Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Defesa Civil promete mais 6 mil carros-pipa, mas quer Prefeituras se organizando

“O secretário nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, disse hoje (16) que a quantidade de carros-pipa destinados a combater a estiagem no Nordeste brasileiro pode passar dos atuais 4,9 mil para até 6 mil, mas pondera que é preciso organização das prefeituras no momento de relatar a necessidade de ajuda. “O que a gente precisa é ter demanda. Às vezes, a informação que é repassada não confere com a realidade. Há falta de oferta de água? Não. O que, na verdade, precisa existir é uma demanda segura, para que a gente possa saber onde é que está precisando levar essa água”, explicou.

Viana ressaltou que o detalhamento das necessidades pelos gestores é importante para garantir a efetividade das demais ações implementadas pela pasta na região, como a oferta de milho para ração animal por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a implantação de cisternas.

De acordo com o secretário, a presidenta Dilma Rousseff não definiu um período específico para que o pacote de combate à estiagem seja implantado.”

(Agência Brasil)

Anel Viário do Cariri – Cid e Raimundão assinarão ordem de serviço da primeira etapa

O governador Cid Gomes (PSB) vai estar na próxima sexta-feira em Juazeiro do Norte (Região do Cariri) onde, ao lado do prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (PMDB), assinará a ordem de serviços da primeira etapa do Anel Viário (Avenida do Contorno como está sendo chamada) do município. O ato ocorrerá as 9 horas.

A obra, que promete desafogar o trânsito no município, terá uma extensão de 8,5 quilômetros, correspondendo a um investimento da ordem de R$ 11 milhões. O Anel Viário começará na CE-060, rodovia estadual que liga os municípios de Juazeiro e Caririaçu, passará pela conhecida estrada de Damião dos Coqueiros, Avenida Zé de Melo e ganhará as margens do Rio Salgadinho na direção da Avenida Paulo Maia.

São duas pistas com um canteiro central, passeios, drenagem e iluminação, além da sinalização representando importante via de escoamento e opção de tráfego, principalmente nas grandes romarias. De acordo com o secretário das Cidades de Juazeiro do Norte, Valdo Figueiredo Lima, as desapropriações terão a contrapartida do município com levantamentos e contatos concluídos junto aos 80 proprietários das áreas com poucas moradias.

 

Governo, Prefeitura e TJ darão "Papel da casa" para mutuários da antiga Cohab

eduardosdiogo

“A Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza e Tribunal de Justiça, decidiu resolver a situação dos mutuários da Companhia de Habitação do Ceará (Cohab), hoje um departamento da Seplag em processo de liquidação. Vai liberar o chamado “Papel da Casa” para 47.344 famílias.

São 25 mil 037 que compraram o imóvel pelo Sistema Financeiro da Habitação e o restante beneficiado via programa de mutirão. Várias reuniões acontecem nesse sentido. A ordem é resolver pendências relacionadas a IPTU com a Prefeitura e facilitar o processo com os cartórios.

As escrituras serão bancadas pelo Estado, adianta o titular da Seplag, Eduardo Diogo. No dia 20, haverá uma nova reunião para fechar procedimentos e datas para entrega do papel da casa.”

(Coluna Vertical, do POVO)

Ronda do Quarteirão de Sobral com viaturas precisando de manutenção

rondasucata

A política de investimentos na área da segurança pública, que incluiu a compra de carros Toyota Hilux (SW4) para o Programa Ronda do Quarteirão, anda falhando em Sobral (Zona Norte). Há viaturas, como esta divulgada pelo Blog Sobral de Prima, precisando de manutenção.

Com um quadro de homens treinados para as operações, o policiamento cidadão acaba comprometido no que diz respeito ao quesito viaturas. Bom lembrar que Sobral é a maior cidade da Zona Norte. Por sinal, a terra do governador Cid Gomes.

Por questão de segurança, nunca nomeie quem você não pode demitir

168 5

Da Coluna Política, do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta terça-feira, o tópico intitulado “A autoridade não foi restituída” e que tem a ver com o momento de impasse na área da segurança pública do Estado. Confira:

A greve que deixou a segurança pública em colapso na virada de 2011 para 2012 teve entre as razões fundamentais a crise da autoridade e da hierarquia no comando da Polícia. O movimento ocorreu completamente à margem da lei e das normas da estrutura militar. Quem diz isso não sou eu, mas o líder do movimento, o hoje vereador capitão Wagner (PR), ainda em janeiro de 2012: “A gente tem consciência de que o movimento foi totalmente ilegal, mas foi o mecanismo encontrado pelo trabalhador para alcançar seus objetivos”. Claro que isso está errado e o resultado da insubordinação criou condições palpáveis para uma tragédia. Houve motim, aquartelamento, manifestação com armas em punho. Sucessão de absurdos. No entanto, para que não se repita, há de se compreender as razões para que isso tenha se dado. Nos fundamentos da questão reside a dissolução da autoridade do comando sobre a tropa. Passado quase um ano e meio, esse cenário de falência da hierarquia não está solucionado, longe disso. A imagem do governador na rua discutindo com manifestantes é sintoma da desmoralização da cúpula da Segurança Pública, que expõe o chefe do Poder Executivo a exposição completamente inadequada. O governador até ameaçou dar voz de prisão ao vereador. Situação que o capitão deve até ter torcido para que ocorresse, pois o transformaria em vítima, quase mártir.

Ver Cid cercado pelo protesto das mulheres de policiais remete inevitavelmente à manifestação ocorrida em dezembro de 2012, durante visita realizada por ele e por deputados estaduais à obra do metrô. O episódio não foi levado a sério como merecia e, semanas depois, houve a fatídica greve. Agora, o cenário está claro: Wagner já fez ameaça de nova paralisação. Se a situação não for contornada, a Polícia vai parar em plena Copa das Confederações.

Para chegar à raiz da questão, há de se restituir a autoridade do comando sobre a tropa. Mas esse é trabalho de longo prazo. Se não foi feito em um ano e quatro meses, não o será em um mês. Agora, o caminho é do diálogo. E rápido.

 

Caravana da Aprece viaja para pressionar em Brasília por ações contra a seca

126 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=tWjPqabLMpc[/youtube]

A partir das 10 horas, prefeitos do Nordeste vão realizar ato político com objetivo de pressionar o governo federal. A ordem é agilizar os processos do chamado PAC Seca. Adriana Pinheiro, presidente da Associação dos Prefeitos e Prefeituras do Ceará (Aprece), embarcou nesta madrugada de terça-feira para essa mobilização em Brasília.

Com ela, seguiu o vice-presidente da Aprece, Expedito Nascimento, que culpa a burocracia. São 18 cidades em situação de emergência no Estado por causa da seca.

* No O POVO desta terça-feira, leia também sobre seca aqui.

José Pimentel apresentará parecer sobre Plano Nacional de Educação nesta 3ª feira

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

O senador José Pimentel (PT) apresentará seu parecer sobre o Plano Nacional de Educação (PLC 103/12) nesta terça-feira, na Comissão de Assuntos Econômicos. O texto vincula à educação todos os royalties do petróleo dos novos contratos, celebrados a partir de 3 de dezembro do ano passado. Essa será a principal fonte para bancar a ampliação gradual dos investimentos em educação, que devem chegar a 10% do Produto Interno Bruto no décimo ano, conforme a meta nº 20 do plano.

“O financiamento da educação é a meta basilar, a espinha dorsal do plano. É também o objetivo por excelência do exame pela Comissão de Assuntos Econômicos”, diz Pimentel, relator da matéria. O projeto ainda será analisado pelas comissões de Constituição e Justiça e de Educação, antes de seguir ao Plenário do Senado.

Ao apontar os royalties como fonte adicional de recursos para a educação, Pimentel baseou-se, em parte, no novo projeto apresentado pela presidenta Dilma Rousseff, que começa a tramitar na Câmara dos Deputados (PL 5.500/13). A proposta reserva à educação os royalties dos novos contratos de concessão e de partilha referentes à extração de petróleo no mar. Já o substitutivo de José Pimentel inclui todos os royalties dos novos contratos, independentemente do local da extração do petróleo.

