Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Estiagem não prejudica exportações da fruticultura cearense

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UZj3n35-CgU&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=1&feature=plcp[/youtube]

Mesmo com a estiagem provocando a quebra de safra em vários pontos do Estado, há um setor que está escapando desse tempo de vacas magras: a fruticultura irrigada.

Empresário do ramo e presidente do Instituto Frutal, Euvaldo Bringel, também organizador da maior feira do ramo no Nordeste – a Frutal, diz que o setor vai fechar em alta 2012.

Mesmo assim, Euvaldo Bringel encontra-se em Brasília para acertar verbas de olho na Frutal 2013 e cobrar investimentos nos perímetros irrigados.

 

Nutec vai pegar dinheiro que a Funcap rejeitou

O presidente do Núcleo de Tecnologia do Ceará (Nutec), Lindemberg Gonçalves, informa: vai brigar pelos R$ 9 milhões do Programa Tecnova, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que a Fundação Cearense de Apoio à Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Funcap) não quis absorver.

O Programa Tecnova investe em projetos de inovação tecnológica na área das pequenas e microempresas.  Segundo o professor Lindemberg Gonçalves, o Ceará, por ser um Estado pobre da federação, não pode se dar ao luxo de recusar qualquer tipo de verba que venha da União.

A Funcap não quis os recursos do Programa Tecnova, da Finep, justificando que estava executando uma série de outros programas, com sobra ainda de investimentos.

Prefeito eleito de Madalena pega seca pela frente, mas já busca recursos em Brasília

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hiy02r_xgqc&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=7&feature=plcp[/youtube]

O prefeito eleito de Madalena, Zarlul calil (PSB), embarcou nesta madrugada de quarta-feira para Brasília. Hora de começar a acompanhar a liberação de futuros recursos e buscar emendas orçamentárias para iniciar sua gestão. Zarlul, que já foi secretário-adjunto da Casa Militar do Governo, espera total apoio do governador Cid Gomes.

RC e Elmano gastam mais de R$ 30 milhões na campanha

“Os dois candidatos à Prefeitura de Fortaleza que disputaram o segundo turno em 2012 gastaram, juntos, a nada modesta quantia de R$ 30,2 milhões na campanha. A bolada usada por Roberto Cláudio (PSB) e Elmano de Freitas (PT) é cinco vezes maior que o volume total de despesas dos oito demais concorrentes, derrotados no primeiro turno – R$ 5,7 milhões.

O cálculo foi feito pelo O POVO com base na prestação de contas de Elmano e Roberto Cláudio, divulgada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os números mostram que RC, vencedor do pleito, desembolsou quase R$ 7 milhões a mais que o adversário. Elmano, por sua vez, parece ter saído no prejuízo duplo. Além de ter sido derrotado nas urnas, gastou mais do que o que tinha em caixa: a receita declarada ficou em R$ 9,14 milhões; a despesa, R$ 11,6 milhões.
Quem financia
A origem da maior parte do dinheiro que financiou as candidaturas de Elmano e Roberto Cláudio é desconhecida, pois foi repassada pelas direções partidárias. Na página do TSE na Internet, o doador é identificado apenas como “direção estadual/nacional” da sigla, sem detalhar a empresa ou pessoa física que cedeu o valor à legenda. Assim, fica impossível saber a procedência de 60% da verba do petista e de 68% da receita do prefeito eleito.

Entre os doadores especificados na lista do TSE, destacam-se grandes indústrias, construtoras e empresas campeãs de exportação no Ceará – algumas parceiras do poder público em grandes obras e incentivos fiscais. A maior financiadora da disputa foi a Paquetá Calçados, uma das maiores empresas do ramo no País, que desembolsou R$ 1,9 milhão para a campanha de Roberto Cláudio. Depois dela, o empresário do setor da construção civil Beto Studart foi o mais “mão aberta” da campanha, aplicando R$ 800 mil para RC e mais R$ 504 mil para Elmano.

A prestação de contas revela, ainda, algumas curiosidades. A empresa Norsa Refrigerantes, pertencente ao grupo empresarial do ex-senador tucano Tasso Jereissati (cuja sigla, o PSDB, tinha um candidato na disputa, Marcos Cals) doou R$ 30 mil para Elmano e mais R$ 100 mil para RC. Para Cals, no entanto, não houve nenhuma doação registrada pela empresa.”

