Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

A vitória de Bolsonaro

Com o título “A vitória de Bolsonaro”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira:

Os eleitores deram o seu veredicto, e Jair Bolsonaro (PSL) é o novo presidente do Brasil, assumindo o cargo no dia 1º de janeiro de 2019. Foram 57,7 milhões de votos contra 47 milhões de seu adversário, Fernando Haddad (PT). É uma vitória que expressa o desejo da população brasileira por uma mudança nos rumos do País.

O resultado da eleição reflete a polarização à qual o País está submetido, que se aprofundou durante a campanha, provocando conflitos nunca antes vistos desde a redemocratização. É esta nação conflagrada que aguarda o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Nunca é demais repetir: ele precisará ser o presidente de todos os brasileiros. Essa questão, de aparente obviedade, precisa ser ressaltada quando, por exemplo, se analisa o desempenho dos candidatos e se percebe que o Nordeste votou majoritariamente a favor de seu concorrente. Estabelecer uma relação republicana, portanto, é uma tarefa urgente para o novo governo.

Além disso, o presidente eleito terá a missão de começar a atender, a partir de agora, as expectativas que despertou. Não será fácil tanto pela grande quantidade de mudanças aguardadas por seus eleitores quanto pelo momento fiscal delicado que o País atravessa.

Bolsonaro encontrará uma Câmara de Deputados fragmentada, com 30 partidos políticos, e um Senado com 21 siglas. É de se imaginar, com inúmeros interesses conflitantes – somando-se o corporativismo, sempre presente -, a dificuldade para se chegar a um denominador comum a respeito das propostas a serem aprovadas.

Por fim, o novo presidente também será cobrado para que contenha o discurso beligerante contra a oposição. No seu pronunciamento de vitória, Bolsonaro destacou o respeito à Constituição e às liberdades. A fala, correta nesses pontos, agora precisa se refletir na prática.

O momento é de serenar ânimos e não de aguçá-los. Somente assim será possível pacificar a sociedade, de modo que o interesse de todos os brasileiros esteja acima das contendas partidárias, por mais agudas que elas sejam.

Um primeiro passo seria que o presidente eleito repudiasse agressões contra profissionais de imprensa, a exemplo do que se viu durante a cobertura da festa de sua vitória, inclusive contra equipes do O POVO. Atos como esses vão na contramão do que se espera para a Nação.

(Editorial do O POVO)

Jornalistas do O POVO e do Sistema Verdes Mares sofrem agressão em comitê de Bolsonaro no Ceará

1162 6

Jornalistas do O POVO e do Sistema Verdes Mares sofreram agressões físicas e verbais enquanto trabalhavam na cobertura da festa de militantes do novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL). Elas estavam no comitê do militar no Ceará, na avenida Antônio Sales. O POVO Online não divulga os nomes das repórteres para preservar a segurança das vítimas.

A repórter do O POVO foi derrubada de cima de um equipamento de som da organização do evento. Na queda, ela feriu dedos e machucou os braços. Ela ainda foi agarrada pelo rosto e agredida verbalmente, assim como um repórter que a acompanhava, agarrado pelos braços. A mulher ainda foi assediada por militantes. Também mulher, jornalista da Verdes Mares ouviu ataques verbais enquanto tentava trabalhar. Carro da emissora foi apedrejado.

Ataques à imprensa

Nesta semana, O POVO publicou série de reportagens sobre ataques à imprensa. Durante a campanha, 141 casos de agressão contra jornalistas foram registrados, segundo lista da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

(O POVO Online)

Camilo vota em Barbalha e reafirma acreditar em “virada histórica” de Haddad

Acompanhado da primeira-dama Onelia Santana, o governador Camilo Santana votou por volta das 10 horas deste domingo (28), no distrito do Caldas, em Barbalha, no Cariri.

“Tenho convicção de que vamos conseguir uma virada histórica. Haddad é, sem dúvida, o mais preparado para presidir nosso país”, disse Camilo, reeleito governador do Ceará com 80% dos votos válidos.

(Foto: Divulgação)

Camilo acredita em “virada histórica”

265 1

Em postagem no Facebook, o governador Camilo Santana (PT) acredita em uma “virada histórica” de Fernando Haddad, na eleição deste domingo (28) ao Palácio do Planalto.

