Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Metrofor – Sai dinheiro para a Linha Leste

314 1

 

O presidente da Caixa, Nelson Antonio de Souza, falando no ato. Sob olhares de Eunício e Camilo.

O Governo do Ceará recebeu cerca de R$ 660 milhões do Orçamento Geral da União, por meio da Caixa Econômica Federal. Os recursos serão empregados na construção do primeiro trecho da Linha Leste do Metrô de Fortaleza. O Estado entra com contrapartida de cerca de R$ 12 milhões. O termo foi assinado nesta manhã desta quinta-feira, no gabinete do governador Camilo Santana (PT). Entre testemunhas, o senador Eunício Oliveira. Ele destacou “o empenho e o comprometimento do ministro Alexandre Baldy (Cidades), em assegurar os recursos para o Estado, sem necessidade de ressarcimento.”

Camilo destacou o empenho também de Eunício Oliveira na conquista desses recursos. “O senador Eunício é o grande maestro dessa conquista, que não é nossa, mas sim de todo o povo cearense. Agradeço ainda ao ministro Baldy e à Caixa, que não mediram esforços pela retomada dessa obra tão importante”, disse o governador.

O presidente nacional Caixa, Nelson Antonio de Souza, afirmou que o metrô é uma das intervenções mais importantes que uma grande capital pode realizar. A liberação, do tamanho montante de recursos, foi considerada por ele como “inédita”.

Metrofor

A Linha Leste do Metrofor vai ligar o Centro de Fortaleza ao bairro Papicu, fazendo conexão com as Linhas Sul e Oeste, com o VLT Parangaba-Mucuripe e com o terminal de ônibus no Papicu. O restante dos recursos para conclusão da obra será obtido por meio de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com quantia que supera R$ 1 bilhão, em vias de contratação.

Durante a solenidade, também foi assinada a homologação da licitação para as obras civis e sistemas de alimentação de energia elétrica, telecomunicações, sinalização e controle, bilhetagem, ventilação e equipamentos de oficina da Linha Leste do Metrofor. O consórcio responsável é formado pela Construtora Ferreira Guedes S/A e Sacyr Construcción S/A.

Paz à base de bala?

Com o título “Paz à base de bala?”, eis artigo de Marcelo Uchoa, advogado e professor universitário. Ele comenta, em tom de crítica, o cenário de investimentos na segurança do Estado feitos pelo governo do Estado. Confira:

Sólon, um dos Sete Sábios da Grécia Antiga, dizia: “não dê a um amigo o conselho mais agradável, mas o mais útil”. A máxima não tem sido aplicada no planejamento da segurança pública do Ceará. Para confrontar a bancada oposicionista da bala a opção tem sido franquear o aconselhamento mais agradável ao plano eleitoral, menos útil à construção de uma sociedade fraterna.

Ao assumir o mandato, em 2015, o governador Camilo Santana emprestou duas valiosas lições à prática política: decidiu não afixar seu retrato nas repartições públicas, determinando fossem os mesmos substituídos por imagens de cidadãs e cidadãos cearenses; conclamou todos os poderes e a sociedade civil a se unirem em torno de uma proposta transformadora para a segurança pública estadual, o Ceará Pacífico, integrando à perspectiva da vigilância institucional ações de infraestrutura, saúde, educação, cultura, meio ambiente, geração de renda e oportunidades, acesso à justiça, etc.

Ontem (04/07), durante a inauguração de uma nova sede do Batalhão do Raio, em Fortaleza, o governador pôs abaixo o simbolismo das duas iniciativas, ao deixar-se contaminar pelo agrado de mau gosto de uma escultura de si elaborada à bala calibre .40. A ação, deseducadora, associada à estratégia de militarização, a todo custo, do Ceará, viabilizada com vultosa convocação de policiais e multiplicação de batalhões repressivos, prestes a ser endurecida com a chegada de um “panóptico” federal, que tornará a vida civil 24h por dia vigiada, desprestigia a concepção do Ceará Pacífico.

