Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Cid Gomes recebe em audiência o candidato do PSB à presidência da Mesa Diretora

O governador Cid Gomes recebeu nesta terça-feira (22), em audiência no Palácio do Planalto, o deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG). O parlamentar é o candidato do partido à presidência da Mesa Diretora da Câmara Federal, que ocorre dia 4 próximo.

O deputado mineiro é o principal adversário do potiguar Henrique Alves (PMDB) na disputa à presidência da Câmara Baixa. Nesta quarta-feira (23), o governador do Ceará e a bancada federal cearense recebem Henrique Alves em almoço.

Cid Gomes e Henrique Alves têm almoço nesta quarta-feira, mas nada de comida apimentada

172 1

Molho teriaki não faltará à mesa

Em um almoço no Palácio da Abolição, nesta quarta-feira (23), a partir das 13 horas, o governador Cid Gomes e a bancada federal do Ceará recepcionarão o candidato à presidência da Mesa Diretora da Câmara Federal, o deputado federal Henrique Alves (PMDB-RN). No cardápio, nada de comida apimentada, tampouco salgada. Mas recheada de molho teriaki (Sakura), aquele que lembra a cor do petróleo.

É que o governador do Ceará tem dito que o apoio ao peemedebista está condicionado à derrubada do veto referente aos royalties do petróleo e do interesse em reformular os critérios de divisão do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Meses atrás, um almoço entre o deputado federal potiguar e os irmãos Cid e Ciro por certo seria apimentado e salgado. Foi Henrique Alves quem segurou o desgaste à candidatura Dilma Rousseff, em abril de 2010, depois que Ciro definiu o PMDB nacional como “ajuntamento de assaltantes”.

Menos de um ano depois, foi a vez de Cid Gomes bater de frente com o deputado potiguar, pela indicação do diretor-geral do Dnocs. Round vencido pelo deputado federal, diante da indicação do potiguar Emerson Fernandes, que assumiu meses depois.

No início da semana, no entanto, durante entrevista à TVC, Ciro voltou a atacar a cúpula nacional do PMDB, quando inclusive citou Henrique Alves. Mas em seguida assegurou o apoio à candidatura do deputado potiguar dos três federais cearenses do PSB.

Pelo visto, o almoço deverá ser de fácil digestão. Qualquer azedume ficará por conta da sobremesa.

Um bispo ameaçado

129 1

Da coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (21):

A Secretaria da Segurança Pública do Ceará, por meio do Comando do Policiamento do Interior, tem de se antecipar a uma situação que poderá terminar em tragédia. É que o bispo da diocese do Crato, dom Fernando Panico, está se sentindo ameaçado por especuladores de terras no Cariri.

O pivô do problema é um terreno muito valorizado da Igreja Católica, em Juazeiro do Norte. A negociação de uma parte dessa área, em 1998, teria terminado com a incorporação indevida de um pedaço maior do que foi vendido pelo Monsenhor Murilo. O caso foi parar na Justiça e o bispo teve de mudar rotinas em seu dia a dia.

O advogado da diocese, Hyarlei Macêdo, fez um boletim de ocorrência após ter sido ameaçado de morte. Dom Fernando, segundo Vertical apurou, está apreensivo em face de “interesses escusos” e a campanha de difamação contra ele.

SAMU reúne municípios para fechar plano para o Carnaval 2013

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU Ceará 192) reúne na manhã desta segunda-feira (21) prefeitos e secretários de saúde dos 47 municípios cobertos atualmente, além de representantes das polícias rodoviárias Estadual e Federal, para fechar o plano de trabalho para o carnaval. O encontre ocorrerá no Hotel Mareiro, Avenida Beira Mar, 2380, bairro Meireles, a partir das 9 horas.

Com sete ambulâncias novas, que aumentaram a frota para 50 veículos, o Polo I do SAMU Ceará 192 também recebeu 10 incubadoras que vão equipar as oito UTIs móveis e qualificar o atendimento a recém-nascidos. Em fevereiro, a frota será ampliada com 18 novas unidades básicas e quatro UTIs móveis, totalizando 22 novas ambulâncias. Com a frota de 72 ambulâncias, o Polo I do SAMU Ceará 192 ganha novo desenho com a incorporação de 32 municípios ao raio de cobertura, que passa dos atuais 47 para 79 municípios.

