Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Eleições 2018 – General Theophilo abre ciclo de debates do Secovi/Ceará

Tasso banca o nome de Theophilo.

O Sindicato da Habitação do Ceará (Secovi)) iniciará, nesta quinta-feira, 24, a partir das 12 horas, o Ciclo Político 2018. O objetivo, segundo a entidade, é ouvir as propostas dos pré-candidatos ao Governo do Estado nas mais diferentes áreas de atuação da administração pública e, em especial, nos temas que impactam o setor imobiliário.

O general Guilherme Theophilo, pré-candidato do PSDB, será o primeiro convidado.

O Ciclo Político 2018 ocorrerá durante a reunião da diretoria do Secovi/Ceará, na sede da entidade.

SERVIÇO

Secovi/Ceará – Rua Tenente Benévolo, 1369 – Meireles.

Plataforma Ceará de Música chega ao seu final no próximo sábado

A Orquestra Infanto Juvenil da Fundação Raimundo Fagner e a banda Os Transacionais vão encerrar a programação da Plataforma Ceará de Música neste sábado, 26, no Centro Cultural Belchior, na Praia de Iracema.

Na programação, o público poderá conferir canções que vão do erudito ao popular, passeando também pelo melhor da música brasileira produzida nas décadas de 60 e 70. O projeto é uma realização do Centro Cultural Belchior e tem o apoio da Secultfor, Secult-CE e Enel.

SERVIÇO

*Os shows – A partir das 18 horas e são gratuitos.

(Foto – Divulgação)

Shopping RioMar Papicu ganha filial de restaurante de Luciano Huck

A Hamburgueria Madero, que tem o apresentador global Luciano Huck como sócio, vai abrir um restaurante, ainda neste semestre, no Shopping RioMar Papicu. Mais uma novidade ali, portanto, ao lado do Hard Rock Café.

Já no Shopping RioMar Kennedy, ainda neste semestre, vai abrir uma filial da Festjob, de informática.

(Foto – Divulgação)

O general também é filho de Deus

404 1

Do senador José Pimentel (PT), ao ser indagado sobre a pré-candidatura do general Guilherme Theophilo ao Governo do Ceará pelo PSDB: “São todos filhos de Deus!”

A resposta veio antes do seu embarque para Brasília, nesta madrugada de terça-feira. Pimentel participará ativamente da Marcha dos Prefeitos que, até quinta-feira, pressiona por mais recursos junto ao governo federal.

(Agência Senado)

Árbitro cearense está no livro que comemora os 100 anos da arbitragem brasileira

O cearense Dacildo Mourão tem seu nome listado no livro “Segue o Jogo – 100 Anos de Arbitragem Brasileira”, que será lançado nesta noite de terça-feira, no Rio de Janeiro. O autor é Teodoro Castro Lino, ex-árbitro e pioneiro do quadro de árbitros-assistentes da FIFA. Ele também é autor de O Futebol Através dos Tempos e O Outro Lado do Futebol. Dacildo foi árbitro na década dos anos 1990 e era tido como rígido e gostava de distribuir cartões amarelos. Viveu muitas polêmicas, uma delas com o então atacante Edmundo.

Bem, teodoro Castro Lino é membro da Academia Goianiense de Letras. Craque com as palavras e exímio contador de histórias pitorescas, apresenta a trajetória e faz uma justa homenagem na publicação aos principais apitadores e assistentes brasileiros em todos os tempos.

Com prefácio assinado por Sergio Correa da Silva, Chefe do Departamento de Arbitragem da CBF, traz ainda depoimentos na contracapa de Arnaldo Cezar Coelho, Alex Escobar e Galvão Bueno.

