Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Criação de curso de Design Gráfico na Arquitetura gera surpresa para professor da Comunicação Social

186 2

Sobre a criação do curso de Design Gráfico que o Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Ceará vai implantar ano que vem – aqui postamos, o professor Luís-Sérgio Santos, que é da área de Planejamento Gráfico do Curso de Comunicação Social da mesma UFC, estranhou. Deixou o seguinte comentário, em tom de surpresa e crítica:

“O curso de Design Gráfico da UFC vai funcionar no Departamento de Arquitetura? Está na hora dos Cursos de Publicidade e Propaganda e de Jornalismo lançarem um curso de Decoração de Interiores.”

A Avenida do Bandeiraço

176 1

Quem passou nesta tarde pela avenida 13 de Maio, mais precisamente entre a reitoria da UFC e o Shopping Benfica, nos cruzamentos dessa via com as avenidas da Universidade e Carapinima, constatou um bom empate eleitoral. Dessa vez entre os militantes dos candidatos a governador Cid Gomes (PSB) e Lúcio Alcântara.

O clima de bandeiraço chamou a atenção de populares e ainda ocorre sem ofensas. Há também militantes com bandeiras do candidato a senador Alexandre Pereira, do PPS.

Hapvida entre as maiores do ranking da Agência Nacional de Saúde Suplementar

Cândido Júnior e Jorge Lima.

Saiu o Índice de Desempenho de Saúde Suplementar (IDSS), da Agência Nacional de Saúde Suplementar e que diz respeito ao exercício 2009. Segundo os dados, a cearense Hapvida figura entre as maiores operadoras nacionais, no segmento médico-hospitalar, que alcançaram as melhores notas. Apenas 25,2 % das empresas do ramo avaliadas conseguiram essa avaliação, que somam 30 indicadores.

A informação chegou nesta terça-feira à mesa dos irmãos Jorge e Cândidoi Júnior, dirigentes do grupo Hapvida que, por sinal, são destaque na edicão da revista IstoÉ Dinheiro deste mês. A reportagem está com o título “Eles vendem saúde no Nordeste”.

Médicos residentes em greve debaterão a situação da categoria na Assembleia Legislativa

Com o objetivo de discutir a valorização da atividade de residência médica no Ceará, a Assembleia Legislativa promoverá nesta quinta-feira, às 14h30min, uma audiência pública. Os residentes decretaram greve, de caráter nacional, no último dia 16 e, entre as principais reivindicações, estão o reajuste de 38,7% da bolsa-auxílio e o adicional de insalubridade.

No Ceará, a categoria é representada por cerca de 500 médicos, que atuam nos hospitais públicos de Fortaleza e ainda em Sobral e Região do Cariri.  A audiência foi solicitada pelo deputado João Ananias. Segundo o presidente da Associação dos Médicos Residentes do Ceará, Felipe Távora Sydrião,  a greve nunca é a melhor solução, principalmente em se tratando de saúde pública, mas  a remuneração que a categoria recebe  está defasada.

MPE recomenda órgãos de trânsito a fiscalizarem abusos da propaganda eleitoral

“O Ministério Público Eleitoral no Ceará encaminha recomendação à Polícia Rodoviária Federal, ao Departamento Estadual de Trânsito do Ceará – Detran/CE, à Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania de Fortaleza- AMC e à Polícia Militar do Estado do Ceará para que façam a fiscalização, a aplicação de multa e a apreensão de veículos irregulares, em todos os que no momento da divulgação da propaganda eleitoral estão, visivelmente, cometendo infração às normas de trânsito.

Uma dessas irregularidades é a alteração da cor do automóvel, que somente é possível após registro, com estudo de cada caso, por parte do órgão competente. E o risco latente ao tráfego é consequência da pouca visibilidade do condutor ao utilizar o veículo, totalmente, pintado.

Os procuradores Regionais Eleitorais Auxiliares Nilce Cunha Rodrigues e Márcio Andrade Torres identificaram veículos com pinturas, com adesivos, legendas e símbolos de caráter publicitário, tudo que atrapalha a visibilidade dos condutores. Nesse caso, o MPE cita o Código de Trânsito Brasileiro, no artigo111, onde esta prática é proibida.