Paz não se realiza com terror. Insistir na política do medo para aplacar a criminalidade é uma alternativa que foge à razão. É hora dos órgãos e instituições que integram o Ceará Pacífico levarem ao coletivo a discussão sobre as graves implicações de uma equivocada militarização no Estado. Ao PT cearense cabe ponderar junto ao seu mais ilustre filiado acerca das políticas de segurança em uso, inclusive as estratégias de apelo social. Antes houvesse fotos do governador em todas as repartições estaduais do que uma só imagem sua adornada com bala.

*Marcelo Uchôa

Advogado e Professor Doutor de Direito/Unifor.

Chico Lopes questiona decisão da Enel de não aceitar pagamento da conta de luz via lotéricas

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB) reagiu, na Comissão de Defesa do Consumidor, da Câmara dos Deputados, em Brasília, contra a decisão da Enel Distribuidora de rescindir contrato com a Caixa Econômica Federal e assim não permitir mais o pagamento da conta de luz via lotéricas. A rescisão do convênio da concessionária de energia com a Caixa Econômica Federal prejudica aproximadamente 5 milhões de pessoas no Estado do Ceará, alerta o parlamentar, citando número estimado pelo Sindicato das Empresas Lotéricas e Similares no Estado do Ceará (Sindiloce). O fim do contrato da Enel coma CEF está previsto para 5 de agosto próximo.

“Como é que se justifica tirar da população, que já paga caro pela energia e convive com um serviço que muitas vezes deixa a desejar em termos de qualidade, o direito de pelo menos pagar a conta de forma mais prática, nas lotéricas, sem precisar pegar fila em banco?”, questiona Chico Lopes.

Segunbo Vhico Lops, essa  medida, que deverá ser ruim para os consumidores que moram em Fortaleza, acabará piorando para os que vivem no Interior do Estado, inclusive em municípios em que as lotéricas, muitas vezes, são o único contato da população com os bancos, diz o parlamentar.

“Estamos questionando essa medida, por entender que ela prejudica diretamente o consumidor. A Enel, assim como as demais concessionárias de energia, precisa lembrar que não é somente uma empresa visando ao lucro, e sim uma empresa beneficiada por uma concessão pública, o que traz responsabilidades com o consumidor e com o cidadão”, ressalta Chico Lopes.

(Foto – Agência Câmara)

Presidenciável do PSTU visita Fortaleza

A sindicalista Verá Lúcia, presidenciável do PSTU, visitará Fortaleza neste sábado. Às 9 horas, na sede da sigla, ela divulgará suas propostas e conferirá o lançamento da pré-candidatura de Francisco Gonzaga ao Governo. Gonzaga é líder entre trabalhadores da construção civil do Estado.

Vera tem origem como operária sapateira e nasceu em Pernambuco. Mudou-se para Aracaju, em Sergipe, ainda pequena, fugindo da seca. Entrou na fábrica de calçados bem jovem, onde organizou o sindicato e liderou lutas da categoria. É formada hoje em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe

(Foto – Divulgação)

O pão e a reforma tributária

Com o título “O pão e a reforma tributária”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser lido também no O POVO desta quinta-feira. Confira:

Estudo do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) mostra que a reforma trabalhista fez o empregado perder, em média, R$ 14 em seu salário. Segundo o analista político do Diap, André Santos, “pode parecer pouco para a classe média, mas é muito significativo para quem ganha o salário mínimo”.

Ele fez a declaração no seminário realizado na Câmara dos Deputados com o tema Impactos da Aplicação da Nova Legislação Trabalhista no Brasil, conforme registrou o jornal Valor Econômico (3/7/2018). De fato, R$ 14 representam muito para um trabalhador com salário de R$ 954, pois com o valor pode-se comprar um quilo de pão, por exemplo.

Se o objetivo era “dinamizar a economia e modernizar as relações de trabalho”, disse Santos, a reforma falhou, pois não houve crescimento do emprego de janeiro a março deste ano, com as mudanças já em vigor. Números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) atestam a afirmativa do técnico, revelando que o índice de desemprego atingiu 13,1% no trimestre encerrado em março, com 13,7 milhões de desempregados no País, o maior índice desde maio do ano passado.

