Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Eleições 2012 – Por uma pauta realista de propostas

210 5

Com o título “Eleições municipais”, eis artigo do advogado Irapuan Diniz de Aguiar. Ele cobra o debate sobre propostas e questões do interesse dos cidadãos. Quer o eleitor atento às promessas principalmente para não se arrepender depois. Confira:

Neste ano que antecede às eleições muito se tem especulado sobre candidaturas e coligações partidárias. Antes dos nomes deve a população ficar atenta as propostas apresentadas pelos candidatos a prefeito das cidades. Em regra eles costumam direcionar seus discursos para temas que, na verdade, não são da competência do município, como desemprego e segurança pública por serem tais problemas os que mais afligem a população.  Buscam, assim, os votos do eleitorado com propostas e compromissos os quais, sabidamente, não têm como honrar.

A eleição municipal tem natureza diversa das eleições nacional e estadual. Questões, como desemprego, inflação, crescimento econômico e segurança pública devem sair de cena para dar lugar a itens como buracos nas ruas, conservação de praças, áreas de lazer, educação, saúde e transporte coletivo, numa discussão que envolva a direta participação comunidade para, aí sim, apresentar programas consistentes para seus equacionamentos.

Na área do desemprego há pouco que um prefeito possa fazer para diminuí-lo. Quem gera desemprego ou emprego é política econômica, atribuição esta do governo federal. Um candidato que proponha, portanto, resolver tal problema, desconfie-se. Onde mais um prefeito pode empregar é na própria prefeitura, mas isto não é criação de emprego – é empreguismo.

 Quanto à segurança pública, cabe aos Estados e, nos casos de contrabando e tráfico de entorpecentes, à União conforme prevê a CF. Um prefeito pode, quando muito, contribuir para a segurança, através da iluminação pública ou cuidando do bom estado das ruas, praças e edifícios públicos. Se um candidato apregoar ser capaz de assumir combate direto à criminalidade, desconfie-se. Será, muito provavelmente, um demagogo. Dizer que vai mobilizar a guarda municipal para a repressão ao crime, à demagogia se soma a confusão.

* Irapuan Diniz de Aguiar

Advogado e professor.

Fortaleza pode ser sede da Copa Sul-Americana

“Após ser agraciada como sede da Copa das Confederações de 2013 e palco de até dois jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014, Fortaleza deve conseguir uma nova vitória no futebol. De acordo com o secretário especial da Copa, Ferruccio Feitosa, “tudo leva a crer” que a cidade também será sede da Copa Sul-Americana de 2015.

“Como a gente está sendo sede da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, acredito que esse evento, até menor que os dois que a gente vai sediar, e para o porte de estádio que a gente tem, venha para Fortaleza”, explicou Ferruccio, em entrevista ao Portal Esportes O POVO nesta segunda-feira (14).

O secretário especial confirmou ainda que já manifestou junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) interesse em receber a competição. No entanto, ainda não sabe quando a CBF dará uma resposta. Até agora, Belém e Goiânia foram confirmadas como sede da competição.

Em fevereiro deste ano, durante o Seminário Geral das Cidades-Sede da Copa de 2014, o Brasil foi anunciado como sede da Copa América de 2015 pelo coordenador de operações do comitê organizador da Copa, Ricardo Trade.

A Copa América é organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O Brasil venceu a competição duas vezes – em 2004, no Peru, e em 2007, na Venezuela. Em 2015, será disputada a quadragésima quarta edição.”

(Portal Esporte/O POVO)

Fagner: "Lula foi cafajeste e Ciro, otário"

1018 5

 

“Arredio a entrevistas, principalmente políticas, o cantor Raimundo Fagner rompeu o silêncio e numa entrevista exclusiva ao Blog de Magno Martins, da Folha de Pernambuco, fez revelações bombásticas. Amigo do ex-ministro Ciro Gomes, a quem já emprestou o seu talento em companhas políticas, Fagner acha que ele (Ciro) caiu numa armadilha do ex-presidente Lula, quando este o influenciou a transferir o domicílio eleitoral para disputar o Governo de São Paulo e em seguida o abandonou. “Naquele episódo, o Lula agiu como cafageste e Ciro como otário”, desabafou.

Fagner revela que, embora não conheça bem o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), nutre por ele admiração e até aposta nele numa disputa presidencial, mas faz uma advertência. Julga o socialista tímido e acha, por isso mesmo, que deveria divulgar mais para o País as suas ideias. “O Brasil não sabe ainda o que o Eduardo pensa”, diz. Confira abaixo a entrevista, concedida sábado passado, à sombra de um pé de cajueiro na Pousada de Brotas, em Afogados da Ingazeira, a 386 km do Recife, minutos antes de fazer um show na festa em homenagem ao compositor José Dantas, em Carnaíba, cidade vizinha.

Blog – Como vê hoje o cenário da política nacional com a demissão de tantos ministros por corrupção?

Raimundo Fagner – Isso é o retrato da política no Brasil, que vem empurrando tudo com a barriga. O loteamento de cargos, as coligações que se fazem para chegar ao poder, tudo isso representa uma prática que a gente vem tendo aqui no Brasil muito forte e que impede que pessoas que mais credenciadas possam assumir determinados cargos. Não se escolhem pessoas competentes, porque a prioridade é política. Só uma reforma política talvez fosse capaz de corrigirv esse erro, que é muito grave. No Brasil, os partidos vão tomando conta dos cargos e termina acontecendo o que está acontecendo aí (as demissões dos ministros), o que, convenhamos, da forma que observamos e constatamos, é uma grande vergonha.

B- Trata-se de uma herança maldita de Lula?

RF – Com certeza! É uma herança do Lula, não só isso, mas tantas outras coisas. Agora, esse momento da Copa, é também uma herança do Lula. Talvez ele, por estar no final de mandato, tenha deixado de negociar com a Fifa. Do jeito que a Fifa, impondo. E ele mesmo não mais aí para defender os pontos que são necessários. Até porque, nós somos o Paísdo futebol e temos que ter certa prioridade. A Fifa não é dona de tudo. Essa estória está muito muito mal contada. A Fifa atropela em todo canto, com exceção de alguns países. Aqui, no Brasil, é muito difícil, porque já está muito em cima e talvez o Lula tenha aberto essa porteira. A Dilma vai ter dificuldade para botar a casa em ordem e dar os direitos que o povo brasileiro tem para assistir uma Copa do Mundo. Corremos o risco de termos no Brasil a copa do estrangeiro.

B – Falando em Copa do Mundo, Fortaleza, a capital do seu Estado, ganhou o direito de sediar os jogos da seleção brasileira. O que pesou mais nisso?

RF – Eu acho que, primeiro, a influência política.

B – Tem tudo a ver com a amizade do Ciro Gomes com Ricardo Teixeira?

RF – Olha, o Teixeira é amigo, primeiro lá atrás, do Tasso (Jereissati), de colégio no Rio. Meu irmão, o Fares, que foi presidente de Federação Cearense de Futebol durante muito anos, sempre teve um relacionamento muito estreito e de muito respeito com Ricardo. Teixeira sempre privilegiou as gestões de Fares no Ceará. O Cid também tem feito um papel extraordinário em conduzir aquilo que a Fifa determina que é necessário. Portanto, nós estamos adiantados no estádio e num Estado em grande desenvolvimento e visibilidade turística, além da proximidade com a Europa. Tem também a relação política e futebol que o Ricardo sempre teve com o Estado do Ceará. Isso vem não é de agora, vem do Tasso, vem da gestão do Fares, meu irmão, e do que Cid está fazendo, tanto que o nosso estádio é o mais adiantado e isso é muito bom para o Nordeste. O privilégio sempre foi de São Paulo e Rio, Rio Grande do Sul, Minas Gerais. E a gente daqui não tem que ficar com picuinha tipo por que o Ceará? Enfim, temos que ficar felizes por ser uma cidade do Nordeste.

B – O senhor acha que Lula tratou bem o Nordeste? E a Dilma vem dando o mesmo tratamento?

RF – Eu não sei, porque não estou acompanhando o Governo Dilma. Lula deu muita prioridade ao Nordeste, principalmente aqui para Pernambuco. O governador Eduardo Campos ganhou muito com isso eu acho que ele poderia ser um pouco menos tímido. Talvez seja ainda as asas do Lula que abrandam nas suas costas, mas acho que ele deveria ser um pouco mais aguerrido.

B – Eduardo seria um bom candidato a presidente?

RF – É um menino extraordinário, mas para isso não deve ficar muito quieto. Ele tem que mostrar um pouco as opiniões dele, que ninguém conhece ainda no Brasil. Nós sabemos que ele é um bom gestor, que Pernambuco está num momento muito bom também. Isso, provavelmente favorecido pelo carinho que Lula tem com ele e com a sua terra natal. Acho que falta um pouco mais para ele se apresentar para o jogo do ‘buscar a bola’ e não ficar só recebendo. Jogo é jogo, você não pode só ficar recebendo bola boa, tem que sair a campo né? Não tão como Ciro, que é um cara mais despojado, tem a opinião solta, a língua solta. Mas ele pode também se deslocar, porque no futebol é aquele negócio, quem pede tem a preferência.

B – Quando o senhor diz que o Ciro tem a língua solta é uma crítica ao seu estilo de falar demais e na hora errada?

RF – O Ciro fala coisas necessárias, só que a mediocridade da nossa política não permite isso. A gente vive ao lado de um bando de corruptos que não diz nada e quando alguém diz reclama. O Ciro é um cara muito autêntico, um cara de personalidade, tem uma história política extraordinária, muitos cargos, ministro, governador, prefeito e ele tem essa condição de falar a hora que quer. Eu acho que se fosse mais esperto, se fosse mais malandro ( mas ele é puro e sincero), não cairia nessa armadilha do Lula de levá-lo para trocar o seu domicílio eleitoral para São Paulo. Lula fez um mal horrível ao Ciro. Eu acho que o Lula foi terrível com o Ciro, não correspondeu ao que o Ciro fez com ele. Na hora em que o Lula precisou do Ciro, num primeiro momento, o Ciro foi e priorizou o Lula para poder contribuir com o País, mudou de lado no seu projeto p olítico e levou um belo drible do Lula. O Lula nessa situação foi um cafajeste e o Ciro otário.

B – Em relação ao PSB, o senhor elogiou o governador Eduardo Campos, mas o Ciro é um grande concorrente de Eduardo para presidente da república dentro do seu partido, no caso o PSB…

RF – Com certeza! Mas, para isso o Eduardo precisa se mostrar mais ao País. O povo já conhece o Ciro no que ele sabe fazer de bom e também aonde ele se perde e o Eduardo as pessoas precisam conhecer mais para ele chegar lá. É aquela velha estória de esperar o cavalo passar selado e montar na hora certa. Ele tem uma ligação com Aécio, o Ciro também tem. O fato é que o quadro político no Brasil ainda está muito confuso.

B – Como artista, o senhor se sente frustrado com tratamento que o governo tem dado a classe. Esperava mais do governo?

RF – O bom cabrito não berra. Eu não dependo muito do governo. Na minha profissão sempre fui muito autônomo. Eu nunca pedi incentivo fiscal e nunca fiz nada buscando o governo, porque eu sempre tive grande público que sempre me prestigiou, que enche meus shows. Eu acho que quem precisa mais do governo são os artistas que têm mais dificuldades, que estão começando a carreira, aqueles dos estados mais pobres do Brasil, onde a cultura precisa ser mais incentivada e que precisam ter mais investimentos. Eu sempre me senti assim. Acho até horrível ver um artista de nome pegando dois, três milhões do governo para seus projetos, isso é ridículo, porque esses já conquistaram seu público e têm condições de ganhar dinheiro. Então, eu nunca corri atrás de dinheiro de governo e por conta disso não fico sabendo muito quais são os avanços. Eu sei qu e na minha área tem um avanço que a gente busca através da PEC 098, que diminui a carga tributária para que se possa trabalhar com mais condição e possa se enfrentar a pirataria que é nefasta. Mas ela existe para todos os tipos de produtos no Brasil. É uma questão de Polícia federal no contexto da sociedade. Essa PEC poderá facilitar muito a busca de produções, a diminuição dos impostos que são muitos para todas as categorias. Agora, eu não acho que seja correto um artista pedir muita grana pra fazer seus projetos, principalmente aqueles que já tem o sucesso garantido e por isso as condições de ganhar dinheiro.

B- O senhor não faz campanha para políticos?

RF – Faço e já fiz muitas, principalmente no Ceará, onde sou muito amigo do Ciro e do Tasso Jereissati. Já cantei também em Minas para o Aécio Neves, que fez uma parceria comigo numa ONG que abri no Ceará. Isso não significa, entretanto, envolvimento direto com a política nem compromisso direto com político A ou B. Eu sou um artista crítico em relação à postura dos políticos brasileiros, que deixam muito a desejar. O tempo passa e não vemos mudanças para melhor no País. Temos agora uma safra de bons políticos, como o próprio Aécio, o Ciro e o Eduardo, este ainda bastante desconhecido e que precisa dizer ao País o que pensa sobre o Brasil, saindo de Pernambuco, onde acompanho a boa avaliação do seu governo.

B – O senhor é feliz?

RF – Sim, pelo que faço. O homem tem que fazer o que gosta. Meu trabalho tem uma identidade muito forte com o povo brasileiro, daí o sucesso pelo País inteiro. Sou feliz e resolvido. Quando subo num palanque e vejo o povo emocionado acompanhar as minhas canções românticas me sinto plenamente realizado.

B – E sua relação com a fama e o público?

RF – Natural. Sou daqueles artistas que compreendo perfeitamente o sentimento e alma das pessoas. Dou autógrafos, abraços, converso com o povo, ou seja, não tenho distanciamento dos fãs, que são a razão e o objetivo do trabalho de todo e qualquer artista.

B – Pensa em um dia largar a música e disputar um mandato eletivo?

RF – Não, a política brasileira está num nível execrável. Com raras exceções, os políticos brasileiros não sabem honrar o voto do povo. Não tenho vocação para político. Sou um artista que canta o que o povo quer ouvir, que emociono corações. Não vejo que contribuição poderia dar ao País num momento em que a política se deteriorou tanto.

B – Muitos sonhos ainda ou o projeto de se recolher na casa que o senhor tem na beira do Orós, no Ceará?

RF – Não tenho projeto para me isolar no campo, indo para um refúgio como a minha casa em Orós, minha cidade, que adoro. Quero continuar soltando a minha voz e tenho projetos pela frente, como participar de competições internacionais de corrida. Adoro correr e jogar bola, praticar esportes. Não quero chegar ao final da minha jornada sem participar de uma grande maratona mundial de corrida.”

Polícia Rodoviária Estadual aprende lança-perfume

A Polícia Rodoviária Estadual apreendeu, no fim de semana, numa blitz de rotina na região de Sobral, 96 frascos de lança-perfume. Para os policiais que realizavam a apreensão, a substância entorpecente seria distribuída por ocasião do Carnabral, encerrado nesse domingo naquela cidade da Zona Norte do Estado. 

A droga era transportada no interior do veículo Fiat Punto, de placas OCX 0927-PI. Lucas Morais Soares, de 21 anos, foi preso e conduzido para a Delegacia de Sobral, onde foi autuado em flagrante. Ele informou que adquiriu a droga ao custo de R$ 40,00 o frasco.

(Com PRE-CE)

Nos 30 anos da luta pela pessoa deficiente, cearense ganha homenagem

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=I0DOTUXPe5c[/youtube]

Os 30 anos do Movimento em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência serão comemorados nesta semana, em São Paulo, com uma série de eventos. Na ocasião, haverá homenagem a 30 personalidades pioneiras na luta pelos portadores de deficiência física. Uma delas é o publicitário cearense Xico Theófilo.

Polícia desmente assalto a caixas eletrônicos de agência bancária

(Atualização – 9h21min) – A Polícia desmentiu um suposto arrombamento a caixa eletrônico na manhã desta segunda-feira, 14,  no banco Santander, na avenida Virgílio Távora, esquina com a rua Ana Bilhar, no bairro Meireles.

Segundo o titular da Delegacia de Roubos e Furtos, Romério Almeida, o caixa eletrônico havia sido arrombado no fim do mês de outubro e não havia ainda sido substituído. A Polícia foi acionada nesta manhã após denúncias de moradores de rua, mas constatou que não houve nenhuma ocorrência.

Apostador de Barbalha ganha Mega-Sena

Uma aposta da cidade de Barbalha (CE) ganhou o prêmio de R$ 3 milhões sorteado no concurso 1.336 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado. A Caixa Econômica Federal (CEF) estima prêmio de R$ 2 milhões para o próximo sorteio, que acontece na quarta. Veja os números de hoje:

01 – 32 – 38 – 47 – 51 – 54

Trinta e oito apostas fizeram a Quina e vão ganhar R$ 44.091,72 cada uma. Outras 3.539 tiveram quatro acertos e receberão R$ 676,33.

(Portal Terra)

Cid terá audiência com Dilma na 5ª feira – Pauta de projetos e política

 

Na audiência que terá com a presidente Dilma Rousseff, quinta-feira, em Brasília, o governador Cid Gomes (PSB) não tratará somente de projetos que digam respeito à Copa 2014 e outros empreendimentos como a refinaria.

Assuntos como a sucessão em Fortaleza devem ser abordados, até porque Cid estaria tendo certa dificuldade de tratar do assunto com a prefeita Luizianne Lins, a presidente do PT cearense.

Por causa da Copa, Fortaleza virou peça estratégica para o governo federal. Cid já cogitou até que Lula e Dilma poderiam mediar, no que Luizianne reagiu dizendo que a presidente teria outras preocupações bem maiores. Nesse script político, uma certeza: Cid anda prestigiado em Brasília e Dilma não tem feito segredo sobre isso.

(Coluna Vertical, do O POVO)

CNJ investiga 11 juízes do Ceará

O Conselho Nacional de Justilça investuga no Ceará 11 juízes. São sete processos disciplinares, três sindicâncias e uma representação, conforme o site do órgão. Dois processos disciplinares são motivados por interceptações telefônicas. Outros dois se relacionam a descumprimento de lei e suspensão de sentença.

Já as sindicâncias investigam desde acidente de trânsito (atropelamento), passando por conduta no expediente forense, até desentendimento em barraca de praia. Só as iniciais dos magistrados foram divulgadas.

De acordo com o presidente do STF, Cezar Peluso, a medida dará maior transparência aos processos disciplinares contra juízes e desembargadores em todos os tribunais. A ideia é que as Justiças Federal e do Trabalho também alimentem o sistema, com informações de processos disciplinares de seus tribunais. Os processos são de a partir de 2009. O banco de informações continua sendo alimentado, é atualizado a todo momento.

Motivação

Cezar Peluso tomou a decisão de divulgar o trabalho das corregedorias durante reunião com representantes do Colégio de Corregedores dos Tribunais de Justiça, quando foram apresentados dados atualizados sobre os processos em andamento e sobre as punições aplicadas a membros da magistratura nos últimos dois anos.

SERVIÇO

* Para acessar informações sobre os processos, acesse o site do CNJ. A busca pode ser feita por Estado.

www.cnj.jus.br/presidencia

(Com O POVO)

Ex-prefeita de Fortalza e militante do Crítica Radical embarcam para ato político no Wall Street

622 1

 

Militantes Maria Luiza e Célia Zanetti.

“Na bagagem, um manifesto e, na mente, o desejo de luta. Hoje, duas representantes do Movimento Crítica Radical, a ex-prefeita Maria Luiza Fontenele, e Célia Zanetti, que também é da União das Mulheres Cearenses, embarcam para Wall Street, coração do capitalismo financeiro, em Nova York. Elas querem se unir e levar solidariedade ao movimento “Ocupe Wall Street” e, ao mesmo tempo, criar movimento transnacional pela emancipação humana, que pressupõe a superação do sistema capitalista.

Wall Street foi ocupada no dia 17 de setembro em protesto contra o controle da política pelo dinheiro. Manifestantes acampam no Zuccotti Park, nas imediações do distrito financeiro. A ideia é colaborar, levando a teoria formulada pelo Crítica Radical, e aprender com eles. Como o Movimento tem assembleias diárias, Maria Luiza conta que elas tentarão ler o manifesto e abrir o debate.

Para Maria Luiza, Wall Street simboliza o sistema que fez do dinheiro o deus que submete todas as relações humanas. “Queremos fazer a denúncia de que esse tipo de sociedade não traz alternativa de felicidade humana, nem de atender minimamente as necessidades humanas. Esse modelo de sociedade, que é a civilização moderna, está em colapso”, critica.”

(O POVO)

CUT/CE divulga nota de apoio à luta dos professores estaduais

205 2
A Central Única dos Trabalhadores, regional do Ceará, e entidades filiadas divulgam nota de apoio aos professores estaduais e destaca a postura firme do Sindicato Apeoc na mobilização da categoria. Confira nota na íntegra.

NOTA DA CUT-CE

EM DEFESA DOS AVANÇOS REAIS PARA OS PROFISSIONAIS DO ENSINO PÚBLICO ESTADUAL

A CUT-CE vem a público reafirmar a importância da luta dos professores e professoras cearenses por melhores condições de trabalho e por uma Educação pública de qualidade. Durante todo o processo de mobilização dos docentes da rede estadual de ensino, é destaque a postura firme do Sindicato Apeoc na mobilização da categoria, na garantia de diálogo e na conquista de avanços reais e sistemáticos para os profissionais.

Como possibilidade de ampliar as conquistas para os trabalhadores e trabalhadoras, a CUT-CE defende a proposta construída pela categoria após intenso período de discussão, realizada especialmente nos últimos meses. Dessa forma, é fundamental que a categoria aprofunde o debate dos pontos apresentados, compreendendo todas as dimensões e identificando os seus ganhos efetivos no decorrer dos próximos anos.

A unidade da luta dos professores e professoras cearenses, a autonomia do movimento sindical, o fortalecimento da base para a ampliação de direitos são questões defendidas pela CUT-CE ao longo de toda a sua trajetória. Defendemos, de forma coletiva, que a atuação qualificada do Sindicato Apeoc merece mais do que o reconhecimento, a solidariedade e o apoio de toda sociedade cearense.

CUT-CE e entidades filiadas.

PT retoma a Prefeitura de Icapuí

213 4

A apuração da Justiça Eleitoral aponta a vitória em Icapuí (Litoral Leste) do petista Jerônimo Reis para a Prefeitura desse município. Ele obteve 6.200 votos contra 3.883 do segundo colocado, no caso Irmão Betinho, do PSDB. Já o  candidato Marcos, do PTN, obteve 910 votos.

Esses dados foram divulgados pelo presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Acrísio Sena (PT), em seu facebook, agora há pouco. Ele, inclusive, comemora a volta do seu partido ao poder nesse município que tinha como prefeito Irmão Edilson (PSDB), que foi afastado pela Justiça Eleitoral.

Waldemar Caracas ganha bolo em forma de queijo com 104 velinhas

Waldemar Caracas cercado por amigos.

Um queijo em forma de bolo com 104 velinhas marcou, neste domingo, na banca do “Raimundo dos Queijos”, no Centro de Fortaleza, a festa de aniversário de Waldemar Caracas, o fundador do time do Ferroviário. Muitos compareceram para os parabéns, animado com petiscos regionais e bebida à vontade da cota dos amigos.

Waldemar Caracas, do alto dos seus 104 aninhos, ainda filosofou e afirmou que o bom da vida era saber cultivar amizades.

Entre as presenças, o prefeito em exercício Acrísio Sena, o secretário municipal de Esporte, Evaldo Lima, a secretária municipal do Centro, Luiza Perdigão, e o líder da prefeita na Câmara Municipal, Ronivaldo Maia (PT).

(Foto feita por um dos convidados bem animado)

Líder da prefeita reage e manda artigo em resposta a Plácido Filho

201 10

Eis artigo intitulado “Quando a rainha foi deposta e Alice venceu o autoritarismo” de autoria do líder da prefeita na Câmara Municipal, Ronivaldo Maia (PT). Uma resposta ao artigo do vereador Plácido Filho (PDT), aqui veiculado. Confira?

Há 150 anos a obra prima literária de Lewis Carrol vem suscitando polêmicas e interpretações as mais variadas. Pegando uma carona no texto do nobre colega vereador Plácido Filho, líder da oposição na Câmara Municipal, aproveito para deixar aqui a minha visão de como as personagens e a trama marcantes desse clássico da literatura universal podem bem ser vistos por um ângulo completamente diferente. Advirto que qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência.

Tudo começa com a garota Alice sendo transportada para um mundo diferente, onírico, que, na verdade, é bem mais parecido com o nosso do que imaginamos.  O nonsense e o absurdo da história não são tão nonsense e absurdo assim. Pois, a garota “loura”, cansada da mesmice do seu mundo real, se vê num ambiente “mágico”. No entanto, ela logo percebe que a sociedade do País das Maravilhas, como a dela, também é dividida em classes, onde a rainha de copas encontra-se encastelada e protegida por um poder autoritário e cruel, que se supunha vitalício.

Os seres mágicos, como o Coelho Branco, a lebre, o Dodô, o Chapeleiro, o Gato de Cheshire, que vão aparecendo ao longo da história, representam nada mais nada menos do que operários e também legítimos representantes de nossa classe média, como profissionais liberais e intelectuais. No ambiente real, estão os servidores da rainha (cartas de espadas); os soldados (cartas de paus); a própria nobreza (cartas de ouros); e os príncipes (cartas de copas). As cartas figurativas representam o rei, a rainha e os valetes. Ou seja, a segmentação está presente em todo o contexto.