Para reforçar o risco iminente à população, no artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, há expresso que constitui infração grave de trânsito, sujeita à aplicação de multa e retenção do veículo para regularização, conduzir o veículo com vidros total ou parcialmente cobertos por películas refletivas ou não, painéis decorativos ou pinturas.”

(Site do MPF-CE)

Justiça do Ceará manda Coca-Cola indenizar cliente

“O titular da 28ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, juiz Váldsen da Silva Alves Pereira, condenou a Norsa Refrigerantes Ltda. – Coca-Cola – ao pagamento de indenização por danos morais e materiais de R$ 15 mil aos clientes J.C.A.P. e J.G.S.. A decisão, proferida no dia 10 de agosto, foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico da última quinta-feira. Consta nos autos (nº 2000.0007.5380-7) que, no dia 4 de março de 2006, J.C.A.P. e J.G.S. estavam oferecendo uma feijoada de inauguração do restaurante de propriedade de J.C.A.P. Durante a festa, alguns clientes reclamaram que o refrigerante servido apresentava pequenos pedaços de vidro e passaram a se retirar do local. Os autores da ação julgam que o fato pode ter afetado a credibilidade do empreendimento. Por isso, pediram indenização por danos morais e materiais, alegando que o produto já teria vindo de fábrica com o defeito relatado.

Na contestação, a empresa negou que tenha culpa pelo acontecido e pediu a improcedência da ação. Na decisão, o juiz Váldsen da Silva Alves Pereira considerou que o pedido de improcedência feito pela empresa não pode prosperar, por tratar-se de relação de consumo entre as partes. Reforçou que o laudo pericial realizado na garrafa de refrigerante constatou a existência de vidro misturado ao líquido, o que poderia colocar em risco a saúde de quem o consumisse.

Diante disso, “pelo conjunto probatório trazido aos autos, restou provada a culpa da promovida no evento danoso ocorrido no interior do restaurante”. O magistrado condenou a empresa ao pagamento de indenização de R$ 15 mil por danos morais e materiais, além das custas processuais e honorários advocatícios.”

(Site do TJ-CE)

Comissão de Comércio exterior da Fiec vai comemorar 10 anos de atividades

A Comissão de Comércio Exterior (CCE) vai comemorar nesta quarta-feira, a partir das 9 horas, na sede da Federação das Indústrias do Estado (Fiec), 10 anos de atividades. Formada por nove instituições (Aprece, BB, BNB, ECT, Faec, Fiec, Governo do Estado – Adece/Nutec/STDS; Instituto Agropolos, e Sebrae) promoveu, ao longo dess período, várias iniciativas em favor dos exportadores cearenses.

No momento, tramita na Coordenadoria-Geral do Sistema Aduaneiro (Coana), com o acompanhamento dessa Comissão, o projeto Exporta + Marítimo, que pretende a simplificação das exportações por meio do modal marítimo. Pelo projeto, o objetivo é realizar embarques sem limitação de peso ou volume para a carga a ser exportada ao amparo de Declaração Simplificada de Exportação (DSE) para operações com valores até US$ 50.000 ou equivalente em outras moedas, por cada operação.

A sistemática da exportação simplificada trata-se de um conjunto de serviços que oferece facilidades para empresas e pessoas físicas (artesãos, agricultores e profissionais autônomos) que desejam exportar seus produtos de maneira mais simples no que diz respeito à burocracia. Nesse sentido, a pessoa física ou jurídica contrata a logística de sua mercadoria até o país-destino e os operadores cuidam do registro da operação no Sistema de Comércio Exterior (Siscomex) da Receita Federal. Tudo sem custos adicionais ou burocracia. O processo simplificado é registrado pela DSE, que pode ser obtida por meio da empresa operadora de logística (Correios, por exemplo).

(Com Portal Fiec)

TRE lança campanha em favor do eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Luís Gerardo Brígido, lançará, no próximo dia 31, uma campanha de cadastramento dos eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida. O objetivo é identificar todos os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida, com o proposito de garantir-lhe acessibilidade no dia da votação.

O lançamento da campanha ocorrerá a partir das 9h30min, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas, e terá a participação da defensora-pública geral do Estado, Francilene Gomes. O Ceará é o Estado com maior número de eleitores com deficiência, segundo últimos dados.

UFC terá bacharelado em Design

333 5
Em sessão no Conselho do Centro de Tecnologia da UFC, foi aprovado, por unanimidade o Projeto Político e Pedagógico do curso de Design – Bacharelado em Design do Produto e Design Gráfico para essa Instituição. O processo, que segue para referendo junto ao Conselho Universitário (Consuni) e sanção do reitor Jesualdo Farias, incorporará ainda o apoio formal de diversos departamento do Centro de Tecnologia.

O curso funcionará, partir de 2011, junto às instalações do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (Campus do Benfica). A equipe permanente do PPP DESIGN é composta do professores Alexia Carvalho Brasil, Daniel Cardoso, Marcia Cavalcante, Romeu Duarte e Zilsa Santiago, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo/CT/ UFC, e tem o apoio do conjunto do quadro docente daquela unidade.

(Site da UFC)

Projeto Vira Vida – Jair Meneghelli dará aula inaugural em Fortaleza

Com a presença do presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneghelli, será realizada nesta terça-feira, a partir das 16 horas, no Núcleo de Negócios do SESI (Bairro Parangaba), a aula inaugural de três novas turmas do Projeto ViraVida em Fortaleza.  São elas: Gastronomia (em parceria com Senac –  23 alunos); Costura Industrial em Jeans (em parceria com SENAI Parangaba – 32 alunos – modalidade Aprendizagem, com a empresa Guararapes) e Costura Industrial em Tecido Plano e Malha (também em parceria com SENAI Parangaba – 17 alunos –  modalidade Qualificação). No total, são 72 novos alunos. A solenidade contará com a presença do presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneguelli.

O ViraVida foi lançado em 2008 pelo Conselho Nacional do SESI sob o nome de Projeto de Profissionalização para o Enfrentamento da Exploração Sexual e Comercial de Adolescentes. A iniciativa é uma resposta às estatísticas de exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. O projeto-piloto iniciou sua aplicação no Ceará em junho de 2008, sob a coordenação do SESI/CE. Além de receberem qualificação profissional e educação integrada, os alunos contam com uma bolsa mensal no valor de R$ 500 e intermediação para inserção no mercado de trabalho. O programa contempla ainda formação em empreendedorismo e cooperativismo,  bem como atendimento psicossocial e apoio às famílias. No Ceará, o ViraVida já formou 158 jovens.

Polo de Lazer da Parangaba vira rampa a céu aberto

338 1

Eis a situação do Polo de Lazer da Parangaba, em Fortaleza, sempre nas segundas-feiras. É que no local funciona uma feirinha de tudo e de todos. O resultado é muito lixo espalhado por tudo que é canto até o meio-dia.

A Prefeitura, que eu saiba, prometeu num belo dia reordenar o local. Pelo visto, mais uma promessa.

(Foto –  Marcos Almeida)

PGJ tem novo assessor de comunicação

O jornalista Pádua Martins, que era da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado, acaba de assumir como assessor de Comunicação da Procuradoria Geral de Justiça. Helena Demes, então titular, foi deslocada para a área de Cerimonial do órgão.

Pádua, inclusive, foi companheiro nosso no O POVO onde, entre várias funções, respondeu pela chefia da então Editoria de Política, hoje Conjuntura.

Bola sorte!

Fiec – Posse formal de Roberto Macedo será em setembro

Reeleito presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Roberto Macedo marcou para o dia 20 de setembro a sua posse formal. O ato ocorrerá na cobetura da federação com a participação dos novos diretores. Roberto foi reeleito na última semana, após derrotar o oposicionista Orlando Siqueira

Já a posse festiva, segundo adiantou, só depois das eleições. Ele espera que Armando Monteiro, licenciado do comando da Confederação Nacional da Indústria, seja eleito senador por Pernambuco e aqui esteve, portando, em clima de festa dobrada.

Petista participa de ato pró-Marina Silva em Brasília

O presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, na condição de sindicalista, vai participar, nesta terça-feira, em Brasília, do lançamento de um manifesto da classe trabalhadora em favor da candidatura de Marina Silva, do Partido Verde. Pontes, ex-vereador do PT, diz que apoia a postulante do PV, por ela representar ideologicamente as bandeiras defendidas pelos petistas.

