Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Ato cobrará celeridade na apuração do assassinato de lider rural

Uma manifestação para cobrar celeridade na apuração do assassinatro do agricultor e líder comunitário José Maria Filho, o conhecido “Zé Maria do Tomé”, será realizado nesta quarta-feira, a partir das 7 horas, na Praça dos Voluntários, em frente à sede da Superintendência da Polícia Civl do Estado. 

“Zé Maria do Tomé” era presidente da Associação dos Desapropriados Trabalhadores Rurais Sem Terra – Chapada do Apodi e foi assassinado em crime de pistolagem, no dia 23 de abril último, no município de Limoeiro do Norte (Vale Jaguaribano). O fato ganhou repercussão em todo o País. Ele também denunciava o uso abusivo de agrotóxicos naquela região, onde predomina a fruticultura voltada para a exportação.

Várias lideranças de movimentos em defesa dos direitos humanos e políticos ligados a essa luta participarão do ato. A candidata do PSOL ao Governo do Estado, Soraya Tupinambá, marcará presença.

Ítalo e Reno vão cantar no Halleluya

Nem só de Padre Fábio de Melo e Irmã Kelly Patrícia vai viver o XIV Halleluya, evento da Comunidade Católica Salom, que começa nesta quarta-feira à noite, no Condomíno Espiritual Uirapuru (Bairro Castelão). Essa festa ganhou uma novidade.

A dupla cearense Ítalo e Reno anunciou, nesta terça-feira, que vai se apresentar, na próxima quinta-feira, no Halleluya com show mesclando músicas cristãs e o forró pé-de-serra.

Ítalo e Reno dizem que não poderiam deixar de cooperar com o Halleluya porque, como são católicos, muito têm a agradecer a Deus pelo sucesso que estão obtendo  no momento. 

VAMOS NÓS – Essa dupla é conhecida também por fazer apresentações gratuitas em eventos que tenham cunho filantrópico. Ou seja, são dois cabras bons e que merecem bênção.

Por um turismo estratégico nos Planos de Governo

Com o título “Turismo/Ceará: Da estagnação à açaõ”, o ex-secretário do Turismo do Estado e ex-presidente da CTI/NE, Allan Aguiar, manda artigo para o Blog. Ele defende que o Turismo entre nos planos de governos como valor estratégico para a economia e que, no Estado, não se perca mais tempo pensando em só atrair refinaria e siderúrgica. 

Alguns dos mais respeitados estudiosos da economia do Turismo no Brasil estão debruçados sobre os números, nacionais e regionais, que revelam os resultados alcançados nesses últimos anos. São analistas, estruturadores e gestores que, provocados, oferecem seus conhecimentos à construção de Programas de Governo de candidatos das mais variadas matizes.

A tarefa agora é entender os efetivos resultados alcançados e propor os ajustes capazes de alinhar a performance atual ao potencial existente. Para isso, a primeira tarefa é produzir o diagnóstico longe das emoções do discurso ou do achômetro. Um diagnóstico consistente e despolitizado, considerando que turismo não é de direita, esquerda ou centro.

No Nordeste o primeiro Estado a inserir de forma destacada esse Setor da economia no seu modelo de desenvolvimento econômico foi a Bahia, ainda nos anos 70. Com um planejamento estratégico bem formulado e uma gestão pública competente e profissionalizada, o destino Bahia evoluiu aos padrões que hoje conhecemos.

No caso cearense, a mais clara vocação econômica do Estado só passou a usufruir de uma agenda de trabalho em meados dos anos 90, com a decisão política de criar uma Secretaria de Estado. Com a agenda possível, a SETUR marcou alguns gols, mesmo sufocada pela dinâmica governante focada muito mais na industrialização do Estado que na alavancagem da âncora do setor de Serviços, o qual sempre foi a locomotiva que puxou os vagões da nossa incipiente economia.