Segundo Santos, o trabalho intermitente não deveria ter sido posto em prática da forma “irracional” como foi legalizado, permitindo a demissão de trabalhadores fixos para voltar contratá-los como intermitentes. Para a pesquisadora Marilane Teixeira, da Universidade de Campinas (Unicamp), os “postos de trabalho estão sendo destruídos”, gerando-se empregos predominantemente informais, precários e de baixa remuneração.

Mas pode ser que ambos estejam sendo precipitados, a exemplo das pessoas que acreditaram que o preço da passagem aérea cairia, a partir da cobrança pelo despacho da bagagem. O caso é que houve aumento no preço. Então, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) correu para explicar ao distinto público que era necessário esperar pelo menos cinco anos para avaliar o impacto da medida.

Resta agora perguntar ao governo de Michel Temer quanto tempo será necessário para a reforma trabalhista surtir efeito: cinco, 10 anos? Até lá, quantos quilos de pão o trabalhador irá perder?

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO.

Irmã Cristina, que venceu o “The Voice” italiano, é uma atrações do Festival Halleluya 2018

Irmã Cristina, religiosa que venceu o “The Voice” Itália, é a mais nova atração confirmada para o Festival Halleluya 2018. Segundo a organização do evento, a apresentação dela ocorrerá no último dia do festival, 29 de julho. O Halleluya acontecerá no período de 25 a 29 deste mês, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU).

No programa, a religiosa, da ordem ursulina, afirmou que foi ao concurso animada pelo convite do Papa Francisco de sair das igrejas e conventos para evangelizar e pelo desejo de compartilhar com o mundo o seu dom. Com sua jovialidade, energia e a beleza da voz, irmã Cristina ganhou o coração dos jurados e do público, em especial os jovens.

Irmã Cristina se juntará a outras mais 22 atrações nacionais, no palco principal, como Padre Fábio de Melo, Rosa de Saron, Adriana Arydes, Anjos de Resgate, Missionário Shalom e outros.

Além da programação musical, o evento conta também diversos espaços temáticos como a Tenda Eletrônica, Espaço Games, Espaço Adventure, Lounge Halleluya, Halleluya Kids, Espaço da Misericórdia, com sacerdotes disponíveis para confissão e uma capela com adoração ao Santíssimo Sacramento; o Espaço Vida que concentra a parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) e Espaço Acessibilidade para receber pessoas com necessidades especiais contando com a presença de um intérprete de libras.

SERVIÇO

*O vídeo da estreia na competição, registra mais de 97 milhões de visualizações no Youtube, no link: ( http://www.youtube.com/watch?v=TpaQYSd75Ak ).

SERVIÇO

*Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) – Avenida Alberto Craveiro, 2222 – Castelão – Fortaleza

*Entrada Gratuita

*Programação: Todos os dias, a partir das 19 horas

festivalhalleluya.com

(Foto – Divulgação)

Governo só firma acordo com Porto de Roterdã em outubro

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quinta-feira:

O governador Camilo Santana (PT) queria assinar, neste mês, o contrato com o Porto de Roterdã, mas a documentação só deve ficar pronta em outubro.

O presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Danilo Serpa, informou ontem que a Câmara dos Países Baixos passa por mudanças, depois de ser submetida a processo eleitoral, e a finalização da documentação com o Ceará deve coincidir com o recesso na Assembleia Legislativa.

(Foto – Divulgação)

99 divulga os bares preferidos para assistir aos jogos do Brasil em Fortaleza

253 1

Um levantamento do aplicativo 99, de mobilidade urbana e que integra a gigante chinesa DiDi Chuxing, divulga os locais preferidos pelos fortalezense para assistir aos jogos do Brasil na Copa do Mundo. Isso baseado nos pedidos das corridas.

O campeão foi o Dragão do Mar, na Praia de Iracema, seguido do Carneiro do Ordones, no bairro Parque Araxá (onde, por sinal, assistimos, vez em quando, às partidas). O Boteco Original, em Dionísio Torres, o Boteco Praia, na Beira Mar, e o Sr. Petisco Bar & Petiscaria, no bairro de Fátima, formam o Top Five.

Para o ranking, o time de Pesquisa e Políticas Públicas da 99 analisou o destino e a origem de todas as corridas realizadas em Fortaleza uma hora antes de a bola rolar e uma hora após o término das partidas da primeira fase da Copa e do jogo das oitavas de final.