“Sou do PT, mas voto em Marina Silva. Ela reúne as qualidades que o PT sempre defendeu para administrar o País”, explica o dirigente sindical, ressalvando que sua participação no ato não é na condição de presidente do Simec.

Pontes adiantou que votará em Cid Gomes (PSB) para governador e, em matéria de Senado, respaldará José Pimentel (PT) e Polô, este ex-petista e hoje candidato pelo PV. Sobre a disputa para o Senado, ele disse não ter dúvidas de que uma das vagas já está resolvida: “Será do tucano Tasso Jereissati. É por isso que voto em Pimentel. Quero que ele ganhe a outra vaga. A briga com o Eunício Oliveira (PMDB) não é fácil, mas dá para superar as dificuldades”, complementou o petista.

Cid promete ampliar ISSEC no Interior

O govenador Cid Gomes (PSB) assumiu compromisso, nessa noite de segunda-feira: se reeleito, vai instalar três unidades do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado (ISSEC) no interior do Estado no próximo governo. Essas unidades atenderão antigo desejo dos servidores que têm que se deslocar até Fortaleza para gozar dos benefícios e assistência do ISSEC, antigo IPEC.

O anúncio ocorreu durante plenária de Cid Gomes com os profissionais da área e educadores. A medida atingirá todos os servidores do Estado.

Praga de muriçocas prejudica moradores do entorno do Fórum Clóvis Beviláqua

326 2

Moradores do entorno do Fórum Clóvis Beviláqua, no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza,  estão apelando a tudo e a todos contra praga de muriçocas que atinge a área. Segundo algumas lideranças, há um córrego próximo ao fórum e também ao Super Família que está sujo há muito tempo e nada de a Prefeitura resolver o problema.

Eles apelam por alguma providência. Prometem, inclusive, fazer ato de protesto próximo ao fórum.

TRE libera candidatura antes barrada pelo "Ficha Limpa"

“O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) reverteu o primeiro caso de indeferimento com base na Lei da Ficha Limpa do Estado. Durante a sessão de ontem, o pleno da Casa acolheu recurso apresentado pelo candidato à reeleição, deputado estadual, Neném Coelho (PSDB).

O deputado teve as contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), do período em que foi prefeito de Novo Oriente. No entanto, o TCM anulou a decisão, que havia fundamentado o indeferimento da candidatura. Também ontem, outros dois recursos apresentados por candidatos barrados em função da lei da Ficha Limpa foram rejeitados. Foram os casos dos candidatos a deputado estadual, Luiz Ximenes Filho (DEM) e José João Alves (PTN).

Ximenes, ex-prefeito de Canindé, teve as contas desaprovadas pelo TCM e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e Alves teve as contas desaprovadas pelo TCM.

Mesmo 19 dias após a data estabelecida pela Legislação Eleitoral, 5 de agosto, o TRE-CE segue julgando os registros de candidaturas. Restam 11 casos para serem apreciados.

Ainda ontem, foram deferidas as candidaturas de Soraya Tupinambá (Psol), ao Governo, e de Alexandre Pereira (PPS), ao Senado. Até agora foram apresentados 115 recursos contra decisões da Corte.”

(O POVO)

TCM ganha prêmio por criar portal da transparência

“O Prêmio Ceará de Cidadania Eletrônica 2010, promovido pelo Governo do Estado, foi vencido mais uma vez pelo Tribunal de Contas dos Municíios (TCM) na categoria Inovação. O projeto vencedor foi o “Dados Abertos”, que tem como ponto forte uma aposta avançada na transparência pública. A partir de um serviço na internet, que pode ser encontrado no endereço www.tcm.ce.gov.br, as pessoas têm acesso direto aos dados de prestação de contas dos municípios cearenses, permitindo que o próprio interessado faça análises, tire suas próprias conclusões e crie aplicativos.