Além disso, a proposta considera investimento público em educação não apenas o dinheiro aplicado nas escolas e universidades públicas, mas também os recursos investidos mediante convênios para garantir a ampliação de vagas gratuitas, a exemplo do Prouni (Meta 12). O investimento público em educação também permite a continuidade de programas como o Ciência sem Fronteiras, o Pronatec, o Fies e os convênios existentes com escolas que prestam atendimento especializado a estudantes com deficiência. Já o dinheiro usado no pagamento de aposentados não vai entrar no cálculo dos 10% do PIB que deverão ser aplicados na educação, como deixa claro o texto do relator.

Ex-secretário do Turismo do Ceará teme efeitos da insegurança para imagem do turismo

438 1

allanaguiar

Com o título “Turismo: risco real e imediato”, o ex-secretário do Turismo do Ceará, Allan Aguiar, aborda neste artigo a questão da insegurança atualmente registrada em Fortaleza. Ele avalia os efeitos econômicos que poderão advir, caso se consolide a imagem de Fortaleza como cidade insegura. Confira:

São graves os efeitos econômicos que poderão advir caso se consolide a imagem de Fortaleza como cidade insegura, onde a violência saiu dos padrões de razoabilidade. Na hierarquia das prioridades de quem viaja, a segurança do Destino Turístico ocupa a primeira colocação e mostra-se como principal variável na equação decisória do Turista. Óbvio, ninguém quer expor-se, muito menos sua família, a riscos do gênero.

São muitos os exemplos, no Brasil e no mundo, de Destinos turísticos que passaram pela degradação de suas imagens e levaram anos contabilizando prejuízos representados pela queda do fluxo turístico e, consequentemente, da receita e da renda turística.

No Nordeste do Brasil temos o exemplo de Recife que chegou a perder quase que a totalidade do fluxo de lazer e entretenimento e, por conseguinte, dos investimentos privados voltados pare esse perfil de consumidor, por ser considerada uma cidade arriscada demais para passear. No ranking nacional, Recife figurava como a cidade de maiores índices de violência por cem mil habitantes, rivalizando com Maceió, Aracaju, Salvador, Rio e São Paulo. A grande imprensa nacional reverberava essa fragilidade, consolidando na cabeça do brasileiro o risco de optar pela capital pernambucana.

Hoje, assistimos nossa Fortaleza ocupar a linha de frente das variadas pesquisas que comparam o quadro de violência urbana das principais cidades do Brasil. Estamos sempre perto do topo, quando não nele, dos indicadores de violência. Os esforços promocionais do marketing turístico do Estado, que tem na Capital seu destino mais requisitado pelos consumidores de viagens, estão em risco diante da mais desconcertante má fama que um Destino pode ter: Insegurança.

Ninguém topa ir conhecer a faixa de gaza, a Síria ou o Iraque, inobstante serem regiões muito bonitas. Existe uma correlação quase perfeita de inversa proporcionalidade entre as linhas do gráfico de violência e de fluxo turístico de lazer.

Nesse ponto, alguns veículos de comunicação poderiam tratar o tema com menos estardalhaço, procurando não pautar a grande imprensa dos mercados emissores de Turistas, assemelhando-se a prática de muitos destinos americanos e europeus que procuram atenuar os efeitos midiáticos das ocorrências policiais acontecidas em seus domínios, que não são poucas. Nesses Destinos, existe uma consciência bem difundida dos efeitos nefastos dessa má fama.

As pesquisas que o setor realiza, regularmente, junto aqueles brasileiros que compram o Destino Fortaleza não captam a insegurança pública como fator crítico de sucesso, ainda. Inobstante os indicadores do Ministério da Justiça apontarem que violência em Fortaleza já tomou contornos de epidemia, a sensação de segurança nos principais corredores turísticos é garantida pelas Hilux e os Troller’s da PM e do seu Batalhão PMTUR, que, registre-se, foi uma criação elogiável do Governo do Estado.

Aos gestores públicos e ao trade turístico, restam reflexão e ação planejada no sentido de não permitir a degeneração da nossa imagem de ambiente de alegria, cultura e muito sol e mar, vantagens comparativas vitais para a atividade, para a de assaltos, latrocínios, furtos, roubos e etc. São milhares de postos de trabalho em jogo, em uma cidade que tem no Turismo (serviços) sua monocultura.

*Allan Aguiar,

Ex-secretário do Turismo do Ceará, foi também presidente da Fundação de Turismo Integrado do Nordeste (CTI – Nordeste).

Pai de estudante é morto dentro de escola em Horizonte

O pai de uma aluna foi morto com 11 tiros no início da tarde desta segunda-feira (13), em uma escola no centro do município de Horizonte, a 40 km de Fortaleza. As aulas no local foram canceladas.

De acordo com o inspetor Epitácio, da delegacia da cidade, a vítima Carlos Anderson da Silva, 22 anos, saía da escola após ter deixado a filha na sala de aula. Ele foi surpreendido por três homens que chegaram em um carro importado. A vítima respondia por processo por porte ilegal de arma, segundo inquérito na Delegacia Municipal de Horizonte.

(O POVO Online)

PSTU do Ceará convoca para protesto contra leilão para exploração de petróleo

Com o título “Está em curso a maior privatização da história”, eis nota do PSTU do Ceará convocando para atos de protestos, nesta terça e quarta-feira, contra a 11° rodada de leilões do petróleo brasileiro. Na terça-feira, a partir das 8 horas, em frente a sede da Petrobras, no Porto do Mucuripe. Eis a nota:

Nos dias 14 e 15 de maio, ocorrerá a 11ª Rodada de Licitações para Exploração de Petróleo da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Ao todo, serão leiloados para a iniciativa privada 289 blocos de 11 bacias sedimentares, em uma área cuja extensão chega a 155.800 quilômetros quadrados.

“Este leilão, que é o sexto durante os governos do PT, deverá entregar cerca de 30 bilhões de barris de petróleo ao capital privado, principalmente às grandes multinacionais do setor. Está em curso a maior privatização da história do nosso país”, denuncia Gonzaga, da direção municipal do PSTU.

A nova rodada de leilão deve contar com a participação de 64 empresas e envolve cerca de 170 blocos de bacias sedimentares que ainda não passaram por avaliação sobre o impacto ambiental na exploração do petróleo.

Segundo Gonzaga, a privatização do petróleo brasileiro não tem sido feita apenas através dos leilões. “A própria Petrobrás já não é exclusivamente estatal e a política de desmonte desta que é uma das maiores empresas do país segue sendo aplicada pelo governo do PT. O objetivo é criar as condições para privatizá-la de vez, como foi feito com a Vale do Rio Doce no governo do PSDB”, afirma o operário.

“É lamentável que os governos de Lula e Dilma tenham seguido a mesma política de privatização do governo de FHC. Tem sido assim com o petróleo, os aeroportos, serviços de Correio, rodovias, hidrelétricas e até mesmo hospitais universitários”, complementa.

Em todo país, mobilizações serão organizadas pelos movimentos sociais contra os leilões de petróleo e em defesa de uma Petrobrás 100% estatal. A Frente Nacional dos Petroleiros (FNP) e a CSP Conlutas (Central Sindical e Popular) estão à frente destas manifestações. Em Fortaleza, trabalhadoras e trabalhadores de diversas categorias filiadas à central organizam manifestação terça-feira, 14, às 8 horas, em frente à Petrobras, no Mucuripe.

PSTU do Ceará.

PT estadual fará reunião nesta 3ª feira para discutir fortalecimento no Interior

A Executiva Estadual do PT fará reunião nesta terça-feira. Segundo a assessoria de imprensa da legenda, o objetivo é discutir as próximas edições das caravanas que visitarão o Interior. Essas caravanas  levam a mensagem do PT de buscar o fortalecimento com vistas ao pleito de 2014.

A reunião, a ser comandada pela dirigente estadual e ex-prefeito de Fortaleza, Luizianne Lins, está marcada para as 16 horas, na sede do PT Ceará, que fica na Avenida da Universidade, 2189 (Benfica).

