Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Seca já matou 10% do rebanho bovino cearense, diz federação da agricultura

161 3

flaviosaboya

“A perda do rebanho bovino cearense, por causa da seca, aumentou nas últimas semanas. Segundo o presidente da Federação da Agricultura do Estado, Flávio Saboya, subiu de 6% para 10%, o que em números aproximados dá um registro perto de 400 mil cabeças de gado a menos de um total de 4,5 milhões.

Ele considera o quadro grave e diz que isso foi consequência da falta de água, de ração e pasto. A Faec quer agora amenizar perdas com programa de produção de forragem (sorgo e capim) em perímetros irrigados. Já tem apoio do governo estadual, CNA e Sebrae e quer agora respaldo do Dnocs.

“Se vier o apoio, dá para esse programa começar e a gente ter comida para o gado até fim de junho”, afirma.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Ciro Saraiva lança livro "Antes dos Coronéis"

296 2

ciroasaraiva

“A campanha que elegeu o governador Paulo Sarasate (1947-1951) foi “memorável”. Ele disputava o pleito com Armando Falcão, quando sequer existia televisão. Toda campanha, na Capital, foi feita por meio de alto-falantes, distribuídos pelas praças. Torcidas dos dois candidatos faziam mobilizações no antigo Abrigo Central (uma espécie de mercado, que era ponto de referência na Praça do Ferreira).

“Foi uma campanha memorável, feita de modo muito precário. Naquele tempo não havia televisão, então o instrumento de comunicação era o alto-falante. Era bem provinciana Fortaleza”, descreve o jornalista e escritor cearense J. Ciro Saraiva, que narra esta e outras histórias no livro Antes dos Coronéis, que será lançado hoje, às 19 horas, na Assembleia Legislativa do Ceará, no Plenário 13 de Maio. O livro é o segundo de uma trilogia que narra a história política do Ceará.

Como explica Saraiva, o livro trata de quatro governadores que antecederam os coronéis cearenses: Faustino de Albuquerque, Raul Barbosa, Paulo Sarasate e Parsifal Barroso, que ele chama de “coronéis de anel”, já que todos eram formados em Direito. “A postura deles, o desenvolvimento da política deles era do mesmo modo desenvolvido pelos verdadeiros coronéis”. O primeiro livro, No tempo dos coronéis, foi lançado em 2011. O último será escrito ainda em 2014, quando se encerra o Governo Cid Gomes (PSB). “É quando acho que vai ser concluído o novo ciclo da política cearense. Quando Cid terminar seu governo, acho que terminará esse ciclo que sucedeu aos coronéis”, afirma.

Pesquisa

Para escrever os livros, Saraiva explica que foram 20 anos de preparação. Além de ter trabalhado em algumas das gestões – como nos governos de Manoel de Castro e Gonzaga Mota, assim como na campanha de Tasso Jereissati -, ele vem guardando documentos, recortes de jornais e livros sobre a época. Na noite de lançamento, o livro será vendido por preço especial, a R$ 40. Em seguida, os livros serão distribuídos para as livrarias de Fortaleza, onde serão vendidos por R$ 50. ”
(O POVO)

Major e sargento do Exército condenados por corrupção

“Um major e um sargento do Exército e um condutor de carro-pipa foram condenados, pela Justiça Militar do Ceará, por terem feito parte de um esquema de corrupção no abastecimento de água na cidade de Choró, a 155,7 quilômetros de Fortaleza. O major Maurício Tinoco Caetano, 40 anos, e o 1º sargento Francisco Eudemir da Silva Gomes, 45, receberam pena de dois anos de prisão, mas com o direito de recorrer em liberdade. Já o motorista de carro-pipa Luís Nobre Silveira Filho, 38, foi condenado a um ano de reclusão, também com o direito de apelar em liberdade.

