Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Chove em 84 municípios do Ceará nesta quarta-feira

Choveu em 84 dos 184 municípios do Ceará, nesta quarta-feira (16), segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Apesar da boa previsão de chuva, Fortaleza teve apenas 3,8 milímetros, mesmo assim no bairro Messejana. A previsão para amanhã (17) é de possibilidade de chuva pela manhã, com máxima de 30°C.

Confira as maiores chuvas no Estado nesta quarta-feira:

Groaíras (66 mm), Horizonte (59 mm), Uruburetama (57 mm), Ibiapina (55.4 mm), Frecheirinha (49 mm), Amontada (48 mm), Cascavel (48 mm), São Gonçalo do Amarante (45.8 mm), Pacajus (45.2 mm), Itapajé (40.2 mm) e Santa Quitéria (40 mm).

(Foto: Arquivo)

PF prende em São Paulo suspeito de participar do assassinato no Ceará de chefes do PCC

Agentes da Polícia Federal (PF) prenderam Jefte Ferreira dos Santos na manhã desta quarta-feira, 16. Ele é suspeito de ter envolvimento na execução de Rogério Jeremias de Simone, conhecido como Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca. O homem foi encontrado em casa de praia em Itanhaém, litoral sul de São Paulo, de acordo com informações do portal G1.

Gegê e Paca eram chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e moravam no Ceará até serem mortos em 15 de fevereiro de 2018 no município de Aquiraz. Jefte era considerado foragido após ser denunciado pelo Ministério Publico. Ele é acusado de ter participado da ação fornecendo apoio logístico para a execução e transporte para os algozes.

Agora detido, ele deve ser transferido para o Ceará, onde as investigações ocorrem.

(O POVO Online / Foto: Reprodução)

A Lei da recompensa e a lei do silêncio

134 1

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira (16), pelo jornalista Demitri Túlio:

De 2013 para cá, quando as “facções criminosas” passaram a territorializar de maneira violenta comunidades em bairros de Fortaleza, foi decretada a Lei do Silêncio. Para não serem executados, desaparecerem ou terem a casa tomada, moradores passaram a ter de fazer de conta que não dividiam o cotidiano na favela com o traficantes e assassinos armados a qualquer hora.

Foram obrigadas a seguir regras determinadas pelo “crime”. Ficar calado virou uma questão de sobrevivência já que o Estado não garantia a segurança. A Lei da Recompensa propõe, de um dia para o outro, que se quebre o silêncio com a paga de prêmio pela delação. Não haveria aí um equívoco e uma inversão de papéis? Transferir para quem já vive acuado a responsabilidade de um trabalho que seria de inteligência policial?

Pode-se até evitar um crime ou contribuir com a prisão de um ou mais bandidos, mas a vulnerabilidade em uma comunidade como a Unidos Venceremos, no Jangurussu, por exemplo, é grande. A delação, muitas vezes, torna todos suspeitos.

Até hoje, a SSPDS não conseguiu garantir que pessoas expulsas das moradias pelas facções retornassem. No máximo, enviou viatura para acompanhar a mudança. Garantirá que a informação não saltará do papel ou que um servidor corrupto não vazará?

O governo já se questionou por qual motivo moradores de comunidades não fazem delações já que há telefones disponíveis há muito tempo?

No mundo todo, a figura do “informante” é usada pelas polícias. O problema é premiar a “atividade” ou estabelecer relações promíscuas. Assim nascem os “almas”, aquele povo que até anda armado e dá carteirada.

Torres de telefonia sofrem tentativa de ataque criminoso no Serviluz; PM prende dois suspeitos

No 14º dia de onda de violência no Ceará, duas torres de telefonia no bairro Serviluz, em Fortaleza, sofreram tentativa de ataque na noite dessa terça-feira, 15. Segundo informações da Polícia, no momento do flagrante dois homens que estariam envolvidos no crime foram presos. São eles Francisco Lucas Bento Tavares da Silva, de 22 anos, e Francisco Igo Torres de Oliveira Valentim. Helicópteros das forças de segurança também foram enviados ao local.

