Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Cearense tido como maior estelionatário do Brasil morre em tentativa de fuga

Durante uma tentativa de fuga do Hospital Monte Sinai, em Garanhuns, no agreste pernambucano, o cearense Hamilton Rodrigo Araújo Freitas de Andrade, 36, conhecido como o “rei do golpe”, morreu nesse sábado (22) ao pular do segundo andar do prédio.

Segundo a Polícia, o cearense estava sob custódia em um dos leitos do hospital e aproveitou o descuido de um policial para saltar sobre um colchão que estava no térreo. De acordo ainda com a Polícia, o estelionatário teria errado o alvo. O comparsa de Hamilton Rodrigo, que havia colocado o colchão, foi detido. O excesso de peso do cearense, cerca de 200 quilos, foi um agravante na queda livre.

O cearense respondia a processos nos estados do Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás e Minas Gerais, todos pela prática de estelionato, diante da realização de cursos de capacitação profissional, sem as devidas licenças ou qualificações.

Em um vídeo gravado em Fortaleza, antes da sua prisão (junho de 2011), no bairro Aldeota, o estelionatário disse estar incomodado com o título de “rei dos golpes”. “Se isso fosse verdade, eu estaria rico”, alegou no vídeo, disponível no You Tube. Na mesma gravação, Hamilton Rodrigo negou que fosse estelionatário e sugeriu que a Polícia deveria centrar investigações nos políticos em Brasília.

(com agências)

“Técnico” e “Político”

71 3

Da coluna Concidadania, no O POVO deste domingo (23), pelo jornalista Valdemar Menezes:

A apresentação do secretariado que comandará a futura gestão municipal de Fortaleza tem sido saudada efusivamente pelo seu caráter “técnico”. Geralmente, usa-se o termo como sinônimo de “apolítico”. Isso seduz a classe média que vem sendo incitada a criminalizar a política.

Na ditadura, esse discurso prevaleceu. Mas, a tecnocracia não impediu que o fisiologismo tivesse largo curso.

“Técnico” também está longe de ser sinônimo de isenção, quando se trata de administração pública. Às vezes, o quadro “técnico” é o que melhor serve para mascarar os interesses reais que comandam, por trás do biombo, uma administração pública.

O significado de “eficiência” – outra palavra evocadora de “técnico” – não deixa também de levar à indagação: “eficiência a serviço de quem?” Isso ganha relevo quando se tenta casar meio ambiente com “ações urbanísticas” dentro da mesma pasta, o que vai exigir atenções redobradas da sociedade.

O capital político de Dilma e as incertezas de 2013

52 2

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (23), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

Os últimos números sobre a avaliação da presidente Dilma Rousseff, indicando que surfa em altíssima popularidade junto à sociedade, revelam aspectos interessantes em relação ao perfil traçado, ainda na campanha, para a gestora do País. Um ponto, e talvez o principal a ser destacado, é que grande parte dessa aceitação se deve ao bom momento da economia, com pleno emprego e, por consequência, geração de renda para as classes menos favorecidas. Outro fator é que se a então chefe da Casa Civil do ex-presidente Lula, antes tida como a gerentona que garantiria ao País a entrada em outro patamar de desenvolvimento, não conseguiu ainda dar mostras concretas dessa característica, ela agora assume papel mais voltado à área social, graças ao aprofundamento de programas voltados a esse foco.

Mas se a política e a economia se complementam no contexto geral de atendimento das demandas da sociedade, é impossível traçar um quadro para 2013 no Brasil, sem ter em perspectiva as vulnerabilidades a que o atual governo está exposto, principalmente diante às ameaças externas. Nesse sentido, as projeções econômicas apontam que a crise na Zona do Euro seja estabilizada em 2013. Mas isso não é garantia de que os países atingidos pelo mau momento na Europa voltem imediatamente à rota do crescimento econômico vigoroso em virtude dos elevados níveis de endividamento e pelos programas de ajuste fiscal em curso e, principalmente, pelo risco financeiro ainda presente nas economias mais fragilizadas como Grécia, Espanha, Irlanda, Itália e Portugal, que contemplam elevados índices de desemprego.

