Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Fundação Demócrito Rocha e TJCE lançam projeto “Justiça na Sala de Aula”

723 1
A Fundação Demócrito Rocha (FDR), a Universidade Aberta do Nordeste (Uane) e o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) vão desenvolver o projeto “Justiça na Sala de Aula”. A ideia é realizar a qualificação de professores, pedagogos e gestores em educação na utilização de ferramentas pedagógicas para a difusão de conteúdos sobre o papel da Justiça no ambiente escolar.
A proposta é qualificar professores e pedagogos no uso de ferramentas pedagógicas para difusão e promoção de temas e conteúdos sobre o papel da Justiça no ambiente escolar; introduzir conceitos de multidisciplinaridade de cidadania, junto à sociedade como um todo; assim como contribuir para a cultura da qualidade de vida por meio do exercício da cidadania.
O conteúdo do curso na modalidade EAD será formatado em 12 fascículos, que serão encartados semanalmente, no O POVO, de 26 de abril a 12 de julho, assim como as videoaulas na TV O POVO. A partir de junho, serão realizados encontros presenciais em cidades da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).
Os certificados de extensão de 120 horas serão chancelados pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) e disponibilizados aos alunos que alcançarem nota acima de 6 na prova final.
As inscrições estão abertas por meio da página http://ava.fdr.org.br onde é possível consultar o conteúdo e tirar dúvidas.
Abaixo, os temas dos fascículos, respectivos autores e conteúdos:
Fascículo 1 – JUSTIÇA E CIDADANIA: CONHECENDO O FUNCIONAMENTO DO JUDICIÁRIO
Autor: Gustavo Raposo Pereira Feitosa.

Ementa: Apresentar de maneira simples e didática a estrutura de funcionamento do Sistema de Justiça, de modo a auxiliar na compreensão sobre as funções e a importância do Judiciário.

Fascículo 2 – A FORMAÇÃO HISTÓRICA DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO

Autora: Gretha Leite Maia

Ementa: Apresentar as principais etapas de construção do modelo judicial brasileiro e compreender as origens das atuais características, subdivisões e funções.

Fascículo 3 – O NOVO PAPEL DA JUSTIÇA NA DEMOCRACIA BRASILEIRA E O JUDICIÁRIO E O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

Autor: Gustavo Raposo Pereira Feitosa

Ementa: Apresentar as principais transformações que colocaram o Judiciário brasileiro num papel de protagonismo institucional e compreender as origens e funções desenvolvidas pelo Conselho Nacional de Justiça.

 

Fascículo 4 – O JUIZ BRASILEIRO E O SEU PAPEL NA SOCIEDADE DO SÉCULO XXI: PESOS E CONTRAPESOS

Autores: Konrad Mota

Ementa: Contextualizar os novos desafios colocados aos juízes no Brasil, explicando como eles são formados, selecionados e preparados para enfrentar o crescente número de demandas sociais.

Fascículo 5 – ACESSO À JUSTIÇA E A EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS

Autor: Agapito Machado Junior

Ementa: Conhecer as características básicas, estrutura e função dos principais instrumentos pelo Judiciário para o cidadão exercitar o acesso à justiça na busca pela proteção de seus direitos.

Fascículo 6 – PODER JUDICIÁRIO, POLÍTICAS PÚBLICAS E O DIREITO À SAÚDE

Autor: Rômulo Leitão

Ementa: Apresentar as principais atividades desenvolvidas pelo Judiciário na efetivação dos direitos sociais e os desafios para sua atuação na proteção ao direito fundamental à saúde.

Fascículo 7 – A PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Autora: Nadja Furtado Bortoloti

Ementa: Compreender o papel da Justiça na proteção dos direitos de crianças e adolescentes, entendido de maneira ampla dentro de um cenário de afirmação de direitos à educação, à convivência familiar, ao esporte, ao lazer, entre outros.

Fascículo 8 – JUSTIÇA E A DEFESA DO CONSUMIDOR

Autora: Janine de Carvalho Ferreira Braga

Ementa: Compreender os direitos básicos dos cidadãos nas suas relações de consumo e conhecer os instrumentos disponíveis para a sua defesa no âmbito do Judiciário.

Fascículo 9 – JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA

Autora: Andrine Nunes

Ementa: Entender como se desenvolve o papel do Judiciário na busca pela proteção ao direito à segurança, compreendendo os papeis das diferentes instituições, com seus limites, possibilidades e potencialidades.

Fascículo 10 – A JUSTIÇA E AS FORMAS CONSENSUAIS DE TRATAMENTO DE CONFLITO

Autora: Marília Bittencourt

Ementa: Conhecer as principais formas alternativas de solução de conflito, de modo a compreender suas potencialidades e vantagens, bem como entender como estes mecanismos são utilizados no Judiciário e fora dele.

Fascículo 11 – AS NOVAS TECNOLOGIAS E AS TRANSFORMAÇÕES NA JUSTIÇA

Autora: Gabriela Vasconcelos Lima

Ementa: Apresentar os usos e potencialidades das novas tecnologias da informação e da comunicação para a transformação da maneira como os conflitos são solucionados dentro e fora do Judiciário.

Fascículo 12 – JUDICIÁRIO E DEMOCRACIA: UM OLHAR PARA O FUTURO

Autor: Gustavo Raposo Pereira Feitosa

Ementa: Apresentar e discutir os principais problemas para a renovação da Justiça brasileiro diante dos desafios impostos pelo atual cenário nacional e internacional e indicar perspectivas sobre os processos de aprimoramento atualmente em curso.

Exposição envolve comunidades do entorno do Porto do Pecém

Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante.

Será aberta, na próxima segunda-feira, a I Exposição Fotográfica do Projeto Pesca, uma das oficinas promovidas com as comunidades de Taíba, Pecém e Cumbuco, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA) do Porto do Pecém.

A mostra das fotos captadas pelos alunos estará disponível para visitação no Bloco de Utilidades (BUS) do porto até o dia 27 de abril e é aberta ao público.

O projeto, dividido em quatro módulos (fotografia, audiovisual, roteiro e produção documental), está em sua primeira turma e é composta por 15 alunos.

Cine Ceará 2018 – Alunos da rede pública participam de seleção para produzir curta-metragem

Segurança da população é o tema escolhido pelo projeto Enel Compartilha Animação para sensibilizar estudantes do ensino fundamental e médio a discutir a reconstrução do espaço social. Ao todo 100 alunos de cinco escolas públicas de Fortaleza participarão de oficinas sobre cinema de animação, entre os dias 16 e 26 de abril, nas próprias unidades de ensino.

Após essa primeira etapa, o professor e cineasta Telmo Carvalho escolherá dois jovens de cada instituição para formar a turma do curso, que será ministrado, durante um mês, no Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira (UFC). Ao final da experiência, os estudantes vão criar um curta-metragem de até cinco minutos que será exibido no dia 04 de agosto durante a abertura da 28ª edição do Cine Ceará.

O principal objetivo do curso é introduzir por meio de aulas teóricas e práticas a linguagem do audiovisual à rotina desses alunos. Telmo afirma que quem participar vai ter acesso a equipamentos e programas de computador utilizados em grandes estúdios cinematográficos.

“Geralmente o roteiro é feito pelos estudantes, eles que dão as ideias e criam a história, nós interferimos só na parte técnica. A gente tem um dia para fechar o roteiro, então começamos a dividir a turma e trabalhamos como se fosse em um estúdio profissional, tem os animadores, tem o pessoal que vai finalizar, o pessoal que vai fazer o cenário, entre outros”, explica o cineasta.

(Foto – Divulgação)

Cantora Kátia Freitas agenda show em Fortaleza

788 1

A cantora Kátia Freitas apresentará, no próximo dia 6 de maio, a partir das 18 horas, o Cineteatro São Luiz, o show “Cantar Sozinho”. A direção musical é de Cristiano Pinho.

Com ela, no palco, os músicos Marcus Vinnie (teclados), Cristiano Pinho (guitarra e violão), Eduardo Lopes (guitarra e violão), Miqueias dos Santos (contrabaixo) e Denilson Lopes (bateria).

SERVIÇO

Ingressos: R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia) à venda na bilheteria do Cineteatro São Luiz e no site www.tudus.com.br.

Mais Informações – (85) 3252.4138.

(Foto – Divulgação)

Feriado de Tiradentes – Postos de gasolina vão funcionar normalmente

Os cerca de 1,6 mil postos de gasolina do Ceará vão funcionar normalmente neste sábado, feriado pelo Dia de Tiradentes. Isso é resultado de uma decisão proferida pelo desembargador José Antonio Parente, do Tribunal Regional do Trabalho, da 7ª Região.

Para o assessor de economia do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos), Antonio José Costa, a decisão foi boa e atende a frentistas e empresários. “O Sindipostos não tem problema nenhum, os empregados também não. Pelos feriados, eles ganham dobrado e ganham uma folga. Sempre foi assim. Tá todo mundo satisfeito”, explica o assessor.

A decisão altera o que vinha ocorrendo nos últimos feriados. No feriado de São José, por exemplo, discordâncias referentes às leis trabalhistas entre Sindipostos e o Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sinpospetro-CE) resultaram no fechamento.

Embora funcionem, Costa disse que as discussões entre os dois sindicatos acerca do mesmo tema continuam, o que pode refletir em futuros feriados.

(O POVO Online)

Papa Francisco e os missionários da Misericórdia

Com o título “Papa Francisco e os missionários da Misericórdia”, eis artigo do padre Rafhael Silva Maciel. Ele diz no texto que “os missionários da misericórdia, nascidos do coração pastoral de Francisco, são na Igreja um legado do Ano Jubilar da Misericórdia”. Confira:

No Jubileu da Misericórdia, papa Francisco nomeou alguns sacerdotes como missionários da misericórdia, para que, em seu nome, anunciassem e promovessem o sacramento da reconciliação naquela ocasião jubilar, inclusive com prerrogativas de absolver validamente pecados reservados à sua autoridade.

Terminado aquele jubileu, o papa quis estender algumas de suas iniciativas pastorais, e prorrogou o mandato dos missionários da misericórdia. Disse o Pontífice: “Refletindo sobre o grande serviço que prestastes à Igreja, e sobre todo o bem que fizestes e oferecestes a tantos crentes com a vossa pregação e, acima de tudo, com a celebração do sacramento da reconciliação, julguei oportuno que o vosso mandato pudesse ser prolongado por mais um pouco de tempo”.

Assim, os missionários da misericórdia, nascidos do coração pastoral de Francisco, são na Igreja um legado do Ano Jubilar da Misericórdia. Desta forma, o Santo Padre deseja que a “Porta Santa” da reconciliação esteja aberta a quantos a procurem de modo sincero e com autêntico espírito de arrependimento. Na verdade, o apostolado dos missionários, ensina o papa, “é um apelo a procurar e receber o perdão do Pai. Como se vê, Deus tem necessidade de homens que levem ao mundo o seu perdão e a sua misericórdia”

Em tempos de guerra, seja entre povos, seja entre pessoas, guerras de vaidade e de orgulho, é preciso levar adiante a obra da reconciliação “para que a unidade desejada por Deus em Cristo prevaleça sobre a ação negativa do maligno que se aproveita de tantos meios atuais (…), mas que se forem mal-usados, em vez de unir separam”.

Sem dúvida, todos os sacerdotes devem ser homens misericordiosos; mas, referente aos missionários por ele instituídos, o Santo Padre reforça: “Queridos irmãos, recomeçai a partir deste encontro com a alegria de ser confirmados no ministério da misericórdia. Confirmados antes de tudo na grata confiança de serdes vós em primeiro lugar chamados a renascer sempre de novo ‘do alto’, do amor de Deus. E, ao mesmo tempo, confirmados na missão de oferecer a todos o sinal de Jesus ‘elevado’ da terra, para que a comunidade seja sinal e instrumento de unidade no meio do mundo”.

*Pe.Rafhael Silva Maciel 

perafhael@hotmail.com

Missionário da Misericórdia.

UFC abre inscrições para Mestrado em Tradução

Estão abertas, até dia 30 de abril próximo, as inscrições para o Mestrado em Estudos da Tradução da Universidade Federal do Ceará. São ofertadas 20 vagas, com inscrições devendo ser feitas somente por email.

Todos os candidatos, além de submeter o Projeto de Pesquisa, terão que fazer uma apresentação oral do Projeto a uma banca.

SERVIÇO

*Mais informações em: www.ppgpoet.ufc.br ou (85) 3366.7912.

Candidato derrotado a vice-prefeito de Itapipoca assume cargo no Governo

1034 1

Dagmauro Moreira, ex-prefeito, e Felipe.

Felipe Pinheiro (PT), que foi candidato a vice-prefeito de Itapipoca e estava como secretário-executivo da SDA, será o novo secretário-adjunto de gabinete do Governo do Estado.

Vai ocupar o lugar de Fernando Santana, cunhado do governador, que deixou o cargo para disputar cadeira estadual pelo PT.

(Foto – Blog Flávio Pinto News)

Presidenciável do PCdoB agenda visita ao Ceará. Terá encontro com a cúpula do PT?

A presidenciável Manuela d’Ávila (PCdoB) voltará ao Ceará até junho próximo. A ordem é reafirmar sua luta contra retirada de direitos da classe trabalhadora.

Não se sabe ainda se terá uma conversa boa com a cúpula local do PT. Principalmente depois que ela, ao lado de Guilherme Boulos, apareceu ao lado de Lula, em São Bernardo do Campo. No ato, o petista qualificou os dois como lideranças de futuro.

 

Prefeito abre campanha de vacinação contra a gripe H1N1 e dá informações sobre a estratégia

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) abriu, nesta manhã de sexta-feira, a campanha de vacinação contra a gripe H1N1. Em vídeo disponibilizado em suas redes sociais, ele dá mais detalhes acerca da campanha.

No Ceará, segundo boletim da Secretaria da Saúde, já ocorreram quatro óbitos. Fortaleza registra o maior número de casos de gripe.

Oi diz que investiu mais de R$ 121,2 milhões em 2017 no Ceará

A Oi informa ter investido mais de R$ 121,2 milhões no Ceará em 2017. Segundo a assessoria de imprensa dessa empresa de telefonia, isso representou um aumento de 17% em relação a igual período de 2016. No País, o investimento total foi de R$ 5,6 bilhões, registrando aumento de 18,3% em relação ao ano anterior, sendo que a maior parte dos recursos foi aplicado na modernização da infraestrutura e expansão da capacidade de rede, na expansão do 4G e dos serviços de TI.

No Ceará, a Oi adianta ter implantado 145 novos sites de telefonia móvel (150% a mais que em 2016) e que 510 sites foram ampliados ou modernizados. Além disso, a empresa diz que expandiu em 85% o número de acessos para o serviço de banda larga fixa com a implantação de 7,4 mil novas portas.

A Oi informa ter aumentado o número de cidades com cobertura de 4G em 2017 e agora oferece o serviço em 59 cidades: Fortaleza, Acaraú, Acopiara, Amontada, Aracati, Beberibe, Bela Cruz, Boa Viagem, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Crato, Granja, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Icó, Iguatu, Ipu, Ipueiras, Itaitinga, Itapajé, Itapipoca, Itarema, Jaguaribe, Jaguaruana, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Massapê, Mauriti, Missão Velha, Mombaça, Morada Nova, Nova Russas, Pacajus, Pacatuba, Paracuru, Paraipaba, Parambu, Pedra Branca, Pentecoste, Quixadá, Quixeramobim, Russas, Santa Quitéria, São Benedito, São Gonçalo do Amarante, Sobral, Tauá, Tianguá, Trairi, Ubajara, Várzea Alegre e Viçosa do Ceará.

A política tem o excesso e o Estado precisa ter o limite

Com o título “A política tem o excesso e o Estado precisa ter o limite”, eis artigo do jornalista Guálter George, que pode ser conferido no O POVO desta sexta-feira.

Do debate político que se faz hoje anda meio difícil esperar algo que indique opção de qualquer dos lados nele envolvidos por uma linha propositiva. Há um jogo sendo jogado, os agrupamentos partidários preparam-se para a etapa oficial, aquela da campanha, das candidaturas, do voto etc e ninguém se sente estimulado a medir os passos a serem dados. A ordem parece ser “avançar”, sempre. Este é um aspecto do momento que vivemos, porém, há um outro de igual importância e que pode garantir o equilíbrio das coisas e sustentar a situação dentro de um limite que espante desequilíbrios e tensões fabricadas.

Feito o preâmbulo, discuta-se a crise das últimas horas e dias envolvendo um vídeo veiculado pela TV Al Jazeera, que tem sede no Qatar e busca audiência em países do Oriente Médio, no qual a senadora Gleisi Hoffman, presidente nacional do PT, denuncia o que considera prisão ilegal do ex-presidente Luiz Inácio Lula, para ela “um preso político”, reclama que o processo foi direcionado e levou a uma condenação sem provas. Como a própria disse ontem, durante entrevista ao jornalista Luiz Viana, em seu programa matinal da rádio O POVO/CBN, nada além do que há dito em suas manifestações à imprensa nacional e internacional, diferenciando-se, no caso, apenas o apelo específico à comunidade sob influência da emissora para que apoiasse a mobilização em defesa de Lula, inclusive argumentando ter sido um governante preocupado com a região de uma maneira que nenhum outro, até então, o fora no Brasil.

Voltemos, neste ponto, à história lá do momento político caracterizado pela necessidade de demarcar territórios, aproveitar oportunidades e constranger adversários sempre que a oportunidade surgir. É o que pode explicar a atitude de políticos como a senadora Ana Amélia (PP-RS) ou do deputado Major Olímpio (PSL-SP), que transformaram a entrevista da petista a uma emissora árabe em ameaça à segurança nacional, viram naquelas declarações uma espécie de convite ao terrorismo para agir no Brasil, enfim, criaram uma versão que convém aos seus objetivos no contexto de uma disputa de poder.

Neste sentido, repita-se, tudo faz parte do jogo e um script político está sendo obedecido.

Há grupos se digladiando pelo poder e este é um aspecto natural de uma democracia, até quando excessos acontecem, desde que existam forças institucionais agindo de modo simultâneo para garantir o equilíbrio social necessário. Contexto em que gera alguma preocupação a notícia de um primeiro movimento do Ministério Público Federal no sentido de dar guarida ao temor dos parlamentares oposicionistas e investigar o teor teoricamente ameaçador ao País da entrevista da senadora à emissora árabe. Gleisi, de fato, reproduziu naquela entrevista os termos de um discurso que está presente o tempo todo às suas manifestações de defesa de Lula e ataque aos responsáveis por sua condenação, ou seja, a diferença que há no caso se relaciona apenas ao veículo emissor e ao público ao qual está direcionado.

Uma injustiça evidente com a TV e seu amplo público de alcance mundial. Sem discutir o mérito das críticas da senadora e dirigente petista é exagerado concluir que suas declarações à Al Jazeera busquem chamar o terrorismo a entrar no movimento do Lula Livre. Um excesso que cabe no mundo da disputa política, com alguma naturalidade, mas que fica meio perdido quando acolhido no campo da institucionalidade onde atua, de maneira indispensável, o Ministério Público.

*Guálter George

gualter@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Lagoa de Tabapuá está tomada por aguapés

Além de poluída, a lagoa do Tabapuá está tomada por aguapés.

Está na hora da Prefeitura de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) resolver essa situação, que dura meses, segundo moradores da área.

Outro lado

A Prefeitura de Caucaia informa que a limpeza da Lagoa do Tabapuá já consta no cronograma de ações da Secretaria Municipal de Serviços Públicos. Acontecerá em maio, tão logo a pasta finalize a desobstrução de canais do município.

Neste ano, a Prefeitura informa ter feito a limpeza da Lagoa do Itambé. Além da Lagoa do Tabapuá, haverá limpeza ainda neste ano nas lagoas do Capuan, Jandaiguaba e Genipabu.

(Foto – Paulo MOska)

38ª Feira da Moda de Fortaleza começa nesta segunda-feira

Manuel e Mana Holanda.

O 38ª Festival de Moda de Fortaleza ( FMF), a ser realizado de 23 a 25 de abril próximo, no Maraponga Mart Moda, vai reunir cerca de 250 marcas que lançarão coleções de inverno com ações promocionais e muitos desfiles. À frente do evento, Manuel e Mana Holanda, que prometem surpresas para o mercado.

A programação da FMF 2018, cujo tema é “Faça sua Moda”, está bem diversificada. Confira:

FMF 2018

23/04

8h – Desfile Café com Moda (Arena de Desfile)

12h – Mega Desfile (Shopping)

19h – Desfile Haquette (exclusivo para convidados, na Arena de Desfile)

24/04

8h – Desfile Café com Moda (Arena de Desfile)

10h- Desfile Cepid – moda inclusiva

12h – Mega desfile (Shopping)

15h30 – Espaço Estar Bem (Lounge)

A Importância das relações Intra e Interpessoais no mercado de trabalho. Com Alessandra Schiarantolla (Mundo Akar).

16h30 – Espaço Estar Bem (Lounge)

Desperte o seu guru! Com Juliana Melo

18h30 – Moda com Gastronomia (Restaurante Panela).

25/04

12h – Mega desfile (Shopping)

15h – Mega desfile (Shopping)

*programação sujeita à alteração.

Festival da Moda de Fortaleza (FMF 2018)

Data: 23 a 25 de abril

Local: Shopping Maraponga Mart Moda (Rua Francisco Glicério, 590 – Fortaleza/CE).

O POVO divulga nota repudiando ataques de Carlos Vereza ao jornalista Renato Abê

O jornal O POVO divulga, em sua edição desta sexta-feira, nota de repúdio a ataques desferidos pelo ator Carlos Vereza contra jornalista da casa. Confira:

NOTA PÚBLICA

O POVO repudia com veemência a postura do ator Carlos Vereza, que vem desferindo uma série de ataques contra o jornalista Renato Abê desde a publicação de uma entrevista em 15 de abril, quando ele esteve em Fortaleza para apresentar o monólogo Iscariotis – A outra face.

Na conversa com o repórter, dentre outras declarações polêmicas, o ator diz que a vereadora fluminense Marielle Franco, executada com quatro tiros de pistola, foi um “cadáver fabricado”.
Durante o encontro, Vereza tocou diversas vezes no jornalista afirmando ser médium, vendo nele uma “aura petista”. Ao fim, brindou-o com xingamentos e palavras de baixo calão.

Não contente com essa performance, após a publicação, o ator passou a lançar ataques por meio de posts no Facebook contra o repórter, que foi chamado de “patife” e “calhorda”, e também contra O POVO, classificado como “pasquim” e “desonesto”.

Depois, passou a acessar o perfil pessoal do jornalista em redes sociais para ofendê-lo. Em um desses disparates, demonstrou preconceito inaceitável, recomendando ao repórter “ir sem batom” na próxima entrevista.

O POVO reafirma irrestrito apoio a Renato Abê, que reagiu com tranquilidade e profissionalismo aos xingamentos e provocações a que foi submetido durante a entrevista e depois dela. De início, foi oferecido apoio jurídico ao repórter, que considerou não ser necessário.

Com o continuar das agressões torpes ao longo da semana, no entanto, avaliamos importante repor publicamente alguns pontos. Desnecessário comentar a falta de equilíbrio do ator, mas é importante esclarecer as mentiras que ele publica.

Diferentemente do que Vereza afirma, o jornalista não entrou “oportunisticamente” no teatro, enquanto a produção montava o cenário da peça. A entrevista havia sido marcada com a própria assessoria de imprensa da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), sendo explicado que a conversa teria como tema questões políticas, assunto que o ator costuma abordar.

Também é mentirosa a afirmação de que o jornal não tenha divulgado a peça Iscariotis. O monólogo ocupou toda a capa do Vida & Arte Guia do dia 12/4, tendo sido o grande destaque da edição. Na própria entrevista, é feita menção à peça e ao local da apresentação.

Também não procede a afirmação que o jornalista passou a “plantar notas” em veículos de esquerda para se autopromover. A entrevista foi publicada nas redes sociais do O POVO, como boa parte das matérias do jornal, tendo obtido grande repercussão.

De tudo isso, uma coisa Vereza não questionou: o conteúdo publicado pelo O POVO. Falou mal do profissional e do que imagina que tenha sido o processo de agendamento e divulgação, mas não pode negar a precisa reprodução do que disse, inclusive com a íntegra no online. Talvez tenha sido exatamente isso que o tenha incomodado.

*A entrevista com o ator Carlos Vereza está disponível aqui.

*A matéria do O POVO sobre a peça leia aqui.

PSDB pode mesmo apostar num general para disputar o Governo

Da Coluna do Eliomar de Lima, do O POVO desta sexta-feira:

O PSDB pode mesmo apostar no nome do general de Exército Guilherme Theóphilo como seu candidato ao Governo do Ceará.

Embora a legenda, entre uma reunião e outra, diga que ainda amadurece com aliados a chapa para enfrentar a trupe de Camilo Santana (PT), há pesquisas internas dos tucanos apontando para o seguinte perfil: o eleitor quer apostar em gente confiável, de passado limpo, competente e que tenha condições de enfrentar graves problemas como a violência.

Guilherme Theóphilo, nascido no Rio de Janeiro, pertence a uma linhagem de militares cearenses (seu pai era o general de brigada Manoel Theóphilo Gaspar de Oliveira Neto). Com um ano, veio morar em Fortaleza e foi aluno do Colégio Militar. Integrante do comando que planejou a intervenção federal na segurança do Rio, o general mostrou, ao se filiar a um partido, que não vai aderir ao pijama.

Resta saber se tal projeto se concretiza e se no imaginário da população ainda perduram fantasmas do tempo do regime militar.

A Transposição e a irresponsabilidade

366 1

Com o título “Parada na transposição”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Aborda a novela absurda em torno da obra da transposição das águas do rio São Francisco. Confira:

As populações dependentes da conclusão do Eixo Norte do Projeto Integração do São Francisco (PISF), ou seja, mais de sete milhões de pessoas (em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte) estão ameaçadas de sofrer nova frustração de não ver a obra concluída no próximo semestre (talvez nem no próximo ano), se depender da burocracia de Brasília. Um absurdo, pois faltam apenas 260 quilômetros de extensão (5,6% do total da obra) para a novela ser encerrada. O novo capítulo foi acrescentado com a desistência do Consórcio Emsa, vencedor da licitação para obras do Eixo Norte. Alegou não ter condições financeiras para a conclusão.

Enquanto isso, o Ministério da Integração Nacional manteria os trabalhos apenas em pontos considerados prioritários. Na última quarta-feira, o ministro Pádua Andrade afirmou, no Senado, que o problema não deverá atrasar a obra. Faltaria, entretanto, rescindir o contrato com a empresa desistente, de forma amigável. Alegará que a empreiteira não cumpriu o ritmo previsto, pedindo mais um ano (para concluir). Além disso, existe um débito com trabalhadores de três meses e débitos com fornecedores de mais de R$ 10 milhões. A “persuasão” viria através da ameaça de ela ficar impedida de executar qualquer obra pública em todo o Brasil.

Não se trata de algo inédito: outras duas empresas, anteriores, terminaram desabilitadas no processo licitatório por “não atender itens técnicos” do edital, conforme o Ministério da Integração Nacional. Apurou-se que a quarta colocada no processo, estuda a possibilidade de assumir a responsabilidade.

Contudo, o Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro teria se colocado à disposição para tocar a obra.

Ora, se assim for, o mais racional, à primeira vista, é aproveitar essa disponibilidade do batalhão militar, pois essa alternativa já foi usada no Eixo Leste com bastante eficácia, quando ocorreram impasses semelhantes. E a questão é muito séria e urgente, pelas repercussões sociais e econômicas advindas de eventual prolongamento da irregularidade climática, numa população já tão exaurida por uma expectativa demasiadamente prolongada.

A má vontade de certos círculos com essa obra não é novidade para ninguém. Foi um trabalho hercúleo trazê-la até aqui, e a incompreensão continua. O que se investiu foi algo comparável aos R$ 10 bilhões pagos de compensação aos acionistas americanos da Petrobras, há poucos dias, sem nenhuma chiadeira semelhante à ouvida desde que se iniciaram as obras da transposição, em 2007. É preciso mais senso de proporcionalidade e responsabilidade social.

Presidente do Instituto Brasil-África é Comendador da Ordem do Rio Branco

O presidente do Instituto Brasil-África, João Bosco Monte, receberá, nesta sexta-feira (20), a Ordem de Rio Branco no grau de Comendador. A cerimônia de entrega ocorrerá às 12 horas, no hall do Palácio do Itamaraty, em Brasília, com a presença do presidente Michel Temer.

A atribuição das insígnias da Ordem é feita anualmente no dia 20 de abril, data em que é comemorado o Dia do Diplomata, em homenagem ao dia de nascimento do Barão do Rio Branco, o patrono da diplomacia brasileira.

A Ordem de Rio Branco foi criada em 1963 com o objetivo de galardoar pessoas físicas, jurídicas, corporações militares ou instituições civis, nacionais ou estrangeiras que, pelos serviços prestados ou méritos alcançados, sejam considerados merecedores de distinção.

Perfil

O cearense João Bosco Monte é pós-doutor em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília e doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará. É professor da Unifor, membro do Center for African, Latin American and Caribbean Studies (CALACS) e atua como consultor para diversas instituições internacionais. Fundou o Instituto Brasil-África em 2012, organização sem fins lucrativos que trabalha para a promoção do desenvolvimento do Brasil e dos países africanos.

(Foto – Divulgação)