Confira a lista dos 10 mais da 99:

1 – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – Praia de Iracema

2 – Carneiro do Ordones – Parquelândia

3 – Boteco Original – Dionísio Torres

4 – Boteco Praia – Meireles

5 – Sr. Petisco Bar & Petiscaria – Fátima

6 – Órbita Blue – Vicente Pinzon

7 – Cervejaria Devassa – Edson Queiroz

8 – Academia da Cerveja – Meireles

9 – Ikaro’s Grill – Jardim America

10 – Bar Clandestino – Dionísio Torres

Trabalhadores do Porto do Pecém ameaçam greve

Trabalhadores do Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza), ameaçam greve.

A categoria vive clima de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2018, mas reclama que a diretoria da Companhia de Desenvolvimento do Complexo Portuário e Industrial do Pecém (CIPP S/A) não quer sentar à mesa para discutir propostas.

A CIPP S/A ofereceu apenas o repasse da inflação anual, sem discutir novas cláusulas, reclamam os trabalhadores. Na ultima terça-feira, houve um protesto, mas, segundo o diretor do Sindicato Mova-se, Hernesto Luz, nada de diálogo.

Sobre o caso, o presidente da CIPP S/A, Danilo Serpa, diz que está aberto à negociação, mas lembra que, como é uma empresa do governo, segue o que o governo define, no caso o repasse da inflação. “Eu desconheço greve. Tenho três anos aqui e negociamos sem ameaça de greve. Continuamos abertos ao diálogo”, adianta Serpa.

(Foto – Divulgação)

Hospital Regional de Morada Nova terá reforma concluída

Uma emenda individual apresentada pelo primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Audic Mota (PSB), vai garantir a conclusão das obra de reforma do Hospital Regional Francisco Galvão de Oliveira, de Morada nova (Vale do HJaguaribe). O parlamentar celebrou, na tarde dessa quarta-feira, o Termo de Ajuste entre Secretaria de Saúde do Estado e Prefeitura, o que garantiu a transferência dos recursos para o município realizar os serviços.

O termo foi assinado pelo prefeito Vanderley Nogueira e o secretário-adjunto da Saúde, Marcos Antonio Maia, na presença de Audic Mota, e representa um investimento da ordem de R$ 1,997 milhão.

Na oportunidade, Audic Mota ainda enfatizou que o pleito do hospital foi trazido ao seu gabinete pelo prefeito e seus amigos no município, entre os quais o presidente do Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Morada Nova, Edgar Amaral. Os vereadores Marcos Aurélio Lopes, Hilmar Sérgio e Rose Mary Monteiro e o ex-deputado Franciné Girão também haviam feito o apelo.

(Foto – Divulgação)

Caucaia em clima de II Chitão

O II Chitão de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), foi aberto, nessa noite de quarta-feira, pelo prefeito Naumi Amorim (PMB), em clima de Cras Sede (antigo CSU), localizado no Parque Soledade, lotado.

A primeira noite marcou o início do Festival Municipal de Quadrilhas, com apresentação do grupo infantil da Luar Junino. Os grupos adultos Vozes e Arte, Terra do Sol, Girassol, Sagrado Coração de Jesus, Cumade Zu e Santa Terezinha também fizeram a festança.

Além dos festivais, o público assistirá a shows de artistas locais e poderá prestigiar exposição de artesanato e degustar comidas típicas em barracas temáticas.

Confira a Programação desta quinta-feira:

19 horas: Filhos do Sol (infantil)

19h50min: Tom Gil

20h40min: Cumpadre Justino

21h30min: Zé Testinha

22h20min: Paixão Nordestina

23h10min: Campeã do Festival Municipal.

Cid Gomes discorda de marqueteiro de Ciro e monta equipe de campanha para atuar nas redes sociais

650 3

Marqueteiro da campanha de Ciro Gomes (PDT), o publicitário Miguel Canabarro prega que a eleição deste ano será definida bem longe das arenas virtuais e, acredite se quiser, tenta convencer o pedetista a deixar a internet em segundo plano. É o que informa a Veja Online.