Pesquisas divulgadas na noite desse sábado (28) apontam um crescimento de Haddad, mas ainda indicam vitória de Bolsonaro.

“Sempre digo que eleição só se decide no dia”, observou Camilo.

Camilo puxa carreata no encarramento da campanha de Haddad no Ceará

257 1

Uma carreata com início no Castelão e encerramento na Beira Mar marcou o fim da campanha de Fernando Haddad no Ceará.

A carreata foi puxada pelo governador Camilo Santana e contou ainda com as presenças dos deputados estaduais eleitos Salmito e Acrísio Sena e da deputada federal reeleita Luizianne Lins.

O veículos percorreram avenidas como Osório de Paiva, Mister Hall, Monsenhor Tabosa, Abolição e Beira Mar.

(Foto: Divulgação)

No Ceará, chega ao fim o processo mais antigo do país

319 1

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (27):

Finalmente, o mais antigo processo em tramitação na Justiça do Trabalho do País está se resolvendo por um acordo entre as partes. É a briga dos professores da Uece, UVA e Urca pelo piso salarial, iniciada há 32 anos, ainda na Era Tasso Jereissati.

Nesta semana, os professores realizaram uma assembleia geral. Foram 73% dos votantes a favor do acerto, que só se concretizou após longas conversas envolvendo as partes e a Procuradoria Geral do Estado. Ficou garantido o pagamento do piso – média de R$ 4.500,00 nos contracheques e o pagamento dos precatórios – o maior deles é de R$ 242 mil a um dos docentes.

Os professores Célio Andrade e Pádua Valença tocaram a negociação, que durou três meses, entre idas e vindas de cinco propostas.

Nessas três décadas, alguns dos beneficiários já morreram e outros estão beirando hoje os 90 anos, mas seus familiares terão o direito assegurado nos precatórios, bem como pensionistas.

Até dezembro, valores acertados vão estar no contracheque dos docentes. Os precatórios começam a ser pagos no começo de 2019, garante a PGE, que evita assim uma bomba-relógio para o próximo governo de Camilo Santana (PT), já que tal pendência incorreria em conflito com o limite prudencial de gastos com pessoal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. O TRT-7º Região chancela.

Ciro retorna ao Brasil, a 32 horas da eleição, e diz: “Ele, não!”

346 2

Para quem esperou uma declaração de apoio de Ciro Gomes à candidatura do petista Fernando Haddad, na noite desta sexta-feira (26), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, teve que se conformar como um “ele, não”, referente a uma oposição a Jair Bolsonaro.

Surpresa maior foi o número de pessoas que recepcionaram Ciro, em um lançamento de pré-candidatura à Presidência da República para 2022.

Para o deputado estadual eleito Salmito (PDT), que pelas redes sociais mobilizou cerca de 600 apoiadores, o futuro bate à porta.

Neste sábado (27), Ciro deverá se pronunciar sobre a eleição do domingo. No primeiro turno, o pedetista teve mais de 13,3 milhões de votos.

(Fotos: Divulgação)

No Ceará, mais de 6,34 milhões de eleitores vão às urnas neste domingo

O Tribunal Regional Eleitoral divulgou o número oficial de eleitores aptos a votar nas eleições deste domingo (28 de outubro).

No Ceará são 6.344.483 eleitores que irão votar em 21.449 seções. É o oitavo maior colégio eleitoral do País que conta com um total de 146.785.039 nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Fortaleza é a cidade do Estado com maior número de eleitores (1.774.989), enquanto Granjeiro é a que tem menos (5.154).

A presidente do TRE do Ceará, desembargadora Naílde Pinheiro Nogueira, gravou mensagem desejando bom voto ao eleitorado e garantindo que tudo está pronto para o dia da cidadania.

Eleitores de Croatá vão eleger também seu novo prefeito

Eleitores de Croatá (Zona Norte) não votar, neste domingo, só para escolher o novo presidente do Brasil. Vão também comparecer às urnas para eleger prefeito e vice-prefeito.

A data da eleição suplementar foi definida pelo Tribunal Regional Eleitoral, aproveitando a data em que os eleitores terão de votar para presidente neste segundo turno.

Croatá conta com aproximadamente 10 mil votantes, que vão optar entre duas candidaturas, sendo uma disputa entre o PDT e PMDB.

