Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Adísia Sá receberá a Medalha da Abolição

adisiasaza

“Tenho tido tanta insônia esses dias pensando em como vai ser…”. A frase de ar pueril revela a forma como a jornalista, professora e escritora Adísia Sá, 83, lida com a expectativa pela noite de hoje. Mesmo colecionando uma série de prêmios ao longo da carreira, ela não esconde a felicidade pela conquista da Medalha da Abolição – maior comenda do Estado do Ceará – que Adísia receberá hoje das mãos do governador Cid Gomes (PSB).

A inegável alegria, no entanto, não impede um quê de simplicidade e modéstia de quem até hoje leva a vida a pensar, informar e discutir o Ceará. “Para mim foi uma surpresa, porque tem outras pessoas que mereceriam antes de mim”, retrai-se.

Mas Adísia reconhece que os demais nomes a serem agraciados hoje trazem a certeza de que sua trajetória teve a relevância que agora é mais uma vez reconhecida. Junto com ela, recebem a medalha o humorista Chico Anysio (in memoriam) e os empresários Ivens Dias Branco e Yolanda Queiroz. “Não iriam me colocar ao lado desse trio se não tivesse alguma passagem na minha vida que merecesse essa comenda”, admite a jornalista.

Adísia é fundadora e professora aposentada do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará (UFC). Tem livros publicados em várias áreas. Formada em Filosofia, escreveu Metafísica, para quê? e Fenômeno Metafísico; sobre o jornalismo, cuja primeira incursão dela foi na Gazeta de Notícias em 1955, refletiu em O jornalista brasileiro e Fundamentos Científicos da Comunicação; na literatura, escreveu, por exemplo, o romance Em busca de Iracema.

Trabalhou também nos jornais O Estado, O Dia e fez carreira no O POVO, onde foi ombudsman em 1994, 1995 e 1997 – e é atualmente ombudsman emérita e articulista, além de fazer comentários diários nas manhãs do Grande Jornal, da rádio O POVO-CBN (FM 95,5).

(O POVO)

Dilma aproveitará visita ao Ceará para anunciar medidas contra a seca

143 1

A presidente Dilma Rousseff (PT) virá ao Ceará dia 2 próximo anunciar pacote de ações emergenciais para socorrer as áreas mais atingidas pela seca no Nordeste.

Entre as medidas, o governo busca garantir recursos para a compra de água e ração animal e promover distribuição de milho nos Estados, com o objetivo de garantir a alimentação do rebanho da região.

A informação é do líder da bancada federal do PT na Câmara, José Nobre Guimarães.

Cearense está no páreo para conselheiro do CNJ

O promotor de Justiça Marcus Renan Palácio foi escolhido para disputar vaga no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele concorreu com os procuradores de Justiça José Valdo e Maria Magnólia Barbosa. A votação ocorreu na última sexta-feira, 22.

Foram 196 votos válidos e os eleitores poderiam votar em um ou mais candidatos. Marcus Renan obteve 178 votos. Magnólia recebeu 91 votos e José Valdo 55. Foram contabilizados ainda quatro votos em branco e dois nulos.

PCdoB anuncia que vai brigar pela reeleição de Inácio Arruda para o Senado

407 8

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=isOdczuTu9E[/youtube]

Enquanto a sucessão governamental movimenta algumas lideranças, a peleja pela unica vaga de senador, em 2014, não fica por baixo. No PT, há correntes querendo José Nobre Guimarães, líder da bancada do partido na Câmara, nesse embate. No PDT, o presidente regional André Figueiredo já aponta Heitor Férrer como bom nome, no que Heitor não afasta seu nome do páreo.

Eis que o PCdoB, por meio do deputado federal Chico Lopes, avisa não estar fora desse jogo. Os comunistas, garantem, estão com a prioridade, na aliança em torno do PSB do governador Cid Gomes, de defender a reeleição de Inácio Arruda.

Viúva fará homenagem a Chico Anísio

172 1

Malga di Paula, viúva de Chico Anísio, estará neste domingo, a partir das 16 horas, decolando de helicóptero do Marina Park Hotel com destino à cidade de Maranguape (Região Metropolitana de Fortaleza). Na terra natal de Chico, ela jogará pétalas de rosas sobre a Serra de Maranguape, onde foi depositada parte das cinzas do humorista cearense.

Em seguidas, ela aterrissará no município para assistir a uma missa marcada para as 19 horas, na matriz da cidade, marcando o primeiro aniversário da morte de Chico Anísio.

