Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Candidato a vice de Roberto Cláudio votou no Ideal Clube

316 2

Eis o candidato a vice-prefeito Gaudêncio Lucena, que votou no Ideal Clube. Com ele, estavam o candidato a prefeito Roberto Cláudio (PSB/PMDB), o senador Eunício Oliveira (PMDB) e outras lideranças da base aliada do Governo do Estado.

Antes da votação do postulante a vice Gaudêncio Lucena, o candidato Roberto Cláudio (PSB/PMDB), passou no Vicente Pinzon, onde conferiu o voto do candidato derrotado a prefeito  pelo DEM, Moroni Torgan. Ali, estiveram também o secretário nacional dos Portos, Leônidas Cristino, o vice, Gaudêncio, o senador Eunício Olibeira e o secretário especial da Copa, Ferrucio Feitosa.

Prefeita convoca para coletiva. Hora de denúncias contra o PSB

237 5

A prefeita Luizianne Lins dará coletiva, ao lado dos integrantes da coordenação da campanha do seu candidato a prefeito de Fortaleza pelo PT, Elmano de Freitas, a partir das 16 horas deste domingo. A coletiva ocorrerá na sede do comitê central.

Luizianne vai falar sobre a onda de boca de urna e ações de irregularidades no pleito que os adversários estariam praticando.

O candidato Elmano de Freitas prosseguir[á visitando seções eleitorais.

Cid esteve na PF para “hipotecar” solidariedade a companheiros detidos por boca de urna

147 1

Mais de 50 militantes do PSB foram detidos para averiguar suspeita de boca de urna. O governador Cid Gomes disse ter ido à Polícia Federal para “hipotecar solidariedade” aos detidos. “Eu vim hipotecar solidariedade às pessoas que estão aqui”, reforçou.

Ao ser questionado porque também estava no local, o candidato Roberto Cláudio (PSB) ironizou: “Não tem ninguém de vermelho aqui. Só de amarelo. Há alguma coisa esquisita aqui”, disse.

Um dos advogados do PSB, Leandro Vasques, disse não descartar abertura de inquérito para averiguar a situação. Ele disse ainda nunca ter visto um acúmulo de tantos militantes detidos.

Será lavrado o termo circunstancial de ocorrência e as pessoas devem ser liberadas e em seguida.

(POVO Online)

PF registra 14 ocorrências de crime eleitoral e TRE substitui nove urnas

142 1

Pelo menos 14 ocorrências de crimes eleitorais já foram registradas pela Polícia Federal neste domingo do voto em Fortaleza. De acordo com o plantão da PF, foi flagrado transporte irregular de eleitores no bairro Santa Maria.

Também foram detidas oito mulheres e o motorista de uma Kombi de cor branca, que foi apreendida.

No plantão do TRE, vem a informação de nove urnas eletrônicas já foram substituídas.

 

Roberto Cláudio acompanhou voto de Inácio

140 3

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB/PDB, Roberto Cláudio, acompanhou o voto de Inácio Arruda, o candidato derrotado pelo PCdoB. Foi no bairro Dias Macedo. A campanha do socialista optou pela estratégia de levar o candidato a conferir o voto dos aliados, o que lhe rendeu condições para reforçar sua imagem em vários pontos da cidade.

Caso saia vitorioso nas urnas, o PCdoB terá importante papel em sua administração, garantiu Roberto Cláudio.

Professor é detido com cartaz de protesto em seção eleitoral

210 36

Atualizado às 15h

Um professor foi detido, nesta manhã de domingo, quando realizava, segundo ele, manifesto silencioso em frente a 1ª Zona , seção de nº 145, do Colégio Rogério Froes, no bairro Cidade 2000. Trata-se de Fábio Ferreira Santos, da rede estadual de ensino, que estampava um cartaz expondo frases e fotos de episódio em que professores foram agredidos quando de ato na Assembleia Legislativa.

O professor estava detido no 15º Distrito Policial e foi liberado para votar. O processo contra ele vai continuar, segundo a Justiça Eleitoral.