Principais doadores de RC e Elmano

* Roberto Cláudio (PSB)

Receita: R$ 18,55 milhões

Despesa: R$ 18,55 milhões

Quanto previa gastar antes da campanha: R$ 14 milhões

Maiores doações

Direção estadual: R$ 10,7 milhões

Direção nacional: R$ 1,9 milhão

Paquetá Calçados: R$ 1,3 milhão

Beto Studart: R$ 800 mil

Bermas Maracanaú Indústria e Comércio de Couro: R$ 640 mil

Construtora Andrade Mendonça: R$ 500 mil

Aço Cearense: R$ 350 mil

Idibra Participações: R$ 250 mil

M. Dias Branco: R$ 200 mil

Recon Reparos e Construções: R$ 200 mil

Alexandre Grendene: R$ 200 mil

* Elmano de Freitas (PT)

Receita: R$ 9,14 milhões

Despesa: R$ 11,66 milhões

Quanto previa gastar antes da campanha: R$ 11,5 milhões

Maiores doações

Direção nacional: R$ 6,98 milhões

Beto Studart: R$ 504 mil

M. Dias Branco: R$ 400 mil

CMM Engenharia: R$ 250 mil

DN Empreendimentos imobiliários: R$ 50 mil

Construtora Mota Machado: R$ 60 mil

Empreendimento Pague Menos: R$ 50 mil

Banco Industrial e Comercial: R$ 50 mil

(O POVO)

Controladoria de Segurança apura denúncias contra mais de 5 mil policiais e agentes

“A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) tem 5.176 processos em andamento contra policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários do Ceará. A média é de um procedimento para cada quatro agentes de segurança. São investigações de denúncias sobre o cometimento de crimes como extorsão, tortura, ameaça, abuso de autoridade e lesão corporal, entre outros.

Outros 1.823 procedimentos foram concluídos pela CGD, que iniciou suas atividades em junho de 2011. Até agora, somente 95 servidores foram punidos. Desses, 26 foram expulsos de suas corporações, 19 foram suspensos e outros 40 passaram por permanência disciplinar, uma pena privativa de liberdade que pode ser convertida em prestação de serviços, caso o servidor não registre antecedente disciplinar.

Os dados foram divulgados na manhã de ontem pelo titular da CGD, Servilho Paiva, durante seminário realizado pela Controladoria na Assembleia Legislativa – Anexo II. Na ocasião, o controlador considerou “alto” o volume de denúncias em apuração, atribuindo a elevada demanda à “herança” deixada pela antiga Corregedoria Geral dos Órgãos de Segurança Pública e Defesa Social. Para Servilho, a CGD já nasceu “afogada” em processos.

“Essa herança não deveria existir. Mas já que existe devemos tratá-la da melhor maneira possível, selecionando o que é mais importante. Muitas denúncias são irrisórias, de cidadãos que muitas vezes denunciaram o fato e depois sumiram, não tiveram mais interesse no caso”, minimizou Servilho. Ele destacou ainda que alguns processos podem ser referentes a condutas reincidentes por parte dos servidores, causando um volume maior de procedimentos instaurados.

Policiais civis e militares respondem pela maioria dos processos. Somando os em andamento e os concluídos (6.999), as categorias acumulam 94,6% das denúncias (6.628). O controlador-geral, porém, avaliou a situação como natural. “O efetivo da PM é bem maior que o da Civil e dos Bombeiros. O número é centena de vezes maior. Obviamente que o número de denúncias será maior. Até porque a PM está à frente das operações de combate ao crime”, disse. Opinião semelhante a do secretário-adjunto da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), coronel João Vasconcelos.

Segundo ele, questões pequenas levam à abertura de inquéritos, aumentando a demanda da CGD. “Ficamos até tranquilo por saber que as práticas delituosas que ocorrem no sistema de segurança pública estão sendo tratadas com transparência, por um órgão específico, que dá um tratamento adequado às situações”, destacou. Os dados divulgados pela CGD não especificam as infrações cometidas pelos policiais que foram punidos.”

(O POVO)

RC define prioridades de investimentos para 2013

“Construção de creches, início do programa de tempo integral nas escolas, reforma de postos de saúde, construção de Unidades de Pronto Atendimento (Upas) e de policlínicas. São esses os projetos que a equipe do prefeito eleito Roberto Claudio (PSB) vai priorizar na hora de adequar o Orçamento de Fortaleza para 2013 às promessas que RC fez durante a campanha. Ou seja, esses serão os pontos que merecerão mais atenção no primeiro ano da nova gestão.

As informações são do ex-secretário de Aloísio Carvalho, um dos integrantes da equipe de transição do prefeito eleito. “O que estamos fazendo para 2013 é adequar o Orçamento àquilo que o prefeito eleito propôs na campanha e esses são os projetos que ele vai querer começar a executar no primeiro ano”, afirma Aloísio. Ele, porém, preferiu não estabelecer prazo para o início de cada projeto. “Será no exercício de 2013”, resumiu.

Para viabilizar essas ações, os vereadores da base de apoio a RC vão apresentar, nos próximos dias, as ideias para o remanejamento de recursos no Orçamento de R$ 5,5 bilhões proposto pela atual gestão municipal. Desse valor, 22% podem ser realocados, isto é, tirados de uma área para outra, a fim de adaptar as verbas aos projetos da nova gestão. O Orçamento deve entrar em pauta amanhã e a expectativa é que seja aprovado, em votação final, até 15 de dezembro.

De acordo com o vereador Elpídio Nogueira (PSB), integrante da equipe que coordena o Projeto de Lei Orçamentária na Câmara, o percentual que pode ser remanejado foi considerado “razoável” por RC. “Esse percentual dá para contemplar as medidas que ele vê como prioridade”, afirmou. O vereador chegou a colocar o Bilhete Único entre as prioridades do prefeito eleito para o remanejamento (dizendo inclusive que isso havia sido tratado em recente conversa com RC), mas depois voltou atrás e disse que esse seria um projeto de aspecto mais administrativo e, por isso, não exigiria remanejamento de recursos no Orçamento.

Já no campo administrativo RC decidiu, segundo Elpídio, que todas as alterações mais profundas só serão apresentadas após o início da gestão. Entre elas está a criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública e a reforma administrativa nas Secretarias Executivas Regionais. Tais alterações, bem como eventuais fusões entre secretarias e coordenadorias, seriam propostas à Câmara em forma de mensagem, nos primeiros meses da nova gestão.”

(O POVO)

Festa para Maria Luiza reúne políticos, artistas, professores e representantes de movimentos sociais

119 2

A festa dos 70 anos da ex-prefeita e professora Maria Luiza reuniu na noite desta terça-feira, no bar Chico Anysio, no Benfica, os mais diversos segmentos. Políticos, artistas, professores, religiosos e representantes de movimentos sociais se emocionaram com um vídeo exibido em um telão sobre a trajetória da primeira mulher a ocupar a Prefeitura de Fortaleza.

Entre os presentes estiveram o bispo dom Edmilson da Cruz, o padre Haroldo Coelho, a jornalista Wania Dummar, os deputados estaduais Lula Morais, Eliane Gomes e Paulo Facó, o vereador Ronivaldo Maia, as gestoras municipais Fátima Mesquita e Íris Tavares e o ex-secretário municipal Roberto Gomes.

A prefeita Luizianne Lins (PT) esteve também na festa.

Ministério Público Estadual debaterá ações contra o desmonte com servidores municipais

Nesta quarta-feira, a partir das 14 horas, na sede da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP), do Ministério Público Estadual do Ceará, representantes de servidores de 146 municípios, que integram a base da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (FETAMCE), debaterão com o procurador de Justiça Maurício Carneiro o tema “Desmonte em Prefeituras Cearenses”.

Segundo Carneiro, titular da PROCAP, a audiência deve instruir lideranças desses servidores sobre como elaborar e encaminhar denúncias ao Ministério Público, para que eventuais processos contra administradores que estejam dilapidando o patrimônio público tramitem com maior rapidez. A PROCAP se disponibilizou a receber as denúncias e a incentivar os promotores das comarcas a tomarem as medidas cabíveis em casos flagrantes de desmonte.

“A nossa rede de sindicatos está à disposição da PROCAP para ajudar na coleta de provas da dilapidação do patrimônio público, onde o desmonte está começando nos recursos humanos das prefeituras, em que os servidores municipais são os primeiros prejudicados”, informa Enedina Soares, presidenta da FETAMCE. Até agora, a Federação recebeu cerca de 35 denúncias que comunicam irregularidades por diversas regiões cearenses. Neste momento, provas estão sendo coletadas e organizadas, além de existir a expectativa de mais denúncias serem apresentadas para o procurador durante a audiência.

PIB do Ceará – IPECE acerta previsão feita para 2010

Os resultados do PIB do Ceará divulgados na última sexta-feira pelo IBGE, confirmam as estimativas feitas pelo Grupo de Conjuntura do IPECE, por meio de estimativa do PIB Trimestral, publicadas em março de 2011. Naquela ocasião, foi projetado pelo Instituto um crescimento para a economia do Estado em torno de 7.9%.

O relatório de contas regionais do IBGE, que contempla os dados definitivos sobre a economia cearense, divulgado só agora, mostra que o PIB estadual alcançou, em 2010, o montante de R$ 77.865 milhões. Ou seja, um crescimento de 7,96% sobre o valor registrado em 2009, praticamente igual ao previsto.

“Esse resultado ratifica a previsão feita pelo IPECE e mostra também que a economia do Estado teve um desempenho superior ao da economia brasileira”, explica o titular do IPECE, Flávio Ataliba. Ele adianta que, nesta quarta-feira, o IPECE divulgará um documento com informações mais detalhadas.

 

ABC ganha liminar para continuar gerindo consignados do Estado. PGE promete recorrer

117 5

A Secretaria do Planejamento de Gestão do Estado divulga nota, em seu site, nesta terça-feira, para conhecimento dos servidores públicos estaduais. Diz respeito aos empréstimos consignados e sua peleja judicial com a ABC, administradora Brasileira de Crédito S/A. ;

NOTA

1) A empresa ABC – Administradora Brasileira de Cartões S/A obteve Liminar no bojo da Ação Popular, processo 0045816-43.2012.8.06.0001, deferida pelo Juiz de Direito da 1a Vara da Fazenda Pública – Fortaleza;
2) A Procuradoria Geral do Estado – PGE está determinada na suspensão dessa Liminar;
3) Em decorrência da Liminar, o Governo do Estado do Ceará, por intermédio da Secretaria do Planejamento e Gestão – SEPLAG, tornará sem efeito o Termo de Cooperação Técnica firmado, sem ônus para o Estado, visando o desenvolvimento da plataforma para o controle da margem consignável, a ser operada de modo direto pela SEPLAG.
4) Qualquer informação adicional será repassada no momento oportuno.

Vandalismo no “PV” provocou prejuízo superior a R$ 149 mil

77 2

“O valor do prejuízo pela depredação no estádio Presidente Vargas quando da partida entre Fortaleza e Oeste, realizado no dia 11 de novembro pela Série C, finalmente foi divulgado: R$ 148.042,83. O laudo foi gerado pela Prefeitura de Fortaleza e será encaminhado para a Procuradoria Geral do Município (PGM) que dará entrada na Justiça.

Os atos de vandalismo resultaram em 693 cadeiras danificadas, além de dois portões, duas portas, dois corrimãos, uma parede do banheiro masculino e oito lixeiras que também sofreram danos. O titular da Secretaria dos Esportes, da Cultura e do Lazer (Secel), Nildo Sobral, disse em entrevista ao Portal Esportes O POVO, que o Ministério Público entende que o Fortaleza, por ser mandante da partida, deve arcar com os prejuízos.

O laudo agora segue para a PGM, que dará entrada na Justiça e o Fortaleza terá trinta dias para sua defesa. Caso aceite pagar os danos, o clube tem o mesmo prazo para o pagamento da quantia. Do contrário, a Procuradoria abrirá um processo para que o Fortaleza pague pelos danos.