Certo, no entanto, de que Canabarro vive no mundo da lua, o irmão e coordenador da campanha de Ciro, o ex-governador Cid Gomes (PDT), está tendo que se desdobrar para montar, de última hora, uma equipe de marketing na internet.

Em 2018, é o básico.

(Foto – Agência Brasil)

É preciso preservar as Instituições

Com o título “É preciso preservar as Instituições”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Aborda a crise entre o STF e magistrados da Lava Jato. Confira:

O conflito instalado entre Supremo Tribunal Federal (STF) e procuradores, ativos nas redes sociais, principalmente aqueles ligados à operação Lava Jato, está manchando a imagem das instituições. O ambiente tornou-se tóxico e pode transbordar, chegando a um ponto em que se tornará irreversível, levando o País a um transtorno sem precedentes, se a situação não for contida. A crise parece ter-se transferido do parlamento para as instituições jurídicas, com a diferença que o Congresso é justamente o lugar do embate, e mesmo do confronto político.

Porém, o Judiciário e outras instituições ligadas ao Direito, deveriam ter outra forma de comportamento, mais voltada para a prudência, mantendo o compromisso com discrição e com a aplicação da lei, de modo imparcial. Por isso, juízes, desembargadores e ministros de cortes superiores, deveriam evitar manifestar-se fora dos autos, o que, infelizmente, tornou-se muito frequente entre alguns magistrados.

O mesmo se pode dizer de certos procuradores, que resolveram confrontar abertamente a decisão de ministros que contrariam decisões de juízes de primeira instância, ou os métodos utilizados na operação Lava Jato. Foi o que aconteceu nesta semana com a decisão da Segunda Turma do STF de libertar José Dirceu. Em postagem no Twitter, o procurador Deltan Dallagnol, de Curitiba, acusou Dias Tofolli de “cancelar cautelares de seu ex-chefe”, clara referência ao período em que o ministro – antes de assumir o STF – atuou como advogado do PT. Dallagnol insurgiu-se contra a medida de Tofolli, que cancelou a decisão do juiz Sérgio Moro para que Dirceu usasse tornozeleira eletrônica, mesmo com o alvará de soltura do STF. Logo depois, a procuradora Monique Cheker, do Ministério Público Federal de Petrópolis (RJ) insinuou, via postagem no Twitter, que integrantes do STF (sem citar nomes) estariam ganhando “por fora” para beneficiar “companheiros”, afirmando ainda que “não há limite” para os “caras” do STF.

Em seguida entraram em campo as associações de juízes e procuradores, cada uma defendendo a atuação de seus membros.

Não se discute aqui quem está certo ou quem está errado na pendenga. Os indícios apontam que a responsabilidade pode ser dividida entre os contendores. Entretanto, se o processo continuar nesse ritmo, haverá deslegitimação das instituições jurídicas de forma generalizada. Portanto, passou da hora de cada uma das partes recolher as armas e encontrar uma solução para o conflito, para o bem do País.

Prefeituras reclamam da demora no repasse de medicamentos básicos

Da Coluna do Eliomar de Lima no O POVO desta quinta-feira:

Há vários municípios que estão na bronca com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). É que, mesmo pagando em dia pela cota de medicamentos básicos ao Estado, os remédios não estão chegando com celeridade nos postos de saúde dessas cidades. A reclamação é grande por parte das secretarias municipais e, na ponta, pelos pacientes.

Hoje, várias prefeituras compram medicamentos junto com a pasta estadual da saúde, o que é uma medida saudável, até porque acaba barateando os custos e aumentando o poder de negociação do Estado com grandes laboratórios. Mas o problema, no caso, é que a demora na entrega dos pedidos chega a ser de até seis meses, o que compromete o atendimento e a qualidade do serviço.

A Sesa diz que há problemas de burocracia, com licitações ou atraso nos repasses de produtos, mas o cidadão precisa do medicamento. Sem tantas explicações anestésicas.

AMC dará desconto para quem pagar multas por aplicativo

153 1

Uma boa-nova que vem da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Motoristas de Fortaleza poderão pagar multas de trânsito com 40% de desconto. o órgão acaba de adotar o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), aplicativo que foi desenvolvido pelo Denatran com o objetivo de desburocratizar o serviço.