Fábio Ferreira chegou a dizer que não votará em nenhum dos candidatos a prefeito.

O episódio, no entanto, a que ele se referia em cartaz ocorreu no âmbito do Poder Legislativo, cujo presidente é Roberto Cláudio, o candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB/PMDB.

(Com Lucas Leite – Rádio O POVO/CBN)

Luizianne diz estar arrependida de ter apoiado a reeleição de Cid em 2010

249 7

Luizianne votou também na Assembleia e, com Elmano, fez o 13 do PT.

A prefeita Luizianne Lins disse agora há pouco estar recebendo denúncias, neste domingo do voto, de que há carreatas e muitos ligados ao candidato Roberto Cláudio (PSB/PMDB) circulando com camisa amarela padronizada. Ela disse que vai pedir à Polícia Federal reforço para coibir a boca de urna.

Luizianne lamentou que a Polícia Militar estaria agindo fazendo corpo mole, até por estar sob comando do governador Cid Gomes, que apoia Roberto Cláudio.

Indagada sobre 2014, a prefeita afirmou que tem muita coisa para fazer como pessoa, mulher e ser humano. Informou que quer estudar, porque se dedicou muito empo de sua vida à política. Admitiu escrever um livro sobre a experiência de suas duas administrações.

Fez um desabafo:

“Minha autocrítica foi ter apoiado o Cid governador do Estado. Estou muito arrependida de ter apoiado a reeleição dele em 2010, acentuou Luizianne, que acompanhou a votação do seu candidato a prefeito, Elmano de Freitas, na Assembleia. Ela ali também votou.

Roberto Cláudio assistirá a uma missa na Catedral

O candidato a prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB/PMDB), vai assistir à missa do meio-dia deste domingo na Catedral Metropolitana de Fortaleza. Toda a sua família ali estará, além de lideranças de sua base aliada.

O candidato acompanhou  votação de André Ramos, candidato derrotado do PPL, e ainda conferiu o voto de Valdeci Cunha, postulante derrotado do PRTB no curso de Arquitetura (UFC).

André e Roberto Cláudio.

Roberto com Valdeci Cunha.

 

Elmano votou na Assembleia Legislativa ouvindo coro de “Mensaleiro”

207 1

Luizianne acompanhou Elmano.

O candidato a prefeito de Fortaleza, Elmano de Freitas, acompanhado da prefeita Luizianne Lins, votou agora há pouco em seção eleitoral da Assembleia Legislativa. Com ele, a prefeita Luizianne Lins (PT).

“Nossa expectativa é termos uma vitória do time do 13, do time da Dilma, do time da Luizianne no final da apuração”, disse Elmano. Ele aproveitou para alertar à Policia Milita e PF sobre possível boca de urna principalmente na periferia de Fortaleza.

DETALHE – Um grupo de simpatizantes de Roberto Cláudio gritou “mensaleiro” quando Elmano apareceu para o voto.

Cid é abordado por servidores grevistas da Semace

O governador licenciado Cid Gomes (PSB) foi abordado, nesta manhã de domingo, por grupo de servidores da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), que estão em greve. Ele acompanhava, no Colégio Batista, o voto do candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB/PMDB, Roberto Cláudio.

Na ocasião, lideranças do movimento entregaram cópia do protocolo do Plano de Carlos, Carreiras e Salários da categoria que está com a Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag).

O governador pediu à categoria que suspendesse a greve, que ocorre desde 24 de setembro último, prometendo receber comissão deles dentro de uma semana.

Secretário da Segurança diz que quadro em Fortaleza é de tranquilidade

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado,  coronel Francisco Bezerra, informou, agora há pouco, que o quadro é de normalidade, até agora, em termos de registros policiais.

“Estamos com clima de tranquilidade na cidade. Dentro da normalidade, com a policia presente em todas as seções eleitorais”, disse o secretário, que integra o Gabinete de Segurança das Eleições.

