Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Izolda Cela recebe embaixador da Suécia para parcerias comerciais e políticas sociais

A governadora em exercício do Ceará, Izolda Cela, recebeu no Gabinete do Governador, nesta quinta-feira (11), o embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn. O encontro teve como objetivo iniciar diálogos entre Estado e país para estreitar relações comerciais e projetar futuras parcerias em políticas sociais. Dentre os maiores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, a Suécia é vista pelo Governo do Ceará como aliado para troca de experiências e construção de modelos a serem replicados em Educação, Segurança, Juventude, Saúde, Infraestrutura, dentre outras áreas.

Izolda ressaltou a importância de manter conexões com o governo sueco para aproximar o Ceará de interações que abram portas para o Estado avançar tanto no campo econômico quanto na cidadania.

“O Brasil já tem uma ligação muito forte com a Suécia. Estamos mostrando o que Estado oferece hoje de oportunidades de áreas de investimento, com free zone, hub e nossa infraestrutura propícia para negócios. A Suécia tem experiências muito fortes e de longo tempo em áreas de educação, acessibilidade, políticas para infância, para mulheres, preservação do meio ambiente, trabalhos de no mínimo 50 anos de atenção para essas causas. Esse diálogo é muito importante e alarga os nossos horizontes”, afirmou.

Também participaram do encontro o secretário de Assuntos Internacionais, Antonio Balhmann, o cônsul da Suécia no Ceará, Marcos Aurélio Soares de Castro, o coordenador de políticas de Juventude do Ceará, Davi Barros, e a secretária-adjunta da Educação, Márcia Campos.

(Governo do Ceará)

Oposição apresenta nesta sexta-feira chapa ao Sindicato dos Médicos

O movimento médico sindical do Ceará registra nesta sexta-feira (12), a partir das 20 horas, no Conselho Regional de Medicina do Ceará, a chapa de oposição à atual direção do Sindicato dos Médicos.

Segundo os integrantes da Chapa 2, formada por médicos de diversas gerações, especialidades, pensamentos e contemplando profissionais da Medicina, o movimento de oposição cresceu fruto da frustração com os resultados da atual gestão, que não teria apresentado nenhuma conquista para categoria e sim muita pirotecnia.

A chapa de oposição tem à frente o ginecologista e obstetra Jaime Benevides, ex-presidente da Associação dos Médicos do HGF, que possui como vice a infectologista Terezinha do Menino Jesus, professora do curso de Medicina da UFC. Entre as principais propostas estão a união da categoria na luta pelos seus direitos, melhores condições de trabalho, ação enérgica contra itens da reforma trabalhistas, piso salarial para todos os médicos, concurso público, carreira de estado para a categoria médica, defesa do SUS com financiamento justo, repúdio à lei de congelamento de tetos na saúde e resistência à Reforma da Previdência.

Chuvas se intensificam e atingem 51 municípios do Ceará; Aracati registra maior volume

As chuvas que precedem a quadra chuvosa de fevereiro a maio no Ceará estão se intensificando. Nesta quinta-feira, 11, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações em 51 municípios do Estado até as 10h30min. Em Aracati, as chuvas chegaram a 67mm, o maior volume do dia. Na Capital, foram registrados 27.8mm.

Em Fortaleza, foi registrada a maior precipitação do ano. Segundo o meteorologista da Funceme Raul Friz esse número ainda deve aumentar. A previsão da Funceme é de possibilidade de chuvas para o resto do dia na Capital. Nesta quinta-feira, também foi registrado o maior volume de chuvas do ano em Aracati, que até agora só havia registrado 5.8mm, na última terça-feira.

O gerente executivo da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos de Aracati, Kaminski Alves, relata que fazia tempo que o município não tinha chuvas “boas” como esta. “Nós temos uma quadra chuvosa muito fraca, essa chuva foi muito importante para a gente”, disse. Com relação a transtornos na cidade devido ao grande volume de precipitações, o secretário afirmou que “foi tudo tranquilo”.

Além de Aracati, as cidades que registraram maior volume de chuvas foram Icapuí (50mm), Barbalha (46mm), Jijoca De Jericoacoara (43mm) e Crato (39.4mm). Em todo o Estado, a previsão da Funceme é de nebulosidade variável com chuva no resto do dia.

