Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Banda cearense faz tributo a Tim Maia nesta sexta-feira

173 2

A banda cearense Black.CE realiza na noite desta sexta-feira (2), no The Bar, no bairro João XXIII, um tributo ao cantor Tim Maia, falecido há duas décadas, aos 55 anos. O ingresso custa R$ 8.

A banda irá se apresentar a partir das 22h30min e seguirá com os maiores sucessos de Tim Maia até a 0h30min. O The Bar estará aberto ao público a partir das 18 horas.

SERVIÇO

Tributo a Tim Maia

Banda Black.CE

Sexta-feira, 2

Horário: 22h30min

Entrada: R$ 8

Endereço: Avenida Lineu Machado, 1514, João XXIII

(Foto: Divulgação)

Grupo de Comunicação O POVO inicia na próxima semana o projeto “Grandes Nomes 2018”

Bráulio Bessa é uma das atrações do Encontro com Fátima Bernardes, da Globo.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

Tudo pronto para o “Grandes Nomes 2018”, um projeto do Grupo de Comunicação O POVO, que levará aos ouvintes da Rádio O POVO/CBN uma sabatina com personalidades de destaque no cenário atual do Estado.

Tendo a apresentação do jornalista Luiz Viana, produção de Letícia Lopes e coordenação de Nazareno Albuquerque, o encontro ocorrerá no período de 6 a 12 deste mês de novembro, sempre das 10 às 11 horas, no Espaço O POVO de Cultura & Arte.

Na lista, Dr. Carlos Roberto Martins Rodrigues (dia 6), idealizador do Distrito de Saúde de Porangabussu; Célio Studart (PV), vereador do PV que foi eleito deputado federal com a pauta dos pets; o poeta Bráulio Bessa (dia 8); Geraldo Luciano, vice-presidente do Grupo M. Dias Branco (dia 9); e o ator Silvero Pereira, (dia 12).

Tudo com transmissão ao vivo também pela página do Facebook O POVO/CBN, O POVO Online e TV O POVO, que exibirá as entrevistas em datas a serem divulgadas antecipadamente.

(Foto -Reprodução de TV)

Editorial do O POVO – “Um juiz na política”

126 2

Com o título “Um juiz na política”, eis o Editorial do O POVO. Confira:

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) confirmou a nomeação do juiz da Lava Jato, Sergio Moro, para o “superministério” da Justiça e Segurança Pública. Além dessas atribuições, a pasta vai absorver as atividades do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle e parte das atividades do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), hoje subordinado ao Ministério da Fazenda. Segundo Bolsonaro, isso permitirá que Moro tenha informações em tempo real para facilitar o combate à corrupção e ao crime organizado.

As indicações de que Moro não descartava algum tipo de participação na política ficaram subentendidas na resposta que ele deu ao ser questionado porque não desautorizava o então candidato Alvaro Dias (Podemos) que o apresentava como potencial ministro em caso de vitória. Na ocasião, Moro escreveu uma nota dúbia afirmando que a “recusa ou aceitação” eram inviáveis “no momento”, pois poderiam ser interpretadas como indicação de preferências políticas partidárias, o que era “vedado para juízes”. Ou seja, a nota arrefecia as suas declarações de dois anos atrás, quando negou, enfaticamente, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo (5/11/2016), qualquer possibilidade de entrar na política, afirmando que “jamais” faria isso.

O fato é que a decisão de Moro em aceitar a indicação causou surpresa em uma parcela da sociedade brasileira e também na imprensa internacional, que reagiu negativamente. O editor da revista britânica The Economist, Michael Reid, afirmou que o fato de Moro ter aceitado o convite foi “um grande erro”, pois, agora “a prisão de Lula parece um ato político”. O Financial Time titulou: “Bolsonaro nomeia juiz que mandou prender Lula”.

Durante o período que conduziu os processos da Lava Jato, Moro construiu uma sólida reputação de integridade; de um juiz intransigente contra a corrupção e que aplicou a lei com rigor, mandando para a cadeia empresários endinheirados e políticos poderosos, algo antes nunca visto no País. No entanto – mesmo não se pondo em dúvida a sua honorabilidade -, os questionamentos são legítimos e vão ajudar a sustentar o discurso de seus opositores de que ele vinha tendo uma atuação premeditada no Judiciário para alçar voos políticos.