Quando encontrados, os criminosos estavam jogando combustível na torres. Com eles, conforme informa fonte da polícia, estavam mais de 100 litros de combustível e muitas garrafas de vidro, material usado para confecção de coquetéis molotov. Além disso, um revólver calibre 38, meio quilo de maconha e celulares foram achados na ocorrência.

(O POVO Online)

Televisores são retirados após pente-fino em todas penitenciárias cearenses

Televisores foram apreendidos em pente-fino realizado nas unidades prisionais de todo o Estado do Ceará. Ventiladores, celulares e alimentos também foram recolhidos. Familiares relatam dificuldade para retirada dos equipamentos. Em 5 de janeiro, áudio foi divulgado nas redes sociais com ordem do secretário da Administração Penitenciária do Ceará (Seap), Luís Mauro Albuquerque, para que todas penitenciárias passassem por uma “limpeza”.

O POVO Online procurou a Seap, no início da manhã dessa terça-feira, 15, para detalhes sobre a quantidade de televisores recolhidos e devolução para familiares, mas até as 13h27min não obteve a resposta. A assessoria de comunicação do órgão informou ainda está apurando as informações.

De acordo com o MPCE, todos os equipamentos que ingressam nos presídios de forma regular são cadastrados e suas respectivas notas fiscais ficam arquivadas na diretoria de cada penitenciária. O órgão afirma que os aparelhos de TV e ventiladores retirados das celas foram identificados e serão restituídos aos familiares dos detentos que queiram reavê-los, nos termos do cadastro.

Fonte ligada à interno da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL 4) afirma que não há comunicado sobre a possibilidade de retirar os equipamentos. Após saber por terceiros, o parente do detento foi à unidade prisional, munida da nota fiscal, e conseguiu retirar a TV comprada. A fonte relata ainda dificuldades de ter notícias sobre o parente.

Membros do Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc) e da Promotoria de Justiça de Corregedoria de Presídios e Penas Alternativas, órgãos do MPCE, realizaram vistorias, na última quinta-feira, 10, na CPPL 1 e 3. Segundo os promotores de Justiça, a situação nas duas unidades está “tranquila”, assim como o acesso à água, alimentação, higiene, vestuário e atendimento médico e odontológico.

Em nota, o órgão afirmou que em alguns espaços, no momento da vistoria, estava havendo manutenção, com pinturas, pequenas reformas e dedetização. A entidade destacou ainda que todas as celas visitadas pelos membros do MPCE estavam limpas e nenhuma reclamação de maus-tratos foi expressada por parte dos presos.

A gestão prisional informou aos membros do Ministério Público que serão feitas reformas na CPPL 1 para melhorar a circulação de ar nas celas e que está realizando remanejamento dos presos para evitar superlotação, com a chegada da população carcerária de cadeias do interior do Estado. Segundo a Corregedoria de Presídios, as vistorias continuarão ocorrendo semanalmente nas unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza.

(O POVO Online / Repórter Ítalo Cosme)

Morre o jornalista Tarcísio Colares, um dos pioneiros na cobertura de autoridades no Pinto Martins

573 9

Vítima de falência múltipla dos órgãos, morreu no fim da noite dessa segunda-feira, em Fortaleza, o jornalista Tarcísio Colares (88). Ele estava internado há algumas semanas no Hospital São Mateus, onde enfrentava complicações cardíacas e pulmonares.

Tarcísio Colares atuou, até o fim de 2017, cobrindo para o jornal O Estado as autoridades, artistas e empresários que passam diariamente pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins. Foi casado por 38 anos.

Nos seus quase 40 anos de profissão, passou pela extinta Tribuna do Ceará e Rádio Assunção. Formou-se em Jornalismo pela UFC  aos 42 anos, depois de trabalhar como dono de lanchonete no bairro Joaquim Távora. Jovem, foi sargento da FAB, quando pediu desligamento.

Sempre dedicado à família e ao trabalho, dizia que o fundamental na vida era amar o que se fazia, com boa dose de disciplina e organização.

*Velório acontece a partir das 10 horas, na Funerária Ternura. A cremação ocorrerá nesta quarta-feira, no Cemitério Jardim Metropolitano.

VAMOS NÓS – Fica a saudade do amigo Colares, de muitas entrevistas e matérias mas, principalmente, de bons conselhos para nossa vida . Vá em paz!

(Foto – Paulo MOska)

Estudante cearense faz vaquinha para representar o Brasil em evento da ONU

385 2

A cearense Rhana Erika Marques Feitosa, de 22 anos, estudante do terceiro semestre de Administração Pública e Gestão Social da Universidade Federal do Cariri (UFCA), foi a única de seu campus a ser selecionada pela NovaVoz ONU e Friendship Ambassadors Foundation (FAF) para representar o Brasil na Youth Assembly.

O convite para representar o país no evento gerou a campanha “Rhana na Onu”, criada por parentes e amigos da estudante nas redes sociais, que promove uma vaquinha online para custear as despesas com a viagem.

Qualquer pessoa pode contribuir com o sonho de Rhana, basta acessar o site para doar: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/rhana-na-onu

PRF vai enviar mais policiais para reforçar a segurança no Ceará

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), por determinação do Ministro da Justiça, Sergio Moro, vai enviar mais policiais para o Ceará a fim de reforçar a segurança nas rodovias no estado. A quantidade de agentes e a data que eles chegarão ainda estão sendo definidas, segundo a PRF.

Anteriormente, Sergio Moro já havia autorizado o envio de aproximadamente 70 policiais da PRF para se juntar ao efetivo local, que conta também com o apoio de duas aeronaves da Divisão de Operações Aéreas. Segundo a corporação, policiais rodoviários federais, incluindo aqueles lotados atualmente na área administrativa, estão atuando no combate ao crime nas principais rodovias federais no Ceará

Desde o dia 2 de janeiro, o Ceará passa por uma série de ataques criminosos tendo como alvos principalmente prédios públicos, ônibus e viadutos. No sábado (12), o alvo foi uma torre de alta-tensão, em Maracanaú, na região metropolitana. O ato criminoso derrubou a linha de transmissão, deixando sem energia vários bairros da cidade e interrompeu o trânsito no Anel Viário de Fortaleza.

De acordo com a Secretaria de Segura Pública e Cidadania, até o momento 353 suspeitos de envolvimento nos ataques foram presos e apreendidos.

(Agência Brasil)

Ciro Gomes: “pós-PT” ou antipetista?

427 2

Em artigo no O POVO desta segunda-feira (14), o cientista político Cleyton Monte questiona o que o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes chama de nova oposição. Confira:

A História é repleta de figuras políticas ambíguas, difíceis de decifrar. O discurso, as ações e a trajetória não seguem um caminho retilíneo e coerente. Acredito que só o tempo poderá informar a verdadeira dimensão de figuras como Lula ou Obama. Os anos e muita pesquisa elucidaram as contradições de Getúlio Vargas e começam a revelar os segredos da ditadura de 1964. Dito isso, não deixa de ser um exercício complexo compreender o que Ciro Gomes chama de nova oposição e o que pretende fazer nos próximos anos. Seus movimentos oscilam entre um anseio “pós-PT” e o reforço ao antipetismo.

O ex-governador cearense saiu fortalecido do primeiro turno. Defendeu o que chamou de “novo desenvolvimentismo” – um programa muito bem articulado e com várias inovações. A votação alcançada foi até surpreendente, considerando todas as circunstâncias das eleições de 2018 e as fragilidades do próprio candidato. No segundo turno, resolveu se distanciar de Fernando Haddad. Por mais que seja compreensível sua mágoa com a cúpula petista e o desejo legítimo de demarcar uma nova oposição, Ciro se perde em mais um labirinto. Os discursos recentes, sempre inflamados, têm como alvos o Partido dos Trabalhadores e o ex-presidente Lula. A crítica é necessária, o problema é que se perde uma grande oportunidade de discutir os meandros da política econômica atual. Com muitos seguidores nas redes sociais, o líder dos Ferreira Gomes não questionou, por exemplo, as reformas prometidas.

