Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Instituto Maria da Penha endereça carta aos candidatos a presidente, parlamentos e governos

O Instituto Maria da Penha (IMP) lançou, nesta segunda-feira, uma carta aos candidatos a presidente da República, aos parlamentares e aos candidatos aos governos estaduais. Confira:

CARTA AOS PRESIDENCIÁVEIS, PARLAMENTARES E CANDIDATOS AOS GOVERNOS ESTADUAIS

O Instituto Maria da Penha (IMP), com sede em Fortaleza-Ceará, é uma organização sem fins lucrativos criada em julho de 2009, que tem como ícone representante de 51,6% das mulheres brasileiras que estão de Norte a Sul do País, dos grandes centros urbanos às cidades do interior, de todas as classes e etnias, Maria da Penha Maia Fernandes, inspiradora da Lei 11340/06.

A Lei Maria da Penha está completando 12 anos de existência e, em meio a grandes desafios para o seu reconhecimento, eficácia e consolidação enfrenta desde a sua criação a constrangedora realidade dos altos índices de violência contra a mulher que persistem por diversos fatores:

Eixo IV – que corresponde a Garantia dos Direitos Sexuais e Reprodutivos, Enfrentamento à Exploração Sexual e ao Tráfico de Mulheres e,

Eixo V – diz respeito, a Garantia da Autonomia das Mulheres em Situação de Violência e Ampliação de seus Direitos

A expectativa era que estes 5 eixos ao serem executados pudessem proporcionar o alcance do principal objetivo do Pacto Nacional: “Enfrentar todas as formas de violência contra as mulheres a partir de uma visão integral desse fenômeno”. Uma visão que deveria ser compartilhada mediante a um compromisso a ser assumido por todos os estados da federação, municípios, órgãos de segurança pública, setores da educação, economia, entre outros. Contudo, o desdobramento do mesmo não foi favorável para obtermos um desenvolvimento progressivo e que permitisse o fortalecimento da Lei Maria da Penha. Deste modo, o cenário que envolve os 12 anos da Lei Maria da Penha, em síntese se apresenta da seguinte forma:

1. O Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, publicou um relatório em março deste ano, noticiado pelo portal G1, mostrando que 12 mulheres são
assassinadas, em média, todos os dias no Brasil. Ainda, de acordo com o Núcleo e o Fórum, a cada duas horas uma mulher é assassinada no país, a maioria por homens com os quais têm relações afetivas — São 4.473 homicídios dolosos em 2017, um aumento de 6,5% em relação a 2016. Do total, 946 são feminicídios (dado considerado subnotificado). Em 2015, 11 estados não registraram dados de feminicídios; em 2017, três ainda não tinham casos contabilizados, isso em decorrência da falta de padronização e de registros que atrapalham o monitoramento de feminicídios no país.

2. A 11ª Edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgada em 2017, consolida dados do setor de segurança pública no Brasil em 2016. A pesquisa é realizada anualmente pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que utiliza fontes oficiais dos órgãos públicos responsáveis. Sobre assassinatos de mulheres e estupros houve 49.497 ocorrências registradas de estupro no Brasil em 2016 – um crescimento de 3,5% em relação ao ano anterior – o que representa um estupro a cada 11 minutos no país. Segundo o Anuário foram registradas 6.548 tentativas de estupro nesse mesmo ano.

3. Ainda sobre o cenário da violência contra a mulher, no ano em que a Lei Maria da Penha completou 10 anos, em 2016, o Instituto Maria da Penha-IMP, em parceria com a Universidade Federal do Ceará-UFC, iniciou o desenvolvimento de um projeto de Pesquisa sobre as Condições Sócio Econômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher – PCSVDFMulher. A pesquisa, financiada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres-SPM e com a parceria do Banco Mundial, apresenta dados sobre a relação entre a violência contra a mulher e o desenvolvimento socioeconômico na região do Nordeste. De acordo com a PCSVDFMulher aproximadamente, 3 em cada 10 mulheres (27,04%) nordestinas sofreram pelo menos um episódio de violência doméstica ao longo da vida (Relatório Executivo I – PCSVDFMulher 2016)

4. Aproximadamente, 1 em cada 3 vítimas (34%) de violência doméstica na última gravidez reportou ter sofrido agressões físicas durante todos os três trimestres de gestação. (Relatório Executivo I – PCSVDFMulher 2016)

5. Apesar das dificuldades enfrentadas em se acessar dados sobre órfãos da violência doméstica a PCSVDFMulher estima uma taxa alta de prevalência desse tipo de orfandade (mais de dois(duas) órfãos(ãs) por feminicídio). (Relatório Executivo I – PCSVDFMulher 2016)