(O POVO Online)

Exército investiga sumiço de munição no Ceará

O Exército abriu Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o desaparecimento de munição da 2ª Companhia de Suprimento, localizada no município de Maranguape, na região metropolitana de Fortaleza.

Em nota, o Comando da 10ª Região Militar, informa que o sumiço foi constatado em vistoria realizada no dia 29 de dezembro de 2017 em um dos paióis da companhia.

“Foram constatadas divergências quantitativas entre a existência física e o Sistema de Controle Físico (Siscofis), instrumento de controle sistemático vigente em todo o território nacional que permite a gestão contínua de todo o material controlado do Exército Brasileiro”, diz a nota.

O Inquérito Policial Militar foi instaurado no 10º Depósito de Suprimento, ao qual a 2ª Companhia de Suprimento é subordinada, e as investigações contam também com a colaboração da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

O Comando da 10ª Região Militar não informou o tipo nem a quantidade de munição que desapareceu, como não disse se houve prisões. A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança declarou que não se pronuncia sobre o caso.

(Agência Brasil)

Ciclo Carnavalesco de Fortaleza começa nesta sexta-feira

A apresentação do bloco Luxo da Aldeia, amanhã à noite, na Praça do Ferreira (Centro), marcará a abertura oficial do Ciclo Carnavalesco de Fortaleza. A partir deste fim de semana, a folia se espalhará por dez polos na Cidade: Mercado dos Pinhões, Mercado da Aerolândia, Mocinha, Aterrinho da Praia de Iracema, Passeio Público, Polo de Lazer da Sargento Hermínio, Largo Luís Assunção, Benfica, Monsenhor Tabosa e Praça do Ferreira.

O tema deste ano é “Iracema Meu Amor”. Serão homenageados o artista plástico Descartes Gadelha e o primeiro bloco de Pré-Carnaval de Fortaleza, o Periquito da Madame.

A cada fim de semana, equipes da Guarda Municipal e mais 294 policiais militares (PMs) distribuídos entre os polos comporão o esquema de segurança das festas.

Para coibir casos de assédio, a Prefeitura promete realizar ações educativas, contando com o apoio das Coordenadorias da Diversidade Sexual e da Mulher e do efetivo de segurança destacado para o Ciclo Carnavalesco.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) disponibilizará 120 agentes para controlar a circulação no entorno dos principais eventos, coibindo o estacionamento irregular e efetuando bloqueios provisórios (veja o mapa). O acesso de moradores e hóspedes será garantido, sendo recomendado apresentar comprovante de endereço aos agentes da AMC nos postos de bloqueio. Os veículos com passageiros com necessidades especiais terão acesso permitido para desembarque.

A partir das 15 horas de cada sábado, mais 15 ônibus reforçarão a frota até o final das festas. O entorno da Praia de Iracema, normalmente atendido por 23 linhas, terá mais cinco, saindo dos terminais de Antônio Bezerra, Messejana, Papicu, Parangaba e Siqueira. O itinerário dos ônibus será desviado de acordo com os bloqueios da AMC. O embarque e desembarque se concentrará nas avenidas Rui Barbosa e Monsenhor Tabosa (a partir da Ildefonso Albano) e nas ruas Pereira Filgueiras e Tenente Benévolo.

A limpeza dos polos será feita antes e depois dos eventos por uma equipe de 98 garis. Integrantes da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) e da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) também atuarão durante o Ciclo Carnavalesco.

Saiba mais

Polos do Ciclo Carnavalesco

– Praça do Ferreira

– Mercado dos Pinhões

– Mercado da Aerolândia

– Mocinha

– Aterrinho da Praia de Iracema

– Passeio Público

– Polo de Lazer Sargento Hermínio

– Largo Luís Assunção (ao lado do Centro Cultural Belchior)

– Benfica

– Monsenhor Tabosa

SERVIÇO

*Confira a programação do Ciclo Carnavalesco acessando bit.ly/programacaoprefortaleza 

(O POVO – Repórter Lívia Priscila)

(Foto – Divulgação)

O custo político da insegurança

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quinta-feira (11), pelo jornalista Demitri Túlio:

Qual será, mesmo, o peso dos índices da violência urbana nas eleições para o governo do Ceará, em 2018? A ladainha de que houve grandes investimentos em pessoal e estrutura não suporta as estatísticas negativas.