É indiscutível que o antipetismo, além de ter muitos defensores, não combina com as ações ciristas dos últimos anos. O pedetista, caso siga esse caminho, corre o risco de perder o capital político que agregou com muita dificuldade, repetindo os passos melancólicos de Marina Silva. Se realmente deseja liderar a centro-esquerda, deverá buscar pontos de apoio, fortalecer o PDT, apontar as diferenças com relação ao PT, formular uma agenda alternativa e criticar os atos de Bolsonaro. Caso não se manifeste sobre a crise na segurança pública, os planos liberais de Paulo Guedes ou as diretrizes da política externa, Ciro Gomes estará somente contribuindo com o antipetismo mais virulento. O tempo vai oferecer pistas sobre o caminho percorrido pelo ex-governador e seu grupo: o discurso batido ou o enfrentamento criativo.

Cleyton Monte

Cientista político, professor universitário e pesquisador do Lepem (Laboratório de Estudos sobre Política, Eleições e Mídia)

O “Estado não cederá ao crime”, repete Camilo

171 2

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira (14), pelo jornalista Demitri Túlio:

Quase como um mantra, Camilo Santana (PT) tem repetido que o “Estado não cederá ao crime”. São 12 dias de enfrentamento às organizações criminosas (o governo não usa o termo “facção” nem as nomeia).

Em seu segundo mandato, o petista resolveu modificar a forma como o sistema penitenciária do Ceará funcionava. Se antes permitiu desacertos, como aceitar que a Secretaria da Justiça separasse presos por facções, agora decidiu que o Estado retomará as rédeas nas cadeias.

Em conversa com uma fonte do governo, apurei que o fato de 20 a 26 líderes do PCC não serem transferidos para o presídio federal de Mossoró não significa que Camilo cedeu ao crime.

A decisão, tomada pelo secretário Luis Mauro Albuquerque (Administração Penitenciária), segue uma rigorosa análise de informação sobre qual estratégia adotar dentro e fora do sistema.

Bom Jardim recebe inscrições de espetáculos gratuitos de artistas

O Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) está com portas abertas para receber apresentações de artistas ou grupos artísticos interessados em apresentar seus trabalhos. Para isso, os artistas devem se inscrever no projeto Solicitação de Pauta Gratuita com um período mínimo 30 dias de antecedência da realização da atividade. Com a proposta de democratizar o acesso à proposição de eventos, apresentações e ensaios, o projeto não prevê pagamento de cachê aos artistas.

O CCBJ prioriza artistas que residam no território do Grande Bom Jardim, adjacências ou na Regional V, que tenham atuação comprovada nesta área da cidade e que nunca tenham se apresentado ou realizado alguma atividade no Centro. Estará automaticamente indeferida a proposta de pauta que não seja de natureza gratuita, bem como se tiver conteúdo que viole os direitos humanos.

O CCBJ é um equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar.

(Foto: Arquivo)

A Cid e Ciro o que é de Cid e Ciro

211 2

Da Coluna Política, no O POVO desta segunda-feira (14), pelo jornalista Carlos Mazza:

Mais que resolver um impasse dentro da base aliada, virada de mesa que jogou no colo de José Sarto (PDT) a presidência da Assembleia evidencia também o poder dos irmãos Ferreira Gomes dentro do governo do Ceará.

Confirmada a indicação de Sarto, um dos mais fiéis “ferreiragomistas” do Estado há décadas, os irmãos conseguirão a proeza de ampliar ainda mais a já marcante influência de seus capitais políticos no governo cearense.

Até a semana retrasada, o cenário posto apontava disputa entre Tin Gomes (PDT), preferido pela maioria dos deputados, e Evandro Leitão (PDT), favorito do governador. Em conversa com a coluna, alguns parlamentares e assessores levantaram a possibilidade de uma intervenção maior de Cid e Ciro no processo, mas diziam não acreditar em um resultado fora de Tin e Evandro. Os próprios dois deputados, na época, pareciam não acreditar. Pois é.

A própria disputa pela Assembleia surgiu do esgotamento da candidatura de um cirista, Zezinho Albuquerque (PDT), para o comando da Casa. Um dos políticos mais próximos de Cid e Ciro no Ceará – oriundo inclusive da mesma Região Norte dos irmãos -, Zezinho já despertava insatisfações ao tentar emplacar quatro mandatos consecutivos no Legislativo. Acabou acomodado no governo, mas foi substituído por outro aliado próximo do clã.

Atualmente, pelo menos quatro secretários do governo Camilo são marcadamente da cota Ferreira Gomes: Mauro Filho (Planejamento), Zezinho Albuquerque (Cidades), Arialdo Pinho (Turismo) e Lúcio Ferreira Gomes (Infraestrutura), irmão de Cid e Ciro. A influência, portanto, vai muito além do Legislativo.

Chove em Fortaleza e calor dá uma trégua

O forte calor nos últimos dias em Fortaleza foi aliviado com a chuva desta manhã (14), que prevê a máxima para 30ºC. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), nos próximos dois dias o calor volta para os 32ºC na máxima.

DE acordo ainda com a Funceme, até as 7h35min desta segunda-feira já choveu 26,6 milímetros em Fortaleza, a quinta maior precipitação no Estado hoje, atrás de Mombaça (46,4 mm), Groaíras (42 mm), São Gonçalo do Amarante (32,2 mm) e Quixeramobim (30 mm).

(Foto: Arquivo)

Ponte no bairro Bonsucesso é alvo de ataque criminoso

Mais um ataque criminoso foi registrado na noite deste domingo, 13, por volta das 21h30min, no bairro Bonsucesso. Uma ponte localizada na Rua São João sofreu uma atentado. O Ceará já acumula mais de 200 ataques criminosos realizados desde o dia 2 de janeiro. A área está isolada e há policiamento no local. Nas redes sociais, circulam vídeos mostrando a intensa movimentação de moradores acompanhando a mobilização da Polícia. Ainda não é possível definir se houve algum dano à estrutura.

Moradores relataram à reportagem do O POVO que um carro passou e que os homens que estavam dentro jogaram o artefato explosivo pela janela. O local foi isolado pela Polícia.

Moradores também contaram que os criminosos não conseguiram colocar o artefato nas proximidades da estrutura, que é de concreto. Assim que o carro saiu do local, a Polícia chegou e isolou a área. Nesse momento, moradores já se tentavam se aproximar do local do ataque, mas foram impedidos pela Polícia.

No segundo balanço divulgado neste domingo, 13, correspondente ao 12 º dia de ataques no Ceará, subiu para 353 o número de pessoas presas ou apreendidas por envolvimento nos atos criminosos registrados pelo Estado. O número corresponde às capturas feitas até as 17 horas. No balanço anterior, lançado nesta manhã, o número era de 347 detidos. Destas, 11 pessoas foram presas entre o intervalo das 17 horas deste sábado, 12, e a manhã deste domingo.

(O POVO Online)

Vereador destaca Editorial do O POVO

195 1

O vereador Julierme Sena parabenizou neste domingo (13), por meio do Instagram, o editorial do O POVO com o título “Agradecimento às forças de segurança se faz necessário”.

“Parabéns ao Jornal O POVO, pela postura de enaltecer o trabalho, a dedicação e o compromisso de todos os profissionais de Segurança Pública do Ceará, neste momento de enfrentamento aos ataques criminosos, patrocinados pelas facções”, destacou o parlamentar.

Confira o Editorial

É necessário que se faça um reconhecimento justo aos homens e mulheres que integram as forças de segurança do Ceará pela dedicação intensa que têm demonstrado, nos últimos 11 dias, para liderarem o combate às forças do crime que se uniram para espalhar medo, pânico e terror no Estado, através da violência. O restabelecimento de uma normalidade possível, a despeito de ações isoladas, embora ainda violentas, que persistem, tem muito a ver com o compromisso demonstrado pelo aparato mobilizado em defesa da sociedade, em ritmo que abrange as 24 horas de cada dia, para garantir a prevalência da segurança pública sobre a desordem marginal.

Não é fácil, sabemos. A realidade impõe que se trabalhe sob uma pressão permanente e, como forças do Estado, em estrito cumprimento do que regem as leis, ao contrário do espírito de anarquia e caos que predomina do outro lado, onde estão exércitos de criminosos para os quais não há limite a obedecer. A luta, nesse sentido, acaba por sugerir elementos de desigualdade, mas, não há dúvida, o que se quer é o restabelecimento da normalidade plena com total respeito à legalidade, fora da qual inexiste uma saída para a situação dramática que se possa chamar de civilizatória.

Toda crise deixa suas lições de herança. Esta atual, que ainda lutamos para ver superada, já apresenta como fator de exemplo tranquilizador a demonstração de que a estrutura de que dispomos para garantir a nossa segurança cotidiana é composta, em sua amplíssima maioria, por pessoas dedicadas, aptas ao cumprimento da missão e, em situações de gravidade extrema, como a de agora, que não se furtam a ir além dos seus limites, fisicos e psicológicos em especial, para se fazerem dignas da tarefa que lhes está entregue. Honrosa tanto quanto difícil.

É uma guerra que ainda não foi ganha, estamos conscientes, mas que nos aponta um caminho claro de imposição do Estado sobre a delinquência. Há um processo em curso, nossa paciência também está sendo testada e será fundamental que a mantenhamos para que o quadro avance em direção ao caminho que o lado do bem espera ver refeito, graças, muito, ao trabalho incessante dos milhares de agentes mobilizados para uma resposta institucional que precisava ser dada. Apesar de ainda estarmos no meio de uma jornada que exigirá mais da serenidade e da compreensão de todos nós, o sentimento já é de agradecimento por tanta dedicação demonstrada em nome do retorno à tranquilidade para os lares de todos os cearenses.

Delegada tipifica como terrorismo suspeito detido com lista de possíveis locais para ataques; SSPDS rebate autuação

350 4

Homem foi detido na manhã deste domingo, 13, portando extensa lista com locais que possivelmente seriam novos alvos para ataques. A delegada que recebeu o caso pretende enquadrá-lo por crime de terrorismo. O suspeito foi pego em flagrante por equipe da Força Nacional na área do 7º Distrito Policial (DP), localizado no Pirambu.

O indivíduo foi levado ao 11º DP e encaminhado posteriormente à Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Para não atrapalhar as investigações, não são divulgados quantos e quais locais estavam na lista. A relação inclui locais que já foram alvos nesta onda de atentados. A identidade do homem detido também não foi informada.

A Força Nacional chegou ao suspeito por meio de denúncia anônima. Ele estava fotografando a garagem de uma empresa de ônibus. O homem portava mochila e estava com objetos por baixo da blusa. Ao perceber a chegada dos agentes de segurança, ele tentou fugir e descartou parte de seus pertences. A Polícia suspeita que, entre os objetos descartados, estivessem explosivos.

Foram apreendidos com ele R$ 1 mil em um envelope lacrado, duas máquinas digitais, um carregador e um cabo de dados. A delegada do 11º DP, Ana Cristina Lima e Silva, não revelou o conteúdo das fotos, mas descreveu o teor das imagens como “preocupante”.

“Eu, como autoridade policial, a princípio, o enquadraria na Lei de Segurança Nacional”, afirma a delegada. Em sua visão, o indivíduo estava nos atos preparatórios para cometer terrorismo. “A lei do terrorismo é muito recente e não tem aplicação, mas eu, diante do que eu vi aqui eu colocaria na lei nº 13.260 nos atos atentatórios ao terrorismo”, opina.

O homem ainda portava duas carteiras profissionais com profissões ainda não regulamentadas. Ponto que chamou a atenção da delegada foi o fato de ele ter 34 passagens pela Polícia como vítima. Mais informações devem ser divulgadas apenas com o andamento das investigações. “Isso é só a ponta do iceberg”, acredita Ana Cristina.

ATUALIZAÇÃO – A assessoria de imprensa da SSPDS informou que o suspeito não pode ser enquadrado no crime de terrorismo, porque não existe tipificação específica para o caso do homem preso. A SSPDS também ressaltou que as ocorrências relativas à onda de ataques das facções estão centralizadas na Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

(O POVO Online / Repórter Heloísa Vasconcelos)

Quase 350 pessoas foram presas ou apreendidas por série de ataques no Ceará

173 1

O Governo do Estado atualizou neste domingo (13) o número de presos pelos ataques. Confira a nota:

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que 347 suspeitos já foram presos ou apreendidos por participação nos atos criminosos registrados nos últimos dias no Estado.

Das 17 horas de ontem (12) até a manhã deste domingo (13) foram 11 pessoas capturadas.

As prisões e apreensões registradas na Capital, Região Metropolitana e Interior são oriundas de ações das forças de segurança cearenses, e entidades parceiras, que atuam incessantemente para garantir tranquilidade a todos os cidadãos cearenses e a normalidade no funcionamento dos serviços públicos.

(O POVO Online)

Camilo sanciona leis e Diário Oficial tem edição extra neste domingo

O governador Camilo Santana divulgou neste domingo (13), por meio do Facebook, que sancionou as leis aprovadas nesse sábado (12),na Assembleia Legislativa do Ceará, em sessão extraordinária. Confira:

Sancionei, neste domingo, as novas leis de enfrentamento à violência e ao crime organizado, aprovadas ontem na Assembleia Legislativa, em sessão extraordinária. A publicação acaba de ser feita no Diário Oficial do Estado, em edição extra. As leis que passam a valer de imediato no Ceará são:

.Convocação de policiais militares e bombeiros militares que estão na reserva para que ajudem a reforçar a nossa tropa que está em operação;

.Aumento da quantidade de horas extras (de 48h para 84h mensais) que podem ser pagas a todos os policiais, civis e militares, além dos bombeiros e agentes penitenciários, de forma com que haja aumento da força de trabalho;

.Criação da Lei da Recompensa, que prevê o pagamento em dinheiro, pelo Estado, para informações que sejam prestadas pela população à Polícia e que resultem na prevenção de atos criminosos e prisão de bandidos envolvidos nas ações;

.Criação do Fundo de Segurança Pública e Defesa Social, para estruturar melhor a SSPDS;

.Criação do Banco de informações sobre veículos desmontados;

.Regras de Restrição ao uso do entorno dos presídios do Estado para prevenir fugas e garantir mais segurança;

.Autorização de Convênios e Parceria com outros Entes (União e Estados) na cessão de policiais ao Estado do Ceará.

Todos unidos por um Ceará cada vez mais seguro. A luta contra a violência é de todos nós!

(Foto: Facebook)

O zé povinho e a dança das armas

457 4

Em artigo sobre os ataques de criminosos no Ceará, o jornalista Haroldo Barbosa aponta que a população mais desassistida é a que mais sofre. Confira:

Na gíria do crime, as pessoas comuns, que não são do meio e nem ligadas ao aparelho repressivo do Estado, são conhecidas como “zé povinho”. E somos nós, os“zé povinho”, os que mais têm sofrido com o inferno dos ataques criminosos no Ceará.

As facções foram chamadas para o enfrentamento aberto através das declarações e ações do secretário de Administração Penitenciária do Estado (SAP), Luís Mauro Albuquerque, no dia 2 de janeiro. Desde então a rotina tem sido alterada por fogo, bombas e medo.

Os criminosos, que iniciaram seus ataques contra alvos tradicionais como ônibus, bancos e delegacias, passaram ao longo destes dez dias de inferno a fazer ataques indiscriminados e que não repercutem junto ao Estado e nem ao status quo, que são em boa parte responsáveis pela situação caótica em que estamos.

Queimaram o ‘Carro dos Churros”, no bairro Granja Lisboa, no Grande Bom Jardim.

Atearam fogo em um carro de uma auto escola, no Jangurussu, e o instrutor ficou com queimaduras graves.

Incendiaram o caminhão que puxava o “trenzinho da alegria”, em Maracanaú.

Tocaram fogo em uma van de transporte escolar, no Mondubim.

Depredaram uma creche mantida por uma igreja evangélica, na Sapiranga.

Como vão sobreviver estas famílias e outras que tiveram seu ganha pão transformado em cinzas?

Mas os danos não são somente patrimoniais e físicos. São psicológicos. São direitos essenciais negados, como o direito de ir e vir e de ter fornecimento de água e luz.

Tenho um amigo que ao falar sobre os ataques ou qualquer coisa relacionada aos mesmos, tem de cochichar no telefone, pois é vizinho de porta de um olheiro de facção.

Outra, não dorme mais à noite com medo que invadam o condomínio simples em que mora na periferia e a queimem viva com seus dez gatos (já houve ameaças).

Uma terceira, que se sentia relativamente segura por fazer trabalho assistencial com filhos de criminosos, agora está em pânico pois quebraram todas as lampadas do seu bairro e os faccionários mandaram os trabalhadores pararem uma obra ao lado de sua casa, sob pena de levarem bala.

O transporte coletivo, que é serviço essencial e em grande parte integrado pela frota de ônibus, tem causado imensos problemas a usuários. O Sindiônibus manda recolher os veículos a qualquer hora, deixando a população na rua e a mercê dos bandidos. Pela manhã, muita gente chega atrasada ao trabalho e leva bronca sem ter culpa. Quando chega o fim da tarde não sabe se consegue ônibus para retornar para casa e no dia seguinte começa tudo de novo. Uma senhora cadeirante, de 44 anos, esperou um coletivo por mais de uma hora à noite no terminal do Conjunto Ceará. Ao não conseguir embarcar, ligou para o marido que veio buscá-la e voltou para o Bom Jardim empurrando sua cadeira de rodas, por ruas escuras e em um percurso que demora aproximadamente duas horas.

Em Taquara, município de Caucaia, desde o dia 8 que criminosos cortaram a fiação dos postes e as residências encontram-se sem energia elétrica. Ligações seguidas para a Enel, empresa responsável pela manutenção elétrica e que assumiu serviços após privatização do setor, se mostram inúteis. Situação se repete em outros locais de Fortaleza e Região Metropolitana. Tanto a Enel como o Sindiônibus alegam insegurança para a suspensão no fornecimento de serviços. O lixo também não foi recolhido em vários bairros.

Por toda a periferia, comércios são obrigados a fechar e o toque de recolher é imposto.

Servidores municipais trabalham com medo em postos de saúde e hospitais e a Prefeitura de Fortaleza está sendo cobrada a garantir efetivamente a segurança dos mesmos, coisa que ainda não fez.

Antes dos atuais ataques criminosos, as chacinas, a expulsão de famílias de suas casa, os assassinatos, a tortura e a crueldade se transformaram em rotina na periferia de Fortaleza e em cidades do interior.

E as facções não chegaram a essa posição de domínio sem a cumplicidade do Estado. Desde os desembargadores que venderam liminares para soltar traficantes e que foram “apenados” com aposentadoria compulsória, passando por policiais, agentes penitenciários e outros, a banda podre do Estado tem sua parcela de culpa e esta não é pequena.

O governador Camilo Santana, que hoje culpa presidentes da República por não terem dado atenção ao problema de segurança, agiu da mesma forma e praticou por um bom tempo a política da avestruz na área.

A barbárie mora ao lado e cada vez mais mostra sua cara. Não se sabe até quando os ataques continuarão. Mas para o “zé povinho”, já deu e sobrou.

Não tenho dúvidas que somente com aumento da repressão e política de encarceramento em massa a questão da criminalidade não será solucionada.

O problema da violência só se resolve com mudanças nas relações sociais, tão estruturadas pela cobiça, pelo capital e pelo poder. Nesse contexto, facilitar a posse de armas para os mais privilegiados nada mais é que anunciar uma guerra contra os mais pobres, ou bem dizer, os “zé povinho”. Em um estado e em uma cidade marcada pela gritante desigualdade social, fazer dancinha simulando apontar armas, assim como fazem os endinheirados, é um prenuncio da barbárie que está por vir

Haroldo Barbosa

Jornalista, pós-graduado em Comunicação em Mídias Digitais, filiado à Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji)