Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

TJ-CE decreta ponto facultativo no Dia de São José

Vai ter ponto facultativo o expediente de 19 de março, em que é comemorado o Dia de São José, padroeiro do Estado. A medida consta na Portaria nº 387/2012, publicada na terça-feira, no Diário da Justiça Eletrônico. A norma, decidida pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Arísio Lopes, é válida para todas as unidades do Judiciário cearense. Ainda de acordo com o documento, os prazos processuais ficam prorrogados para o primeiro dia útil seguinte.

Mesmo com o feriado, a Justiça do Ceará atenderá em regime de plantão. Na sede do TJCE, em Fortaleza, o serviço será assegurado pelo desembargador João Byron de Figueirêdo Frota, das 12 às 18 horas. No Fórum Clóvis Beviláqua, também na Capital, o plantão ficará a cargo da 5ª Vara da Infância e da Juventude e da 3ª Vara de Execuções Criminais (Das 6 às 18 horas do dia 19), além da 1ª Vara Cível e da Vara de Penas Alternativas (Das 18 do dia 19 às 6 horas de 20 de março).

No Interior, o atendimento estará sob a responsabilidade dos 20 Núcleos Regionais. Pelo rodízio, serão, respectivamente, as Comarcas de Juazeiro do Norte, Barbalha, Acopiara, Aurora, Baixio, Piquet Carneiro, Mulungu, Tabuleiro do Norte, Cascavel, Maranguape, Eusébio, Paraipaba, Morrinhos, Sobral, Barroquinha, Ibiapina, Carnaubal, Crateús, Mombaça e Canindé.

(Site do TJ-CE)

CUT/CE divulga nota de apoio aos eletricitários

A Central Única dos Trabalhadores divulgou, nesta quarta-feira, nota de apoio à paralisação dos eletricitários da Coelce. O movimento reivindica melhores condições salariais. Confira a nota:

NOTA DE APOIO

A CUT-CE apoia paralisação realizada pelo Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro). A categoria está desde ontem, em frente à Coelce, com os braços cruzados reivindicando reajuste salarial. Não podemos aceitar que o ganho real de um eletricista seja de apenas R$ 4,34, como quer o patronato. Outras funções também estão sendo prejudicadas com o pífio reajuste que está sendo proposto.

Queremos reafirmar nosso apoio ao movimento. Estamos, juntamente com o Sindeletro, à frente das negociações para que os ganhos salariais sejam de acordo com a necessidade da categoria. A CUT-CE sempre tem estado ao lado dos trabalhadores e das trabalhadoras em suas campanhas por melhores salários. E, mais uma vez, colocamos nossa força de mobilização e de luta a favor dos eletricitários do Ceará.

Executiva da CUT-CE.

Ah, se essa rua fosse nossa…hein, Seman?

Com o título “Se essa rua fosse nossa”, eis artigo do professor José Borzachiello (UFC). Ele trata de assunto dos mais interessantes e com certo romantismo: a ocupação de praças e calçadas. Enfim, aborda a tal da “cidade sem lei” que a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano, via regionais, tenta enfrentar e pouco consegue. Confira: 

Se essa rua fosse nossa seria muito diferente. Longe de saudosismos, tenho saudades de um tempo em que as ruas eram nossas. Quero uma rua que seja nossa, mas não quero uma rua de condomínio fechado, enclausurada. Quero uma rua livre, menos segregada, que permita a passagem e a convivência com todos. A rua pode e deve ser simples, com casinhas e grama entre as pedras que revestem seu calçamento.

A posse da rua advém das relações que estabelecemos com ela. Ruas com calçadas, com pessoas conversando, crianças brincando. A rua não pode e não deve ser pensada só para atender à necessidade de passagem de veículos. Rua sugere caminho, direção, paradas. Também sugere endereço, nosso lugar no mundo, nosso espaço de referência que permite a fricção do individual e do coletivo, do público e do privado. A porta da casa é passagem, é entrada, é saída. As janelas favorecem olhar o mundo a partir da proteção oferecida pela casa.

Quero nossa rua de volta. Quero ter o direito e o prazer de encontrar vizinhos, conversar, atualizar minhas discussões, me intrometer nos disse me disse cotidianos, saber das festas, dos acontecimentos. Não quero só a rua, quero a vizinhança. Quero sentir a proximidade das pessoas, saber de seus afetos e dissabores. Quero a praça como espaço vivido regulado pelas necessidades de seus usuários. Não quero a praça fria do shopping. Ela não me diz nada. É igual a todas as praças de shopping do mundo. Restaurantes de fast food, uma quantidade enorme de mesas e cadeiras, onde pessoas apressadas devoram sanduíches e se empanturram de batatas fritas e refrigerantes.

Quero uma pracinha simples com bancos dispostos simetricamente, árvores e marcas de vida coletiva construídas ao longo do tempo. Trechos pisados demarcando caminhos, parquinhos gastos revelando seu tempo e a passagem de infâncias pretéritas. Quero uma parte da cidade que pode voltar. Não quero muito. Quero apenas ter o direito de exigir minha condição de parte integrante da cidade, ter prazer em fruí-la, desfrutá-la. Também quero reparti-la. Não a quero só para mim.

Uma cidade aberta, livre e segura é possível. Temos que retomar ruas e praças. Temos que ter a capacidade de nos apoderarmos de espaços e territorializá-los a partir de nossos desejos de conviver de forma harmônica, conforme os preceitos das regras sociais. Não quero muito. Aceito a cidade com seus conflitos, com suas contradições. Tenho plena consciência de seus limites, mas tenho, entretanto, consciência que chegamos ao limite. Morar em condomínios fortificados, viver pelas ruas circulando em carros idênticos a tanques de guerra e fingir que nada está acontecendo, é pura alienação. Basta o “salve-se quem puder”. O coletivo existe. Nossas necessidades são as mesmas. Saiamos do imobilismo diante das telas da tevê e do computador.

Que venham pessoas povoar as ruas, ocupar as calçadas reanimando uma vida latente que aguarda as condições mais favoráveis para um acontecer social menos excludente.

José Borzacchiello da Silva

borza@secrel.com.br
Geógrafo e professor da UFC .

Prefeito de Caririaçu inaugura… orelhão

606 7

“É de praxe que os políticos aproveitem solenidades para vangloriar-se de grandes obras, voltadas ao progresso e ao bem comum da sociedade. Em Caririaçu, no Cariri, essa prática parece estar sendo levada à risca pela administração municipal. Pelo menos é o que mostra uma foto em que aparecem o prefeito da cidade, Edmílson Lopes (PSB), o vice, três vereadores e o procurador do município posando para o que seria a inauguração de um telefone público. A imagem circulou ontem em blogs e no site Facebook, onde gerou mais de mil e 100 compartilhamentos. Em ano eleitoral, a divulgação do registro gerou atrito entre situação e oposição.

O prefeito, nega a “inauguração” diz que tudo não passou de artimanha da “oposição baixa que não tem o que fazer”. Segundo ele, a foto foi feita no dia da inauguração do sangradouro de um açude que abastece as comunidades de Sítio Cruz e Serra Branca, na zona rural de Caririaçu.

(O POVO)

Que tal o prédio do Sindjorce ganhar o nome de Ivonete Maia?

156 4

O ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará, Nilto Almeida, está sugerindo que o nome da sede do Sindijorce seja rebatizado. Ele propõe o nome da jornalista Ivonete Maia, que nos deixou há cerca de um mês. Eis a nota:

Caro Eliomar, tudo bem com você?
 
Gostaria de lhe expor a seguinte situação:
 
Propus à diretoria do Sindicato dos Jornalistas, em mensagem enviada a presidente em exercício, Samira Castro, que designasse a sede da entidade de Sede Jornalista Ivonete Maia.
 
Considero uma homenagem justa, pois foi Ivonete quem conseguiu com o ex-governador Virgílio Távora a doação da casa da Rua Joaquim Sá, 545, no bairro Dionísio Torres.
 
Não fora a ação dela, correndo os inevitáveis riscos das críticas, talvez o nosso Sindicato continuasse “hóspede” da Associação Cearense de Imprensa (ACI) até hoje.
 
Embora o Sindicato já a tenha homenageado em vida, creio que nada custa este ato, que antes de se tratar de algo personalista, pretende apenas criar mais um marco na memória  do papel que Ivonete representou em nossa comunidade jornalística. Principalmente pensando nas novas gerações, que esquecem facilmente.
 
A proposta, portanto, é simples, algo similar ao que a ACI fez ao denominar de Edifício Perboyre Silva a sede da Associação que ele tão bem dirigiu.
 
* Com abraços do velho companheiro.
Nilton Melo Almeida.

Homem morre após atear fogo contra residência

“Um homem morre após atear fogo em uma residência localizada na avenida Fernandes Távora na manhã desta quarta-feira, 14. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o rapaz teria transtornos mentais e incendiou a casa usando gasolina.

No momento do incêndio houve uma explosão que provocou a morte do homem.

Dois bombeiros  que entraram na casa para salvar e resgatar o homem  sofreram queimaduras de primeiro e de segundo grau. De acordo com a tenente do Corpo de Bombeiros, Ana Priscila, os feridos são  Cabo Sena e Sargento Bosco. Um deles foi encaminhado ao Instituto Dr. José Frota (IJF),  o outro foi socorrido no local.

O fogo está controlado, mas uma viatura do Corpo de Bombeiros permanece na casa.”

(POVO Online)

Deputado quer verbas para contenção do mar de Icapuí

128 1

O deputado federal José Airton (PT) tem audiência, às 11 horas desta quarta-feira, em Brasília, com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. Vai cobrar a liberação de repasses para as obras de contenção do mar de Redonda e Barreirinha no município de Icapuí (Litoral Leste).

Ele não falou em valores, mas disse que incluiu também na pauta cobrança por mais recursos para a continuação do projeto de contenção da praia do Icaraí, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). O prefeito Washington Goes (PRB) quer estender a contenção até a praia da Tabuba.

A primeira fase desse trabalho recuperou com sucesso a praia do Icaraí.

Americanas.com é condenada por não entregar produto a cliente

“O juiz Ricardo Alexandre da Silva Costa, da Comarca de Cedro, condenou a Americanas.com (B2W – Companhia Global do Varejo) a pagar R$ 2.498,00 para o consumidor J.R.S., que não recebeu mercadoria. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico dessa segunda-feira (12/03).

Em junho de 2011, o cliente comprou, por meio da internet, um forno micro-ondas no valor de R$ 249,00, em cinco parcelas de R$ 49,80. Ao receber o produto, percebeu que a voltagem era incompatível com a região.

Ele entrou em contato com a loja e foi orientado a não receber a mercadoria, com a garantia de que, com a devolução, outro forno seria remetido, desta vez com a voltagem adequada. Após vários meses da devolução, não recebeu novo aparelho.

Afirmando ter sofrido danos materiais e morais, ingressou na Justiça. A Americanas.com, na contestação, afirmou ter agido conforme o Código de Defesa do Consumidor. Defendeu também ter ocorrido problemas alheios à sua vontade.

Ao analisar o caso, o magistrado determinou a devolução, em dobro, dos valores pagos pelo cliente, totalizando R$ 498,00. Além disso, condenou a empresa ao pagamento de R$ 2 mil, a título de danos morais.

“A conclusão da mora contratual é reforçada pelos próprios argumentos trazidos na contestação da ré que, de forma explícita, confirma que não entregou o produto, ora por problemas na sua logística, ora porque muitas vezes a demora é ocasionada pelos próprios consumidores que não informam corretamente os endereços ou omitem informações necessárias à localização e entrega dos produtos”, afirmou o juiz.

 (Site do TJ-CE)

Professores fazem atos em favor do Piso. No Ceará, seminários e passeata

192 6

Anízio Melo – No Ceará, atos incluem uma caminhada.

Professores de escolas públicas municipais e estaduais estão promovendo, de hoje até sexta-feira, várias mobilizações para cobrar o cumprimento do piso nacional do magistério. Criada em 2008, a lei determina um valor mínimo que deve ser pago a professores com formação de nível médio e jornada de 40 horas semanais. Para 2012 esse valor foi definido em R$ 1.451, mas alguns estados e municípios pagam menos do que determina a regra.

Além de cobrar o cumprimento da Lei do Piso, a paralisação nacional também defende o aumento dos investimentos públicos em educação. A CNTE quer que o Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita na Câmara dos Deputados, inclua em seu texto uma meta de investimento mínimo na área, equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), a ser atingida em um prazo de dez anos.

NO CEARÁ

O Sindicato Apeoc promoverá sexta-feira, pela manhã, no IFCE, um seminário sobre o Piso Salarial. No mesmo dia, às 15 horas, eles farão uma cainhada saindo da Praça da Bandeira e se deslocando para a Praça do Ferreira, onde haverá ato apoiado pela Apeoc, Sindiute, Federação dos Traalhadores Municipais em Educação, Confederçaão Nacional dos Trabalhadores em Educação e CUT.

O Sindicato Apeoc está com sua direção estadual nesta quarta-feira em Sobral. Ali, promove seminário sobre a pesquisa da tabela salarial de carreira do professor, apresentada nesta semana e que faz comparações do que percbe o docente cearense com o docente de outros Estados. Na quinta-feira, no Crato, haverá seminpario sobre Lei do Piso.

(Também com Agência Brasil)

Desempenho industrial do Ceará é o pior do País

166 1

 

“Há 16 meses, a atividade industrial do Ceará, dada pela produção física, vem caindo. A indústria de transformação do Estado registrou o pior desempenho dos últimos 12 meses, considerando fevereiro de 2011 a janeiro de 2012 (-11,4%). Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física (Regional), de janeiro, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na avaliação do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), alguns fatos podem ter contribuído para os resultados alcançados pela indústria nacional, que também caiu. “Primeiro, o transbordamento dos efeitos da crise mundial sobre a economia do País que se intensificou bastante ao longo do ano de 2011 e início de 2012. Segundo, a apreciação da moeda brasileira, o que vem prejudicando bastante as exportações dos principais estados produtores e exportadores de produtos industrializados. E, por fim, a baixa competitividade dos produtos nacionais frente aos principais concorrentes internacionais”.

Para o coordenador da Unidade de Economia e Estatística do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (Indi) da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Pedro Jorge Ramos Viana, a redução da produção é fruto da continuidade da crise no mercado externo. “No meu entender o que está ocorrendo é um ajuste que o setor industrial usa para não ser pego de surpresa”, diz, acrescentando que a tendência de queda está sendo revertida e a partir de março é possível que a indústria volte a apresentar resultados positivos.

Acrescenta que diante das incertezas em relação ao futuro que a crise econômica provoca, os empresários tem preferido rever os planos de investimento, usar menos a capacidade de produção e vender o estoque. “É um período de ajuste”, reforça, ressaltando que a expectativa é que a partir deste mês esse quadro comece a se reverter.”

(O POVO/Foto -Senai)

Luizianne diz para Eunício que Elmano é seu candidato a prefeito

102 6

A prefeita Luizianne Lins (PT) e o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) conversaram, demoradamente, na noite dessa terça-feira, no restaurante “A Bela Cintra”, em Brasília. Sem testemunhas. A informação é do site Ceará Agora.

Luiziane teria dito que seu candidato a prefeito é o secretário municipal de Educação, Elmano Freitas, e que não abrirá mão da candidatura dele, estando disposta a enfrentar, até mesmo, as prévias a serem realizadas em seu partido.

A prefeita Luizianne Lins aguarda agor convite de Cid para uma reunião. Eunício Oliveira informou, sobre o encontro, que vai acompanhar o que o governador Cid Gomes (PSB) resolver. “Um não decide sem o outro”, teria dito, segundo assessores.

Os 25 anos do Projeto de Mudanças no Ceará

220 8

Há 25 anos se iniciava o ciclo mudancista encabeçado por Tasso Jereissati. Depois de três gestões sob o seu comando, e outra de Ciro Gomes, o ciclo esgotou-se. Deixou em seu rastro a modernização da administração, alguns avanços pontuais na infraestrutura e de indicadores sociais, mas não conseguiu êxito na elaboração de um modelo econômico que desconcentrasse a riqueza, segundo especialistas.

Do ponto de vista político, o período foi marcado na sua primeira fase por confrontos com as oligarquias tradicionais, alijada do poder pela “Geração CIC”. Houve embates também com a esquerda, traduzidas pelos movimentos sociais.

No caminho ficou um aliado de primeira hora – o movimento encabeçado pelo empresário Amarílio Macedo, buscando base no movimento social, o que teria talvez dado mais oxigênio ao chamado “processo de mudanças.” O último racha foi com o então secretário de Governo, Sérgio Machado.

* Mas o resultado de tudo isso fica para boa análise da academia.

DETALHE – O Centro Industrial do Ceará empossou ontem, na Fiec, Nicole Barbosa, do Conselho de Leitores do O POVO, que apregoa volta da entidade aos debates políticos. Justamente quando se completam 25 anos do início do projeto mudancista de Tasso Jereissati.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Bancada cearense escolhe novo coordenador

Nesta quarta-feira à noite, em Brasília, a bancada federal cearense vai se reunir para definir seu coordenador. Trata-se daquele parlamentar que, em nome do grupo, encaminhará emendas, solicitará  audiências ministeriais e cobrará liberações.

Atualmente, José Arnon, que preside o PTB do Ceará, é o coordenador, mas há setores dentro da bancada que não apoiam sua recondução.

O deputado federal petista Artur Bruno acha que Arnon não vai continuar. Recentemente, houve clima pesado entre Arnon e José Guimarães sobre liberação de emendas para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Eleições 2012 – PCdoB vai conversar com Luizianne para entregar os cargos

183 3

“O PCdoB, que deverá lançar a candidatura do senador Inácio Arruda à Prefeitura de Fortaleza, entregará os cargos que mantém na gestão Luizianne Lins (PT). O anúncio foi feito ontem, pelo presidente do partido no Ceará, Carlos Augusto Diógenes, o Patinhas, no programa Debates do Povo, da rádio O POVO/CBN.

“Não temos compromisso com o PT”, disse o dirigente, para em seguida amenizar o aparente tom de oposição à gestão da ainda aliada. “Nós já demos nossa contribuição”, ameniza.

O PCdoB faz parte da gestão Luizianne desde o início do primeiro governo, em 2005. O partido mantém atualmente diversos postos no governo do PT na Capital. Entre eles, a Secretaria do Esporte, com o professor Evaldo Lima, e a Secretaria da Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), que tem à frente o defensor público João Ricardo Vieira.

Patinhas disse que a entrega dos espaços na administração petista ocorrerá durante reunião com Luizianne – ainda a ser marcada – até o fim deste mês. Caso o encontro não aconteça até lá, diz ele, o partido formalizará o afastamento, através da entrega de um documento no Gabinete da Prefeita, no início de abril.

A pressa do PCdoB para sair da Prefeitura não ocorre por acaso. O próximo dia 4 é o prazo final da Justiça Eleitoral para interessados em concorrer nas eleições municipais deste ano deixaram cargos no Executivo.”

(O POVO)

Crescem multa pelo uso do celular no volante

“Em 2011, foram 30.844 autuações de condutores que falavam ao celular enquanto dirigiam nas ruas de Fortaleza, segundo dados da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC). O número representa um aumento de 180% em comparação a 2009, que registrou 10.997 autuações, e de 15%, se comparado a 2010, quando 26.608 condutores foram multados. Já o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) indicou que, em 2009, foram 602 autuações nas rodovias cearenses, 1.004 em 2010 e 1.110 em 2011. Dessa forma, em dois anos, o aumento foi de 84%.

O aparelho celular, companheiro do dia a dia de milhões de brasileiros, se torna um risco que potencializa a ocorrência de acidentes. O Brasil fechou o mês de janeiro com 245,2 milhões de linhas ativas na telefonia móvel. Número que ultrapassa os cinco milhões na Região Metropolitana de Fortaleza.”

(O POVO)

Professores da área de Saúde Pública de Harvard visitam Fortaleza

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JXiIpMudjvI&feature=plcp&context=C445f195VDvjVQa1PpcFOowEIgYChP68vPGs8dgq4Fndg_ZJDh0Fg%3D[/youtube]

Uma missão de professores da área de Saúde Pública da Universidade de Harvard e da David Rockfeller no Brasil visita Fortaleza. Quem é cicerone é a professora Márcia Machado, da Universidade Federal do Ceará. O objetivo é acertar parceria na área de cursos.

Por que não reinserir o delegado de Polícia Civil nas carreiras jurídicas, governador?

135 2

Com o título “As carreiras jurídicas estaduais”, eis artigo do advogado e professor Irapuan Diniz Aguiar. Ele defende que a carreria de delegado de Polícai Civil seja reinserida nas carreiras jurídicas. Essa luta, segundo Irapuan é antiga e uma questão de justiça. Confira:

A Constituição Federal de 1988 confere aos Delegados de Polícia a importante missão de realizar a segurança pública, conforme dispõe o caput e § 4º, do art. 144 da Magna Carta, atuando como agente político, no exercício das relevantes atribuições de Polícia Judiciária e investigação criminal, cujo mister exige sólido conhecimento jurídico. Em razão, portanto, das características dessa profissão, todas inseridas na área do Direito, o Delegado de Polícia utiliza preponderantemente de seus conhecimentos jurídicos para, lidando diuturnamente com direitos fundamentais da pessoa, interpretar e aplicar as normas vigentes aos casos concretos, como condição essencial para a garantia do direito do indivíduo contra quem é imputada determinada conduta delituosa.

Não cabe, por conseguinte, qualquer dúvida de que a natureza da atividade desenvolvida pelo Delegado de Polícia é jurídica.

A despeito disso, desde há muito, vem à classe dos delegados lutando por sua reinserção nas carreiras jurídicas, por se tratar de um resgate da condição que o constituinte originário a colocou, quando da primeira redação do hoje alterado art. 241. A EC 19/98, em seu art. 24, cometeu grave injustiça ao modificar o texto original CF/88, retirando do delegado de polícia a condição constitucional de integrante das carreiras jurídicas, equívoco que se pretende corrigir.

Nesse sentido, as entidades representativas da categoria – SINDEPOL e ADEPOL ingressaram, quando da revisão do texto da Constituição Estadual, com uma PEC resgatando este direito, a partir do estabelecimento de um mesmo teto salarial para as carreiras jurídicas estaduais. Infelizmente, a despeito de haver recebido parecer favorável quanto a sua juridicidade, a proposta não foi levada à votação pelo Plenário da Assembléia Legislativa inviabilizando, assim, sua concretização.

A medida, por não cuidar de reajuste salarial, senão a definição de um só parâmetro de referência salarial para as carreiras jurídicas estaduais – defensores públicos, procuradores do Estado e delegados de polícia -, foi novamente submetida à apreciação do governo Cid Gomes, através de uma Exposição de Motivos por ele encaminhada à Procuradoria Geral.

Há uma natural expectativa da classe de que, pelas razões ali explicitadas, o governo, de iniciativa própria, promova a correção da grave injustiça recolocando o delegado de polícia no patamar a que foi alçado pelo Constituinte originário.

* Irapuan Aguiar,

Advogado.

Defensores públicos farão protesto atendendo à população em terminal de Fortaleza

Adriano Leitinho: protesto é também contra carência de profissionais.
Os defensores públicos de Fortaleza e de vários municípios do Estado farão ato de protesto na próxima sexta-feira, das 8 às 12 horas, no Terminal de Passageiros do Papicu. Eles realizarão atendimento à população no local. O protesto, segundo o presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado, Adriano Leitinho, é contra “a desatenção do Governo do Estado às nossas reivindicações e, ao mesmo tempo, queremos chamar a atenção da população para a importância do trabalho que realizamos em prol dos desassistidos.”

O governador Cid Gomes não atendeu, até agora, a uma pauta de reivindicações. As principais demandas referem-se à efetivação da autonomia da Defensoria Pública e a evasão na carreira. “Desses dois pontos, iremos extrair os demais, tais como a adequação constitucional, reclassificação dos cargos, quadro de apoio de pessoal e realização de novos concursos”, explica o presidente da ADPEC, Adriano Leitinho.

“Hoje 74% dos municípios não têm defensores públicos. Isso significa que, por um lado, milhares de cearenses carentes não têm acesso à justiça gratuita e, por outro, que os defensores, principalmente os que atuam no Interior, precisam se desdobrar para dar conta da demanda”, lamenta o presidente da associação.

Cid manda secretário inaugurar sede de Geopark

140 4

O secretário estadual das Cidades, Camilo Santana, vai estar na próxima sexta-feira inaugurando a sede do Geopark do Cariri, dentro do Campus da Urca. O ato ocorrerá às 19 horas e Camilo ali estará representando o governador Cid Gomes.

Há quem diga que essa ida de Camilo servirá para evitar algum tipo de protesto contra o governador. É que a obra de recuperação do canal do rio Granjeiro, iniciada, mas não concluída, registrou problemas. A população não dispensaria um protesto.