Tudo está lá, em linguagem simples e objetiva, assegurando à sociedade a oportunidade de conhecer, sem intermediários, os atos praticados pelos administradores municipais, vendo o que estão fazendo com o dinheiro de nossos impostos.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Empresário receberá Medalha Boticário Ferreira

445 1

 O empresário Mário Feitoza de Carvalho Freitas (Grupo MCF) vai receber na próxima quinta-feira, às 19h30min, na Câmara Municipal de Fortaleza, a Medalha Boticário Ferreira). A iniciativa é do vereador Carlos Mesquita (PMDB). Mário, natural de Tauá (Região dos Inhamuns).

Mário começou sua trajetória profissional pelo convênio Eletrobrás-Kellogg-OCB-Incra, onde permaneceu até 1978. No final desse mesmo ano, entrou no Banco Mercantil do Ceará (BMC), depois Banco Mercantil de Crédito. Em 1992, Mário Feitoza passou a integrar a equipe executiva do Banco Mercantil de Pernambuco, onde ficou até 1995.

O executivo criou em 1987 a marca Fomento Comercial, que depois se transformou em MCF Factoring. Atualmente, o grupo é formado por nove empresas: MCF Consultoria Empresarial, MCF Correspondente Bancário, MCF Tecnologia, MCF Promotora (Facility), Agropecuária MCF, MCF Corretora de Seguros, Telli Telecomunicações, DWI Estrutura de Negócios e Correspondente Bancário Kommo, sendo as três últimas sediadas em São Paulo.

DPVAT – Auditorias evitam desvio de R$ 17,5 milhões

“As fraudes comprovadas contra o seguro DPVAT, no ano passado, poderiam ter causado um prejuízo de R$ 17,5 milhões aos bolsos de brasileiros proprietários de carros ou outro veículo automotor de via terrestre. A soma, que equivale ao valor médio de um sena acumulada, foi calculada pelo engenheiro Ricardo de Sá Acatauassu Xavier, 52, diretor-presidente da Seguradora Líder – consórcio responsável pela liberação de indenizações para vítimas de acidentes de trânsito no Brasil.

De acordo com Ricardo Xavier, a Líder só conseguiu evitar o pagamento dos R$ 17,5 milhões graças às sindicâncias encomendadas em todo o País. Mas isso não quer dizer que o prejuízo chegaria apenas a esse valor. Nem todos os casos suspeitos são detectados a tempo. E há também despesas para o Estado quando a rede de fraudadores aciona de má-fé a Justiça.

Para tentar coibir a ação de pessoas ou quadrilhas atuantes em todo o País, Ricardo Xavier aposta na formação de um banco de dados capaz de gerar informações sobre nomes de criminosos e as práticas mais comuns aplicadas, principalmente, no interior brasileiro.

Porém, mais importante do que informações sistematizadas e realização de sindicâncias é o contribuinte se apropriar do seguro obrigatório. Pago, para quem não lembra, anualmente na mesma época do licenciamento do carro. Leia a seguir entrevista com Ricardo Xavier.

O POVO – Qual a estratégia que está sendo montada para evitar fraude contra o DPVAT?

Ricardo Xavier – Estamos criando uma estrutura de banco de dados. Todas aquelas situações suspeitas vamos armazenando e criando elementos. Por exemplo: procuramos avaliar onde há uma frequência fora do normal, procuramos avaliar elementos que não são muito consistentes. Quer dizer: há de se suspeitar da pessoa que faz uma ocorrência (boletim de ocorrência policial) com mais de um ano após o acidente.

OP – Como os casos de Santa Quitéria, revelados pelo O POVO?

Ricardo Xavier – Exato. Mas não necessariamente em casos assim você verifica ocorrência de fraude. Mas eventualmente há um dado que chama a atenção. E aí procuramos buscar mais elementos. Se a pessoa estiver de fato envolvida no acidente, ele tem como trazer. Por exemplo, se a pessoa se acidentou e ficou inválida, de um modo geral, ela passou por um atendimento médico. Pede-se elementos complementares (informações) que possam comprovar que há uma lógica no processo de formação daquela lesão.

OP – Mas o que está sendo feito para prevenir a fraude?

Ricardo Xavier – O que a gente pode fazer de prevenção é isso. É na hora de receber um pedido de indenização tentar identificar se existem indícios de fraudes. Quando há indícios, a gente procura averiguar. Se achamos elementos concretos, encaminhamos ao Ministério Público. Achamos que esse é um dever que temos como administradores do seguro DPVAT, de proteger a sociedade. Porque quando você paga indenização a um fraudador está aumentando o preço do seguro. Como consequência disso, quanto mais fraudes houver, mais vai aumentar o preço do seguro um dia. E quem vai pagar é a sociedade.

OP – Por que há tantas portas para as fraudes contra o DPVAT?

Ricardo Xavier – O seguro DPVAT foi criado por uma lei com cunho social tão forte, que tem uma simplicidade no processo (de liberação). Completamente diferente de um seguro de vida, de acidentes pessoais, que você exige um volume enorme de documentos, o seguro DPVAT é muito fácil de ser recebido. É assim para facilitar a vida do cidadão. E ao criar facilidades para o recebimento também se permite a fragilidade. Como são poucos os documentos, são poucas as exigências, fica exposto à possibilidade de fraude. Ai, infelizmente, ao longo do tempo, vão se desenvolvendo verdadeiras indústrias em torno do seguro DPVAT . Primeiro começa através de agentes captadores. Muitas vezes o captador não é um fraudador. É uma pessoa que está simplesmente fazendo a ligação entre o interessado, a vítima e o seguro. Só que eles começam assim, daqui a pouco aumenta a comissão que ele quer, depois não está mais conseguindo vítimas e passa a fabricar vítimas. Infelizmente a escalada é assim.

OP – No banco de dados que vocês estão criando há, por exemplo, o nome do fraudador que atuou em determinado ano e depois volta a cometer a fraude anos depois?

Ricardo Xavier – Quando, por acaso, temos os nomes dos indivíduos que praticaram fraude guardamos o cadastro com o registro sim. Até porque, futuramente, se por acaso a gente encontrar algum fato concreto, vamos mandar para o Ministério Público.

OP – Quantas auditorias vocês já realizaram?

Ricardo Xavier – Na verdade, temos vários escritórios pelo País que fazem esse trabalho de juntar elementos diante do que nós apresentamos a eles. Material suficiente para oferecer uma denúncia, quando há elementos suficientes é óbvio. Não estamos querendo confundir o cidadão correto, honesto. Temos a obrigação e a missão de pagar indenização a todo mundo que for vítima de acidente de trânsito. E gostamos de pagar diretamente a vítima, não a intermediários. Por isso que, hoje, só pagamos direto por crédito em conta.

OP – O seguro DPVAT ou seguro obrigatório parece distante da população. Isso contribui para a ação de fraudadores?

Ricardo Xavier – Não tenha dúvida. Por isso estamos cada vez mais intensificando campanhas de esclarecimento. Fizemos uma campanha grande. Começou em novembro e terminou em março deste ano. Agora estamos iniciando uma nova agora nesse mês. O problema é que muitas vezes a gente coloca cartazes, por exemplo, em hospitais, IMLs, às vezes até em funerárias, mas o indivíduo que faz o papel de atravessador vai lá e arranca. Ele não tem interesse de que a população tenha acesso à informação. Por isso é importante que os meios de comunicação divulguem porque estão prestando um serviço público. Temos atuado com assembleias legislativas de alguns estados para que se estabeleça, como obrigação dos hospitais, delegacias, dos IMLs, colocar cartazes com informação sobre DPVAT.

OP – No decorrer da série de matérias do O POVO, recebemos e-mails de pessoas que apontam certa dificuldade para poder dar entrada no seguro. Nem mesmo há como saber quais seguradoras são idôneas?

Ricardo Xavier – No nosso site (www.dpvatseguro.com.br) tem todos os pontos de atendimento oficiais no País que a pessoa pode dar entrada. Se, por acaso, em alguns desses locais, tiver sendo feita alguma cobrança para dar entrada, peço, por favor, que denunciem. Avisem, precisamos saber. Como são muitos pontos de atendimento em todo o Brasil, a gente às vezes não tem o controle de saber se alguém lá dentro fazendo uma prática danosa. É muito importante, toda vez que acontecer uma situação que haja um desvio, que a gente seja informado para poder atuar.

OP – Qual o prejuízo causado por fraudes no seguro DPVAT ano passado e esse ano?

Ricardo Xavier – É muito difícil saber. Na verdade você tem a suspeita de fraude, mas comprovar é muito difícil. Eu seria leviano dizer que representa tantos milhões. Mas a questão é o seguinte: o volume de tentativas de fraude é muito grande. Muitas vezes nós constatamos e interrompemos o processo. Mas mesmo esses, se nós não comprovamos, acabamos pagando. A gente parte do princípio de que todo o mundo é honesto.

OP – Essas suspeitas e comprovações têm se mantido ou oscilado nos últimos anos?

Ricardo Xavier – Não diria que estão crescendo. Diria que estamos ficando mais eficientes. Estamos atuando com mais precisão. Mas os meios de comunicação, ultimamente, têm nos ajudando muito. Por que o que acontece? De um modo geral, a fraude tem uma pessoa má intencionada por trás, tem o dolo. Mas ela acaba envolvendo o agente, a pessoa comum, honesta, que não tem percepção de que o que está acontecendo ali é um crime.

OP – Que leitura o senhor faz dos números que apontam o Ceará como líder no número de fraudes no País entre 2003 e julho de 2008?

Ricardo Xavier – A leitura que faço é que não é uma questão de regionalidade. Por acaso, no Ceará, em determinado momento apareceu um grupo de pessoas que teve uma atuação mais intensa. Mas a percepção que temos infelizmente é que isso tem mobilidade. Na verdade são grupos que se organizam e descobrem uma oportunidade. É como fazer clonagem de cartões de crédito, descobrem o nicho e começam a atuar. Até o momento em que você descobre e começa a combater. E como o Brasil é muito grande eles vão se movendo ao longo do País.

OP – Qual é a grande dor de cabeça, atualmente, para o seguro DPVAT?

Ricardo Xavier – Olhe a questão da motocicleta é um problema muito sério hoje no País. É inevitável, não há como desconhecer. A facilidade com o crédito, a penetração da motocicleta em todas as camadas da sociedade estão facilitando a possibilidade de locomoção. Mas ao mesmo tempo estão gerando uma triste estatística que é a frequência muito grande de acidentes. Eles (os fraudadores) começam a aproveitar esse quadro e criam os mais variados tipos de fraude com esse veículo.

OP – Por que o senhor acha que as pessoas são tão indiferentes ao seguro DPVAT?

Ricardo Xavier – Já fizemos algumas pesquisas para tentar entender isso. Existem algumas teses que justificam isso. Primeiro: dificilmente uma pessoa tem atenção a uma coisa que ela não quer. Uma pessoa dificilmente vai se interessar por um seguro de acidente se ela não se imagina se acidentando. Então existe uma espécie de bloqueio. Acho que uma solução seria a gente colocar isso na escola. Outra coisa é que as pessoas que se aproveitam do cidadão para fraudar o seguro pegam as pessoas em um momento de dor. Por exemplo, teve uma CPI em Brasília das funerárias, que quase virou do DPVAT. Eles tinham um rádio que acessava a frequência da polícia e, na hora que sabiam de um acidente com morte, iam direto para o local com uma procuração para colher assinaturas.

E-MAIS

> Em 2010, de janeiro a junho, 80% (ou 6..781) das indenizações do DPVAT no Ceará foram para acidentes envolvendo motocicletas. Em 2009, no mesmo período, o registro é de 76% ou 4.784 pagamentos.

> No primeiro dia da série (11/8) sobre a máfia do DPVAT, O POVO mostrou que o Ceará é líder no País em números de representações criminais no período de 2003 a julho de 2008. No dia seguinte (12/8) revelou que alguns hospitais particulares de Fortaleza “furtam” pacientes do IJF e se apropriam do DPVAT.

> No terceiro dia (13/8) mostrou fraudes no município cearense de Crateús. Lá a Seguradora Líder pediu a reabertura de 141 inquéritos suspeitos. No último sábado (14/8), o jornal revelou que juízes foram afastados e advogados presos por causa de casos registrados em Arapiraca (AL), Teresina (PI) e Parnaíba (PI).

> Para fugir da fraude do DPVAT ligue: 0800.022.1204 e acesse: www.dpvatseguro.com.br

(O POVO)