Os planejadores e orçamentadores públicos, a bem da verdade, sempre trataram a vocação de uma forma tangencial. Se metade do foco, recursos e prioridade que foram dadas a projetos que jamais saíram do papel tivessem sido canalizados para nossa vocação natural, hoje estaríamos gozando de indicadores sociais bem mais generosos, muito mais trabalho e muito menos violência. Mas, a falta de um debate – matriz sobre o modelo de desenvolvimento econômico do Estado que resulte em Programas de Governo eficazes vem lançando o Ceará em atoleiro social insuperável.

São anos, talvez mais de uma década, que só se falou em refinaria, siderúrgica, estaleiro e Cia. Ltda. Isso terminou por produzir um “descuido” dos tomadores de decisão de investimento público do Estado para com setores como o Turismo e o Agronegócio. Imaginemos uma fração desses recursos todos alocados para alavancar esses setores em bases profissionais e mercadológicas, considerando que esses projetos estruturantes não são, nem nunca serão mutuamente excludentes

Chega a ser grosseira a pouca profundidade das ações que objetivam desenvolver o Estado. Ações pontuais aqui e ali, programas de baixo impacto na inclusão social, espasmos e soluços acolá, incapazes de construir os alicerces do equilíbrio social. Não se pensa estrategicamente, mas apenas operacionalmente. Não se formula sistemicamente, mas apenas setorialmente.

Decorridos mais quatro anos, é chegado o tempo de avaliar quem produziu e inovou no sentido de atenuar efetivamente o quadro de atraso do Estado no contexto nacional. No Turismo os números gritam ressaltando a estagnação, produto de uma pilotagem setorial que escolheu o proselitismo, ignorou o realismo e ficou quatro anos fazendo média e campanha para si mesmo ao longo do litoral leste do Estado.

Quanto à violência, considerando que ela é efeito, não causa, e que seu viés é de alta, devemos nos preparar para ir sobrevivendo do jeito que Deus quer.

* ALLAN AGUIAR

Ex-Presidente da Fundação de Turismo Integrado do Nordeste – CTI/NO e ex-secretário do Turismo do Ceará e de Pernambuco.

Uece e Crítica Radical debatem Emancipação

A Universidade Estadual do Ceará, por meio da Pró-Reitoria de Extensão da Uece, e o Instituto Crítica Radical promovem nesta terça-feira, a partir das 18h30min, o Seminário Desafios do Século XXI e A Emancipação Humana (Pré-Fórum) em preparação ao Fórum Transnacional da Emancipação Humana que ocorrerá de 1º a 5 de agosto próximo, na Concha Acústica da Universidade Federal do Ceará.

O encontro vai se estender, até sexta-feira, no auditório do Centro de Humanidades da Uece (Campus do Itaperi). As dirigentes do Crítica Radical – ex-prefeita Maria Luiza Fontenele e a ex-vereadora Rosa da Fonseca, devem aproveitar a ocasião para vender cautelas do sorteio de um Gol 0km que ajudará a bancar despesas do fórum transnacional. 

PROGRAMAÇÃO

20/07 (terça-feira) 

18h30min – Abertura

Prof. Francisco de Assis Moura Araripe (Reitor da UECE)

Prof.ª Maria Luiza Fontenele (Instituto Crítica Radical)

19 horas – Os desafios dos movimentos sociais, a crise atual e a emancipação humana.

•Participantes: Lúcia Conde (Serviço Social), Socorro Osterne (C. Sociais), Sandra Gadelha (Pedagogia) e Crítica Radical.

     •Local: Auditório Paulo Petrola – Campus Itaperi

21/07 (quarta-feira)

8 horas – Os Impasses do Marxismo, a Critica Social, a Crise Atual e a Emancipação Humana

•Participantes: Guilherme, Macário, Frederico Costa (Pedagogia) e Crítica Radical

     •Local: Auditório Paulo Petrola – Campus Itaperi

10 horas – Os Desafios Educacionais do Século XXI e a Emancipação Humana.

     •Participantes: Rosamaria Arnt (Conf. 7 Saberes), Horácio Frota (C.Sociais) (a confirmar), Raquel Dias (Pedagogia) e Crítica Radical.

     •Local: Auditório Paulo Petrola – Campus Itaperi

18h30min –  As Fronteiras do Conhecimento Científico, Tecnológico, Ecológico no Mundo Atual e a Emancipação Humana.                                     