No ano passado, por exemplo, mais de 5 mil assassinatos foram registrados no território cearense. Além disso, o fator facções criminosas pesará no discurso de que o governo Camilo Santana sofre com crime organizado, principalmente na periferia.

A sorte do petista, ou talvez menos azar, é que os candidatos de oposição não conseguem formular projetos coletivos, críveis, de segurança social. E são personagens fracos ou desgastados.

Por falar em insegurança pública, até agora, a SSPDS não atualizou os números de seu site público. O mês de dezembro e o fechamento de 2017 permanecem uma incógnita e sujeito a especulações. Transparência pública, bom lembrar, é um direito.

Primeiro ataque em 2018 – Quadrilha cerca Ibaretama e explode banco

Em mais uma ação ousada dos chamados “cangaceiros modernos”, uma quadrilha de assaltantes cercou o município de Ibaretama, no Sertão do Ceará, na madrugada desta quinta-feira (11), e explodiu uma agência bancária, no primeiro assalto este ano no Estado, nesse tipo de crime.

Segundo a Polícia, o bando seguiu em direção a Quixadá e um grande cerco policial se encontra na região, mas, até o momento, nenhum suspeito foi preso ou identificado.

Correção – O grupo não conseguiu levar o dinheiro, de acordo com a polícia, descartando a primeira versão.

(Foto: Facebook de morador de Ibaretama)

“Nordestino” – Jornalista cearense é alvo da ignorância preconceituosa nas redes sociais

O jornalista cearense Bruno Formiga foi vítima de preconceito nas redes sociais por ser nordestino. Ao comentar sobre as polêmicas que envolvem o ex-presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, Bruno foi atacado por um perfil identificado como Juli Neiva no Facebook: “Um nordestino com sotaque autista de merd* falando de futebol”.

O perfil foi além com o ataque ao jornalista, e continuou: “É foda. Aí só sabe comer rapadura (…) na terra deles nem tem um time do Nordeste em destaque em nada (..) você não sabe de nada. Deixa isso para um paulista ou um carioca, seu comedor de buchada e sarapatel (…)”.

No Instagram, Bruno Formiga falou sobre o ataque e classificou como “comum”. “E por mais que se tente relevar, embrulha por dentro. Incomoda. Mas também me dá pena. Da ignorância, do ódio, do preconceito, do vazio”, escreveu o jornalista.

Ao O POVO Online, Bruno reforça que não foi a primeira fez que sofreu este tipo de ataque. “Comentários daquele tipo têm aos montes. Às vezes, não tão agressivos, não tão explícitos, relativamente comuns. No início era até pior, quando as pessoas conheciam pouco. O canal também estava crescendo, então o impacto era menor, mas era mais constante o estranhamento”, conta o jornalista.

O comentarista do Esporte Interativo afirma, ainda, que, após cinco anos, as pessoas já se acostumaram com o seu rosto, voz e suas análises. “Deu uma diminuída, mas ainda existe, porque hoje temos uma proporção maior”, afirma ele.

De acordo com Bruno Formiga, que já trabalhou na editoria de Esportes do
O POVO, o perfil que o atacou é fake.”Se eu quisesse levar isso para frente até daria. Só que assim, eu não tenho paciência e tem custo. O perfil é fake, daria um trabalho. Eu acho que expor assim dessa maneira já está bom”, responde ele, ao ser questionado se iria levar o caso à Justiça.

(O POVO Online / Repórter Walber Freitas)

Tasso indica Capitão Wagner para concorrer ao Governo

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) foi indicado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), em reunião no escritório do tucano na segunda-feira, 8, para ser o candidato da oposição ao Governo do Estado. A informação é do próprio Wagner. “Foi o Tasso mesmo que colocou meu nome, e foi apoiado por todos os presentes”, disse.

Também participaram do encontro o deputado federal Genecias Noronha (SD); o vice-prefeito em Maracanaú, Roberto Pessoa (PR); o conselheiro em disponibilidade Domingos Filho; e o atual e o ex-presidente estadual do PSDB, Francini Guedes e Luiz Pontes, respectivamente.

