Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Banco do Nordeste abre chamada pública para atrações de seus Centros Culturais

CCBNB Fortaleza.

O Banco do Nordeste abriu chamada pública para seleção de propostas que farão parte da programação de seus três Centros Culturais localizados no Cariri/CE, Fortaleza/CE e Sousa/PB, no período de julho de 2018 até junho de 2019. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

As inscrições prosseguem até 18 de maio e as iniciativas selecionadas farão parte de um cadastro com propostas de relevância cultural e artística, nas áreas de artes cênicas, artes visuais, música, formação e atividades infantis. As ações integrarão a programação por meio de contrato de locação de serviços profissionais e artísticos com cachês que podem chegar a R$ 13 mil.

Os CCBNBs

Localizados em Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (CE) e Sousa (PB), os Centros Culturais do Banco do Nordeste são equipamentos criados para promover reconhecimento, visibilidade e consequente valorização da cultura regional. Funcionam de segunda a sábado, exclusivamente com atrações gratuitas.

SERVIÇO

Gratuitas, as inscrições serão aceitas exclusivamente por meio digital, na página do Banco do Nordeste na Internet (www.bnb.gov.br), onde o proponente pode consultar o regulamento, preencher e enviar o formulário de inscrição.

(Foto – Divulgação)

Vem aí o Pint of Science. O que é isso mesmo?

Imagine conversar sobre grandes temas da ciência com pesquisadores de prestígio, em um ambiente descontraído, em linguagem acessível e espaço para esclarecer dúvidas e trocar conhecimento. É essa a proposta do Pint of Science (http://pintofscience.com.br), evento mundial que vai estrear neste ano em Fortaleza, com apoio da Universidade Federal do Ceará.

De 14 a 16 de maio, pesquisadores conversarão com o público, em restaurantes da cidade, sobre temas como neurociência, física, saúde, biodiversidade, violência, genética e futuro dos alimentos. A proposta é, por meio de bate-papo informal, difundir a ciência e mostrar os impactos da pesquisa científica no cotidiano da sociedade. A realização é da Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) e, além da UFC, a Universidade de Fortaleza apoia o evento.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC, Antonio Gomes, é o coordenador acadêmico do Pint of Science. “Essa estratégia é importante para que se perceba e se defenda a ciência brasileira. Iniciativas como o Pint of Science contribuem para torná-la um assunto cotidiano”, diz ele.

De acordo com a coordenadora do evento em Fortaleza, Ana Elisa Sidrim, a programação é diversa e abrange todos os públicos. “Procuramos incluir temas atuais presentes na vida das pessoas que despertem a curiosidade do público”, adianta.

UFC NA PROGRAMAÇÃO – Além de estar à frente da coordenação acadêmica do evento, a UFC estará presente com três palestrantes. No dia 14, no restaurante Cantinho do Frango, a pró-reitora de Extensão, Márcia Machado, considerada a “madrinha do aleitamento materno” no Ceará, falará sobre “Neurociência e afeto: a importância da formação de vínculos desde a primeira infância”.

No dia 15, no Brava Boteco Carnes e Frutos do Mar, o convidado da UFC é o pró-reitor de Relações Internacionais, Prof. José Soares de Andrade Júnior, que conversará com o público sobre a aplicação da física em áreas como ciências sociais, política, neurociência.

No dia 16, no Boozer’s Pub, o professor do Departamento de Física Daniel Britto fará a palestra “Em busca da Terra 2.0”, um convite à reflexão sobre como a ciência procura responder a uma das questões mais debatidas entre astrofísicos e curiosos: existe um planeta igual à Terra?

Pela Unifor, Antonio Silva Lima Neto e Kaio César Simiano Tavares farão as palestras “Saúde e violência nas cidades invisíveis de uma metrópole” e “Recortando e colando o DNA com CRISPR: como essa técnica pode revolucionar o nosso futuro”, respectivamente.

Já os pesquisadores Guilherme Simião Zocolo e Andreia Hansen Oster, da EMBRAPA, falarão sobre valorização da biodiversidade por meio da pesquisa em química e sobre a ciência presente nas frutas, respectivamente.

Sobre o Evento

O Pint of Science nasceu em 2013, como uma iniciativa de pesquisadores da Inglaterra, e se expandiu graças a uma rede de voluntários. Neste ano, 21 países promoverão o evento de forma simultânea. No Brasil, onde o festival foi realizado pela primeira vez em 2015, o Pint of Science ocorrerá em 56 municípios.