Pelo PDT, que é situação, o candidato a prefeito é Edilson Feliciano (PDT), que tem apoio dos ex-prefeitos Thomaz e Zé Antonio. Já o candidato do PMDB, Antonio Onofre, que também é ex-prefeito da cidade, disputa pela oposição.

Salmito recebe título de cidadania em Beberibe

Com propostas voltadas para o desenvolvimento da Região Metropolitana de Fortaleza e municípios adjacentes, como o Parlamento Metropolitano, além de ações quando secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), que beneficiaram outros destinos turísticos do Ceará, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza e deputado estadual eleito Salmito (PDT) foi agraciado com o título de cidadania de Beberibe, no Litoral Leste do Estado.

A propositura foi do próprio presidente da Câmara Municipal de Beberibe, vereador Eduardo Lima, que destacou o compromisso de Salmito para com a boa política, com base na seriedade e trabalho construtivo.

Eleito deputado estadual, Salmito espera trabalhar a potencialidade socioeconômico-cultural de cada macrorregião do Ceará.

(Foto: Divulgação)

TJ do Ceará – 14 juízes disputam vaga de desembargador

Quatorze juízes estão inscritos no edital para preenchimento de uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará  pelo critério do merecimento. A lista pode ser consultada aqui, e os candidatos têm o prazo de até cinco dias, a contar da publicação, para apresentarem impugnações às informações, junto à Assessoria de Articulação Interna – 1º Grau.

A vaga é decorrente da aposentadoria do desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, conforme a Portaria nº 1879, de 24 de setembro deste ano. A sessão do Pleno na qual haverá a deliberação sobre o acesso (eleição) do novo integrante do TJCE ocorrerá na sexta-feira, 9 de novembro, às 10 horas, informa a assessoria de imprensa do TJCE.

Na escolha por merecimento, os concorrentes são avaliados em critérios como produtividade (quantitativo), desempenho (qualitativo), presteza, aperfeiçoamento técnico e adequação ao Código de Ética da Magistratura.

Hey Joe promove neste sábado o OktobeRock

O bar abre às 17 horas, e a casa oferece tanto o chopp artesanal em dobro (APA, IPA e Munich Helles) quanto a cerveja em dobro (Sol). Com direito a muito rock n´roll com as bandas Sulamericana (a partir das 18 horas) e Fets Domino (20h30min).

Agora que tal chamar todo mundo… Ou agenda com aquele contratinho, o crush ou com os amigos e as amigas, que o Hey Joe vai garantir sua noite com muita diversão (e cerveja em dobro!).

SERVIÇO

*O couvert artístico custa apenas R$ 10. O Hey Joe aceita reservas pelo site ou e-mail, e o terraço tem aquela vibe sensacional.

*Hey Joe Food’n’Bar – Rua Norvinda Pires, 32 – Aldeota

*Mais Informações – (85) 3121-3815 – Site http://www.heyjoefoodnbar.com.br

(Foto – Igor de Melo)

Fortaleza será sede da II Feira de Guardiões da Agrobiodiversidade

Fortaleza será sede, nos dias 7 e 8 de novembro, no Palácio da Microempresa, da II Feira Nacional de Guardiões da Agrobiodiversidade. O evento tem por objetivo valorizar os trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade promovidos por camponeses, povos e comunidades tradicionais. A feira tem acesso gratuito e ocorrerá das 9 às 19 horas nesse período.

Na programação, rodas de diálogo, troca de experiências, exposição e comercialização de sementes diversas, tubérculos, raízes, grãos, frutas nativas e ornamentais, abelhas sem ferrão, dentre outros produtos.

Haverá, ainda, apresentação de Mística do Povo Indígena Tremembé.

Morre empresário Antonio Eduardo Diogo

928 2

Melaine, nora, Antonio Eduardo, sua Regina e o filho Eduardo.

Vítima de morte natural, morreu, nesta sexta-feira, o empresário Antonio Eduardo Diogo. Ele era pai do ex-secretário estadual Eduardo Diogo, que iria lançar o livro “Muda Brasil”, nesta noite, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). O ato foi cancelado.

O corpo será velado a partir das 11 horas deste sábado, na Ethernus, com missa de corpo presente às 17 horas, seguido de cremação, informa a assessoria de imprensa da federação.