Os três últimos conversaram com O POVO e, mais cuidadosos, não confirmaram um convite do senador a Wagner, mas admitiram que seu nome foi destaque na conversa. Já a assessoria de imprensa de Tasso não quis comentar o assunto.

De acordo com Francini, Tasso pediu que fosse feita uma pesquisa “com uma nova metodologia” para avaliar as chances de Wagner e, após o dia 24 — quando o ex-presidente Lula (PT) será julgado —, será realizada outra reunião.

A possibilidade do senador disputar o Governo não foi, porém, totalmente descartada. Ao menos é o que garante Pontes, que diz que “ainda é possível”. Domingos Filho explica que Tasso “quer estimular novos nomes, mas não descartou definitivamente sua candidatura”.

Palanque nacional

Ainda há outros impasses, no entanto, que adiam a definição. O principal deles é o palanque nacional: enquanto o PSDB teria imposto a condição de apoio ao seu candidato à presidência da República, Wagner acredita que isso dificultaria sua campanha. “No bloco de oposição, nós temos partidos com diversos candidatos à presidência da República: o Henrique Meirelles, o (Geraldo) Alckmin, o (Jair) Bolsonaro. Está difícil encontrar um mecanismo para unir isso”, explica.

Ele diz que, sob essa condição, não aceitará o “convite”, e que o ideal seria um “palanque aberto” para permitir o apoio de mais siglas à sua candidatura. “Não sou um candidato kamikaze, quero disputar com chance de vitória. Já tenho um adversário do tamanho do Golias para enfrentar, com dificuldades financeiras e estruturais. Com essa condição (a candidatura) se torna inviável”, afirma.

Outra preocupação, compartilhada com a cúpula do PR, é a de ficar sem cargo eletivo caso não vença a disputa contra o governador Camilo Santana (PT). Após ter se fortalecido com a campanha à Prefeitura de Fortaleza em 2016, ele avalia que “ficar sem mandato pode diminuir essa força de hoje”.

(O POVO / Repórter Letícia Alces / Colaborou Daniel Duarte)

Esgotamento sanitário e uso indiscriminado dos recursos hídricos de Jijoca serão debatidos nesta quarta-feira

Problemas relacionados ao esgotamento sanitário e ao uso indiscriminado dos recursos hídricos do município de Jijoca de Jericoacoara serão levantados na tarde desta quarta-feira (10), a partir das 14 horas, no auditório da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce).

Integrantes da Agência e representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), do Ministério Público, da Secretaria das Cidades (Scidades), da Secretaria do Turismo (Setur), da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e da Prefeitura de Jijoca estarão presentes.

A iniciativa partiu do presidente do conselho diretor da Arce, Hélio Winston Leitão, que acatou sugestões apresentadas em encontro realizado em dezembro de 2017, no próprio município de Jericoacoara.

Segundo o dirigente da Arce, “os problemas relacionados ao município de Jericoacoara perpassam a competência das entidades relacionadas com o saneamento básico, envolvendo a necessidade de uma articulação interinstitucional”.

Nesse contexto, entre outros pontos, serão abordados: fiscalização das ligações de esgoto factíveis (tem a rede à disposição, mas não se interligam) e sem interligação (há ligação com caixa coletora, mas não há interligação alguma); fiscalização de poços irregulares; fiscalização das ligações não autorizadas à rede de esgoto; e investimentos em Jericoacoara no sistema de esgotamento sanitário.

(Arce / Foto: Arquivo)

Lei Eunício Oliveira é prorrogada até dezembro de 2018

Agricultores do Ceará e dos demais estados do Nordeste tiveram os benefícios da Lei Eunício Oliveira prorrogados até 27 de dezembro desta ano. Com isso, os agricultores terão mais tempo para renegociar suas dívidas junto ao Banco Nordeste.

Só no Ceará já foram regularizadas 41.738 operações, num valor de R$ 905,7 milhões. Cerca de 200 mil cearenses perderam suas economias por causa da seca nesses últimos anos.

A lei foi publicada no DOU desta quarta-feira (10).

(Foto: Arquivo)

Livro aborda técnicas de interrogatórios policiais e conduta comportamental

263 1

O delegado Carlos Alexandre, da Polícia Civil do Ceará, e o perito criminal Anderson Tamborim, da Polícia Civil de São Paulo, lançam na tarde da sexta-feira (12), na Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará (Adepol/CE), às 17h, o livro “Técnicas de Interrogatório”, que traz aplicações no contexto policial. Além do lançamento da obra, haverá um Workshop sobre o tema abordado na pesquisa.

Os autores acreditam que a base investigatória pode ser desenvolvida a partir de um interrogatório, para tanto, os pesquisadores se utilizam de técnicas essenciais que apontam com precisão a autoria de delitos praticados na sociedade.

O livro expõem detalhes de uma visão mais ampla das ações policiais e aspectos técnicos da investigação da conduta comportamental. A obra também traz informações valiosas para aqueles que desejam conhecer os bastidores das técnicas de interrogatórios mais modernas utilizadas por forças policiais no Brasil e no Mundo.

Parque na Barra do Ceará?

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (10), pelo jornalista Demitri Túlio:

O mangue do rio Ceará seria salvo da degradação ambiental se ali fosse criado um Parque Ecológico?

A existência de uma Área de Proteção Ambiental (APA), gerida pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), não tem sido obstáculo para conter a destruição do manguezal e invasões. Além de equipamentos comerciais e estaleiros irregulares, há assentamentos precários fincados na lama. Como a miserável favela do Parque Leblon 2.

Em 2015, o deputado estadual Walter Cavalcante (PP) apresentou um projeto de Lei propondo a criação do Parque. Até hoje, não seguiu para a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia e a Procuradoria da Casa teria avaliado que a competência da proposta seria do Executivo. Há também o receio de que as comunidades tradicionais sejam expulsas. A única certeza é que a APA não pode continuar sendo degrada por omissão do poder público.

Santa Casa de Fortaleza vai encerrar atividades de pronto atendimento

O pronto atendimento da Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza irá encerrar as atividades a partir da próxima terça-feira, 16. Os recursos usados no setor serão remanejados para a criação de 73 novos leitos de retaguarda, que irão complementar as redes da Saúde do Estado e do Município.

Provedor da Santa Casa, Luiz Nogueira Marques esclareceu informações repassadas pelo Sindicato dos Médicos do Ceará. Inicialmente, a associação divulgou que, a partir da próxima segunda-feira, 16, os pacientes que procurassem a Emergência seriam direcionados às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). O motivo seria falta de recursos financeiros.

Conforme Marques, houve uma reestruturação na instituição e os recursos investidos no pronto atendimento foram remanejados para criar novos leitos de retaguarda. “A Santa Casa não tem emergência, tem pronto atendimento. E ele não é resolutivo: não atendemos traumatologia, pneumologia, neurologia, AVC e várias outras patologias”, ressaltou.

Transferência de recursos

Apesar do impasse sobre o nome do setor, a assistência emergencial deixa de ser ofertada na unidade de saúde a partir da próxima terça-feira. “Transferimos os recursos para um setor mais útil ao Estado e ao Município. E vamos atender muito mais pacientes que aguardavam atendimento emergencial de internação”, explicou.

Segundo o provedor, a instituição oferta cerca de 50 leitos de retaguarda. Esse tipo de recurso é utilizado para internação de pacientes de complexidade intermediária, com quadro clínico avaliado como estável, sem risco de morte, mas sem possibilidade de alta imediata. Com o redirecionamento da verba, a unidade passa a ter mais 73 leitos.

“A população não tem de ficar assustada e receosa, é muito mais lógico buscar emergência próximo de casa, onde tem uma UPA, Frotinha, Gonzaguinha, Hospital Geral, que atende todo tipo de patologia. Aqui, só transferimos”, disse Marques. De acordo com ele, há mais de um ano a mudança é discutida com as secretarias da Saúde do Estado e do Município. “Estamos dando logicidade a uma coisa que já vinha há muito tempo sendo discutido. E vamos oferecer mais qualidade do que podíamos dar”, disse.

Após os esclarecimentos do provedor, O POVO Online entrou em contato com o Sindicato dos Médicos, mas as chamadas não foram atendidas.

(POVO Online – Repórter Igor Cavalcante)

J. Lindemberg retratava assuntos regionais do Cariri, diz Audic Mota em homenagem a jornalista

298 1

Para o deputado estadual Audic Mota (PMDB), o jornalista e escritor João Lindemberg de Aquino retratava assuntos regionais do Cariri, preservando assim a memória e cultura do local. A observação do parlamentar é uma homenagem ao falecimento do jornalista, aos 84 anos, esta semana, que sofria princípio de Alzheimer.

“De luto está a imprensa do Cariri e do Ceará. Renomado intelectual, J. Lindemberg nos deixa expressivo legado como homem de comunicação e pesquisador da memória e dos assuntos regionais”, afirmou Audic Mota, em nota de pesar.

O livro “Roteiro Biográfico das Ruas do Crato”, de autoria do jornalista, se tornou importante fonte de pesquisas e estudos da região.

Ciro ganha versão do filme “Eu Sou a Lenda” nas redes sociais

577 1

O ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT ao Palácio do Planalto, ganhou esta semana uma versão do filme “Eu Sou a Lenda”, que arrebatou bilheterias nos cinemas há 10 anos, estrelado pelo ator norte-americano Will Smith.

Na versão original, o virologista Robert Neville (Will Smith) luta contra um vírus que transforma pessoas em mutantes.

Na versão Ciro Gomes, o “herói cearense” luta contra o vírus da corrupção que há 34 anos se alastra pelo Brasil. Luta que se inicia quando Ciro é eleito deputado estadual.

Enquanto a nova versão do “Eu Sou a Lenda” não estreia, Ciro Gomes trabalha o elenco. Enquanto Will Smith contracena com a brasileira Alice Braga, Ciro espera também contracenar com uma “heroína”, no caso a deputada estadual gaúcha Manuela d’Ávila, do PCdoB. A deputada, no entanto, contradiz a informação na imprensa, ao afirmar que não será vice de nenhuma candidatura, ao se referir a uma possível chapa com Lula.

Para o elenco coadjuvante, Ciro aguarda aceno do PSB. Ainda este mês, o pré-candidato do PDT estaria com agenda em Pernambuco, entre os dias 15 a 22. No Estado, os dois partidos mantêm aliança. O PDT apoia ao Senado o ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz.

Enquanto isso, outros filmes também prometem estrear este ano para todos os gostos. Entre os principais estão “Será Que Ele É (candidato)?”, estrelado por Lula; “O Senhor das Armas”, por Bolsonaro; “Déjà Vu”, por Alckmin; “Inimigo Meu”, por Henrique Meirelles; e há até quem não descarte a reprise “Ghost”, por Dilma.

Servidores do Ceará reclamam do descaso do Bradesco na antecipação do 13º salário

Servidores do Ceará já estão antecipando parte do 13º salário, conforme a prática dos bancos para uma menor taxa de juros. À exceção são os clientes do Bradesco, que ainda aguardam por uma autorização da sede em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo.

A reclamação do descaso do banco parte dos próprios servidores do Estado, que ressaltam que o Ceará é um dos poucos governos no Brasil que pagam o funcionalismo em dia, o que deveria servir de garantia para a liberação do crédito.

(Foto: Arquivo)

Chove forte em Fortaleza e Região Metropolitana

Uma forte chuva caiu no fim da manhã desta terça-feira (9) em Fortaleza e Região Metropolitana. A população foi surpreendida pelos fortes trovões na saída do trabalho, mas o trânsito não apresentou muitos congestionamentos.

Em Caucaia, o mar ficou agitado e proprietários de barracas na Praia do Icaraí ficaram apreensivos com a força das ondas. O local se encontra deteriorado em algumas faixas da praia, diante do avanço do mar nos últimos anos.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) prevê tempo nublado para esta tarde, com máxima de 32°C e mínima de 25°C. Segundo o órgão, a chuva somente deverá voltar na quinta-feira (11), durante a madrugada.

Chove em 42 municípios do Ceará nesta terça-feira

Entre a madrugada e a manhã desta terça-feira (9), houve precipitações em 42 municípios do Ceará, segundo dados atualizados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Os maiores índices de chuva foram registrados em Beberibe (60 milímetros), Lavras de Mangabeira (30 milímetros) e Fortim (28 milímetros).

O posto pluviométrico da Capital localizado no bairro água fria, registrou precipitação de 3,2 milímetros. Confira os municípios do Ceará com maiores chuvas nesta terça-feira:

Beberibe (60 mm), Lavras Da Mangabeira (30 mm), Fortim (28 mm), Pereiro (24 mm), Iracema (18 mm), Ererê (18 mm), Itaiçaba (18 mm) e Redenção (16,4 mm).

(O POVO Online)

Bloco Glitter anuncia: está fora do Pré-Carnaval

Além da animação de mais de 4 mil pessoas, segundo estimativa da organização, a festa do bloco Glitter, no último sábado, 6, no Mercado dos Pinhões, foi marcada por problemas como obstrução do trânsito, sujeira nas ruas e relatos de tumultos, assaltos e assédios. Depois de reunião com a Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor), a organização do bloco resolveu cancelar seus próximos eventos, que fariam parte da programação oficial do Ciclo Carnavalesco.

“A gente acha que eles são importantes, mas eles tomaram a decisão de encerrar”, explicou a coordenadora da Ação Cultural da Secultfor, Norma Paula.

O motivo, segundo Zé Filho, um dos organizadores do Glitter, vai além das questões estruturais. “O cancelamento não foi só por conta de falta de recursos, foram as pessoas”. Ele explica que, depois do ocorrido no último sábado, a organização temia ser responsabilizada por alguma fatalidade que viesse a acontecer. “Por mais que exista apoio, quando isso acontecesse ia cair contra a gente. Uma mãe veio falar que o filho foi assaltado no Glitter e não tenho como responder a isso”.

“É um bloco que prega a diversidade e o combate à intolerância. E eles viram uma outra face: existe sim a intolerância, existe sim o machismo”, pondera Norma Paula.

Zé Filho afirma que desde 28 de outubro de 2017 a equipe de organização protocolou os ofícios de pedidos de policiamento, orientação de trânsito e limpeza para atender as demandas do Mercado dos Pinhões. “O evento surgiu com um Carnaval de rua para modificar as relações das pessoas com a Cidade, causar encontros, mas criou uma proporção gigantesca e nos faltou apoio público”, reclamou.

Conforme a Secultfor, no entanto, a festa realizada pelo Glitter no último sábado não integra o Ciclo Carnavalesco 2018 promovido pela Prefeitura. Somente a partir da segunda festa, no próximo sábado, 13, as demandas de estrutura, banheiros químicos, segurança e policiamento, seriam atendidas como previsto no calendário oficial.

Impactos

A falta de operação de trânsito resultou em ruas “interditadas” pela multidão, relatam moradores das proximidades. José Garcia, 54, conta que mesmo de bicicleta foi difícil chegar ao prédio em que trabalha, na rua Gonçalves Lêdo. Para quem estava de carro na via durante a festa, “era mais de uma hora para passar um quarteirão”, conta Oséas Cavalcante, 54, que mora em frente ao mercado.

A insuficiência de banheiros químicos também foi problema. “As pessoas estavam fazendo xixi nas calçadas”, relata a aposentada Vilma Costa Lima, 82, que mora há mais de 15 anos ao lado do equipamento. “Não tinha espaço para andar, dançar ou até mesmo respirar”, relata a foliã Bárbara Tomaz, estudante de Engenharia Civil.

Zé Filho comenta que, mesmo se tivessem recebido todo o aparato público, os resultados seriam os mesmos. “Existiu furto? Existiu. Existiu assédio? Existiu. Mas isso acontece em toda Fortaleza. A toda hora uma mulher é morta, existe homofobia e a gente queria ser um Carnaval de resistência e diversidade, mas vimos que não dá mais”.

De acordo com a assessoria da Polícia Militar de Fortaleza, a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) registrou ocorrências de roubos e furtos e realizou prisões por porte ilegal de arma e consumo de entorpecentes.

DETALHE – Érico Firmo analisa: Mais um bloco de Carnaval acaba porque faz sucesso demais. Leia em bit.ly/glitteracaba

(O POVO Online/Foto -Mateus Dantas)