De qualquer modo, o discurso contra a corrupção que permeou a campanha do presidente eleito vai ganhar uma cara em seu governo – a de Moro -, que tem o respeito de uma ampla parcela da sociedade brasileira, e de quem se espera muito. Nesse aspecto, a nomeação foi um gol de Jair Bolsonaro. Agora, é preciso acompanhar os acontecimentos para verificar se as expectativas despertadas vão se confirmar.

(Editorial do O POVO)

Heitor Férrer – Ao convocar Moro para sua equipe, Bolsonaro se credencia perante a sociedade

489 4

Do deputado estadual Heitor Férrer (SD), falando para o Blog sobre a indicação do juiz federal Sergio Mora para a pasta da Justiça do futuro governo de Jair Bolsanaro:

A conduta ética, moral, firme e justa do Sérgio Moro o credencia para assumir qualquer cargo público no País. Quem o chama para compor sua equipe, se credencia perante a sociedade, sinalizando que pretende trabalhar com seriedade. Torço para que no Ministério da Justiça, ele dê grandes respostas à sociedade brasileira e que, depois dessa pasta, ele assuma uma vaga no Supremo Tribunal Federal para continuar julgando com a seriedade e com a responsabilidade como conduziu e julgou na Operação Lava Jato.

(Foto – ALCE)

Confira o plantão do Judiciário do Ceará neste feriadão

Magistrados da Capital e de comarcas do Interior atuarão, em regime de plantão, nesta sexta-feira, Dia de Finados, e no fim de semana. A informação é da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará.

O atendimento no TJCE será feito pelos desembargadores Francisco de Assis Filgueira Mendes e Francisco Lincoln Araújo e Silva, além da juíza convocada Rosilene Ferreira Facundo. Os magistrados atenderão, respectivamente, na sexta (2/11), sábado (3) e domingo (4), das 12 às 18 horas, no Palácio da Justiça, bairro Cambeba.

Já no Fórum Clóvis Beviláqua, o plantão ficará a cargo da 12ª, 13ª e 14ª Varas de Família e da 12ª, 13ª e 14ª Varas Criminais da Capital. Os juízes estarão disponíveis das 12 às 18 horas. Os pedidos de natureza cível no âmbito de competência da Infância e da Juventude, destinados apenas para apreciação de casos urgentes, serão analisados pelos citados plantonistas.

Interior

No Interior, o atendimento acontecerá das 8 às 14 horas nas comarcas de Juazeiro do Norte (Vara de Família e Sucessões e Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), Barbalha (2ª e 3ª Varas), Iguatu (JECC), Jucás (Vara Única), Missão Velha (Vara Única), Porteiras (Vara Única), Pereiro (Vara Única), Solonópole (Vara Única), Quixadá (JECC), Quixeramobim (1ª Vara), Baturité (JECC), Capistrano (Vara Única), Morada Nova (2ª e 3ª Varas), Aracati (3ª Vara e JECC), Pacatuba (1ª e 2ª Varas), Chorozinho (Vara Única), Eusébio (1ª Vara), Caucaia (JECC e Vara Única da Infância e da Juventude), Trairi (Vara Única), Uruburetama (Vara Única), Sobral (3ª Vara Criminal e 3ª Vara Cível), Granja (2ª Vara), Itarema (Vara Única), Forquilha (Vara Única), Frecheirinha (Vara Única), Reriutaba (Vara Única), São Benedito (Vara Única), Crateús (3ª Vara e JECC), Catarina (Vara Única), Independência (Vara Única), Irauçuba (Vara Única) e Itapajé (1ª Vara).

O POVO é finalista no II Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

Thiago Paiva, Fábio Lima e Demitri Túlio.

Os jornalistas Thiago Paiva, Demitri Túlio e Fabio Lima, todos do O POVO, são finalistas do II Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, concedido pela parceria da Federação dos Policiais Federais (Fenapef) com o Sindicato dos Policiais Federais (Sindipol/DF).

Na categoria Jornalismo Impresso, eles concorrem com três cadernos que formaram o especial “Território à espera de paz”, veiculado nos dias 29, 30 e 31 de janeiro deste ano. A série abordou questões sobre terror imposto pelas facções criminosas na rotina de comunidades da periferia de Fortaleza, e sobre a vida de alunos que abandonaram ou solicitaram a transferência dos locais de estudos por medo ou ameaças sofridas por grupos criminosos. Na última reportagem da série, ganharam destaques o avanço das organizações criminosas no Ceará e no aumento da população de sem teto em Fortaleza, por serem expulsos de suas residências. Alguns moradores tiveram, inclusive, que buscar abrigo nas praças e esquinas da Capital.

Confira as reportagens da série:

*Cotidianos alterados pelas facções

*Violência das facções atravessa escolas

*Refugiados urbanos: a fuga e o abrigo na rua

Fotografia

Fábio Lima é repórter fotográfico desde 1994. Indicado com dois trabalhos na categoria de fotojornalismo, com “Guerra por Território” e “O fracasso das políticas sobre as drogas”(série de fotos), ele destacou que, além de há anos desenvolve trabalho de retratar a realidade vista em pautas policiais e mostrar os cotidianos da violência. “Eu gosto da adrenalina, e de como é possível retratar realidades tão adversas em um mesmo ambiente”.

Fotos do premiadíssimo Fábio Lima que estão concorrendo: 

Jornalismo Impresso

Thiago Paiva é um dos finalistas na categoria Jornalismo Impresso. Há oito anos no O POVO, ele começou a trajetória como estagiário de Política, depois tornou-se repórter de Segurança Pública, e, neste ano, tornou-se repórter do Núcleo de Jornalismo Investigativo. “Estar entre os finalistas, concorrendo com gente tão qualificada, é um reconhecimento do nosso trabalho. Um incentivo para seguir em frente. Nos dá fôlego e ânimo para cumprir o papel que se espera do jornalismo em dias como esses que vivemos”.

“Nessa série de reportagens, mergulhamos no drama das comunidades dominadas por facções criminosas. Mostramos o impacto desse controle cotidiano, os reflexos na evasão escolar, na imposição de condutas e no surgimento dos ‘refugiados urbanos’, conceito que utilizamos para retratar a situação de pessoas que foram expulsas de casa pelas facções. Até hoje, ainda não há política pública que devolva a essas pessoas as mínimas condições de dignidade com as quais viviam. Isso é muito grave e continua a se repetir. Nosso papel é seguir denunciando”, conta.

Para o jornalista e também finalista na categoria de “jornalismo impresso”, Demitri Túlio, a reportagem foi um meio de retratar a realidade de famílias que vivem em comunidades periféricas e que estão entre o meio das disputas das facções criminosas. “A reportagem sobre as disputas dos territórios, na verdade, é um acompanhamento jornalístico sobre o fenômeno das facções desde 2015. Em forma de factualidade ou em série”. Ele acrescenta: “É uma maneira do jornalismo ser ponte entre o poder público e quem sofre com o dia a dia de um bairro dominado ou ameaçado pelo medo criado por esses grupos criminosos. Quadrilhas que criaram musculatura por causa da presença insuficiente do Estado e a segurança social capenga que temos no Ceará”, relata.

Na disputa

A premiação é composta por cinco categorias. Além dos profissionais do O POVO, também foram indicados jornalistas de Correio Braziliense, Jornal A Tribuna, Rádio Gaúcha, CBN Vitoria, CBN Brasília, TV Jornal, TV Record, Intertv Cabugi (Afiliada Rede Globo) e o Jornal Metrópoles. Os vencedores serão conhecidos no dia 22 de novembro de 2018, em Brasília.

(O POVO Online – Com Jullie Vieira)

VAMOS NÓS – Que honra fazer parte da equipe do O POVO, que conta com profissionais desse quilate…Ah, nojentos queridos!!

Zé Ramalho fará apresentação no Dragão Pop Music

O cantor e compositor Zé Ramalho fará show em Fortaleza. Será no próximo dia 24, a partir das 21 horas, na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. Isso, dentro do Dragão Pop Music, ocasião em que traz a turnê “40 Anos de Música”.

Os ingressos já podem ser adquiridos na bilheteria do Dragão do Mar, nas lojas Blinclass e pelo site Bilheteria Virtual.

(Foto – Divulgação)

Prefeito Roberto Cláudio visitará a Tailândia para dar palestra e fechar convênio em evento da OMS

170 1

O prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), é um dos convidados da Conferência Mundial Sobre Prevenção e Segurança de 2018, que acontecerá de 5 a 7 de novembro, em Bangkok (Tailândia). Ele é convidado da Organização Mundial da Saúde (OMS) para ser palestrante na conferência denominada de “Segurança 2018”, organizada pelo Ministério de Saúde Pública da Tailândia e co-patrocinada pela OMS, Instituto Nacional de Medicina de Emergência (NIEM) e a Fundação de Promoção de Saúde da Tailândia.

Roberto Cláudio, nos três dias de visita, vai se reunir com mais de 1000 dos principais pesquisadores, profissionais, formuladores de políticas e ativistas do mundo para compartilhar informações e experiências e discutir soluções, informa a assessoria de imprensa do Paço Municipal.

Agenda

Em Bagkom, o prefeito Roberto Cláudio vai assinar termos de cooperação técnica com a própria OMS e outros organismos internacionais na área das políticas de saúde pública e prevenção à violência no trânsito, além de ações de captação de recursos para área da saúde pública.

Fortaleza é, hoje, uma referência na questão da segurança viária, sendo umas das dez cidades do mundo que têm parceria com a Fundação Bloomberg, destaca a Organização Mundial da Saúde.

(Foto – Divulgação)

Ciro Gomes e o “Bloco do Eu Sozinho”

204 2

Com o título “O Bloco do Eu Sozinho”, eis artigo de José Nilton Mariano Saraiva, economista pela UFC e aposentado do Banco do Nordeste. Ele comenta a mobilização política de Ciro Gomes (PDT). Confira:

Já que não obteve os votos necessários para a batalha final, se realmente tivesse mesmo um mínimo de apreço pela democracia, e face a ameaça real desta sucumbir ante um ultradireitista, Ciro Gomes deveria ter posto em prática seu recorrente discurso contra o perigo da ascensão do “fascismo” por essas bandas, dando apoio àquele que se habilitou para ser o “anti” (Fernando Haddad). Isso seria o natural, o lógico, o racional, o óbvio.

Só que, com Ciro Gomes, a coisa não funciona bem assim, certamente devido à longa convivência com o seu padrinho político Tasso Jereissati (a quem espetacularmente findou traindo). E por uma razão simplória: como bom aluno que é, a “criatura” findou por assimilar pari-passu o modus operandi do “criador”, em termos de arrogância, prepotência e autocracia coronelística.

Para comprovar, basta uma rápida olhadela no seu extenso “prontuário-político”, onde constata-se ter aderido a incríveis sete (07) agremiações partidárias em seus 36 anos na política: PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB, PROS e PDT, algumas das quais sem qualquer identidade ideológico-programática com a outra (ou seja, por pura conveniência pessoal).

E que delas se desligava em razão dos seus dirigentes não permitirem que “tomasse de conta” da agremiação (à época, houve discussões com os Novaes, aqui de Fortaleza, com Roberto Freire e com o falecido Eduardo Campos, de Pernambuco). Já com relação ao PROS, por exemplo, circulam notícias que teria pago R$ 4,0 milhões para se apossar do partido.

Frio e calculista, ao aproximar-se de Lula da Silva já objetivava obter seu apoio para uma possível candidatura à Presidência da República, mais à frente, mesmo sem integrar os quadros do PT.

Como, após reeleito, Lula da Silva frustrou seu desejo ao optar por Dilma Rousseff à sua sucessão, arranjou espaço em horário nobre nos principais noticiosos de diversos canais televisivos e tratou de desancar da candidata petista, mesmo que para tanto tenha tido que tecer loas ao adversário e arquirrival José Serra (à época, a entrega da “coordenação de campanha” de Dilma, no Nordeste, foi o bastante para acalmá-lo).

Usando partidos “barrigas de aluguel”, concorreu em duas oportunidades à Presidência da República, tendo como “vices” figuras às quais não guardava a mínima identidade, mas que lhes eram convenientes eleitoralmente: Roberto Freire e o tal Paulinho da Força, mas ainda assim nunca conseguiu ter votos suficientes para sequer passar para o segundo turno.

Agora, na eleição recém-finda, foi convidado a concorrer como vice na chapa de Lula da Silva, mas a prepotência e arrogância falaram mais alto, já que só aceitaria entrar na disputa na condição de “cabeça-de-chapa” (ou seja, Lula da Silva e o PT deveriam se submeter aos seus caprichos e vontades, olvidando todo um passado de luta). Se tivesse tido a humildade de aceitar, com o impedimento de Lula teria ocupado o lugar que acabou sendo entregue a Fernando Haddad e, enfim, poderia ter chegado lá.

Como fracassou mais uma vez, foi lamber suas feridas fora do país, durante o segundo turno da eleição, negando-se a combater o candidato fascista e, potencialmente, ajudando-o a eleger-se, ao soprar no ouvido do irmão-ventríloquo todo o ódio e frustração que dele se apossou e que foi verbalizado em reunião do próprio PT (depoimento que foi usado à vontade pelo candidato fascista, a partir de então).

Em sua própria “página oficial” no facebook (https://www.facebook.com/cirogomesoficial), centenas e centenas de pessoas o rotulam de traidor, frouxo e covarde, e de ter contribuído decisivamente para a eleição do candidato-fascista (em sua página oficial, repita-se).

Em troca, e claramente querendo “tirar o braço da seringa”, Ciro Gomes contra-ataca e responsabiliza o PT e Lula da Silva pelo desastre da ascensão do fascismo no Brasil, enquanto já dá a entender que só participará de uma grande frente democrática em 2022 se o colocarem como “cabeça-de-chapa” e, claro, com o PT fora.

Se não, continuará messianicamente a desfilar no “bloco do eu sozinho”.

*José Nilton Mariano Saraiva

Economista pela UFC e aposentado do Banco do Nordeste.

No Cariri, uma articulação para salvar o caranguejo guaja-do-araripe da extinção

215 1

O Geopark Araripe, Aquasis e o Instituto Federal do Crato promoverão ações para garantir a conservação do caranguejo guaja-do-araripe. Isso ocorrerá no próximo sábado, 3, às 10 horas, na RPPN Óasis Araripe. A informação é da assessoria de comunicação da Universidade Regional do Cariri (Urca).

A ação consiste em uma reintrodução da espécie na Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) da AQUASis, um ambiente que possui características necessárias para a sobrevivência do caranguejo. Alguns exemplares estão sendo mantidos em cativeiro para reprodução, no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia.

O caranguejo está sendo alvo de diversos estudos com objetivo de ampliar o que se sabe sobre seus comportamentos e reprodução em cativeiro, enquanto será realizada a reintrodução, com o apoio do ICMBIO.

Extinção

A espécie de caranguejo (guaja-do-araripe) descoberta recentemente é endêmica da Chapada do Araripe e ameaçada em um nível crítico de extinção. Há poucos espécimes restritos a um local específico de Arajara, distrito de Barbalha.

Cagece oferta 100 vagas para cursos profissionalizantes

208 1

A Cagece está oferecendo 100 vagas para cursos profissionalizantes no mês de dezembro. No total, são três modalidades de capacitação: bombeiro hidráulico (30 vagas), auxiliar administrativo (35 vagas) e pintura industrial (35 vagas). A informação é da assessoria de imprensa do órgão.

Os interessados em se candidatar devem retirar a carta de encaminhamento em uma das unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que serão emitidas a partir do dia 1 até o dia 23 de novembro.

Os cursos são gratuitos e as matrículas acontecem no dia 24 de novembro, das 8 às 11 horas, na sede da companhia (Avenida Dr. Lauro Vieira Chaves, 1030 – Vila União). O atendimento será realizado por ordem de chegada.

Exigências

Para se matricular é necessário estar com a carta de encaminhamento em mãos, ter idade mínima de 16 anos e apresentar os seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino fundamental, identidade, CPF e comprovante de residência.

Para os alunos que já realizaram os cursos na companhia e buscam novas oportunidades de capacitação, basta apresentar o certificado de participação do curso realizado anteriormente pela Cagece. As aulas do curso de auxiliar administrativo ocorrerão na própria sede da companhia. Já as aulas de bombeiro hidráulico e pintura industrial acontecerão na unidade da Cagece no bairro Pici (Av. Carneiro de Mendonça, sem número, próximo ao Hospital da Mulher).

SERVIÇO

*Curso: Bombeiro hidráulico (30 vagas)
Período: 01, 02 e 08 de dezembro de 2018
Horário: Sábado e domingo, de 8h às 17h
Local: Cagece Pici

*Curso: Auxiliar administrativo (35 vagas)
Período: 03 a 12 de dezembro de 2018
Horário: Segunda a sexta-feira, de 17h30 às 21h30
Local: Cagece Sede

*Curso: Pintura industrial (35 vagas)
Período: 08 e 09, 15 e 16 de dezembro de 2018
Horário: Sábado e domingo, de 8h às 17h
Local: Cagece Pici

Confira os endereços dos Sines

Aldeota
Av. Santos Dumont, 5015
Tel: (85) 3101.1660

Centro
Rua Assunção, 699
Tel: (85) 3101.2775

Parangaba
Av. João Pessoa, 6239
Tel: (85) 3101.3034

Vapt Vupt Antônio Bezerra
Av. Demétrio de Menezes, 3750
Tel: (85) 3101.2743

Vapt Vupt Messejana
Rua Jornalista Tomaz Coelho, 408
Tel: (85) 3101.2138

(Foto – Ilustrativa)

Horário de Verão mexe com programação da Rádio O POVO/CBN

A partir desta segunda-feira, dia 5, haverá mudanças na programação da Rádio O POVO CBN.

Por conta do horário de verão, que se iniciará na madrugada de sábado para domingo e vai até o dia 17 de fevereiro do ano que vem, todas as atrações começam uma hora mais cedo.

O programa “Povo no Rádio”, por exemplo, agora vai ao ar a partir das 8 horas. Já o “Debates do Povo” começa às 10 horas. Outra atração de sucesso, “O POVO Economia”, com Neila Fontenele, será transmitido a partir de 13 horas.

Então, fique ligado: novos horários, mas a qualidade de conteúdo de sempre.

*Confira mais sobre horário de verão e impactos no Ceará aqui.

(Foto – Paulo MOska)

Prefeitura lança seleção pública para formar cadastro de reserva na área do professorado

O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh) lançou, em seu site, seleção pública para formação de cadastro de reserva para professores substitutos da rede municipal de ensino de Fortaleza. As inscrições já podem ser feitas, exclusivamente, pela internet. O prazo vai até o próximo dia 25, no Canal de Concursos e Seleções do Portal da Prefeitura, informa a assessoria de comunicação do Paço Municipal.

Os interessados em participar da seleção devem possuir licenciatura em pedagogia ou licenciatura que habilite para ensino nas seguintes disciplinas: língua portuguesa, libras, língua inglesa, língua espanhola, matemática, ciências, geografia, história, artes, educação física e ensino religioso.

Os candidatos aprovados na seleção serão lotados no período da manhã, tarde e/ou noite, nas Escolas Municipais localizadas nos seis Distritos de Educação, obedecendo-se rigorosamente à ordem crescente de classificação final, por área e distrito de sua opção.

Processo

O processo seletivo será realizado em uma única etapa, que constará da aplicação de prova objetiva, com 40 questões, de caráter eliminatório e classificatório. A data prevista para aplicação da prova objetiva é 16 de dezembro, sendo no período da manhã para os candidatos das áreas específicas, e no período da tarde para os candidatos da pedagogia.

Para se inscrever, os interessados devem acessar o Canal de Concursos e Seleções do Portal da Prefeitura, preencher o formulário eletrônico e pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 110.

SERVIÇO

*Diretoria de Concursos e Seleções (Dices) – Avenida João Pessoa, 5609 – Damas
*Mais Informações – 3433.2987.

Que tal um voto de confiança no presidente eleito?

Com o título “Que tal um voto de confiança no presidente eleito?”, eis artigo deGustavo Brígido Bezerra Cardoso, presidente da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB-Ceará. “Torço por um bom governo. Boa sorte ao presidente. Mas saiba que as instituições manter-se-ão vigilantes”, diz o articulista. Confira:

Após turbulento período eleitoral, marcado pelo acirramento entre os dois pedaços em que o Brasil foi dividido, tem-se o desfecho com a vitória de Jair Bolsonaro. O Brasil adota a forma de governo republicana e o sistema de governo presidencialista, em razão dos quais o presidente eleito acumula as funções de chefe de Estado e de governo, com competências constitucionalmente estabelecidas no artigo 84 do texto vigente.

Ao longo da campanha, as duas chapas dominantes teceram discursos tendentes à substituição do texto constitucional de 1988, porém tergiversaram ao longo do segundo turno. No primeiro discurso (“live”) após a proclamação do resultado, Jair Bolsonaro já se rendeu ao texto da própria Constituição anteriormente ameaçada, ao lado do texto bíblico.

O Estado brasileiro se apresenta como Estado laico, embora de tradição religiosa evocada dos períodos colonial e monárquico. Veremos, nos próximos anos, constantes abordagens religiosas de temas eminentemente laicos: resta saber se ultrapassará dos limites da razoabilidade tradicionalmente aceita na realidade política brasileira.

Ao longo dos últimos 30 anos, desde a promulgação da Constituição atual, no contexto da redemocratização, o Brasil perfilou a consolidação das instituições em detrimento das trocas de governo: o Poder Judiciário, as funções essenciais à Justiça (Ministério Público, Advocacia Pública, Defensoria Pública e Advocacia Privada), a Polícia Federal, os Tribunais de Contas, bem como os próprios órgãos do Poder Legislativo.

Esse cenário me leva a conjecturar que os discursos exagerados de campanha serão ajustados à rotina da gestão administrativa, de modo que eventuais temores extremistas não passarão de temores. As instituições devem sobrepor-se aos interesses pessoais, bem como aos projetos de governo. Os brasileiros temos que compreender que o presidente eleito representa todo o povo, em razão do qual o poder deve ser exercido, sob a tônica da soberania popular.

As oposições devem manter-se vigilantes, na mesma medida em que devem pautar suas críticas em torno do Brasil, e não das máculas e feridas decorrentes do processo eleitoral. Torço por um bom governo. Boa sorte ao presidente. Mas saiba que as instituições manter-se-ão vigilantes.

*Gustavo Brígido Bezerra Cardoso

Presidente da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB-Ceará

gustavobrigido@uol.com.br

Senai/CE e agência alemã fecham parceria na área de energias renováveis

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quinta-feira:

O Senai do Ceará vai estar elaborando projeto na área de energias renováveis com a agência alemã de Cooperação Internacional (GIZ). O objetivo é desenvolver capacitações e treinamentos no Nordeste.

O diretor regional do Senai, Paulo André Holanda, informa que já foi consentido o aval para avançar o projeto em 2019.

Na última terça-feira, uma comitiva alemã conheceu o Centro de Exame de Certificação de Profissionais do Setor Solar Fotovoltaico do Senai/CE, que realizou a entrega do certificado de montador de sistemas fotovoltaicos ao primeiro candidato a concluir o processo de reconhecimento de competências.

(Foto – TV Jaguar)

Vereadores de Fortaleza repercutem denúncia e saem em defesa de Julierme Sena

341 2

Vereadores da oposição e da base aliada do governo, comentam matéria veiculada pelo Jornal Diário do Nordeste, na última terça-feira (30), que cita o vereador Julierme Sena (PROS), como responsável pela indicação do chefe de Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Canindé, acusado de extorsão.

Segundo o jornal, um policial rodoviário federal estaria extorquindo e ameaçando agentes, exigindo metas de autuações. Na reportagem, o jornal citou que o policial investigado doou R$ 1 mil para a campanha do vereador Julierme Sena, em 2016. O vereador foi questionado se a doação tem ligação com a indicação do policial para o cargo de chefia.

Durante o tempo da liderança de oposição, o vereador Marcio Martins (PROS) afirmou que defende a devida apuração da conduta do policial rodoviário, mas classificou a matéria como tendenciosa, ao incluir o nome do vereador Julierme Sena. “O que não acho justo, é trazer nome do vereador, porque o seu irmão é superintende da PRF”, frisou.

O líder e vice-líder do governo, vereadores Ésio Feitosa (PPL) e Dr Porto (PRTB), respectivamente, também fizeram apartes em apoio ao vereador Julierme. Para Ésio, “o jornal foi induzido ao erro” e espera que, ao final do processo, o veículo dê o mesmo espaço para esclarecer todos os fatos.

Já o vereador Dr. Porto afirmou conhecer a conduta e a seriedade do inspetor Marcos Sena e do vereador Julierme e acredita que houve um equívoco na abordagem da matéria.

(Foto – CMFor)

PT fará a plenária da resistência para fechar estratégias de luta contra Bolsonaro

156 2

O PT do Ceará vai realizar uma plenária nesta quinta-feira, às 18h30min, na sede estadual (Benfica). O objetivo, segundo o presidente da legenda no Estado, deputado Moisés Braz, é organizar “coletivos para defender os movimentos sociais como o MST e o MTST e as pessoas que pensam ou são diferentes de Bolsonaro: os negros, os indígenas, o povo LGBTI.”

“Claro que não gostamos de perder, mas reconhecemos que ele, Bolsonaro, foi eleito, escolhido pela maioria. Temos que garantir as instituições democráticas e vamos juntos e juntas defender a soberania, os direitos sociais e a democracia”, diz o presidente do PT Ceará.

O deputado federal reeleito José Guimarães, que estava a frente da Campanha Haddad no Ceará, participará da plenária, intitulada “Resistência”. ele assegura que o PT fará oposição “sistemática às propostas do presidente eleito, Jair Bolsonaro.”

Guimarães até ironiza: “Por incrível que pareça, o novo presidente é ainda pior do que Temer”.

(Foto – Rodrigo Carvalho)

Dá certo universidade saindo do MEC e passando para a Ciência e Tecnologia?

133 1

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta quinta-feira, eis o tópico “Possibilidades e interrogações”. Confira:

Colocar ensino superior na Ciência e Tecnologia não é necessariamente ruim. Pode fazer sentido. Afinal, universidade não deve ser apenas ensino – deve ser, sobretudo, produção de conhecimento. Pesquisa. Ocorre que a transferência para a C&T não garante nada.

No Ceará mesmo, a Uece está subordinada à Secretaria da Ciência e Tecnologia há bastante tempo e isso não tem evitado muitos percalços que a universidade atravessa, nem deu a ela o protagonismo científico que seria desejável. Determinante, para isso, como em tudo mais, serão os nomes escolhidos e a decisão política. Nesse sentido, o astronauta Marcos Pontes, escolhido para a função, não parece ter o estofo intelectual para conduzir o pensamento científico brasileiro.

Vantagem seria liberar o Ministério da Educação para cuidar do ensino básico, a prioridade absoluta do setor público, que hoje fica espremida entre as atribuições do MEC. Nisso o Ceará é caso exemplar. O MEC, em tese, poderia priorizar a articulação e o apoio técnico a estados e municípios, sem obrigação de gerir a intrincada rede de universidades. Mas, no desenho proposto, a educação incorpora Cultura e Esportes. Terá mais coisa ainda para tratar.

Na teoria, porque não se sabe, sobretudo, o peso dado à cultura no novo governo. Como disse no início, a disposição política de fortalecer e destinar recursos ao setor é mais importante que qualquer organograma.

—————————————————————————————————————————————————————–

VAMOS NÓS – Cid Gome, quando governador, chegou a defender a federalização da Uece.