Nesta segunda-feira, a partir das 19 horas, no Palácio da Abolição, Malga di Paula receberá a Medalha da Abolição que foi concedida pelo governo do Ceará a Chico Anísio.Nessa mesma cerimônia, receberão igual medalha a jornalista e professora Adísia Sá, a empresário Yolanda Queiroz e o empresário Ivens Dias Branco.

No rastro do sangue, o vexame oficial

276 3

charge eliomar 130324 gov caos

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (24):

Em Fortaleza, o que já era ruim está piorando muito. Definitivamente, a violência assume patamares escandalosos. Desde o início do ano da graça de 2013, 444 pessoas foram assassinadas na Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção. A cada santo dia, uma média superior a cinco homicídios. Nesse ritmo, chegaremos ao final do ano com mais de dois mil assassinatos.

Uma guerra fratricida. No ano passado, foram mortas 1.628 pessoas na antes pacata capital cearense. Uma média superior a quatro homicídios por dia. Já eram números assustadores e indecentes.

No rastro de sangue dos números de 2013, aflorou o vexame oficial. Ao ser confrontado com as estatísticas, o secretário da Segurança, Francisco Bezerra, reagiu da pior maneira possível. Ou seja, não assumiu nenhuma responsabilidade pela situação e ainda responsabilizou terceiros.

O secretário Bezerra culpa pelas mortes a ex-prefeita Luizianne Lins, que, segundo ele, não adotou políticas para contemplar os jovens, a sociedade, que não baixa a maioridade penal, e, claro, a imprensa, que comete o supremo abuso de “requentar (o assunto) todos os dias”.

Na reportagem do O POVO que expôs a tragédia, o diretor-adjunto da Divisão de Homicídios (DHPP), delegado Franco Pinheiro, não se esquivou das perguntas e foi ao ponto. Para começo de conversa, disse que cada um dos oito delegados dessa delegacia especializada cuida, em média, de 36,2 casos de homicídios.

É óbvio que um delegado não pode investigar 36 casos de assassinatos ao mesmo tempo. Dessa forma, perdura a impunidade. Na impunidade, o crime passa a ser um bom negócio. A ciranda da morte se fortalece.

Vejam mais essa declaração do delegado Franco: “Nossas investigações andam a passos curtos, apesar do volume dos investimentos feitos pelo Estado. Acredito que a forma de investir não foi a mais adequada… Muitas vezes temos que deixar um local de crime rapidamente e partir para outro”.

A avaliação do delegado, homem de dentro do aparelho de segurança, é surpreendente dentro de um Governo que engavetou o discurso da segurança pública desde o fatídico 3 de janeiro de 2012, dia em que Fortaleza parou e o Governo ficou rendido a uma greve ilegal de policiais.

Responsabilizar terceiros pelos acontecimentos é um sintoma clássico de uma política de segurança que está perdida, sem rumo. Não há respostas efetivas do Governo para combater o aumento dos índices de criminalidade. O Ronda envelheceu e foi engolido pela velha polícia.

O sonho de uma polícia comunitária ficou retido dentro das caríssimas Hilux, com seu ar-condicionado, seus bancos de couro e sua tração 4×4 que jamais será acionada. Um camburão de luxo.

Heitor Férrer não afasta o cálice da disputa pelo Senado em 2014

106 3

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wJNr7UvUvnM[/youtube]

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) está gostando da ideia de disputar o Senado, o que foi lembrado pelo presidente regional do seu partido, o deputado federal André Figueiredo. Ele, no entanto, diz que ainda estar cedo para definições diante do que poderá vir de cenário de alianças políticas em 2014.

Sejus e PM evitam motim na CPPL III

A informação foi divulgada pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado: 

Neste domingo, cerca de duzentos presos da Rua D da Casa de Privação Provisória de Liberdade 3, em Itaitinga, tentaram iniciar um motim queimando colchões da vivência, mas foram rapidamente contidos pelo Grupo de Apoio Penitenciário e pelos policiais da 2a Companhia de Policiamento de Guarda.

Desde sexta-feira, a Sejus informa que, com a Policia Militar, já fazia reforço nesta unidade após frustrar uma tentativa de fuga por volta das 17 horas nesta mesma Rua. Esses presos, por ocasião desta tentativa n a ultima sexta-feira, respondem a sanção disciplinar e ficaram sem direito a receber visita neste domingo.

Segundo a Cosipe, esta seria a causa da motim. A situação está controlada, não houve feridos e a visita segue sem alteração, exceto para essa vivência da unidade.

DETALHE – O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para controlar o fogo.

Manifestantes protestam contra posição do Conselho de Medicina

191 2

Cerca de 40 pessoas realizaram manifestação, nesse sábado (23), em frente ao Conselho Regional de Medicina do Ceará (Cremec), no José Bonifácio. O protesto, organizado pelo Movimento em Favor da Vida (Movida), criticava a decisão do Conselho Federal de Medicina (CFM), que apoiou mudanças previstas no anteprojeto do Novo Código Penal, que pretende ampliar os casos em que o aborto não é considerado crime. São as chamadas “causas excludentes de ilicitude”.

O ponto mais polêmico é a proposta de permissão do aborto “por vontade da gestante até a 12ª semana da gestação”. A médica obstetra Emília Moura é enfática: “o médico é formado para defender a vida e não tirá-la. Qualquer médico com posição favorável ao aborto não é digno de ocupar um cargo que represente a classe médica”. O médico pediatra e neonatologista Marcos Moura de Almeida defende que a decisão só poderia ter sido tomada após um debate com a categoria.

O vice-presidente do Cremec, Lúcio Flávio Gonzaga, afirma que o órgão não é a favor do aborto. “Estamos preocupados com a saúde da mulher. Existe uma alta taxa de mortalidade de mulheres que fazem abortos clandestinos. No ano passado, segundo dados SUS, mais de 100 mil mulheres foram internadas devido a complicações por aborto (ilegal)”, informa.

(O POVO)

Copa 2014 – Secretário Ferrúcio Feitosa cumprirá agenda em Londres

295 2

ferrucioof

O secretário estadual da Copa 2014, Ferrucio Feitosa, está em Londres. A assessoria de imprensa informou que ele vai divulgar o Ceará como destino para a Copa do Mundo. A agenda será cumprida neste domingo e segunda-feira, quando participará do “Workshop sobre Copa do Mundo para o Mercado Europeu”. Na programação do evento, o secretário fará uma apresentação ressaltando o potencial turístico do Estado e a estrutura que está sendo preparada para os megaeventos da FIFA no Brasil.

“O momento é oportuno já que Fortaleza tem localização geográfica privilegiada para os países Europeus e muitos atrativos turísticos capazes de gerar negócios e movimento intenso de visitantes. Tanto a Copa das Confederações como a Copa do Mundo serão verdadeiras vitrines para que possamos apresentar o Ceará para outros países”, diz o secretário.

O evento, organizado pela Match Hospitality (empresa parceira da FIFA), aproveita a realização de um amistoso da Seleção Brasileira contra a Rússia na segunda-feira (25), na capital inglesa, para apresentar as cidades-sede da Copa das Confederações 2013 e da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 para agentes de hospitalidade oficiais europeus, a imprensa especializada, patrocinadores e fornecedores oficiais da Copa.

 

Repórter do Blog conversa com "Novos Talentos"

261 1

ftalentoss

Nesta semana, tivemos o prazer de bater um longo papo com essa turma aí de cima: 12 estudantes de vários cursos de Jornalismo de Fortaleza. A conversa girou sobre nossa trajetória e rotina de trabalho e, principalmente, a experiência de fazer um Blog voltado para política e atualidades. Ficamos felizes com esse contato, pois aprendemos bastante.

Ficamos mais felizes ainda de saber que essa turma, a 13ª do Programa Novos Talentos, do Sistema O POVO de Comunicação, mostrou amor pelo Jornalismo. Como dissemos na conversa… há um tempo pra tudo… E esse grupinho está com vontade de plantar profissionalmente.

(Foto – Ana Aranha)

Líder do prefeito manda artigo explicando os porquês de RC querer PMs em sua segurança

411 15

Com o título “Pontuações sobre segurança, eis artigo do vereador Evaldo Lima (PCdoB), líder do prefeito Roberto Cláudio na Câmara Municipal de Fortaleza. Ele aborda a polêmica sobre a cessão de policiais militares na segurança do prefeito. Ele explica os porquês de RC optar por PMs e não não pela guarda Municipal. Confira:

Há alguns dias temos ouvido argumentos e críticas totalmente infundadas e fictícias sobre a proposta de convênio entre a Prefeitura e Governo do Estado que vai permitir, entre outras ações, auxiliar na segurança do Prefeito Roberto Cláudio. Ao contrário do que pode pensar alguns colegas parlamentares, a segurança do prefeito não é privilégio, é uma prerrogativa da função. Vamos aos dados concretos:

– O número de PMs que serão utilizados na segurança do prefeito serão 12, divididos em dois turnos;
– Esses PMs sairão do quadro da Casa Militar do Governo do Estado; o Governo do Estado, por meio da Casa Militar, e a Prefeitura de Fortaleza vão fazer um convênio para permitir a cessão desses policiais;
– A gratificação dos policiais será paga pela Prefeitura de Fortaleza;
– O convênio já está em estudo na Procuradoria Geral do Estado (PGE) e valerá também para a capacitação e treinamento da Guarda Municipal e Defesa Civil.
– Apesar da Guarda Municipal ter o direito a utilizar armas letais (por Fortaleza ter mais de 200 mil habitantes), a Instituição nunca recebeu treinamento para portar armas de fogo e nem treinamento para segurança de autoridades;
– Esse modelo de convênio não é novidade, inclusive já é utilizado em estados como São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Além dessa nova organização descrita, a gestão do Prefeito Roberto Cláudio possui diversas ações concretas para a questão da segurança da cidade. Foi criada a Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania e vamos realizar concurso público para colocar mais 1.000 Guardas Municipais nas ruas de Fortaleza. Há também o trabalho da Coordenadoria de Políticas Públicas para Juventude, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Esporte e Lazer e outras secretarias, cada uma em sua área, fomentando e despertando nas crianças e jovens fortalezenses o real sentido da cidadania, para assim construirmos uma Fortaleza cada vez mais cidadã e segura para todos.

* Evaldo Lima,

Líder do Prefeito Roberto Cláudio na Câmara Municipal.

Saudade de Chico Anísio – Viúva jogará pétalas de rosas sobre a Serra de Maranguape

577 1

malga

Malga di Paula, viúva de Chico Anísio, estará neste domingo, a partir das 10 horas, decolando de helicópteo do Marina Park Hotel com destino à cidade de Maranguape (Região Metropolitana de Fortaleza). Na terra natal de Chico, ela jogará pétalas de rosas sobre a Serra de Maranguape, onde foi depositada parte das cinzas do humorista cearense.

Em seguidas, ela aterrissará no município para assistir a uma missa que marca o primeiro aniversário da mote de Chico Anísio.

Na segunda-feira, a partir das 19 hora, no Palácio d Abolição, Malga di Paula receberá a Medalha da Abolição que foi concedida pelo governo do Ceará a Chico Anísio.Nessa mesma cerimônia, receberão igual medalha a jornalista e professora Adísia Sá, a empresário Yolanda Queiroz e o empresário Ivens Dias Branco.

Ronda do Quarteirão – Tragado por velhos costumes do passado

Eis artigo da professora Glaurícia Mota, coordenadora do Laboratório de Direitos Humanos e Cidadania da Uece. Intitulado “Um Novo modelo de política de segurança pública”, faz críticas ao programa Ronda do Quarteirão. Anunciando como avanço, acabou tragado pro velhos costumes da polícia tradicional.

Por que o volume de investimentos feitos na área da segurança pública no Governo Cid Gomes não consegue reduzir os índices de violência no Estado? Pelo simples fato de que não basta apenas investir em mais armamento, viaturas e equipamentos, reformas e construção de prédios. Há que se gestar um novo modelo de política de segurança pública, em que a atuação das polícias seja mais preventiva que repressiva, que faça uso inteligente de novas tecnologias como ferramentas e estratégias de investigação científica, considerando que o modelo tradicional das polícias se mostrou obsoleto para a redução dos índices de criminalidade e violência no Estado brasileiro, principalmente da violência letal.

A criação do Ronda do Quarteirão ou da “polícia da boa vizinhança”, antes apresentado como um novo modelo de atuação policial, uma vez que privilegiava as ações de proximidade com a comunidade e, portanto, ações mais preventivas e sociais do que repressivas, acabou sendo engolido pelo modelo tradicional de atuação da polícia militar. Um modelo que prioriza e defende mais repressão no enfrentamento da criminalidade para solucionar os problemas da segurança pública.

A história do Ronda é apenas um exemplo das dificuldades que encontram as novas políticas diante do apego das polícias estaduais à tradição e aos estreitos espaços para as inovações. As polícias tradicionais têm uma resistência incomum às mudanças, que, por si, é parte do problema a ser enfrentado pelos governantes ao tentar operacionalizá-las na área da segurança pública, levando em conta as exigências da democracia.

Pesquisas desenvolvidas na área revelam que o atual modelo das polícias brasileiras acaba permitindo a existência de interesses particulares e de grupos nas suas estruturas de poder, que são ilegalmente articulados e, em estreita colaboração com grupos criminosos, acabam por fincar raízes nas polícias. E as mudanças propostas ameaçam práticas altamente lucrativas já acomodadas na estrutura policial, e que acabam beneficiando parte das elites policiais.

No Ceará, frente ao seu tabuleiro de mudanças e sem interlocutores de peso no seio da Polícia Militar para fazer a articulação entre o novo e o velho modelo de atuação dessa polícia, o que fez o Governo Cid Gomes? Deixou o Ronda ser tragado pelo velho modelo e este “tornou-se polícia nas ruas” como anunciava a manchete de um jornal local. Ao agir assim, o Governo fez uma “nova escolha”, uma escolha política pelo modelo tradicional, militarizado e repressivo que tem como referência estratégias de guerra de combate do inimigo no espaço público.

Hoje, no Ceará, o modelo que simboliza essa escolha se chama Raio – Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas. Percebam, houve uma troca na escolha: do Ronda do Quarteirão pelo Raio. Qual o impacto dessa escolha na redução dos índices de criminalidade e violência?

* Glaucíria Mota

glaumota@pq.cnpq.br
Coordenadora do Laboratório de Direitos Humanos e Cidadania da Uece.

Cid Gomes considera "natural" que Eunício articule para disputar o Governo em 2014

188 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=moTUU2Ge4_4[/youtube]

O governador Cid Gomes considera cedo para se falar em disputa governamental 2014. Foi o que ele deixou claro, numa rápida coletiva quando do lançamento do livro “Antes dos Coronéis”, do jornalista J. Ciro Saraiva, lançado na Assembleia Legislativa. Cid falou sobre estiagem, sobre o livro de Ciro Saraiva e, claro, sobre eleições do próximo ano.

Indagado se teria gente apressada em falar sobre sucessão – caso do senador Eunício Oliveira, Cid Gomes considerou natural esse tipo de articulação e avisou: o tema só entrara e sua agenda a partir de maio do próximo ano.

PT fará reunião já de olho em 2014

A Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores vai reunir, nos próximos dias 5 e 6, em Fortaleza, todos os prefeitos e vereadores da legenda. Hora de começar a pensar em 2014, quando o PT espera, no mínimo, ter um nome disputando cargo majoritário.

O nome para a disputa, mais precisamente o Senado, já está nas ruas: o líder do PT na Câmara, José Nobre Guimarães que, sobre o assunto, tem evitado falar e sempre repetido a frase de que só se deve pensar em 2014 no ano de 20140

José Guimarães tem nome lembrado por várias correntes petistas.

 

Fique atento à portaria sobre crianças no show dos 20 anos do Siriguella

“A juíza Alda Maria Holanda Leite, coordenadora das Varas da Infância e da Juventude de Fortaleza, baixou portaria disciplinando o ingresso de crianças e adolescentes no evento “Aniversário do Siriguella 20 anos”. O show, promovido pela empresa Siriguella Promoções e Eventos Ltda., acontecerá neste sábado (23/03), no Marina Park Hotel.

Na portaria, assinada nesta sexta-feira (23/03), a magistrada determina que jovens com até 16 anos incompletos só poderão entrar no evento acompanhados dos pais, de responsável legal (tutor ou guardião), apresentando cópia do documento que comprove a tutela ou guarda; ou acompanhado de avós, irmãos e tios, desde que comprovem o parentesco. A juíza determina também a fiscalização, pelos agentes de proteção do Juizado, “sobre qualquer forma de negligência, exploração, inclusive laboral, de violência, discriminação, maus tratos e mau exercício do poder familiar, praticados contra crianças e adolescentes”.

Os agentes poderão ter acesso a todos os setores e espaços do complexo estrutural erguido para o evento e, caso haja tentativa de impedimento ou embaraço, o transgressor deverá ser conduzido para a delegacia plantonista, para que sejam adotados os procedimentos legais. O diretor do Departamento de Agentes de Proteção (DAP) deverá adotar as providências necessárias para o fiel cumprimento da portaria.

 

Fazer e fazer bem feito

311 1

cid obras

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

Parte da vidraça do recém-reformado Castelão desabou e a desculpa oficial foi a de que “alguém provavelmente esbarrou”. À parte a especulação vaga, espera-se que estrutura colocada em local de fluxo de pessoas seja a prova de empurrões. Todavia, seria apenas um detalhe a não merecer maior reflexão, não fossem as recentes polêmicas envolvendo obras do Estado que mal haviam sido concluídas.

No mês passado, incomodado com o desabamento da marquise do Hospital Regional Norte, em Sobral, o governador Cid Gomes (PSB) afirmou que ficava praticamente triste porque, segundo ele, “vai parecer que as coisas que eu faço são mal feitas, e não são. São muito bem feitas”.

O governador costuma repetir que gosta de realizar obras de qualidade. Por isso, muitas vezes prefere pagar mais caro, para ter o retorno no resultado final. O raciocínio é absolutamente legítimo. Nem o caso do hospital nem o do Castelão é suficiente para dizer que tais obras são duas porcarias, o que seria uma mentira.

Nos empreendimentos de tal magnitude é até natural que haja problemas pontuais, desde que não comprometam o todo. No entanto, já houve episódios bem mais relevantes, capazes de por em xeque, sim, a qualidade do trabalho realizado pelo Estado. E com prejuízos para o contribuinte, inclusive.

Na época em que Cid se insurgiu – com toda razão do mundo, a propósito – contra o Ministério dos Transportes, pela situação calamitosa das rodovias federais, o deputado estadual Heitor Férrer (PDT) mostrou que a CE-168, entre Itapipoca e Itapajé estava em condições também imprestáveis. Fazia apenas dois meses que o governador participara da entrega da rodovia recuperada, cujos custos passaram de R$ 20 milhões. A empreiteira responsável apontou que houve erro no projeto, formulado por outra empresa. Teria sido desconsiderado o “detalhe” de se tratar de obra em serra.

No começo de 2012, o Estado autorizou a reforma da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) de Itaitinga, para reforçar a segurança, depois de três grandes fugas no intervalo de sete meses. Detalhe: o local havia sido inaugurado menos de três anos antes.

Em março do mesmo ano, veio abaixo a primeira etapa da reforma do canal do rio Granjeiro, no Crato. Os trabalhos para recuperar os estragos decorrentes da chuva do ano anterior haviam custado R$ 2,5 milhões. Cada caso tem sua explicação, mais ou menos convincente. Em conjunto, expõem que a qualidade do que é entregue talvez não esteja compatível com o que os subordinados do governador levam aos seus ouvidos.

Secretário da Segurança credita à gestão Luizianne Lins aumento da violência

473 24

coronelbezerra

“O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o coronel Francisco Bezerra reagiu com insatisfação ao ser abordado pelo O POVO para falar sobre o volume de assassinatos ocorridos na Região Metropolitana de Fortaleza. Na manhã da última quarta-feira, durante a inauguração de uma casa de detenção, em Itaitinga, Bezerra afirmou que o assunto era “requentado todos os dias” pela imprensa e justificou que o problema não cabe somente à Polícia.

“Isso não é só um problema de Polícia. Isso é um problema de toda a sociedade. Eu sugiro, nesse momento, que vocês vejam que tipo de equipamento a Prefeitura de Fortaleza, nos últimos oito anos, colocou à disposição dos jovens e adolescentes”, criticou o secretário, que prosseguiu: “Isso requer investimento na área da educação, assistência ao jovem, criação de emprego e na área da punição efetiva de quem comete o crime”, concluiu, sugerindo alterações na Lei da Maioridade Penal, fixada em 18 anos.

Secretário municipal da Juventude durante o governo da ex-prefeita Luizianne Lins, Afonso Sousa reagiu às declarações do coronel. Ele defendeu que o governo petista foi um dos que mais investiu em políticas para a juventude nos últimos anos e classificou a avaliação de Bezerra como “equivocada”.

“Ele está tão equivocado, que a área em que mais subiu o índice de criminalidade foi justamente onde houve investimentos. Isso deixa claro que é um problema de Polícia, relacionado ao tráfico de drogas. Se a questão fosse meramente municipal, áreas da Região Metropolitana não seriam afetadas”, disse Afonso, citando a criminalidade em bairros como a Barra do Ceará, onde foi instalado o Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cuca).

Dentre os investimentos feitos pelo governo de Luizianne, Afonso citou a criação de uma Coordenadoria da Juventude, do Conselho Municipal da Juventude e de um fundo municipal para os jovens. “É muito chato uma figura pública atribuir seus índices negativos a terceiros para desviar o foco do debate.

Não estou dizendo que não faltam políticas públicas para jovens. Existe, de fato, um histórico de carência neste sentido. Mas o governo Luizianne iniciou um trabalho para mudar esse quadro que a atual gestão deve continuar”, afirmou.”

(O POVO)