Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

SSPDS deflagra operação saturação em Fortaleza. Na ação, mais de mil agentes

228 1

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) deflagrou a Operação Contra-ataque. A ofensiva, a maior já realizada no Ceará, segundo a assessoria de imprensa do órgão, tem como objetivo realizar saturação em pontos sensíveis de Fortaleza e Região Metropolitana apontados pelos setores de inteligência policial.

As vinculadas da SSPDS – Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) e Perícia Forense do Ceará (Pefoce) –, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e órgãos municipais e federais parceiros – Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia Municipal de Fortaleza (AMC), Agência de Fiscalização do Fortaleza (Agefis) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) – participam da iniciativa atuando em conjunto.

Milhares de agentes de segurança, trânsito e fiscalização, centenas de viaturas, três aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS e um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuam de forma integrada no combate à criminalidade, realizando cercos, ações de saturação, cumprimento de mandados, barreiras de fiscalização.

Os agentes penitenciários agem na busca de foragidos e conferindo a localização de apenados que usam tornozeleiras eletrônicas. Mais detalhes da Operação Contra-ataque serão divulgados, neste sábado (26).

(Foto – SSPDS)

Tasso, Eduardo Girão e Capitão Wagner garantem apoio a Camilo no enfrentamento à violência

504 2

O governador Camilo Santana postou há pouco, em sua página no Facebook, o apoio dos senadores Tasso Jereissati e Eduardo Girão, além do deputado federal Capitão Wagner, no enfrentamento à violência no Ceará, que desde o início do ano registra ataques a ônibus, transportes escolares, carros-pipa, estações de energia elétrica, viadutos, entre outros equipamentos públicos e particulares.

“Recebi há pouco, na sede do Governo, os senadores Tasso Jereissati e Luís Eduardo Girão, e o deputado Wagner Souza. Conversamos sobre as ações de enfrentamento ao crime que o Ceará tem feito e sobre a importância do envolvimento do Governo Federal nessa luta. Agradeço aos parlamentares pela disposição demonstrada em ajudar o nosso Estado”, disse Camilo.

(Foto: Facebook)

Neste ultimo fim de semana das férias, sete das 11 praias de Fortaleza estão boas para o banho

Neste último fim de semana das férias escolares e da alta estação do turismo, sete das onze praias de Fortaleza monitoradas pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) estão próprias para banho. É o que informa o boletim semanal de balneabilidade divulgado, nesta sexta-feira (25),  pela assessoria de imprensa do órgão.

A lista está disponível no site e no aplicativo da autarquia, ajudando cearenses e turistas na escolha da praia para o lazer e a prática de esportes.

Praias

Na Zona Centro, estão próprias as praias localizadas entre a Volta da Jurema e a foz do Riacho Maceió, e entre a obra do Aquário e o espigão da rua João Cordeiro.

Na Zona Leste, estão próprias todas as praias da extensão da Praia do Futuro, com exceção do trecho localizado entre os postos 1 e 2 do Corpo de Bombeiros.

Na Zona Oeste, os dois trechos compreendidos entre a avenida Philomeno Gomes e a rua Lagoa do Abaeté está aprovados.

(Foto – Arquivo)

Heitor Férrer ameaça ação popular se Cagece reajustar tarifa acima da inflação

283 1

A Cagece vai reajustar a tarifa de água e esgoto, com a perspectiva de que a majoração fique em 15%.

Para o deputado estadual Heitor Férrer, um absurdo contra a classe trabalhadora que, no seu reajuste salarial, sempre sai perdendo.

Heitor ocupou suas redes sociais e abordou o assunto, fazendo um levantamento dos últimos aumentos da conta de água do cearense. Ele ameaça entrar com ação popular se a Cagece majorar a tarifa  como deseja.

Justiça do Trabalho manda parque aquático indenizar funcionária vítima de assédio sexual

O Complexo Turístico Beach Park, parque aquático situado em Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza), foi condenado na primeira e na segunda instâncias da Justiça do Trabalho do Ceará a pagar uma indenização de R$ 30 mil a uma funcionária vítima de assédio sexual. A decisão é da Segunda Turma do TRT, que confirma sentença da Vara do Trabalho do Eusébio e foi publicada no dia 21 de janeiro, informa a assessoria de imprensa desse tribunal.

Na ação trabalhista, a trabalhadora narra que recebia propostas e “cantadas”, sempre em forma de “duplo sentido”, de seu coordenador. O superior visitava com frequência o quiosque em que ela trabalhava como vendedora e fazia convites para sair, para jantar e oferecia caronas após o expediente, sempre com insinuações de cunho sexual. Em umas das vezes, segundo a funcionária, ele teria mostrado fotos de mulheres seminuas, e perguntado se ela teria fotos semelhantes para ele ver.

O relato da funcionária do parque foi confirmado por uma das testemunhas que também teria sido vítima do assediador. “O superior hierárquico, tanto da autora como da segunda testemunha, adotava o mesmo modus operandi, ou seja, utilizava de sua condição hierarquicamente superior para expor suas subordinadas a situações constrangedoras, violadoras de sua liberdade sexual”, escreve na sentença a juíza do trabalho Kaline Lewinter.

Diante da situação constrangedora, as duas funcionárias procuraram a assistente social do Beach Park. Após um mês sem retorno da empresa, elas resolveram entrar em contato com sindicato da categoria, que também não tomou nenhuma providência. Ainda sofrendo assédios, dirigiram-se à gerência de Recursos Humanos do parque, que chegou a realizar uma reunião com os envolvidos. No entanto, no dia seguinte, a funcionária foi informada pela gerência que nada poderia fazer para ajudá-la, pois o acusado era muito antigo na empresa. Quatro meses depois, a trabalhadora foi surpreendida com uma demissão sem justa causa.

O gerente comercial e superior hierárquico do assediador confirma que o parque tinha conhecimento das denúncias, e omitiu-se na apuração e punição do responsável. Na sentença, a magistrada de primeiro grau considerou grave o fato de a empresa não ter anexado ao processo cópia do procedimento interno para apurar a denúncia de assédio. Ela considerou que tal omissão ratifica a conduta do Beach Park em não punir o agressor.

“Conforme se pode depreender, sobressai indubitável a insensibilidade e indiferença por parte da empresa demandada diante da situação vivenciada pela obreira”, afirma o relator do processo na Segunda Turma do TRT/CE, desembargador Francisco José Gomes da Silva. Em seu voto, o magistrado explica que o assédio sexual caracteriza-se por atitudes inoportunas, que abalam a autoestima do empregado pela sua repetição, traduzindo-se em situações de constrangimento. “No caso, todo o cenário emergente dos autos revela que a reclamante, efetivamente, sofrera humilhações capazes de abalar sua honra subjetiva e objetiva”, conclui.

Da decisão, cabe recurso.

Primeira captação no Hospital Regional de Quixeramobim garante cinco órgãos para transplante

Profissionais da saúde e da segurança se mobilizaram para fazer a primeira captação de órgãos no Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim. Graças ao sim de uma família que perdeu um ente querido, foram doados dois rins, um fígado e duas córneas de uma paciente de 44 anos que teve diagnóstico de morte encefálica.

A captação, realizada nessa quinta-feira, envolveu pelo menos 10 profissionais no hospital em Quixeramobim, dois pilotos da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e quatro profissionais da Central de Transplantes. Quando se fechou o diagnóstico de morte encefálica e a família autorizou a doação, a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do HRSC notificou a Central de Transplantes e a operação de captação foi articulada. O fígado captado já foi transplantado e os outros órgãos foram ofertados para transplante.

“Criamos uma força tarefa no hospital, onde participaram cirurgiões, clínicos, neurologistas, enfermagem, serviço social e fisioterapia, para que essa captação múltipla tivesse êxito. Mas nada disso seria possível se não fosse a decisão da família, que em um momento de dor fez esse ato nobre”, destaca o diretor de processos assistenciais do HRSC, Cristiano Rabelo.

Também foi a primeira vez que a aeronave de modelo alemão H135, em operação há cerca de dois meses para o Governo do Ceará, atuou nessa finalidade, segundo o major Sílvio Assunção, da Ciopaer.

(Foto – Divulgação)

PSL apregoa o resgate da política real no Ceará

215 2

Com o titulo “O resgate da política real no Ceará”, eis artigo de Heitor Freire, presidente estadual do PSL e deputado federal eleito. Ele critica a falta de oposição no Estado. Confira:

A política real envolve a administração da divergência com justiça, sinceridade e diálogo, visando o bem comum para acomodar os diferentes interesses da população, representada pelos políticos, que precisam ser independentes para dever satisfação apenas ao seu eleitorado.

No Ceará, presenciamos o ápice da política teatral. Chegamos ao ponto de praticamente não haver oposição, e, sem o mínimo de oposição, não há política real. O Governo do Estado e a Prefeitura são duas faces da mesma moeda e dominam a maioria na Câmara dos Vereadores e na Assembleia Legislativa, através da nada saudável e custosa aliança com quase todos os partidos. São sempre os mesmos grupos se alternando no poder através de disputas internas com desavenças e pazes teatrais, impedindo a renovação e alimentando o socialismo com foco no Estado como senhor absoluto da vida de todos. Modelo conveniente para os que estão no comando do Estado e lá pretendem ficar a qualquer custo.

A prova cabal de como funciona essa agenda, cuja manutenção do poder está acima do povo na lista de prioridades, é a tão enaltecida “saúde fiscal” do Ceará. Conquistada com uma implacável e elevada tributação realizada por uma Secretaria da Fazenda com tecnologia de ponta que sufoca o empreendedor e espolia a herança alheia.

Reflita: Eficácia plena na arrecadação e incompetência máxima na segurança pública. Não tem justificativa. Para quem conhece os métodos do socialismo, isso não é surpresa. É o clássico interesse no aumento do Estado para, consequentemente, aumentar o poder utilizando a burocracia, os impostos e a falta de segurança como mecanismo de controle social. Alguma semelhança com o caso cearense? A pessoa preocupada em sobreviver, apenas agradece a Deus por cada novo dia viva. Diante disso, uma eventual organização que se oponha contra os altos impostos, a burocracia e a insegurança se torna algo cada vez mais difícil.

Em 2018 tivemos uma renovação inusitada. Conseguimos eleger políticos dispostos a resgatar a política real, assumindo riscos para fazer uma oposição verdadeira em defesa do povo cearense, há anos sujeito aos interesses das mesmas oligarquias. A era do reinado deles está passando. Agora existe uma oposição independente com total suporte do governo federal.

Chegou a hora de resgatar a política real no Ceará.

*Heitor Freire

heitorfreire@hotmail.com

Deputado federal eleito e presidente PSL Ceará.

(Foto – PSL)

Fortaleza é sede do Festival de Cinema em Ação

Neste sábado e domingo, o público que passar pelo Espigão do Náutico, na Avenida Beira Mar, das 17 às 23 horas, conferirá o I Festival Cinema em Ação. Trata-se de um projeto cultural com exibição de filmes e apresentações teatrais para todas as idades, além de oficinas de audiovisual e de maquiagens para atores. Toda programação será gratuita e a iniciativa é do Ministério da Cultura.

A estrutura abrigará uma super tela de 12 X 8m, espaço com cadeiras, banheiros, limpeza e segurança. A cada dia, serão seis exibições cinematográficas e, a cada intervalo, um espetáculo formado por 14 atores performáticos, para interagir com o público.

Em paralelo, haverá a realização de oficina de audiovisual, que resultará em um curta metragem “A Mulher e o poder” a ser exibido na super tela, com apresentação dos jovens artistas das oficinas nos dias 26 e 27 de janeiro. Outra oficina disponível será a de maquiagem para atores. As inscrições para as duas atividades poderão ser feitas no próprio local, um pouco antes do treinamento, e também no site do evento.

À frente do evento, estão os produtores Rosana Almeida e Olívio Rafael, que também realizaram em Fortaleza o Sacode Verão, em janeiro de 2018. “Além da tradição do cinema cearense, levamos em consideração também o potencial turístico e cultural da cidade”, ressalta Olívio Rafael. Em fevereiro, o evento, realizado através da Lei Rouanet de Incentivos Fiscais e patrocínio do Atacadão, chegará a Imperatriz, no Maranhão.

Secretaria das Cidades abre licitação para regularização fundiária de 3.624 famílias

A partir da próxima segunda-feira (28), começa o processo de contratação de serviço técnico para Regularização Fundiária Urbana de 3.624 imóveis, localizados na cidade de Fortaleza, no âmbito do Projeto Pró-Moradia. O serviço, a ser tocado pela Secretaria das Cidades, incluirá as etapas e atividades de levantamento físico e cadastro multifinalitários georreferenciados, trabalho de mobilização e sensibilização comunitária, coleta e elaboração de documentos e banco de dados georreferenciados.

O processo licitatório, de acordo com a assessoria de imprensa da secretaria, vai ser realizado na modalidade Pregão Eletrônico, e o acolhimento das propostas deverá ser iniciado no dia 28 de janeiro próximo. A data de abertura das propostas e de início da sessão de disputa de preços deverá ocorrer no dia 07 de fevereiro deste ano.

SERVIÇO

*O edital está disponível gratuitamente nos sítios www.portalcompras.ce.gov.br e www.comprasnet.gov.br.

*O certame será realizado por meio do sistema COMPRASNET, no endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br, pelo pregoeiro Carlos Alberto Coelho Leitão, telefone (85) 3459-6517. Nº DA LICITAÇÃO NO COMPRASNET 17912018.

Bolsonaro e um péssimo cartão de visitas em Davos

232 1

Com o título “Um péssimo cartão de visitas”, eis artigo de Ítalo Coriolano, jornalista do O POVO. Ele comenta a imagem deixada por Bolsonaro em Davos. Nem coletiva, ele concedeu à imprensa. Confira:

A estreia do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no exterior não poderia ser pior: dos 45 minutos a que tinha direito em seu discurso na abertura do Fórum Econômico Mundial, só falou seis. Para deixar tudo ainda mais constrangedor, insistiu nas frases vazias repetidas mil vezes durante a campanha eleitoral e que pouco interessam a investidores e autoridades internacionais. Afirma que seu governo não terá “viés ideológico”, mas não perdeu a oportunidade de criticar a esquerda. Caso não lembre, o País mantém relações comerciais com governos “vermelhos”, como é o caso da China, maior comprador de produtos brasileiros. Vai romper com o País por pura picuinha? Impossível! Vai ter, sim, que dialogar com a potência comunista. Para isso, a ficha de que as eleições já acabaram ainda precisa cair.

O que o mundo esperava de Bolsonaro eram ideias concretas para tirar o Brasil da crise econômica, dentro do modelo liberal defendido pelo ex-parlamentar. Queriam algo novo. Não veio nada. O que transpareceu para o público foi uma pessoa insegura e despreparada para o cargo que ocupa.

E quando se imaginava que seria possível extrair do chefe do Executivo algo mais palpável sobre seus planos para o País, a entrevista coletiva para diversos órgãos de imprensa do planeta é cancelada, 40 minutos antes de ela acontecer, num grave desrespeito aos profissionais da área e a quem consome seus conteúdos.

Tiago Pereira Gonçalves, assessor da Presidência da República, chegou a afirmar que o cancelamento da entrevista coletiva foi devido à “abordagem antiprofissional da imprensa”. Mas o que seria “abordagem antiprofissional”? Fazer perguntas que eventualmente incomodem Bolsonaro? Aprofundar questões? A imagem que tudo isso transmite é a de que a “boa imprensa” é somente aquela que não incomoda, que não toca em assuntos delicados, que não confronta informações, subserviente, sem autonomia. Nesta quarta-feira, Bolsonaro concedeu entrevista apenas à Rede Record, cujo dono, Bispo Edir Macêdo, declarou apoio ao militar reformado durante a disputa presidencial.

Caso não consiga entender e respeitar o trabalho dos jornalistas, o presidente criará embates que não ajudarão em nada na difícil tarefa de governar o Brasil pelos próximos quatro anos. Para o mundo, no caso específico da não-coletiva em Davos, fica a impressão de um sujeito arredio, antipático, grosso, intolerante às diferenças. Que belo cartão de visitas, heim?! Poderia aprender um pouco com seu vice, general Mourão, que aliás vem dando um show de performance na relação com a imprensa durante o exercício da Presidência.

A expectativa agora é de que a experiência de Bolsonaro em Davos sirva ao menos como um choque de realidade. O Brasil e o mundo não precisam mais de um candidato, mas de um presidente, de um estadista que consiga atrair investimentos, que consiga fazer as reformas necessárias, que diminua as desigualdades sociais, que resgate a nossa autoestima, que deixe de desperdiçar energia com temas inócuos, que atue para além das redes sociais, que haja com maturidade.

*Ítalo Coriolano

italocoriolano@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Caso Jean Wyllys – Associação Juízes para a Democracia divulga nota

 

A decisão de Jean Wyllys (PSOL) de abandonar mandato e o País, com medo de ameaças, provocou uma série de reações. Uma delas parte da Associação Juízes para a Democracia que encaminhou esta nota para o Blog. Confira:

NOTA PÚBLICA

A Associação Juízes para a Democracia (AJD) entidade não governamental, de âmbito nacional, sem fins corporativos, que tem como um de seus objetivos estatutários a defesa dos direitos e garantias fundamentais e a manutenção do Estado Democrático de Direito, manifesta forte preocupação com a notícia de que ameaças contra a vida do Deputado Federal Jean Wyllys o levaram a tomar a decisão de não assumir o mandato para o qual foi reeleito e que pretende se exilar.

Não há verdadeira democracia sem respeito aos partidos e aos parlamentares de oposição, a suas manifestações, suas opiniões e à integridade física. Qualquer ameaça ou intimidação visando constranger ou calar a oposição deve ser prontamente rechaçada pelas instituições democráticas.

Indissociável que tais ameaças se dirijam contra um parlamentar dedicado às causas das minorias, especialmente da comunidade LGBT, sendo o Brasil o país onde mais se mata homossexuais no mundo.

Alia-se à gravidade desses fatos, a ausência de resposta do Estado brasileiro ao assassinato da Vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, passados mais de 10 meses.

A intolerância e a violência, verbal ou física, não podem continuar marcando o debate político do país.

A AJD exige do Ministro da Justiça que tome imediatas providências a fim de garantir a vida e a integridade física do Deputado Federal Jean Wyllys, como assim de todo e qualquer parlamentar que seja alvo de ameaças, e que garanta o livre exercício dos mandatos para os quais foram eleitos.

*AJD – Associação Juízes para a Democracia.

(Foto – Arquivo)

Servidores de Caucaia terão salários reajustados em 3,75%

A Mesa Municipal de Negociação Permanente (MNNP) definiu o percentual de reajuste dos servidores de Caucaia (RMF). Será de 3,75%. Formado pela cúpula fiscal da Prefeitura e por representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep), o colegiado reuniu-se no gabinete do prefeito Naumi Amorim, no Itambé. A informação é da assessoria de imprensa dessa cidade.

O índice será encaminhado pelo Poder Executivo em forma de mensagem à Câmara Municipal de Caucaia. Caberá aos vereadores a aprovação do reajuste, que deve tramitar em caráter extraordinário e em regime de urgência para ser publicado no Diário Oficial do Município e, assim, entrar em vigor.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Orçamento (Sefin), Marcus Mota, é fundamental que o tempo de tramitação da matéria seja o menor possível para a gestão ter condições logísticas junto aos operadores financeiros de conceder o reajuste ainda na folha referente ao mês de janeiro.

DETALHE – O reajuste de 3,75% não se aplicará aos professores. A categoria tem direito a índice diferenciado, que será discutido em outro momento, após a conclusão do estudo de impacto no erário.

(Foto – Divulgação)

Prefeito de Cedro será eleito presidente da Aprece

201 1

A Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) realizará nesta sexta-feira, a partir das 14 horas, em sua sede, uma assembleia geral ordinária para eleição da sua nova Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal. O pleito será de chapa única.

A Chapa União pelo Municipalismo, que deverá comandar a Aprece pelos próximos dois anos, tem como presidente o prefeito de Cedro, Nilson Diniz, e como vice-presidente o prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves.

A Diretoria Executiva proposta pela chapa tem como secretária-geral Iris Gadelha, prefeita de Alto Santo; 1º Secretário é Mano Moraes, prefeito de Mauriti; Tesoureiro é Francisco Menezes Júnior, prefeito de Chorozinho; 1º Tesoureiro é Osvaldo Neto, prefeito de Reriutaba; e presidente de honra Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

PSD do Ceará terá Domingos Filho como seu presidente

Conselheiro em disponibilidade do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Domingos Filho foi convidado pelo presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, para presidir a sigla no Ceará. Os dois se reuniram na última quarta-feira, 23, em São Paulo. A deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) também esteve no encontro.

Se aceitar, Domingos Filho terá a responsabilidade de articular a legenda para as eleições municipais de 2020. O aceite demarcaria a retomada definitiva de Domingos Filho ao cenário político. Atualmente, quem preside o PSD no Ceará e lidera a bancada na Câmara Federal é Domingos Neto, filho do conselheiro e da deputada Patrícia Aguiar.

Em abril do ano passado, Domingos Filho conseguiu na Justiça liminar autorizando que se filiasse a partido político e disputasse as eleições em outubro daquele ano. À época, a juíza Maria de Fátima Bezerra Facundo, da 28ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, considerou que, como o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) foi extinto, e o conselheiro estava em disponibilidade, sem exercer a função, não estaria sujeito aos mesmos impedimentos.

Apesar da decisão favorável, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) indeferiu o registro de candidatura dele, em setembro de 2018, a um mês das eleições. A Corte o considerou inelegível por ocupar, ainda que em status de disponibilidade, cargo de conselheiro do TCE.

O impasse em torno da candidatura de Domingos Filho só foi definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após as eleições. No dia 8 de novembro, o ministro Luís Roberto Barroso deferiu a candidatura. “Se não existe o cargo, não há como o candidato dele se aproveitar”, argumentou o ministro ao emitir a decisão.

Como já se sabia desde a época do registro que a candidatura de Domingos Filho poderia ser questionada e indeferida pelas cortes eleitorais, como estratégia, a chapa inscrita pelo PSD já registrou também dentro do prazo legal a candidatura de Patrícia Aguiar, que se elegeu deputada estadual com 60.270 votos totalizados e assume mandato no próximo dia 1º.

(O POVO – Igor Cavalcante)

Editorial do O POVO- “Venezuela: a crise se extrema”

Com o título “Venezuela: a crise se extrema”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira:

A crise da Venezuela chega ao ponto mais extremo, desde o fracassado golpe de Estado, em 2002, contra o então presidente Hugo Chávez. Desta vez, é o presidente da Assembleia Nacional (Congresso) Juan Guaidó, que se declarou presidente da República, num ato perante uma multidão de opositores e da Casa que preside. Ele foi reconhecido oficialmente pelos Estados Unidos e um grupo de países (inclusive o Brasil). Os riscos de uma guerra civil e de uma intervenção militar externa nunca foram tão grandes. E, se concretizados, poderão convulsionar o Continente por inteiro e sacrificar a vida de jovens de países de tradição pacífica, como o Brasil, numa guerra terceirizada.

O governo Nicolás Maduro, repudiado por grande parte da população, encontra-se isolado externamente (apesar do apoio da China, Rússia e outros países de fora da órbita americana), dentre outras razões, por ter perdido a noção de que deve haver uma correspondência entre correlação real de forças e sua expressão institucional-formal. Se os governados estão divididos de forma quase parelha (meio a meio), a simples maioria formal alegada pelo governo e contestada pela oposição – que o acusa de ter recebido apenas 48% dos votos – não garante a governabilidade. Nessas condições, se houver repressão aos opositores, gerará grandes custos políticos e humanos. O bom senso exige negociação para um acordo aceitável por ambas as partes. A pior – e repudiável – alternativa é a guerra civil, pois provocaria um banho de sangue de proporções inimagináveis.

Mais grave ainda é a intervenção externa, pois arrisca estender a convulsão para toda a região, transformando-a em um novo Oriente Médio. O fato é que não se pode transgredir a soberania de um país – conforme o Direito Internacional – por não se concordar com seu regime político. Se esse fosse o critério, China, Rússia, Arábia Saudita e uma quantidade considerável de países que não se amoldam ao modelo institucional democrático americano teriam de sofrer intervenção externa. Ademais, as experiências históricas da intervenção de Washington para impor seu modelo foram desastrosas e geraram condições piores do que as anteriores. Basta lembrar Iraque, Líbia, Afeganistão e a Síria.

O governo Maduro não pode ser isento de suas responsabilidades pela crise, alegando a cobiça que suas reservas de petróleo (as maiores do mundo) provocam em certos países. Mas, também, ninguém pode ser ingênuo quanto a isso. O mais correto e prudente é deixar que o próprio povo venezuelano resolva seu problema interno. O máximo que os demais países devem fazer é ajudar no encontro de uma saída pacífica. Essa sempre foi a tradição da política externa brasileira.

(Editorial do O POVO)

Suspeito de chefiar o tráfico no Jangurussu é preso

Uma operação realizada nesta quinta-feira, 24, por equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), resultou na prisão de suspeito de chefiar tráfico de drogas no bairro Jangurussu, em Fortaleza, na região conhecida como “Favela da Mana”. Ele também teria ordenado ataques criminosos na Capital e Interior do Estado.

As investigações sobre o caso começaram em setembro do ano passado e culminaram com o mandado de busca e apreensão na residência de Joaquim de Almeida Otaviano Gomes, 48, mais conhecido como “Coroa”. Ele foi detido por volta de 5h30min em sua casa, que fica na 2ª etapa do bairro Conjunto Ceará. De acordo com a Polícia Civil (PCCE), no local foi apreendida uma pistola.

Segundo Otávio Coutinho, delegado do 2º Distrito Policial (DP), o suspeito possuía outros imóveis. Após diligências dos policiais nesses locais, foram encontrados cerca de sete quilogramas de maconha, dois tablets, nove celulares, mais oito pistolas, munições e carregadores. Uma das armas pertencia à Polícia Civil.

“Coroa” já responde por homicídio. As investigações ainda estão em andamento para identificar se o indivíduo é responsável por uma série de assassinatos na região a qual foi preso. Segundo a Polícia, há ainda indícios de que ele tenha comandado, pelo menos, dois ataques na Capital, além de atentados contra agentes de Segurança de Pública.

Conforme a Polícia, o suspeito é integrante de facção e exercia “relativa importância” dentro da organização criminosa, que tem forte atuação nos municípios de Marco, onde teria ordenado ataques, além de Sobral, Bela Cruz e Morrinho.

De acordo com Marcos Lopes, titular do 7º DP, ele ganhava, aproximadamente, R$ 500 mil mensais com a comercialização de entorpecentes. Ele usava um negócio de venda de porcos para disfarçar o comércio de drogas. Joaquim de Almeida foi autuado por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e organização criminosa.

(Com O POVO Online/Foto – Divulgação)

Governo decreta situação de emergência em 23 municípios. Ceará está na lista

399 1

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), informou hoje (24) que publicou no Diário Oficial da União (DOU) o reconhecimento federal de situação de emergência em 23 municípios dos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. Segundo a pasta, com a medida os entes já podem solicitar ajuda emergencial e recursos da União.

Segundo a portaria, a situação de emergência abrange sete cidades do Rio Grande do Sul atingidas pelas fortes chuvas que causaram danos físicos e econômicos na região. São elas: Alegrete, Quaraí e Rosário do Sul (chuvas intensas); Dom Pedrito e São Francisco de Assis (enxurradas); Gentil (Granizo); e Uruguaiana (Vendaval).

Na tarde de ontem (23), o ministro do MDR, Gustavo Canuto, anunciou o repasse de R$ 4,5 milhões para 18 cidades gaúchas que decretaram situação de emergência em função de danos causados por chuvas intensas no estado. Cada município receberá cerca de R$ 250 mil.

Na Bahia, os municípios atingidos pelas chuvas intensas foram Ilhéus, Jequié e Jucuruçu. O município de Mucuri atingido por erosão costeira e o de Remanso que sofre com a estiagem.

O longo período de estiagem também atinge a população de quatro municípios mineiros: Carbonita, Januária, Juramento e Matias Cardoso. O mesmo fenômeno acontece em Amparo de São Francisco (CE). Já a seca severa afetou Itatira (CE), Carira (SE) e Tobias Barreto (SE).

A capital do Amazonas, Manaus foi enquadrada em outro tipo de desastres naturais, por um incêncios. O município paulista de Tejupá foi enquadrado por colapso de edificações.

De acordo com o ministério, para receber auxílio da Defesa Civil Nacional, estados e municípios precisam obter o reconhecimento federal de situação de emergência ou calamidade pública. O reconhecimento federal permite o acesso das cidades afetadas por desastres naturais.

(Agência Brasil)

Projeto Artes em Esquizofrenia ocupa espaços na Casa de José de Alencar

A segunda edição da mostra Todos Envolvidos na Livre artES (TELA) está em cartaz até o dia 22 de fevereiro, na Casa José de Alencar. A visitação é gratuita e o público pode comparecer de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados, das 8 às 15 horas.

Trata-se de uma exposição de artes plásticas com trabalhos produzidos por pacientes com transtornos psicopatológicos que participam do projeto de extensão Artes em Esquizofrenia (artES), nascido no Ambulatório de Saúde Mental do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), unidade do complexo hospitalar da UFC filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

Esses pacientes são atendidos em dois espaços. O primeiro é a unidade do Centro de Apoio Psicossocial (CAPS) localizada na Av. Borges de Melo, 201, no Jardim América. O centro é vinculado à Prefeitura de Fortaleza. O outro espaço é o Abrigo Desembargador Olívio Câmara (ADOC), situado na Travessa Costa Rica, s/n, no Antônio Bezerra. O abrigo é ligado ao Governo do Estado. “Como projeto de extensão, nós vamos até eles”, esclarece a psicóloga Flávia Roberta, vice-coordenadora do projeto, que tem como coordenadora a também psicóloga Laura Serafim.

Programa

O Artes em Esquizofrenia (artES), criado no dia 5 de abril de 2017, integra o Programa de Apoio ao Paciente Psicótico (PROAPP) da Faculdade de Medicina da UFC. Tem como foco trabalhar habilidades artísticas de pacientes com transtornos psicopatológicos como fonte de promoção desse público. Visa visa também desmistificar os estigmas que cercam esses pacientes, além de viabilizar a articulação dos dispositivos da Rede Psicossocial em Fortaleza com o uso de recursos artísticos para um acolhimento integral e humanizado.

SERVIÇO

*Casa de José de Alencar – Avenida Washington Soares, 6055, Messejana.

(Foto – Divulgação)

Câmara Municipal reinicia atividades no dia 1º de fevereiro

A Câmara Municipal de Fortaleza realizará, dia 1º de fevereiro, a sessão de abertura dos trabalhos legislativos de 2019. A programação terá início às 8h30min com uma entrevista coletiva do presidente da Casa, Antônio Henrique (PDT), na Praça Barros Pinho. Em seguida, acontecerá o hasteamento da bandeira.

Logo após, será realizada a sessão solene de abertura dos trabalhos, tendo a presença do vice-prefeito Moroni Torgan e do secretário de Planejamento, Philipe Nottingham. Eles entregarão ao presidente da Câmara a mensagem do prefeito Roberto Cláudio ao Legislativo. Roberto Clãudio comparecerá à primeira sessão ordinária no dia 5 de fevereiro, para apresentar sua mensagem ao Poder Legislativo.

Durante a sessão tomarão posse os vereadores Libânia Holanda (PR), Ronivaldo Maia (PT), Sargento Reginauro (PROS) e Eron Moreira (PP), que substituem Célio Studart (PV), Acrísio Sena (PT), Soldado Noelio e Salmito Filho, eleitos no último pleito para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

(Foto – CMFor)