O serviço realiza atendimentos de naturezas diversas, como vítimas de acidentes de trânsito, de ferimentos por arma de fogo, de ferimentos por armas brancas, de quedas, de choque elétrico, de afogamento e de intoxicação. Atende, ainda, pacientes vítimas de infarto agudo do miocárdio, de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e crises convulsivas. Realiza também atendimento pré-hospitalar de pacientes com insuficiência cardíaca e crise diabética.

O SAMU também é acionado para a realização de atendimento pré-hospitalar de casos gineco-obstétricos, como trabalho de parto e aborto; atua no atendimento médico pré-hospitalar de urgências psiquiátricas; efetua transferências hospitalares de pacientes graves que necessitam de remoção em UTI móvel entre os municípios. Em casos de informações e reclamações, os usuários devem ligar a ouvidoria do SAMU Polo I, que atende pelo telefone (85) 3260.3797.

(Sesa)

Na inércia, Cocó fica no limbo

167 3

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (20):

Ao tratar do imbróglio do Cocó (edição de quinta-feira), afirmei que o parque não existia de direito. Aqui estão os motivos: o Estado do Ceará, que chamou para si a responsabilidade de constituí-lo, não demarcou seus limites de forma definitiva, não editou os respectivos decretos de desapropriação e, portanto, não providenciou a consequente indenização das terras que deveriam, por força da lei, ser transferidas dos particulares para o domínio público.

O resultado da já longa inércia estatal é a proliferação de recursos judiciais. Chovem as chamadas Ações de Desapropriação Indireta. Nelas, os proprietários de terras nas duas margens do rio recorrem ao Judiciário cobrando valores elevados, sempre acrescidos de honorários advocatícios e juros, a título de indenização pela alegada perda do uso direto dos imóveis.

Daí decorrem situações perturbadoras que põem em risco a integridade dos recursos naturais que se pretende conservar e proteger como patrimônio da cidade.

Exemplo: a não regularização fundiária dessas áreas que devem ser protegidas. Ou seja, a ação estatal incompleta não consegue que o domínio sobre as ditas terras seja transferido para o patrimônio público, condição sine qua non para a existência e pleno funcionamento da chamada Unidade de Conservação (UC).

Desse modo, o Judiciário fica abarrotado de ações judiciais de difícil solução. Sabe-se que quando o processo de criação da UC não percorre o caminho correto (identificação das áreas e de seus proprietários, avaliação, desapropriação e pagamento da indenização), as disputas jurídicas acabam, cedo ou tarde, gerando prejuízos ao erário com o pagamento de pesadas indenizações acrescidas de encargos moratórios e caros honorários de advogados.

Enfim, sem que seja cumprido o rito formal e legal estabelecido pela democracia, não há um parque. Não há uma Unidade de Conservação. Não há também um plano de manejo capaz de integrar a área à cidade e impedir a degradação e a ocupação irregular.

Não custa reafirmar: o letárgico processo de implantação plena da UC e a falta de programas de uso público da mesma, além de manter um quadro de permanente tensão entre atores cujos interesses são antagônicos, mantêm distante a maioria da população do Parque.

Ou melhor, a maioria da população não se envolve diretamente com o presente e, sobretudo, com o futuro daquela área localizada no coração da cidade.

O fato é que o Estado até hoje não tomou as medidas necessárias. Em 1989 e 1991, apenas editou os decretos (já caducos) definindo áreas para fins de desapropriação. Na sequência, como determina a lei, deveria ter editado os decretos de desapropriação.

Cid Gomes até que tentou dar outros passos ao criar, em 2008, o “grupo de trabalho” para elaborar o programa de revitalização do rio Cocó e promover a regularização da UC denominada Parque Estadual do Rio Cocó.

Tal grupo chegou a estabelecer a poligonal do que deveria ser o Parque com uma área de 1.100 hectares (três vezes maior que o Central Park, de Nova Iorque). Solenemente, a proposta foi a freezer. Não se ouviu mais falar do assunto. O andar da carruagem sugere que os estudos do grupo de trabalho foram suspensos.

Trocando em miúdos, a atuação do Estado tem deixado muitíssimo a desejar. A inércia estatal perpassa pelo menos sete gestões e quatro diferentes governadores, incluindo o atual.