• Participantes: Reginaldo Rodrigues (Filosofia), Jackson Sampaio (Medicina), Luiz Cruz Lima (Geografia) e Crítica Radical.

     •Local: Auditório Paulo Petrola – Campus Itaperi

22/07 (quinta-feira)

8 horas – O Papel das Ciências Humanas e os Desafios da Contemporaneidade e a Emancipação Humana.

•Participantes: Emanuel Ângelo da Rocha Filosofia), Expedito Passos (Filosofia) (a confirmar), João Nogueira Mota (Prof. Morais – Filosofia) e Crítica Radical.

•Local: Auditório do CH

10 horas – A Cultura, a Arte, a Literatura e os Desafios para a Emancipação Humana

•Participantes: Arminda, Lena Lúcia Espíndola (Letras), BC Neto (Filosofia) e Crítica Radical.

•Local: Auditório do CH

15 horas – A Problemática do Fetichismo, Inconsciência Social e Emancipação Humana – Impasses da Psicologia e Psicanálise.            

•Participantes: Emiliano (Filosofia), Erasmo Ruiz (Medicina/Psicologia e Crítica Radical

•Local: Auditório do CH

18h30min – A Crítica da Economia Política, Os Limites do Capitalismo e a Emancipação Humana

•Participantes: Francisco Teixeira (Filosofia), Meneleu (C. Sociais) e Crítica Radical.                

•Local: Auditório do CH

* Essa programação está no endereço http://www.forumdaemancipacaohumana.org/noticias.htm

Lula sanciona projeto que cria Unilab com plateia de candidatos cearenses

50 2

Os candidatos ao Senado Federal pela coligação “Um Ceará Melhor Pra Todos”, José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira, assistirão em Brasília, a partir das 15 horas desta terça-feira, ao lado do governador Cid Gomes (PSB), a solenidade em que Lula sancionará projeto de lei criando a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Para José Pimentel, a criação da Unilab representa um marco para o ensino superior brasileiro, tendo em vista a possibilidade de integrar os países de língua portuguesa. “A Unilab será um importante elo cultural entre esses países de cultura e língua portuguesa e a escolha do Ceará foi um trabalho conjunto da bancada federal que não abriu mão de sediar essa instituição”, destacou o candidato.

DETALHE – A Unilab, em seu processo de criação, contou com o apoio de quatro parlamentares cearenses: Eudes Xavier (PT) e Mauro Benevides (PMDB), que foram relatores em comissões na Câmara; e Inácio Arruda (PCdoB) e Tasso Jereissati (PSDB), que foram relatores da matéria no Senado.

Arquivo de Nirez deve ganhar projeção nacional

O memorialista Miguel Ângelo Azevedo, o Nirez, esteve ontem no Rio, acertando com a Funarte a inclusão da sua discografia – com 22 mil exemplares de discos brasileiros, em 78 rotações, no catálogo do órgão.

O objetivo é permitir que os cidadãos brasileiros possam acessar futuramente esse acervo do cearense, por meio do site da fundação,  considerado um dos mais ricos do País.

Nirez se diz feliz com o convite feito pela Funarte. Faltam alguns detalhes técnicos e burocráticos para fechar a parceria.

Engenheiros em campanha salarial

A presidente do Sindicato dos Engenheiros do Ceará, Thereza Neumann, está convocando toda a categoria e demais e demais profissionais da área tecnológica que trabalham no ramo da construção civil para uma assembleia nesta quarta-feira, às 18h30, na sede sindical

 O objetivo é discutir a pauta da convenção coletiva que será posteriormente apresentada ao Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) para negociação.
 
Thereza Neumann não adiantou itens da pauta, mas disse confiante no bom diálgo com o empresariado.

TJ-CE inicia obras do Centro Cultural do Poder Judiciário

97 1

“Teve início, na manhã desta segunda-feira, o trabalho de demolição da 10ª unidade do Juizado Especial Cível e Criminal (JECC) da Comarca de Fortaleza. No local, será construída a praça do Mausoléu Clóvis Beviláqua, que faz parte do Centro Cultural do Poder Judiciário cearense.

A obra começou com a retirada dos móveis e com a demolição das paredes. Os cuidados são redobrados para não prejudicar os lojistas e a população que transita na rua Senador Pompeu. Os móveis foram transferidos para o Fórum Cândido Couto, na rua Barão do Rio Branco, n° 1200, onde funcionará provisoriamente o 10º JECC.

Após a conclusão da praça, que deve acontecer até dezembro deste ano, será feita a restauração do Fórum Cândido Couto para abrigar a sede do Centro Cultural, cujo objetivo é preservar e resgatar a história do Judiciário estadual. O local abrigará sala de concertos e homenagens, espaço destinado à exposição de obras e fotos sobre a vida de Clóvis Beviláqua, sala de vídeo, pinacoteca.”

(Site do TJ-CE)

Unilab – Cearenses conferem ato em que Lula sancionará a lei

Mauro e o  jornalista Arnando Santos em clima aeroportuário.

O presidente Lula vai sacionar, nesta terça-feira, durante cerimônia no Palácio do Itamaraty, a lei que criou a Universidade da Integração Internacional Luso Afro-Brasileira (Unilab). O reitor Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Farias, e o presidente da Comissão de Implantação da Unilab, Paulo Speller, seguem para Brasília nesta noite de segunda-feira.

Já na tarde desta segunda-feira embarcou, nessa mesma rota e compromiso, o deputado federal Mauro Benevides (PMDB. Ele foi relator do projeto da Unilab na Comissão de Constituiçao e Justiça da Cãmara, quando deu parecer favorável à matéria.

UNILAB

A  Unilab terá sede no município de Redenção (Região Metropolitana de Fortaleza). O terreno foi cedido pelo Governo do Estado, mas iniciará suas atividades em sede provisória em um imóvel adaptado e cedido pela Prefeitura local.

Oferecerá cinco cursos. Estudantes brasileiros poderão ingressar por meio de nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a ser realizado nos dias 6 e 7 de novembro próximo. Os estudantes africanos farão exames em seus países de origem.

CURSOS

De acordo com a UFC, serão ofertados inicialmente os cursos de Enfermagem, Formação de Professores, Agronomia e Engenharia de Energia e Gestão Pública.

(Foto – Paulo Moska)

Malwee de Pacajus vai recrutar operários a partir de agosto

108 2

A Malwee Malhas, de Santa Catarina, que construirá fábrica em Pacajus (Região Metropolitana de Fortaleza), vai contratar os primeiros 100 funcionários. No começo de agosto próximo, segundo o diretor da empresa, Guilherme Weege, terá início o recrutamento e o treinamento. Um galpão foi alugado para esse atendimento.

A construção da unidade, no entanto, ainda aguarda apenas a liberação das licenças ambientais mas, segundo Guilheme Weege, até o fim de 2010, serão mais 300 contratações. A meta é chegar a 2.500 funcionários quando o empreendimento estiver operando em toda sua plenitude. 

A Malwee também já comprou veículos e alugou imóveis para os primeiros executivos se instalem nesse município. Com financiamento já contratado no sistema bancário nacional e dinheiro em caixa, a Malwee Malhas vem para o Ceará “com o intuito de se tornar exemplo de excelência industrial e de gestão empresarial”, destacou, nesta segunda-feira, o presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (CEDE), Ivan Bezerra.

O investimento da Malwee em pacajus deve ser da ordem de R$ 50 milhões”, adiantou Ivan Bezerra.

Congresso Estadual dos Fazendários começa nesta 3ª feira

100 1

Nesta terça-feira, às 19 horas, no Hotel Praia Centro, começa o XV Congresso Estadual dos Fazendários (Conefaz). O evento é uma promoção do Sindicato dos Fazendários do Estado (Sintaf) e discutirá assuntos do interesse da categoria e, claro, a atual conjuntura do País e do Estado.

Durante a solenidade de abertura, o Sintaf fará a entrega do troféu Cajado de Cedro ao fazendário que se destacou na luta pelos interesses da categoria. Neste ano, a auditora fiscal Gláucia Lima será a homenageada. O governador Cid Gomes (PSB), segundo a organização, prometeu estar no evento.