6. As jovens são as maiores vítimas de violência doméstica durante a gravidez, com destaque NEGATIVO para as três capitais com os piores índices: Natal (11,97 %), Salvador (6,90 %), e Fortaleza (6,29 %) (Relatório Executivo III – PCSVDFMulher 2016)

7. Mais de 2/3 das vítimas de agressão física durante a gravidez são negras ou pardas (Relatório Executivo III – PCSVDFMulher 2016)

8. Dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS) de 2012 indicam que as mulheres negras são 62,8% das vítimas de morte materna, considerada por especialistas como uma ocorrência evitável com acesso a informações e atenção adequada do pré-natal ao parto.

9. 65,9% das mulheres submetidas a algum tipo de violência obstétrica no Brasil também são pretas ou pardas, segundo o estudo Desigualdades sociais e satisfação das mulheres com o atendimento ao parto no Brasil: estudo nacional de base hospitalar, publicado em 2014, nos Cadernos de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz.

10. O Mapa da Violência 2015 (divulgado em março de 2016): Homicídio de Mulheres no Brasil (Flacso, OPAS-OMS, ONU Mulheres, SPM/2015) informou que entre 2003 e 2013, houve uma queda de 9,8% no total de homicídios de mulheres brancas, enquanto os homicídios de negras aumentaram 54,2%

11. Atualmente, a Rede de Atendimento à Mulher tem 1.474 serviços especializados: serviços de abrigamento (78), centros referência de atendimento à mulher (239), delegacias especializadas de atendimento à mulher/DEAMs (369), núcleos/postos de atendimento às mulheres nas delegacias comuns (131), juizados de violência doméstica e familiar contra a mulher (80), varas adaptadas de violência doméstica e familiar (22), núcleos de defesa dos direitos da mulher da Defensoria Pública (43), promotorias especializadas e núcleos de Ministérios Públicos (59), serviço de promoção da autonomia econômica de mulheres em situação de violência (1), unidades móveis de atendimento (53), serviços de saúde especializados no atendimento à violência sexual (398) e Casa da Mulher Brasileira (4).

12. Em 2013 o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apresentou dados referente ao período de 2009 a 2011, em que ocorreram, em média, 5.572 mortes de mulheres a cada ano, 464 a cada mês, 15,3 a cada dia ou uma morte a cada hora e meia.

13. Também neste mesmo período o IPEA revelou que as mulheres negras foram as principais vítimas em todas as regiões, com 61% dos óbitos, à exceção da Região Sul. Na Região Nordeste, o percentual de mulheres afrodescendentes assassinadas chega a 87%.

14. O estudo do Ipea também avaliou o impacto da Lei Maria da Penha sobre a mortalidade de mulheres por agressões, por meio de estudo de séries temporais. Constatou-se que as taxas de mortalidade por 100 mil mulheres foram 5,28 no período 2001-2006 (antes) e 5,22 em 2007-2011 (depois). Em 2007 houve um sutil decréscimo da taxa no ano 2007, imediatamente após a vigência da Lei.

15. Em 2015 o Mapa da Violência revelou que 55% dos crimes de violência de gênero no Brasil foram cometidos no ambiente doméstico – e que 33,2% dos homicidas eram parceiros ou ex-parceiros das vítimas. Isso significa que, a cada 10 mulheres com mais de 18 anos, quatro foram

16. O Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde na seção sobre violência de gênero da Nota Técnica “Atlas da Violência 2016″ que em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) apresentou o seguinte levantamento: 4.757 mulheres foram mortas por agressão em 2014, aumento de 11,6% em relação a 2004, quando 3.830 foram assassinadas no país.

Sobre o que queremos e, por isso, recomendamos aos(às) presidenciáveis e aos (às) futuros(as) governadores(as) e parlamentares: que sejam responsáveis pelos seus compromissos! Que possam abandonar os discursos eleitoreiros e assumir, com rigor, uma prática cidadã do que se espera de um futuro ou futura gestora, com respeito, integridade e fazendo valer os princípios do Estado Democrático de Direito, cujo princípio inegociável é a preservação e promoção da dignidade humana.

Nossas sugestões se referem a cumprir as recomendações da Organização dos Estados Americanos – OEA, no seu RELATÓRIO N°54/01 – CASO 12.051 MARIA DA PENHA MAIA FERNANDES X BRASIL, de 4 de abril de 2001. A saber:

II Recomendação 4

– Item e) Multiplicar o número de delegacias policiais especiais para a defesa dos direitos da mulher e dotá-las dos recursos especiais necessários à efetiva tramitação e investigação de todas as denúncias de violência doméstica, bem como prestar apoio ao Ministério Público na preparação de seus informes judiciais.

– Item e) Incluir em seus planos pedagógicos unidades curriculares destinadas à compreensão da importância do respeito à mulher e a seus direitos reconhecidos na Convenção de Belém do Pará, bem como ao manejo dos conflitos intrafamiliares.

III – Garantir atendimento humanizado as mulheres vítimas de violência nos postos de saúde e nas unidades que atendam a casos de menor complexidade para que possam ser realizados os primeiros socorros a exemplo de pequenos curativos e medicação para sanar as dores

IV – Garantir às mulheres vítimas de violência sexual o acesso aos benefícios constantes no Art.9 § 3° da LMP, uma vez que é comum mulheres terem esse atendimento negado por falta, nas unidades de saúde, de pessoal qualificado, notadamente nos casos de aborto legal quando os médicos alegam objeção de consciência.

V – Garantir autonomia econômica das mulheres vítimas de violência doméstica, garantindo o pagamento de salários bem como de todos os benefícios concedidos pela empresa nos casos em que for necessário o afastamento do trabalho por um período de 6 meses conforme art 9° §2° inciso II da Lei Maria da Penha.

VI – Adotar como política pública de enfrentamento da VCM a instalação de um centro de atendimento integral e multidisciplinar para mulheres e seus dependentes, conforme consta na lei, em cada município brasileiro.

VIII – Instalação de Casas Abrigos nos Municípios Polos das Regiões para atender as demandas dos Centros de Referência da Mulher

IX- Dar continuidade ao processo de Instalação das Casas da Mulher Brasileira

X – Agilidade no processo de aprovação do Projeto de Lei 5.475/16 que prevê a criação de DDM nos municípios brasileiros com mais de 60 000 habitantes e impõe limitações aos que não fizerem

XI – Criar uma política pública voltada aos órfãos da violência doméstica no país, partindo pela realização de uma pesquisa que os identifiquem e os localizem

XII – Criar um observatório estatal da VCM com sites especializados para rastrear as notícias relativas às violências de gênero

XIII – Criar um programa de Assistência Econômica às vítimas de violência doméstica e familiar contra a mulher.

XIV – Garantir a promoção de programas de reeducação dos autores da violência, conforme consta no inciso V do artigo 35 da Lei Maria da Penha

Nós do IMP acreditamos que é possível uma vida sem violência para mulheres e homens, crianças e jovens, idosos e deficientes. Acreditamos que é possível uma governança que busque a integração estratégica, inteligente e democrática entre Estado e Sociedade. Acreditamos que o Brasil pode ser de fato, um Estado Democrático de Direito cujos representantes possam assumir o compromisso e a responsabilidade de respeitar a diversidade, a igualdade de gênero e garantir a dignidade das mulheres vítimas da violência.
Fortaleza, 17 de agosto de 2018

*MARIA DA PENHA
Fundadora do Instituto Maria da Penha – IMP
Inspiradora da Lei Federal 11340/06.

TRE recebe 16 ações de impugnação, incluindo deputados e ex-prefeitos

O destacamento do Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) com foco nas eleições de 2018 já impugnou (questionou) oito pedidos de registro de candidatura no Ceará. Entre os registros questionados, estão os dos ex-prefeitos de Juazeiro do Norte, Raimundão (MDB), de Icapuí, Dedé Teixeira (PT), e de Canindé, Celso Crisóstomo (PT).

Segundo a assessoria do MPF, sete dos candidatos são considerados inelegíveis porque tiveram contas de gestão rejeitadas pelos Tribunais de Contas do Estado (TCE) ou da União (TCU). Já o deputado federal Macedão (PP) tem candidatura questionada por ter sido condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) por abuso de poder político e econômico.

Como o Ministério Público ainda avalia os cerca de 900 pedidos de candidatura feitos este ano, novas ações de impugnação ainda poderão ser feitos pelo órgão. O procurador regional eleitoral do Ceará, Anastácio Tahim, destaca que, conforme previsão da Lei da Ficha Limpa, ficam inelegíveis candidatos que já tiveram condenações em órgãos colegiados de 2ª instância, ainda que eles sigam recorrendo na Justiça.

TRE já tem 16 candidaturas impugnadas

Incluindo as oito candidaturas questionadas pelo MP Eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) já recebeu até agora 16 impugnações de registro de candidaturas. O ex-presidente do extinto Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Filho (PSD), é questionado pelo eleitor José Adalberto Feitosa Rodrigues, de Tauá, que acusa Domingos de tentar acumular cargo de conselheiro com o de deputado.

Domingos, no entanto, contesta e diz que está em disponibilidade desde a extinção do TCE e que já entrou com pedido de aposentadoria no TCE. Outros nomes questionados são o ex-prefeito de Maranguape, George Valentim, e os candidatos a cargos majoritários da coligação do PSDB e Pros, incluindo General Theophilo (PSDB), Mayra Pinheiro (PSDB) e Luís Eduardo Girão (Pros).

O deputado estadual Agenor Neto (MDB), candidato à reeleição, também foi questionado por um adversário na disputa, Paulo Roberto Bernardo da Silva. As impugnações estão todas em análise por juízes do TRE-CE, que deverá deferir ou não as candidaturas.

Veja abaixo a lista completa com as candidaturas impugnadas pelo MP Eleitoral até o momento

Francisco Celso Crisóstomo Secundino – Celso Crisóstomo (PT) – ex-prefeito de Canindé, contas desaprovadas pelo TCE

Francisco José Pereira de Lima – Preto Zezé (PCdoB) – candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCU

Francisco José Teixeira – Dedé Teixeira (PT) – ex-prefeito de Icapuí, candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCU

José Maria Macedo Júnior – Macedão (PP) – ex-prefeito de Juazeiro do Norte, candidato a deputado federal – condenação por abuso de poder político e economico, em ação do TRE

Maria Auxiliadora Bezerra Fechine – Auxiliadora Bezerra (MDB) – candidata a deputada estadual – contas desaprovadas pelo TCE

Maria Ediene Monteiro do Nascimento – Ediene Monteiro (PP) – candidato a deputado federal – contas desaprovadas pelo TCE

Pedro Ribeiro Filho – Pastor Pedro Ribeiro (PSL) – candidato a senador – contas desaprovadas pelo TCU

Raimundo Antônio de Macedo – Raimundão (MDB) – ex-prefeito de Juazeiro do Norte, candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCE e pelo TCU.

(Do Blog de Política O POVO)

 Sobre o caso de George Valentim, ele nos manda a seguinte nota:

NOTA OFICIAL AO POVO DO CEARÁ

Maranguape/CE, 20 de agosto de 2018.

Ao tempo em que emito esta nota para esclarecer acusações levianas contra a minha pessoa enquanto prefeito de Maranguape, agradeço a Deus pela oportunidade de estar trabalhando dia e noite pela melhoria da qualidade de vida do nosso povo.

Está sendo veiculada uma notícia falsa dando conta de que eu estaria inelegível em razão de uma decisão da Câmara Municipal de Maranguape, decisão que está suspensa diante do Tribunal de Justiça do Ceará desde 2016, conforme os autos do processo nº. 0625463-91.2016.8.06.0000.

Outra questão importante e que comprova a falsidade da informação veiculada é o fato de que o meu nome não saiu em nenhuma relação de gestores com contas irregulares, em especial do Tribunal de Contas do Estado, órgão responsável por informar a lista com pendências relativas a suposta inelegibilidade ao Tribunal Regional Eleitoral(TRE). Essa informação pode ser facilmente comprovada através do link http://www.tce.ce.gov.br/lista-contas-irregulares-2018/web/index.php/listas/gestores/mun/100/nota/X.

Tenho a honra de colocar mais uma vez o meu nome à disposição da população do Ceará, agora, para o pleito de Deputado Estadual, e, a exemplo do mandato que ocupei nos anos de 2009 a 2012 como Prefeito da nossa querida cidade de Maranguape, contribuir para mudar novamente a vida do nosso povo, elevando a autoestima e apresentando ideias inovadoras para que os municípios voltem a crescer.

Por fim, ingressarei com todas as medidas judicias possíveis para coibir toda e qualquer notícia falsa que a mim seja dirigida, bem como reafirmo a nossa candidatura a Deputado Estadual nas Eleições de 2018. Desejo a todos uma ótima semana. Fiquem com Deus e um forte abraço!!

*George Valentim, candidato a deputado estadual (PCdo B).

Programa “Especial Anuário do Ceará” estréia na TV O POVO dia 27 de agosto

Jocélio Leal e a equipe.

O programa “Especial Anuário do Ceará” vai estrear no próximo dia 27, às 19 horas, na TV O POVO (Canal 48).

Serão 16 programas, com apresentação do editor-chefe de Negócios e Economia do O POVO, Jocélio Leal. A atração vai apresentar os dados do Anuário do Ceará de forma mais simplificada, numa linguagem leve, tendo ainda convidados.

Nessa lista, secretário Maia Júnior (Seplag), o poeta popular Geraldo Amâncio, a superintendente estadual da PF, delegada Vanessa Gonçalves, e a presidente do TRE, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira.

DETALHE – Todos os programas estarão disponíveis também no site do Anuário do Ceará (www.anuariodoceara.com.br).

(Foto – Mauri Melo)

Eleições 2018 – Aílton Lopes lança seu site de campanha

O candidato ao Governo do Ceará pelo PSOL, Aílton Lopes, lançará na internet, nesta terça-feira, o seu site (ailton50.com.br).

Segundo adianta o postulante, trazendo ainda um portal apresentando um perfil de todos os candidatos proporcionais do partido.

O objetivo é divulgar as propostas, agenda e veiculações sobre Aílton, mas, também, servir de instrumento para reforçar a imagem dos que disputam vagas na Câmara e na Assembleia Legislativa. O PSOL quer apostar num legislativo mais representativo.

(Foto – Paulo MOska)

Eleições 2018 – Patriotas do Ceará fecha com Ciro Gomes

No Ceará, o Patriotas está trabalhando a favor da candidatura de Ciro Gomes, postulante do PDT. A informação é do presidente estadual do partido, ex-vereador Samuel Braga. Literalmente, o Cabo Daciolo, postulante da sigla, foi mandado para orar em algum monte.

Samuel explica que a direção nacional liberou as bases em todo o País, porque prioriza a eleição para cargos proporcionais.

No Ceará, o Patriotas, quer fazer um deputado federal e até quatro deputados estaduais, tem entre suas lideranças o prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, pai do deputado estadual Bruno Gonçalves.

DETALHE – O Patriota já apoia a reeleição do governador Camilo Santana e a candidatura de Cid Gomes ao Senado.

(Foto – Arquivo)

Há ambiente hostil para o empreendedorismo no Ceará?

301 1

Como  título”A quem interessa?”, eis artigo de Ayrton Aguiar, conselheiro da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico (ADIT). Ele aborda o ambiente cada vez mais hostil para o empreendedorismo no Ceará. Confira:

O Ceará é um estado pobre. Pobre, mas em ascensão. Com problemas e dificuldades, embora vencendo muitas das várias batalhas que se impõe aos seus cidadãos, aos seus filhos, aos contingentes que para cá migram na intenção de trabalho, paz e oportunidades.

E arrisco dizer que o setor produtivo, aquele que gera as vagas, que cria o ambiente necessário para atrair essas pessoas e investimentos, vem cumprindo seu papel. Como uma das vozes que representam a indústria imobiliária e do turismo, afirmo que se não fosse o emaranhado de leis que atrapalham a ambiência de negócios, a primeira frase desse artigo teria começado com “O Ceará é um estado rico”.

Há uma clara e lamentável insegurança jurídica no Ceará. No começo dos anos 2000 o então governador Tasso Jereissati criou a Secretaria de Turismo e, como consequência imediata, a ligação entre Ceará e continente europeu, voos regulares, protocolos de intenção, rodovias, incentivos, porém determinadas travas jamais foram retiradas, a exemplo da modernização do processo de licenciamento.

Esse processo, em suas várias instâncias e complexidades, demanda um ciclo grande de trabalho a fim de garantir a sustentabilidade das questões internas tais como: venda, comunicação, engenharia, investimentos, adequação com respeito ao meio ambiente, qualificação de pessoas, entre muitas outras esferas. Acontece que o tempo não para, como disse o poeta. E em meio a todas essas exigências, as licenças caducam, mudam-se os entendimentos, as leis, os técnicos envolvidos, o gestor de plantão. O resultado é bem mais que a dificuldade empresarial, é na verdade a inviabilidade do empreendedorismo no Ceará.

Multas pesadas, embargos, lentidões, multiplicidade de entendimento, falta de respostas, fazem parte do cotidiano de quem quer construir uma nova economia. Além disso inviabilizam empreendimentos, a exemplo de hotéis, em municípios que não teriam condição de atrair outro tipo de recurso. É ruim para aquele município, para o Estado, para o empreendedor, para a comunidade local. O empreendedor exaurido em suas tentativas, descobre que existem outros lugares mais convidativos e vai embora. A gente se pergunta, quem ganha com isso?

*Ayrton Aguiar,

Conselheiro da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico (ADIT).

Ex-senador Inácio Arruda inaugura comitê de campanha nesta segunda-feira. A luta é por vaga na Câmara

O ex-secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará, Inácio Arruda, vai inaugurar, nesta segunda-feira, a partir das 19h30min, seu comitê eleitoral.

Inácio, que já foi senador, é uma das apostas do PCdoB para a Câmara do Deputados.

SERVIÇO

Comitê Pró-Inácio – Avenida da Universidade, 2271 – Benfica.

(Foto – Agência Senado)

Secretário do Meio Ambiente ganha reconhecimento por apostar em energias renováveis

Por ter colocado o Ceará em terceiro do País no campo das energias renováveis, o secretário estadual do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Artur Bruno, ganhará homenagem da Câmara Setorial de Energias Renováveis.

O ato ocorrerá nesta terça-feira, às 10 horas, na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece).

“Fico muito feliz com esse reconhecimento. A meta, no entanto, é tentarmos ser o primeiro!”, diz o secretário para o Blog, que ampliará ações no sentido de desburocratizar licenciamentos.

O Rio Grande do Norte e a Bahia estão à frente do Ceará, com o detalhe de que o maior investidor do ramo em território baiano é o cearense Mário Araripe, justamente por ter encontrado menos burocracia no quesito licenciamentos ambientais.

(Foto – Paulo MOska)

Camilo dá pausa na campanha para inspecionar obras de uma escola

O governador Camilo Santana (PT) deu um tempo na campanha eleitoral, nesta manhã de segunda-feira, inspecionou obras na área da educação. Visitou a Escola Deputado Paulino Rocha, no bairro Castelão, que passa por reformas que devem ficar prontas ainda neste semestre.

Camilo aproveitou para conversar com professores e alunos e ouviu demandas.

Nesta noite de segunda, Camilo irá prestigiar evento político organizado pelo prefeito Roberto Cláudio, no Marina Park Hotel.

(Foto – Divulgação)

Lia Gomes nega estar inelegível e promete, se eleita, defender as minorias no legislativo estadual

Da Coluna Política do O POVO desta segunda-feira, assinada pelo jornalista Carlos Mazza:

Candidata a deputada estadual e irmã de Cid, Ciro e Ivo, a médica Lia Gomes (PDT) nega acusações de que estaria inelegível e promete atuação em defesa de minorias na Assembleia.

Segundo ela, garantia de direitos e o combate à violência contra mulheres e LGBTs serão foco de seu mandato estadual, caso eleita.

(Foto – Arquivo)

O voto obrigatório virou uma moeda de troca?

Com o título “Diante da obrigação por que escolher?”, eis artigo do jornalista Wagner Mendes, do O POVO, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. “O voto, obrigatório, passa a ser uma moeda de troca por um punhado de promessas vãs…” eis o que diz trecho do texto do articulista. Confira:

Votar é um martírio para a grande maioria da população. Ser obrigado a escolher o menos ruim sempre é tarefa para a reta final de campanha. Na rotina pesada da extensa jornada de trabalho e transporte público ruim, a demanda é tradicionalmente postergada enquanto se pode. Em suma, os candidatos ao legislativo são apontados de última hora. Diante da obrigação, a consequência é o abandono do escolhido logo depois que o eleitor deixa a urna no dia da eleição.

Se houvesse uma pesquisa desses famosos institutos nacionais para medir se o eleitor ainda lembra o candidato que votou quatro anos antes, o percentual de desconhecimento, creio, deve ser assustador.

E não é apenas uma tarefa da memória, é de cidadania.

O legislador representa e defende, em tese, os interesses de quem o elegeu. Na nossa democracia representativa, os nossos líderes é quem falam por nós nas Câmaras e Assembleias. Mesmo nas votações que implicam diretamente a rotina dos brasileiros, e no bolso do eleitor, ainda assim não há mobilização pela cobrança do voto lançado na urna. O mandato se torna um desejo individual.

A rotina pesada impede os mais simples de acompanhar a performance dos vereadores, deputados e senadores. E é o abandono que causa a não representação. Independente dos interesses do trabalhador, o legislador vota, via de regra, de acordo com os interesses pessoais. Salvo poucas exceções.

O voto, obrigatório, passa a ser uma moeda de troca por um punhado de promessas vãs, como de um emprego que nunca se concretiza ou uma mão de asfalto em uma via com esgoto a céu aberto. É tudo muito barato, irresponsável, e alheio ao que exige a Constituição.

O empoderamento desse poder concedido pelo povo transforma o Congresso Nacional em uma Casa independente desse eleitor obrigado. Um levantamento feito por este repórter, com base nos dados do DivulgaCand, aponta que dos 342 candidatos ao Senado, 139 são milionários.

É de um esforço fora do comum acreditar que multimilionários legislem para a base da pirâmide brasileira.

*Wagner Mendes

wagnermendes@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Youtuber do Ceará alcança 1 milhão de inscritos com vídeos de curiosidades

O jovem David Damasceno, de 24 anos, morador da Barra do Ceará, chegou à marca de 1 milhão de inscritos no YouTube neste domingo, 19. As visualizações somadas de todos os vídeos já passam de 100 milhões.

O estudante de Computação alimenta seu canal, Universo Curioso, com vídeos de mistérios, ciência e astronomia. David conta que criou a conta em 2014, mas decidiu focar na produção de conteúdo em 2017. “Menos de 1 ano o canal fez 1 milhão de inscritos”, completa.

A ideia do canal veio através da sua página no Facebook – que leva o mesmo nome do perfil no YouTube -, e já atingiu mais de 3,4 milhões de curtidas. “Antes de ter a fanpage no Facebook, eu sempre quis ter o canal primeiro. Em 2017, a pagina ajudou muito”, explica.

A equipe é formada por mais três pessoas – um locutor, um roteirista e um editor – . A marca Universo Curioso ainda conta com um Instagram e site. O vídeo mais visto já passa de 8 milhões de views.

Para David, chegar em 1 milhão de seguidores na rede social de vídeos mais famosa do mundo é uma sensação indescritível. “É uma felicidade sem tamanho. Primeiro, por estar entre um grupo seleto e, segundo, por estar no nível de pessoas que te inspiraram no início, e saber que muitas pessoas se inspiram em você para fazer o que quer que seja”.

(O POVO Online- Colaborou Matheus Nunes/Foto – Facebook)

Marina Silva vai expor seu programa de governo na Federação das Indústrias do Ceará

A candidata à presidência da República pela Rede da Sustentabilidade, Marina Silva, desembarca em Fortaleza por volta da 16 horas, quando será recepcionada por militantes no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

De lá, Marina seguirá para o Instituto Maria da Penha, onde falará sobre suas propostas com relação às mulheres.

Marina ainda terá encontro com empresários na sede da Federação das Indústrias do Ceardá (Fiec), onde apresentará seu plano de governo, priorizando a questão econômica e, encerrará a programação na Barra do Ceará, onde apregoará suas ações na área ambiental.

(Foto – Agência Brasil)

Prefeito Roberto Cláudio puxa ato pró-campanha de Ciro, Camilo e Cid Gomes

Julio Ventura, segundo suplente de Cid Gomes, Roberto Claudio, Camilo e Cid.

O prefeito Roberto Cláudio, mesmo com a agenda administrativa, vai puxar, a partir das 18 horas desta segunda-feira, no Marina Park Hotel, o movimento denominado de “Juntos com o 12”. O objetivo, segundo RC, que preside o PDT na Capital, é reforçar as campanhas de Ciro Gomes, Camilo Santana e do ex-governador Cid Gomes, postulante ao Senado.

Os partidos que integram a coligação pró-Camilo foram convocados, além de vereadores, lideranças populares e comunitárias e candidatos a deputado federal e deputado estadual com base eleitoral em Fortaleza.

O governador Camilo Santana, a vice-governadora Izolda Cela e Cid Gomes marcarão presença no ato.

VAMOS NÓS – Roberto Cláudio voltou a evitar, no fim de semana, perguntas sobre apoio ao senador Eunício Oliveira (MDB). O que terá acontecido para que ele nem quisesse comentar o tema?

(Foto – Balada In)

Eleições 2018 – Álvaro Dias vira candidato de uma nota só

O candidato a presidente da República pelo Podemos, senador Álvaro Dias, virou o postulante de um discurso só. Nesta manhã, entrevista pelo jornalista Luiz Viana, âncora do programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO/CBN, ele voltou a destacar que sua luta será e continuará sendo contra a corrupção.

Álvaro Dias, por conta disso, ganhou a alcunha de “candidato da Lava Jato”, por defender ações do juiz Sergio Moro, a quem já chegou a convidar, se eleito, para compor seu ministério.

Para todo mal, o senador do Podemos disse que o remédio é fim da corrupção. Ele deu entrevista direto de São Paulo, onde estava no Jardim São Luís, lançando o programa Papel da Casa, uma ação incluída em seu plano de governo, que objetiva a regularização fundiária de quem mora em áreas urbanas.

(Foto – Reprodução de TV)

Centro de Eventos pode sair do pacote de concessões do Governo do Estado

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta segunda-feira:

O governador Camilo Santana prometeu na semana passada ouvir representantes do turismo do Ceará sobre a possibilidade de retirar o Centro de Eventos do pacote de concessões. Este aceno foi comemorado por algumas lideranças, preocupadas com as consequências do processo no setor.

A concessão do Centro de Eventos, que parecia inicialmente uma ótima oportunidade de profissionalização do espaço e de atração de grandes eventos, é vista agora com desconfiança.

Motivo: a experiência no Riocentro, que passou a ser administrado por uma grande empresa do setor, gerando insatisfação entre os promotores de eventos devido ao seu modelo de gestão.

O problema é que as companhias de maior porte normalmente trabalham com a criação de um combo de serviços, onde tudo passa a ser gerido pelo ganhador da concessão. Com isso, as pequenas empresas acabam ficando fora do negócio.

Para o Ceará, isso poderia representar a falência de muitas empresas.

(Foto – Divulgação)

PT de Fortaleza deve confirmar posição contra apoio à reeleição do senador Eunício Oliveira

833 11

O PT de Fortaleza vai promover reunião, a partir das 17 hora, na Casa Vermelha, reduto político do vereador Guilherme Sampaio, postulante a deputado estadual pela legenda. A informação é do presidente municipal Deodato Ramalho.

Na agenda, segundo Deodato, a busca por “um fio condutor de uma campanha com as contradições da formação do palanque”.

Deodato Ramalho integra o grupo da deputada federal Luizianne Lins e do deputado estadual Elmano de Freitas que não estão engolindo o fato de o governador Camilo Santana estar apoiando a reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB). “A militância não aceita votar em golpista”, diz o dirigente municipal referindo-se a Eunício.

A militância, no entanto, votará na reeleição do governador,em Cid Gomes (PDT) e em Lula, caso esta postulação se consolide, adianta Deodato Ramalho.

VAMOS NÓS – O curioso nesse jogo de contradições é que o primeiro suplente do senador Eunício Oliveira na atual legislatura é o petista Waldemir Catanho, ligado à deputada federal Luizianne Lins. Catanho não teve nome mantido na chapa de reeleição do emedebista.

(Foto – PT do Ceará)

Geraldo Alckmin vem reforçar a campanha do General Theophilo

Geraldo Alckmin e o General Theophilo.

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, virá ao Ceará na próxima semana para agenda de campanha. A passagem, inicialmente prevista para o mês que vem, como informou a Coluna do Eliomar de Lima, do O POVO, na última semana, foi antecipada para o final de agosto.

Nessa agenda, Alckmin dará palestra na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), onde vai expor seu programa de gestão, e participará de ato político na Região Metropolitana de Fortaleza. O local ainda não foi definido.

Alckmin, nesse giro, será acompanhado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB) e pelo candidato tucano ao governo do Ceará, General Theophilo. A ordem é reforçar a campanha do PSDB. O General Theophilo na primeira pesquisa Ibope sobre eleições marcou 4%

Sobre a campanha tucana, nesta segunda-feira, às 18 horas, haverá o ato de inauguração do comitê do General Theophilo e o lançamento plano de governo. O comitê funcionará na avenida Heráclito Graça.

(Foto – Divulgação)

UFC deixa de receber R$ 56 milhões de emendas da bancada federal

690 1

Eis a Coluna do Eliomar de Lima desta segunda-feira, no O POVO:

A Universidade Federal do Ceará não recebeu, até hoje, os R$ 56 milhões de emendas da bancada federal assegurados no orçamento deste ano. É o que diz, em tom de lamento, o vice-reitor da Instituição, Custódio Almeida, acrescentando que a UFC, assim como outras congêneres, estão “vivendo de pires na mão” no que diz respeito a verba para investimentos.

Há um verdadeiro canteiro de obras paradas ou em ritmo lento na UFC porque, para liberar recursos já penhorados, o reitor ou emissório seu têm que bater à porta do MEC, em Brasília, expor relatórios e torcer para que a verba venha mesmo.

“Isso é um desrespeito à autonomia das universidades”, acentua Custódio, explicando que a Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições de Nível Superior (Andifes) tenta pressionar. Embora reconheça que a época do momento, onde só se respira eleição, seja um senhor entrave. E bem superior à força política da entidade.

(Foto – Evilázio Bezeara)