Por sua vez, Jorge Mota, diretor de futebol do Fortaleza, disse, em entrevista ao O POVO, que o Tricolor não pode ser responsabilizado pela ação dos baderneiros.”

(POVO Online – Canal Esporte)

Deu bolo na Procuradoria Geral do Município

215 1

Nesta terça-feira, uma outra personalidade política está mudando de idade. Além da querida Maria Luiza Fontenele, ex-prefeita de Fortaleza, ganhou bolo com velinhas dos servidores da Procuradoria Geral do Município o titular do órgão, Martônio Mont’Alverne.

Sinal de que ali deixou amigos e admiradores, pois vivendo suas últimas semanas como procurador-geral.

Ganha um brigadeiro quem adivinhar quantos anos este jurista sobralense está completando.

Reitor do IFCE fala do legado que deixará para sucessor

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7ITKmx2RCZc&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=7&feature=plcp[/youtube]

Nesta quarta-feira, haverá eleição para escolha do novo reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Cinco candidatos estão na disputa, que terá votação em urnas eletrônicas cedidas pelo TRE.

O eleito substituirá a partir de janeiro o atual reitor, Cláudio Ricardo, que, em entrevista par o Blog, adianta qual legado deixará par o seu sucessor.

Câmara Municipal debaterá violência no entorno das escolas

51 1

Por iniciativa do vereador João Alfredo (PSOL), a Câmara Municipal vai promover audiência pública nesta quarta-feira, às 14:30 min, para debater a “crescente violência no entorno e no interior das escolas de Fortaleza”. Segundo o parlamentar, o tema, que constantemente vem sendo tratado pela imprensa, revela “um clima de tensão que aflige a comunidade escolar em geral, prejudicando o pleno andamento das aulas e refletindo na qualidade do trabalho desenvolvido, em função da situação de risco”.

Para essa audiência pública, foram convidadas autoridades das áreas de educação e segurança pública, profissionais de educação, sindicatos, entidades e representantes da população.

 

UFC – Campus de Sobral terá extensão em Itapajé

“A Universidade Federal do Ceará está tomando providências para viabilizar uma extensão do Campus de Sobral na cidade de Itapajé direcionado para a formação de professores da Educação Básica. O reitor Jesualdo Farias e o pró-reitor de Graduação, Custódio Almeida, conversaram sobre o assunto com o deputado federal Danilo Forte (PMDB) e trataram dos detalhes do projeto que recebe apoio da bancada federal cearense no Congresso Nacional.

Em Itapajé, já existe um imóvel que abrigará os cursos, faltando os trâmites burocráticos para que a Universidade possa ali se instalar, depois de feitas as reformas necessárias, a serem apontadas pela equipe da Coordenadoria de Obras e Projetos da UFC, que visitará o local no início de dezembro. Para garantir recursos de custeio e para o corpo docente e técnico-administrativo, o deputado Danilo Forte está apoiando a Universidade nos encaminhamentos necessários junto ao Ministério da Educação.

Ao se voltar para o Ensino Fundamental e Médio, a extensão do Campus de Sobral se concentrará em pelo menos 12 disciplinas, dentre elas Física, Química, Matemática, História, Geografia, Biologia e Filosofia. “O funcionamento dos cursos só se iniciará quando toda a infraestrutura estiver montada e apta a receber alunos”, ressalta o Prof. Jesualdo Farias. “A previsão é de que, dentro de um ano e meio, possa estar efetivado”, complementou. A princípio funcionará em três turnos, ofertando 300 vagas. Haverá dois tipos de alunos: os de segunda licenciatura e os que ingressarão por meio do ENEM-SiSU.”

(Site da UFC)

Pré-Sal – Parlamentar apregoa mobilização regional por rateio justo dos royalties

52 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=lGuwg0LhUYM&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=3&feature=plcp[/youtube]

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) aproveitou a reunião da bancada federal cearense, nesta manhã de terça-feira, em Brasília, para fazer uma convocação: quer todos promovendo manifestações, com apoio de Assembleias Legislativas, entidades empresariais e outras entidades da sociedade civil em defesa de um rateio justo dos recursos do royalties do pré-sal.

Gomes de Matos chegou a adiantar para o Blog essa sua preocupação. Ele diz que Rio, São Paulo e Espírito Santo iniciaram esse trabalho de pressão, no que exige ofensiva principalmente de estados das regiões pobres como o Nordeste.

Feliz, Aniversário, Maria Luiza!!

A ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenele, comemora nesta terça-feira, a partir das 19h30min, seus 70 anos de vida. Haverá festa no antigo Teatro e Bar Chico Anísio, no bairro Benfica.

Para não perder o costume, o Movimento Crítica Radical estará vendendo cautelas de um anel de brilhantes ganho por Maria quando fez seus 15 aninhos. A renda é para ajudar nas despesas e, também, para custear as próximas lutas desse grupo que combate o Capitalismo e apregoa a emancipação humana.

* Leia mais sobre Maria Luiza aqui.

SRT/CE já está prontinha para fiscalizar pagamento do 13º salário

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=W41i2v0ZD2k&feature=plcp[/youtube]

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego já está com equipe prontinha para iniciar a fiscalização do pagamento do 13º salário dos trabalhadores. Quem informa é o titular do órgão, Júlio Brizzi.

Ele, inclusive, adianta novidades sobre agências da SRT no Interior.

DETALHE – A multa para a empesa que não pagar o 13ª salário é de R$ 170,25 por trabalhador.

Mercado de seguros no Ceará vai fechar o ano em alta

O setor de venda de seguros do Ceará vai fechar o ano com crescimento entre 15% e 17%. Segundo o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado, Manuel Nésio, turbinado principalmente pelo seguro de veículos.

Também estão em alta os seguros na área da previdência e o seguro de vida.Também vem ampliando mercados, de acordo com Nésio, outra modalidade: o seguro residencial, que protege o imóvel em caso de sinistros por exemplo.

Fortaleza registra média de 4,39 homicídios por dia

82 1

Com o título “”Fortaleza afogada em homicídios por decorrência das drogas”, eis o editorial do O POVO desta terça-feira. A média é de 4,39 assassinatos por dia. No meio disso tudo, droga. Em especial, o crack. Confira:

Fortaleza registrou 1.340 assassinatos, de janeiro a outubro deste ano, o que dá em média 4,39, por dia (só a Barra do Ceará registrou 63 mortes nesse período). A estatística supera a de São Paulo que apresentou até 31 de outubro 1.135 assassinatos, segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSPSP).

Os números revelam uma realidade espantosa, cuja gravidade fala por si só. Isso ficou demonstrado com o levantamento feito pelo O POVO, a partir dos dados disponibilizados na Internet pela SSPSP e pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). Aliás, segundo o pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC), Ricardo Moura, os dados confirmam que o mapeamento feito pelo O POVO é similar a uma cartografia da UFC de meses atrás. Ou seja, o diagnóstico já era conhecido, mas faltaram políticas efetivas para enfrentar o problema.

Evidentemente, a questão é complexa e não dá para ser resolvida apenas com a atuação da Polícia, embora esta pudesse ser mais eficiente na contenção. Se estivessem certos de que a punição viria, os bandidos pensariam duas vezes, antes de agir. Pois, a verdade é que a maioria dos homicídios decorre da ação do tráfico de drogas. As vítimas geralmente são assassinadas em decorrência de dívidas ou por disputa de território entre gangues.

O problema agravou-se com a chegada do crack, uma droga virulenta que está levando à ruína pessoas dos mais diversos segmentos sociais. Devido ao seu baixo custo, é acessível ao bolso dos mais pobres, que terminam caindo num ciclo infernal, pois não têm como bancar o consumo, ficam nas mãos dos traficantes e terminam sendo mortos por não poderem quitar as dívidas.

O governo federal tem anunciado projetos voltados para o atendimento aos dependentes do crack. Há problemas de toda ordem, inclusive legal, para torná-los uma realidade. Mas, não há alternativa: ou se enfrenta essa questão, ou a sociedade inteira vai pagar cada vez mais por isso. No Ceará, a participação do Estado e dos municípios nessa equação é essencial, sem esquecer a ação da sociedade civil. Todos estão, quer queiram ou não, envolvidos nessa tragédia.