Workshop debate Cabotagem no Ceará

O Projeto de Incentivo à Cabotagem (PIC), que consiste na maior integração de portos regionais, será discutido durante workshop, nesta terça-feira, a partir das 8h30min, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). A Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) afirma que essa iniciativa, em processo elaboração, promete minimizar o custo da operação e melhorar a logística dos portos nacionais.  

No worshop, o coordenador-geral de Gestão da Informação da SEP, Luiz Hamilton Lima Mendonça apresentará o modelo ideal de utilização do transporte de cabotagem sob o enfoque da realidade do Estado do Ceará. Serão identificadas as cargas potenciais na área de influência do Porto do Mucuripe, bem como será elaborado um cronograma de ações para o incremento da cabotagem a partir de Fortaleza.

Uma crise ronda os cursos de Medicina do Ceará

134 2

Com o título “Há algo de podre nos hospitais de ensino em Fortaleza”, José Ernando de Sousa Filho, do Centro Acadêmico do Curso de Medicina da Uece, manda artigo pr ao Blog. Ele faz critica ao sistema de internato. Confira:

Em 2007, Fortaleza viu luzir 150 novos médicos empunhando os canudos da batalha que venceram na ardorosa formação médica que encontraram na reconhecida Universidade Federal do Ceará. E isso ocorre, mudando ano e quantidade, há várias décadas. Nessa mesma capital, em 2008, no tradicional e hoje centenário Theatro José de Alencar, 39 iluminados entusiastas da medicina formavam-se médicos pela Universidade Estadual do Ceará, consagrando-se como a turma prima de tal curso. Por tradição e arrojo, os cursos de medicina da UFC e da UECE conquistaram espaço na rede hospitalar de ensino do Estado. Dividiram fraternalmente o espaço, não só por serem públicas, mas por ser possível tal compartilhamento. Compõem, em união, o conjunto de 190 aspirantes colando grau anualmente.

O sutil aumento observado no número de futuros médicos, frente a rede hospitalar até então farta para a educação médica fortalezense, fragmentou-se a pó, com o incremento de quase 120 alunos das faculdades particulares de medicina de Fortaleza, no internato. Número que crescerá em janeiro, com a duplicação do número de alunos de mesma origem nos nossos hospitais de referência. A rede que antes atendia tão bem os interesses da qualidade pela educação médica, agora sofre. Sofre pois desde que as faculdades particulares foram criadas, os leitos hospitalares não foram avisados que deveriam procriar. Sofre pois os alunos se submetem a situações vexatórias – e por enquanto, pontuais – de não haver paciente por contingente de estudante. Sofre pois deve erguer mais que o dobro de massa estudantil, sem ter se preparado minimamente para tamanho sobrepeso.

Uma solução viável é aplicar parte da generosa mensalidade paga as instituições particulares na melhoria, qualifação e ampliação da infra-estrutura, da organização administrativa e dos recursos humanos de hospitais aparentemente esquecidos (mas não pela população), gerando a necessária autonomia para a educação médica neles. Por que isso não é feito? Irrequieta, contorce-se a sensatez em seus agonizantes estertores. Espero que se recupere logo…

“Há algo de podre no reino da Dinamarca”, escreveria Shakespeare, se esse estágio obrigatório – em regime de internato – fosse tal reino. Mas o desenrolar dessa tragédia dinamarquesa não é o que desejamos ver. Então não nos disfarcemos de loucos para melhor observar aonde se vai com esses descompassos. Tomemos atitudes dignas da história da medicina cearense. Em nome de desbravadores como Joaquim Eduardo de Alencar e de tantos outros, cobremos transparência e qualidade em tão importante prática, pois formaram-se nesses hospitais aqueles que atenderam você ou algum ente querido, sempre que necessitou. E para o futuro, o que vemos? Aqui convoco a classe médica cearense e seus aspirantes. Aqui convoco a sociedade cearense, em defesa da educação médica de qualidade para os nossos luzentes futuros médicos.

José Ernando de Sousa Filho,

Acadêmico de Medicina – Universidade Estadual do Ceará
Coordenador de Educação Médica – Centro Acadêmico Joaquim Eduardo de Alencar.

Programa da Rádio O POVO/CBN passa a ser apresentado direto da redação do jornal

184 3

Neila e Maryllene Freitas

A jornalista Neila Fontenele, editora do Núcleo de Negócios do O POVO, volta a comandar, a partir desta segunda-feira, o programa “Mercado e Negócios”, da rádio O POVO/CBN.

A atração será  apresentada, sempre a partir das 14 horas, direto de estúdio montado na redaçao do jornal O POVO que, dessa forma, quer reforçar a interação entre seus veículos de comunicação, informa a editora de Jornalismo da POVO/CBN, Maryllenne Freitas.

IJF Centro – Acidentes com moto continuam liderando atendimentos

O Instituto Doutor José Frota (IJF), a maior emergência do Ceará, divulgou, nesta segunda-feira, boletim com 573 atendimentos realizados durante o último fim de semana (entre sexta-feira, das 19 horas, até esta segunda-feira, às 7 horas).

Entre tantos casos, continua liderando o número de acidentes violentos no trânsito (123). Desse total, foram 52 acidentados de moto, 35 vítimas de abalroamentos, 24 de atropelamentos, 7 de capotamento, 4 quedas de bicicleta e 1 queda de carro em movimento.

O IJF recebeu, ainda, 25 vítimas de agressões físicas, 9 vítimas de lesões por arma branca e 11 por arma de fogo.

(Site da Prefeitura)

BNB é sede de debate sobre Pré-Sal

O Banco do Nordeste do Brasil está sendo sede, nesta segunda-feira, do XV Encontro Regional de Economia, promoção do banco com a Associação Nacional dos Cursos de Pós-Graduação em Economia (ANPEC). O evento, que vai se estender até terça-feira, discutirá temas do interesse da reigão, mas incluirá um outro do momento: o Pré-Sal.

Entre convidados para discutir essa questão e outras questões estão o coordenador da bancada nordestina, deputado Zezéu Ribeiro (PT-BA) e a economista Tãnia Barcellar, da Fundação Joaquim Nabuco, de Pernambuco. O presidente do BNB, Robeto Smith, coordena o evento que congrega um outro: o XVI Fóruim BNB de Desenvolvimento.

Rosa e Maria passam a "sacolinha" para bancar Forum Transnacional sobre Emancipação

O Movimento Crítica Radical, que tem entre sues líderes a ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenele, e a ex-vereadora Rosa da Fonseca, está ultimando detalhes do I Fórum Transnacional de Emancipação Humana, na Concha Acústica da UFC (Campus do Benfica). Um documento, inclusive, pedindo apoio para bancar despesas do evento, chegou para este Blog. Maria e Rosa sugerem como podem os interessados colaborar. Confira:   

DOCUMENTO DA ROSA E MARIA AOS MILITANTES SOCIAIS

Caros companheiras e companheiros,

Nos dias 01 a 05 de agosto próximo será realizado, em Fortaleza, o Fórum Transnacional da Emancipação Humana – Desafios da Humanidade e do Planeta. Esse evento está sendo organizado pelo Instituto Crítica Radical em parceria com a Universidade Federal do Ceará – PREX e Universidade Estadual do Ceará, e com o apoio de outras universidades.

Destacamos que um evento dessa envergadura – com vinda de palestrantes de outros países, com hospedagem, passagens aéreas, além do material gráfico de divulgação, tradutores, equipe de organização e outras atividades relacionadas – representam um custo muito alto, considerando-se, ainda, que não será cobrada nenhuma taxa aos participantes inscritos.

O apoio da UFC e demais Instituições para a organização do Fórum tem sido de importância imensurável, inclusive oferecendo espaços para os debates, funcionamento da secretaria do evento, bem como o local para a realização do Fórum, a Concha Acústica-UFC.

No entanto na maioria das Universidades não há disponibilidade de recursos para despesas de outra natureza. Por isso estamos recorrendo a outras instituições e pessoas comprometidas e sensíveis à causa da emancipação humana para somar nesse desafio imediato e sua continuidade.