Como reflexo disso, no caso do Brasil, não teremos apenas desafios para 2013 e 2014, mas sim para os próximos 30 anos. Por isso mesmo, destaque-se ser de curto prazo a necessidade de retornar o mais rápido possível ao equilíbrio das contas fiscais e à realização de investimentos em áreas estratégicas. É consenso, ainda, que, para termos crescimento vigoroso e sustentável, o governo terá de melhorar a qualidade dos seus gastos correntes, criar condições para o aumento de produtividade, aprimorar os marcos regulatórios, promover uma reforma tributária, investir na educação e na qualificação de mão de obra e criar condições para a efetiva eliminação de gargalos de infraestrutura. Tudo isso, todavia, não é tarefa fácil de ser executada.

A disputa em torno dos royalties do petróleo é um exemplo típico do quanto a economia é influenciada pelo jogo político e de como o vento muda rápido na esfera dos interesses políticos. Prova disso é a indefinição sobre as reformas estruturais que a sociedade anseia há anos para permitir ao Brasil avançar no seu crescimento. O ano que se inicia, além disso, antecede a 2014, quando se sabe que é praticamente morto em termos de decisões. O panorama político, portanto, apesar da popularidade hoje em alta da presidente, não é garantia de um 2013 tranquilo, caso surjam turbulências na economia, reservando muito mais incertezas do que garantias para a presidente Dilma e o Brasil.

Joana: “A visão dos negócios é dele”

819 1

Da coluna Vertical S/A, no O POVO deste domingo (23), pelo jornalista Jocélio Leal:

A presidente da Calila Participações, Joana Queiroz Jereissati, garante: a sede da nova empresa a surgir da fusão da Norsa, Renosa e Guararapes, integrantes do Sistema Coca-Cola Brasil, ficará mesmo em Fortaleza. Na manhã em que o contrato foi assinado, ela conversou com Vertical S/A. O faturamento combinado das três companhias é hoje de cerca de R$ 6 bilhões. Sobre o papel do pai, o ex-senador Tasso Jereissati, ela afirmou: “A visão dos negócios é dele”.

Vertical S/A – Quando a ideia da fusão começou a ser formatada?

Joana Jereissati – Demos nosso primeiro passo na direção da consolidação do Nordeste em 1998, portanto quase 15 anos atrás. Desde lá, a Calila vem trabalhando para ser este grande consolidador da região. Neste período, a Refrescos Cearenses que atuava apenas no estado do Ceará se transformou em Norsa, com atuação no Ceará, Rio Grande do Norte, Bahia e Piauí. Com este novo passo, a atuação desta nova empresa abrangerá a operação em todos os estados da região Nordeste do Brasil, assim como Mato Grosso e partes do Tocantins e de Goiás. Serão 15 mil funcionários diretos em 13 fábricas e 23 centros de distribuição

VSA – Existe a possibilidade de a sede sair do Ceará?

Joana – Em virtude da diversidade geográfica da nova empresa, vamos buscar atuar de forma descentralizada, o que resultaria em centros administrativos e operacionais em todas as principais localidades em que operamos. A sede, entretanto, ficará localizada em Fortaleza.

VSA – Qual o peso dos acionistas na nova empresa?

Joana – A nova empresa tem como acionistas controladores Grupo Renosa (família Mello) e Calila Participações (Jereissati). A Coca-Cola permanece como nossa sócia minoritária.

VSA – O nome da nova empresa já está definido?

Joana – Ainda estamos trabalhando no nome.

VSA – Qual será a posição da nova empresa no ranking Coca-Cola?

Joana – Se aprovada – ainda estamos no aguardo do ok final do Cade (o órgão antitruste do Brasil) – essa combinação de territórios criará o segundo maior fabricante de Coca-Cola do Brasil e 10º do mundo em volume.

VSA – Haverá demissões? E mudanças no time?

Joana – A complementaridade da localização geográfica das fábricas, escritórios comerciais e centros de distribuição minimiza o risco de cortes significantes. Nossos esforços estarão concentrados em reter talentos e não em reduzir pessoal. Importante dizer que o grande driver desta nova empresa será o crescimento e não as sinergias.

VSA – Qual o seu papel e o do seu pai (o ex-senador Tasso Jereissati) nas decisões da empresa hoje?