O ponto que sempre deve ser lembrado é o seguinte: a Unidade de Conservação denominada Parque Ecológico do Cocó, após mais de 20 anos de controvérsias na esfera judicial, política e ambiental, simplesmente não existe legalmente.

Está mais do que na hora de se colocar em prática uma ação que reelabore as diretrizes para a concretização plena de um projeto de tanta importância para Fortaleza. Porém, fica a dúvida: será que o Estado é o ente adequado para tratar da questão? Pelo até aqui visto, a resposta é não.

Cid condiciona apoio à eleição da Câmara a veto dos royalties

O governador Cid Gomes (PSB) disse que ainda não decidiu quem vai apoiar na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados. Ele afirmou que vai conversar com o presidente nacional do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), para só então definir a posição sobre o assunto. A eleição na Câmara ocorre no início de fevereiro.

“Meu apoio enquanto dirigente partidário depende do partido. Vou procurar saber se o partido tem alguma decisão”, disse o governador, ao ressaltar que seu apoio dependerá do compromisso do candidato com a derrubada do veto referente aos royalties do petróleo e do interesse em reformular os critérios de divisão do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Ele vai procurar Campos nos próximos dias para saber se a candidatura de Júlio Delgado (PSB-MG) é oficial da sigla e se há alguma orientação para que o partido vote unido. O favorito para a presidência da Câmara é Henrique Alves (PMDB-RN). Cid vinha sinalizando apoio ao peemedebista, que virá a Fortaleza na próxima semana para uma reunião com o governador e alguns parlamentares. Segundo o governador, Alves pediu unicamente para que ele reunisse a bancada. “Eu prontamente me coloquei à disposição. O encontro é para isso, para o candidato colocar suas propostas”, resumiu.

(O POVO)

O hospital e Ivete Sangalo

172 14

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (19), pelo jornalista Érico Firmo:

O governador Cid Gomes (PSB) defendeu nessa sexta-fera (18) a contratação do show de Ivete Sangalo, por R$ 650 mil, para a inauguração do hospital regional de Sobral. Ele salientou a obrigação do poder público de proporcionar “lazer, diversão e alegria”. Nessa parte, concordo. Foi justamente o que defendi aqui ontem.

A questão que discuti na última coluna era se o valor não era alto demais para a inauguração de um hospital. Se havia sentido em promover tamanha festa apenas para divulgar a obra, sem qualquer retorno turístico, econômico, sem demarcar data comemorativa, sem relevância cultural e sem nem ao menos representar o início do funcionamento do equipamento. Claro que iria comparecer muita gente. As pessoas iriam se divertir e fariam bonita festa. Mas a questão envolve outros aspectos.

Questionado sobre o valor, a resposta do governador empurrou a questão para a artista: “Pergunte se a Ivete Sangalo cobra menos do que isso. Se ela cobrar, me avise que eu vou tentar contratá-la mais barato”. Ora, a discussão é outra. O preço da artista é esse mesmo. Mas é o caso de contratá-la? Não haveria opção mais em conta? Justifica-se trazer qualquer artista a qualquer preço? E para evento de toda natureza? Em nome da propagação do “lazer, diversão, alegria”, o Governo pode gastar ilimitadamente, tenha a mais remota pertinência com a ocasião ou não? E no caso, diga-se, trata-se de inauguração da maior importância, de equipamento que, quando em efetivo funcionamento, poderá transformar a realidade cearense.

Mas o argumento do governador é tão geral que, ao pé da letra e a ferro e fogo, justifica até contratar Guns N’ Roses para lançar pedra fundamental de pista de skate. Essa proporção é que coloco em debate. E, ainda, considerando que a questão do cachê é remetida à artista, valeria à pena pagar qualquer valor que ela pedisse? Restaria à patuleia – como diz o Elio Gaspari – custear resignadamente quantos fossem os milhões cobrados pela cantora baiana? Ou haveria de se considerar algum senso de razoabilidade?

Aceita essa última hipótese, retoma-se a questão: R$ 650 mil não é muito para inaugurar o hospital? Eis a questão.

Show de Ivete reúne milhares de pessoas em Sobral

233 11

Indiferente à polêmica do cachê do show mais caro do país, o sobralense compareceu em massa à apresentação da cantora Ivete Sangalo, nessa sexta-feira (18), na avenida John Sanford, em Sobral.

O evento marcou a inauguração do Hospital Regional de Sobral. A cantora cobrou um cachê de R$ 650 mil para a apresentação. Segundo sites especializados em apresentações de artistas e produtoras de eventos, um show completo de Ivete custa R$ 1,2 milhão, o mais caro do Brasil.

Tráfico de armas

194 4

Da coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (18):

Bom as polícias Militar e Civil continuarem apreendendo armas de fogo, melhor ainda para os policiais que têm direito a uma boa gratificação. Somente no ano passado foram seis mil confiscadas das mãos de criminosos.

Mas só isso não basta. Falta à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado um trabalho sistêmico para mapear e investigar a origem do armamento ilegal. Entender por que é tão fácil a arma circular e ser repassada por Fortaleza e demais municípios. E o mais importante: ter dados para planejar uma ofensiva que não fique na mão do acaso ou de uma ou outra operação.

Só apreender, na base do abafa, não tem eficácia duradoura. Se continuará zerando processos efêmeros sem estratégias permanentes. Os números de homicídios com arma de fogo falam por si só.

Aí já é demais

297 11

Da coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (18), pelo jornalista Érico Firmo:

Quem acompanha a coluna com alguma assiduidade sabe que não concordo com os que consideram que o poder público só pode investir em atividades de lazer e entretenimento depois de resolver todos os problemas elementares, como na saúde e na educação. Claro que o escalonamento de prioridades é fundamental. Mas diversão não é supérfluo e sim condição para qualidade de vida.

É mais fácil criticar a espetáculos abertos à população quando se tem condições de pagar para ir a festas no fim de semana. Contudo, não se pode perder a medida. Gastar R$ 650 mil com cachê de artista para show de inauguração de um hospital é fora de propósito. Não se trata de evento de relevância cultural, celebrativo de data importante, com qualquer apelo turístico que seja, nem que vá ter desdobramentos com retorno relevante. Sua única finalidade é dar visibilidade à obra do Governo do Estado que, a rigor, nem começa a atender a população imediatamente.

Sobre determinado aspecto, chega a ser mais discutível que o tão polêmico show de Plácido Domingo, na inauguração do Centro de Eventos. Apenas sob uma angulação, obviamente, porque ali o absurdo foi o gasto milionário de dinheiro do povão em evento para VIPs.

Contudo, daquela vez, fosse válida ou não, havia a justificativa de que a intenção era divulgar o equipamento para produtores de evento do País todo. No caso do hospital, a serventia do show já terá deixado de existir no dia seguinte. Sem acumular qualquer capital simbólico em função disso.

Noite de festa e agradecimentos nos 85 anos do O POVO

289 1

Uma noite de agradecimentos. Esse foi o espírito que permeou o discurso da presidente do Grupo de Comunicação O POVO, jornalista Luciana Dummar. “Eu estou no O POVO desde os 16 anos e precisaria de muitos dias para agradecer a todas as pessoas que ajudaram a construir essa Casa”, declarou Luciana. A família esteve no centro da gratidão. “Tenho orgulho de fazer parte de uma família de jornalistas que mantém desde 1928 um jornal que se transformou em uma instituição”, afirmou.

Luciana Dummar disse ainda que busca forças no passado a cada obstáculo para vencer. “Sei que não posso fazer menos do que os que vieram antes de mim”, justificou. “Eles são o exemplo e o alicerce sob o qual eu me apoio”, ressaltou.

A presidente do Grupo de Comunicação O POVO fez questão de lembrar o fundador do O POVO e a alegria de dar continuidade ao seu trabalho. “Tenho que agradecer por fazer chegar à 5ª geração o sonho de um poeta chamado Demócrito Rocha”, citou.

Sob os aplausos de uma plateia lotada que esteve no Lullas Plazzá para prestigiar o aniversário de 85 anos do O POVO e o lançamento do Anuário do Ceará 2013, Luciana Dummar encerrou sua fala agradecendo a Demócrito Dummar. “Ele, que me formou, que me educou e que de alguma forma mágica, junto com a minha avó, me deu energia para estar aqui hoje forte e firme para continuar até os 100 anos”, concluiu.

Dilma Rousseff

Ao lançar mão de um tributo poucas vezes dedicado a veículos da imprensa, a presidente Dilma Rousseff ressaltou em mensagem que “mais que uma data, o que se comemora são oito décadas e meia de sucesso de um projeto que traz, já no próprio nome, o seu maior compromisso, que é o de apresentar e representar a voz dos nordestinos, em especial os cearenses”.

(O POVO)

MP lança Frente Estadual contra a PEC 37

193 1

Nesta sexta-feira (18), o Ministério Público do Estado do Ceará lança a Frente Estadual contra a PEC 37. O objetivo é sensibilizar a sociedade para o combate à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37, que pretende cassar os poderes investigatórios do MP, instituição com ampla atuação no País e que tem o papel de fiscalizar o cumprimento da lei. O evento ocorrerá às 9 horas, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça. A leitura de um manifesto contra a PEC 37 está prevista para as 10 horas.

O documento será assinado pela Frente, que é coordenada pela Procuradoria Geral de Justiça e pela Associação Cearense do Ministério Público (ACMP). O movimento conta ainda com representantes de diversas entidades públicas, privadas e da sociedade civil organizada. Dentre elas, Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) e Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef).

Segundo o procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, é fundamental a compreensão de que a luta contra a PEC 37 é de interesse de toda a sociedade, já que sua aprovação, na prática, significa o avanço da impunidade. “Não só o MP perderá o direito de investigar, outras instituições como o Banco Central e Receita Federal não poderão realizar nenhum ato de investigação. Isto ficará restrito à Polícia. O prejuízo de se restringir dessa maneira o poder de investigação poderá ser visto no enfraquecimento da democracia e na vida do cidadão comum”, alerta. Vale destacar que o texto da PEC já foi aprovado pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados, em novembro de 2012. A proposta segue agora para o plenário da Casa e, em seguida, para o Senado Federal.

Com o lançamento da Frente, a estratégia é criar uma mobilização local que se integre à agenda nacional contra a PEC 37, que ganhará força no mês de março com diversas atividades. Entre os dias 11 e 14 de março, estão agendadas audiências públicas em todos os municípios brasileiros para discutir a proposta de restringir às Polícias Federal e Civil o poder de investigação. No dia 15, será a vez das capitais repercutirem a temática. Por fim, no dia 20 de março, em Brasília, serão apresentados os resultados das audiências públicas realizadas em todo o País.

(MPCE)

Concurso: prorrogadas inscrições para concurso público da Secretaria das Cidades

207 3

O Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, prorrogou o período de inscrições para o concurso público que cria 44 vagas para a carreira de Gestão Territorial Urbana. O prazo para os candidatos inscreverem-se vai até 17 de fevereiro. Com isso, as provas serão realizadas no dia 3 de março de 2013. A prorrogação tem por objetivo oferecer mais tempo para os interessados, tendo em vista os feriados de fim de ano.

O novo edital será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nos próximos dias. “O concurso visa à formação do quadro efetivo da Secretaria das Cidades, com a implantação de uma nova carreira, que é a de Gestão Territorial Urbana”, define o secretário Camilo Santana.

Serão, ao todo, 44 vagas de nível superior distribuídas por dois cargos específicos da Pasta: 1) Analista de Desenvolvimento Urbano, que contará com 28 vagas; e 2) Analista de Desenvolvimento Organizacional, com 16 vagas. Poderão participar do concurso os graduados em Arquitetura, Engenharia Civil, Agronomia, Serviço Social, Sociologia e Geografia, na disputa pelas vagas de analista de Desenvolvimento Urbano. Os graduados em Administração, Ciências Contábeis, Economia, Estatística, Psicologia e Tecnologia da Informação, poderão concorrer às vagas de analista de Desenvolvimento Organizacional.

Salários

A remuneração dos aprovados é composta pelo vencimento base, de R$ 1.076,74, acrescido de Gratificação de Desempenho de Atividade de Gestão Pública (GDTU), no valor de R$ 3.500,00. À GDTU, ainda é adicionada a gratificação de titulação: especialistas (15%), mestres (30%) e doutores (60%). Desta forma, os salários iniciais vão de R$ 4.576,74 (para os que são apenas graduados) a R$ 5.222,78.

As inscrições devem ser realizadas pela internet, pelo site www.funcab.org ou ainda no posto de atendimento instalado da Rua Nunes Valente, 809, bairro Meireles, em Fortaleza. O horário para recebimento das inscrições é de 8h às 12h e de 13h às 17h, de segunda à sexta-feira, exceto feriados.

(Secretaria das Cidades)

Índice de infração no trânsito revela uma sociedade doente

125 1

A educação no trânsito é indicador importante para se aquilatar o nível de respeito que se tem em relação ao próximo em uma comunidade. Conduzir um veículo obedecendo as normas legais é também saber lidar com as necessidades e pressões do dia a dia, entendendo as circunstâncias a que estamos sujeitos inexoravelmente a cada momento. Por isso, verificar que em Fortaleza, de janeiro e novembro de 2012, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) registrou 478.422 infrações de trânsito, aumento de 10,6% na comparação com o ano anterior, é fato revelador de uma sociedade que vivencia um fenômeno nada animador. O mais grave é que muitas das infrações cometidas já são consideradas como normais, não exigindo esforço para que se possa visualizá-la a todo instante na cidade.

Observamos com frequência motoristas estacionando em calçadas, carros ultrapassando o limite de velocidade permitido, motociclistas utilizando o celular ou circulando nas calçadas, desrespeito ao sinal vermelho. O fato é que, a julgar pelos dados dos órgãos fiscalizadores, mais da metade dos veículos de Fortaleza foi responsável pelo número de multas. O que torna mais alarmante esse quadro é que a própria AMC admite ser o número de multas registrado pequeno quando comparado à quantidade de infrações cometidas pelos motoristas. Conclusão perfeitamente aceitável diante do aparato de fiscalização existente em Fortaleza.

É ainda lamentável aceitar como norma a avaliação de especialistas segundo a qual a presença da fiscalização altera o comportamento do condutor, sendo até mais importante do que a multa. Ora, mesmo que o aumento da fiscalização implique em diminuição das infrações, não se justifica que isso seja aceito

Como fator inibidor. O correto, e aqui, principalmente em virtude dos riscos inerentes ao trânsito, é que o guiador seja o seu próprio fiscal de suas atitudes. Assumir o ato de negligência apenas para ludibriar a autoridade pública, trata-se de ação doentia de quem não tem amor a sua vida, nem a do próximo. Infelizmente, todavia, é o que presenciamos corriqueiramente, o que é inaceitável, sob todos os aspectos.

(O POVO / Editorial)

Delegado é afastado após denúncias de policiais

215 11

Um delegado plantonista da Polícia Civil foi afastado temporariamente do cargo após denúncias de policiais militares de que homens suspeitos de tráfico de drogas foram liberados pelo delegado, que dava plantão no 34º Distrito Policial na última segunda-feira (14). A portaria que trata da decisão é assinada pelo delegado geral Luiz Carlos Dantas.

A portaria determina que o delegado Delmiro Queiroz Zamenhof, o Delmiro Baturité, irá permanecer “à disposição do Departamento de Recursos Humanos (DRH) da Polícia Civil, devendo fazer a entrega de sua identidade funcional, arma(s) e algema(s)”. Ainda segundo o documento, ao deixar de autuar o grupo, o delegado cometeu “procedimento irregular de natureza grave”, conforme previsto no Estatuto da Polícia Civil (artigo 103, alínea “c”, inciso III).

Segundo o delegado geral Luiz Carlos Dantas, com o pedido de afastamento preventivo, Queiroz pode ficar longe das funções por um período de até 115 dias. “É possível que as investigações sobre a conduta do delegado cheguem ao final desse prazo e que ele seja punido de acordo com o que a Controladoria (Geral dos Órgãos de Segurança Pública) apurar”, esclarece Dantas.

Denúncias

Policiais do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) prenderam três homens e apreenderam um adolescente no bairro Rodolfo Teófilo. Com eles, segundo o comandante do Raio, major Márcio Oliveira, foram apreendidas drogas, balanças de precisão e R$ 1.092 em dinheiro.

Ainda segundo o major, um dos acusados tentou subornar os policiais militares com R$ 30 mil. Na delegacia, dois assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foram liberados. Apenas um ficou preso, porque tinha mandado de prisão em aberto. “Não dá para entender”, comentou o major. Os policiais do Raio procuraram a Controladoria Geral e fizeram a denúncia.

O POVO tentou, junto à assessoria de imprensa da Polícia Civil, obter o contato do delegado afastado para ouvi-lo. A assessoria informou não ter o número dele disponível.

(O POVO)

Vamos nós – A denúncia dos policiais do Raio foi feita no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro, por um soldado e um tenente do agrupamento. De acordo com a denúncia, os acusados passaram de traficantes para usuários, apesar de quase um quilo de droga apreendida, entre crack e cocaína. Ainda de acordo com a denúncia, o adolescente foi autuado na DCA por tráfico de drogas, mas o procedimento foi realizado por outro delegado. O importante é a apuração da denúncia, com transparência e rigor. Os policiais do Raio não podem ser punidos pela denúncia, mesmo que tenha ocorrido um mal-entendido ou precipitação. A indignação e o senso de justiça fazem parte do perfil do Raio, caso contrário, não teriam o respeito da sociedade e o temor da criminalidade.

Sarney demonstra preferência por Eunício à liderança do PMDB no Senado

192 1

Da coluna Radar Online, na Veja, por Lauro Jardim:

Por mais contraditório que pareça, José Sarney sabe que, na política, a fila anda. Pelo menos é o que vêm demonstrando suas declarações de que Eunício Oliveira é favorito absoluto para assumir a liderança do PMDB no Senado.

A manifestação pública, porém, é o ponto final de um movimento que começou em dezembro, quando Sarney entrou no jogo em favor de Eunício, deixando claro que a vez de Romero Jucá já havia passado.

Aliás, quase ninguém na bancada peemedebista quer ver Jucá na liderança do bloco (PMDB/PP/PSC/PMN/PV) – alternativa que serviria como prêmio de consolação (Leia mais em: Até segunda ordem).

Ou seja, o melhor amigo de Renan Calheiros que aceite a segunda vice-presidência e lamba os beiços. A avaliação predominante é: no caso de Eunício à frente do PMDB e Jucá comandando o bloco, dois são iguais a menos um.

Conexão Fortaleza-Roma é inaugurada no Pinto Martins

328 1

Pouco antes das 17 horas desta segunda-feira (14), a pista de pouso do Aeroporto Internacional Pinto Martins recebeu o Boeing 777 da Alitalia. A aterrissagem marcou a inauguração da conexão Fortaleza-Roma, que agora ligará a capital cearense à capital italiana, em voos às segundas-feiras e às sextas-feiras. A aeronave foi batizada por dois caminhões tanques.

Para o secretário do Turismo do Estado (Setur), Bismarck Maia, a conexão incentivará o turismo de negócios e eventos. “Hoje já temos um voo direto para Portugal, mas a conexão com a Itália irá colocar Fortaleza como destino de turistas do leste europeu, norte da África e sudoeste da Ásia”, ressaltou Bismarck Maia, que também aguarda um voo direto para os Estados Unidos.

Já o secretário do Turismo do Município (Setfor), Salmito Filho, destacou a ação integrada entre a Prefeitura de Fortaleza com o Governo do Estado para um turismo qualificado, por meio de feiras e eventos, além do turismo familiar. “É preciso consolidarmos o potencial turístico de Fortaleza, como forma de gerarmos mais emprego e renda para a população. Para isso, estamos qualificando a nossa orla, desde a Barra do Ceará ao Caça e Pesca. Uma cidade boa para o fortalezense é uma cidade boa para o turista”, comentou Salmito Filho.

O vice-presidente para as Américas do Sul e Central da Alitalia, Antonio Sgro, acredita que a conexão será importante para as relações comerciais entre o Brasil e a Itália. “É uma honra para a Itália essa conexão. Espero que seja também uma honra para os fortalezenses”, disse. A passagem Fortaleza-Roma custa cerca de 700 euros.

Trabalhadores do BNB paralisam atividades nesta terça-feira

Os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) que trabalham na agência do Centro paralisarão as atividades das 10h às 11h desta terça-feira (15). De acordo com comunicado enviado à imprensa, a categoria busca com o ato reivindicar por melhores condições de trabalho.

Ainda segundo o informe, a situação não seria culpa dos funcionários da agência, mas “das instâncias superiores do Banco que nada fazem para findar com os inúmeros problemas citados”.

Dentre as principais reclamações dos funcionários estão a extrapolação da jornada de trabalho, horas-extras sem a devida remuneração, superlotação, sistemas tecnológicos atrasados, pressão por metas, além de precário atendimento aos clientes.

(O POVO Online)