Apresentamos a seguir algumas possibilidades, dentre outras, das pessoas e Instituições contribuírem com a realização desse Fórum e da continuidade do Movimento Pela Emancipação Humana:

– Contribuir mensalmente da rede de amigos e amigas da emancipação doando qualquer valor dentro de sua possibilidade;

– Adquirir  quadros da exposição “Mostra Estado de Criação” no Centro Cultural Oboé, no período de 14 a 30 de julho/2010. Essa exposição foi organizada pela Associação dos Artistas Plásticos Profissionais do Ceará num esforço de contribuir com a realização desse Fórum, doando à organização do evento parte dos recursos obtidos com a aquisição dos quadros; 

– Adquirir a revista Emancipação Humana publicada pelo Instituto Crítica Radical e a Editora Sem Fronteiras. Trata-se de uma publicação com artigos de Roberto Kurz, Roswitha Scholz e Anselm Jappe relacionados com a temática geral do Fórum. A revista contém 140 páginas em papel reciclado custando cada exemplar R$ 20,00;

– Aquisição de cartelas, a título de doação, do sorteio de um Gol 0km pela Loteria Federal. Cada cartela custa  R$ 5,00, sendo  agrupadas em blocos de 20/R$ 100,00.

– Divulgar esse evento  e outras iniciativas do Movimento pela Emancipação Humana com seus amigos e amigas, companheiros e companheiras de lutas e integrantes de entidades e instituições sensíveis à causa libertária e humanitária.

Convencidas de que você envidará os esforços necessários para a divulgação e apoio deste destacado evento e de outras iniciativas da causa da Emancipação Humana,

Subscrevemos,

Atenciosamente,

Maria Luiza Fontenele

Rosa Fonseca.

Secretário comemora empregos gerados com apoio da Prefeitura

90 1
Com o título “Sustentabilidade e empregos”, eis artigo assinado, no O POVO desta segunda-feira, pelo secretário do Planejamento de Fortaleza, Alfredo Pessoa. Ele fala da ação do Município na geração de novos empregos.
Depois de décadas de elevado desemprego, estamos assistindo a uma impressionante recuperação do mercado de trabalho. Nem mesmo a crise de 2009 conseguiu frear essa tendência. Isto não é produto do acaso, e sim fruto do planejamento público e de políticas sociais.
No governo Lula, tivemos a recuperação dos níveis dos investimentos, expansão dos programas de distribuição de renda e elevação do salário mínimo. Como resultado, obtivemos expansão do mercado interno e recuperação do emprego formal. Em sete anos, de acordo com os dados Rais/Caged, foram cerca de 10 milhões de novos empregos formais.

Na gestão Luizianne Lins, o planejamento focado nas vocações da cidade potencializou a geração de empregos. Foram 153 mil novos empregos de 2005 a 2009, com ênfase nos setores de serviços, comércio e administração pública, através de políticas direcionadas.

Ao preservar ativos ambientais e garantir desenvolvimento sustentável, ampliou-se a capacidade de crescimento local da atividade turística, que gerou mais de 13 mil empregos formais, além de fomentar a cadeia produtiva do artesanato, da economia solidária e do comércio. A vocação local para o comércio foi confirmada por 3 mil novos empregos.

O conjunto de obras públicas, tais como Transfor, habitação popular, recuperação da orla, Cuca, Hospital da Mulher e Vila do Mar, ajudou a alavancar o desempenho da construção civil, que gerou 20 mil novos empregos. A combinação dessas ações aliada à promoção de grandes eventos artístico-culturais reforçou a geração de empregos de forma sustentável e endógena.

Está posto o desafio de reforçar o modelo de desenvolvimento do séc. XXI no qual qualidade de vida está associada às atividades econômicas ambientalmente sustentáveis e socialmente justas. Isto requer a mudança das mentalidades ainda aprisionadas aos velhos modelos industriais do século passado.

Alfredo Pessoa – Secretário de Planejamento e Orçamento da Prefeitura de Fortaleza.