(Foto – Paulo MOskA)

TCE promove seminário para orientar municípios sobre Previdência

Cerca de 60 dos 184 municípios cearenses pagam aposentadorias e pensões a seus servidores públicos titulares de cargo efetivo por meio de regimes próprios de previdência social (RPPS), aqueles independentes do Regime Geral administrado pelo INSS. Para orientar e discutir sobre a sustentabilidade, eficiência e equilíbrio financeiro e atuarial desses fundos específicos, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará, Ministério Público do Estado do Ceará, Escola de Gestão Pública e Associação dos Municípios do Estado do Ceará promoverão seminário nesta sexta-feira (25), das 8 às 16h30min, na sede do TCE, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

Além de agentes que atuam na área, o público-alvo inclui servidores e gestores públicos em geral e servidores e membros do próprio MPCE. Na programação estão previstos cinco temas, distribuídos em três paineis: responsabilização dos gestores; compensação previdenciária e a concessão de benefícios no RPPS; e desafios para a gestão e sustentabilidade.

Como palestrantes e debatedores constam nomes como Narlon Gutierre Nogueira (subsecretário dos Regimes Próprios de Previdência Social da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda); Silderlândio Nascimento (promotor de Justiça); e Robson Fontoura (coordenador da Gestão Previdenciária do Estado – Cprev). Do TCE, participarão Raimir Holanda (secretário de Controle Externo); Ricardo Dias (gerente de Avaliação de Políticas Públicas); e Marcos Teixeira (analista de Controle Externo).

SERVIÇO

*As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até a véspera do evento pela página do Sistema de Gestão Educacional (Siged), do Instituto Plácido Castelo (IPC).

Ex-governador não “bateu continência” para o general

O ex-governador Lúcio Alcântara foi outra ausência notada no lançamento da pré-candidatura do general Theophilo ao Governo do Ceará pelo PSDB. O ato foi nessa segunda-feira, na Torre Empresarial Iguatemi.

Lúcio, neotucano, encontra-se em Portugal, de onde só deverá retornar no fim desta semana. Ali, visita familiares de sua mulher, dona Beatriz. Ele vai se engajar à campanha do general brevemente.

(Foto – Fernanda Moura)

No Brasil, os investimentos andam em declínio?

Com o título “A solução passa pela capacidade de investir”, eis artigo do secretário do Planejamento e Gestão do Ceará, Maia Júnior, que está no O POVO desta terça-feira. Ele aborda a necessidade de que o País precisa investir. e investir bem. Confira:

Uma campanha presidencial no continente americano foi vitoriosa batendo forte na tecla de que manter em níveis elevados o emprego e o consumo, uma economia aquecida, era o que realmente importava. Mas esse conceito vem sendo refinado. Agora pensa-se mais na capacidade de investimento como motor relevante para alcançar um desenvolvimento econômico sustentável.

E nesse quesito o Brasil não anda bem. A partir de estudo dos pesquisadores Rodrigo Orair e Sérgio Gobetti, ambos do Ipea, chega-se à conclusão que o investimento público brasileiro entrou em declínio.

Em 1947, o Brasil investia cerca de 3% da sua riqueza (PIB); três décadas depois, alcançou expressivos 10,6%; mas, em 2017, esse índice foi de apenas 1,8%.

Uma situação grave porque na análise do ex-presidente do Ipea, Manoel Pires, “o investimento é o item do gasto público com maior efeito multiplicador…sobre a produtividade da economia”. Preservar a capacidade estatal de investimento, portanto, é uma questão a ser bastante considerada.

Contudo, o mesmo estudo sugere que, por conta da elevada rigidez orçamentária, o investimento é o item do gasto público com menor proteção no País.

Ou seja, o orçamento nacional vincula receitas de custeio e dá menor atenção aos recursos para investimentos.

O Ceará está entre os estados que mantêm maior capacidade de investimento no Brasil em relação à Receita Corrente Líquida (RCL). Mas precisa estar atento.

Para avançar mais, importa não apenas manter, mas ampliar a capacidade de investir em setores que efetivamente elevem a renda, contribuam com diminuição das desigualdades sociais e, consequentemente, traduzam isso em melhor qualidade de vida para os cearenses.

*Maia Júnior

maia.junior@seplag.ce.gov.br

Secretário do Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag).

PSB marcha para indicar o vice de Ciro Gomes, diz Odorico Monteiro

O PSB marcha para indicar o candidato a vice na chapa do presidenciável Ciro Gomes. Foi o que informou, nesta terça-feira, o presidente regional do partido, deputado federal Odorico Monteiro.

Ele diz que dois nomes despontam na cotação: o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio França, e o deputado federal Luciano Ducci, do Paraná. “As coisas estão marchando no sentido de que o PSB vire parceiro do Ciro”, afirma Odorico.

Novas reuniões que envolvem o PDT e o PSB, com participação do ex-governador Cid Gomes, devem acontecer nos próximos dias, conforme o parlamentar cearense.

MP do Ceará deflagra terceira fase da Operação Cascalho do Mar

A Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP), do Ministério Público do Ceará, e a Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão em Fortaleza e Pacajus (RMF),. Isso, dentro da terceira fase da Operação Cascalho do Mar, que investiga fraudes em licitações. Foram presos na ação os empresários Francisco Dager Mourão de Albuquerque e Wendel Felício de Albuquerque, que são, respectivamente, pai e filho.

Segundo a assessoria de imprensa do MPCE, os dois são investigados por atuarem como líderes de organização criminosa que fraudava procedimentos licitatórios para prestação de serviços diversos em prefeituras cearenses. Além das prisões, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residências e empresas situadas nos Municípios de Fortaleza e Pacajus. Nas diligências, foram apreendidos aparelhos de celular, computadores, veículos e documentos, dentre outros objetos.

Em sua decisão, a desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães deferiu também o pedido de prisão preventiva formulado pelo MPCE de José Darlan Pereira Barreto, que se encontra preso em decorrência da Operação Malabares, desencadeada no dia 28 de março deste ano, e que foi um desdobramento da Operação Cascalho do Mar.

Alvos

Os presos Francisco Dager Mourão de Albuquerque e Wendel Felício de Albuquerque já foram alvos da Operação Linha Amarela, desencadeada em 2015, pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal por suposta prática de fraudes em licitações para contratação e execução de serviços de transporte escolar e locação de veículos.

A terceira fase da Operação Cascalho do Mar teve a participação de 10 equipes, contando com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), de promotores de Justiça de Fortaleza e do interior.

O Brasil de hoje e Tim Maia

Com o título “Aos 30”, eis artigo de Ricardo Alcântara, publicitário e escritor, que pode ser lido no O POVO desta terça-feira. “A sociedade brasileira não desenvolveu suficiente afeição por sua democracia”, diz o articulista num dos trechos do seu texto. Confira:

Ao contrário da musa de Balzac, a democracia brasileira não se mostra, aos 30 anos, pródiga em atributos. Ela subsiste no balão de oxigênio da tolerância – já rarefeita, diga-se. Nação e Estado estão dormindo em camas separadas.

O modelo conspira contra uma representatividade efetiva e, assim, a vontade popular não prevalece minimamente frente às mazelas históricas. Não há dimensão da vida nacional isenta de adulteração. A nação se dilacera enquanto o crime avança, permeando o tecido do Estado com sua química corrosiva.

A sociedade brasileira não desenvolveu suficiente afeição por sua democracia. Os fatos amparam, infelizmente, a constatação: a cada eleição, aumenta o percentual de abstenção e votos nulos e as pesquisas eleitorais mais recentes revelam largas faixas da população seduzidas pelo discurso autoritário. Estamos em queda livre, a salvo ainda do impacto dilacerador por uma conjuntura internacional favorável às economias em desenvolvimento que, como a nossa, são fornecedoras de recursos primários.

Não estou otimista. A sucessão presidencial contará com, pelo menos, dez candidatos. Deles, uns seis representam, de fato, segmentos políticos estruturados. É uma ironia, haver tantos candidatos e tão pouca representatividade. Nenhum deles se encontra à altura do desafio que os aguarda. Não cumprem a combinação dos atributos necessários para liderar a travessia. Não há, entre eles, um só que, não estando contaminado pelos desvios que nos abatem, tenha, também, liderança pessoal e apoio popular suficientes para iniciar um processo de ruptura nos limites da ordem constitucional.

Ao tentar expressar nossa inaptidão para cumprir o que nos cabe, o irreverente Tim Maia definia o Brasil como o País onde “traficante se vicia e prostituta se apaixona”. Quando o disse, foi um escândalo. Hoje, penso que o compositor se expressou com boa dose de generosidade. É bem pior.

*Ricardo Alcântara

fortaleza.ricardo@gmail.com

Escritor e publicitário

Imparh oferece 935 vagas para seu Centro de Línguas

O Centro de Línguas do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh) está com inscrições abertas para o semestre 2018.2. São ofertadas 935 vagas nos seguintes idiomas: Português, Inglês, Espanhol, Italiano, Francês, Alemão e Japonês. As inscrições devem ser feitas até o 4 de julho pela internet, no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura, informa a assessoria de imprensa do órgão.

Para participar da seleção, os interessados devem ter concluído ou estar cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental e ter idade mínima de 14 anos completos. A seleção reserva 50% das vagas para estudantes regularmente matriculados em escolas públicas que deverão apresentar uma declaração da instituição de ensino em que estudam, juntamente a uma cópia do documento de identidade e do comprovante de inscrição, e entregá-los no Imparh no período indicado no Edital.

Para se inscrever, os candidatos devem preencher o formulário eletrônico e pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 70. O processo seletivo constará da aplicação de prova objetiva, com 40 questões, com caráter eliminatório e classificatório. Para os candidatos que concorrem às vagas de Português, a prova abordará conhecimentos gerais. Já para os candidatos às vagas dos cursos de línguas estrangeiras, o exame versará sobre língua portuguesa e conhecimentos gerais.

Prova

A aplicação da prova objetiva está prevista para acontecer no dia 22 de julho. A taxa de matrícula é semestral no valor de R$ 80, para estudantes dos idiomas Inglês, Francês, Italiano, Espanhol, Alemão e Japonês, e de R$ 110 para o idioma de Português porque também custeia o material didático do semestre letivo.

MP do Ceará terá acesso a dados do TCU para reforçar combate à corrupção

O Ministério Público do Ceará terá acesso remoto ao Laboratório de Informações de Controle (LabContas), um banco de dados do Tribunal de Contas da União. Isso foi possível a partir de um acordo de cooperação fechado pelo Conselho Nacional do Ministério Público com o TCU. A informação é da assessoria de imprensa do MPCE.

Com o acordo, o MP do Ceará, assim como os demais Ministérios Públicos brasileiros, poderá acessar a base de dados do tribunal. “Teremos o total acesso às informações que são apuradas pelo Tribunal de Contas da União que serão fontes extraordinárias para a investigação de desvios de dinheiro público. Contribuirá diretamente para fortalecer as ações da Procap e de todos os promotores de Justiça que atuam na área da improbidade administrativa e em crimes contra a Administração Pública”, explica o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios.

A cooperação permitirá, também, que as unidades e ramos do MP que aderiram ao acordo forneçam dados de interesse fiscalizatório, notadamente aqueles relativos às ações de investigação de pessoas físicas e jurídicas no âmbito do Ministério Público em razão da prática de improbidade administrativa.

O que é?

O LabContas é um ambiente tecnológico por meio do qual são disponibilizadas bases de dados da Administração Pública e diversas ferramentas de análise de dados, que permite a obtenção de informações que possam ser utilizadas na atuação do Ministério Público relativa a ações de controle e de combate à corrupção.

(Foto – MPCE)

PF do Ceará será comandada pela primeira vez por uma mulher

A delegada Vanessa Gonçalves Leite de Souza será empossada nesta terça-feira, 22, às 11 horas, no cargo de Superintendente Regional da Polícia Federal no Ceará. A função era ocupada pelo delegado Delano Cerqueira Bunn, que assumiu a Diretoria de Gestão de Pessoal da Polícia Federal em Brasília.

A solenidade de posse será no Auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, situado na Avenida Borges de Melo, nº 820, Bairro de Fátima e contará com presença do diretor-geral da PF, Rogério Galloro, e do governador Camilo santana (PT).

Perfil

Vanessa Gonçalves Leite de Souza, natural do Rio de Janeiro, tem 38 anos, é graduada em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Ingressou na Polícia Federal no ano de 2003. De 2009 a 2011, foi Oficial de Ligação da Polícia Federal na Organização Internacional de Polícia Criminal – OIPC/INTERPOL, com sede em Lyon/França. Voltou ao Brasil e de 2012 a 2015 assumiu os seguintes cargos em Brasília: Coordenadora de Recursos Humanos Substituta, Chefe da Divisão de Administração de Recursos Humanos – DRH/CRH/DGP, Chefe do Grupo especial de rastreamento e capturas, Chefe da Divisão de Recursos Humanos, instrutora da Academia Nacional de Polícia.

(Foto – Divulgação)

Marcha dos Prefeitos – Ciro falará no encontro

Brasília vive, até quinta-feira, uma nova marcha dos prefeitos Eles cobram da União mudanças no ISS e os royalties do petróleo, hoje pagos, com valores bem maiores, para o Rio, São Paulo e Espírito Santo.

O Ceará participa com uma caravana formada por cerca de 200 membros (prefeitos, vices, vereadores e assessores).

Nesta terça-feira, a marcha abrirá espaços para ouvir as propostas do presidenciável Ciro Gomes (PDT).

Tasso e os desafios para o general

763 2

Da Coluna Política, do jornalista Henrique Araújo, no O POVO desta terça-feira:

Comunicada ontem, a ida de Domingos Filho (PSD) para a base de Camilo Santana (PT) tem dois efeitos práticos – ambos devastadores para a oposição ao petista no Ceará. Um, fortalecer a reeleição do governador, cujo leque de partidos aliados cresce à medida que o pleito se aproxima. O segundo: ofuscar o lançamento do candidato adversário General Theophilo. Foram dois coelhos com uma cajadada só.

Apenas oito meses depois de perder a batalha que travou com o grupo dos Ferreira Gomes contra a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos volta ao seio do governismo. O retorno, cedo mas não inesperado, isola Tasso Jereissati (PSDB), que já havia amargado deserção de Eunício Oliveira (MDB), e cria dificuldades extras para o postulante tucano, que agora tem de se virar sem os ex-parceiros.

Não deve ter sido uma decisão das mais fáceis para Domingos. Em dezembro de 2016, o então presidente do TCM patrocinava uma manobra atabalhoada: o apoio indireto ao deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT) na disputa pelo comando da Assembleia Legislativa do Estado. Derrotado, o que se seguiu foi uma blitzkrieg palaciana que não deixaria pedra sobre pedra e cujo desfecho seria o fim do TCM e o ostracismo do próprio Domingos, além da captura de figuras-chave da oposição pelo Abolição, como o deputado Audic Mota (MDB).

A adesão do ex-presidente do TCM ao “cidismo” encerra ainda uma novela cujo enredo se arrastou até outubro do ano passado, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) finalmente pôs fim à querela da extinção do TCM, rejeitando por 8 votos a 2 pedido de liminar que defendia a manutenção da Corte de Contas.

De lá pra cá, a oposição no Ceará acumula derrotas em série. Desidratada, vê-se hoje reduzida a vozes solitárias. A demora na urdidura de uma estratégia eleitoral e no lançamento de um nome, combinada à inexpressividade do candidato finalmente escolhido (um forasteiro, a bem dizer), pressagia cenário de estiagem para o bloco oposicionista.

Tasso, que agora reclama de isolamento, tem parcela de culpa nisso. Houvesse acolhido o desejo de seus aliados de que ele mesmo entrasse na disputa contra Camilo, o cenário talvez fosse outro. O tucano, porém, tinha planos mais ambiciosos, entre os quais a briga pela presidência do PSDB. Ao fim da refrega nacional, porém, acabou destituído por um debilitado Aécio Neves. E agora assiste ao esfacelamento do seu grupo. Definitivamente, 2017 não foi um bom ano para o “galego”. E 2018 se mostra, no mínimo, desafiador.

Projeto da roda-gigante de Fortaleza pode sair 25% mais caro

572 1

Adequações no projeto da roda-gigante do espigão da João Cordeiro, em Fortaleza, devem aumentar em 25% os custos da construção da estrutura. A AmuseBR, empresa que elabora o estudo de viabilidade econômico-financeira do equipamento, pediu prorrogação da entrega do documento devido ao maior detalhamento da área onde será fixada a atração. A entrega está prevista para 29 de junho.

“Como tivemos o molhe construído tempos atrás, precisamos adaptar as estruturas, o que nos obrigou a ter maior estudo e definição técnica de engenharia”, explica Charlles Nogueira, CEO da AmuseBR. O molhe a que se refere o gestor consiste na estrutura do espigão, que se estende até o mar.

Segundo Charlles, a empresa não tinha as informações técnicas do que havia sido realizado de obra no local onde será implantada a roda-gigante. “Precisamos aumentar a estrutura em 22 mil m² e criou-se novo estudo para a construção, estrutura e como entram e saem os equipamentos”. As mudanças irão aumentar em pelo menos 25% o custo do projeto, prevê.

Orçada inicialmente em R$ 120 milhões, a roda-gigante seria inaugurada no Réveillon de 2019/2020. Com as alterações, as obras devem iniciar até abril de 2019, com conclusão em junho de 2020. “Está tudo absolutamente correndo com a mais perfeita ordem. Já temos todas as soluções técnicas e de engenharia”, reforça Charlles. Questionado sobre o valor do ingresso da atração, o gestor diz que ainda é cedo para esta definição.

Régis Medeiros, titular da Secretaria do Turismo de Fortaleza (Setfor), explica que o ideal seria ter o equipamento pronto no Revéillon de 2019/2020, porém, a complexidade da obra requer uma análise mais aprofundada. Antes mesmo do pedido de adiamento por parte da AmuseBR, o secretário conta que os prazos já tinham sido revistos e se sabia que não seria possível a entrega no fim do próximo ano.

“Todo o tempo que se perde na estrutura, ganha-se lá na frente. O bom estudo evita muitos problema futuros. É importante que seja bem feito e de maneira criteriosa”, pondera o secretário. O equipamento virá ao tempo da entrega da reforma da Beira-Mar e do polo gastronômico da Varjota. “Estamos na torcida para que a gente possa executar esse grande equipamento, que vai ser grande ícone para a Cidade, acompanhando tudo que está vindo”, complementa Régis.

Quanto ao aumento de 25% nos custos de construção da roda-gigante, ele lembra que o investimento virá de capital privado e, mesmo sendo importante buscar o menor custo, precisa ser projeto exequível.

Conforme O POVO adiantou, com exclusividade, em 26 de março deste ano, a AmuseBR foi a empresa escolhida para a elaboração do projeto da roda-gigante para a Praia de Iracema e é uma das interessadas também na execução da obra. A companhia está sediada na cidade de São Paulo, no bairro Jardim Paulistano.

(O POVO – Repórter Cristina Fontenele)

Prefeito e governador farão reunião conjunta do secretariado

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) fará uma reunião do seu secretariado nas próximas sexta e sábado, no Hotel Gran Mareiro. Com o novo formato, incorporado desde o ano passado, com participação de lideranças comunitárias e agentes de cidadania de vários bairros, a reunião trará algumas outras inovações.

Ele fará o monitoramento das obras em andamento, estabelecerá prazos de inauguração para este ano e, principalmente, definirá o cronograma de início de novas obras. Entre estas, dois novos Cucas, duas novas policlínicas, novos túneis, o polo gastronômico da Varjota e a nova Avenida Beira Mar, obra por demais demorada.

A novidade desta reunião: na manhã de sexta, o governador Camilo Santana (PT) e sua equipe participarão do encontro. RC, Camilo e equipes discutirão a integração de projetos estaduais e municipais em Fortaleza. Dentre muitos temas que serão discutidos, baterão o martelo no Bilhete Único integrado, que vai juntar bicicleta, ônibus, VLT e metrô em um só bilhete até o final deste ano.

Num segundo momento, haverá a reunião com prefeitos da Região Metropolitana de Fortaleza sobre definição de limites, gestão de resíduos sólidos, transporte e saúde.

(Foto – O POVO)