Especificamente no caso da lebre e do Chapeleiro maluco, em seu eterno chá, eles parecem querer dizer que as voltas da vida não chegam a lugar nenhum, refletindo a acomodação diante do poder instituído. Tudo ia bem, principalmente para a tirânica família real, até que aparece Alice, a garota “loura”, que, na cena emblemática do tribunal, cresce de maneira desmedida e ininterrupta, se revoltando contra a Rainha, uma metáfora inteligente do povo rebelando-se e depondo a monarquia opressiva.

Como já antecipei, mas não custa reforçar, semelhanças com o contexto sociopolítico de Fortaleza há sete anos atrás são mera coincidência. E, pra mim, a obra de Lewis Carrol não remete a uma possível Síndrome de Estocolmo de Alice, mas a uma verdadeira Síndrome de Abstinência de Poder por parte da família real deposta, representante de uma monarquia protegida por uma guarda tão frágil como um jogo de cartas, que, com uma simples triscada, pode cair para trás.

* Vereador Ronivaldo Maia (PT)

Líder do Governo na Câmara Municipal de Fortaleza.

Dois presos baleados em princípio de rebelião no IPPOO I

“Um princípio de rebelião no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) I, localizado no bairro Itaperi, em Fortaleza, aconteceu na manhã deste domingo, 13.
Na confusão, ocorrida durante a visita de familiares aos detentos, pelo menos dois presos teriam saído baleados. Os desentendimentos teriam acontecido após um preso roubar uma arma de outro.
Detentos juntaram-se a agentes penitenciários, enquanto outros presos se agruparam entre si. Os presos teriam sido baleados nesse momento.
Procurada pelo O POVO Online, a Companhia de Policiamento de Guarda ainda não se pronunciou sobre o assunto.”

(O POVO Online)

PT comemora 10 anos de atividades em Pacajus com ato político

194 1
Nesta segunda-feira, o Partido dos Trabalhadores de Pacajus (Região Metropolitana de Fortaleza) comemora os 10 anos de reestruturação da legenda nesse município. Haverá um ato na Praça Carlos Jereissati, às 20 horas.
A disputa municipal em Pacajus promete ser acirrada. O atual prefeito, Pedro José (PSDB), quer se reeleger. Os ex-prefeitos José Wilson Chaves  (PP) e Fan Cunha (PTC) querem retornar ao poder.
A novidade no cenário político é o jovem Marcos Paixão (PT), 37 anos, pré-candidato que conta com o apoio, dentre outros partidos, do PSB do governador Cid Gomes e do PC do B do senador Inárcio Arruda).
O  vice-presidente do PT nacional, deputado federal José Guimarães, e a presidente do PT do Ceará, prefeita Luizianne Lins, compartilham esse projeto.

Icó realizará o II Natal Fashion

Voltaire Xavier (Icó) – A cidade de Icó (Vale do Salgado) se prepara para realizar o II Natal Fashion. O evento ocorrerá no dia 10 de dezembro, às 19 horas, no novo auditório do Centro Social Urbano (CSU), recém-reinaugurado pelo prefeito Marcos Nunes (PMDB). Neste ano, a organização espera receber cerca de 300 pessoas. À frente, o promoter Joedson Models e Eventos. A entrada será mediante convite a ser distribuído pelas dez lojas participantes mais uma moeda de R$ 1,00 a ser doada para uma entidade beneficente, ainda em fase de escolha. As lojas envolvidas são: Alameda Modas, Duda Center (desfile infantil), Didely Modas, Ingryd Vest, Kanto da Moda, Mazinha Boutique, Mart Center Calçados (show room), O Boticário (showroom), Thirrevan e Whitaíza Boutique.
O II Natal Fashion conta com o patrocínio da Prefeitura de Icó e apoio dos seguintes parceiros: Zú Variedades, Freitas Hair (salão de beleza), LC Informática, Hotel Regina, Papagaio FM, Brasil FM, Icó FM, amigos Higor Gadêlha (decoração) e José Araújo Júnior (logística), Site Icó é Notícia, Blogs Icoenses e alguns blogs cearenses, Naíza Modas, Real Importados, Ronda do Quarteirão e população em geral.

A atração principal do evento é o modelo Lucas Santos, do programa “Levanta Poeira”, da TV Diário, além de modelos de Fortaleza, Jaguaribe, Iguatu e da cidade anfitriã. Cada loja apresentará dez looks, num total de 100 looks apresentados ao final do desfile.