Antonio Diogo era filho de Waldyr Diogo, que dá nome ao principal auditório da Fiec.

(Foto – Balada In)

Eleições da OAB/CE – Edson Santana faz campanha de “formiguinha”

285 1

Edson e seu apoiador Cândido Albuquerque, diretor da Faculdade de Direito da UFC.

Em ritmo de reuniões por cidades da Região Metropolitana de Fortaleza o pré-candidato Edson Santana. Ele postula a presidência da OAB do Ceará difundindo ser “a verdadeira oposição”.

Ele faz campanha com pequenas reuniões de grupos de advogados, onde apresenta sua pauta de ações. Entre destaques, defesa das prerrogativas da categoria e cobranças à futura cúpula do TJCE por maior celeridade nos processos e ampliação dos serviços.

Nessa quinta-feira, ele recebeu apoio maciço de advogados professores, em almoço de adesão comandado pelo professor Júlio Ponte e Gustavo Brígido. Mais de 100 docentes de todas as universidades e cursinhos para exame de OAB marcaram presença.

A eleição da OAB está marcada para 28 de novembro próximo, no Centro de Eventos.

(Fotos – Divulgação)

Roberta Vasques registra chapa na disputa pelo comando da OAB do Ceará

347 1

Candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ceará, Roberta Vasques registrou, sem alardes, sua chapa na disputa.

Ela, que se licenciou da vice-presidência da entidade, se diz renovação e disposta a reforçar a luta pelos interesses da categoria e por uma gestão transparente à frente da Ordem.

O pleito ocorrerá no dia 28 de novembro próximo, no Centro de Eventos.

(Foto – Divulgação)

O que o Brasil espera: retomada ou recaída econômica?

Com o título “Retomada ou recaída econômica?”, eis artigo de Lauro Chaves Neto, presidente do Conselho Regional de Economia. “Agora, completam-se sete trimestres desde o fim da recessão e o crescimento lento leva à incerteza, e a incerteza leva ao crescimento lento, uma vez que reduz tanto os níveis de investimento quanto os de consumo na economia”, diz o articulista. Confira:

O Brasil passa por uma recuperação lenta após padecer de uma profunda recessão. Desde 1981, o País passou 35% dos trimestres em recessão, provocada por uma série de eventos externos e internos, persistindo, em quase todas as situações, uma má condução dos fundamentos da política econômica.

Um exemplo recente aconteceu no governo Dilma Rousseff, quando se somaram erros nas políticas monetária e fiscal com a inabilidade política.

Agora, completam-se sete trimestres desde o fim da recessão e o crescimento lento leva à incerteza, e a incerteza leva ao crescimento lento, uma vez que reduz tanto os níveis de investimento quanto os de consumo na economia.

Em um cenário favorável, o novo presidente se comprometeria com as reformas, principalmente com a previdenciária, a tributária e a política, levando ao equilíbrio das contas públicas e a melhoria no ambiente de negócios; enquanto que, no ambiente externo, a estabilização dos juros americanos e elevaria a atração de capitais externos.

Já no cenário desfavorável, não haveria a aprovação das reformas e, muito menos, a retomada dos investimentos; adicione a isso a elevação dos juros americanos, o lento crescimento mundial, a queda no preço das commodities e o aumento no risco econômico dos países emergentes.

De um lado, seria improvável o Fernando Haddad controlar a sua tropa de keynesianos ansiosos para aumentar o protagonismo econômico do governo, mesmo com o déficit primário existente e com o endividamento em mais de 80% do PIB, o que poderia levar a uma depressão cambial seguida de inflação, juros altos e recessão.

Do outro lado, existe um conflito entre o ultraliberalismo do Paulo Guedes e as idéias nacionalistas de Jair Bolsonaro, além da incógnita sobre a maleabilidade do capitão nas inevitáveis e longas negociações com o Congresso Nacional sobre as reformas.

Ambas as alternativas eleitorais apontam o risco de fracasso nas reformas, o que pode levar a um ajuste via arrecadação, quando a experiência mostra que ajustes fiscais focados no incremento da arrecadação em economias fragilizadas, quase sempre, trazem o grande risco de uma nova recessão.

*Lauro Chaves Neto

lchavesneto@uol.com.br

Presidente do Conselho Regional de Economia, consultor, professor da Uece e doutor em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona.