Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

“Juntos por Fortaleza” deixa algumas lacunas, segundo a oposição

144 1

No programa Juntos por Fortaleza, recentemente lançado em clima de festão no Palácio da Abolição puxado pelo governador Camilo Santana (PT) e o prefeito Roberto Cláudio (PDT) , predominou um pacotão de obras mais no campo da mobilidade.
A oposição anda dizendo que prioridades reivindicadas sempre pela população como saúde e segurança pública, hoje, aliás num quadro de preocupações, tiveram pouco espaço.
(Foto – Divulgação)

23º BC em clima de 120 anos de criação

O querido Gutemberg Figueiredo, braço direito do jornalista e colunista Lúcio Brasileiro (O POVO), está entre os agraciados com o Medalhão Batalhão Marechal Castello Branco.

A comenda será entregue a várias personalidades durante festa militar que ocorrerá no próximo dia 29, a partir das 19h30min, no 23º Batalhão de Caçadores.

DETALHE – O ato integra a programação em comemoração ao 129º aniversário do 23º BC.

Sinduscon e a festa do Oscar da Construção do Ceará

O presidente do Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscon), André Montenegro, comandará, a partir das 20 horas desta sexta-feira, no La Maison Dunas, a Festa da Construção do Estado.

No evento, haverá a entrega de prêmios, em várias categorias, aos melhores do segmento, com o ponto alto sendo o anúncio da Construtora do Ano.

André promete um discurso otimista sobre as perspectivas de 2018. Ele diz que as vendas já estão reagindo, principalmente por conta da queda da taxa de juros.

“Tudo indica que teremos um 2018 bem melhor do que 2017, um ano de crise e reformas”, adiantou o dirigente do Sinduscon para o Blog.

Seu emprego está em risco, diz presidente da CUT do Ceará

Com o título “Seu emprego está em risco”, eis artigo do presidente da CUT/Ceará, Will Pereira. Ele diz que a conta do golpe começou a ser paga pela classe trabalhadora. Confira:

A conta do golpe já está sendo paga em prestações a perder de vista. E não por quem o defendeu, praticou ou financiou. Em sua imensa maioria, o ônus tem sido arcado de forma impactante pelo trabalhador e pela trabalhadora, cujo suor já não está mais direcionado à própria sobrevivência. Amanhã, dia 25 de novembro, completam-se duas semanas desde que o assassinato da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) se consumou, com a vigência da Reforma Trabalhista – rechaçada por todo o movimento  sindical. E os impactos começaram.

Retrocessos e danos significativos já atingem a classe trabalhadora com a reforma fantasiada de “modernização” pelo governo ilegítimo. São inúmeros, e não costumam estar explícitos pelos grandes monopólios de comunicação, muito menos pelos empregadores. Pelo contrário. A defesa da reforma começa já cedinho quando se liga a TV, por exemplo, numa manipulação assustadora da realidade.

Grávidas e lactantes já podem trabalhar em locais insalubres considerados de graus “mínimos e médios”, sendo afastadas somente a pedido médico. Duas semanas atrás, a CLT impedia esse absurdo, como também determinava um período obrigatório de uma hora de almoço. Já a nova regulamentação permite a “negociação” entre empregador e empregado – quem você acha que vai ganhar essa queda de braço? As demissões se espalham em todo o País, porque as empresas já podem contratar autônomos sem vínculo empregatício, mesmo havendo continuidade na prestação de serviço e mesmo havendo relação de exclusividade. As regras anteriores, sim, protegiam o trabalhador. Já a reforma o ataca, violentamente. E citamos, aqui, apenas alguns pontos.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou nesta semana (20/11) que o desemprego entre os jovens no Brasil atingiu sua maior taxa em 27 anos. Os dados apresentados apontam que, até o fim de 2017, praticamente 30% dos jovens do País vão estar sem trabalho. Os índices brasileiros estão acima das taxas globais. Diante desse cenário, o assassinato da CLT só acelera o trabalho precário e institucionaliza a exploração, privilegiando sempre o braço mais forte (e mais rico) da queda de braço.

*Wil Pereira

presidencia@cutceara.org.br

Presidente da Central Única dos Trabalhadores no Ceará (CUT-CE)

AMC pode virar alvo feito mãe de árbitro

A Arena Castelão terá superlotação, neste sábado, no jogo Ceará X ABC, último da Série B para o alvinegro e considerado o grande evento da festa pelo acesso à Série A.
Tudo bem, mas a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) ainda não se manifestou sobre plano para evitar engarrafamentos no entorno do estádio.
Que faça isso para não virar mãe de árbitro.

Camilo vai à Fiec expor política de incentivos fiscais do governo

O governador Camilo Santana (PT) estará na próxima segunda-feira (27), às 18h30min, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). Ali, ele vai participar de seminário para discutir incentivos fiscais com empresas cearenses. O evento é uma promoção da Fiec, Fecomércio e Governo do Estado.

Com o seminário, o Governo do Ceará pretende estimular o investimento em projetos localizados em território cearense, uma vez que muitas deduções de IR são destinadas a projetos em outros Estados. A ação é liderada pelo Conselho Temático de Responsabilidade Social da Fiec (CORES), que na ocasião lançará a cartilha “Incentivos Fiscais – Agregue valor à sua empesa e contribua com o desenvolvimento social”, formulada em parceria com a Fundação Beto Studart.

Público

O seminário é destinado exclusivamente a empresas com tributação do Imposto de Renda no Lucro Real e para empresas com ICMS tributado sem Substituição Tributária. Em pauta, estarão o Ato Normativo CEDIN 01/2016 que obriga as empresas com Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) a aplicarem recursos em projetos no território do Estado do Ceará que sejam contemplados pelas leis de incentivo, sob pena de revogação do benefício concedido pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial (Cedin).

DETALHE – Será a primeira visita de Camilo à Fiec depois do episódio em que o presidente  da entidade ensaiou disputar mandato em 2018, mudando período do mandato em favor de aliado na federação. Alexandre Pereira, primeiro vice, acabou barrando.

Artista plástico cearense expõe “Quatro Estações – Rio São Francisco” na Câmara dos Deputados

729 1

O contraste entre a exuberância da natureza e a degradação ambiental resultante da ação humana é a inspiração da nova exposição do Centro Cultural Câmara dos Deputados, assinada pelo artista plástico e geólogo cearense Francisco Ivo. “Quatro estações – Rio São Francisco” traz, em 20 telas, um estudo de caso sobre uma das mais importantes bacias hidrográficas do País, cuja transposição das águas pode chegar ao Ceará em 2018. O trabalho integra a 11ª edição da Mostra de Arte Cidadã da Câmara, aberta à visitação gratuita até 13 de dezembro.

A exposição, em breve, poderá ser trazida ao Ceará, pois está inscrita em editais de cultura locais. Antes de Brasília, parte da obra do cearense foi destaque em exposição individual no Memorial à República de Maceió, em Alagoas, entre novembro e dezembro do ano passado.

Em “Quatro estações – Rio São Francisco”, a técnica da pintura em óleo sobre tela ajuda o visitante a compreender as transformações no Velho Chico ao longo dos 2.700km de sua extensão, desde a nascente, em Minas Gerais, até a foz, entre Alagoas e Sergipe. As telas retratam não só a beleza dos cânions, da fauna e da flora, mas também os ciclos de desenvolvimento socioeconômico que acabaram cobrando um alto preço ao rio.
Obras como “Máquina imperial”, “Pontes do Velho Chico”, “Luz para todos” e “Transposição”, para citar apenas alguns exemplos, chamam a atenção para os efeitos positivos e negativos do progresso sobre a região.

A formação em Geologia do artista confere um tom especializado às pinceladas. Nas telas “Lajeados e Bromélias”, “Corrupião” e “Guaramiranga”, por exemplo, Francisco Ivo explica que a diversidade observada na bacia hidrográfica só foi possível graça à complexidade dos relevos e aos múltiplos habitats gerados durante uma longa história geológica, climática e biológica.

Quatro Estações

O estudo de caso sobre o São Francisco integra projeto anterior do pintor cearense, batizado de “Quatro estações”. Inspirado na obra “As Quatro Estações”, do compositor italiano Antônio Vivaldi, Francisco Ivo pintou as primeiras telas da série, pensando nas condições ambientais em que o planeta se encontrava no século XVIII.

Cada estação é associada a um fenômeno ou processo humano com impacto no meio ambiente, como a ocupação urbana, o consumo desenfreado, a industrialização e o desmatamento. Foi com base nessa concepção que Ivo decidiu expandir a série de pinturas e realizar o estudo de caso sobre a bacia hidrográfica, ampliando o olhar sobre a dicotomia natureza-degradação e trazendo a realidade do Velho Chico para sua coleção.

O Artista

Membro da Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro, Francisco Ivo estudou desenho de arquitetura e produziu suas primeiras pinturas nos anos 1980, tendo a arte NAIF como inspiração. Em 1987, concluiu o curso de Geologia e, em seguida, mudou-se para o Rio de Janeiro, fixando residência em Niterói. Cursou aulas de pintura na Sociedade Brasileira de Belas Artes, no Rio. Em 2016, deu início a exposições individuais por seleção.

A trajetória do artista Francisco Ivo traz curiosidades. É trineto de uma importante personagem da história política cearense, Fideralina Augusto Lima, conhecida como “a matriarca de Lavras da Mangabeira”. Personagem forte, em uma época na qual a política era totalmente comandada por homens, Dona Fideralina teve sua história contada em livro de Dimas Macêdo, lançado em outubro (bit.ly/2A2wBwF). Antes, inspirou romance da escritora Rachel de Queiroz, no livro “Memorial de Maria Moura”. Dona Fideralina era avó de Sinhá D´Amora, figura importante das artes plásticas no Ceará e do Brasil, que acabou por também influenciar a veia artística de Francisco Ivo, seu sobrinho-neto.

Manuela D’Ávila, presidenciável do PCdoB cumprirá agenda em Fortaleza

A deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB/RS) cumprirá agenda em Fortaleza, próxima na segunda-feira.

Às 15 horas, na Assembleia Legislativa, ela falará no seminário 16 Dias de Ativismo – Direitos, Lutas e Resistências da Mulher.

Manuela atende a um convite principalmente do seu partido, pois aqui chegará já posando, pela primeira vez, de presidenciável da legenda, devendo manter contatos não só com a cúpula partidária e movimentos sociais, mas, também, com a imprensa.

Ilário Marques não vê “escândalo” numa aliança Camilo-Eunício

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

Se depender de Ilário Marques, prefeito de Quixadá, a reaproximação do governador Camilo Santana (PT) com o senador Eunício Oliveira (PMDB) está mais do que abençoado.

Para ele, a aproximação que se verifica entre os dois, com o peemedebista ajudando a liberar recursos para o Estado, tem amplas condições de virar acordo político. “Pode dar casamento político. Isso não é nenhum escândalo. As forças políticas às vezes racham, brigam, mas isso é normal”, afirma Ilário.

Lembrado de que a maioria dos petistas chama Eunício de golpista por ter apoiado o impeachment de Dilma Rousseff, reagiu: “Ele (Eunício) é quem vai prestar contas sobre sua posição para a história”.

Projeto proíbe guarda de chaves de cofres por bancários

O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (23/11), o projeto de lei 76/17, de autoria do Poder Executivo, que estabelece normas de segurança em estabelecimentos bancários do estado do Ceará. Entre as regras definidas estão a instalação de portas giratórias nas salas de autoatendimento e na entrada dos espaços de atendimento ao público; de vidros resistentes a projéteis de armas de fogo de grosso calibre; de sistema de monitoramento interno e externo e de alarme e de equipamento ou tecnologia que inutilize as cédulas em caso de explosão de caixas eletrônicos.

Outro destaque do projeto foi a aprovação da emenda, de autoria do deputado Elmano Freitas (PT), proibindo que bancários(as) de instituições públicas e privadas, guardem em seu poder as chaves dos cofres e agências onde trabalham, além da proibição do transporte de dinheiro por parte dos funcionários(as), devendo o mesmo ser feito apenas por carros-fortes.

A emenda também estabelece a instalação de câmeras de vigilância na parte externa das instituições financeiras públicas e privadas. Esses equipamentos deverão integrar o Sistema de Segurança Pública do Ceará. “Estamos acabando de vez com esse procedimento arcaico da guarda de chaves, protegendo assim a vida dos bancários e suas famílias. A aprovação da nossa emenda é uma vitória para toda população,que passa a ter mais segurança”, comemora Elmano Freitas.

Em Fortaleza, o Black Friday já movimenta lojas desde o começo da madrugada

As campanhas do Black Friday em Fortaleza surtiram efeito no comércio. Desde o fim da noite dessa quinta-feira que filas e mais filas são registradas em pontos comerciais como supermercados principalmente.

Na loja do Extra da avenida Mister Hull, a movimentação foi grande. Os consumidores foram em busca de eletrodomésticos e promoções na área de alimentos e bebidas.

Esta sexta-feira promete mais filas e correrias nas lojas e, também, nos sites das grandes redes.

(Fotos – Walber Freitas e Rhogeryo Oliveira)

Zoológico Sargento Prata ganha 10 cutias

O Parque Zoológico Municipal Sargento Prata, no Passaré, em Fortaleza, ganhou 10 novas cutias vindas do Zoológico São Francisco, em Canindé (distante 117 km de Fortaleza) . Os animais começaram a chegar na última terça-feira, 21. Sete já estão no local e os outros três chegam no início da próxima semana. Com esses, o parque passa a ter 14 roedores da espécie.

Agora é a criançada, principalmente, aproveitar o fim de semana e dar as boas-vindas a esse animaizinhos graciosos.

(Foto – Fábio Lima)

 

Desembargador é punido por uso irregular de carro oficial

O pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) decidiu ontem aplicar sanção disciplinar contra o desembargador Francisco Pedrosa por uso irregular de veículos oficiais da Corte. Por 23 votos a três, Pedrosa foi colocado em disponibilidade com vencimentos proporcionais, segunda punição mais severa possível para magistrados na via administrativa.

Abaixo apenas da aposentadoria compulsória, a pena tem efeito de um afastamento do cargo por pelo menos dois anos, quando o magistrado pode pedir reintegração. Francisco Pedrosa, no entanto, já está afastado da Corte desde setembro passado em decorrência da Operação Expresso 150, que apura suposto esquema de venda de liminares no Judiciário cearense.

A decisão de ontem, no entanto, não diz respeito ao caso, mas a outro episódio. Em 2015, carro oficial de Pedrosa foi alvejado com cinco disparos de arma de fogo enquanto trafegava sem placas de bronze da Corte e fora do horário de serviço. Dias depois, exame feito pelo TJ-CE apontou que o carro também teria tido multas, furtos e uma colisão em situação irregular.

Advogado do magistrado, Valmir Pontes Filho sustentou que os usos fora do expediente foram feitos sem conhecimento ou autorização de Pedrosa. Ele também destaca que o desembargador passou a trafegar com placas normais após receber ameaças. “É descabido exigir que ele tenha certeza de como o motorista usou o carro o tempo todo”.

Embate

Quanto aos disparos, Valmir destaca: “A cidade vive momento de extrema violência, sem nenhuma vinculação com o desembargador (…) responsabilizar ele assim é absolutamente desprovido de fundamento e sentido”. A defesa foi rebatida pela desembargadora Lisete de Sousa Gadelha, relatora do caso, que pediu punição ao colega de Corte.

“É dever legalmente imposto na Lei Orgânica da Magistratura que o magistrado fiscalize assiduamente os seus subordinados. Mais do que qualquer um, ele deve cumprir e fazer cumprir as disposições legais”, disse. “Ao não cumprir, ele assumiu o risco, ampliando chance de roubos e furtos de veículo sob sua responsabilidade”, afirma.

Representante do Ministério Público na sessão, o procurador Alcides Evangelista defendeu sanção disciplinar contra o magistrado. Ele destacou que, apesar de o próprio Pedrosa afirmar ter recebido ameaças em 2015, multas em que carro oficial do desembargador aparece sem placas especiais da Corte já haviam sido registradas desde 2011.

Visivelmente constrangida com o tema, maioria dos desembargadores acompanhou raciocínio do MP e da relatora, inclusive o presidente do TJ, Gladyson Pontes. Jucid Peixoto do Amaral, no entanto, foi enérgico na defesa do colega. “Quem deveria ser julgado com rigor era quem deu o tiro, não quem levou ele”, disse.

“Ele destaca que, na época da ocorrência, a questão das placas especiais não era regulamentada de forma eficaz pela Corte. “Era uma confusão só, transferir para o desembargador não faz sentido”, disse o desembargador.

(O POVO – Repórter Carlos Mazza)

Caso Rakelly – Caseiro é condenado a 31 anos

O caseiro José Leonardo de Vasconcelos Graciano foi condenado nesta quinta-feira, 23, pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Itaitingaa 31 anos e oito meses de prisão pelo assassinato de Rakelly Matias Alves, oito anos. Ele foi julgado pelos crimes de homicídio qualificado, estupro de vulnerável, vilipêndio e ocultação de cadáver.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), o réu confessou os crimes de homicídio e ocultação de cadáver, mas negou ter estuprado a vítima. A defesa de José Leonardo, feita pelo defensor público Vitor Matos Montenegro, solicitou a exclusão das qualificadoras de motivo torpe, da prática do crime para encobrir o estupro e do feminicídio. Já como assistente de acusação atuou Francisco Eugênio Vianna. O julgamento aconteceu no Fórum da Comarca de Itaitinga e a sessão foi presidida pelo juiz Edísio Meira Tejo Neto.

Relembre o caso

A denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE) apontou que o caseiro abordou a menina enquanto os moradores da residência, em Itaitinga, estavam dormindo, para abusar sexualmente dela. A vítima resistiu, mas desmaiou após José Leonardo aplicar asfixia mecânica.

Ao perceber que Rakelly estava morta, o homem a colocou em um saco e jogou o corpo dela em uma cacimba. A Polícia encontrou a criança três dias depois. O crime aconteceu em 2016.

(O POVO)

O POVO ganha Prêmio Gandhi de Jornalismo

Souto Paulino (Agência Boa Notícia) e equipe vencedora do O POVO.

O POVO conquistou o Prêmio Gandhi de Comunicação na categoria Jornalismo Impresso, nesta quinta-feira, 23, com o projeto Educação Inclusiva. Formado por quatro cadernos especiais, o projeto foi publicado nas edições de 12 a 15 de dezembro de 2016 no jornal O POVO, e distribuído a profissionais da rede pública estadual de ensino.

O especial foi escrito pelos repórteres Isabel Costa, Lucas Mota e Rômulo Costa, com edição de Helaine Oliveira e Daniela Nogueira. Os cadernos foram pautados nos verbos “Compreender”, “Conviver”, “Crescer” e “Transformar”. Foram ouvidos gestores públicos, professores e especialistas. Pessoas que trabalham pela causa e que vivem a causa.

“Foi uma contribuição para tentar transformar essa realidade e colocar o jornalismo com sua função social”, destaca Daniela Nogueira.

O prêmio surge na semana em que uma adolescente trans virou notícia após ter renovação de matrícula rejeitada em uma escola de Fortaleza. “A gente fala também da educação inclusiva de conviver com o diferente, de respeitar e acolher. É uma questão de educação”, pondera a editora. “Que sirva de exemplo pra mostrar à sociedade que é possível acolher. E que esse termo, inclusão, serve não apenas para as pessoas com deficiência, mas para queem pensa diferente.

Para a repórter Isabel Costa, o prêmio representa reconhecimento para a visibilidade que a inclusão necessita. “Esse trabalho que a gente faz no O POVO é de construção coletiva, de parceria, de dar boas notícias e destacar iniciativas boas todos os dias”.

“O prêmio é um estímulo para continuar produzindo matérias que falem sobre a necessidade de trazer espaços inclusivos para a escola e que ela seja cada vez mais acolhedora pras pessoas”, afirma Rômulo Costa. “Isso transforma a sociedade”.

Confira a lista de vencedores:

ESTUDANTE

Publicidade e propaganda
UNI7: Campanha “Somos Todos Humanos”

Estudante de Jornalismo em Mídia Eletrônica
UFC: “Além dos muros”
Ana Beatriz Leite, Cadu Freitas, Daniel Duarte, Filipe Pereira, Isabela Arrais, Iury Figueiredo, Larissa Pereira, Marcelo Monteiro e Michel Miron

Estudante de jornalismo em Mídia Impressa
Unifor: Larissa Pacheco com “Parto normal ou cesárea? ”

Trabalho de conclusão de curso
Leticia Alves, repórter do O POVO, e Larissa Wenya, com o trabalho “Conhecer”

Produção de conteúdo online
Rafael Luís Azevedo, “Futebol atrás das grades” (Verminosos por Futebol)

PROFISSIONAIS

Publicidade e propaganda
Campanha “Não fique parado, denuncie”

Jornalismo para Internet
Ethel de Paula, “Esticadores de Horizonte” (Adital)

Fotojornalismo
Natinho Rodrigues, “Rebentos da Seca” (DN)

Radiojornalismo
“Que cor você dá pra sua vida” (Radio FM assembleia)

Telejornalismo
“Adotar, doar e amar” (TV Verdes Mares)

Impresso
“Educação Inclusiva” (O POVO).

Radialistas são homenageados na Assembleia Legislativa

“Essa data homenageia o responsável em apresentar programas e informativos radiofônicos, que trazem comunicação e entretenimento aos ouvintes com suas vozes marcantes”.

A declaração é do deputado estadual Leonardo Araújo (PMDB), autor do requerimento da sessão solene que celebrou na noite desta sexta-feira, no Plenário da Assembleia Legislativa, o Dia do Radialista.

Este blogueiro, que trabalha como repórter na O POVO/CBN, foi um dos homenageados. Também foram homenageados os radialistas Alex Montenegro, Anastacio de Castro, Antônio Abidias De Moraes Pereira, Antônio Viana, Carmen Lúcia Rocha Dummar Azulai, Cyro Thomaz, Donizete Arruda, Emanuel Freitas, Fernando Ribeiro, Fernando Maia, Gleudson Rosa De Oliveira, Hélio Lopes, José Edilson Alves, Luciano Augusto, Luis Paulo Arrais, Márcio Lima, Marcos Evangelista Nery Saraiva, Marcos Aurélio, Miguel Dias De Souza, Narcélio Limaverde, Paulo César Norões, Quintina Quirino Holanda, Renato Abreu, Richard Leite, Roberto Moreira, Sérgio Eduardo Holanda Machado, Tony Nunes e Wando Barros.

(Fotos: Paulo MOska e Ana Aranha)

Equipe cearense de futebol americano promove campanha de doação de sangue

O time cearense de futebol americano, Roma Gladiadores, realiza a campanha “Touchdown pela Vida”, com o objetivo de sensibilizar a sociedade e ampliar o número de doadores de sangue. A equipe irá se reunir para a doação de sangue no Hemoce, a partir das 13 horas do próximo sábado (25), data que celebra o Dia Nacional do Doador de Sangue. Participam da ação: jogadores, diretoria, familiares e fãs de Futebol Americano.

De acordo com a diretora de marketing do time, Anna Regadas, a ação é um gesto de solidariedade do time que visa reforçar a importância da doação de sangue. “Ações como essa são muito importantes para a formação da equipe. O esporte além de propiciar a qualidade de vida, tem também o papel de formar o caráter dos jovens e por isso estamos sempre promovendo ações de cunho social.”, frisou.

O head coach do time, Jardel Martins ressaltou a importância da ação para incentivar as pessoas a doarem. “É nossa responsabilidade como atletas doar um pouco de nosso tempo, nossa saúde e nosso empenho. Esperamos que seja uma corrente do bem que atraia outras pessoas a fazer o mesmo, pois muita gente precisa.”, destacou.

Para o quarterbacker dos Gladiadores, Cícero Sampaio, a iniciativa pode ajudar a salvar várias vidas. “As pessoas podem e devem ajudar sempre que possível. Ao abastecer os bancos de sangue estamos salvando vidas. É algo que fazemos de coração.”, pontuou.

Os interessados devem ir ao Núcleo do Hemoce, que fica na Av. José Bastos, 3390, Rodolfo Teófilo. Informações pelo telefone (85) 3101.2296.

O atendimento é de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30 (exceto feriado), aos sábados das 8h às 16h e aos domingos das 8h às 13h. O doador deve levar documento original com foto e se apresentar em bom estado de saúde, ter acima de 50kg, idade de 16 a 69 anos (menos de 18 devem estar acompanhado de responsável ou levar consentimento formal, por escrito, do seu responsável legal). Quem tiver tomando medicação deverá informar antes.

(Foto: Divulgação)

Ceasa comemora 45 anos nesta sexta-feira, com programação já na madrugada

As Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa) comemora seus 45 anos nesta sexta-feira (24). Para celebrar a data, o órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) realiza uma série de ações no entreposto de Maracanaú.

A programação oficial tem início já na madrugada, às 3 horas, quando uma queima de fogos saúda os permissionários e clientes logo na chegada. A partir das 7h30min, o público será recepcionado com música regional e com a execução do Hino Nacional Brasileiro pela Banda de Música de Maracanaú. Às 8 horas acontece a tradicional missa em ação de graças e, logo em seguida, a solenidade alusiva à comemoração dos 45 anos.

Na ocasião, serão disponibilizados serviços de saúde como aferição de pressão arterial e teste de glicemia, dentre outros. Haverá também distribuição de brindes e blitz promocional nas entradas da Ceasa, distribuição de lixeiras para carro e degustação de frutas e sucos feitos por permissionários do órgão.

(Governo do Ceará / SDA / Foto: Divulgação)

Projeto de José Pimentel quer barrar cobrança abusiva dos planos de saúde

206 1

Os consultórios médicos, clínicas, hospitais e outros prestadores de serviços de saúde podem ser proibidos de exigir que os beneficiários de planos de saúde assinem termo de responsabilidade ou contrato que os obriguem a pagar por serviços prestados, em caso de falência ou inadimplência da operadora do plano. A vedação consta de projeto (PLS 456/2017) apresentado pelo senador José Pimentel (PT). A informação é da Agência Senado.

Segundo Pimentel, decisões recentes de algumas instâncias do poder judiciário têm trazido grande inquietação aos segurados de planos de saúde firmados com operadoras ou seguradoras inadimplentes ou atingidas por processos de falência. Independentemente de o segurado haver honrado seus compromissos com a operadora, a incapacidade de fiscalização do Estado acaba por gerar ônus financeiro insuportável ao cidadão e, ainda, grande insegurança jurídica”, afirmou na justificativa da proposta.

O objetivo do projeto, segundo Pimentel, “é afastar de forma definitiva tais riscos para os segurados”, ao inserir um novo artigo na lei que regulamenta os planos de saúde (Lei 9.656/1998). “Com esta alteração, a lei evitará a abusiva responsabilidade solidária que problemas decorrentes da relação entre operadoras e prestadores de serviço possam acarretar. Dessa forma, a legislação contribuirá, de forma mais efetiva, para a maior solidez do regime de saúde suplementar e para a confiança do segurado nesse regime”, destacou.

A proposta também torna nulos os termos de responsabilidade, contratos ou quaisquer outros documentos assinados entre os segurados dos planos de saúde e os prestadores de serviços. A medida, na avaliação de Pimentel, desobriga os usuários a cumprirem termos de responsabilidade firmados, muitas vezes, em situação de desespero ou ignorância sobre sua legalidade. “O poder judiciário, nessas situações, apega-se ao formalismo e rende-se à maior capacidade econômica do prestador de serviço, decidindo em seu favor ao legitimar uma dívida espúria, leonina e até mesmo imoral”, concluiu o senador.