VAMOS NÓS – Claro que o secretário Alfredo Pessoa não fala da perda do estaleiro que, segundo informa a Secretaria Nacional dos Portos, geraria cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos. Isso, claro, são outros quinhentos e outras vertentes.

Colisão entre dois carros deixa quatro mortos e três feridos na Região da Ibiapaba

Quatro pessoas morreram e três sairam feridas. Este foi o resultado de um aciidente registrado, nesta tarde de domingo, com dois carros na CE-087, entre os municípios de Tianguá e Ubajara (Região da Ibiapaba).

Um veículo Fox, onde seguiam marido e mulher, dois filhos e uma enteada, colidiu com uma Saveiro, na qual estava um casal. Com a violência do choque, três pessoas que viajavam no Fox e o motorista da Saveiro morreram.

Os feridos – entre eles, um bebê -, foram levados para o Hospital e Maternidade Madalena Nunes, em Tianguá. Até as 14h45min deste domingo, a Perícia realizava procedimentos no local. Os nomes das vítimas não havia sido divulgado.

(O POVO Onlin e Jangadeiro Online)

Cearense César Asfor cotado para STF

“Ao voltar do recesso do Judiciário, em 2 de agosto, o ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal, vai limpar as gavetas de sua mesa. No dia 19 do mês que vem, Eros Grau fará 70 anos. É a idade limite para a permanência de um ministro no STF. Dá-se o que, no jargão do Judiciário, é chamado de “expulsória”. A iminência da aposentadoria levou Lula a abrir uma fase de consultas.

Reza a Constituição que cabe ao presidente da República indicar os ministros do Supremo. Ao Senado, cumpre referendar ou rejeitar o nome. Por ora, Lula tem duas opções –uma vista como técnica; outra, mais política. Chama-se Cesar Asfor Rocha a opção técnica. Cearense, preside o STJ (Superior Tribunal de Justiça). Dentro do governo, seu principal defensor é o ministro Nelson Jobim (Defesa), ex-presidente do STF, indicado por FHC.

A opção “política” é o advogado paulista Arnaldo Malheiros, que é defendido junto a Lula pelo amigo e ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos. Um auxiliar do presidente informou à Folha que, pelo quadro atual, há “leve” favoritismo de Asfor Rocha. Disse, porém, que o presidente quer analisar outros nomes antes de decidir. Lembrou também que, em indicações anteriores, o escolhido foi pinçado de listas com até seis nomes.

PRÓS E CONTRAS

A favor de Asfor Rocha pesa o fato de conduzir um processo de modernização do STJ, a caminho de se tornar um tribunal “eletrônico”. Seu nome já havia sido considerado para substituir Menezes Direito, morto em 2009, mas Lula optou por José Antônio Dias Tóffoli, ex-advogado do PT que antes respondia pela Advocacia-Geral da União.

A polêmica que se seguiu à indicação de Tóffoli conspira contra a indicação de Malheiros, preferido de Thomaz Bastos. Nas pegadas do escândalo do mensalão, em 2005, Malheiros fora contratado pelo PT para cuidar da defesa de Delúbio Soares, ex-tesoureiro da legenda.

Hoje, já não cuida do caso. Mas Lula receia que, se o escolher, fornecerá munição à oposição em plena campanha eleitoral –algo que prefere evitar.

NONA INDICAÇÃO

Será a nona indicação de Lula para o STF. Desde a redemocratização, em 1989, ele foi o presidente que mais acomodou ministros no plenário do tribunal. Saíram da pena de Lula os nomes dos atuais presidente e vice-presidente do Supremo: Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto, respectivamente. Indicou também: Cármen Lúcia; Ricardo Lewandowski; o próprio Eros Grau; Joaquim Barbosa; Carlos Alberto Menezes Direito; e Tóffoli.

Em suas respectivas gestões, José Sarney indicara um. Fernando Collor de Mello, quatro. Itamar Franco, um. E FHC, três. Em privado, Eros Grau diz que, para descaracterizar a “expulsória”, planeja formalizar o pedido de aposentadoria antes de 19 de agosto, o dia do aniversário.”

(Blog do Josias de Souza)