Como Participar

A entrada para o Pint of Science é gratuita – paga-se apenas o que for consumido nos estabelecimentos. Não há emissão de certificado de participação. A programação completa, bem como os locais de realização, está disponível em pintofscience.com.br.

SERVIÇO

*Assessoria de Imprensa do Pint of Science em Fortaleza – (85) 3085 3082.

(Imagem – Denise Casati)

Roberto Cláudio e Camilo assinam ordem de serviço da Areninha do Mondubim

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), e o governador Camilo Santana (PT) vão assinar, às 17 horas desta quarta-feira, a ordem de serviço para a construção da Areninha do Campo do Santo Antônio, no Mondubim. A informação é da assessoria de imprensa da Secretaria Executiva Regional V. As obras na região fazem parte do conjunto de ações integradas entre o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza, por meio do Projeto “Juntos por Fortaleza”, que prevê, neste ano, a construção de 16 novas Areninhas na Capital.

A Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) inicia, ainda neste semestre, as obras de construção, transformando o campinho de areia da comunidade em uma Areninha totalmente equipada com arquibancadas, alambrados, redes de proteção, refletores, depósito, vestiários e gramado sintético. Orçada em cerca de R$ 2 milhões, a obra, que terá duração de seis meses, prevê ainda a requalificação de todo o entorno do equipamento esportivo com calçadas, mobiliários urbanos e nova iluminação.

DETALHE – O evento contará ainda com um torneio de futebol, com a disputa de 8 times da comunidade local. Sreá que Roberto Cláudio e Camilo vão arriscar um joguinho?

(Foto – Arquivo)

 

Em 67 cidades, o piso nacional já é pago aos professores. Em Fortaleza, a categoria fará greve

Um levantamento feito pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) junto aos sindicatos de servidores foi atualizado e constata: agora são 67 as cidades que já reajustaram o salário dos professores em 2018. Em pelo menos 62 municípios, a reposição salarial do magistério foi igual ou superior a 6,81%, conforme a Lei Nacional do Piso da categoria.

Na maioria das localidades, segundo a assessoria de imprensa da Fetamce, o aumento foi aplicado de forma linear, ou seja, contemplando igualmente educadores com ensino médio, graduação, especialização, mestrado e doutorado.

Permanecem em destaque Parambu, Nova Russas e Iguatu, onde os professores professores conquistaram respectivamente de 8%, 7,5% e 7% de crescimento no benefício. Além deles, os educadores com nível superior de Araripe comemoram os 10% de evolução nos proventos. Subiu para cinco o número de cidades onde o índice não chega ao estipulado pelo Ministério da Educação, são Miraíma, com 2,653%; Jaguaretama, com 1,95%; Cascavel, com 4%; Poranga, também com 4%, e Orós, com 2,8%.

Há que se considerar ainda que em algumas cidades o reajuste será parcelado, mas com efeito retroativo aos 12 meses de 2018. Em outros, os 6,81% serão alcançados de forma escalonada, reduzindo a abrangência dos retroativos.

Greve em Fortaleza

Com proposta de aumento de apenas 2,95%, com a promessa da Prefeitura de Fortaleza alcançar do índice de 6,81% somente em dezembro de 2018, sem feito retroativo, os professores decidiram iniciar greve a partir desta quarta-feira, 18. A decisão foi tomada em assembleia da categoria realizada no último dia 11.

Conforme o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sindiute), durante o ano de 2017 não houve reajuste para os educadores da Capital.

Banco é condenado a pagar R$ 15 mil por leiloar carro apreendido durante negociação da dívida

O Banco GMAC S/A foi condenado a pagar reparação moral de R$ 15 mil para cliente que teve leiloado veículo apreendido mesmo durante a negociação da dívida, que acabou sendo quitada. A decisão é da juíza Roberta Ponte Marques Maia, titular da 18ª Vara Cível do Fórum Clóvis Beviláqua (FCB), informa a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará.

A magistrada entendeu estar presente a ocorrência do dano moral “pela quebra de confiança motivada pela promovida [instituição financeira] e pela expectativa frustrada do autor [cliente] de resolver o negócio e ter de volta o automóvel que utilizava em seu deslocamento diário”.

Segundo o processo (nº 0878692-47.2014.8.06.0001), o cliente firmou contrato com o banco relativo ao financiamento do carro. Por discordar dos índices praticados pela empresa, pediu a revisão judicial do contrato e deixou de pagar algumas prestações.

Em razão da inadimplência, o GMAC ajuizou ação de busca e apreensão. Com a concessão da liminar, o veículo acabou apreendido e entregue ao banco. O cliente manteve contato com os representantes da instituição financeira para quitar o empréstimo e reaver o automóvel. As partes concordaram com o pagamento de R$ 17,5 mil e, em contrapartida, o veículo seria devolvido.

O cliente vendeu um imóvel e efetuou o depósito na conta judicial informada pelo banco. Quando foi ao local indicado para receber o carro, ficou sabendo que o bem havia sido objeto de leilão. Os representantes do banco confirmaram e devolveram o valor.

O cliente ingressou na Justiça com ação de indenização por danos morais e materiais. Na contestação, a empresa defendeu que durante toda a negociação agiu de forma regular e, quando não foi possível cumprir a transação firmada, restituiu integralmente a quantia depositada.

Ao analisar o caso, a juíza julgou procedente o pedido em relação aos danos morais. Quanto à reparação material, a magistrada considerou que o consumidor não demonstrou, ainda que minimamente, qual profissão exercia e como o período sem o carro gerou diminuição dos recursos financeiros. “A meu ver, portanto, o autor não sofreu prejuízos materiais em razão do inadimplemento do termo de acordo extrajudicial, pois o que pagou ao promovido lhe fora imediatamente devolvido quando constatada a inexistência do bem.”

Governador anuncia concurso para professor, mas deve ainda editais da Secult, Funceme e Ematerce

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, durante bate-papo ao vivo com internautas, nesta terça-feira, 17, mais um concurso público para professor da rede pública estadual do Ceará. Serão 2.500 vagas, com promessa de edital saindo em junho próximo.

Enquanto isso, nada de lançamento dos editais do concurso público da Secretaria da Cultura do Estado, que informou estar formando a comissão organizadora. Serão 132 vagas.

Nada também do edital do concurso da Ematerce, com promessa de 263 vagas. Nada ainda do edital do concurso da Funceme, com promessa de 40 vagas, sem falar que o governador informou que iria convocar mais 250 aprovados em concurso da Polícia Militar.

O quanto vale um general insubordinado?

257 1

Com o título “O quanto vale um general insubordinado?”, eis artigo do jornalista Carlos Mazza, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. “Quem bate palmas para oficial insubordinado, portanto, não bate palmas para o Exército. Valorizemos quem cumpre as normas”, diz o texto. Confira:

De uns tempos para cá, cresce nas redes a idolatria política a certo general de quatro estrelas do Exército. Até então desconhecido por quase a totalidade da população, o oficial de alta patente rumou ao estrelato disparando duras críticas a presidentes da República – seus superiores diretos – e à política brasileira. Citando desordem, o dito cujo chegou até a defender o poder do Exército de intervir no Estado, tudo enquanto estava na ativa.

Curiosamente, o surto de popularidade começou nos últimos meses da carreira do general, que acabou “encostado” no início deste ano. Com isso, perdeu os benefícios e antigas regalias da ativa – gratificações de representação, adicionais diversos, direito a assessores e residência funcional – e caiu na vala comum da reserva.

Em suma, o general deixou o Olimpo do alto escalão e começou a viver a realidade do militar brasileiro, que passa trinta anos se especializando, enfrentando rigorosas cargas horárias e sucessivas seleções para terminar a carreira sem grandes confortos. Na norma, a maioria deixa a ativa, mas segue trabalhando para garantir maior qualidade de vida para a família. Em alguns casos, passam a vida se preparando e qualificando para o “pós-pijamas”.

Queimado por conta de suas críticas, o tal general não tem perspectiva de ganhar as clássicas alternativas de militares de patente graúda, como cargo no Superior Tribunal Militar, diretoria de estatais ligadas à Defesa, etc. Mas o oficial não é, de forma alguma, burro. Com certeza já deve ter reparado em certo capitão deputado, que estendeu à família inteira as regalias da vida de congressista só falando impropérios. E também sabe que seus disparates lhe rendem uma seita de seguidores fanáticos.

Qualquer oficial do Exército possui opiniões sobre a conjuntura nacional. E todos eles sabem que, com a atual situação da arena política, muitos seriam facilmente eleitos para o Congresso explorando a força simbólica do cargo e o prestígio da instituição a qual estão filiados. Os bons oficiais, no entanto, não se manifestam porque é o que a lei e a hierarquia exigem. Quem bate palmas para oficial insubordinado, portanto, não bate palmas para o Exército. Valorizemos quem cumpre as normas.

*Carlos Mazza

carlosmazza@opovo.com.br

Repórter do O POVO.

Justiça Federal promove audiência pública sobre recuperação do açude Cedro

A 23ª Vara da Justiça Federal, subseção de Quixadá (Sertão Central), realizará, a partir das 9 horas desta quarta-feira, no auditório do IFCE, uma audiência pública para discutir ações de restauração e conservação no Complexo Histórico da barragem do Açude Cedro.

O encontro, que será conduzido pelos juízes federais Ricardo José Brito Bastos Aguiar de Arruda e José Flávio Fonseca de Oliveira, respectivamente titular e substituto da 23ª Vara, tem por objetivo debater acerca dos encaminhamentos e parâmetros do projeto de revitalização do açude Cedro a ser apresentado pelo Dnocs. Isso considerando os interesses da população.

Será a segunda audiência pública promovida na Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Federal visando a adoção, pelo Dnocs, de medidas que assegurem a reforma, manutenções e providências de conservação da barragem do açude Cedro.

DETALHE – O Cedro é patrimônio reconhecido pelo Iphan, pois foi o primeiro açude construído no Brasil e é considerado um dos parques históricos e ambientais mais importantes do Estado.

UFCA oferece cursinho preparatório para o Enem

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) oferta 45 vagas para o Edificar, o curso intensivo gratuito voltado para estudantes da Região do Cariri que pretendem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O curso, realizado pelo terceiro ano consecutivo, é destinado a estudantes concludentes e/ou egressos da rede pública de ensino médio, através do projeto de extensão Edifique Ações. A informação é da assessoria de imprensa da UFCA.

As inscrições para o cursinho terão início nesta terça-feira e se estenderão até 25 próximo, através de formulário eletrônico. O processo seletivo é composto por uma prova de múltipla escolha, a ser realizada às 9 horas do dia 28 de abril, no campus CRAJUBAR da Universidade Regional do Cariri (URCA). O candidato deverá comparecer ao local do exame portando documento de identificação oficial com foto e dois quilos de alimento não perecível, que serão doados para as vítimas das enchentes em Bodocó (PE).

As atividades do curso terão início no dia 14 de maio, com uma aula inaugural. Na ocasião, serão realizadas apresentações da equipe, formada por 30 voluntários entre estudantes, professores e técnico-administrativos, e da proposta do Programa Edifique Ações 2018, bem como do regimento interno do cursinho Edificar.

SERVIÇO

*Acesse o edital e saiba todos os detalhes da seleção aqui.

*Mais Informações sobre o cursinho Edificar e as inscrições, clique em http://edifiqueacoes.ufca.edu.br/.

Vitor Valim ainda não sabe se disputará reeleição ou se postulará vaga estadual

O deputado federal Vitor Valim, que trocou o MDB pelo Pros do Capitão Wagner, ainda não sabe seu futuro eleitoral.

Ele diz que analisará com suas bases se postulará reeleição ou se disputará cadeira de deputado estadual. Bom lembrar que Valim é também radialista e ficou conhecido por comandar programa policial na TV Cidade.

Vem aí a XIII Semana de Direito da UFC

O Centro Acadêmico Clóvis Beviláqua vai promover, de 7 a 11 de maio próximos, a XIII Semana do Direito da Universidade Federal do Ceará. O evento reunirá grandes nomes do meio jurídico em discussões sobre temas da atualidade, informa a comissão organizadora.

Convidados como Fredie Didier Jr, Daniel Sarmento, Karina Kufa e Clarissa Gross constam entre os conferencistas. Além de voltado para alunos dos cursos de Direito, o evento é dirigido a advogados e segmentos ligados ao mundo jurídico.