Joana – O senador nos dá sua visão aguçada de futuro nos rumos da Calila. Nosso guia. Além disso, teve participação ativa e decisiva nesta última etapa da negociação para a fusão da Norsa e, hoje, está bastante envolvido na expansão da JCC (Jereissati Centros Comerciais, que controla os shoppings centers do grupo). Meu papel está mais próximo às operações de cada uma das empresas que compõem os investimentos atuais da Calila – JCC, Norsa, Sistema Jangadeiro, NET e IQJ (Instituto Queiroz Jereissati)- atuando junto a suas diretorias através dos Conselhos e Comitês administrativos.

Luizianne Lins diz que Cid Gomes trabalhou o Réveillon pelas suas costas

173 23

“Eu tava sendo abordada por pessoas que estavam querendo saber de forma muito ansiosa se eu não ia fazer a festa. Pessoas, produtores que estavam interessadas em fazer a festa, como se já soubessem que ela ia ser feita. Como é que uma pessoa diz que não vai fazer a festa num dia e no outro dia os artistas estão todos contratados? Não existe isso”.

O desabafo é da prefeita Luizianne Lins, em entrevista ao O POVO e ao O POVO Online, neste sábado (22), a menos de 10 dias para deixar a Prefeitura de Fortaleza, após oito anos no poder. Para a prefeita, o governador Cid Gomes, que havia garantido não haver um “plano B” para o Réveillon em Fortaleza, trabalhou para a realização da festa pelas suas costas.

Luizianne acredita que se tivesse ocorrido um aceno do Governo do Estado para a realização da festa, a história poderia ter sido outra. Mesmo assim, a prefeita diz que não haverá desgaste para ela, diante da sua desistência para a realização do evento no Aterro da Praia de Iracema.

“Eu recebi tanto apoio das pessoas pra não fazer. Porque as pessoas sabem que uma marca negativa do Réveillon, caso acontecesse alguma coisa na festa, pode suplantar todas as outras marcas boas que deixei. É um momento delicado, eu tô saindo. As pessoas têm de entender que meu governo acabou”.

Dissimulado e enrustido

Apesar de assegurar que nunca ofendeu Cid Gomes, a prefeita Luizianne Lins diz que a imagem que tem do governador, hoje, é de uma pessoa arrogante, dissimulada e enrustida.

“Acho que ele é dissimulado. Acho que ele é enrustido, no sentido de não falar, mas na hora que ele acha que é conveniente ele vai lá e agride”, comentou a prefeita, ao afirmar que Cid Gomes foi a sua maior decepção, pois sempre confiou em sua pessoa. “Principalmente quando ele não era nada, apenas ex-prefeito de Sobral”, destacou.

Obras em 50 anos

Para Luizianne Lins, Fortaleza nunca teve tantas obras nos últimos 50 anos. Ela acredita que o grande número foi responsável pela não conclusão de “algumas”. “Foram tantas, que uma ou outra (obra) vai ficar por ser concluída. Mas o caminho foi dado e há dinheiro para que se finalize. O que é gestão, se não isso?”

Veja aponta Eunício Oliveira como o parlamentar de destaque em 2012

109 2

O senador Eunício Oliveira (PMDB/CE) foi eleito pela revista Veja como o parlamentar de maior destaque no Congresso Nacional em 2012. A revista circula em todo o país a partir deste sábado (22).

Eunício Oliveira, que é presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), ficou em primeiro lugar no ranking, o único com nota 10 entre os senadores avaliados nos nove eixos de atuação: carga tributária menor e sistema tributário mais simples, infraestrutura, qualidade da gestão pública, combate à corrupção, qualidade da educação, marcos regulatórios estáveis aplicados com transparência, diminuição da burocracia, equilíbrio entre os três poderes, leis trabalhistas justas para empregadores e empregados.

A retrospectiva 2012 da revista Veja considerou também o posicionamento de senadores em discursos, comportamento, atividade parlamentar, ética, combate a corrupção, desempenho como homem público, votações e proposições sobre temas que são prioritários para o Brasil. Para a escolha, a Veja teve apoio da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon).

Segundo os critérios da escolha, ganharam pontos os parlamentares cuja atuação favoreceram a aprovação do Novo Código Florestal e ainda os que apoiaram a emenda que determina o voto aberto para perda de mandato de deputados e senadores. A prerrogativa para fazer parte avaliação da revista Veja é ser parlamentar Ficha Limpa.

Polícia prende dois pistoleiros em Morada Nova

Uma operação da Polícia Militar na manhã deste sábado (22), na Região Jaguaribana, resultou na prisão de dois pistoleiros. Segundo o capitão Rodrigues, que comandou a operação, somente no último mês a dupla seria responsável por pelo menos seis homicídios.

A dupla será encaminhada esta tarde para Fortaleza, não somente por medida de segurança, mas também para investigação sobre crimes por encomenda na capital cearense.

Tânia Gurgel deverá ser anunciada como secretária em Maranguape

101 4

O prefeito eleito de Maranguape, Átila Câmara (PSB), anuncia nesta segunda-feira (24) o novo secretariado da gestão que começa a partir de 1º de janeiro.

Entre os novos comandantes das pastas está a ex-deputada Tânia Gurgel (PSB). Ela estará à frente da Secretaria da Ação Social e do Trabalho.

Vamos nós – Sem dúvida, o jovem prefeito contará com um dos maiores nomes técnico do setor no Estado. Tânia Gurgel, assistente social por formação, valoriza qualquer administração, municipal ou estadual.

RC marca reunião com futuro secretariado para depois do Natal

O futuro prefeito de Fortaleza, Roberto Cládio (PSB), anda mesmo com todo o gás em matéria de preparação para o início de sua administração. Mesmo ainda sem tomar posse, RC programou reunião com o seu secretariado para a próxima quarta-feira. Ou seja, no dia seguinte ao feriado do Natal

O objetivo é discutir com o grupo as primeiras medidas a serem adotadas a partir de janeiro. Cada futuro secretário, inclusive, recebeu pasta com levantamento de informações sobre a área que assumirá.

RC mostra assim o estilo que irá adotar para governar a cidade: pouca conversa e trabalho. Fortaleza, aliás, exige.

TJ do Ceará vai estrear programa televisivo na 2ª feira

“O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) estreia programa semanal de televisão, nesta segunda-feira (24/12), às 19h40, na TV Fortaleza. O “Judiciário em Evidência” terá 30 minutos de duração e, na sua primeira exibição, trará reportagens sobre o processo eletrônico. Serão entrevistados a desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda, a juíza Jacinta Inamar Franco Mota e o secretário de Tecnologia da Informação do TJCE, Dilthey Forte. O “Judiciário em Evidência” mostrará ainda a estrutura da Justiça estadual e o projeto “Justiça no Cárcere”, que busca o cumprimento de direitos e a ressocialização de apenados. Serão exibidos também os serviços oferecidos pelos órgãos do Judiciário em benefício do cidadão.

O convênio para exibição do programa foi assinado nessa terça-feira (18/12), pelos presidentes do TJCE e da Câmara Municipal, desembargador José Arísio Lopes da Costa e vereador Acrísio Sena. “É um esforço da administração para possibilitar maior proximidade com a população. É também um espaço para as pessoas conhecerem melhor o trabalho dos juízes e desembargadores, além das ações desenvolvidas com o objetivo de agilizar o julgamento dos processos”, afirmou o desembargador José Arísio.

O “Judiciário em Evidência” é produzido pela Assessoria de Comunicação da Justiça cearense. A equipe técnica foi contratada por meio de licitação. As reprises ocorrerão às sextas-feiras (13h30) e aos domingos (19h30) na TV Fortaleza – canal 6 da NET, canal 61.4 (digital aberto) e canal 361.4 da Sky.”

(Site do TJ-CE)

Filme “Os Últimos Cangaceiros” ganha mais dois prêmios

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=81e1iQufWmI[/youtube]

O cineasta Wolney Oliveira brinda: seu longa-documentário “Os Últimos Cangaceiros” ganhou dois prêmios no RECINE 2012, o Festival Internacional de Cinema de Arquivo. Nas categorias Melhor Filme de Longa/Média Metragem, segundo o júri popular, e Melhor Direção de Longa/Média Metragem.

O RECINE ocorreu no período de 10 a 14 últimos, no Rio, articulado pelo Arquivo Nacional. O filme já conta com sete prêmios – 4 no Brasil e 3 no Exterior (México e Cuba), e seu lançamento comercial nacional acontecerá, ano que vem, via distribuidora Imovision, de São Paulo.

(Coluna de Sônia Pinheiro, do O POVO)

Projeto São José III – Secretaria do Desenvolvimento Agrário lança primeiros editais

A Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) lançou na praça os primeiros editais de Chamada Pública, no âmbito do Projeto São José III, que deverá investir cerca de R$ 300 milhões nos próximos quatro anos. 

O edital Nº 001/2012, refere-se ao Componente de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário Simplificado, prevendo-se a totalidade de recursos para o primeiro ano do Projeto, no valor de R$ 20.000,00 (vinte milhões de reais). O edital Nº 002/2012, relaciona-se com o Componente de Inclusão Econômica, com a metade dos recursos programados para 2013, equivalendo a quantia de R$ 14.000.000,00 (quatorze milhões de reais).

De acordo com os critérios estabelecidos pelos editais, as entidades interessadas devem apresentar as manifestações de interesse (demandas) através do preenchimento on-line de formulários padronizados. As inscrições começam a partir do dia 2 de janeiro e prosseguem até 20 de fevereiro de 2013.

As propostas serão selecionadas por uma comissão eclética e deverão ter aprovação final pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CERD). Segundo o coordenador da Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP) do São José III, Josias Farias Neto, após a seleção das entidades, serão elaborados os Planos de Negócios ou Projetos Executivos, com recursos do próprio São José III, apoiado pela UGP.”

Futuro Secretário Municipal da Segurança Pública e os muitos desafios

98 5

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=waP_B7DGFVE&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=9[/youtube]

Pois é, nada de Moroni Torgan (DEM) para a futura Secretaria Municipal da Segurança Pública como se alardeou. Quem ocupará a pasta a ser criada pelo prefeito eleito Roberto Claudio é o defensor público Francisco Veras. Conversando com o Blog, Veras diz que quer fazer interação com a segurança estadual, mas diz que primeiro vai se inteirar melhor da missão.

PM do Ceará promove 56 oficias e 551 praças

75 1

Nesta sexta-feira, a partir das 16 horas, em seu Comando Geral, a Polícia Militar realizará a solenidade de entrega da Medalha Senador Alencar, seguida das promoções de 56 oficiais e 551 praças. Com a medalha, serão agraciados 40 militares estaduais sendo 37 policiais militares e três bombeiros. Também haverá a promoção de 56 oficiais, sendo 22 tenentes, 12 capitães, 10 majores, nove tenentes-coronéis e três coronéis.

Quanto à promoção das praças, 70 primeiros sargentos passarão à patente de subtenentes; 232 cabos passarão à patente de primeiros sargentos; e 249 soldados passarão à patente de cabo, totalizando 551 militares.

Em 2011 e 2012, o Governo do Ceará reconheceu e concedeu promoções a 220 oficiais. Já o Comando da Polícia Militar promoveu 1.904 praças.

 

O secretariado de RC com Ivo Gomes

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1gXr0Gy5GA8[/youtube]

O jornalista Guáler George, editor do Núcleo de Conjuntura do O POVO, comenta o secretariado do prefeito eleito Roberto Cláudio (PSB). Para ele, com qualidade e nível técnico. Guálter aborda especialmente o caso da escolha de Ivo Gomes (PSB), irmão do governador Cid Gomes, para a pasta da Educação.

Procuradoria Geral do Município embarga obra do Acquario do Ceará

83 3

O projeto Acquario do Ceará foi embargado, nesta sexta-feira, pela Procuradoria Geral do Município. O órgão acatou sugestão do Ministério Público Federal, que alega falta de licenciamento ambiental do Município. Com isso, a PGM determinou à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano que adotasse a providência já adotada há poucos instantes.

O projeto Acquario é um investimento de R$ 250 milhões e se constitui numa das prioridades do Governo Cid Gomes (PSB) para o setor do turismo.

DETALHE – A partir de janeiro, muda o titular da Semam e o projeto, ganhando licença, deverá ser retomado. Alguém duvida?

Prefeito eleito de São Gonçalo do Amarante prioriza secretariado técnico

312 6

Cláudio Pinho com o primo, Roberto Cláudio.

O prefeito eleito de São Gonçalo do Amarante, Cláudio Pinho (PSB), priorizou o critério da escolha técnica em sua equipe, destacando que o município precisa ganhar ares de profissionalismo por ser sede de importantes empreendimentos e, claro, o berço do Porto do Pecém.

Dentro dessa filosofia, convidou para a Secretaria do Desenvolvimento Econômico o ex-diretor da ZPE e que foi o principal assessor do ex-secretário estadual Raimundo Viana, Vitor Ponte, para essa função.

Para a pasta do Planejamento, acertou o ingresso do professor Alberto Teixeira, nome que dispensa apresentações por ter compromissos com a cidadania. Alberto, que já foi titular da antiga DRT/CE, fomentou no Estado a Escola de Formação de Governantes.

Outro nome de peso: o professor Joaquim Barroso, da Uece, que foi diretor da Bolsa de Valores Regional. Ele será o titular da Secretaria Municipal da Administração.

Para a Saúde, Ângelo Nóbrega, que estava como secretário no Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde.

Samba de fim de ano no Kukukaya

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UQG6hbKGczU[/youtube]

Nesse sábado, a partir de 17 horas, o Kukukaya promove sua última roda de samba do ano, comandada pelo jornalista Felipe Araújo. O encontro vai ser uma grande confraternização de fim de ano e vai contar com a presença de vários sambistas e grupos da Cidade. No repertório a fina cepa dos clássicos do gêneros.

No vídeo acima, o sambista carioca Gabriel Cavalcante, um dos convidados que passaram pela roda de samba este ano.

SERVIÇO

O Kukukaya fica na Avenida Pontes Vieira, quase esquina com Visconde do Rio Branco. O couvert custa R$ 5,00. A sombra e a brisa são de graça. A cerveja é gelada. E a música é quente…

 

 

Juventude desviada

Com o título “Educação: Mais da metade dos jovens do Ceará não vai à escola”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira, que aborda um quadro preocupante e que só tem tudo a ver com o futuro do Estado. Confira:

Mais da metade dos jovens cearenses não tem qualquer instrução ou não possui ensino fundamental completo. Os dados são da pesquisa “Educação e deslocamento”, desenvolvida com base no Censo 2010 e divulgada na última quarta- feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De outro lado, só uma pequena faixa (7,16%) dos cearenses com 25 anos ou mais possui ensino superior completo.

Os números são de estarrecer e demonstram o quanto o Ceará (a exemplo do restante do País) está despreparado para os desafios do desenvolvimento. Permitir tal desperdício de cérebros é algo incompreensível diante da realidade que coloca o conhecimento como matéria prima fundamental para o avanço de qualquer sociedade integrada à contemporaneidade. Isso não se alcança sem o domínio da ciência e da tecnologia. Isto é: sem educação, todo o esforço empreendido para sair do subdesenvolvimento termina sendo como a edificação de uma imensa estátua de bronze erguida sobre pés de barro.

Não dá para entender que 50,5% dos jovens cearenses – e 44,9% no País – sejam desprovidos de instrução escolar ou sequer tenham concluído o ensino fundamental. Mais: a desproporção, segundo o critério de raça ou etnia, é clara: 62,28% (com 15 anos ou mais) são pretos; 54,03%, indígenas; 53,65%, pardos; 48,37%, amarelos e 42,45%, brancos.

Pela pesquisa, fica claro que o nó da questão está na necessidade que têm as famílias pobres de fazer o filho trabalhar desde cedo para ajudar no sustento da casa. Por isso, ou eles não vão à escola ou a abandonam antes de concluir o fundamental. Faz-se imperativa, portanto, uma política pública focada nessa realidade, que permita assistir à família inteira, possibilitando a liberação de crianças e jovens do trabalho para irem à escola.

Sem dúvida, isso exige um alto investimento financeiro. Daí a importância da medida baixada pela presidente Dilma de dedicar 100% dos recursos do pré-sal à educação para nos retirar dessa enrascada. Ou o Brasil faz isso ou não se libertará das atuais amarras que impedem seu desenvolvimento, causadas pelo desperdício do seu maior capital: o cérebro de seus jovens.