Os militares foram condenados por corrupção passiva e o pipeiro, por corrupção ativa. Segundo o Ministério Público Militar, o major é o primeiro oficial do Exército condenado no Ceará. O julgamento ocorreu no último dia 12, mas a decisão, assinada pela juíza auditora Vera Lúcia da Silva Conceição, só foi publicada ontem no site do Superior Tribunal Militar. Segundo denúncia do Ministério Público Militar, em julho de 2008, o sargento abordou o pipeiro, propondo aumento de contrato de água de sete para 14 mil litros, mediante pagamento de 10% sobre os valores a serem recebidos pelo motorista. Se não aceitasse a proposta, o contrato de fornecimento de água seria cancelado.

O pipeiro depositou R$ 1.800 na conta da esposa do sargento. As investigações indicam que, posteriormente, o dinheiro foi repassado para o major Maurício Tinoco, apontado como líder do esquema. O pipeiro nunca modificou a tonelagem do caminhão, ainda de acordo com a denúncia do Ministério Público.

Em dezembro de 2008, o pipeiro enviou uma carta ao 23º Batalhão de Caçadores, responsável pelo Escritório da Operação Pipa, denunciando a propina. Foi quando o caso passou a ser investigado. No mês seguinte, Luís Nobre voltou atrás e retirou a denúncia. O esquema acabou sendo comprovado a partir de quebra de sigilos bancários e telefônicos e depoimentos de testemunhas.

Outras denúncias estão sendo analisadas pelo Ministério Público Militar, ainda em sigilo. “O processo acaba aqui. Agora, existem outras investigações. A gente não pode falar porque senão atrapalha. Não foi o primeiro e também não vai ser o último. Essa Operação Pipa tem ainda muitas fraudes”, informa o promotor Alexandre Saraiva.

O promotor considerou “desumano” o esquema de corrupção. A fraude acontece justamente nas cidades mais fragilizadas pela seca. “As consequências são as mais terríveis. Desde o não fornecimento de água, passando pela contratação de pessoas que não têm condições de levar essa água e, muitas vezes, água em condições insalubres. Às vezes, não havia fiscalização se o caminhão estava limpo. A água podia ser insalubre. Não temos provas disso nos autos, mas temos provas de que realmente eles fraudavam a fiscalização. Ao invés de fiscalizar, davam propina para aprovar esses caminhões”, aponta o promotor.

O POVO tentou entrar em contato com algum representante da 10ª Região Militar, no fim da tarde e noite de ontem, mas as mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também não conseguiu contato com os advogados dos réus. Os telefones não foram localizados.”

(O POVO)

Pesquisa aponta Ceará como o Estado com a máquina pública mais enxuta do País

165 2

O Ceará tem a máquina administrativa mais enxuta do Brasil. É o que revela uma pesquisa do Grupo Estado sobre o perfil do funcionalismo público nos Estados, divulgada nessa terça-feira (19). Aqui, por exemplo, o percentual de funcionários das administrações direta e indireta (empresas, fundações e autarquias), por 100 habitantes, é de 0,8%. O menor do país. Na liderança aparece o Distrito Federal, com 5,2%. O Ceará é também o Estado com menor proporção de cargos comissionados: 1,1%. Em primeiro lugar está Goiás, com 9,5%. (veja quadro completo abaixo).

Vale ressaltar que a política de diminuição do tamanho de pessoas na máquina pública foi iniciada pelo ex-governador Tasso Jereissati (PMDB). Eleito em 1986, o tucano chegou a demitir cerca de 28 mil funcionários somente no primeiro semestre de seu governo.

A pesquisa mostra ainda que o Ceará possui 65,2 mil funcionários, nove vezes menos que o Estado de São Paulo, com seus 570,3 mil funcionários. A Unidade Federativa com menor número de funcionário é o Amapá: 28,4 mil.

Dados sobre a proporção de funcionários com nível superior ou cursos de pós-graduação também são apresentados. Quase metade do quadro de pessoal do Ceará se enquadra nesse perfil: 49%. O pior resultado é de Roraima, com 20%. Santa Catarina lidera: 70%.

A outra parte da pesquisa traça um perfil partidário dos números. O PSDB, por exemplo, tem 1,4 milhão de funcionários nos Estados por ele comandado. Quantidade que é puxada, principalmente, por São Paulo, o maior do país. Em seguida aparece o PT, com 482,8 mil funcionários, seguido de perto por PMDB (477,2 mil) e PSB (472,2 mil).

No item “cargos em comissão”, a sigla tucana também lidera, com 33,2 mil integrantes. Na segunda colocação está o PT, com 22,9 mil. Logo atrás aparece o PMDB, com 21,6 mil.

Também é o PSDB o partido com a maior quantidade de moradores sob seu comando: 91,3 milhões. Bem atrás vem o PT, com 3,04 milhões, o PMDB, com 3,01 milhões, e o PSB, com 2,87 milhões.

(OPOVO Online)

Uma exposição de fotografias sem preconceitos

Nesta quinta-feira, a partir das 16 horas, no CUCA da Barra do Ceará, ocorrerá a abertura de exposição da fotógrafa Jacqueline Rolim, com o título “Olhar do Coração”. Ela é cratense e fotógrafa com baixa visão.

A exposição é adaptada para que deficientes visuais possam conhecer os trabalhos, pois com áudio descrevendo imagens. Ainda há legendas em Braile.

A exposição de Jacqueline Rolim vai até o fim deste mês.

SERVIÇO

CUCA Che Guevara – Avenida Presidente Castelo Branco, 6417 – Barra do Ceará.

Visita – Das 8 às 20 horas – terça a domingo.

Entidades populares programam calendário de atividades para cobrar segurança

152 2

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PFXGcez16L4[/youtube]

Várias entidades populares e da área dos direitos humanos e da segurança vão se mobilizar para cobrar do governo do Estado mais segurança e ações concretas contra a onda da violência. Entre as organizações está o Sindicato dos Médicos do Ceará. O presidente do Simec, José Maria Pontes, diz como vai ser esse trabalho de mobilização e pressão que já terá primeira reunião nesta quinta-feira.

Visita de Dilma ao Ceará para tratar de refinaria é mais uma "encenação"

262 6

Eis comentário deixado no Blog pelo professor universitário João Arruda. Ele qualifica de “encenação” a visita que a presidente Dilma Rousseff (PT) fará ao Ceará e que foi adiada agora para o dia 2 de abril. Confira:

Meu caro Eliomar de Lima,

Mais uma vez assistimos a uma encenação com características de estelionato eleitoral. Nos últimos anos, atos políticos com a presença do Presidente da República, “lançando” a “ Refinaria Premium II”, têm sido uma constante. Dessa vez, se antecipando ao ato presidencial, o Conselho de Administração da Petrobrás aprovou o Plano de Negócio e Gestão para o período de 2013-2017. Acusando um corte de US$ 12,6 bilhões nos investimentos na área, são confirmadas apenas a Refinaria Abreu e Lima e a primeira fase da COPERJ. Estão fora, portanto, as refinarias do Ceará e do Maranhão.

Para que não reste a menor dúvida sobre essa realidade tacanha, no final da tarde de ontem, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, em entrevista coletiva, confirma o corte de investimento no setor de refino e confirmou, na totalidade, o Plano de Negócio e Gestão 2013-2017. Se alguém tiver alguma dúvida sobre a veracidade dessas informações, basta acessar o site da Petrobras e clicar em ” Conheça o Plano de Negócios e Gestão 2013-2017″.

Este, meu caro, é mais um calote petista com odor fétido de um novo estelionato eleitoral.

* João Arruda,

Professor universitário.

Conselho Regional de Contabilidade fará exame de suficiência no próximo domingo

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=2j0udSh_FhA[/youtube] 

O Conselho Regional de Contabilidade (CRC) realizará, no próximo domingo, exame de suficiência (tipo ordem) em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral. Para cerca de 800 inscritos.

O exame ocorrerá em todo o País e conta com mais de 40 mil profissionais de contabilidade inscritos, segundo informa o presidente do CRC, Cassius Coelho.

 

Sai edital de concurso para auditor de controle interno estadual

Já está na praça o edital do concurso público para o preenchimento de 18 vagas de auditor de controle interno da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE). O certame será realizado pela Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará. As inscrições terão início no dia 8 de abril, permanecendo abertas pelo período de 15 dias úteis.

A realização do concurso, segundo o Controlador e Ouvidor Geral, João Melo, visa recompor os quadros da Controladoria e possibilitar que suas atribuições de avaliação e fiscalização de contratos, convênios e outros instrumentos congêneres; de consultoria aos órgãos e gestores estaduais; e de controle social, através da Ouvidoria e do Portal da Transparência, sejam realizadas de forma satisfatória.
 

Cid continua com agenda de molho

134 2

O governador Cid Gomes continua de molho. Ou seja, com enxaqueca, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. Desde ontem que ele não cumpre a sua agenda, quando acabou não indo lançar programas do Projeto São José III, em Acopiara.

Nesta manhã de quarta-feira, Cid Gomes foi ausência notada na inauguração da Casa de Privação Provisória de liberdade IV, em Itaitinga. A entrega ficou a cargo da secretária estadual de Justiça e Cidadania, Mariana Lobo, que estava ao lado do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco Bezerra, e do delegado-geral Luiz Carlos Dantas.

Trabalhadores da construção civil da RMF e Sinduscon vivem novo impasse salarial

Sem maiores avanços no processo de negociação salarial, os trabalhadores da construção civil da Região Metropolitana de Fortaleza anunciam mobilização para uma assembleia geral que ocorrerá no próximo dia 4. Até lá, haverá a quinta rodada de negociação entre o sindicato da categoria e o Sindicato das Indústrias da Construção Civil no Ceará (Sinduscon), no que já foi marcada para a próxima sexta-feira, às 8 horas, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).

A direção do sindicato dos trabalhadores da construção civil da RMF, segundo o seu presidente, Nestor Bezerra, diz que foi aprovada uma pauta de reivindicações que contempla cláusulas econômicas e de caráter social. Há, no entanto, dificuldades em avançar no processo de negociação.

“Na cláusula econômica, os trabalhadores apresentaram o índice inicial de reajuste salarial de 20% e reduziram para 17%, enquanto os empresários apresentaram o índice de 7%, e subiram para apenas 7,57%”, acentua Bezerra, considerando esse percentual irrisório.

Servidores do INSS podem paralisar atividades

321 2

inss

Fachada da agência do INSS Parquelândia: porta com remendo de madeira.

Os servidores públicos federais do Seguro e Seguridade Social no Ceará vão discutir se paralisarão as atividades, por 24 horas, no próximo dia 26, conforme foi aprovado pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social. A assembleia ocorrerá às 14 horas desta quinta-feira, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social do Ceará (SINPRECE).

Entre as reivindicações da categoria, está a manutenção e regulamentação da Jornada de 30 horas para todos os servidores; a implantação do Plano de Carreira com incorporação das Gratificações GDASS/GDPST; exigir melhores Condições de trabalho para atendimento a população; lutar pela Paridade no tratamento entre Ativo, Aposentados e Pensionistas; realização de Concurso Público para repor o quadro de pessoal e revogação da Reforma da Previdência Social.

(Foto – Paulo MOska)

Prefeito RC encomenda pesquisa sobre transporte coletivo

178 1

rcccc

A Prefeitura de Fortaleza acaba de encomendar uma pesquisa com o objetivo de ouvir a clientela do sistema de transporte coletivo. Será a pesquisa Origem/Destino, que ouvirá críticas e sugestões dos usuários sobre rotas e horário.

A última vez que esse tipo de consulta foi feita é datada de 1996 e, assim mesmo, sob responsabilidade do Projeto Metrofor. Por lei, a Prefeitura teria que fazer esse tipo de pesquisa a cada 10 anos.

O prefeito Roberto Cláudio (PSB), em contato com o Blog, disse que quer com essa consulta colher subsídios para dar uma melhor estrutura ao sistema, para que opere de forma mais eficiente. Que também detectar carências de cobertura de rotas e ainda definir melhor o mapa de localização das paradas dos coletivos.

As mentiras dos generais golpistas são mostradas à sociedade brasileira

186 2

Com o título “Temos de ser intolerantes com a impunidade”, eis artigo do jornalista Messias Pontes. Aborda o período da ditadura e as verdadeiras da época que, hoje, são desmistificadas. O caso da morte de Vladimir Herzog é um deles. Confira:

O Brasil foi o último país nas Américas a libertar seus escravos e é o único a não punir os crimes de lesa humanidade praticados pela ditadura militar (1º de abril de 1964 – 15 de março de 1985). Nesses longos 21 anos de trevas, mais de 50 mil brasileiros foram vítimas diretas dos covardes criminosos fardados que cometeram crimes contra a humanidade: começaram subvertendo a ordem constitucional ao rasgar a Constituição de 1946, que juraram cum defender e cumprir, depondo pela força o presidente da República João Goulart, constitucional e legalmente eleito pelo povo brasileiro; cassaram mandatos de parlamentares eleitos democraticamente; prenderam ao arrepio da lei, baniram, demitiram, sequestraram, torturaram, estupraram, mataram, ocultaram os corpos de centenas de patriotas e continuam mentindo. Pior: continuam impunes apesar de muitos indícios e incontáveis e irrefutáveis provas testemunhais e documentais.

A cada dia mais provas contra as mentiras dos generais golpistas vende-pátria são mostradas à sociedade brasileira. As mais fajutas versões apresentadas pelos militares golpistas são desmascaradas. Em novembro de 2010 a Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA colocou o Brasil no banco dos réus e condenou o País pelo desaparecimento de 62 militantes do PCdoB na região do Araguaia. A CIDH ordenou a investigação e punição dos crimes cometidos por agentes da repressão da ditadura militar. Até o momento, nenhum criminoso militar ou civil foi exemplarmente punido.

Uma a uma as mentiras dos militares golpistas vão sendo desmascaradas. Um dos casos mais emblemáticos é do jornalista Vladimir Herzog, morto sob tortura nas dependências do DOI-Codi do II Exército, em São Paulo, em 25 de outubro de 1975. A versão apresentadas foi de suicídio por enforcamento, inclusive essa aberração constava nos seu atestado de óbito. Todos sabiam que essa versão era a mais pura deformação da verdade.

Felizmente, para gáudio da família, dos amigos, dos democratas e amantes da verdade essa farsa foi desmascarada definitivamente pela Justiça de São Paulo, e a viúva Clarice Herzog recebeu na última sexta-feira 15 o novo atestado de óbito apontando como causa da morte lesões e maus-tratos sofridos por Herzog durante interrogatório numa dependência do II Exército, há 38 anos. Na época ele era diretor de jornalismo da TV Cultura.

A versão de asfixia mecânica por enforcamento indicando que Vlado teria cometido suicídio foi desmascarada no mesmo dia pelo então presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Audálio Dantas, e pelo rabino Henry Sobel que contestou a versão oficial. Por ser judeu, Vladimir, em caso de suicídio teria de ser enterrado com os pés voltados para o muro do cemitério o que não aconteceu devido à coragem do rabino. Sete dias depois, no culto ecumênico na Catedral da Sé, mesmo diante de grande aparato militar e de ameaças de morte, Audálio e outras lideranças denunciaram e responsabilizaram os militares pelas torturas e assassinato do jornalista.
Há 40 anos outro democrata era morto sob as mais cruéis torturas nas dependências do DOI-Codi em São Paulo e a versão apresentadas pelos criminosos fardados foi de atropelamento. Trata-se do estudante de Geologia da USP, Alexandre Vannucchi Leme, então com 22 anos, que teve o corpo enterrado numa vala do cemitério de Perus (São Paulo), em um buraco forrado de cal para acelerar a decomposição.

O novo atestado de óbito de Vladimir Herzog foi entregue à sua viúva e aos dois filhos Ivo e André durante a cerimônia no Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo da Caravana da Comissão Nacional da Anistia, presidida pelo advogado e secretário-executivo do Ministério da Justiça, Paulo Abrão. Na mesma ocasião foi dada a declaração de anistia política post mortem ao estudante Alexandre Vannucchi Leme que era estudante da USP em março de 1973 quando foi brutal e covardemente assassinado.

Todas as versões apresentadas pelos militares golpistas sobre a morte de adversários do terrorismo de Estado são mentirosas. Casos como o atentado do Riocentro, em 30 de abril de 1981, desmascaram a versão oficial que chega a ser hilariante dada a sua estupidez. Mas muitos casos precisam ser esclarecidos e dado publicidade para que toda a nação saiba dos horrores que aconteceram naquele nebuloso período, verdadeira tragédia nacional.

O mais escabroso foi o fato narrado pelo ex-delegado do DOPS Cláudio Guerra, um dos policiais mais truculentos e poderosos a atuar na repressão do regime militar entre as décadas de 70 e 80 do século passado. Ele confessou ter assassinado mais de 100 e declarou ter levado pessoalmente o corpo de dez militantes políticos mortos sob tortura para serem incinerados nos fornos de uma usina de açúcar no interior do Rio de Janeiro.

Atualmente com 72 anos de idade – ele é pastor evangélico, tendo se convertido na cadeia enquanto cumpria pena pelo assassinato de um bicheiro no estado do Espírito Santo – Guerra confirmou a existência de vários centros de tortura e assassinato, como a Casa da Morte, em Petrópolis, na região serrana fluminense. E narrou que todos os corpos de presos políticos chegavam seminus, castrados e com fraturas expostas. Esse e outros casos escabrosos estão contados por Cláudio Guerra no livro Memórias de uma Guerra Suja, dos jornalistas Marcelo Neto e Rogério Medeiros.

Igualmente carecem de esclarecimentos as mortes dos ex-presidentes João Goulart e Juscelino Kubitscheck. A família de Goulart já autorizou a exumação do corpo dele para autópsia, pois tem certeza que ele foi envenenado, conforme declarou um agente da repressão uruguaia. A versão oficial é de morte por ataque cardíaco. A versão do acidente do carro de JK com uma carreta apresentada apelos militares também ainda hoje é contestada. Há quem afirme que tudo foi arquitetado pela chamada linha dura que pretendia eliminar fisicamente todas as lideranças políticas civis do País.

Diante de todas essas aberrações, das covardes torturas e assassinatos é que a Lei da Anistia de agosto de 1979 precisa ser revista ou revogada para que todos os crimes sejam apurados e os responsáveis exemplarmente punidos como está acontecendo na Argentina onde ex-ditadores, generais e outros oficiais criminosos estão sendo processados e condenados, alguns deles à prisão perpétua como é o caso do general Jorge Rafael Videla, condenado a duas prisões perpétuas e mais 50 anos . Temos de ser intolerantes com a impunidade. Chega de impunidade!”

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista.

Chove em 116 cidades cearenses

Choveu, até as 10 horas desta quarta-feira, em 116 cidades do Ceará. Segundo a Funceme, a maior delas foi registrada em Mauriti (Região do Cariri), com 110 milímetros. Ainda choveu bem nos seguintes municípios:

Aurora – 80 mm

Massapê – 70.2 mm

Sobral – 65 mm

Meruoca – 59 mm

Barro – 57.4 mm

Ipueiras – 57 mm

Brejo Santo – 57 mm

Distrito Industrial de Maracanaú ganhará centro de saúde do trabalhador

franciscodaschagas

O Distrito Industrial de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza) vai ganhar um Centro de Saúde voltado para o atendimento aos trabalhadores das empresas que operam nesse polo.

Segundo o diretor regional do SESI/Senai, Francisco da Chagas Magalhães, a obra já começou e deve ficar pronto até o mês de outubro.

A capacidade de atendimento do Centro de Saúde do D.I. de Maracanaú será de 15 mil trabalhadores/mês. O custo total do projeto é da ordem de R$ 6 milhões.

(Foto – Paulo MOska)

Sinduscon/CE promove workshop sobre inovação na área da construção civil

Nesta quarta-feira, das 14 às 18 horas, no auditório da Fiec, haverá o Workshop de Inovação do Setor da Construção Civil. O evento é uma promoção do Instituto de Desenvolvimento da Indústria do Ceará (Indi), com o apoio do Sinduscon-CE, Coopercon e Invacon. Servirá para discutir as demandas por inovação na construção civil buscando a aproximação entre universidades e empresas.

O workshop é mais uma das ações do Projeto de Integração Universidade-Empresa. Em sua programação, haverá uma explanação do presidente do Sinduscon, Roberto Sérgio, que irá passar para empresários e acadêmicos os principais problemas enfrentados pelo setor nos últimos anos no quesito inovação. Em seguida, representantes de universidades apresentarão pesquisas/atividades realizadas por suas entidades para o setor a construção civil.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) apresentará, nesse workshop, fontes de financiamento voltados para fomentar alternativas de inovação apresentadas pelas universidades.

Lúcio Alcântara quer fim da "Era das Personalidades" ocupando cadeira na ACL

204 1

lucioalcantara

Essa é do Blog do ex-governador Lúcio Alcântara que, como imortal da Academia Cearense de Letras, faz um comunicado se opondo à escolha de personalidades fora do exercício literário no lugar de poeta Francisco Carvalho:

Tomei uma decisão em relação ao preenchimento de vagas nos sodalícios de que faço parte. Resolvi resistir ao assédio eleitoral por parte de candidatos, emissários e amigos comuns. A perda de um colega de grêmio, por menor que seja nossa proximidade, por si só já é um momento delicado.

O açodamento com que os concorrentes se lançam a cata dos votos, sem que transcorra o nojo, gera uma situação constrangedora. Dão adeus à moderação e estabelecem um cerco sobre os eleitores. Falo, é claro, de um modo geral. Há também comportamentos dignos entre os pretendentes.

Receberei com respeito e atenção memoriais e currículos dos candidatos sem me negar, se solicitado, a contatos pessoais. O que não farei mais é anunciar por antecipação o meu voto. Reservo-me o direito de quando, e se for o caso, faze-lo ao interessado.

Quanto ao preenchimento da vaga na Academia Cearense de Letras, decorrente do falecimento do grande poeta Francisco Carvalho, entendo que chegou o momento de radicalizarmos colocando em seu lugar alguém que tenha a literatura como atividade relevante.

Chega de personalidades. Nada contra elas, todas a meu ver dignas dos assentos que ocupam. É que já bastam as que temos. É hora de elegermos um literato reconhecido. Escolhido, se possível, fora do circuito Elizabeth Arden da literatura. Os clubes, restaurantes e bares do Meireles, Aldeota e adjacências.

Houve tempo em que a Academia ia buscar nomes de valor, arredios ou desambiciosos, para ungi-los entre os seus. Talvez seja a hora de retomarmos a prática buscando um mínimo de consenso eleitoral capaz de adotar um nome que valorize e ilustre a instituição.