SERVIÇO

*Instagram: @xiiisemanadodireitoufc

*Página do Facebook: https://www.facebook.com/xiiisemanadodireitoufc/

*Ingressos: https://www.sympla.com.br/xiii-semana-do-direito—ufc__241601

(Foto – Divulgação)

CAACE vai inaugurar Espaço Conceito

A Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Ceará vai inaugurar, às 17 horas desta quinta-feira,  o espaço CAACE Conceito, no estacionamento do Fórum Clóvis Beviláqua. O equipamento foi idealizado pela
gestão de Paulo Cesar Feitosa, ampliado na gestão de Valdetário Monteiro e reformulado pela
atual diretoria.

O espaço CAACE Conceito, segundo a assessoria de imprensa da entidade, é um ambiente confortável, com 13 computadores de última geração, WC’s masculino e feminino adaptados para deficientes e Wi-Fi.

Na oportunidade, haverá a cerimônia de descerramento da placa da Sala Advogado José Lindival de Freitas.

(Foto – Divulgação)

Conta de luz do cearense sobe 4,96% a partir de domingo

O reajuste da conta de luz do cearense, sob controle da Enel, ficou em média 4,96%, segundo aprovou, nesta terça-feira, em Brasília, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para os consumidores de baixa tensão (consumidores residenciais), o reajuste foi de 3,80%. Já para os consumidores de alta tensão (comércio e indústria), a correção foi de 7,96%. A nova tarifa passará a valer a partir deste domingo, 22 de abril.

De acordo com o diretor da Aneel, André Pepitone da Nóbrega, os encargos setoriais responderam por 39,5% da tarifa, os custos com energia corresponderam a 33,9%, já o custo de distribuição respondeu por 21,6% em 2017.

(Por Cristina Fontenele, do POVO Online)

Justiça e desigualdade

Com o título “Justiça e desigualdade”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira. Mexe no velho problema da estagnação de processos no âmbito judicial. Confira:

Em reportagem publicada, ontem, pelo O POVO, constatou-se que o Poder Judiciário brasileiro vive uma contradição: enquanto a produtividade dos juízes brasileiros cresce ao longo dos anos, o percentual de processos concluídos na Justiça mantém-se estagnado. O esforço parece não ser suficiente para resolver o acúmulo de processos judiciais que se acumulam nos tribunais brasileiros. Como resolver o impasse?

A questão é semelhante a que ocorre com o sistema penitenciário brasileiro: quanto mais se constroem casas de detenção e presídios, mais aumenta o número de delinquentes. Para muitos trata-se de estabelecer medidas técnicas, corrigindo os procedimentos, racionalizando-os e eliminando os “furos”. Será assim?

No caso específico do Judiciário, dados referentes a 2016, os mais recentes compilados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o número de casos sentenciados cresceu 11,4% em relação ao ano anterior. Em contrapartida, 73% dos processos que tramitavam na Justiça permaneceram sem solução.

Naquele ano, cada juiz solucionou mais de sete processos por dia, mas o esforço só serviu para solucionar 27% dos processos que aguardavam uma resposta do Judiciário. Na mesma matéria computa-se em um ano e sete meses o tempo decorrido para o juiz tomar ciência dos fatos, a partir de provas e testemunhas, e mais mais quatro anos e seis meses até se chegar à execução da sentença.

Uma visão imediatista – e simplista – é apontar o dedo para o devido processo legal e dizer que o réu tem recursos “demais”, que estes são “protelatórios” e alongam-se demasiadamente. Geralmente, quem fala assim nunca esteve na pele de quem se sentiu injustiçado por algum tipo de distorção processual kafkiano, talvez não muito comum, mas, sobre o qual de vez em quando se tem notícia. Contudo, aceitemos – para o desenvolvimento do raciocínio – que exista alguém que se aproveite da brecha por “má-fé” (na verdade, é melhor – em última instância – que um culpado seja solto, por um artifício desses, do que um inocente apenado), nesse caso, cabe ao legislador suprimir a falha, do que ao julgador legislar (o que, infelizmente, tem acontecido muito no Brasil, ultimamente).

Para dar conta da imensidade de processos que chega às instâncias judiciais a cada dia, seria necessário racionalizar (sem restringir direitos e garantias) os procedimentos (sobretudo informatizar) e contratar mais juízes e funcionários. Isso para “enxugar gelo”, porque a solução estrutural, “para valer”, de fato, seria a remoção das extremas desigualdades sociais no Brasil, fábricas massivas de patologia criminal.