Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

MP lança Frente Estadual contra a PEC 37

212 1

Nesta sexta-feira (18), o Ministério Público do Estado do Ceará lança a Frente Estadual contra a PEC 37. O objetivo é sensibilizar a sociedade para o combate à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37, que pretende cassar os poderes investigatórios do MP, instituição com ampla atuação no País e que tem o papel de fiscalizar o cumprimento da lei. O evento ocorrerá às 9 horas, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça. A leitura de um manifesto contra a PEC 37 está prevista para as 10 horas.

O documento será assinado pela Frente, que é coordenada pela Procuradoria Geral de Justiça e pela Associação Cearense do Ministério Público (ACMP). O movimento conta ainda com representantes de diversas entidades públicas, privadas e da sociedade civil organizada. Dentre elas, Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) e Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef).

Segundo o procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, é fundamental a compreensão de que a luta contra a PEC 37 é de interesse de toda a sociedade, já que sua aprovação, na prática, significa o avanço da impunidade. “Não só o MP perderá o direito de investigar, outras instituições como o Banco Central e Receita Federal não poderão realizar nenhum ato de investigação. Isto ficará restrito à Polícia. O prejuízo de se restringir dessa maneira o poder de investigação poderá ser visto no enfraquecimento da democracia e na vida do cidadão comum”, alerta. Vale destacar que o texto da PEC já foi aprovado pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados, em novembro de 2012. A proposta segue agora para o plenário da Casa e, em seguida, para o Senado Federal.

Com o lançamento da Frente, a estratégia é criar uma mobilização local que se integre à agenda nacional contra a PEC 37, que ganhará força no mês de março com diversas atividades. Entre os dias 11 e 14 de março, estão agendadas audiências públicas em todos os municípios brasileiros para discutir a proposta de restringir às Polícias Federal e Civil o poder de investigação. No dia 15, será a vez das capitais repercutirem a temática. Por fim, no dia 20 de março, em Brasília, serão apresentados os resultados das audiências públicas realizadas em todo o País.

(MPCE)

Concurso: prorrogadas inscrições para concurso público da Secretaria das Cidades

247 3

O Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, prorrogou o período de inscrições para o concurso público que cria 44 vagas para a carreira de Gestão Territorial Urbana. O prazo para os candidatos inscreverem-se vai até 17 de fevereiro. Com isso, as provas serão realizadas no dia 3 de março de 2013. A prorrogação tem por objetivo oferecer mais tempo para os interessados, tendo em vista os feriados de fim de ano.

O novo edital será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nos próximos dias. “O concurso visa à formação do quadro efetivo da Secretaria das Cidades, com a implantação de uma nova carreira, que é a de Gestão Territorial Urbana”, define o secretário Camilo Santana.

Serão, ao todo, 44 vagas de nível superior distribuídas por dois cargos específicos da Pasta: 1) Analista de Desenvolvimento Urbano, que contará com 28 vagas; e 2) Analista de Desenvolvimento Organizacional, com 16 vagas. Poderão participar do concurso os graduados em Arquitetura, Engenharia Civil, Agronomia, Serviço Social, Sociologia e Geografia, na disputa pelas vagas de analista de Desenvolvimento Urbano. Os graduados em Administração, Ciências Contábeis, Economia, Estatística, Psicologia e Tecnologia da Informação, poderão concorrer às vagas de analista de Desenvolvimento Organizacional.

Salários

A remuneração dos aprovados é composta pelo vencimento base, de R$ 1.076,74, acrescido de Gratificação de Desempenho de Atividade de Gestão Pública (GDTU), no valor de R$ 3.500,00. À GDTU, ainda é adicionada a gratificação de titulação: especialistas (15%), mestres (30%) e doutores (60%). Desta forma, os salários iniciais vão de R$ 4.576,74 (para os que são apenas graduados) a R$ 5.222,78.

As inscrições devem ser realizadas pela internet, pelo site www.funcab.org ou ainda no posto de atendimento instalado da Rua Nunes Valente, 809, bairro Meireles, em Fortaleza. O horário para recebimento das inscrições é de 8h às 12h e de 13h às 17h, de segunda à sexta-feira, exceto feriados.

(Secretaria das Cidades)

Índice de infração no trânsito revela uma sociedade doente

140 1

A educação no trânsito é indicador importante para se aquilatar o nível de respeito que se tem em relação ao próximo em uma comunidade. Conduzir um veículo obedecendo as normas legais é também saber lidar com as necessidades e pressões do dia a dia, entendendo as circunstâncias a que estamos sujeitos inexoravelmente a cada momento. Por isso, verificar que em Fortaleza, de janeiro e novembro de 2012, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) registrou 478.422 infrações de trânsito, aumento de 10,6% na comparação com o ano anterior, é fato revelador de uma sociedade que vivencia um fenômeno nada animador. O mais grave é que muitas das infrações cometidas já são consideradas como normais, não exigindo esforço para que se possa visualizá-la a todo instante na cidade.

Observamos com frequência motoristas estacionando em calçadas, carros ultrapassando o limite de velocidade permitido, motociclistas utilizando o celular ou circulando nas calçadas, desrespeito ao sinal vermelho. O fato é que, a julgar pelos dados dos órgãos fiscalizadores, mais da metade dos veículos de Fortaleza foi responsável pelo número de multas. O que torna mais alarmante esse quadro é que a própria AMC admite ser o número de multas registrado pequeno quando comparado à quantidade de infrações cometidas pelos motoristas. Conclusão perfeitamente aceitável diante do aparato de fiscalização existente em Fortaleza.

É ainda lamentável aceitar como norma a avaliação de especialistas segundo a qual a presença da fiscalização altera o comportamento do condutor, sendo até mais importante do que a multa. Ora, mesmo que o aumento da fiscalização implique em diminuição das infrações, não se justifica que isso seja aceito

Como fator inibidor. O correto, e aqui, principalmente em virtude dos riscos inerentes ao trânsito, é que o guiador seja o seu próprio fiscal de suas atitudes. Assumir o ato de negligência apenas para ludibriar a autoridade pública, trata-se de ação doentia de quem não tem amor a sua vida, nem a do próximo. Infelizmente, todavia, é o que presenciamos corriqueiramente, o que é inaceitável, sob todos os aspectos.

(O POVO / Editorial)

Delegado é afastado após denúncias de policiais

254 11

Um delegado plantonista da Polícia Civil foi afastado temporariamente do cargo após denúncias de policiais militares de que homens suspeitos de tráfico de drogas foram liberados pelo delegado, que dava plantão no 34º Distrito Policial na última segunda-feira (14). A portaria que trata da decisão é assinada pelo delegado geral Luiz Carlos Dantas.

A portaria determina que o delegado Delmiro Queiroz Zamenhof, o Delmiro Baturité, irá permanecer “à disposição do Departamento de Recursos Humanos (DRH) da Polícia Civil, devendo fazer a entrega de sua identidade funcional, arma(s) e algema(s)”. Ainda segundo o documento, ao deixar de autuar o grupo, o delegado cometeu “procedimento irregular de natureza grave”, conforme previsto no Estatuto da Polícia Civil (artigo 103, alínea “c”, inciso III).

Segundo o delegado geral Luiz Carlos Dantas, com o pedido de afastamento preventivo, Queiroz pode ficar longe das funções por um período de até 115 dias. “É possível que as investigações sobre a conduta do delegado cheguem ao final desse prazo e que ele seja punido de acordo com o que a Controladoria (Geral dos Órgãos de Segurança Pública) apurar”, esclarece Dantas.

Denúncias

Policiais do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) prenderam três homens e apreenderam um adolescente no bairro Rodolfo Teófilo. Com eles, segundo o comandante do Raio, major Márcio Oliveira, foram apreendidas drogas, balanças de precisão e R$ 1.092 em dinheiro.

Ainda segundo o major, um dos acusados tentou subornar os policiais militares com R$ 30 mil. Na delegacia, dois assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foram liberados. Apenas um ficou preso, porque tinha mandado de prisão em aberto. “Não dá para entender”, comentou o major. Os policiais do Raio procuraram a Controladoria Geral e fizeram a denúncia.

O POVO tentou, junto à assessoria de imprensa da Polícia Civil, obter o contato do delegado afastado para ouvi-lo. A assessoria informou não ter o número dele disponível.

(O POVO)

Vamos nós – A denúncia dos policiais do Raio foi feita no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro, por um soldado e um tenente do agrupamento. De acordo com a denúncia, os acusados passaram de traficantes para usuários, apesar de quase um quilo de droga apreendida, entre crack e cocaína. Ainda de acordo com a denúncia, o adolescente foi autuado na DCA por tráfico de drogas, mas o procedimento foi realizado por outro delegado. O importante é a apuração da denúncia, com transparência e rigor. Os policiais do Raio não podem ser punidos pela denúncia, mesmo que tenha ocorrido um mal-entendido ou precipitação. A indignação e o senso de justiça fazem parte do perfil do Raio, caso contrário, não teriam o respeito da sociedade e o temor da criminalidade.

Sarney demonstra preferência por Eunício à liderança do PMDB no Senado

212 1

Da coluna Radar Online, na Veja, por Lauro Jardim:

Por mais contraditório que pareça, José Sarney sabe que, na política, a fila anda. Pelo menos é o que vêm demonstrando suas declarações de que Eunício Oliveira é favorito absoluto para assumir a liderança do PMDB no Senado.

A manifestação pública, porém, é o ponto final de um movimento que começou em dezembro, quando Sarney entrou no jogo em favor de Eunício, deixando claro que a vez de Romero Jucá já havia passado.

Aliás, quase ninguém na bancada peemedebista quer ver Jucá na liderança do bloco (PMDB/PP/PSC/PMN/PV) – alternativa que serviria como prêmio de consolação (Leia mais em: Até segunda ordem).

Ou seja, o melhor amigo de Renan Calheiros que aceite a segunda vice-presidência e lamba os beiços. A avaliação predominante é: no caso de Eunício à frente do PMDB e Jucá comandando o bloco, dois são iguais a menos um.

Conexão Fortaleza-Roma é inaugurada no Pinto Martins

359 1

Pouco antes das 17 horas desta segunda-feira (14), a pista de pouso do Aeroporto Internacional Pinto Martins recebeu o Boeing 777 da Alitalia. A aterrissagem marcou a inauguração da conexão Fortaleza-Roma, que agora ligará a capital cearense à capital italiana, em voos às segundas-feiras e às sextas-feiras. A aeronave foi batizada por dois caminhões tanques.

Para o secretário do Turismo do Estado (Setur), Bismarck Maia, a conexão incentivará o turismo de negócios e eventos. “Hoje já temos um voo direto para Portugal, mas a conexão com a Itália irá colocar Fortaleza como destino de turistas do leste europeu, norte da África e sudoeste da Ásia”, ressaltou Bismarck Maia, que também aguarda um voo direto para os Estados Unidos.

Já o secretário do Turismo do Município (Setfor), Salmito Filho, destacou a ação integrada entre a Prefeitura de Fortaleza com o Governo do Estado para um turismo qualificado, por meio de feiras e eventos, além do turismo familiar. “É preciso consolidarmos o potencial turístico de Fortaleza, como forma de gerarmos mais emprego e renda para a população. Para isso, estamos qualificando a nossa orla, desde a Barra do Ceará ao Caça e Pesca. Uma cidade boa para o fortalezense é uma cidade boa para o turista”, comentou Salmito Filho.

O vice-presidente para as Américas do Sul e Central da Alitalia, Antonio Sgro, acredita que a conexão será importante para as relações comerciais entre o Brasil e a Itália. “É uma honra para a Itália essa conexão. Espero que seja também uma honra para os fortalezenses”, disse. A passagem Fortaleza-Roma custa cerca de 700 euros.

Trabalhadores do BNB paralisam atividades nesta terça-feira

Os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) que trabalham na agência do Centro paralisarão as atividades das 10h às 11h desta terça-feira (15). De acordo com comunicado enviado à imprensa, a categoria busca com o ato reivindicar por melhores condições de trabalho.

Ainda segundo o informe, a situação não seria culpa dos funcionários da agência, mas “das instâncias superiores do Banco que nada fazem para findar com os inúmeros problemas citados”.

Dentre as principais reclamações dos funcionários estão a extrapolação da jornada de trabalho, horas-extras sem a devida remuneração, superlotação, sistemas tecnológicos atrasados, pressão por metas, além de precário atendimento aos clientes.

(O POVO Online)

UTI Pediátrica da Santa Casa começa a funcionar nesta segunda-feira

249 2

Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, a Secretaria da Saúde do Município de Sobral e a Santa Casa de Misericórdia iniciam nesta segunda-feira (14) o funcionamento da UTI Pediátrica da Santa Casa. A unidade possui 33 técnicos em enfermagem e cinco enfermeiros, além de uma equipe de oito médicos pediatras e da equipe de serviços gerais, em uma escala de revezamento a cada 24 horas.

A UTI Pediátrica servirá aos municípios da macrorregião de Sobral, que integra 55 municípios, com uma população de 1,6 milhão de pessoas.

Adeus ao homem de fé e coragem

251 5

Entre cânticos e palmas, amigos, familiares, políticos e religiosos acompanharam o sepultamento do padre Haroldo Coelho, por volta das 18 horas desse domingo (13), no cemitério Parque da Paz, no Passaré. Exemplo de fé e coragem, padre Haroldo faleceu na última sexta-feira (11), em Brasília, aos 77 anos, vítima de complicações renais e respiratórias.

Durante o cortejo, os presentes cantaram “Pra não dizer que não falei de flores”, música de Geraldo Vandré que teve a sua execução proibida durante a ditadura militar. No trajeto, o caixão do religioso esteve envolvido pelas bandeiras de Fortaleza, do Movimento dos Sem Terra (MST), de partidos políticos e do time pelo qual torcia, o Ferroviário.

Pela manhã, o padre foi homenageado em velório na Igreja de Santa Edwiges, onde o arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, celebrou missa de corpo presente. “A vida dele serve de lição para todo mundo. Na família, era o patriarca. Era tudo para a gente. Nos deu lições de vida. Ele deixa só coisa boa, muito aprendizado… Era um professor.”

Assim, de emoção e lembranças carinhosas, Diana Delny, 54, definiu o tio. Para o padre Raimundo Nonato Oliveira Neto, da Paróquia São Vicente de Paulo, Haroldo foi um “homem coerente”. “Não era só de discurso. Havia sintonia forte entre o que ele dizia e o que vivia. Uma coerência entre fé e vida.”

Segundo Alexandre Távora, que assessorava padre Haroldo havia cinco anos, nos últimos três meses agravou-se um problema renal que há tempos o acompanhava. Em dezembro, a função renal piorou e padre Haroldo adquiriu anemia forte. “Ele estava muito debilitado”, lamentou.

Trajetória

José Haroldo Bezerra Coelho nasceu em 24 de março de 1935, em Fortaleza. É o quinto filho de uma família de seis homens e duas mulheres. Iniciou os estudos religiosos aos 14 anos. Recebeu ordenação definitiva em 29 de novembro de 1964, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Cursou faculdade de Filosofia e licenciou-se em Ciências Sociais. Fez pós-graduação na Universidade de Sorbonne, na França. Foi professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Em 1986, quando filiado ao Partido dos Trabalhadores, candidatou-se ao Governo do Estado do Ceará contra o coronel Adauto Bezerra e o empresário Tasso Jereissati. Militante da esquerda, atuou pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol).

(O POVO)

Governo apresenta nesta segunda-feira o plano de ação para jogos inaugurais do Castelão

O secretário especial da Copa 2014, Ferruccio Feitosa, apresenta nesta segunda-feira (14) o plano de ação para os torcedores que comparecerão a rodada dupla inaugural da Arena Castelão, que vai receber as partidas entre Fortaleza x Sport e Ceará x Bahia, no próximo dia 27, pela Copa do Nordeste.  A reunião terá a participação de dirigentes das torcidas organizadas dos maiores times do Estado e acontece na sede da 4ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal de Fortaleza (Avenida da Universidade, 3288, Benfica).

“Recebemos a notícia de que equipes do Comitê Organizador Local da FIFA e da Secretaria Nacional de Segurança do Governo Federal vão acompanhar os preparativos e a realização da dupla rodada para compartilhar a expertise em grandes eventos conosco. Isso só garante ainda mais o sucesso dessas partidas comemorativas que vão ficar na história do Castelão”, ressaltou o secretário.

Outros encontros definirão esquemas de segurança, trânsito, transporte, venda de ingressos e operações de imprensa.

(com informações da Secopa)

Quando a família põe em risco a segurança de jovens criminosos

173 1

Em artigo para o Blog, o articulista Sousa e Silva avalia um novo fenômeno entre as famílias de pessoas com envolvimento com o crime, que desconhecem as normas e regras do sistema ao qual seus parentes agora estão expostos. Confira:

Houve um tempo em que programas policiais na tevê eram tidos como “expositores da pobreza” ou “apelativos” na busca de audiência. Até o dia em que a violência bateu à porta das classes que sempre usufruíram da segurança privada. Muros não mais protegem o patrimônio, cercas elétricas não mais intimidam e as armas dos seguranças atualmente são atrativas para criminosos. Até a Polícia é alvo para o armamento de quadrilhas ou bandos.

Para quem acompanha os programas policiais como estudo científico, percebe que a linha editorial dos programas também mudou. Não há mais ferimentos expostos nos corpos, não há mais humilhações aos presos e agora há o envolvimento das famílias dos protagonistas – policiais, acusados e vítimas -, em uma clara tendência do social.

O telespectador está mais exigente e agora cobra as causas dos crimes, não somente as suas consequências. Os programas têm procurado informar as ocorrências, por meio de histórias ricas em detalhes e personagens. A audiência tem respondido, mérito de produtores, editores, apresentadores, repórteres e cinegrafistas.

Desde que o primeiro programa policial entrou no ar, há 22 anos, ficou fácil a percepção que a família havia perdido o controle de seus filhos envolvidos com o crime. O fenômeno atual, pouco percebido ainda, é que a família passou a colocar em risco esses jovens criminosos, na tentativa de defendê-los e/ou protegê-los, por desconhecer regras e normas da marginalidade.

Há cerca de duas semanas, um jovem de 20 anos foi preso com um carro roubado, logo após ter saído do Fórum Clóvis Beviláqua, no bairro Edson Queiroz, em situação de condicional. A mãe, evangélica, chegou ao local da prisão e não acreditou que o filho tivesse cometido o crime. O jovem pedia desculpas à mãe, enquanto a mulher insistia na inocência do filho.

A situação mudou quando a mãe cobrou ao filho a promessa de regeneração, que deveria passar por uma aprovação em concurso da Polícia Militar.

“Você é louca, mãe? Eu sou bandido! Deus me livre ser policial, eu sou bandido!”, se desesperou o jovem, diante da presença da reportagem de programas policiais.

Assustada, a mãe não entendeu a reação do filho, naquele instante cercado de policiais militares. “Mas você disse que iria realizar o meu sonho, que era vestir essa fard”… “Tá doida, mãe!”, interrompeu o jovem. “Olha a besteira que você está falando na televisão! Eu sou bandido, gosto de ser bandido!”, completou o jovem, que de imediato pediu aos policiais para ir a uma delegacia. “Meu lugar é na cadeia”, falou para os repórteres.

O que a mãe do jovem e boa parte dos telespectadores não perceberam é que, na verdade, o assaltante estava tentando desfazer uma condenação que a mãe havia lhe imposto, em uma tentativa de mostrar que o filho poderia ser reintegrado à sociedade, ao ponto de virar policial. A família, além de perder o controle de seus filhos delinquentes, não sabe como o sistema funciona atrás das grades e até nas ruas, quando da soltura do criminoso.

Um preso com desejo de ser policial, não difere muito do preso policial ou ex-policial, que não são bem recebidos em presídios. As famílias precisam ser orientadas pelo poder público de como lidar com filhos ou parentes criminosos. As televisões mudaram, o telespectador mudou, as regras entre os presos mudaram, mas o poder público continua ao lado da família. Nesse caso, dispensável.

Batismo de avião marca conexão Fortaleza-Roma, no Aeroporto Pinto Martins

O batismo do Boeing 777 da Alitalia, nesta segunda-feira (14), a partir das 16h30min, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, marca o primeiro voo da conexão Fortaleza-Roma, diante da linha aérea entre o aeroporto cearense e o Aeroporto Fiumiccino, na capital italiana.

Os voos terão duração aproximada de 9h30min e decolarão às segundas e sextas-feiras. Outros 20 destinos estratégicos, na Europa, norte da África e sudoeste da Ásia, serão contemplados.

O secretário do Turismo do Estado (Setur), Bismarck Maia, e o vice-presidente para as Américas do Sul e Central da Alitalia, Antonio Sgro, destacam a importância na ampliação do fluxo de turistas estrangeiros oriundos de mercados estratégicos. O secretário do Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, também estará presente ao evento.

Família de Padre Haroldo agradece apoio do prefeito

224 4

Velório ocorre na Capela de Santa Edwiges.

Um detalhe que pouca gente sabe. Estando em Brasília justamente no dia da morte do padre Haroldo Coelho, cumprindo agenda ministerial, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB), foi informado por seu assessor de imprensa, jornalista Moacir Maia, sobre o fato.

Roberto Cláudio não só lamentou o episódio, como fez questão de acompanhar a situação da família. Mandou providenciar o traslado do corpo para Fortaleza, no que agradeciam familiares, nesta manhã em que o velório ocorre na Capela de Santa Edwiges. Ele agenda ir ao enterro do religioso, a partir das 17 hora, no Cemitério Parque da Paz.

Padre Haroldo podia ter diferenças ideológicas, mas era, acima de tudo, respeitado e querido por todas as correntes políticas locais.

Deputado do PT presta homenagem a Padre Haroldo

204 1

Do deputado estadual Antonio Carlos (PT), recebemos a seguinte nota sobre a morte de Padre Haroldo Coelho, cujo enterro ocorrerá a partir as 17 horas deste domingo, no Cemitério Parque da Paz:

Caro Eliomar de Lima,

Foi com muita tristeza que tomei conhecimento, por meio do seu Blog, do falecimento do nosso querido Padre Haroldo. Ele foi uma das referências para mim e para toda uma geração de lutadores. Não só como meu professor na Uece, mas como um grande amigo.

Humilde, firme, honesto, sonhador, humanista e profundamente solidário, revolucionário generoso e profundamente amoroso ao povo, sobretudo os excluídos.

Honraremos sua memória propagando e vivenciando os princípios que nortearam a vida dessa linda, bela e generosa alma.

DETALHE – O parlamentar encontra-e ora do Ceará, em clima de férias.

 

Walter Cavalcante envia nota de pesar pela morte de Padre Haroldo

A Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) lamenta com profundo pesar o falecimento do padre Haroldo Coelho, ocorrido na noite dessa sexta-feira (11), em Brasília, DF.

Admirador da política e dos movimentos sociais, padre Haroldo sempre lutou em defesa de uma sociedade mais justa, com menos desigualdades e mais oportunidades para todos.

Em nome dos 43 Parlamentares me solidarizo com seus familiares e amigos.

Vereador Walter Cavalcante – Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza

O Ceará necessita abrir mais sua gestão pública

335 1

Em artigo no O POVO deste sábado (12), o empresário e geólogo Ph.D, João César de Freitas Pinheiro, sugere maior abertura no governo Cid Gomes. Confira:

Dois anos restam para Cid Gomes governar até a próxima eleição. O recente pleito municipal impôs nova conjuntura. Nela, o governador navegará à mercê das correlações de forças políticas estabelecidas que, certamente, indicarão novas rotas e determinações. Hora de mudanças! Por que não aproveitar?

Uma das ferramentas interessantes para governo e sociedade na atual conjuntura seria a da maior abertura da gestão pública. Talvez seja a ocasião do governador criar e colocar efetivamente em funcionamento uma “Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade”. Não nos moldes do que a presidente Dilma fez no Governo Federal, chamando alguns empresários e ministros para lhe assessorar, sem fortalecer as entidades representativas da sociedade, como as confederações da indústria e do comércio.

A câmara do Ceará teria integrantes de entidades representativas dos empresários e dos trabalhadores, voluntários, sem remuneração, comprometidos com o aprimoramento da máquina pública. Pessoas competentes, suprapartidárias, comprovadamente voltadas para a elevação da defesa dos interesses coletivos, capazes de assessorar o governador na formulação das diretrizes de políticas públicas de gestão governamental.

Além de angariar um suporte gerencial, sem aumentar despesas, o governador contaria também com um ótimo corredor de interação e integração para lutar pela aceleração de projetos de infraestrutura e industrialização por meio de parcerias com o setor privado.

Pode até ser que eu esteja chovendo no molhado. No entanto, se tal câmara, formal ou informal, já existe, o que se denota é o vazio em relação à mesma. Fica a ideia para o governo e os partidos políticos que o apoiam. Os diagnósticos sobre a economia cearense estão disponíveis para análises as mais diversas. Cito, por exemplo, os cadernos Raio X publicados pelo O POVO em dezembro de 2012. Ali se encontram dados sobre emprego, economia, sustentabilidade, vendas, investimentos, rodovias, cinturão digital, Pecém, energia eólica, balança comercial, saúde, educação, tributação, enfim, base muito sólida para pensar gestão pública. Que o governador chame pensadores!

Perspectivas nada animadoras

A abordagem sobre a problemática da violência no Ceará tem sido recorrente nos meios de comunicação retratando quadro preocupante pela dimensão das variáveis surgidas a cada dia. No caso do O POVO, procura-se dar à questão o tratamento menos sensacionalista possível. Para tanto, elementos e estatísticas utilizados de modo a permitir a avaliação dos fatos como um todo.

Exemplo disso foi a apresentação dos indicadores referentes à tendência crescente de assaltos a ônibus em Fortaleza, atingindo diretamente setor estratégico para a população, o sistema público de transportes. Ontem, vieram à tona números reveladores da quantidade de tiroteios registrados na Capital nesse começo de ano: ocorreram pelo menos 12 em apenas 10 dias.

Os fatos relatados na matéria, ressalte-se, foram levantados pelo repórter Thiago Paiva, mostrando que em metade dos casos houve o envolvimento de policiais à paisana, que teriam reagido à abordagem de criminosos. A violência na cidade também resultou em 43 assassinatos, com o uso de armas de fogo, ocorridos até a última quarta-feira, o que aponta a média de quatro homicídios por dia. Diante disso, não se pode negar que o ano começou violento e sem perspectiva de regressão momentânea desse cenário.

O levantamento indica também dois fenômenos que não podem ser ignorados pelas autoridades. O primeiro é a comprovação da reação das vítimas ou de pessoas próximas  ao assalto, situação que jamais deve ser aceita como normal. Se isso acontece, porém, no mínimo fica demonstrada a falta de confiança nos agentes públicos no sentido de conter essa escalada de violência.

Outro aspecto a ser ressaltado nos dados apresentados diz respeito à possibilidade de muitos dos homicídios registrados estarem relacionados ao tráfico de drogas. Nesse aspecto, não há como negar o efeito da droga na sociedade, principalmente entre os mais jovens, o que já deveria ter merecido ações menos pontuais para atacar esse problema. A droga, ainda, é incentivadora do pequeno delito, resultando no aumento da sensação de insegurança.

Por meio da apresentação desses fatos, a imprensa cumpre seu papel de procurar oferecer informações à sociedade e de cobrar respostas do poder público sobre situações que exigem atenção mais proativa. Infelizmente, o que temos visto é que os resultados não tem sido bons.

(O POVO / Editorial)