MP quer Câmara Municipal discutindo sobre a atividade do "flanelinha"

O Ministério Público do Estado, através do promotor de justiça José Raimundo Pinheiro de Freitas, fez recomendações à Câmara Municipal de Fortaleza, à Superintendência Regional do Trabalho e à Prefeitura Municipal de Fortaleza sobre o exercício da profissão de guardador e lavador de carro, também chamado de “flanelinha”.

Com base na Lei nº 6.242, de 23 de setembro de 1975, e regulamentada pelo Decreto nº 79.797, de 8 de junho de 1977, o MP recomenda que a SRT dê cumprimento ao registro e à fiscalização no exercício da profissão de “flanelinha”, podendo, se for o caso, celebrar convênios com órgãos da Administração Pública Federal, Estadual ou Municipal.

O MP solicitou à Prefeitura, com base na Lei e no Decreto já mencionados, que seja dado cumprimento ao registro, à fiscalização e à designação de áreas públicas para o exercício da referida profissão.

Por não existir legislação municipal acerca das atividades desenvolvidas pelos “flanelinhas”, o MP recomendou à Câmara Municipal de Fortaleza que promova discussão, através de audiência pública, sobre o tema.

(Com MP-CE)

Prefeito garante continuar visitando postos de saúde e investindo na melhoria da saúde

214 4

Sobre queixa de Tadashi Enomoto, coordenador do Movimento Amigos da Beira Mar de que o prefeito Roberto Cláudio teria deixado de visitar os postos de saúde, como vinha fazendo no início da gestão, a assessoria de imprensa do Paço Municipal esclarece:

Caro Eliomar de Lima,

O prefeito Roberto Cláudio continua visitando os postos de saúde. O que não está sendo feito é a divulgação. Justamente por consequência dessas visitas, ele determinou a reforma e ampliação de 75 posto de saúde de um total de 92, com investimentos também na melhoria de equipamentos para a clientela e, também, para dar melhores condições de trabalho ao corpo funcional como instalação de ar-condicionado e outras ações dentro de dar qualidade.

No momento, esse trabalho prioriza os postos das regionais V e VI, que atendem a população mais carente de Fortaleza. Há investimentos também para que não falte remédios nem problemas na grade funcional. Um total de 107 médicos reforçarão ainda o Programa Saúde da Família.

* Assessoria de Imprensa do Paço Municipal.

Moradores do Parque Araxá reclamam de um buraco com DNA incerto

215 2
buracolandid
Do leitor Felipe Pinheiro de Abreu, recebemos a seguinte nota, em tom de reclamação:
Caro jornalista Eliomar de Lima,

Peço por favor que  nos ajude, reforçando a denúncia dos moradores do bairro Parque Araxá, devido a ausência do poder público em sanar o problema que esse buraco vem causando aos que trafegam no local. Já foram feitas solicitações de reparo na SER III e Cagece, inclusive os prazos já espiraram, mas nada foi consertado.
A Regional diz que o caso é com a Cagece. Contudo, o órgão também nada procedeu até o momento. Acredita-se que a obra da CAGECE, próxima ao buraco, tenha afetado a estrutura do asfalto. De qualquer modo, a nós (moradores) queremos que esse problema seja resolvido. Ainda mais, agora, que tanto nosso prefeito quanto o governador pertencem ao mesmo grupo político.
* O buraco fica na rua Dom Manuel de Medeiros com rua Otávio Justa (foto é do começo de maio e o buraco já está bem maior).

Cid quer celeridade nas obras do VLT da Copa

O governador Cid Gomes (PSB) reuniu, nesta manhã de segunda-feira, no Palácio do Planalto, a área técnica responsável pela obra de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que ligará Parangaba ao Mucuripe.

A obra é para Copa de 2014 e está atrasada.

Cid fez avaliações dos trabalhos com o grupo e voltou a cobrar celeridade. Mas o problema reside nas desapropriações.

Museu da UFC lança nova exposição

“O Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC) lançará, nesta terça-feira, a partir das 18 horas, a exposição “Exercício da pintura a óleo”, do artista plástico cearense Francisco Wagner. O coquetel de abertura terá set-list do DJ Daniel de Paula, apresentação de curta-metragem produzido pelo coletivo de comunicação digital 1Bando Comunicação e fotografia de Nely Rosa.

A exposição fica aberta até 28 de junho e oferece ao público “alusões geométricas, florais e expressões que transmitem um misto de brasilidade e de universos particulares”, conforme descreve um dos integrantes da Associação Brasileira dos Críticos de Arte, Eduardo Evangelista. “São trabalhos de pura arte, onde o labor artesanal se funde com o do fazer artístico puro, resultando em trabalhos que comovem pela singeleza dos detalhes, pela riqueza inventiva e pela singularidade daí resultante”, diz o crítico.

A produção cultural da exposição é do artista plástico Francisco Wagner, natural de Pacoti, e a curadoria é de Henrique Medeiros Barroso. A produção executiva é de Higino Farias. O MAUC está aberto a visitações de segunda a sexta-feira.

(Site da UFC)

Leitora reclama do HGF

556 6

Da leitora Gorete Ramos, recebemos nota com queixas sobre o Hospital Geral de Fortaleza. Confira:

Prezadíssimo Eliomar de Lima,

Venho, através deste Blog e de sua pessoa, confiando na representatividade e serviço relevantíssimo de utilidade pública que vocês nos prestam, externar toda o meu descontentamento referente à situação sanitária dos banheiros de pacientes e acompanhantes internados no Hospital Geral de Fortaleza, particularmente, o banheiro da Enfermaria 205, 2º andar, na qual minha irmã A.M.M.F, paciente acometida por um AVC Hemorrágico, encontra-se internada desde o último dia 26 de abril, quando para lá foi transferida da U.T.I daquele nosocômio público.
Já no dia 29 de abril, verificando as condições precárias de higienização do banheiro da enfermaria, enviei RECLAMAÇÃO via e-mail à Ouvidoria do HGF, solicitando ações no sentido de ser providenciada a referida tampa do vaso sanitário. Até a data de domingo, 12 de maio, no horário de visitas, costumeiramente das 16 às 17 horas, a situação de ausência da tampa do vaso sanitário continua sem providências… Será que ainda irão “licitá-la”?
É importante ressaltar que existem regras rígidas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) sobre banheiros de hospitais (sejam públicos ou particulares) e tenho certeza de que a presença de uma TAMPA no vaso sanitário é obrigatória, além de lixeiras com tampa, evidentemente.
Envio-lhe, abaixo, duas fotos, uma delas(FOTO 1) onde se vê claramente a ausência da tampa do vaso sanitário, bem como, a barra de apoio do paciente(em metal) acima do vaso sanitário SEM TAMPA, servindo-se de “porta comadre(ou aparadeira)” dos pacientes daquela enfermaria.
hggg
Sanitário sem tampa e com lixo exposto.
A foto 2 mostra o local onde é realizado o asseio ou banho dos pacientes(ou seus acompanhantes) com uma cadeira de plástico e, próximo a esta, um cesto SEM TAMPA, onde são colocadas as roupas de cama usadas pelos pacientes. Ela não merecia uma TAMPA?
HGF Banheiro pacientes2 (2)
Banho com cadeira de plástico e lixo exposto.
Eliomar de Lima, estou quase “sucumbindo” à realidade do SUS nesse Estado, onde eu relutei o quanto pude (hoje, minha irmã completa 52 dias internação) à idéia de que o SUS realmente é uma precariedade. Um sistema  de saúde pública ineficiente na prática e, um dos “melhores do mundo” no papel das leis de “faz-de-conta” desse país!
Minha irmã foi alocada numa Enfermaria inadequada ao perfil neurológico dela(Enfermaria de Pacientes Gástricos), e piora a cada dia…Disseram que era por conta da “demanda” de pacientes no hospital e não havia “vaga” na Unidade de Cuidados Especiais, para onde ela deveria ter sido transferida!
Registre-se ,ainda, o desconforto térmico da referida enfermaria, onde os pacientes passam “agradáveis horas de calor” e, quando podem, levam seu “kit ventilador” para amenizá-lo. Imagine o que eles passam nesses dias comprovadamente “quentes” dada a alta temperatura dos últimos dias! Ai…quem dera termos por lá, aquele “potentíssimo sistema de ar condicionado” do Centro de Feiras e Eventos que todos nós, contribuintes, custeamos! Acho que aqueles pacientes também mereciam esse “bálsamo”! Ou… será que paciente do SUS não tem esse direito, hein?
Eu já fiz de tudo Eliomar, “bradei aos quatro ventos”, aqui e alhures (você é um dos que me tem ouvido e publicado minhas indignações, vide links http://portaleliomar.opovo.com.br/hgf-referencia-no-tratamento-de-acidente-vascular-cerebral-encontra-se-sem-neurocirurgiao/ e http://portaleliomar.opovo.com.br/cid-vai-comandar-reuniao-do-psb-na-assembleia-legislativa/) publiquei uma Carta ao Governador Cid Gomes em meu perfil no Facebook mas, infelizmente, estou sendo “convencida” da ineficácia desse Sistema de Saúde Pública, onde as “fachadas” são belas, as inaugurações são “festeiras”, porém, a dura realidade dos pacientes internados nos hospitais públicos do Estado é um “drama à parte”…
* Atenciosamente,
Gorete Ramos.

Senhor prefeito, invista em Praças Conectadas!

215 3

O professor universitário Ivan Oliveira manda para o Blog mais um artigo abordando internet e, principalmente, o que seja uma “Pra\ç Digital”. Confira:

Em Fortaleza, temos Pontos de Acesso à Internet (PAI) ou Praças Digitais?

Na última sexta-feira, dia 10, a Secretaria de Serviços da Prefeitura de São Paulo realizou uma audiência pública sobre o projeto Praças Digitais. O que é uma Praça Digital?

Uma Praça Digital disponibiliza acesso livre e gratuito à Internet para toda a população indistintamente, permitindo conexão a uma distância em torno de 300 metros de um rádio provedor de acesso (Hotspot). Então, a prefeitura de São Paulo saiu na frente para universalizar o acesso à internet através das praças públicas?

Não, aqui em Fortaleza a idealização deste projeto de liberação de acesso à internet pelas praças e outros pontos de presenças do poder publico municipal (e.g. terminais, escolas, postos, etc.) já foi sistematizada e até experimentada em algumas praças do centro da cidade, em caráter de teste, através de um projeto piloto realizado em 2012.

O projeto piloto teve o objetivo de testar as tecnologias disponíveis no mercado, avaliar o interesse do cidadão em acessar à internet nestes espaços abertos, acompanhar o desempenho da integração com as demais tecnologias, prospectar as condições de uso da infraestrutura (TERMO E CONDIÇÕES DE USO DA INTERNET) e mostrar uma das saídas razoáveis pelos governos municipal e estadual para construção de uma rede wimesh em algumas áreas da cidade.

As redes Mesh são definidas como redes configuradas em malha sem fio auto-configuráveis que interconectam um conjunto de nós fixos capazes de rotear pacotes entre si. Geralmente, os nós e roteadores de redes WiMesh utilizam a tecnologia 802.11 em modo Ad-hoc, em que os nós de acesso se comunicam sem a necessidade de um AP central controlando toda a comunicação, criando assim uma malha de dados sem fio com custo de implantação reduzido devido à não necessidade de prévia implantação de uma infraestrutura.

A grande vantagem do WiMesh é a possibilidade de comunicação mútua entre todos os pontos de transmissão e acesso, sem a necessidade de direcionar o tráfego de dados para uma torre central. A experiência com as praças do centro da cidade contou com uma infraestrutura de comunicação integrada à GigaFOR – Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa da Região Metropolitana de Fortaleza.

Um detalhe importante é a integração desta rede sem fio com as câmeras de segurança implantadas pela SECRETARIA DE SEGURANÇA CIDADÃ em todas as praças contempladas pelo piloto. Agora, cabe o atual gestor abraçar o projeto, aprimorar a experiência (superando os problemas tecnológicos e operacionais) e expandir estes Pontos de Acesso à Internet (PAI) para o resto da cidade através das demais praças, dos terminais de ônibus, dos mercados/feiras públicas, dos postos de saúde, e dos outros quase mil pontos de presenças da prefeitura.

Na época, eu e minha equipe tivemos o prazer de propor/idealizar o projeto e conduzir o processo de testes do piloto. Apesar de ficar por trás das cortinas e sem incentivos financeiros para o projeto funcionar plenamente, concluímos que o cidadão usa este recurso em abundância e o acesso à internet provoca uma reocupação e conservação dos espaços urbanos, a citar, a praça do passeio público que hoje é uma referência e um dos atrativos, além de toda a beleza natural, é o acesso à internet.

Senhor Prefeito, conheça o projeto Praças Conectadas, experimentada pela gestão anterior, aprimore-o e amplie-o para os espaços urbanos sob os cuidados da prefeitura. Inclusive, contando com o apoio do setor privado para apadrinhar as praças, implantar os PAI’s e usar os recursos da contrapartida da TELEBRAS devido à cessão de terreno na praia do futura para montar seu polo de tecnologia, ancorar seus os cabos submarinos e construir um centro de dados (datacenter).

A responsabilidade de acesso é do próprio cidadão! Cabe à prefeitura permitir acesso aos sites confiáveis e filtrar os de natureza duvidosa, mas, a liberdade deve ser a palavra de ordem. Como citado acima, uma das alternativas de recursos para implantação do projeto (as experiências relatadas foram somente um piloto) seria o uso das contrapartidas previstas na LEI Nº 10.001/2013 que poderiam ser usadas para fomentar a universalização do acesso à internet, da cultura digital, dentre outras muitas possibilidades do mundo livre e digital.

No entanto, a prefeitura precisa consagrar o Termo de Cooperação Técnica e prever a alocação destes recursos para os processos de inclusão digital do município. O prazo para definição do termo de cooperação já se venceu e sua previsão pode ser conferida no artigo 4º da LEI Nº 10.001:

Art. 4º – Em contrapartida à concessão outorgada pela presente Lei, a Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebras) obriga-se a possibilitar a este Município o compartilhamento de infraestrutura de comunicações, na forma de disponibilização de banda larga de internet, bem como a cessão de fibras ópticas por ela implantadas na área urbana do Município de Fortaleza, devendo as referidas contrapartidas serem indicadas no respectivo Termo de Cooperação Técnica, a ser firmado entre o poder concedente e o concessionário, no prazo de 60 (sessenta) dias após a publicação da presente Lei.

Uma vez o projeto se materializando, cada PAI oferecerá conexão de internet wi-fi (sem fio), gratuita e aberta, nos diversos pontos de presenças da cidade e o uso desta internet poderá ser feito a partir de diversos dispositivos, como smartphones, tablets, notebooks, netbooks etc.

Que tal começar pelos terminais de integração e secretarias regionais que têm um fluxo significativo de fortalezenses por dia? Ou pelas escolas e postos altamente capilarizados pela cidade? Enfim, mais uma vez Fortaleza foi protagonista e será uma referência em seus projetos de inovação tecnológica para inclusão social e digital dos seus cidadãos.

* Ivan de Oliveira

Docente do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação – FA7
Coordenador da Pós-graduação em Gestão de Segurança da Informação
Militante pelas Tecnologias Livres e Sustentáveis
Militante pela Democracia Socialista, Colaborativa e Digital

Companhia Docas busca novos mercados

A Companhia Docas do Ceará (CDC) participará, pela primeira vez, da Agrobalsas 2013, feira agrícola que começa nesta segunda-feira em Balsas (MA). Segundo o diretor comercial da CDC, José Arnaldo Bezerra, em busca de novos mercados e de olho na exportação da soja e do milho do Piauí e Maranhão.

Atualmente, passa pelo Porto do Mucuripe a importação dos fertilizantes usados na produção de soja maranhense. “Nós queremos que passa por aqui também a exportação do produto”, diz Arnaldo Bezerra. Com ele, conferirão a Agrobalsas 29013 os assessores Osvaldo Fontenele e João Marinho.