2º Colocado: R$ 0,50

3º Colocado: R$ 0,25

SERVIÇO

Inscrições antes do festival, das 15h30min às 16h30min, debaixo do Cajueiro da Mentira, na Praça do Ferreira. De graça.
Mais informações – 3252 3741 – 9991 0460

* Quem pode participar
Qualquer pessoa, profissional de qualquer área que se ache capaz de contar uma boa mentira. Idade: Qualquer idade.

* Quem não pode participar
Político, com ou sem mandato.

Uma mulher vai comandar a Unilab

nilmam

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nomeou os novos dirigentes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), com sede em Redenção (Região Metropolitana de Fortaleza). A educadora Nilma Lino Gomes vai assumir o cargo de reitora da Unilab e o economista Fernando Afonso Ferreira Junior, atual pró-reitor de Planejamento, ficará à frente da vice-reitoria.A posse de Nilma Gomes ocorrerá na próxima segunda-feira, no MEC, em Brasília. Já Fernando Afonso será empossado terça-feira, pela nova reitora, no Campus da Liberdade, em Redenção. O atual reitor da Unilab, Paulo Speller, vai deixar o cargo para assumir a Secretaria da Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação.

Nilma Lino Gomes – reitora

Nilma Gomes possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), doutorado em Ciências Sociais (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (2002) e pós-doutorado em Sociologia pela Universidade de Coimbra – Portugal (2006). Atualmente é professora associada do Departamento de Administração Escolar da Universidade Federal de Minas Gerais, Bolsista de Produtividade/CNPq, coordenadora-geral do Programa Ações Afirmativas na UFMG e do NERA – Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Ações Afirmativas. É conselheria do Conselho Nacional do Educação, onde integra a Câmara de Educação Básica. Tem experiência na área de Educação e Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: organização escolar, formação de professores para a diversidade étnico-racial, movimentos sociais e educação, relações raciais, diversidade cultural e gênero.

Fernando Afonso Ferreira Junior – vice-reitor

Fernando Afonso tem graduação em Economia pela Universidade Católica de Salvador, mestrado em História Econômica pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e doutorado em Ciências, com ênfase em História Econômica, pela Universidade de São Paulo. Foi pró-reitor de Planejamento e Orçamento e pró-reitor de Administração da Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri. Atualmente na Unilab, exerce o cargo de professor adjunto, onde também exerce as funções de coordenador da Área de Ciências Sociais Aplicadas e pró-reitor de Planejamento. Durante quase um ano à frente da Proplan, vem tocando grandes projetos, como a construção do Campus das Auroras, implantação do Campus dos Palmares, elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional da Unilab, acompanhamento do Plano Diretor do Campus das Auroras, elaboração do Plano Diretor do Campus de São Francisco do Conde (BA), implantação do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGAA) e da Rede Alta Velocidade para Internet.

Fortaleza registra aumento de 33% em assassinatos durante fevereiro

72 1

“Um dia depois de o governador Cid Gomes prometer a redução dos homicídios no Ceará até o ano que vem, as estatísticas apontaram que o desafio continua. Levantamento feito pelo O POVO, a partir de relatórios da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), indica que, na comparação entre fevereiro de 2012 e fevereiro último, houve aumento de 25,9% dos assassinatos no Ceará. Foram 291 ocorrências em fevereiro deste ano contra 231 no mesmo período de 2012.

Em Fortaleza, o aumento é ainda maior: 33%. Foram 106 pessoas assassinadas em fevereiro de 2012 e 142 no mês passado. Na Capital, quando observados os meses de janeiro e fevereiro dos dois anos, o índice de homicídios também cresceu: passou de 270 no primeiro bimestre de 2012 para 305 neste ano – crescimento de 12,9%. Queda do índice só é registrada, na Capital, quando comparados os meses de janeiro (163) e fevereiro (142) deste ano. Janeiro, porém, tem 31 dias; fevereiro, 28.

Na terça-feira, durante a formatura de inspetores da Polícia Civil, quando citou ser compromisso da gestão reduzir os índices de homicídios até 2014, o governador destacou estar “convencido de que a elevação do número de homicídios tem uma grande relação com as drogas”, como O POVO publicou ontem.

Para o pesquisador Geovani Jacó, porém, a violência não pode ser explicada apenas pelo narcotráfico. Jacó é coordenador do Laboratório de Estudos e Pesquisas Conflitualidade e Violência, da Universidade Estadual do Ceará (Uece). “Mais grave que o narcotrafico, que é elemento importantíssimo: a população está se matando, os jovens estão se matando, em disputas que são agenciadas pelo narcotráfico, mas não só. Isso passa pelo mundo das drogas, mas passa por outras formas de cultura cotidiana. O cotidiano da cidade está violento”, diz.

O POVO procurou a SSPDS, através da assessoria de imprensa, no começo da tarde de ontem solicitando algum gestor para entrevista. O assessor da secretaria afirmou que retornaria a ligação indicando alguém, o que não ocorreu. Ele foi procurado outras vezes, mas as ligações para o celular dele não foram atendidas.”

(O POVO)

Em defesa do DNOCS

dnocs

Com o título “DNOCS, patrimônio centenário do povo nordestino”, eis o editorial do O POVO desta quinta-feira. A ordem é mobilização pró-reestruturação da autarquia. Sem a necessidade de transferir sede para Brasília. Confira:

Os nordestinos – e os cearenses em particular – acabam de tomar conhecimento de que o Ministério da Integração Nacional pretende transferir para Brasília a sede do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), situada atualmente em Fortaleza. O objetivo seria o de facilitar a reestruturação do órgão, que deixaria de ser uma autarquia para se transformar em empresa pública.

Evidentemente, ainda será necessário analisar, item por item, a proposta concreta e sopesar o significado da inovação pretendida e, mesmo, se o modelo pretendido corresponde aos interesses das populações do semiárido brasileiro. Pois, a verdade é que, na realidade contemporânea, marcada pela revolução do conhecimento e dos meios de comunicação, a questão da localização geográfica deixou de ser uma limitação determinante para que uma empresa ou um órgão possa desincumbir-se de suas tarefas ou aumentar a excelência de seu desempenho.

Ou seja: não seria necessário transferir o Dnocs para Brasília para tornar possível uma reestruturação que lhe permita atender, com maior eficiência e eficácia, as exigências postas por antigos e novos desafios. Sobretudo, porque as perdas resultantes da transferência não atingem somente o aspecto simbólico do desprestígio político regional, mas incidem em prejuízos efetivos para a comunidade local que abriga a sede, em termos econômicos e sociais (corpo de funcionários e seus familiares e tudo o que gira em torno deles).

Quanto ao conteúdo da reforma (a mudança da natureza de seu regime jurídico e de seu campo de atuação, bem como dos mecanismos gerenciais e seu status político), isso exigirá um debate mais profundo, no qual a voz da comunidade regional terá de ser ouvida. Não se pode tratar uma instituição mais do que centenária (detentora de um cabedal de conhecimentos científicos sem igual sobre a realidade do semiárido brasileiro, e de um patrimônio de realizações invejáveis, que viabilizou o povoamento dos sertões com a construção de quase mil açudes de grande, médio e pequeno porte – entre públicos e particulares) como um órgão qualquer. Trata-se de um patrimônio do Brasil, mas, sobretudo, do povo nordestino.