Mais de dois mil homens da PM estão mobilizados.

Heitor votou caladinho nesta manhã de domingo

O candidato derrotado do PDT/PPS à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer, votou, nesta manhã de domingo, em seção do Colégio Justiniano de Serpa. Veio especialmente de Lavras da Mangabeira, onde estava recolhido desde a última terça-feira.

Heitor ameaçou não vir votar, mas achou melhor cumprir seu direito e dever. Ele, claro, não revelou o voto. Embora tenha apregoado postura neutra.

 

PSDB fará oposição ao novo prefeito, diz Marcos Cals. Que convença ao seu único vereador

144 3

Marcos Cals, candidato derrotado do PSDB à Prefeitura de Fortaleza, avisou, ao votar nesta manhã, em seção do Clube Náutico Atlético Cearense: será oposição. “Ganhe quem ganhar, vamos ser oposição”, diz ele, explicando que nem Roberto Cláudio (PSB/PMDB) nem Elmano de Freitas (PT) traduzem o pensamento e o projeto do PSDB.

Bom lembrar: o PSDB fez apenas o vereador Carlos Dutra, que é pastor. Na gestão Luizianne Lins (PT), ele não foi oposição.

Como é pastor evangélico, pelo visto, manterá a postura de ovelha sem pastor. Ou seja, nada de obedecer a cúpula tucana em matéria de orientação política na Câmara Municipal.

Em Fortaleza, a votação vai até as 17 horas, horário local

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Ademar Mendes Bezerra, por meio de sua assessoria, informa: o horário de votação em Fortaleza vai até as 17 horas, horário local.

Ele faz o esclarecimento em razão de dúvidas que surgiram por conta do horário de verão, que se verifica no Sul e Sudeste do País.

A votação ocorre de forma tranquila na Capital. A maioria das seções eleitorais não registra fila. Alguns mesários dizem que isso é consequência de um pleito único, ou seja, houve maior movimentação no primeiro turno, porque havia a disputa também para vereador.

Operação contra Desmonte – TCM e PROCAP definem mais seis municípios para fiscalização

211 2

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e a Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP) definiram mais uma relação de municípios que serão fiscalizados na operação conjunta que visa evitar a desestruturação das administrações quando das transições dos governos municipais. Isso foi em reunião que contou com a presença do presidente do tribunal, Manoel Veras, da procuradora geral de Contas, Leylianne Brandão Feitosa, e do diretor de Fiscalização do Órgão, Juraci Muniz. Pela PROCAP, estiveram o procurador Maurício Carneiro e os promotores Luiz Alcântara e Herton Cabral.

No período de 29 deste mês (terça-feira) a 1º de novembro serão fiscalizados mais seis municípios selecionados na matriz de riscos trabalhada em conjunto pelos órgãos. São eles:

– Acopiara e Baturité: Nos dias 29 e 30/10;
– Icó e Uruburetama: No dias 31/10 e 01/11;
– Pacajus e Santa Quitéria: No período de 29/10 a 01/11.

Desde o dia 22 último, início das fiscalizações, já são 12 as prefeituras municipais selecionadas nessa operação.

As equipes que estiveram nos municípios de Antonina do Norte, Barroquinha, Coreaú, Granja, Ibiapina e Jucás, na primeira semana da operação especial, trabalharão agora na elaboração dos relatórios técnicos que serão disponibilizados até segunda-feira dia 05/11 à PROCAP e que também terão processos tramitando no âmbito do TCM.

O TCM e a PROCAP se reunirão novamente na quinta-feira dia 1º de novembro, desta vez na sede do TCM, para avaliação conjunta das demandas existentes e planejamento das próximas incursões aos municípios foco da operação.

Elmano antecipa horário de votação para as 10 horas, na Assembleia Legislativa

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PT, Elmano de Freitas, vai votar às 13 horas, na seção 0326, da 112ª Zona Eleitoral, que fica na Assembleia Legislativa. Aproveitará esta manhã par percorrer vários colégios eleitorais.

Havia programado um café da manhã que, no entanto,a coordenação da campanha cancelou. Neste pleito apertado, a hora é reforçar o corpo a corpo eleitoral.

ATUALIZAÇÂO (8h54min) – A assessoria de Elmano de Freitas informou que o candidato antecipou o horário de votação para as 10 horas.

 

Uma reflexão sobre o voto nulo

262 5

Com o título “Reflexões sobre o voto nulo”, eis artigo do professor e sociólogo Pedro Albuquerque. Um texto bom para quem vai sair d casa neste domingo e cumprir o dever e direito de votar. Confira:

Já preguei o voto nulo. Foi no tempo da ditadura. As eleições eram uma farsa e, com o voto nulo pretendíamos dar visibilidade à ilegitimidade desses pleitos. Mas, não nos contentava apenas em anunciar. Íamos à luta. Muitos foram presos e condenados por isso. Tenho perto de mim exemplos: a minha ex-esposa, mãe de meus filhos, e um irmão meu foram condenados a seis meses e a um ano de prisão, respectivamente, apenas pelo fato de terem pichado num muro de rua a insígnia «Vote Nulo».

Com a democracia, o voto nulo perde força e legitimidade. Se considerarmos a democracia como um fim em si mesmo, as eleições e a participação nos pleitos eleitorais passam a ser uma forma de tornar a democracia mais consolidada em nossa sociedade. Desde a conquista da democracia, nunca mais votei, nem preguei o voto nulo.

Mas, se pode compreender melhor o sentido desse tipo de voto quando da realização do primeiro turno das eleições. Nessa etapa, os candidatos postos ao crivo do eleitorado não são escolhidos com a participação do povo. São os partidos políticos que os escolhem, muitas vezes de forma não muito democrática. Isso pode dar margem ao surgimento de candidatos saídos do colete de um chefe político ou a candidatos «laranjas». Se o eleitor não se sentir representado por nenhum desses candidatos, o voto nulo é compreensível.

Todavia, ao final do primeiro turno, se nenhum candidato obteve a soma dos votos válidos dos demais candidatos, mais um voto, impõe-se a realização da segunda rodada de votação. A escolha entre os dois candidatos mais votados torna-se mais democrática, porque eles deixaram de ser meras escolhas partidárias e passaram a ser mais legitimados, pois foram sufragados pelo voto popular. Ademais, suas ideias, seu programa, seu histórico tornaram-se não só mais conhecidos, como mais debatidos no seio do povo. Nesse sentido, os dois candidatos em disputa são candidatos que a maioria relativa do eleitorado decidiu oferecer à polis para que esta proceda à escolha de um. Nada mais legítimo e democrático do que esse processo.

A democracia requer que as regras do jogo previamente pactuadas e estabelecidas sejam respeitadas. O mais lídimo respeito à regra da democracia na segunda rodada de eleições se dá quando, dentre os dois candidatos que milhares, às vezes até milhões, de pessoas sufragaram, nenhum deles é o candidato em quem votamos no primeiro turno. Quem, tendencialmente, escolhe melhor, do ponto de vista da democracia, um só eleitor ou milhares? Isso exige mais humildade e tolerância para com a escolha do outro. Não votar, com todo respeito aos que pensam contrariamente, é quebrar o pacto, as regras do jogo, e congelar o nosso compromisso para com o destino da cidade. Na política, o adágio popular «tanto faz Zeca como Cazuza» não é aplicável. Alguma diferença há de haver entre os dois, ainda que não seja de substância. Escolher é identificar diferenças. Distinguir um e votar nesse candidato é o mesmo que dizer: eu me coloco como um (a) dos (as) responsáveis por essa escolha. Se não escolho, vou deixar que os outros o façam por mim. Acontece que, na política, como em qualquer processo decisório, os ausentes nunca têm razão.

• Pedro de Albuquerque Neto, professor do Curso de Direito da Unifor.