Pelo aplicativo, o proprietário do veículo será notificado mais rapidamente, sem a necessidade de envio de cartas pelos Correios. “Pela simples tela de um celular já é possível tomar ciência da notificação. Caso o condutor tenha interesse em obter o desconto, deve admitir eletronicamente que cometeu a infração, abrindo mão de qualquer tipo de recurso ou defesa prévia”, informa Clébio Lima, chefe do Núcleo de Tecnologia da AMC.

O aplicativo é gratuito e já está disponível para os sistemas Android e iOS. Os usuários que desejam ter acesso às funcionalidades irão precisar baixar o aplicativo batizado de SNE. Também precisarão criar uma conta pessoal e cadastrar dados do veículo.

Após essa etapa, o usuário poderá conhecer detalhes de cada multa, copiar o código de pagamento e efetuá-lo. A baixa da notificação será feita automaticamente.

BNB comemora R$ 224 bilhões já financiados pelo FNE

Ao longo dos 30 anos de existência, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) financiou o equivalente a R$ 224 bilhões na economia dos estados do Nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. “O FNE é único instrumento efetivo de política pública que a região Nordeste tem para redução das desigualdades regionais através do crédito, promovendo a geração de emprego e renda”, avaliou Romildo Rolim, presidente do Banco do Nordeste (BNB), durante o XXIV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, que acontece até hoje.

Com o tema “Mais Negócios, Novos Desafios”, o evento reúne estudiosos e gestores de instituições públicas e privadas para discutir empreendedorismo, tecnologias, infraestrutura, instrumentos de inclusão financeira e o futuro do agronegócio no Nordeste brasileiro, na sede do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza. O fórum integra o aniversário de 66 anos do Banco e os 30 anos do FNE.

Na solenidade de abertura, o presidente do BNB, Romildo Rolim, destacou os dois pilares que historicamente têm posicionado a instituição na liderança de seu mercado: o crédito de longo prazo e o microcrédito. “Dentro da ética, da conformidade, com integridade, então a gente cumpre nosso papel de banco de desenvolvimento da região”.

Fomentador do agronegócio, o BNB lançou há um mês a linha de crédito Agro Digital, que vai praticar a menor taxa de juros dentro dos programas do FNE, 5% ao ano, explica Luiz Sérgio Farias Machado, superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio do BNB. “Se considerarmos uma inflação projetada de 4%, teremos taxa de juros real de 1%, menor do que a taxa em países mais desenvolvidos”.

O programa visa financiar máquinas, veículos aéreos não tripulados (VANT) para monitoramento da produção e rastreamento dos animais, sistema de gestão para integrar o agronegócio do Nordeste às bolsas de valores e sistema de controle de vazão para a automação da água.

Atualmente, 54% de todo crédito rural que é aplicado na região Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo, advém do BNB, destaca Farias, que moderou o painel “O Futuro do Agronegócio”.

Apostando no desenvolvimento de infraestrutura, o BNB destinou em 2018 o valor de R$ 14,5 bilhões em investimentos. “Valor maior do que ano passado, que foi de R$ 3,6 bilhões. E a expectativa é que a gente supere essa marca”, prevê Helton Chagas Mendes, superintendente de Negócios de Atacado e Governo do BNB. O aumento do aporte vai gerar demandas para segmentos como indústria, comércio, serviço.

(O POVO – Repórter Cristina Fontenele/Foto – Evilázio Bezerra)

Chacina das Cajazeiras – Mais de 100 tiros disparados

Quando técnicos da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) chegaram à rua Madre Tereza de Calcutá, nas Cajazeiras, na madrugada de 27 de janeiro, viram o cenário de um massacre.

Cerca de uma hora antes, o que era para ter sido noite de festa acabou em terror, após seis atiradores invadirem o local e deixarem 14 mortos e 18 feridos. Ao final dos trabalhos, peritos haviam recolhido 102 cápsulas disparadas na matança, maior chacina da história do Ceará.

Como há sinais de que a cena do crime foi alterada, número de disparos pode ter sido ainda maior. A informação consta em laudo pericial, obtido pelo O POVO, do inquérito do caso, que ficou conhecido como chacina das Cajazeiras. O inquérito chegou nesta terça-feira ao Ministério Público, que avaliará quem será denunciado pelo crime.

Nas 23 páginas do laudo, peritos descrevem o massacre, promovido pela facção Guardiões do Estado (GDE) na casa de shows “Forró do Gago”. Já o inquérito do caso, que completou cinco meses na semana passada, soma 330 páginas.

Ultrapassando bloqueio de viaturas da Polícia Militar, quatro peritos chegaram à cena do crime na madrugada. Era 1h54min.

Naquela hora, os feridos no ataque já haviam sido encaminhados ao Instituto José Frota (IJF) e dois delegados cumpriam diligências. Após instalarem iluminação artificial, os técnicos reconstituíram passos da passagem da morte pela rua de chão batido.

Uma das primeiras vítimas foi Natanael Abreu da Silva, 25, que trabalhava como motorista do Uber na hora e passava pelo local. Vindo pela rua Irmã Dorothy, próxima ao galpão da festa, os seis criminosos passaram a disparar contra o Ford Fiesta de Natanael no cruzamento com a rua Madre Tereza. Nove tiros atingiram o motorista. Era por volta de 00h40min do sábado.

A julgar por dois ferimentos na mão direita, Natanael tentou desesperadamente se proteger. Os criminosos continuaram atirando, acertando mais dois disparos na cabeça e cinco no corpo. No mesmo local, outra vítima foi alvejada 17 vezes, oito delas nos braços – marcas de defesa. Próximo dos dois, peritos recolheram 34 cápsulas de quatro calibres diferentes.

O massacre cruzou então para a rua Madre Tereza, onde a festa seguia. Na parte externa da casa de shows, oito pessoas foram mortas, entre elas o vendedor de churrasquinho Antônio José Dias e cinco mulheres. Segundo testemunhas, algumas das vítimas não tentaram fugir pois, por não possuírem relação com facções criminosas, acreditavam que seriam poupadas.

A fé das vítimas não encontrou correspondência entre os algozes, com metade das cápsulas recolhidas pela perícia, 51, sendo encontradas nesta área, em frente ao local da festa.

Segundo o laudo, a ausência de convergência dos atiradores indica ainda que boa parte dos disparos ocorreu de forma aleatória ou até “a esmo”, atingindo casas e comércios próximos.

Foi neste local que duas vítimas menores de idade, uma de 15 e outra 17 anos, foram encontradas mortas. Outro menor, filho do vendedor de churrasquinho, que auxiliava o pai, também foi baleado, mas se fingiu de morto e sobreviveu. Segundo relatos, duas das mulheres foram executadas a sangue frio com tiros na cabeça, mesmo após levantarem os braços e, implorando pela vida, negarem qualquer envolvimento com facções criminosas.

De lá, o grupo entrou ainda no salão do Forró do Gago, efetuando mais disparos em pessoas que tentavam fugir pelas telhas de casas vizinhas e perseguindo um grupo que tentava fugir por um portão localizado aos fundos da casa de show. Do outro lado deste acesso, foram encontrados três cadáveres de mulheres. Outro homem, que tentava fugir pelo telhado, também foi baleado e morreu.

Depois do massacre no terreno adjacente à casa de shows, ainda segundo o inquérito, os seis atiradores deixaram o local em dois veículos (um Siena de cor preta e um Golf de cor branca). Segundo testemunhas, eles teriam gritado frases em referência ao número “745” (GDE, na ordem do alfabeto), durante a execução da chacina e da fuga.

As 14 vítimas

ANTÔNIO GILSON RIBEIRO XAVIER, 31: Andava por uma rua próxima da chacina. Foi alvejado por 17 tiros, seis no corpo, três nas costas e oito nos braços.

NATANAEL ABREU DA SILVA, 25: Trabalhava como motorista do Uber quando foi surpreendido pelos criminosos. Recebeu nove tiros, dois na cabeça, cinco no corpo e dois nas mãos.

ANTÔNIO JOSÉ DIAS DE OLIVEIRA, 55: Trabalhava vendendo lanches no local. Recebeu dois tiros na cabeça. O filho menor, que o acompanhava, também foi baleado pelos criminosos.

RAIMUNDO DA CUNHA DIAS, 48: Morto na frente da entrada do Forró do Gago, com um tiro na cabeça, um no ombro e múltiplos ferimentos no antebraço.

RAQUEL MARTINS NEVES, 22: Morta em frente ao portão de uma casa vizinha à festa. Recebeu 15 tiros, cinco nos braços, seis nas pernas, um no corpo, um na cabeça e dois nas costas.

WESLEY BRENDO SANTOS NASCIMENTO, 24: Foi perseguido e morto enquanto fugia pela rua Madre Tereza de Calcutá. Recebeu três tiros na cabeça realizados a curta distância.

MARIA TATIANA DA COSTA FERREIRA, 17: Morta junta com um grupo de jovens que tentava fugir para terreno próximo ao local da chacina. Recebeu um tiro no peito.

BRENDA OLIVEIRA DE MENEZES, 19: Outra integrante do grupo de jovens. Morta com três disparos, um na cabeça, um no ombro e outro no braço.

MAIRA SANTOS DA SILVA, 15: Vítima mais jovem da chacina, foi morta com um tiro na cabeça junto com o grupo que tentava se evadir do local pela rua Madre Tereza de Calcutá.

MARIZA MARA NASCIMENTO DA SILVA, 37: Outra das jovens que tentava se abrigar em residência vizinha à festa. Foi executada com dois tiros na cabeça.

LUANA RAMOS SILVA, 22: Estava no grupo que fugiu para terreno vizinho por um portão localizado nos fundos da festa. Perseguida, foi morta com três tiros nos ombros e três nas costas.

EDNEUSA PEREIRA DE ALBUQUERQUE, 38: Morta com dois tiros nas coxas, foi encontrada também no quintal vizinho ao local da festa.

RENATA NUNES DE SOUSA, 32: Morta com um tiro no abdômen, ao lado de outras duas mulheres que conseguiram fugir por portão nos fundos da festa.

JOSÉ JEFFERSON DE SOUZA FERREIRA, 21: Conseguiu fugir para um imóvel próximo da festa, mas acabou morrendo após ser alvejado por dois tiros na cabeça.

102 cápsulas foram recolhidas pela perícia*

*como havia sinais de que a cena do crime foi violada, peritos apontam a possibilidade de que mais projéteis tenham sido disparados

54 de calibre 9mm

33 de calibre .380 ACP

3 de calibre .38

6 de calibre .40 S&W

2 de calibre .12

35 PERFURAÇÕES de balas foram encontradas na região

67 TIROS pelo menos, acertaram alguma das vítimas fatais.

(O POVO – Repórter Carlos Mazza/Foto – Evilázio Bezerra)

Coral da UFC tem inscrições para novos alunos

O Coral Canto da Casa – projeto da Casa da Voz da Universidade Federal do Ceará (UFC) – está recebendo novos alunos. Para se inscrever, tem que ter entre 14 a 21 anos e estudar em escola pública. As inscrições são realizadas na sede da EIM Instalações Industriais, nas segundas, quartas e sextas, das 14h às 17h, no bairro Cambeba.

O Coral é um projeto da Casa da Voz da UFC que, através da Associação de Amigos do Coral da UFC (ACUFC) e das parcerias firmadas entre Enel Distribuição Ceará e EIM Instalações industriais, objetiva a formação musical de estudantes adolescentes de escolas públicas.

Almeja desenvolver o potencial humano através da arte e estimular a solidariedade pela criação e expressão musical. Cumpre assim os verdadeiros objetivos da extensão universitária, na configuração de um coro jovem que congrega a comunidade e que conta com o apoio e o compromisso social de agentes dos setores acadêmico, artístico e empresarial.

Contemplado pelo VIII Edital Mecenas do Ceará, da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, integra os projetos da Plataforma Sinfonia do Amanhã, mantida pela Enel em parceria com o Governo do Estado do Ceará. Os ensaios são realizados na sede da EIM Instalações Industriais.

(Colaborou a jornalista Caroline Borralho / Foto: Divulgação)