Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Pacto pelo Pecém é apresentado ao Poder Público Federal

Depois de articular os movimentos sociais, as prefeituras e a Academia, o diálogo desta quarta (13) é com os

Representantes do Poder Público Federal vão estar, às 8h30min desta quarta-feira, no Complexo das Comissões da Assembleia Legislativa. O objetivo é engajar os membros do governo gederal nas atividades do Pacto pelo Pecém, tendo em vista que tais instituições contribuem e participam da construção dos empreendimentos instalados no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), situado em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza).

Empresários, trabalhadores, moradores da região, movimentos sociais e da sociedade civil, além dos representantes do Poder Público Municipal, Estadual e Federal vão fazer exposições. sobre o Pecém. A articulação é do Conselho de Altos Estudos da AL e visa construir uma estratégia pactuada para o desenvolvimento sustentável do Complexo Industrial e Portuário.

O Conselho de Altos Estudos da Assembleia Legislativa é coordenado por Eudoro Santana.

PT e PSB em Fortaleza – O racha anunciado

114 7

Com o título “Um desfecho natural em Fortaleza”, eis artigo da jornalista e integrante da Comissão Executiva do PT do Ceará, Fátima Bandeira. Para ela, o fim da aliança do PT com o PSB na Capital seria algo anunciado há muito tempo, porque o PSB vive de alianças que pendulam da esquerda à direita ou ficam no centro. O PMDB e o PCdoB patinam, enquanto o pT conseguiu, segundo a articulista, uma fusão perfeita entre projeto partidário e construção de lideranças. Confira:  

Em Fortaleza, o provável desfecho da aliança PT/PSB/PMDB/PCdoB vem sendo prenunciado há tempos e apenas reflete o quadro da cultura política brasileira no que se refere a projetos partidários. Senão, vejamos: o PSB é um partido de caráter ainda quase regional, concentrando sua maior força no Nordeste, berço histórico de seu presidente nacional, governador Eduardo Campos, herdeiro político de Miguel Arraes e que detém o controle do partido, atrelando um possível projeto partidário a seu projeto pessoal. Diante disso, as alianças do PSB pendulam da esquerda à direita, ou ficam no centro, ou em qualquer coisa, como o PSD de Gilberto Kassab. Inexiste, na verdade, projeto político partidário. E para confirmar isso basta ver as coligações eleitorais de 2010 que elegeram seus governadores e as alianças em construção para 2012 com o objetivo de eleger vários prefeitos, na lógica de fortalecer Eduardo Campos para 2014 e torná-lo um quadro com dimensão nacional.
O PMDB, que se constituiu na resistência à ditadura como MDB. Com a vitória da luta pela redemocratização, viu encerrado seu projeto e foi descaracterizando-se, tornando-se uma federação de lideranças locais que se movem segundo seus interesses e necessidades imediatas, sem conseguir constituir um todo, mesmo que seja em torno do projeto pessoal de um quadro partidário, como é o caso do PSB. Em cada local, há um diferente PMDB que também se articula com qualquer espectro ideológico ou sem qualquer ideologia, se é que isso é possível.

Já o PCdoB, com uma história construída ao longo de 90 anos pela esquerda e enfrentando rachas internos vários, nunca conseguiu representar um projeto nacional e não se fortaleceu como partido de esquerda de massa, ficando sempre atrelado a projetos outros, em alguns locais com o PT, e em outros com partidos de direita. Sem definir bem seu espectro de alianças e mantendo um discurso de esquerda, gerou uma dicotomia política que talvez seja um dos elementos que não o credenciaram como o legítimo representante de um projeto progressista.

Sem apologia, o PT processou uma fusão perfeita entre projeto partidário e construção de lideranças que acabou por constituí-lo, ao longo dos seus 32 anos, como um partido nacional e representante de um projeto progressista para o Brasil, com capilaridade no País inteiro e uma consolidada base militante. Há poucos dias, o presidente do PSDB e líder da oposição, deputado Sérgio Guerra, ao defender a unidade interna dos tucanos, ao mesmo tempo em que fazia críticas ao seu partido, bradava que o PT professava um discurso unificado, tanto no Piauí como no Paraná, e essa teria sido a estratégia principal para o seu fortalecimento. Sem entrar no mérito, a colocação de Sérgio Guerra traz um elemento importante para ser analisado pelos cientistas políticos de plantão. No Ceará, PSB/PMDB/PCdoB reproduziram esse comportamento partidário, influenciado pelas questões estaduais.

O PSB hoje é um partido liderado pelos irmãos Ferreira Gomes e fortalecido por deter o governo do estado. Já foi liderado por Eudoro Santana e Sérgio Novais, quadros históricos da esquerda. O primeiro, originalmente do MDB da luta pela democracia, hoje está no PT e o segundo, alijado da direção partidária, luta por manter algum espaço no partido, sem muitas perspectivas enquanto o PSB for governo. Na condição de governo estadual, o PSB tornou-se um dos maiores partidos do Ceará, fenômeno natural na nossa história política partidária.
O PMDB já foi representado por Mauro Benevides e Paes de Andrade, na luta pela democracia. Hoje, representa o projeto do senador Eunício Oliveira, presidente estadual do partido, que segundo comentaristas políticos, deseja chegar ao Governo do Estado em 2014, substituindo Cid Gomes e fará todos os movimentos necessários única e exclusivamente nesse sentido.

O PCdoB, cuja força principal é Fortaleza lança novamente o senador Inácio Arruda como candidato a prefeito por ver seu espaço diminuído ao longo dos anos, principalmente, na perspectiva de 2014, de vez que uma reeleição de seu senador é uma grande incógnita. Não se pode esquecer que na eleição de 2006 a candidatura majoritária de Inácio Arruda foi uma grande queda de braço com Eunício Oliveira, mediada pelo então candidato a governador Cid Gomes e pelo PT. Mediação que redundou no compromisso do presidente estadual do PMDB ser candidato em 2010, o que foi cumprido pelos afiançadores daquela aliança, tendo, portanto, encerrado o assunto.O PT, tendo o projeto nacional como prioritário, liderou a aliança com esses partidos em 2002, 2006 e 2010 negociando alianças estaduais em função desse projeto maior.

Em eleições municipais, o quadro é sempre diferenciado. Lê-se eleições municipais como o momento de fortalecimento de partidos em função da representatividade de prefeitos em eleições majoritárias. Foi assim em 2004, em Fortaleza, quando Luizianne venceu o encontro municipal do PT e chegou ao segundo turno das eleições, aglutinando, só então, a base de apoio nacional. Foi assim em 2008, quando várias candidaturas foram ensaiadas, inclusive da base aliada, embora, ao final, tenha sido possível manter a aliança formal entre os partidos.
Agora em 2012, o quadro se repete, agravado pelo fato da prefeita não ter reeleição. A aliança construída em 2006 no Ceará tinha como base o projeto do PT nacional que se fundiu naquele momento com um projeto estadual das principais lideranças dos partidos da base aliada do governo Lula. Não é mais esse o caso. Em 2010 era a continuidade e, mesmo assim, houve uma grande resistência dos aliados à candidatura do atual senador José Pimentel, do PT.

Os aliados sempre temeram o crescimento do PT, reconhecido como o maior partido do País e o primeiro na preferência dos eleitores. Mantido esse quadro e apesar da oposição – principalmente da mídia – a tendência é o PT se fortalecer ainda mais. Por que esse fortalecimento interessaria aos aliados? Parece razoável pensar que esse arranjo político-partidário se esgotou. E o rearranjo se projeta para 2014, quando Cid não terá reeleição, portanto qualquer partido poderá lançar candidatos majoritários e para tanto, precisa estar fortalecido. Pode ser do PT, Eunício, Inácio ou quem mais quiser e se sentir em condições. Essa disputa está pelo menos, até agora, centralizada na chamada base aliada e não na oposição ao governo federal, ainda enfraquecida.

Fortaleza, na geopolítica cearense, é estratégica tanto pelo percentual de eleitores como pela influência que exerce no Estado. Portanto, é a joia da coroa estadual. Todos querem ter esse trunfo em 2014. Nesse sentido, porque manter uma aliança que interessa, fundamentalmente ao projeto nacional do PT? É a hora natural das forças políticas pensarem em rearrumar a casa e o que sair das urnas em 2012 dirá qual a aliança possível em 2014, na perspectiva da reeleição da Presidenta Dilma e da eleição do próximo governador.
É disso que se trata como diz um amigo meu.

* Fátima Bandeira

Jornalista e membro da comissão executiva do PT/CE.

Petista diz que aliança já era e que candidatura de Elmano é “prego batido e ponta virada”

83 2

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dl1q32WJW3w&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=6&feature=plcp[/youtube]

Para o deputado federal José Airton (PT), a ordem é fortalecer a campanha do futuro candidato petista à prefeitura de Fortaleza, Elmano de Freitas. Foi o que ele disse, ao ser indagado sobre a decisão do PSB do governador Cid Gomes de lançar candidatura própria.

José Airton até se apega a um ditado popular para garantir que não há mais volta, ou seja, nada de manutenção da aliança entre PT e PSB:  A candidtrua de Elmano é “prego batido e ponta virada”.

Livros didáticos acabam jogados no lixo em Catarina por engano

“Centenas de livros didáticos e documentos pertencentes à Prefeitura de Catarina, na região dos Inhamuns, foram encontrados no lixo na última segunda-feira, 11. A titular da Secretaria de Educação do município, Maria das Dores Fernandes, informou ao O POVO Online que chegou a registrar um boletim de ocorrência (B.O.) sobre o caso. O material foi encontrado próximo a uma antena de televisão, a dois quilômetros da sede do município.

Porém, de acordo com a secretária, “foi tudo um mal-entendido”. Segundo ela, o material estava guardado em um depósito alugado. Na noite de ontem, ao saber do desaparecimento dos livros, a secretária se dirigiu à Delegacia Regional de Tauá e prestou queixa. Somente na manhã de hoje, após as publicações serem encontradas no lixo, o dono do depósito assumiu que retirou os livros e documentos do local por achar que “não era material importante e poderia ir para o lixo”, segundo relata Maria das Dores.

A secretária relatou ainda que, quando soube que o material havia sido jogado fora, chegou a pensar que a administração do município poderia estar sendo alvo de perseguição política. “Achamos que grupos da oposição poderiam ter se apropriado do material para incriminar o prefeito”, disse. Foi então que o proprietário do deposito assumiu a culpa. “Não foi por maldade, ele é uma pessoa humilde”.

Maria das Dores disse ainda ao O POVO Online que entre os livros perdidos há edições antigas e outras publicações que sobraram. “A gente distribui pros alunos e guarda o que sobra”, explica.

Neste momento, os livros estão apreendidos na delegacia de Tauá. Quando forem liberados, o material será abrigado novamente em outro depósito, segundo a secretária de Educação.”

(POVO Online)

Arce vai fiscalizar seis sistemas de abastecimento de água neste mês

70 2

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) existe. E promete  fiscalizar seis Sistemas de Abastecimento de Água no decorrer deste mês. Técnicos da Agência estarão nos municípios de Mombaça, Senador Pompeu (11 a 15), Caridade, Itatira (18 a 22), Cariús e Saboeira (25 a 29). As ações têm por objetivo obter um diagnóstico das condições técnico-operacionais e da qualidade do atendimento nas citadas localidades, observando, inclusive, se há casos de não conformidades na prestação dos serviços que possam resultar em determinações e/ou recomendações.

Segundo a Coordenadoria de Saneamento Básico da Arce, a evolução nos serviços públicos regulados é resultado das constantes fiscalizações e da presença dos técnicos. O alvo é o aperfeiçoamento dos serviços prestados pela concessionária (no caso a Companhia de Água e Esgoto do Ceará – Cagece), a proteção dos direitos dos usuários, a universalização dos serviços e, ainda, a modicidade tarifária.

(Também com informações da Assessoria do Governo)

VAMOS NÓS – Tudo bem que fiscalize, mas que o sufoco do fim de semana em adutora no Castelão foi traumático, foi.

“Graças a Deus Cid reconheceu a gestão incompetente da prefeita”, diz tucano

51 3

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=5SvmkHx6CPE&feature=plcp[/youtube]

Repercute também entre a oposição a decisão tomada pelo PSB de não apoiar Elmano de Freitas, indicado pela prefeita Luizianne Lins para disputar a Prefeitura de Fortaleza e apontar para uma candidatura própria. O PSB, inclusive, marcou para o dai 23 convenção e apontou três pré-candidatos:  Roberto Cláudio, presidente da Assembleia; vereador Salmito Filho; e o ex-secretário especial da Copa, Ferrucio Feitosa.

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos, vice-presidente estadual do PSDB, gostou da medida e elogiou o governador por não endossar a administração incompetente da prefeita Luizianne Lins.

João Alfredo se licencia para cuidar da campanha de Renato Roseno

Ela está de volta à Câmara Municipal de Fortaleza. Falamos de Toinha Rocha, que assume a cadeira do PSOL na Casa em substituição a João Alfredo, que se licenciou pelos próximos quatro meses para assumir a presidência da Comissão Municipal Provisória do Partido durante o período eleitoral. Entre 2010 e 2011, Toinha Rocha já havia assumido a cadeira do PSOL no Legislativo Municipal.

João Alfredo deverá, na prática, ser o coordenador-geral da campanha do pré-candidato a prefeito de Fortaleza, Renato Roseno.

Com a volta de Toinha àCâmara, espera-se mais cobrança por questões como a posse do Campo do América, uma novela que se arrasta há muito tempo.

 

Alô, doutor Jurandir, em vim aqui só pra lhe ouvir!!!

178 4

Entra para o clube do “CrediAmigo” quem localizar o presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Jurandir Santiago. Até agora, sobre o suposto escândalo envolvendo operações da Instituições e empresas laranjas, ele só se manifesta por meio de nota oficial.

A última foi hilária. Informou o afastamento do chefe de gabinete do BNB, mas deixou logo o aviso de que a Instituição não iria mais se manifestar. Já estamos com o dedo inchado de tanto ligar para o celular dele.

E é porque o atual presidente nada tem a ver com essa história.

Luizianne e o porquê de ter indicado Elmano

60 6

Elmano e sua madrinha

Eis artigo da prefeita Luizianne Lins, presidente estadual do PT, que está no O POVO desta terça-feira, com o título “Exercício democrático, sempre”. Ela sepulta de vez a tese de que poderia mudar de candidato. O nome é Elmano Freitas, resultado, como diz, de um amplo processo de debate democrático. 

Um ano e meio de debates marcou o processo de escolha do candidato a Prefeitura de Fortaleza pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para as próximas eleições de outubro.

Iniciado em março de 2011, com plenárias reunindo a militância petista em diversos bairros, culminando com outra grande plenária, que reuniu mais de cinco mil militantes no bairro Parangaba, na Capital.

Seguimos então para o Ciclo de Debates – Fortaleza e o Governo Popular, quando resgatamos as conquistas e os desafios da administração que concluiremos esse ano, após oito anos de mandato.

Esses debates geraram, inclusive, uma publicação retratando as vitórias, as grandes obras e as políticas sociais do nosso governo. Ao longo desse período, contamos com cinco candidatos dentro do partido, todos incluídos nesse movimento conjunto de escolha do pré-candidato a prefeito da capital cearense.

Realizamos o Encontro Municipal do PT Fortaleza, com participação de 300 delegados do partido e contando com a presença do presidente nacional do PT, Rui Falcão. Por fim, o advogado Elmano Freitas foi escolhido democraticamente como candidato à sucessão por nós, militantes do PT, num processo democrático que teve o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, maior referência política do partido no País.

Agora, a fase é de construção do programa de governo. Nesse mês realizaremos debates temáticos que darão origem ao programa. Nosso espírito é de unidade, união, fraternidade e democracia! E, dentro dessa lógica, queremos o melhor para Fortaleza.

Luizianne Lins

luiziannelins@bol.com.br

Jornalista e prefeita de Fortaleza.

TRT-Ceará sob nova direção a partir desta 5ª feira

Toma posse às 17 horas da próxima quinta-feira a nova presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE), desembargadora federal Maria Roseli Mendes Alencar. Ela terá como vice-presidente o desembargador federal Francisco Tarcísio Guedes Lima Verde Júnior e na corregedoria do órgão a desembargadora federal Maria José Girão.

A cerimônia de posse ocorrerá na sede do TRT-CE, com a presença de autoridades dos três poderes, das esferas federal, estadual e municipal. Os novos dirigentes terão como desafio administrar um Tribunal que no ano passado recebeu 46.390 novos processos de primeira instância e julgou 42.781. Na segunda instância, foram outros 9.555 processos recebidos e 10.217 julgados.

PT/PSB – Editorial do O POVO pede disputa civilizada

77 1

Eis o Editorial do O POVO desta terça-feira. Aborda o fim da novela PSB/PT, onde os socialistas, revoltados com a indicação de Elmano de Freitas, decidiram lançar candidato próprio. Essa situação mostra certo conflito de visão sobre desenvolvimento, diz o texto, torcendo por uma disputa civilizada. Confira:

Conforme se prenunciava, a reunião das lideranças do PSB, ontem à noite, tendo à frente o governador Cid Gomes, para definir a posição dos socialistas na disputa eleitoral para a Prefeitura de Fortaleza, terminou com o indicativo de candidatura própria, não se acatando a proposta de apoio ao pré-candidato do PT, Elmano de Freitas. Assim, embora ainda não formalmente declarado, chega ao final a aliança política até então vigente no Ceará, que possibilitou as eleições e reeleições da prefeita Luzianne Lins e de Cid Gomes.

A explicação dada para a ruptura pelo PSB foi a de que o ciclo representado pela gestão do grupo dominante no PT municipal estava exaurido. O que contraria a tese do PT.

Uma aliança eleitoral, idealmente, faz-se em torno de projetos de governo. Nesse projeto ideal, o nome e o prestígio inicial do candidato são fatores importantes, mas nem sempre determinantes. Valeria mesmo o projeto político, pois a parte técnico-administrativa pode sempre ser suprida por uma equipe executiva habilitada. O que decide são os projetos de governo. Não são neutros, havendo quem perca ou quem ganhe com sua implementação.

Por isso é imprescindível sempre identificar quais os ganhadores e os perdedores.

Não se ignora que o cimento que vinha mantendo a aliança até então vigente, no Ceará, era a questão nacional. O PSB participa do conjunto de forças nacionais que apoiam o governo do PT, no Congresso Nacional. Nesse nível, os interesses são mais elásticos e há maior espaço para acomodações. Em nível local, entretanto, o espaço é mais reduzido e os interesses mais frontais, sendo inevitável o esgarçamento das contradições.

Isso ficou muito claro, por exemplo, no caso da proposta da instalação de um estaleiro na orla de Fortaleza. Naquele momento, evidenciou-se o confronto explícito entre duas visões de desenvolvimento: a tradicional, que marcou a fase industrialista; e a mais contemporânea, que entende o desenvolvimento como subordinado prioritariamente ao interesse social (meio ambiente e qualidade de vida).

Essas duas visões, agora, confrontar-se-ão abertamente. Espera-se que a disputa seja civilizada e o eleitor possa identificar os interesses em jogo, em cada opção, para fazer a melhor escolha para a Cidade.

Os “Três Mosqueteiros” do Dartagnan Cid Gomes

163 6

Eis o vereador Salmito Filho, ex-presidente da Câmara Municipal, o presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, e o ex-secretário especial da Copa, Ferrucio Feitosa. Um deles será ungido candidato do PSB á Prefeitura de Fortaleza. Isso, no próximo dia 24.

Alguém acredita mesmo que a prefeita Luizianne Lins, presidente regional do PT, que fez a maior festa de arromba pró-lançamento do seu pré-candidato oficial Elmano Freitas vai recuar?

(Foto – Adriane Araújo)

Lúcio recebe para café da manhã o pré-candidato tucano Marcos Cals

O presidente regional do PR, o ex-governador Lúcio Alcântara, recebeu em sua casa, nesta terça-feira, o pré-candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSDB, Marcos Cals.

Em clima de café da manhã, Lúcio ouviu apelos de Cals para que integre a coligação tucana que quer ganhar a Prefeitura.

Lúcio ouviu argumentos, mas lembrou que o PR ainda está aberto para conversar com outras legendas.

O PT da prefeita Luizianne Lins e a dobradinha PDT/PPS constam nesse roteiro político que faz o PR ser a noiva mais cobiçada do momento. O PR é dono de 1 minuto e 40 segundos na propaganda eleitoral gratuita.

Só um tempo desse faz o maior estrago em campanha.

Fortaleza é a 3ª do País no ranking de crianças trabalhando

Fortaleza é a terceira capital do País onde mais existem crianças entre 10 e 14 anos, trabalhando. O dado é do Censo 2012 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e resultado de um levantamento feito pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Na capital cearense, há 8.519 meninos e meninas trabalhando. Somente São Paulo (com 30.869 crianças trabalhando) e Rio de Janeiro (com 10.989) possuem números absolutos maiores que o de Fortaleza.

Ainda no ranking das Capitais, em termos percentuais, Fortaleza aparece em 11º lugar em índice de trabalho infantil. As cidades de Goiânia-GO (6,58%), Porto Velho-RO (6,44%), Palmas–TO (5,27%), Boa Vista-RR (5,10%) e Macapá-AP (4,95%) são as cinco capitais onde proporcionalmente existem mais crianças trabalhando. Na capital do Ceará, o percentual é de 4,09%.

No Ceará, existem 58.825 crianças, entre 10 e 14 anos, trabalhando. O levantamento feito pelo MPT, através do procurador do trabalho Antonio de Oliveira Lima, aponta que o município de Deputado Irapuan Pinheiro possui o maior índice de crianças nessa faixa etária trabalhando. Ali, 23,3% das crianças trabalham, segundo os dados do IBGE. Os municípios de Cruz (20,12%), Caririaçu (19,57%), Quiterianópolis (19,05%) e Salitre (18,54%) formam os cinco com maiores índices de trabalho infantil no Estado.

Em relação do restante do país, o Ceará ocupa a 15ª colocação entre os Estados onde mais há trabalho infantil. No Brasil, segundo o IBGE, ainda existem 1.069.399 crianças em condições de trabalho.

(MPT-CE)

Fortaleza é governada pelo mesmo PT de Lula e Dilma?

64 13

Eis artigo do agora secretário de Comunicação do PT, Moacir Tavares, ex-coordenador do Programa Fortaleza Bela. Ele aborda o cenário novo pós-racha PT/PSB e diz que Fortaleza é governada pelo mesmo PT de Lula e Dilma.

Caros leitores o momento político requer sabedoria e paciência.A análise deva ser estrutural sem esquecer de olhar o passado e vislumbrar o futuro.

O passado marca o protagonismo do PT e o seu filiado Luís Inácio Lula da Silva em mudar a cara do Brasil. Os avanços dos oito primeiros anos do governo do PT no Brasil são reconhecidos nacional e internacionalmente, sobretudo voltado para os que mais precisam com uma política que associa crescimento econômico e geração de emprego e renda.

Os anos iniciais do governo do PT, agora representado por sua filiada Dilma reafirma e aprofunda os avanços. Fortaleza é governada pelo mesmo PT de Lula e Dilma. Os indicadores sócio-econômicos apontam para as mesmas prioridades. É o modo petista de governar, bom para o Brasil, bom para Fortaleza.

Trata-se contudo de projetos políticos construídos para além das pessoas ou figuras públicas, devemos fugir do personalismo. Os que tem tradição partidária compreendem e constroem isso como movimento político pedagógico. Os que pululam de partido em partido preferem o culto ao ídolo, messias ou salvadores da pátria.

Nisso reside a profunda diferença entre o PT e o grupo que agora se abriga no PSB, vale como devido respeito à história do PSB que poderia ser qualquer partido desde que fosse governo e desse cobertura aos interesses políticos. Se minto, façamos uma lista dos ditos próceres da recém tomada decisão de ruptura, onde estavam nos últimos anos? em quais partidos transitaram? e o mais grave para quais partidos irão na próxima eleição?.
Arrimados nessa leitura transformam projetos em meio e candidatos ou nomes em fim. Uma inversão escabrosa disfarçada de democracia. Se de fato o problema é no projeto por que não debater o projeto? ao contrário tentam interferir no nome escolhido pelas instâncias do PT e apresentar outros nomes..vejam só quanto sofisma!

Ora, ora, todos sabemos do baixíssimo apreço pelo fortalecimento partidário do grupo, em destaque o campeoníssimo da infidelidade partidária Ciro, daí deriva o personalismo e procedimento que lembram um clã, literalmente e historicamente falando, e com todo respeito.
Lembro assim que a cidade merece debater um projeto, e de novo o PT saiu na frente pois há dois anos montamos plenárias e debatemos os avanços e desafios de Fortaleza. O momento é chegado de agregarmos mais atores e finalizarmos o projeto inicialmente esboçado.

O PT de Lula, Dilma, Pimentel, de milhares de brasileiros e que tem a preferência de 30% dos fortalezenses, vai às ruas dizer: Vamos continuar mudando as coisas, com destaque para os que mais precisam. O PT tem história e vai mostrar mais uma vez a garra de nossa militância. Viva o PT, salve Elmano o candidato do PT!

* Moacir Tavares,

Secretário de comunicação do Partido dos Trabalhadores.

E aí, com o racha PT/PSB, José Pimentel seria mesmo candidato?

61 2

Quem não se lembra. A prefeita Luizianne Lins, presidente regional do PT, por várias vezes, dizia que se houvesse mesmo o rompimento da aliança política do seu partido com o PSB do governador Cid Gomes, buscaria o senador José Pimentel como candidato à sua sucessão.

Essa tese, porém, esvazia-se depois que Elmano de Freitas ganhou festão e tudo e foi ungido pré-candidato oficial do PT?

Mas só Luizianne Lins pode dissipar logo esse caso.

 

Médicos cearenses de hospitais federais estão em greve e fazem ato na Assembleia

Médicos de hospitais federais cearense incluindo os universitários estão em greve. A categoria aderiu à greve que atinge 17 Estados e o Distrito Federal. Serviços de urgência e emergência, no entanto, serão mantidos em todas as instituições, de acordo com a Fenam (Federação Nacional dos Médicos).

A categoria protesta contra a MP (medida provisória) 568, que altera as carreiras de profissionais de diversas áreas. No caso dos médicos, o texto prevê que profissionais que atualmente mantêm jornada de 20 horas semanais no serviço público tenham que cumprir 40 horas semanais pela mesma remuneração, segundo a Fenam. A medida também contempla os aposentados, e a entidade estima que 42 mil médicos ativos e inativos do Ministério da Saúde sejam atingidos em todo o país.

A data escolhida para o protesto se deve à votação da MP 568 na Comissão Mista do Congresso, marcada para esta terça-feira, às 14 horas.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

A categoria conseguiu espaço na sessão a Assembleia Legislativa para fazer seu protesto. Vai usar faixas, nariz de palhaço e cartão vermelho com objetivo de chamar a atenção da população cearense.

À frente, o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes.